Publicidade

Arquivo da Categoria Copa do Brasil

sexta-feira, 18 de maio de 2012 Copa do Brasil, Estatísticas, História | 14:25

Grêmio pode alcançar marcas históricas na Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Com a vitória sobre o Bahia, ontem, por 2 x 1, o Grêmio chegou a sua sétima vitória em sete jogos na Copa do Brasil de 2012. Essa campanha com 100% de aproveitamento nos primeiros jogos repete as duas melhores sequências obtidas desde 1989. Em 1995, o Flamengo, também dirigido por Vanderlei Luxemburgo, ganhou seus sete primeiros jogos. Aquela equipe, que tinha Romário e Sávio no ataque, só foi empatar no 8º jogo, na partida de volta das quartas de final, contra o Cruzeiro (1 x 1). Na fase seguinte, porém, o time caiu diante do Grêmio.

Já no ano passado, o Coritiba também ganhou os seus sete primeiros jogos e foi perder justamente no jogo de volta das quartas de final. Depois de golear o Palmeiras no jogo de ida (6 x 0), o Coxa foi derrotado no Pacaembu (2 x 0), na partida que também quebrou a série de 24 vitórias consecutivas da equipe paranaense no ano.

O Grêmio, agora em 2012, jogará com o Bahia em casa e poderá alcançar a 8ª vitória consecutiva na Copa do Brasil e atingir então um feito inédito na competição.

Além disso, a equipe de Luxemburgo poderá se tornar o 9º campeão invicto em 24 edições da Copa do Brasil. Porém, ainda tem a chance de ser o único a levantar a taça com 100% de aproveitamento. Para isso, deverá vencer os cinco jogos restantes. Difícil, mas possível.

Até hoje, dos quatro títulos do Tricolor Gaúcho na Copa do Brasil, três foram de forma invicta (1989, 1994 e 1997). Os outros clubes que conseguiram levantar a taça sem derrota foram Flamengo (1990), Criciúma (1991), Corinthians (1995) e Cruzeiro (2000 e 2003). Em 2003, aliás, o técnico da Raposa era justamente Vanderlei Luxemburgo.

Com 7 vitórias, o Grêmio também está próximo de alcançar o recorde de vitórias em uma única edição, do Coritiba, em 2011, que venceu 9 de seus 12 jogos. Se chegar à final, o Grêmio poderá até superar essa marca.

Outro recorde a ser batido pelo Grêmio em 2012 pode ser o do melhor aproveitamento de um campeão. Até hoje, as melhores campanhas são a do próprio Grêmio de 1989 e do Corinthians de 1995. Ambos venceram 8 e empataram 2 de seus 10 jogos, ficando com um aproveitamento de 86,7% dos pontos. Para superar, o time de Luxa precisá, pelo menos, vencer três e empatar dois dos jogos restantes.

Para completar, o Grêmio tem a chance de se tornar o maior campeão da história da Copa do Brasil, com cinco conquistas. Como o Cruzeiro já foi eliminado, e divide hoje o ranking dos maiores campeões com o Grêmio, o Tricolor Gaúcho segue firme na busca pela hegemonia da Copa do Brasil.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 4 de maio de 2012 Copa do Brasil | 10:46

Relembre as eliminações do Atlético-MG na Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Clube que mais vezes disputou a Copa do Brasil (23 participações em 24 edições, ao lado do  Vitória), o Atlético-MG é também o que mais acumula eliminações no torneio: caiu em todas as suas 23 tentativas de chegar à final.

Ontem, diante do Goiás, levou um gol no finalzinho da partida e deu adeus ao torneio já nas oitavas de final. A eliminação precoce foi a 7ª do Galo nas oitavas de final (havia caído anteriormente na mesma fase em 1991, 1992, 1996, 1997, 1998 e 2009). Até hoje, as melhores colocações do time foram as semifinais de 2000 e 2002. Em outras quatro Copas o Galo caiu na segunda fase (1999, 2001, 2004 e 2011). Já em dez oportunidades o time foi eliminado nas quartas de final (1989, 1990, 1994, 1995, 2003, 2005, 2006, 2007, 2008 e 2010).

Diante do Goiás, o Atlético-MG sofreu sua quarta eliminação em 23 participações. O time goiano é o maior algoz do Galo na competição. Anteriormente, o Goiás passou pelo time mineiro nas edições de 1989, 1990 e 2001. Outros que já tiraram o Atlético-MG mais de uma vez do torneio foram: Botafogo (2007 e 2008), Criciúma (1991 e 1992) e Vasco (1994 e 1995).

Outra curiosidade da eliminação do Atlético-MG na Copa do Brasil é que essa foi a 9ª vez em 23 edições que o clube caiu diante de um adversário que não estava na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Além do Goiás em 2012, o Galo já foi eliminado pelo Criciúma (1991 e 1992), Bahia (1999), Sport (2003), Santo André (2004), Ceará (2005) e Grêmio Prudente (2011), todos que disputaram a Série B no mesmo ano. Além deles, o Atlético-MG foi eliminado ainda diante do Brasiliense na semifinal de 2002, clube que foi campeão da Série C naquele ano.

Já o técnico Cuca fracassou em sua sexta tentativa de ganhar a Copa do Brasil. Em 2000, não passou da primeira fase com o Avaí, diante do Caxias. Em 2002, caiu com o Criciúma na segunda fase contra a Portuguesa. Em 2005, quando dirigia o Flamengo, foi eliminado pelo Ceará nas oitavas. Em 2007 e 2008, levou o Botafogo à semifinal nas duas edições. Na primeira, perdeu para o Figueirense. Na segunda, caiu diante o Corinthians. Agora, em 2012, foi eliminado pelo Goiás.

Confira abaixo as campanhas do Atlético-MG em sua decepcionante história na Copa do Brasil:

Ano Fase PG J V E D GP GC Algoz Divisão
1989 Quartas 9 6 4 1 1 16 4 Goiás
1990 Quartas 8 6 3 2 1 11 4 Goiás
1991 Oitavas 4 4 2 0 2 12 2 Criciúma
1992 Oitavas 6 4 3 0 1 6 3 Criciúma
1994 Quartas 6 6 3 0 3 13 12 Vasco
1995 Quartas 11 6 3 2 1 8 6 Vasco
1996 Oitavas 6 4 2 0 2 6 8 Palmeiras
1997 Oitavas 5 4 1 2 1 7 7 Corinthians
1998 Oitavas 11 6 3 2 1 16 5 Paraná
1999 Segunda 4 3 1 1 1 4 2 Bahia
2000 Semifinal 5 6 0 5 1 8 11 São Paulo
2001 Segunda 4 3 1 1 1 9 5 Goiás
2002 Semifinal 12 10 4 0 6 17 17 Brasiliense
2003 Quartas 21 8 7 0 1 18 7 Sport
2004 Segunda 6 4 2 0 2 9 8 Santo André
2005 Quartas 14 7 4 2 1 17 8 Ceará
2006 Quartas 10 7 3 1 3 13 11 Flamengo
2007 Quartas 14 7 4 2 1 10 5 Botafogo
2008 Quartas 11 7 3 2 2 16 8 Botafogo
2009 Oitavas 10 5 3 1 1 12 5 Vitória
2010 Quartas 15 7 5 0 2 20 6 Santos
2011 Segunda 7 4 2 1 1 12 5 Grêmio Prudente
2012 Oitavas 9 4 3 0 1 10 4 Goiás

.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 10 de abril de 2012 Copa do Brasil, História | 08:59

Os clubes que mais eliminaram o jogo de volta na Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Nesta semana, alguns grandes terão a chance de eliminar o jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil. Amanhã, Atlético-MG, Cruzeiro e São Paulo tentarão vencer por pelo menos dois de diferença para se garantirem nas oitavas de final sem a necessidade do volta. Na primeira fase, a dupla mineira já conseguiu essa feito. Assim, como Ceará, Ipatinga, Juventude, Paysandu, ABC, Bahia, Criciúma, Náutico e Sport. Na segunda fase, por enquanto, apenas o Palmeiras eliminou o segundo jogo. Amanhã e quinta estarão em campo também tentando a classificação antecipada o Bahia, o Vitória, o Paraná e Náutico.

Criada em 1989, a Copa do Brasil passou a contar com essa regra de eliminar o jogo de volta em 1995. Naquele ano, porém, os clubes precisam de três gols de diferença para garantirem a classificação antecipada. E apenas o São Paulo, que bateu o Náutico por 4 x 1 nos Aflitos, conseguiu avançar naquela edição. No ano seguinte, 1996, a regra passou a valer para quem ganhasse por dois de diferença. Porém, só para a fase preliminar e primeira fase. Já a partir de 1999, quando o torneio passou a contar com 64 clubes, o regulamento passou a permitir a eliminação na primeira e na segunda fase.

Desde então, apenas oito clubes conseguiram eliminar os dois jogos de volta (na primeira e na segunda fase), em uma só edição: São Paulo (1999), Flamengo (2001, 2009 e 2011), Corinthians (2004 e 2009), Cruzeiro (2006), Goiás (2008 e 2011), Palmeiras (2008), Internacional (2008) e Vasco (2009).

No geral, o Corinthians é o clube que mais vezes eliminou o jogo de volta na história da competição (11 vezes). Veja a lista de quem conseguiu eliminar o segundo jogo na Copa do Brasil:

Clube Vezes
Corinthians 11
Flamengo 10
Atlético-MG 9
Cruzeiro 8
Vasco 8
Atlético-PR 7
Goiás 7
Palmeiras 7
Botafogo 6
Fluminense 6
Internacional 6
São Paulo 6
Bahia 5
Juventude 5
Fortaleza 4
Santos 4
Sport 4
Ceará 3
Coritiba 3
Grêmio 3
Náutico 3
Portuguesa 3
Santa Cruz 3
Vila Nova 3
Vitória 3
América-MG 2
Avaí 2
Brasiliense 2
Criciúma 2
Gama 2
Guarani 2
Ipatinga 2
Paraná 2
Paysandu 2
São Caetano 2
ABC 1
Americano 1
Atlético-GO 1
Caxias 1
Figueirense 1
Iraty 1
Juventus-AC 1
Moto Clube 1
Nacional-AM 1
Noroeste 1
Remo 1
Santo André 1
Uberaba 1
Volta Redonda 1
Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 15 de março de 2012 Artilheiros, Copa do Brasil, Estatísticas, História | 10:30

Luís Fabiano e os maiores artilheiros da Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Ainda longe de sua melhor forma, o atacante Luís Fabiano relembrou seus bons tempos de goleador ontem, na vitória do São Paulo por 4 x 0 sobre o Independente-PA. O atacante aproveitou a fragilidade do adversário e marcou os 4 gols da vitória tricolor. Desse forma, Luís Fabiano chegou a 18 gols na história da Copa do Brasil, desde 1999, quando jogou pela Ponte Preta. Agora, o atacante figura na lista dos maiores artilheiros da competição desde 1989. O principal artilheiro, Romário, tem o dobro de gols de atacante são-paulino.

Confira a lista dos maiores artilheiro da Copa do Brasil entre 1989 e 2012:

Jogador Gols Jogos Início Final
Romário 36 46 1995 2007
Viola 29 44 1989 2005
Fred 28 30 2004 2010
Oséas 28 53 1996 2004
Paulo Nunes 28 58 1993 2001
Dodô 26 48 1995 2010
Evair 24 36 1992 2003
Deivid 24 34 2000 2011
Gérson 23 26 1989 1992
Marcelinho Carioca 23 56 1989 2004
França 22 36 1994 2002
Zinho 21 71 1989 2005
Agnaldo 20 37 1997 2005
Alecsandro 19 35 2003 2011
Luizão 19 30 1996 2006
Marcelo Ramos 19 46 1992 2008
Marques 19 50 1992 2010
Luís Fabiano 18 22 1999 2012
Euller 18 34 1993 2006
Fábio Júnior 18 29 1998 2012
Guilherme 17 36 1998 2005
Valdir 17 39 1992 2004

.

Autor de 4 gols ontem, Luís Fabiano ficou próximo do seu próprio recorde, de 5 gols, em um único jogo, justamente na Copa do Brasil. Em 2003, o atacante marcou cinco vezes na goleada de 6 x 0 sobre o São Raimundo-AM, também no Morumbi.

Confira abaixo os recordistas de gols em um único jogo na história da Copa do Brasil:

5 gols

Gérson (Atlético-MG)
28/2/1991
Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI

Viola (Santos)
10/3/1999
Santos 6 x 0 Sinop-MT

Luís Fabiano (São Paulo)
12/3/2003
São Paulo 6 x 0 São Raimundo-AM

Obina (Atlético-MG)
24/2/2010
Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG

Neymar (Santos)
14/4/2010
Santos 8 x 1 Guarani

4 gols

Gilson (Grêmio)
24/3/1993
Grêmio 5 x 2 Sorriso-MT

Rudnei (Internacional)
6/4/1993
Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO

Paulo Rink (Atlético-PR)
20/2/1997
CSA 2 x 6 Atlético-PR

Viola (Palmeiras)
15/4/1997
Ceará 2 x 5 Palmeiras

Romário (Flamengo)
9/4/1998
Flamengo 5 x 2 Vitória

Flávio (Juventude)
7/4/1999
Juventude 6 x 0 Fluminense

Washington (Ponte Preta)
21/3/2001
Ponte Preta 8 x 1 Castanhal-PA

Zé Carlos (Guarani)
22/3/2001
Guarani 4 x 1 Caxias-RS

Washington (Ponte Preta)
23/5/2001
Ponte Preta 5 x 2 Fortaleza

Gil Baiano (Brasiliense)
6/4/2002
Brasiliense 4 x 1 Confiança-SE

Fred (Cruzeiro)
16/2/2005
Sergipe 0 x 7 Cruzeiro

Perea (Grêmio)
27/2/2008
Grêmio 6 x 0 Grêmio Jaciara-MT

Rafael Moura (Goiás)
31/3/2010
Goiás 7 x 0 São José-AP

Adriano (Palmeiras)
2/3/2011
Palmeiras 5 x 1 Comercial-PI

Luís Fabiano (São Paulo)
14/3/2012
São Paulo 4 x 0 Independente-PA

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011 Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Copa Libertadores, Técnicos | 11:23

Os técnicos que mais conquistaram vagas na Libertadores desde 2003

Compartilhe: Twitter

Desde o início da era dos pontos corridos, em 2003, dois treinadores se destacaram pelos títulos: Muricy Ramalho (tetracampeão 2006, 2007, 2008 e 2010) e Vanderlei Luxemburgo (2003 e 2004). E os dois são também aqueles que mais conquistaram vagas para seus clubes na Copa Libertadores no período.

Muricy Ramalho, desde 2003, colocou seis vezes os clubes que dirigiu na Libertadores, sendo seis pelo Brasileirão e uma após a conquista da Copa Libertadores. Já Luxemburgo conquistou cinco vagas na Libertadores e está prestes a chegar a sua sexta, caso o Flamengo empate ou ganhe do Vasco ou ainda se Inter, Coritiba e Figueirense não ganharem seus jogos.

Émerson Leão, que já conquistou três vagas na Libertadores, curiosamente três primeiras edições, luta agora, com o São Paulo para tentar novamente alcançar esse feito. Está difícil, mas ainda é possível. Dorival Júnior, do Inter, também está na briga por uma vaga, que seria sua terceira nos últimos anos.

Confira abaixo quais são os técnicos que mais conquistaram vagas na Libertadores desde 2003 pelo Brasileiro, pelo título da Copa do Brasil e também pela conquista da própria Libertadores:

Muricy Ramalho 6 Internacional (2005), São Paulo (2006, 2007 e 2008), Fluminense (2010) e Santos (2011)**
V. Luxemburgo 5 Cruzeiro (2003)*, Santos (2004, 2006 e 2007) e Palmeiras (2008)
Émerson Leão 3 Santos (2003), São Paulo (2004) e Palmeiras (2005)
Tite 3 São Caetano (2003) e Corinthians (2010 e 2011)
Abel Braga 2 Internacional (2006)** e Fluminense (2011)
Adílson Batista 2 Cruzeiro (2008 e 2009)
Celso Roth 2 Grêmio (2008) e Internacional (2010)**
Dorival Júnior 2 Cruzeiro (2007) e Santos (2010)*
Mano Menezes 2 Grêmio (2006) e Corinthians (2009)*
Renato Gaúcho 2 Fluminense (2007) e Grêmio (2010)*
Ricardo Gomes 2 São Paulo (2009) e Vasco (2011)*
Andrade 1 Flamengo (2009)
Antônio Lopes 1 Corinthians (2005)
Caio Júnior 1 Paraná (2006)
Cuca 1 Cruzeiro (2010)
Estevam Soares 1 Palmeiras (2004)
Geninho 1 Goiás (2005)
Joel Santana 1 Flamengo (2007)
Levir Culpi 1 Atlético-PR (2004)
Mário Sérgio 1 Internacional (2009)
Nelsinho Baptista 1 Sport (2008)*
Ney Franco 1 Flamengo (2006)*
Paulo Autuori 1 São Paulo (2005)**
Paulo Bonamigo 1 Coritiba (2003)
Péricles Chamusca 1 Santo André (2004)*
Roberto Rojas 1 São Paulo (2003)
Vágner Mancini 1 Paulista (2005)*

.

* Vagas conquistas pelo título da Copa do Brasil
** Vagas conquistas pelo título da Copa Libertadores
.
.

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 2 de junho de 2011 Copa do Brasil | 12:02

Retrospecto coloca o Vasco perto do título da Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Invicto na Copa do Brasil, o Vasco largou na frente na decisão da Copa do Brasil, ao vencer o Coritiba por 1 x 0, em casa, na primeira partida. Agora, carrega um grande favoritismo para chegar ao inédito título da Copa do Brasil e voltar à Libertadores.

Se não perder, como ainda não aconteceu nessa edição e nos últimos 19 jogos, o Vasco fatura o título. Se pegarmos a campanha do time de Ricardo Gomes fora de casa, a situação fica ainda melhor. Até agora, na atual edição da Copa do Brasil, foram cinco jogos como visitante, com três vitórias (6 x 1 no Comercial-MS, 3 x 0 no Náutico e 2 x 0 no Avaí) e dois empates (0 x 0 com o ABC e 2 x 2 com o Atlético-PR). Além disso, o Vasco tem a melhor defesa da Copa do Brasil, com apenas 6 gols sofridos em 10 jogos.

No confronto direito entre as equipes, o Vasco leva vantagem também. Em 36 jogos, foram 18 vitórias do clube carioca, contra 9 empates e 9 vitórias do Coritiba. Mesmo fora de casa, em Curitiba, o Vasco leva a melhor, com 6 vitórias, 7 empates e 5 derrotas em 18 jogos.

Outro dado importante nessa decisão é que em apenas três das 22 edições da Copa do Brasil realizadas até hoje o time que venceu o primeiro jogo perdeu o título. Em 1992, o Fluminense ganhou do Internacional por 2 x 1 no jogo de ida. Na volta, o Colorado venceu por 1 x 0, gol de pênalti de Célio Silva, no final da partida, e ficou com o título. Em 1998, o Cruzeiro bateu o Palmeiras por 1 x 0, no Mineirão, mas perdeu o título no Morumbi, depois de perder por 2 x 0. Curiosamente, o gol do título palmeirense também saiu bem no final, com Oséas. Já em 2008, o Corinthians fez 3 x 1 no Sport, no jogo de ida, e depois perdeu o título ao ser derrotado por 2 x 0 em Recife.

Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 1 de junho de 2011 Confrontos, Copa do Brasil, Copa Libertadores, História | 12:30

Vasco busca vaga na Libertadores depois de 11 anos

Compartilhe: Twitter

Campeão da Copa Libertadores de 1998, o Vasco começa hoje a decidir a Copa do Brasil, contra o Coritiba. O clube carioca busca o título inédito e também a vaga na Libertadores, a qual não disputa de 2001, ano em que venceu seus oito primeiros jogos mas acabou eliminado pelo Boca Juniors-ARG nas quartas-de-final. Naquela época, o Vasco, comandado por Joel Santana, contava com o craque Romário, além de jogadores como Juninho Paulista, Hélton, Euller, Pedrinho e Viola.

Entre os 12 grandes clubes do futebol brasileiro, apenas o Botafogo e Atlético-MG estão há mais tempo sem disputar a principal competição sul-americana. O Botafogo jogou o torneio pela última vez em 1996. Já o Galo, participou em 2000.

Por outro lado, o Coritiba também luta para retornar à Libertadores. O time paranaense, no entanto, jogou mais recentemente. Em 2004, o time disputou o torneio após ficar na 5ª colocação no Brasileirão de 2003. Dirigido por Antônio Lopes, o Coxa acabou eliminado na primeira fase em 2004. A curiosidade é que o goleiro do Coritiba naquela época era Fernando Prass, hoje no Vasco. Outros destaques daquele time eram o zagueiro Miranda (hoje no São Paulo) e o lateral-esquerdo Adriano (atualmente no Barcelona e na Seleção Brasileira).

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Confira abaixo a lista dos clubes brasileiros que estão há mais tempo sem disputar a Libertadores:

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 13 de maio de 2011 Confrontos, Copa do Brasil, Estatísticas, História | 10:49

Números e curiosidades dos semifinalistas da Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

A Copa do Brasil de 2011 terá uma final inédita pela frente e um campeão inédito. Dos quatro semifinalistas, apenas dois já conseguiram chegar à uma final: Vasco (vice em 2006) e Ceará (vice em 1994). O Coritiba, disputará sua quarta semifinal. Nas outras três anteriores, acabou eliminado. Já o Avaí, que despachou Botafogo e São Paulo, faz sua melhor campanha. Nas seis anteriores, chegou, no máximo, até as oitavas-de-final.

Os dois confrontos da semifinal nunca aconteceram em edições anteriores da Copa do Brasil (Coritiba x Ceará e Vasco x Avaí). Historicamente, entre esses quatro semifinalistas, o Vasco é o clube com o maior número de participações e também o de melhor campanha. O time de São Januário é também o que mais vezes conseguir chegar à semifinal. Confira abaixo:

.

.

..

.

.

,

.

Já na atual edição, o clube que tem o melhor desempenho, por enquanto, é o Coritiba. Em 8 jogos, venceu 7 e perdeu apenas um, para o Palmeiras, no jogo em que podia perder por até 5 gols de diferença. O Coxa, do técnico Marcelo Oliveira, tem também o melhor ataque (19 gols) e a melhor defesa (apenas 4 gols sofridos), entre os semifinalistas. Já Ceará e Vasco seguem invictos na competição. O time cearense, com 3 vitórias e um empate fora de casa, é melhor visitante entre os quatro sobreviventes da Copa do Brasil. Já o Avaí tem dois artilheiros no topo da lista de goleadores da competição: William e Rafael Coelho, com 5 gols, ao lado de Adriano e Kléber, do Palmeiras.

Veja abaixo as campanhas dos semifinalistas da Copa do Brasil e seus artilheiros:


.

.

.

.

.

.

Artilheiros

CEARÁ

3 gols
Washington

2 gols
Geraldo, Iarley e Marcelo Nicácio

1 gol
Euzébio, Fabrício e João Marcos

.

CORITIBA

3 gols
Anderson Aquino e Bill

2 gols
Davi, Emerson, Marcos Aurélio e Rafinha

1 gol
Eltinho, Everton Ribeiro, Geraldo, Jonas e Léo Gago

.

VASCO

3 gols
Alecsandro

2 gols
Bernardo e Marcel

1 gol
Dedé, Diego Souza, Éder Luís, Elton, Felipe Bastos, Jéferson e Rômulo

.

AVAÍ

5 gols
Rafael Coelho e Willian

1 gol
Acleisson, Bruno, Estrada e Marquinhos Gabriel

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 5 de maio de 2011 Copa do Brasil | 22:30

As maiores goleadas sofridas pelo Palmeiras na história

Compartilhe: Twitter

O Palmeiras sofreu hoje uma de suas maiores humilhações ao ser goleado por 6 x 0 pelo Coritiba. A derrota, no Couto Pereira, só não foi maior do que o 7 x 0 sofrido pelo clube no longíquo ano de 1915. Na ocasião, como Palestra Itália, o clube perdeu para o Santos, num amistoso realizado no extinto estádio Velódromo, em São Paulo. E vale lembrar que esse foi apenas o terceiro jogo na história do clube, no dia 3 de outubro de 1915. Antes disso, o Palestra havia vencidoo Savóia, de Votorantim (2 x 0, no dia 24 de janeiro de 1915), e perdido para o Paulistano, 4 x 0, no dia 29 de junho do mesmo ano.

Além do 6 x 0 de hoje, o Palmeiras perdeu apenas mais quatro vezes por esse placar em sua história. A última vez em 1981, quando levou de 6 x 0 do Internacional, no Beira-Rio, pelo Brasileirão daquele ano.

Pela Copa do Brasil, a derrota de hoje superou, no saldo de gols, a goleada de 2003, quando levou de 7 x 2 para o Vitória, em casa. O curioso é que o goleiro Marcos participou dessas duas partidas.

Veja aqui as maiores goleadas sofridas pelo Palmeiras em sua história:

Data Placar Estádio Cidade Competição
03/10/1915 Palestra Itália 0 x 7 Santos Velódromo São Paulo Amistoso
23/04/2003 Palmeiras 2 x 7 Vitória Parque Antártica São Paulo Copa do Brasil
03/10/1959 Santos 7 x 3 Palmeiras Vila Belmiro Santos Paulistão
15/08/1922 Paulistano 6 x 0 Palestra Itália Jardim América São Paulo Amistoso
26/03/1939 São Paulo 6 x 0 Palestra Itália Rua da Mooca São Paulo Paulistão
08/02/1947 River Plate-ARG 6 x 0 Palmeiras Monumental de Nuñez Buenos Aires Amistoso
29/03/1981 Internacional 6 x 0 Palmeiras Beira-Rio Porto Alegre Brasileirão
05/05/2011 Coritiba 6 x 0 Palmeiras Couto Pereira Curitiba Copa do Brasil
05/10/1919 Palestra Itália 1 x 6 Ypiranga Parque Antártica São Paulo Paulistão
12/04/1939 Santos 6 x 1 Palestra Itália Vila Belmiro Santos Amistoso
23/11/1982 Santos 6 x 1 Palmeiras Pacaembu São Paulo Paulistão
23/11/1958 Flamengo 6 x 2 Palmeiras Maracanã Rio de Janeiro Rio-São Paulo
20/05/1962 Ferrroviária 6 x 2 Palmeiras Fonte Luminosa Araraquara Taça Cidade de SP
13/04/1980 Flamengo 6 x 2 Palmeiras Maracanã Rio de Janeiro Brasileirão
04/10/1981 São Paulo 6 x 2 Palmeiras Morumbi São Paulo Paulistão
07/11/2001 Palmeiras 2 x 6 Fluminense Parque Antártica São Paulo Brasileirão
02/09/2007 Cruzeiro 5 x 0 Palmeiras Mineirão Belo Horizonte Brasileirão
22/04/2006 Figueirense 6 x 1 Palmeiras Orlando Scarpelli Florianópolis Brasileirão
19/03/1916 Santos 5 x 0 Palestra Itália Av. Conselheiro Nébias Santos Amistoso
10/11/1956 São Paulo 5 x 0 Palmeiras Pacaembu São Paulo Paulistão
29/08/1981 Sevilla-ESP 5 x 0 Palmeiras Ramón de Carranza Cádiz Ramón de Carranza
26/07/1995 Grêmio 5 x 0 Palmeiras Olímpico Porto Alegre Libertadores
Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 3 de março de 2011 Artilheiros, Copa do Brasil, Estatísticas, História | 09:43

Adriano Michael Jackson e Galo se aproximaram de recordes

Compartilhe: Twitter

Palmeiras e Atlético-MG avançaram para a segunda fase da Copa do Brasil, ontem, com goleadas sobre Comercial-PI e IAPE-MA, respectivamente. No Pacaembu, a grande estrela da noite foi o atacante Adriano Michael Jackson. Autor de 4 gols, o jogador – que já havia feito um no jogo de ida -, é agora o artilheiro da competição com 5 gols. Se tivesse feito mais um golzinho ontem, Adriano poderia ter alcançado um recorde na Copa do Brasil. Desde 1989, apenas três jogadores conseguiram anotar 5 gols em um único jogo na história da competição. De qualquer forma, Adriano igualou a marca de Viola, o recordista de gols em um só jogo da Copa do Brasil pelo Palmeiras.

Confira a lista dos jogadores que mais marcaram gols em um só jogo da Copa do Brasil:

5 gols

Gérson (Atlético-MG)
28/2/1991
Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI

Viola (Santos)
10/3/1999
Santos 6 x 0 Sinop-MT

Obina (Atlético-MG)
24/2/2010
Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG

Neymar (Santos)
14/4/2010
Santos 8 x 1 Guarani

4 gols

Gilson (Grêmio)
24/3/1993
Grêmio 5 x 2 Sorriso-MT

Daniel (Internacional)
2/4/1993
Ji-Paraná-RO 0 x 6 Internacional

Rudnei (Internacional)
6/4/1993
Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO

Paulo Rink (Atlético-PR)
20/2/1997
CSA 2 x 6 Atlético-PR

Viola (Palmeiras)
15/4/1997
Ceará 2 x 5 Palmeiras

Romário (Flamengo)
9/4/1998
Flamengo 5 x 2 Vitória

Flávio (Juventude)
7/4/1999
Juventude 6 x 0 Fluminense

Washington (Ponte Preta)
21/3/2001
Ponte Preta 8 x 1 Castanhal-PA

Zé Carlos (Guarani)
22/3/2001
Guarani 4 x 1 Caxias-RS

Washington (Ponte Preta)
23/5/2001
Ponte Preta 5 x 2 Fortaleza

Gil Baiano (Brasiliense)
6/4/2002
Brasiliense 4 x 1 Confiança-SE

Luís Fabiano (São Paulo)
12/3/2003
São Paulo 6 x 0 São Raimundo-AM

Fred (Cruzeiro)
16/2/2005
Sergipe 0 x 7 Cruzeiro

Perea (Grêmio)
27/2/2008
Grêmio 6 x 0 Grêmio Jaciara-MT

Rafael Moura (Goiás)
31/3/2010
Goiás 7 x 0 São José-AP

Adriano (Palmeiras)
2/3/2011
Palmeiras 5 x 1 Comercial-MT
.
.

Já o Atlético-MG aplicou a maior goleada nessa edição da Copa do Brasil, ao bater o IAPE por 8 x 1, na Arena Jacaré. Dessa forma, o Galo manteve sua posição de ser o clube com o maior número de gols na história da Copa do Brasil. Até hoje, foram 259 gols em 122 partidas. O Vasco e Flamengo, com 246 gols, vêm na sequência. A goleada de 8 x 1 do Atlético-MG entrou para a lista das maiores da história da competição. O próprio Atlético-MG, aliás, é o recordista, com o 11 x 0 aplicado em 1991.

Veja a lista das maiores goleadas na história da Copa do Brasil e mais abaixo as goleadas que o Galo já deu na competição:

4/3/1991 – Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI
28/3/2001 – São Paulo 10 x 0 Botafogo-PB
10/3/2010 – Santos 10 x 0 Naviraiense-MS
24/3/1993 – Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO
28/4/1995 – Flamengo 8 x 0 Kaburé-TO
5/3/1996 – Sergipe-SE 0 x 8 Palmeiras
4/3/1997 – Portuguesa 8 x 0 Kaburé-TO
10/2/1998 – Vasco 8 x 0 Picos-PI
15/3/2000 – Interporto-TO 0 x 8 Bahia
21/3/2001 – Castanhal-PA 1 x 8 Ponte Preta
2/5/2001 – Flamengo-PI 1 x 8 Corinthians
14/4/2010 – Santos 8 x 1 Guarani
2/3/2011 – Atlético-MG 8 x 1 IAPE-MA

22/7/1989 – Atlético-MG 7 x 0 América-RN
27/2/2008 – Palmas-TO 0 x 7 Atlético-MG
26/2/1998 – Alvorada-TO 0 x 7 Atlético-MG
10/3/2010 – Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG
1/4/2010 – Atlético-MG 6 x 0 Chapecoense-SC
2/3/2005 – Atlético-MG 6 x 0 Estrela do Norte-ES
21/3/2001 – Operário-MS 0 x 6 Atlético-MG
18/2/2009 – Itabaiana-SE 0 x 5 Atlético-MG
27/6/1990 – Atlético-MG 5 x 0 Vila Nova-GO
3/3/2004 – Atlético-MG 5 x 1 Catuense-BA
10/2/1998 – Atlético-MG 5 x 1 Avaí
19/4/2003 – Atlético-MG 4 x 0 CSA
26/3/2003 – Atlético-MG 4 x 0 Caldense-MG
.

.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011 Copa do Brasil, Estatísticas, História | 12:49

Curiosidades e ranking da Copa do Brasil, que começa hoje

Compartilhe: Twitter

A 23ª edição da Copa do Brasil começa hoje com 14 jogos. Os dois principais, no final da noite: Murici-AL x Flamengo e Treze-PB x São Paulo. O primeiro jogo, devido à presença de Ronaldinho Gaúcho no Flamengo, clube que lidera o ranking de pontos da história da Copa do Brasil. Já a partida do São Paulo, marcará o retorno do clube paulista no torneio depois de sete anos. O tricolor, aliás, é um dos poucos clubes, entre os grandes do país, que ainda não conquistou a Copa do Brasil (Vasco, Botafogo e Atlético-MG também não levantaram a taça).

Essa atual edição da Copa do Brasil não contará com os maiores campeões do torneio: Cruzeiro e Grêmio (4 títulos cada) e Corinthians (3 títulos), todos participantes da Libertadores de 2011. Outros clubes que também já venceram a Copa estarão ausentes na edição de 2011: Fluminense (campeão de 2007), Internacional (1992) e Santos (atual campeão), todos, também, na Libertadores, além de Criciúma (campeão de 1991) e Juventude (1999), que não conseguiram se classificar pelo estadual.

Sendo assim, apenas cinco dos treze campeões da Copa do Brasil estarão na disputa pelo título em 2011: Flamengo (campeão em 1990 e 2006), Palmeiras (1998), Sport (2008), Santo André (2004) e Paulista (2005).

Entre os treinadores, a competição terá como atrativo a volta de Luiz Felipe Scolari, o técnico mais vezes campeão da Copa do Brasil (1991, pelo Criciúma, 1994, pelo Grêmio, e 1998, pelo Palmeiras); além de Vanderlei Luxemburgo, campeão em 2003, pelo Cruzeiro, e Dorival Júnior, que conquistou o título pelo Santos, no ano passado.

Até hoje, 257 clubes já disputaram a Copa do Brasil, desde 1989. O Flamengo, com 240 pontos, é o primeiro colocado no ranking de pontos da competição, seguido por Grêmio, Vasco, Corinthians e Atlético-MG. O Galo mineiro, aliás, é o clube que mais vezes disputou a competição (21), ao lado do Vitória, que detém o recorde de partipações consecutivas na atualidade (18). Desde 1993, o rubro-negro vem disputando a Copa do Brasil. Desde então, seu melhor desempenho foi vice, em 2010. Confira abaixo o ranking com os primeiros colocados e aqui o ranking completo:

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 5 de agosto de 2010 Copa do Brasil, História | 00:19

Santos chega ao 9º título nacional e iguala Palmeiras

Compartilhe: Twitter

.O Santos conquistou hoje a Copa do Brasil, mesmo perdendo para o Vitória (2 x 1). Esse foi o primeiro título da competição do Peixe e o seu 9º na história do futebol nacional. Assim, o alvinegro praiano igualou o Palmeiras no número de conquistas e também como aquele a conseguir conquistar os quatro principais títulos do futebol brasileiro: Campeonato Brasileiro, Torneio Roberto Gomes Pedrosa (o Robertão, precusor do Brasileirão), a Copa do Brasil e a Taça Brasil. Veja abaixo a relação dos campeões brasileiros em todos os tempos:

Clube Camp. Brasileiro Copa do Brasil Robertão Taça Brasil Total
Santos 2 (02, 04) 1 (10) 1 (68) 5 (61, 62, 63, 64, 65) 9
Palmeiras 4 (72, 73, 93, 94) 1 (98) 2 (67, 69) 2 (60 e 67) 9
Flamengo 6 (80,82,83,87,92, 09) 2 (90, 06) 8
Corinthians 4 (90, 98, 99, 05) 3 (95, 02, 09) 7
Cruzeiro 1 (03) 4 (93, 96, 00, 03) 1 (66) 6
Grêmio 2 (81 e 96) 4 (89, 94, 97, 01) 6
São Paulo 6 (77, 86, 91, 06,07,08) 6
Internacional 3 (75, 76, 79) 1 (92) 4
Vasco 4 (74, 85, 97, 00) 4
Fluminense 1 (84) 1 (07) 1 (70) 3
Botafogo 1 (95) 1 (68) 2
Bahia 1 (88) 1 (59) 2
Atlético-MG 1 (71) 1
Atlético-PR 1 (01) 1
Coritiba 1 (85) 1
Guarani 1 (78) 1
Criciúma 1 (91) 1
Juventude 1 (99) 1
Santo André 1 (04) 1
Paulista 1 (05) 1
Sport 1 (08) 1

.

A grande conquista do Santos coroou a geração de Robinho, Neymar, Ganso e André, que alcançou o segundo título na temporada (o Peixe havia vencido o Paulistão no primeiro semestre). Dessa forma, o clube conseguiu igualar o feito de outros seis clubes, que anteriormente também foram campeões estaduais e da Copa do Brasil no mesmo ano. O Santos tem ainda chance de igualar o Cruzeiro de 2003 e ficar com a tríplice coroa na temporada se vencer o Campeonato Brasileiro. Ou ainda, poderá ser melhor de ficar também com o título da Copa Sul-Americana.

Clube Ano
Grêmio 1989, 1993 e 2001
Cruzeiro 1996 e 2003
Corinthians 1995 e 2009
Criciúma 1991
Internacional 1992
Sport 2008
Santos 2010

.

Campeão com o maior ataque da história da Copa do Brasil (39 gols), o Santos terminou sua campanha com uma média de 3,55 gols por jogo. Outro campeão da Copa do Brasil que havia feito mais gols numa só edição foi o Cruzeiro, de 2003, que marcou 29 gols nos mesmos 11 jogos (média de 2,64). Veja abaixo a campanha de todos os campeões da Copa do Brasil, ordenados por aqueles que mais marcaram gols.

Ano Clube PG J V E D GP GC SG MGP
2010 Santos 21 11 7 0 4 39 15 24 3,55
2003 Cruzeiro 27 11 8 3 0 29 12 17 2,64
1989 Grêmio 26 10 8 2 0 26 4 22 2,60
2004 Santo André 17 11 4 5 2 26 17 9 2,36
1999 Juventude 22 11 6 4 1 25 9 16 2,27
2000 Cruzeiro 29 13 8 5 0 29 12 17 2,23
1996 Cruzeiro 17 10 4 5 1 22 10 12 2,20
1995 Corinthians 26 10 8 2 0 22 3 19 2,20
2002 Corinthians 23 11 7 2 2 24 13 11 2,18
2001 Grêmio 26 12 8 2 2 25 14 11 2,08
2008 Sport 23 12 7 2 3 24 13 11 2,00
1992 Internacional 21 10 6 3 1 20 6 14 2,00
1990 Flamengo 22 10 6 4 0 20 5 15 2,00
2006 Flamengo 27 12 8 3 1 23 7 16 1,92
1997 Grêmio 20 10 5 5 0 19 12 7 1,90
2007 Fluminense 23 12 6 5 1 22 11 11 1,83
1993 Cruzeiro 19 10 5 4 1 18 8 10 1,80
1998 Palmeiras 22 12 6 4 2 21 8 13 1,75
2009 Corinthians 19 10 5 4 1 16 8 8 1,60
1991 Criciúma 22 10 6 4 0 14 3 11 1,40
1994 Grêmio 22 10 6 4 0 13 6 7 1,30
2005 Paulista 19 12 5 4 3 14 10 4 1,17

.

Além de terminar com o melhor ataque, o Santos teve a proeza de fazer também o artilheiro da Copa do Brasil. Neymar, com 11 gols, foi o artilheiro mais jovem da história do torneio e o sexto a se tornar goleadar e campeão numa mesma edição. Confira a relação:

Ano Campeão Artilheiro Gols
1992 Internacional Gérson 9
1993 Grêmio Gilson 8
1997 Grêmio Paulo Nunes 9
2000 Cruzeiro Oséas 10
2002 Corinthians Deivid 13
2010 Santos Neymar 11

.

Campeão da Copa do Brasil, o Santos garantiu o seu retorno à Copa Libertadores da América depois dois anos de ausência. A última participação do clube foi em 2008, quando caiu nas quartas-de-final. Na edição de 2001 do principal torneio de clubes da América, além do Santos, outros 12 clubes já estão classificados: Argentinos Juniors-ARG, Jorge Wilstermann-BOL, Colo Colo-CHI, Atlético Junior-COL, Emelec-EQU, Guaraní-PAR, Peñarol-URU, Nacional-URU, Liverpool-URU, Caracas-VEN, Deportivo Táchira-VEN e Deportivo Italia-VEN.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 29 de julho de 2010 Copa do Brasil, Copa Libertadores | 12:04

O amplo domínio de Inter e Santos fez a diferença

Compartilhe: Twitter

Jogando em casa, Internacional e Santos cumpriram o dever e largaram na frente nas decisões da Copa Libertadores e da Copa do Brasil. O futebol ofensivo dos mandantes fez a diferença e servir para abrir uma boa vantagem para os jogos de volta.

No Beira-Rio, o Internacional foi muito superior ao São Paulo, que se limitou apenas a jogar na retranca, e conquistou uma vitória simples (1 x 0), mas muito boa para o jogo de volta. Se marcar um gol no Morumbi, o Colorado terá que sofrer três para ser eliminado. Com um time rápido e com boas opções de ataque (Taison, Alecsandro e até Rafael Sóbis), o Inter já afirmou que irá partir para o ataque para justamente conseguir esse gol fora de casa.

Nas estatísticas da Footstats, o domínio do Internacional no jogo ficou claro. O Colorado deu 442 passes certos contra apenas 176 do São Paulo. Proporcionalmente, foi mais ou menos parecido com o jogo entre Brasil e Coreia do Norte na estreia da nossa Seleção na Copa de 2010. O Brasil acertou 595 passes contra 239 dos norte-coreanos. No jogo de ontem, o Inter teve ainda 19 finalizações contra 7 do São Paulo, 12 escanteios contra 2 do Tricolor paulista e o mais incrível, uma posse de bola de 64,2% contra 35,8% do São Paulo. No jogo Brasil e Coreia do Norte, foi 63% a 37% a favor da Seleção Brasileira.

O São Paulo irá jogar um segundo jogo de semifinal de Libertadores em desvantagem pela primeira vez. Nas outras cinco edições, o Tricolor sempre saiu na frente: 3 x 0 Barcelona-EQU (1992), 1 x 0 no Cerro Porteño-PAR (1993), 2 x 1 no Olimpia-PAR (1994), 2 x 0 no River Plate-ARG (2 x 0) e 1 x 0 no Chivas Guadalajara-MEX (2006).

Já no jogo da Vila Belmiro, a grande diferença foi força ofensiva da equipe santista. O Peixe deu 24 chutes a gol contra apenas 8 do Vitória, sendo apenas uma certa. O Santos teve 7 escanteios a favor contra 2 do Vitória e uma passe de bola de 57,3% contra 42,7% do Vitória. Com o 2 x 0, o time de Neymar, Ganso e Robinho abriu uma ótima vantagem para o jogo de volta.

Até hoje, apenas duas equipes que venceram os jogos de ida perderam o título das 22 edições anteriores da Copa do Brasil (o Fluminense, em 1992, que ganhou por 2 x 1 do Inter e depois foi derrotado por 1 x 0, no Beira-Rio; e o Corinthians, em 2008, que ganhou do Sport por 3 x 1, em São Paulo, e depois perdeu o título, na Ilha do Retiro, ao perder por 2 x 0).

A seu favor, o Peixe tem também um ótimo retrospecto quando tem em campo o quarteto ofensivo convocado recentemente para a Seleção Brasileira (Neymar, Ganso, André e Robinho). Com eles, nessa temporada, o Santos conseguiu 12 vitórias, 1 empates e apenas 3 derrotas em 16 partidas (77% de aproveitamento). Mais do que isso, o Peixe conseguiu anotar 52 gols nesses 16 jogos com a presença dos quatro jogadores (incrível média de 3,25 gols por jogo). Com isso, o Santos já conseguiu a proeza de ter o melhor ataque da história da Copa do Brasil com 38 gols, além do artilheiro da competição, Neymar, com 11 gols.

O Vitória, que mostrou pouca força ofensiva ontem, terá que fazer valer seu retrospecto no Barradão para chegar ao seu primeiro título nacional. Em 2010, o time do técnico Ricardo Silva disputou 16 jogos em casa (pelo Campeonato Baiano, Copa do Brasil e Brasileirão). Foram 12 vitórias, 3 empates e apenas 1 derrota. Nesses 16 jogos, foram 41 gols (média de 2,56 por jogo). Só na Copa do Brasil, o desempenho foi muito superior. Em 4 jogos, foram 4 goleadas: 4 x o no Corinthians-AL, 5 x 0 no Náutico, 4 x 0 no Goias e 4 x 0 no Atlético-GO. Outra esperança do Vitória é que no último jogo entre Vitória e Santos, no Barradão, o Rubro-Negro aplicou uma goleada histórica (6 x 2). Naquele jogo, o Peixe contou com Ganso e Pará, entre aqueles que atuaram ontem. No Barradão, foram 8 jogos entre Vitória e Santos, com 5 vitórias dos baianos e duas dos santistas.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 29 de abril de 2010 Copa do Brasil, Copa Libertadores, Estatísticas, História | 13:04

É vantagem decidir o mata-mata em casa?

Compartilhe: Twitter

Há pouco tempo, a Conmebol definiu que os clubes de melhor campanha na fase de grupos têm a vantagem de decidir a vaga na fase de mata-mata em casa. Antigamente, pelo regulamento, havia um sorteio antes do início da competição e os clubes alternavam as decisões em casa e fora nas fases de oitavas-de-final, quartas-de-final, semifinal e final. Assim como é na Copa do Brasil e na Liga dos Campeões da Europa.

Mas jogar a segunda partida em casa é mesmo uma vantagem? Nessa semana, algumas partidas mostraram que não. Na Liga dos Campeões, Bayern e Internazionale praticamente garantiram suas vagas na decisão com o resultado de ida. O Bayern, com o 1 x 0 do primeiro jogo, foi para cima do Lyon e desmoronou o clube francês ao abrir o placar ainda no primeiro tempo. O Lyon sentiu o peso de ter que marcar três gols e morreu em campo. Já o Barcelona, mesmo com o apoio de quase 100 mil pessoas e com um super time, tinha uma tarefa dificílima de marcar dois gols na Inter.

Já na Libertadores, alguns clubes de melhor campanha na primeira fase já se complicaram bastante. O Vélez Sarsfield, que deixou o Cruzeiro para trás na fase de grupos, está praticamente eliminado com a derrota que sofreu para o Chivas por 3 x 0, no México. Se tivesse feito o primeiro jogo em Buenos Aires, muito provavelmente o resultado teria sido o inverso e o time viajaria para o México com a vaga quase garantida. O mesmo aconteceu com o Internacional. Com a derrota por 3 x 1 para o Banfield, o Colorado terá que vencer por três gols de diferença para garantir a vaga direta para as quartas-de-final sem precisar levar a decisão para a disputa por pênaltis. Já o Corinthians, se levar um gol do Flamengo, terá que marcar três para seguir adiante na Libertadores. No Pacaembu, cujo gramado não tem dimensões tão grandes, furar o bloqueio de um time fechado é bem complicado. Na estreia da Libertadores, o próprio Corinthians penou para virar o jogo sobre o fraco Racing-URU (2 x 1). Na primeira fase, o time de Mano Menezes também não venceu o Cerro Porteño-PAR e o Independiente Medellín-COL com larga vantagem de gols no Pacaembu.

Pela Copa do Brasil, os mandantes Vitória e Atlético-MG abriram vantagem, ontem, pelas quartas-de-final. O clube baiano, com o 2 x 0, praticamente se garantiu na semifinal. Um gol no jogo de volta obrigará o Vasco a marcar quatro. Já o Galo, joga pelo empate na Vila Belmiro. Não será fácil, mas pelo menos o time de Luxemburgo irá com vantagem.

No geral, porém, os números mostram que os clubes que decidem o jogo em casa, na Libertadores, costumam se dar melhor (57,4% contra 42,6% daqueles que decidem fora). Já na Copa do Brasil acontece o mesmo, porém, a diferença é um pouco menor: 53,4% x 46,6%.

Confira abaixo quem se deu melhor no mata-mata de Libertadores desde 1988, quando o torneio passou a contar com oitavas-de-final, quartas-de-final, semifinal e final, e da Copa do Brasil, desde 1989, nas mesmas fases:

Copa Libertadores

Competição Vitórias de quem decidiu em casa Vitórias de quem decidiu fora
Libertadores 2009 6 7
Libertadores 2008 7 8
Libertadores 2007 6 9
Libertadores 2006 10 5
Libertadores 2005 8 7
Libertadores 2004 9 6
Libertadores 2003 8 7
Libertadores 2002 10 5
Libertadores 2001 10 5
Libertadores 2000 10 5
Libertadores 1999 6 9
Libertadores 1998 7 8
Libertadores 1997 10 5
Libertadores 1996 12 3
Libertadores 1995 7 8
Libertadores 1994 11 4
Libertadores 1993 6 9
Libertadores 1992 9 6
Libertadores 1991 12 3
Libertadores 1990 8 6
Libertadores 1989 6 9
Libertadores 1988 9 5
Total 187 (57,4%) 139 (42,6%)

xxx

Copa do Brasil

Competição Vitórias de quem decidiu em casa Vitórias de quem decidiu fora
Copa do Brasil 2010 3 5
Copa do Brasil 2009 7 8
Copa do Brasil 2008 9 6
Copa do Brasil 2007 8 7
Copa do Brasil 2006 8 7
Copa do Brasil 2005 8 7
Copa do Brasil 2004 9 6
Copa do Brasil 2003 7 8
Copa do Brasil 2002 8 7
Copa do Brasil 2001 6 9
Copa do Brasil 2000 8 7
Copa do Brasil 1999 5 10
Copa do Brasil 1998 6 9
Copa do Brasil 1997 6 9
Copa do Brasil 1996 9 5
Copa do Brasil 1995 9 6
Copa do Brasil 1994 5 10
Copa do Brasil 1993 11 4
Copa do Brasil 1992 10 5
Copa do Brasil 1991 8 7
Copa do Brasil 1990 11 4
Copa do Brasil 1989 11 4
Total 172 (53,4%)
150 (46,6%)

xxx


Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 28 de abril de 2010 Confrontos, Copa do Brasil, Estatísticas, História | 02:40

Palpites e informações das quartas da Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Dois jogos abrem hoje as quartas-de-final da Copa do Brasil: Atlético-MG x Santos e Vitória x Vasco. Amanhã, mais dois confrontos: Palmeiras x Atlético-GO e Fluminense x Grêmio. A 22ª edição do torneio tem como grande atrativo a presença de oito clubes da primeira divisão entre os oito finalistas. Algo que aconteceu apenas cinco vezes, em 1989, 1995, 1996, 1998 e 2000.

Dos oito finalistas de 2010, apenas três já foram campeões: Grêmio (4 vezes), Palmeiras (1) e Fluminense (1). O Vasco foi finalista uma vez e os outros jamais chegaram à final. E dos quatro confrontos das quartas-de-final, apenas dois já aconteceram em edições anteriores: Vasco x Vitória (que repetem as quartas de 2009) e Grêmio x Fluminense, que já se enfrentaram em três edições.

Nessa fase, de quartas-de-final, Grêmio, Vasco, Santos e Palmeiras têm um desempenho mais favorável do que seus respectivos adversários (Fluminense, Vitória, Atlético-MG e Atlético-GO).

Confira abaixo as estatísticas das partidas e os palpites para esses jogos de ida:

Atlético-MG x Santos

Confrontos diretos na Copa do Brasil:
Nunca se enfrentaram anteriormente

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Atlético-MG (20 participações) – Chegou 11 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 2 (00 e 02) e foi elimiando em 9 (89, 90, 94, 95, 03, 05, 06, 07 e 08)
Santos (9 participações) – Chegou 4 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 2 (98 e 00) e foi elimiando em 2 (97 e 06)

Campanhas na Copa do Brasil de 2010:
ATLÉTICO-MG
(5 jogos, 4 vitórias, 1 derrota, 16 gols pró, 1 gol sofrido)
1ª fase  – Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG
2ª fase  – Chapecoense-SC 1 x 0 Atlético-MG
2ª fase  – Atlético-MG 6 x 0 Chapecoense-SC
Oitavas – Atlético-MG 1 x 0 Sport
Oitavas – Sport 0 x 2 Atlético-MG
Artilheiros: Obina (5 gols); Diego Tardelli (4 gols); Fabiano (3 gols); Júnior, Marques, Muriqui e Renan Oliveira (1 gol)

SANTOS (5 jogos, 4 vitórias, 1 derrota, 25 gols pró, 4 gols sofridos)
1ª fase  – Naviraiense-MS 0 x 1 Santos
1ª fase  – Santos 10 x 0 Naviraiense-MS
2ª fase  – Remo-PA 0 x 4 Santos
Oitavas – Santos 8 x 1 Guarani
Oitavas – Guarani 3 x 2 Santos
Artilheiros: Neymar (9 gols); André (5 gols); Robinho (3 gols); Madson e Marquinhos (2 gols); e Alex Sandro, Breinter, Marcel e Paulo Henrique Ganso (1 gol)

PALPITE: Empate. Confronto entre os dois clubes de melhor ataque da Copa do Brasil (Atlético-MG 16 gols, Santos 25 gols). O Galo vem embalado pela boa campanha no Campeonato Mineiro – está a um empate do título. Além disso, joga em casa, no Mineirão, e tem o técnico Luxemburgo disposto a acabar com a graça dos Meninos da Vila, que fracassaram sob seu comando em 2009. O Santos, que não terá o craque Neymar, também está bem próximo do título estadual. Sua prioridade no semestre, porém, é o inédito título da Copa do Brasil.

xxx

Vitória x Vasco

Confrontos diretos na Copa do Brasil:
4 jogos, 1 vitória do Vasco, 2 empates, 1 vitória do Vitória, 6 gols do Vasco, 3 gols do Vitória
1989 – Primeira fase
Vasco 0 x 0 Vitória
Vitória 2 x 1 Vasco

2009 – Quartas-de-final
Vasco 4 x 0 Vitória
Vitória 1 x 1 Vasco

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Vasco (19 participações) – Chegou 9 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 7 (93, 94, 95, 98, 06, 08 e 09) e foi elimiando em 2 (02 e 03)
Vitória (20 participações) – Chegou 7 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 1 (04) e foi elimiando em 6 (89, 91, 94, 98, 03 e 09)

Campanhas na Copa do Brasil de 2010:

VITÓRIA (6 jogos, 4 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 17 gols pró, 5 gols sofridos)
1ª fase  – Corinthians-AL 3 x 1 Vitória
1ª fase  – Vitória 4 x 0 Corinthians-AL
2ª fase  – Náutico 0 x 1 Vitória
2ª fase  – Vitória 5 x 0 Náutico
Oitavas – Vitória 4 x 0 Goiás
Oitavas – Goiás 2 x 2 Vitória
Artilheiros: Júnior (4 gols); Ramon (3 gols); Bida e Uelliton (2 gols); e Elksson, Nino Paraíba, Renato, Schwenck e Viáfara (1 gol)

VASCO (6 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 9 gols pró, 4 gols sofridos)
1ª fase  – Sousa-PB 1 x 2 Vasco
1ª fase  – Vasco 0 x 0 Sousa-PB
2ª fase  – ASA-AL 1 x 1 Vasco
2ª fase  – Vasco 3 x 1 ASA-AL
Oitavas – Corinthians-PR 0 x 1 Vasco
Oitavas – Vasco 2 x 1 Corinthians-PR
Artilheiros: Elton (4 gols); e Carlos Alberto, Léo Gago, Magno, Philippe Coutinho e Tiago (1 gol)

PALPITE: Vitória. O clube baiano derrotou o rival Bahia na primeira decisão do estadual no último domingo e vem empolgado. Além disso, quer se vingar do Vasco, para quem foi eliminado nas quartas-de-final no ano passado. Na atual edição, o Vitória superou adversários mais complicados com goleadas. Já o Vasco, que fez uma campanha razoável no estadual (foi terceiro, mas não brigou diretamente pelo título), passou apertado por Sousa-PB e ASA-AL e não convenceu nas vitórias sobre o fraco Corinthians-PR. O clube carioca, porém, está invicto na Copa do Brasil.

xxx

Fluminense x Grêmio

Confrontos diretos na Copa do Brasil:
6 jogos, 2 vitórias do Grêmio, 2 empates, 2 vitórias do Fluminense, 7 gols do Grêmio, 7 gols do Fluminense
2001 – Oitavas-de-final
Grêmio 1 x 0 Fluminense
Fluminense 0 x 0 Grêmio

2004 – Oitavas-de-final
Fluminense 2 x 2 Grêmio
Grêmio 4 x 1 Fluminense

2005 – Oitavas-de-final
Fluminense 3 x 0 Grêmio
Grêmio 0 x 1 Fluminense

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Fluminense (13 participações) – Chegou 7 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 4 (92, 05, 06 e 07) e foi elimiando em 3 (00, 02 e 09)
Grêmio (17 participações) – Chegou 11 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 9 (89, 91, 93, 94, 95, 95, 96, 97 e 01) e foi elimiando em 2 (92 e 04)

Campanhas na Copa do Brasil de 2010:
FLUMINENSE
(5 jogos, 4 vitórias, 1 empate, 9 gols pró, 3 gols sofridos)
1ª fase  – Confiança-SE 1 x 1 Fluminense
1ª fase  – Fluminense 2 x 0 Confiança-SE
2ª fase  – Uberaba-MG 0 x 2 Fluminense
Oitavas – Portuguesa 0 x 1 Fluminense
Oitavas – Fluminense 3 x 2 Portuguesa
Artilheiros: Fred (6 gols); Alan (2 gols); e Gum (1 gol)

GRÊMIO (5 jogos, 4 vitórias, 1 derrota, 12 gols pró, 5 gols sofridos)
1ª fase  – Araguaína-MT  1 x 3 Grêmio
2ª fase  – Votoraty-SP 0 x 1 Grêmio
2ª fase  – Grêmio 3 x 0 Votoraty-SP
Oitavas – Grêmio 3 x 1 Avaí
Oitavas – Avaí 3 x 2 Grêmio
Artilheiros: Jonas (5 gols); Borges (3 gols); Fábio Rochemback (2 gols); e Maylson e Rodrigo (1 gol)

PALPITE: Empate. O Fluminense vem de técnico novo, Muricy Ramalho, e conta com os gols do artilheiro Fred. Mas não terá o argentino Conca, destaque do meio-campo da equipe. Já o copeiro Grêmio, maior campeão da Copa do Brasil com 4 títulos, ao lado do Cruzeiro, luta para fazer uma boa campanha desde 2001, quando foi campeão. Desde então, não passou mais pelas quartas-de-final. O Tricolor gaúcho vem em alta após a vitória sobre o rival Inter, no Beira-Rio, por 2 x 0, na primeira final do Gauchão.

xxx

Palmeiras x Atlético-GO

Confrontos diretos na Copa do Brasil:
Nunca se enfrentaram anteriormente

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Palmeiras (14 participações) – Chegou 8 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 5 (92, 96, 97, 98 e 99) e foi elimiando em 3 (93, 00 e 04)
Atlético-GO (3 participações) – Nunca chegou às quartas-de-final.

Campanhas na Copa do Brasil de 2010:
PALMEIRAS
(6 jogos, 5 vitórias, 1 empate, 10 gols pró, 2 gols sofridos)
1ª fase  – Flamengo-PI 0 x 1 Palmeiras
1ª fase  – Palmeiras 4 x 0 Flamengo-PI
2ª fase  – Paysandu-PA 1 x 2 Palmeiras
2ª fase  – Palmeiras 1 x 0 Paysandu-PA
Oitavas – Palmeiras 1 x 0 Atlético-PR
Oitavas – Atlético-PR 1 x 1 Palmeiras
Artilheiros: Robert (4 gols); Lincoln (2 gols); e Diego Souza, Edinho, Ewerthon e Léo (1 gol)

ATLÉTICO-GO (5 jogos, 4 vitórias, 1 derrota, 9 gols pró, 2 gols sofridos)
1ª fase  – ASSU-RN 0 x 3 Atlético-GO
2ª fase  – Atlético-GO 2 x 0 Bahia
2ª fase  – Bahia 1 x 0 Atlético-GO
Oitavas – Santa Cruz 1 x 2 Atlético-GO
Oitavas – Atlético-GO 2 x 0 Santa Cruz
Artilheiros: Robston (4 gols); Marcão e Rodrigo Tiuí (2 gols); Erandir (1 gol)

PALPITE: Palmeiras. Após um campanha pífia no Paulistão, o Palmeiras se reanimou após desclassificar o Atlético-PR, na Arena da Baixada, pela Copa do Brasil. Invicto na competição, o time poderá contar com a estreia do experiente voltante Marcos Assunção, destaque do Prudente no estadual. Já o Atlético-GO, que eliminou os nordestinos ASSU, Bahia e Santa Cruz, chega pela primeira vez às quartas-de-final da Copa do Brasil. Virtual campeão goiano de 2010, o time deverá dar mais trabalho ao Palmeiras em Goiânia.

Ilustrações: Maurício Rito

xxx

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 22 de abril de 2010 Artilheiros, Copa do Brasil, História | 23:10

Fred já é o terceiro maior artilheiro da Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Autor dos três gols da vitória do Fluminense sobre a Portuguesa (3 x 2), o atacante Fred garantiu o Tricolor nas quartas-de-final da Copa do Brasil e chegou ao seu 28ª gol na história da competição. Com isso, tornou-se o terceiro maior goleador da Copa do Brasil desde 1989, ao lado de Oséas e Paulo Nunes. Agora, Fred está somente um gol atrás de Viola, o segundo maior artilheiro 29 gols, e 8 atrás de Romário, que fez 36 gols.

Vale lembrar que Fred é o recordista de gols em uma única edição de Copa do Brasil. Em 2005, o atacante marcou 15 gols pelo Cruzeiro. Na atual edição, em 2010, Fred está com 6 gols e é o vice-artilheiro da competição, ao lado de Rafael Moura, do Goiás. Neymar, do Santos, é o artilheiro com 9 gols.

Pelo Fluminense, Fred chegou a marca de 35 gols em 51 jogos, com a boa média de 0,68 por partida.

Confira a lista dos maiores artilheiro da Copa do Brasil entre 1989 e 2010:

Jogador Gols Jogos Início Final
Romário 36 46 1995 2007
Viola 29 44 1989 2005
Fred 28 28 2004 2010
Oséas 28 53 1996 2004
Paulo Nunes 28 58 1993 2001
Dodô 26 48 1995 2010
Evair 24 36 1992 2003
Deivid 23 31 2000 2003
Gérson 23 26 1989 1992
Marcelinho Carioca 23 56 1989 2004
França 22 36 1994 2002
Zinho 21 71 1989 2005
Agnaldo 20 37 1997 2005
Luizão 19 30 1996 2006
Marcelo Ramos 19 46 1992 2008
Marques 19 50 1992 2010
Euller 18 34 1993 2006
Fábio Júnior 18 29 1998 2005
Guilherme 17 36 1998 2005
Valdir 17 39 1992 2004
Autor: Tags: ,

quinta-feira, 15 de abril de 2010 Artilheiros, Copa do Brasil, Estatísticas, História | 12:13

Nos números, Neymar já supera Robinho, mas está longe de Pelé

Compartilhe: Twitter

O atacante Neymar foi o grande destaque da goleada santista de ontem, ao anotar 5 gols na vitória por 8 x 1 sobre o Guarani, na Copa do Brasil. Aos 18 anos, o atacante assumiu a artilharia da Copa do Brasil e do Santos na temporada. Neymar chegou a 19 gols, superando o companheiro André, autor de 17 gols. Na Copa do Brasil, Neymar tem agora 9 gols, contra 6 de Rafael Moura (Goiás) e 5 de Obina (Atlético-MG) e André (Santos).

Neymar chegou agora a 33 gols com a camisa do Santos em 69 jogos. Uma média de 0,48 por jogo. Quase um a cada dois jogos. Em dois anos como profissional, Neymar apresenta números promissores. Seu início de carreira já supera o de outro ídolo recente revelado pelo clube da Vila Belmiro. Robinho, em 69 jogos pelo Santos, entre 2002 e 2003, havia feito 18 gols. O atacante, que retornou ao Peixe nesse ano, chegou ao 33º gol pelo Santos apenas na 106ª partida, em 2004, na vitória por 8 x 3 sobre o União São João.

Em grande fase, Neymar conseguiu, ontem, um feito jamais alcançado por Robinho, ao marcar 5 gols em um único jogo. Robinho fez, no máximo, 3 gols em uma só partida pelo Santos (contra o Rio Branco-SP, no Paulistão de 2005).

Os números de Neymar, porém, ainda não superaram aqueles alcançados pelo Pelé. O Rei, que também estreou pelo Santos com 16 anos, marcou 33 gols com a camisa do Peixe em apenas 43 partidas (Neymar levou 69 e Robinho 106). Com o mesmo número de jogos de Neymar tem pelo Santos hoje (69), Pelé já havia marcado impressionantes 58 gols. Nessa época, com 17 anos, Pelé já vestia a camisa da Seleção Brasileira. Neymar ainda não vestiu e Robinho só tinha jogado pela Seleção Olímpica.

Veja abaixo a relação de Neymar com a camisa do Santos*:

Data Jogo Competição Local Gols
07/03/2009 Santos 2 x 1 Oeste Paulista Pacaembu
12/03/2009 Santos 1 x 1 Paulista Paulista Vila Belmiro
15/03/2009 Santos 3 x 0 Mogi-Mirim Paulista Vila Belmiro 1
18/03/2009 Santos 4 x 0 Rio Branco-AC Copa do Brasil Vila Belmiro 1
22/03/2009 Santos 0 x 1 Corinthians Paulista Pacaembu
25/03/2009 Santos 3 x 0 Santo André Paulista Vila Belmiro 1
28/03/2009 Santos 0 x 0 Grêmio Barueri Paulista Arena Barueri
02/04/2009 Santos 1 x 0 Portuguesa Paulista Vila Belmiro
05/04/2009 Santos 3 x 2 Ponte Preta Paulista Moisés Lucarelli
08/04/2009 Santos 0 x 0 CSA-AL Copa do Brasil Rei Pelé
11/04/2009 Santos 2 x 1 Palmeiras Paulista Vila Belmiro 1
18/04/2009 Santos 2 x 1 Palmeiras Paulista Palestra Itália
22/04/2009 Santos 0 x 1 CSA-AL Copa do Brasil Vila Belmiro
26/04/2009 Santos 1 x 3 Corinthians Paulista Vila Belmiro
03/05/2009 Santos 1 x 1 Corinthians Paulista Pacaembu
10/05/2009 Santos 1 x 1 Grêmio Brasileiro Olímpico
17/05/2009 Santos 3 x 3 Goiás Brasileiro Vila Belmiro
24/05/2009 Santos 4 x 1 Fluminense Brasileiro Maracanã
31/05/2009 Santos 3 x 1 Corinthians Brasileiro Vila Belmiro
04/06/2009 Santos 3 x 3 Santo André Brasileiro Santo André
13/06/2009 Santos 0 x 2 Botafogo Brasileiro Engenhão
20/06/2009 Santos 2 x 3 Atlético-MG Brasileiro Vila Belmiro 1
28/06/2009 Santos 1 x 1 Palmeiras Brasileiro Palestra Itália
05/07/2009 Santos 1 x 0 Sport Brasileiro Vila Belmiro
15/07/2009 Santos 3 x 3 Grêmio Barueri Brasileiro Vila Belmiro 1
19/07/2009 Santos 1 x 2 São Paulo Brasileiro Morumbi
22/07/2009 Santos 1 x 0 Atlético-PR Brasileiro Vila Belmiro 1
26/07/2009 Santos 1 x 2 Flamengo Brasileiro Vila Belmiro
29/07/2009 Santos 2 x 1 Náutico Brasileiro Recife 1
05/08/2009 Santos 1 x 0 Coritiba Brasileiro Cascavel
08/08/2009 Santos 2 x 2 Avaí Brasileiro Vila Belmiro
16/08/2009 Santos 0 x 0 Cruzeiro Brasileiro Mineirão
19/08/2009 Santos 1 x 0 Grêmio Brasileiro Vila Belmiro
23/08/2009 Santos 1 x 2 Goiás Brasileiro Serra Dourada
26/08/2009 Santos 3 x 3 Internacional Brasileiro Vila Belmiro
30/08/2009 Santos 2 x 0 Fluminense Brasileiro Vila Belmiro
02/09/2009 Santos 1 x 2 Corinthians Brasileiro Pacaembu
13/09/2009 Santos 1 x 0 Santo André Brasileiro Vila Belmiro
20/09/2009 Santos 0 x 0 Botafogo Brasileiro Vila Belmiro
27/09/2009 Santos 1 x 3 Atlético-MG Brasileiro Mineirão
04/10/2009 Santos 1 x 2 Palmeiras Brasileiro Vila Belmiro
07/10/2009 Santos 1 x 0 Sport Brasileiro Ilha do Retiro
12/10/2009 Santos 0 x 0 Vitória Brasileiro Pacaembu
07/11/2009 Santos 3 x 1 Náutico Brasileiro Pacaembu 2
11/11/2009 Santos 1 x 2 Santos Laguna-MEX Amistoso Torreón
15/11/2009 Santos 1 x 3 Internacional Brasileiro Beira-Rio 1
22/11/2009 Santos 4 x 0 Coritiba Brasileiro Vila Belmiro 2
29/11/2009 Santos 2 x 2 Avaí Brasileiro Ressacada
06/12/2009 Santos 1 x 2 Cruzeiro Brasileiro Vila Belmiro 1
17/01/2010 Santos 4 x 0 Rio Branco Paulista Pacaembu 2
20/01/2010 Santos 1 x 1 Ponte Preta Paulista Vila Belmiro
24/01/2010 Santos 1 x 2 Mogi-Mirim Paulista João Paulo II
27/01/2010 Santos 5 x 0 Grêmio Barueri Paulista Vila Belmiro 2
30/01/2010 Santos 2 x 0 Oeste Paulista Vila Belmiro 1
04/02/2010 Santos 2 x 1 Santo André Paulista Bruno José Daniel 1
07/02/2010 Santos 2 x 1 São Paulo Paulista Arena Barueri 1
14/02/2010 Santos 2 x 1 Rio Claro Paulista Pacaembu
18/02/2010 Santos 6 x 3 Bragantino Paulista Vila Belmiro
24/02/2010 Santos 1 x 0 Naviraiense-MS Copa do Brasil Morenão
28/02/2010 Santos 2 x 1 Corinthians Paulista Vila Belmiro 1
04/03/2010 Santos 3 x 2 Paulista Paulista Jaime Cintra
07/03/2010 Santos 1 x 1 Portuguesa Paulista Canindé
10/03/2010 Santos 10 x 0 Naviraiense-MS Copa do Brasil Vila Belmiro 2
14/03/2010 Santos 3 x 4 Palmeiras Paulista Vila Belmiro 1
18/03/2010 Santos 4 x 0 Remo Copa do Brasil Mangueirão 2
20/03/2010 Santos 1 x 3 Red Bull New York-EUA Amistoso Red Bull Arena
04/04/2010 Santos 3 x 1 São Caetano Paulista Anacleto Campanella 1
07/04/2010 Santos 3 x 2 São Paulo Paulista Vila Belmiro
14/04/2010 Santos 8 x 1 Guarani Copa do Brasil Vila Belmiro 5

* Fonte: Guilherme Guarche, historiador do Santos.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 18 de março de 2010 Artilheiros, Copa do Brasil | 23:42

Neymar e André já somam 25 gols em 2010

Compartilhe: Twitter

Novas jóias do Santos, os atacantes Neymar e André marcaram dois gols cada na vitória sobre o Remo por 4 x 0, hoje à noite, que garantiram o Peixe nas oitavas-de-final da competição. Assim, a dupla já chega a marca de 25 gols na temporada. Um número bem significativo e o maior de uma dupla de ataque entre os principais clubes da Série A do futebol brasileiro em 2010. Reservas na equipe de Luxemburgo no último Brasileirão (principalmente André), os jovens atacantes só começaram a jogar juntos esse ano, sob o comando do técnico Dorival Júnior. Até agora, Neymar, o artilheiro do time no ano, marcou 13 gols em 15 jogos. Já André anotou 12 gols em 17 partidas. A dupla santista marcou até então o mesmo número de gols do Corinthians na temporada (25).
Confira abaixo as duplas de ataque que mais marcaram gols em 2010 entre os principais clubes da Série A:

Clube Atacantes Gols em 2010 Jogos em 2010
Santos André 12 17
25 gols Neymar 13 15
Flamengo Adriano 7 8
19 gols Vágner Love 12 12
Grêmio Borges 11 12
19 gols Jonas 8 16
Botafogo Loco Abreu 8 13
15 gols Herrera 7 13
Goiás Felipe 8 16
15 gols Fernandão 7 13
São Paulo Washington 11 13
15 gols Dagoberto 4 11
Cruzeiro Thiago Ribeiro 6 11
14 gols Kléber 8 7
Atlético-MG Diego Tardelli 2 8
12 gols Obina 10 11
Palmeiras Robert 11 17
11 gols Ewerthon 1 2
Fluminense Fred 7 11
11 gols Alan 4 11
Avaí Leonardo 7 11
11 gols Roberto 4 16
Vasco Dodô 8 14
10 gols Elton 2 5
Atlético-PR Marcelo 2 8
9 gols Bruno Mineiro 7 12
Internacional Alecsandro 7 10
9 gols Taison 2 10
Corinthians Ronaldo 2 8
7 gols Dentinho 5 14
Vitória Júnior 5 9
7 gols Schwenck 2 12

c

Além de serem os maiores goleadores de 2010, os atacantes santistas foram também a dupla de ataque mais nova entre essas equipes. Veja abaixo:

Atacantes Idade Clube
André 19 Santos
Neymar 18 média (18,5)
Marcelo 18 Atlético-PR
Bruno Mineiro 27 média (22,5)
Fred 26 Fluminense
Alan 20 média (23)
Thiago Ribeiro 24 Cruzeiro
Kléber 26 média (25)
Diego Tardelli 24 Atlético-MG
Obina 27 média (25,5)
Leonardo 27 Avaí
Roberto 24 média (25,5)
Alecsandro 29 Internacional
Taison 22 média (25,5)
Adriano 28 Flamengo
Vágner Love 25 média (26,5)
Loco Abreu 33 Botafogo
Herrera 26 média (29,5)
Ronaldo 33 Corinthians
Dentinho 21 média (27)
Borges 29 Grêmio
Jonas 25 média (27)
Robert 29 Palmeiras
Ewerthon 28 média (28,5)
Dodô 35 Vasco
Elton 24 média (29,5)
Washington 34 São Paulo
Dagoberto 26 média (30)
Felipe 31 Goiás
Fernandão 32 média (31,5)
Júnior 33 Vitória
Schwenck 31 média (32)
Clube Atacantes Gols em 2010 Jogos em 2010
Santos André 12 17
25 gols Neymar 13 15
Flamengo Adriano 7 8
19 gols Vágner Love 12 12
Grêmio Borges 11 12
19 gols Jonas 8 16
Botafogo Loco Abreu 8 13
15 gols Herrera 7 13
Goiás Felipe 8 16
15 gols Fernandão 7 13
São Paulo Washington 11 13
15 gols Dagoberto 4 11
Cruzeiro Thiago Ribeiro 6 11
14 gols Kléber 8 7
Atlético-MG Diego Tardelli 2 8
12 gols Obina 10 11
Palmeiras Robert 11 17
11 gols Ewerthon 1 2
Fluminense Fred 7 11
11 gols Alan 4 11
Avaí Leonardo 7 11
11 gols Roberto 4 16
Vasco Dodô 8 14
10 gols Elton 2 5
Atlético-PR Marcelo 2 8
9 gols Bruno Mineiro 7 12
Internacional Alecsandro 7 10
9 gols Taison 2 10
Corinthians Ronaldo 2 8
7 gols Dentinho 5 14
Vitória Júnior 5 9
7 gols Schwenck 2 12
Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 11 de março de 2010 Copa do Brasil, Estatísticas, História | 11:16

Faltou pouco para o Santos bater recordes

Compartilhe: Twitter

A sensacional goleada do Santos sobre o Naviraiense, ontem, por 10 x 0, foi a maior do Peixe nos últimos tempos. Porém, não foi a maior da história. As goleadas por 12 x 1 sobre Ypiranga-SP (em 1927) e sobre a Ponte Preta (em 1959), ainda permanecem como as maiores da história santista. Com dois jogadores a mais desde os 33 minutos do segundo tempo, o Peixe poderia até alcançado essa marca. Assim como a maior goleada da história da Copa do Brasil. Em 1991, o Atlético-MG venceu o Caiçara-PI por 11 x 0.

Confira as maiores goleadas da história do Santos e também da Copa do Brasil:

Maiores goleadas do Santos:

Data Resultado Competição
03/05/1927 Santos 12 x 1 Ypiranga Camp. Paulista
19/11/1959 Santos 12 x 1 Ponte Preta Camp. Paulista
21/11/1964 Santos 11 x 0 Botafogo Camp. Paulista
16/09/1928 Santos 10 x 0 Portuguesa Camp. Paulista
11/09/1958 Santos 10 x 0 Nacional Camp. Paulista
10/03/2010 Santos 10 x 0 Naviraiense-MS Copa do Brasil
05/06/1927 Santos 11 x 2 Barra Funda Camp. Paulista
06/09/1961 Santos 10 x 1 Juventus Camp. Paulista
21/08/1927 Santos 10 x 1 Guarani Camp. Paulista
31/05/1960 Santos 10 x 1 Royal Beerschot-BEL Amistoso
03/07/1927 Santos 11 x 3 Americano Camp. Paulista
13/05/1927 Santos 10 x 2 República Camp. Paulista
07/06/1942 Santos 10 x 2 Comercial da Capital Camp. Paulista

x

Maiores goleadas da Copa do Brasil:

Data Resultado Estádio
28/02/1991 Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI Independência
10/03/2010 Santos 10 x 0 Naviraiense-MS Vila Belmiro
28/03/2001 São Paulo 10 x 0 Botafogo-PB Morumbi
06/04/1993 Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO Beira Rio
10/02/1998 Vasco 8 x 0 Picos-PI São Januário
04/03/1997 Portuguesa 8 x 0 Kaburé-TO Canindé
26/04/1995 Flamengo 8 x 0 Kaburé-TO Gávea
22/02/2006 Vasco 7 x 0 Botafogo-PB São Januário
16/02/2005 Cruzeiro 7 x 0 Sergipe-SE Mineirão
02/04/2003 Cruzeiro 7 x 0 Corinthians-RN Mineirão
21/03/2001 Ponte Preta 8 x 1 Castanhal-PA Moisés Lucarelli
26/02/1998 Atlético-MG 7 x 0 Alvorada-TO Mineirão
22/07/1989 Atlético-MG 7 x 0 América-RN Mineirão
24/02/2010 Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG Arena da Floresta
24/02/2010 Atlético-RR 0 x 7 Portuguesa Ribeirão
Data Resultado Estádio
28/02/1991 Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI Independência
10/03/2010 Santos 10 x 0 Naviraiense-MS Vila Belmiro
28/03/2001 São Paulo 10 x 0 Botafogo-PB Morumbi
06/04/1993 Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO Beira Rio
10/02/1998 Vasco 8 x 0 Picos-PI São Januário
04/03/1997 Portuguesa 8 x 0 Kaburé-TO Canindé
26/04/1995 Flamengo 8 x 0 Kaburé-TO Gávea
22/02/2006 Vasco 7 x 0 Botafogo-PB São Januário
16/02/2005 Cruzeiro 7 x 0 Sergipe-SE Mineirão
02/04/2003 Cruzeiro 7 x 0 Corinthians-RN Mineirão
21/03/2001 Ponte Preta 8 x 1 Castanhal-PA Moisés Lucarelli
26/02/1998 Atlético-MG 7 x 0 Alvorada-TO Mineirão
22/07/1989 Atlético-MG 7 x 0 América-RN Mineirão
24/02/2010 Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG Arena da Floresta
24/02/2010 Atlético-RR 0 x 7 Portuguesa Ribeirão
Autor: Tags: , ,

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010 Copa do Brasil, Estatísticas, História | 12:18

Algumas curiosidades da Copa do Brasil, que começa hoje

Compartilhe: Twitter

Começa hoje a 22ª edição da Copa do Brasil. Segundo torneio de clubes mais tradicional na história do futebol nacional, atrás apenas do Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil teve sua primeira edição realizada em 1989. Desde então, em 21 edições, 12 clubes já levantaram a taça. Grêmio e Cruzeiro, com 4 títulos cada, são os maiores campeões.

Para a edição de 2010, a disputa pelo título da Copa do Brasil deverá ficar entre os grandes clubes, como Grêmio, Palmeiras, Santos, Atlético-MG, Vasco e Fluminense, que não querem desperdiçar a oportunidade de garantir já uma vaga na Libertadores de 2011. Desses clubes, Grêmio, Palmeiras e Vasco já entram em campo hoje.

Desde 1989, já participaram da Copa do Brasil 237 clubes. Para a edição de 2010, dos 64 participantes, 18 estarão estreando: América-AM, Araguaia-MT, ASSU-RN, Brasília-DF, Cerâmica-RS, Corinthians-PR, Ivinhema-MS, JV Lideral-MA, Luverdense-MT, Naviraiense-MS, Potyguar (CN)-RN, São Domingos-SE, São Mateus-ES, São Raimundo-PA, Tigres-RJ, Uberaba-MG, Votoraty-SP e Ypiranga-RS.

Confira abaixo algumas curiosidades na história da Copa do Brasil:

Campeões
Títulos Clube Edições
4 Grêmio 1989, 1994, 1997 e 2001
4 Cruzeiro 1993, 1996, 2000 e 2003
3 Corinthians 1995, 2002 e 2009
2 Flamengo 1990 e 2006
1 Criciúma 1991
1 Fluminense 2007
1 Internacional 1992
1 Juventude 1999
1 Palmeiras 1998
1 Paulista 2005
1 Santo André 2004
1 Sport 2008
Vices
Vices Clube Edições
3 Grêmio 1991, 1993 e 1995
3 Flamengo 1997, 2003 e 2004
2 Corinthians 2001 e 2008
2 Fluminense 1992 e 2005
1 Cruzeiro 1998
1 Palmeiras 1996
1 Sport 1989
1 Botafogo 1999
1 Brasiliense 2002
1 Ceará 1994
1 Figueirense 2007
1 Goiás 1990
1 São Paulo 2000
1 Vasco 2006

.

Técnicos campões e vices
Ano Campeão Técnico Vice Técnico
1989 Grêmio Cláudio Duarte Sport Nereu Pinheiro
1990 Flamengo Jair Pereira Goiás Sebastião Lapola
1991 Criciúma Luiz Felipe Scolari Grêmio Dino Sani
1992 Internacional Antônio Lopes Fluminense Sérgio Cosme
1993 Cruzeiro Pinheiro Grêmio Sérgio Cosme
1994 Grêmio Luiz Felipe Scolari Ceará Dimas Figueira
1995 Corinthians Eduardo Amorim Grêmio Luiz Felipe Scolari
1996 Cruzeiro Levir Culpi Palmeiras Wanderley Luxemburgo
1997 Grêmio Evaristo de Macedo Flamengo Sebastião Rocha
1998 Palmeiras Luiz Felipe Scolari Cruzeiro Levir Culpi
1999 Juventude Valmir Louruz Botafogo Gílson Nunes
2000 Cruzeiro Marco Aurélio São Paulo Levir Culpi
2001 Grêmio Tite Corinthians Vanderlei Luxemburgo
2002 Corinthians Parreira Brasiliense Péricles Chamusca
2003 Cruzeiro Vanderlei Luxemburgo Flamengo Nelsinho Baptista
2004 Santo André Péricles Chamusca Flamengo Abel Braga
2005 Paulista Vagner Mancini Fluminense Abel Braga
2006 Flamengo Ney Franco Vasco Renato Gaúcho
2007 Fluminense Renato Gaúcho Figueirense Mário Sérgio
2008 Sport Nelsinho Baptista Corinthians Mano Menezes
2009 Corinthians Mano Menezes Internacional Tite

.

Artilheiros

ANO ARTILHEIRO CLUBE GOLS
1989 GÉRSON Atlético-MG 7
1990 BIZU Náutico 7
1991 GÉRSON Atlético-MG 6
1992 GÉRSON Internacional 9
1993 GÍLSON Grêmio 8
1994 PAULINHO MCLAREN Internacional 6
1995 SÁVIO Flamengo 7
1996 MARCELO RAMOS Cruzeiro
LUIZÃO Palmeiras 7
1997 PAULO NUNES Grêmio 9
1998 ROMÁRIO Flamengo
LUIZÃO Vasco 6
1999 PETKOVIC Vitória
ROMÁRIO Flamengo 7
2000 OSÉAS Cruzeiro 10
2001 WASHINGTON Ponte Preta 11
2002 DEIVID Corinthians 13
2003 NONATO Bahia 9
2004 DAURI 15 de Novembro-RS 10
2005 FRED Cruzeiro 14
2006 VALDIRAM Vasco 7
2007 ANDRÉ LIMA Botafogo
DÊNIS MARQUES Atlético-PR
VICTOR SIMÕES Figueirense 5
2008 EDMUNDO Vasco 6
2009 TAISON Internacional 7

.

Maiores goleadas
4/3/1991 – Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI
28/3/2001 – São Paulo 10 x 0 Botafogo-PB
24/3/1993 – Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO
28/4/1995 – Flamengo 8 x 0 Kaburé-TO
5/3/1996 – Sergipe-SE 0 x 8 Palmeiras
4/3/1997 – Portuguesa 8 x 0 Kaburé-TO
10/2/1998 – Vasco 8 x 0 Picos-PI
15/3/2000 – Interporto-TO 0 x 8 Bahia

.

Jogadores com mais títulos

Danrlei – 1994 (Grêmio), 1997 (Grêmio) e 2001 (Grêmio)
Roger – 1994 (Grêmio), 1997 (Grêmio), 2001 (Grêmio) e 2007 (Fluminense)
Zinho – 1990 (Flamengo), 1998 (Palmeiras) e 2001 (Grêmio)

.

Clubes que mais jogaram

Clube J V E D GP GC
Flamengo 126 74 33 19 243 127
Grêmio 123 64 39 20 209 115
Vasco 119 61 36 22 230 131
Corinthians 115 63 26 26 211 113
Atlético-MG 113 56 24 33 228 138
Vitória 105 45 24 36 164 127
Cruzeiro 101 50 31 20 201 100
Fluminense 100 51 29 20 179 111
Internacional 99 49 25 25 168 89
Botafogo 87 41 25 21 148 102
Palmeiras 87 46 24 17 186 95
Bahia 85 33 31 21 140 95
Goiás 84 38 26 20 141 97

.

Maiores artilheiros

JOGADOR GOLS JOGOS INÍCIO FINAL
Romário 36 46 1995 2007
Viola 29 44 1989 2005
Oséas 28 53 1996 2004
Paulo Nunes 28 58 1993 2001
Dodô 26 48 1995 2007
Evair 24 36 1992 2003
Deivid 23 31 2000 2003
Gérson 23 26 1989 1992
Marcelinho Carioca 23 56 1989 2004
França 22 36 1994 2002

.

Jogadores que mais atuaram

JOGADOR JOGOS
Carlos Miguel 71
Zinho 71
Danrlei 66
Cléber 65
Ramón 62
Marquinhos 61
Rogério 60
Elivélton 58
Paulo Nunes 58
Roger 58
Campeões
Títulos Clube Edições
4 Grêmio 1989, 1994, 1997 e 2001
4 Cruzeiro 1993, 1996, 2000 e 2003
3 Corinthians 1995, 2002 e 2009
2 Flamengo 1990 e 1996
1 Criciúma 1991
1 Fluminense 2007
1 Internacional 1992
1 Juventude 1999
1 Palmeiras 1998
1 Paulista 2005
1 Santo André 2004
1 Sport 2008
Vices
Vices Clube Edições
3 Grêmio 1991, 1993 e 1995
3 Flamengo 1997, 2003 e 2004
2 Corinthians 2001 e 2008
2 Fluminense 1992 e 2005
1 Cruzeiro 1998
1 Palmeiras 1996
1 Sport 1989
1 Botafogo 1999
1 Brasiliense 2002
1 Ceará 1994
1 Figueirense 2007
1 Goiás 1990
1 São Paulo 2000
1 Vasco 2006
Autor: Tags:

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009 Confrontos, Copa do Brasil, Seleção Brasileira | 16:42

Dos adversários do grupo, Brasil enfrentou apenas Portugal em Copas

Compartilhe: Twitter

Ao contrário das últimas copas, o sorteio não foi muito favorável ao Brasil. Tirando a Coréia do Norte, a Seleção Brasileira terá duas pedreiras pela frente: a boa seleção da Costa do Marfim e forte seleção de Portugal, do craque Cristiano Ronaldo. Desses três países, o Brasil enfrentou apenas um na história das Copas, desde 1930. Foi Portugal, em 1966, e a Seleção Brasileira acabou derrotada por 3 x 1, no jogo em que deu adeus ao mundial, justamente na primeira fase. Naquela Copa, realizada na Inglaterra, o Brasil venceu a Bulgária, perdeu para a Hungria e depois foi eliminado no jogo contra os portugueses do craque Eusébio.

Das outras 28 seleções que estarão na Copa do Mundo de 2010, o Brasil já enfrentou 19 delas em mundiais anteriores. A Seleção Brasileira nunca jogou contra nove seleções: África do Sul, Nigéria, Coréia do Sul, Grécia, Eslovênia, Sérvia, Paraguai, Eslováquia e Honduras. Além de Portugal, o Brasil leva desvantagem apenas contra França e Holanda, mas pelo saldo de gols.  Veja o desempenho do Brasil contra as outras seleções da Copa de 2010 em Copas do Mundo:

Seleção J V E D GP GC
Alemanha 1 1 0 0 2 0
Argélia 1 1 0 0 1 0
Argentina 4 2 1 1 5 3
Austrália 1 1 0 0 2 0
Camarões 1 1 0 0 3 0
Chile 2 2 0 0 8 3
Dinamarca 1 1 0 0 3 2
Espanha 5 3 1 1 10 5
Estados Unidos 1 1 0 0 1 0
França 4 1 1 2 6 7
Gana 1 1 0 0 3 0
Holanda 3 1 1 1 4 5
Inglaterra 4 3 1 0 6 2
Itália 5 2 1 2 9 7
Japão 1 1 0 0 4 1
México 3 3 0 0 11 0
Nova Zelândia 1 1 0 0 4 0
Portugal 1 0 0 1 1 3
Suíça 1 0 1 0 2 2
Uruguai 2 1 0 1 4 3
Autor: Tags: ,

sexta-feira, 7 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Campeonatos Estaduais, Copa do Brasil, Estatísticas | 10:14

Quem mais sofreu e quem mais aplicou goleadas em 2009

Compartilhe: Twitter

A 17ª rodada do Brasileirão teve três jogos ontem à noite e dois deles terminaram com goleadas (Fluminense 5 x 1 Sport e Barueri 4 x 0 Vitória). O time baiano, que perdeu os seus últimos três jogos, sofreu sua segunda goleada fora de casa (na 15ª rodada havia perdido também por 4 x 0 para o Avaí).

No ano, essa foi a quarta goleada sofrida pelo Vitória em 51 jogos. O rubro-negro baiano, porém, não foi o clube que mais levou goleadas na temporada entre os 20 participantes da Série A. O Náutico já tomou 5 goleadas em 45 jogos.

Goleadas sofridas

Clube Jogos em 2009 Goleadas sofridas
Náutico 45 5
Cruzeiro 46 4
Vitória 51 4
Santo André 38 3
Atlético-PR 43 3
Atlético-MG 38 2
Botafogo 40 2
Fluminense 42 2
Santos 43 2
Avaí 43 2
Corinthians 50 2
Internacional 51 2
Barueri 40 1
Flamengo 43 1
Sport 47 1
Grêmio 48 1
Coritiba 48 1
Goiás 43 0
São Paulo 46 0
Palmeiras 50 0

.
Por outro lado, o Fluminense conseguiu quinta goleada em 2009, a primeiro no Brasileirão. O Tricolor das Laranjeiras encerrou o incômodo jejum de 11 jogos sem vitórias em grande estilo. Mas o clube que mais goleou em 2009 foi o Internacional, que em 51 jogos aplicou 13 goleadas. Não é a toa que o Colorado tem o ataque mais positivo da temporada com 116 gols.

Goleadas aplicadas

Clube Jogos em 2009 Goleadas aplicadas
Internacional 51 13
Goiás 43 10
Grêmio 48 10
Vitória 51 10
Atlético-MG 38 9
Cruzeiro 46 8
Botafogo 40 7
Palmeiras 50 7
Coritiba 48 6
Fluminense 42 5
Flamengo 43 5
Atlético-PR 43 5
Sport 47 5
Santo André 38 4
Santos 43 4
Náutico 45 4
Barueri 40 3
Avaí 43 3
São Paulo 46 3
Corinthians 50 2

.

No Campeonato Brasileirão 2009, a goleada do Fluminense é a terceira maior, pendendo apenas para o 6 x 2 do Vitória sobre o Santos e para o 5 x 0 do Coritiba sobre o Flamengo. Confira as maiores goleadas do Brasileirão de 2009:

Jogo Data Rodada Local
Coritiba 5 x 0 Flamengo 14/jun Couto Pereira (Curitiba)
Vitória 6 x 2 Santos 12/jul 10ª Barradão (Salvador)
Fluminense 5 x 1 Sport 06/ago 17ª Maracanã (Rio de Janeiro)
Atlético-PR 0 x 4 Atlético-MG 07/jun Arena da Baixada (Curitiba)
Flamengo 4 x 0 Internacional 21/jun Maracanã (Rio de Janeiro)
Barueri 4 x 0 Náutico 19/jul 12ª Arena Barueri (Barueri)
Avaí 4 x 0 Vitória 30/jul 15ª Ressacada (Florianópolis)
Barueri 4 x 0 Náutico 06/ago 17ª Arena Barueri (Barueri)

.

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 2 de julho de 2009 Campeões, Copa do Brasil, Estatísticas | 16:36

Apenas três campeões da Copa do Brasil ganharam a Libertadores

Compartilhe: Twitter

Campeão da Copa do Brasil e já garantido npara a Libertadores de 2010, o Corinthians tem agora um novo desafio: a inédita conquista do principal torneio sul-americano no ano de seu centenário. Para isso, o alvinegro precisará também lutar contra uma escrita não muito animadora. Até hoje, apenas três dos 20 campeões da Copa do Brasil conseguiram se dar bem na Libertadores: Grêmio (1995), Cruzeiro (1997) e Palmeiras (1999).

Desde a criação da Copa do Brasil, em 1989, os brasileiros venceram a Libertadores mais quatro vezes. Em 1992, o São Paulo levou o título como campeão brasileiro de 1991. Em 1993, o Tricolor ganhou novamente a Libertadores, mas entrou na competição como atual campeão sul-americano. Em 2005, o São Paulo ganhou seu terceiro título da Libertadores classificado como terceiro colocado do Brasileirão. Já o outro título de clubes brasileiros foi o Inter, em 2006, que era o vice-campeão brasileiro de 2005.

Confira abaixo o desempenho dos campeões da Copa do Brasil na Libertadores:

Ano Campeão Copa do Brasil Na Libertadores de… Colocação
1989 Grêmio 1990 eliminado na 1ª fase
1990 Flamengo 1991 eliminado na 1ª fase
1991 Criciúma 1992 eliminado nas quartas-de-final
1992 Internacional 1993 eliminado na 1ª fase
1993 Cruzeiro 1994 eliminado nas oitavas-de-final
1994 Grêmio 1995 campeão
1995 Corinthians 1996 eliminado nas quartas-de-final
1996 Cruzeiro 1997 campeão
1997 Grêmio 1998 eliminado nas quartas-de-final
1998 Palmeiras 1999 campeão
1999 Juventude 2000 eliminado na 2ª fase
2000 Cruzeiro 2001 eliminado nas quartas-de-final
2001 Grêmio 2002 eliminado na semifinal
2002 Corinthians 2003 eliminado nas oitavas-de-final
2003 Cruzeiro 2004 eliminado nas oitavas-de-final
2004 Santo André 2005 eliminado na 2ª fase
2005 Paulista 2006 eliminado na 2ª fase
2006 Flamengo 2007 eliminado na 2ª fase
2007 Fluminense 2008 vice-campeão
2008 Sport 2009 eliminado nas oitavas-de-final


Autor: Tags: , ,

terça-feira, 30 de junho de 2009 Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Estatísticas | 11:20

Os clubes com mais pênaltis e expulsões a favor em 2009

Compartilhe: Twitter

Nessa semana, o vice-presidente do Internacional, Fernando Carvalho, levantou uma polêmica dizendo que o Corinthians é sempre favorecido pela arbitragem. O cartola preparou um DVD com lances que favoreceram o clube paulista nos últimos anos. Mas as questões levantadas pelo dirigente são subjetivas. Fica difícil dizer qual o clube foi mais favorecido ou prejudicado por marcar ou sofrer gols em impedimento, por ter pênalti marcado ou não.

Analisando friamente, com o que os árbitros marcaram de fato, o clube paulista é um dos mais beneficiados em números de pênaltis e expulsões a favor na temporada, assim como o Cruzeiro. Isso não significa, porém, que o time tem sido favorecido pela arbitragem. Afinal, nem todos os pênaltis foram duvidosos e nem todas as expulsões não foram justas. De qualquer forma, é fato que o time paulista, assim como o Cruzeiro, teve muito mais pênaltis e expulsões a favor do que outros que estão na Série A do Brasileiro em 2009.

Na temporada, o Corinthians é o clube com mais pênaltis a favor (13). Porém, na média, o Cruzeiro está na frente (foram 12 em 35 jogos, média de 0,34 por partida). O curioso nessa lista é que o São Paulo não teve um pênalti marcado a seu favor no ano em 37 jogos (será que o rompimento com a Federação Paulista prejudicou o clube?). Nos pênaltis marcados contra, Barueri, Avaí e Flamengo são os clubes que lideram a lista.

Já nas expulsões a favor, o Sport é o líder com 19 na temporada. O Leão, porém, perde para o Cruzeiro na média (0,50 contra 0,51 da Raposa). Em números gerais, o Corinthians é o terceiro na lista dos clubes que mais tiveram expulsões a favor. Por outro lado, o Palmeiras é o time que teve mais jogadores expulsos entre os 20 da Série A na temporada. Foram 14, média de 0,34 por partida.

Confira abaixo os rankings de pênaltis e expulsões a favor e contra na temporada, entre os 20 participantes da Série A.

Pênaltis a favor

Clube Jogos Pênaltis Média
Cruzeiro 35 12 0,34
Corinthians 40 13 0,33
Vitória 42 12 0,29
Náutico 36 10 0,28
Flamengo 34 9 0,26
Atlético-PR 34 8 0,24
Atlético-MG 30 7 0,23
Palmeiras 41 9 0,22
Santo André 29 6 0,21
Goiás 34 7 0,21
Barueri 31 6 0,19
Botafogo 32 6 0,19
Avaí 34 6 0,18
Coritiba 39 6 0,15
Grêmio 38 5 0,13
Internacional 41 5 0,12
Fluminense 33 4 0,12
Santos 35 4 0,11
Sport 38 4 0,11
São Paulo 37 0 0,00

.
Pênaltis contra

Clube Jogos Pênaltis Média
Barueri 31 7 0,23
Flamengo 34 6 0,18
Avaí 34 6 0,18
Coritiba 39 6 0,15
Fluminense 33 5 0,15
Santo André 29 4 0,14
Botafogo 32 4 0,13
Atlético-PR 34 4 0,12
Goiás 34 4 0,12
Cruzeiro 35 4 0,11
Grêmio 38 4 0,11
Sport 38 4 0,11
Atlético-MG 30 3 0,10
Internacional 41 4 0,10
Corinthians 40 3 0,08
Palmeiras 41 3 0,07
Santos 35 2 0,06
Náutico 36 2 0,06
São Paulo 37 2 0,05
Vitória 42 2 0,05

.

Expulsões a favor

Clube Jogos Expulsões Média
Cruzeiro 35 18 0,51
Sport 38 19 0,50
Fluminense 33 16 0,48
Botafogo 32 15 0,47
Corinthians 40 17 0,43
Santos 35 14 0,40
Atlético-MG 30 11 0,37
Vitória 42 14 0,33
Flamengo 34 11 0,32
Palmeiras 41 13 0,32
Avaí 34 10 0,29
Internacional 41 12 0,29
Goiás 34 8 0,24
Barueri 31 7 0,23
Náutico 36 7 0,19
Grêmio 38 7 0,18
Coritiba 39 7 0,18
Santo André 29 5 0,17
São Paulo 37 5 0,14
Atlético-PR 34 2 0,06

.

Expulsões contra

Clube Jogos Expulsões Média
Palmeiras 41 14 0,34
Atlético-MG 30 10 0,33
Cruzeiro 35 11 0,31
Fluminense 33 10 0,30
Náutico 36 10 0,28
Grêmio 38 10 0,26
Santos 35 9 0,26
São Paulo 37 9 0,24
Santo André 29 7 0,24
Flamengo 34 8 0,24
Internacional 41 9 0,22
Botafogo 32 7 0,22
Avaí 34 6 0,18
Goiás 34 6 0,18
Atlético-PR 34 6 0,18
Sport 38 6 0,16
Vitória 42 6 0,14
Corinthians 40 5 0,13
Coritiba 39 4 0,10
Barueri 31 2 0,06

.

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 17 de junho de 2009 Campeões, Copa do Brasil, História, Técnicos | 12:32

Técnicos gaúchos mantêm a soberania na Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Mais uma vez a Copa do Brasil ficará nas mãos de um técnico gaúcho. Independentemente do campeão (Mano Menezes, pelo Corinthians, ou Tite, pelo Inter), o título será pela oitava vez em 21 edições de um treinador do Rio Grande do Sul.

Tite, que já ganhou o torneio em 2001, pelo Grêmio, justamente contra o Corinthians, tem a chance de ser bicampeão e se aproximar do recordista, Luiz Felipe Scolari, que já ganhou três vezes a Copa. Outros campeões foram Cláudio Duarte, Valmir Louruz e Renato Gaúcho.

O Rio de Janeiro, com seis diferentes treinadores, vem na sequência como o segundo estado com mais títulos. Depois, aparecem dois técnicos de São Paulo.

Confira abaixo os técnicos que já ganharam a Copa do Brasil.

Ano Campeão Técnico Estado Vice Técnico
1989 Grêmio Cláudio Duarte RS Sport Nereu Pinheiro
1990 Flamengo Jair Pereira RJ Goiás Sebastião Lapola
1991 Criciúma Luiz Felipe Scolari RS Grêmio Dino Sani
1992 Internacional Antônio Lopes RJ Fluminense Sérgio Cosme
1993 Cruzeiro Pinheiro RJ Grêmio Sérgio Cosme
1994 Grêmio Luiz Felipe Scolari RS Ceará Dimas Figueira
1995 Corinthians Eduardo Amorim MG Grêmio Luiz Felipe Scolari
1996 Cruzeiro Levir Culpi PR Palmeiras Wanderley Luxemburgo
1997 Grêmio Evaristo de Macedo RJ Flamengo Sebastião Rocha
1998 Palmeiras Luiz Felipe Scolari RS Cruzeiro Levir Culpi
1999 Juventude Valmir Louruz RS Botafogo Gílson Nunes
2000 Cruzeiro Marco Aurélio MG São Paulo Levir Culpi
2001 Grêmio Tite RS Corinthians Wanderley Luxemburgo
2002 Corinthians Parreira RJ Brasiliense Péricles Chamusca
2003 Cruzeiro Vanderlei Luxemburgo RJ Flamengo Nelsinho Baptista
2004 Santo André Péricles Chamusca BA Flamengo Abel Braga
2005 Paulista Vagner Mancini SP Fluminense Abel Braga
2006 Flamengo Ney Franco MG Vasco Renato Gaúcho
2007 Fluminense Renato Gaúcho RS Figueirense Mário Sérgio
2008 Sport Nelsinho Baptista SP Corinthians Mano Menezes
Autor: Tags: ,

quinta-feira, 4 de junho de 2009 Confrontos, Copa do Brasil, Estatísticas, História, Sem categoria | 12:26

Tira-teima para Inter e Corinthians na final da Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Corinthians e Internacional vão decidir a 21ª edição da Copa do Brasil. A inédita final colocará frente dois dos melhores times do país em 2009. Coincidentemente, dois campeões estaduais invictos. Paulistas e gaúchos também tiveram duas das maiores sequencias de invencibilidade na temporada, com 25 jogos sem derrota de cada.

A final da Copa do Brasil servirá também como tira-teima no duelo histórico entre os dois clubes. Até hoje, em 65 jogos, foram 20 vitórias para cada time e mais 25 empates. O Corinthians leva uma pequena vantagem nos gols (66 a 65). Em decisões, Corinthians e Internacional duelaram em dois Campeonatos Brasileiros. Em 1976, o Colorado levou a melhor no Beira-Rio (2 x 0). Naquele ano, o time de Falcão e companhia tirou a chance do Corinthians de sair da fila de 22 anos sem títulos. Em 2005, foi a vez de o alvinegro dar o troco. Porém, sem uma final direta. Naquele ano, o Brasileirão foi disputado no sistema de pontos corridos e houve uma “final” entre as equipes na antepenúltima rodada (40ª). No Pacaembu, Corinthians e Inter empataram em 1 x 1 e o Timão praticamente garantiu o título com os três pontos de vantagem sobre o Colorado (78 a 75) faltando duas rodadas. Os gaúchos até hoje reclamam de um pênalti não marcado sobre o volante Tinga naquele jogo e também sobre o favorecimento ao Corinthians no escândalo da arbitragem (veja no final do post as fichas dessas duas decisões).

Pela Copa do Brasil, Corinthians e Inter jogaram apenas uma vez. Foi em 1992, nas oitavas-de-final. No primeiro jogo, no Pacaembu, o Colorado goleou por 4 x 0, com um golaço do volante Márcio, ex-Corinthians. Hoje treinador, Márcio Bittencourt fez então seu primeiro gol como profissional, justamente contra o clube que defendeu entre 1986 e 1991. No jogo de volta, os times empataram por 0 x 0 no Beira-Rio. Nessa segunda partida, o Corinthians já estava com o técnico Nelsinho Baptista, que assumiu o cargo no lugar de Basílio. No Inter, o técnico era Antônio Lopes, o mesmo que em 2005 deu o título brasileiro ao Corinthians(veja no final do post as fichas das duas partidas).

Corinthians e Inter se enfrentaram ainda em duas decisões, mas de torneios amistosos. Em 1971, no Torneio do Povo (que reunia os quatro clubes com maior torcida em São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais (Atlético-MG) e Rio de Janeiro (Flamengo)), os clubes jogaram partidas de ida e volta num quadrangular único. Na última rodada, o Corinthians venceu o Inter por 1 x 0, em casa e ficou com o título. O Inter foi vice, seguido por Atlético-MG e Flamengo. Já em 1983, no Torneio Cidade de Porto Alegre (que reuniu quatro times eliminados precocemente do Brasileirão daquele ano), o Corinthians ficou com o título depois de ganhar do Inter nos pênaltis (4 x 1). No tempo normal houve empate em 0 x 0. O América-RJ foi o terceiro colocado e o Palmeiras o quatro daquele torneio.

Em finais de Copa do Brasil, o Corinthians enfrentou duas vezes um adversário gaúcho. Em 1995, foi campeão com duas vitórias sobre o Grêmio (2 x 1 em casa e 1 x 0 fora). Em 2001, perdeu o título em casa. Depois do empate em 2 x 2 no primeiro jogo, foi derrotado por 3 x 1 pelo Grêmio no Morumbi.

Para a decisão de 2009, o Inter vem com uma campanha melhor. Porém, jogou duas vezes mais, já que não conseguiu eliminar os jogos de volta nas duas primeiras fases como o Corinthians. O Colorado tem um ataque melhor e uma defesa menos vazada. Já o Corinthians perdeu menos. Veja o resumo das campanhas dos dois finalistas.

CORINTHIANS
Em 16 participações, chegou a quatro finais. Foi campeão em 1995 e 2002 e vice em 2001 e 2008.

Na Copa do Brasil 2009 (8 jogos, 4 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 12 gols pró, 6 gols contra)
1ª fase – Itumbiara-GO 0 x 2 Corinthians
2ª fase – Misto-MS 0 x 2 Corinthians
Oitavas – Atlético-PR 3 x 2 Corinthians
Oitavas – Corinthians 2 x 0 Atlético-PR
Quartas – Corinthians 1 x 0 Fluminense
Quartas – Fluminense 2 x 2 Corinthians
Semifinal – Vasco 1 x 1 Corinthians
Semifinal – Corinthians 0 x 0 Vasco
Artilheiros: Chicão e Dentinho (3 gols); André Santos e Ronaldo (2 gols); Cristian e Jorge Henrique (1 gol)

.
INTERNACIONAL
Em 17 participações, chegou a uma final (campeão em 1992).

Na Copa do Brasil 2009 (10 jogos, 7 vitórias, 1 empate, 2 derrotas, 19 gols pró, 5 gols contra)
1ª fase – União-MT 1 x 0 Internacional
1ª fase – Internacional 2 x 0 União-MT
2ª fase – Guarani-SP 1 x 2 Internacional
2ª fase – Internacional 5 x 0 Guarani-SP
Oitavas – Náutico 0 x 3 Internacional
Oitavas – Internacional 2 x 0 Náutico
Quartas – Flamengo 0 x 0 Internacional
Quartas – Internacional 2 x 1 Flamengo
Semifinal – Internacional 3 x 1 Coritiba
Semifinal – Coritiba 1 x 0 Internacional
Artilheiros: Taison (7 gols); Alecsandro (4 gols); Andrezinho e Índio (2 gols); Bolívar, D’Alessandro, Marcelo Cordeiro e Nilmar

Confira abaixo todos os jogos entre Internacional e Corinthians e também as fichas das principais partidas entre as duas equipes.

Data
Resultado Competição
04/11/1945
Corinthians
4 x 1
Internacional Amistoso
25/02/1964
Internacional
1 x 0
Corinthians Amistoso
02/04/1967
Internacional
2 x 2
Corinthians Torneio Roberto Gomes Pedrosa
28/05/1967
Corinthians
0 x 1
Internacional Torneio Roberto Gomes Pedrosa
07/06/1967
Internacional
3 x 0
Corinthians Torneio Roberto Gomes Pedrosa
21/07/1968
Corinthians
0 x 2
Internacional Amistoso
13/10/1968
Internacional
0 x 1
Corinthians Torneio Roberto Gomes Pedrosa
28/09/1969
Corinthians
3 x 1
Internacional Torneio Roberto Gomes Pedrosa
08/11/1970
Corinthians
0 x 0
Internacional Torneio Roberto Gomes Pedrosa
06/02/1971
Corinthians
3 x 0
Internacional Torneio do Povo
19/02/1971
Corinthians
1 x 0
Internacional Torneio do Povo
05/09/1971
Internacional
2 x 2
Corinthians Campeonato Brasileiro
10/02/1972
Internacional
0 x 0
Corinthians Torneio do Povo
16/11/1972
Internacional
2 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
31/01/1973
Corinthians
1 x 0
Internacional Torneio do Povo
22/09/1973
Corinthians
1 x 0
Internacional Campeonato Brasileiro
15/12/1973
Corinthians
2 x 2
Internacional Campeonato Brasileiro
10/02/1974
Internacional
0 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
26/10/1975
Internacional
1 x 1
Corinthians Campeonato Brasileiro
30/01/1976
Corinthians
0 x 1
Internacional Taça Cidade de São Paulo
21/11/1976
Corinthians
2 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro
12/12/1976
Internacional
2 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
03/04/1977
Corinthians
1 x 1
Internacional Copa Libertadores
24/04/1977
Internacional
1 x 0
Corinthians Copa Libertadores
18/12/1977
Corinthians
1 x 0
Internacional Campeonato Brasileiro
07/03/1982
Internacional
0 x 2
Corinthians Campeonato Brasileiro
14/03/1982
Corinthians
1 x 0
Internacional Campeonato Brasileiro
08/05/1983
Internacional
0 x 0
Corinthians Torneio Cidade de Porto Alegre
12/02/1984
Internacional
1 x 1
Corinthians Campeonato Brasileiro
26/02/1984
Corinthians
0 x 0
Internacional Campeonato Brasileiro
30/01/1985
Corinthians
0 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro
13/03/1985
Internacional
1 x 1
Corinthians Campeonato Brasileiro
19/10/1986
Internacional
2 x 2
Corinthians Campeonato Brasileiro
07/12/1986
Corinthians
1 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro
08/03/1987
Corinthians
4 x 1
Internacional Torneio de Campo Grande-MS
18/10/1987
Corinthians
1 x 0
Internacional Campeonato Brasileiro
30/10/1988
Corinthians
2 x 2
Internacional Campeonato Brasileiro
15/10/1989
Corinthians
1 x 0
Internacional Campeonato Brasileiro
18/11/1990
Corinthians
0 x 3
Internacional Campeonato Brasileiro
09/03/1991
Internacional
1 x 1
Corinthians Campeonato Brasileiro
26/04/1992
Corinthians
1 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro
09/10/1992
Corinthians
0 x 4
Internacional Copa da Brasil
20/10/1992
Internacional
0 x 0
Corinthians Copa da Brasil
09/10/1993
Corinthians
2 x 0
Internacional Campeonato Brasileiro
25/10/1993
Internacional
1 x 1
Corinthians Campeonato Brasileiro
26/10/1994
Internacional
0 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
11/11/1995
Corinthians
2 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro
20/11/1996
Internacional
2 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
06/07/1997
Corinthians
1 x 3
Internacional Campeonato Brasileiro
22/08/1998
Internacional
1 x 1
Corinthians Campeonato Brasileiro
17/10/1999
Corinthians
4 x 2
Internacional Campeonato Brasileiro
01/11/2000
Internacional
1 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
25/11/2001
Internacional
0 x 2
Corinthians Campeonato Brasileiro
14/08/2002
Corinthians
3 x 2
Internacional Campeonato Brasileiro
20/04/2003
Internacional
2 x 1
Corinthians Campeonato Brasileiro
24/08/2003
Corinthians
3 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro
20/07/2004
Corinthians
0 x 0
Internacional Campeonato Brasileiro
07/11/2004
Internacional
3 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
10/08/2005
Internacional
0 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
20/11/2005
Corinthians
1 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro
25/05/2006
Internacional
1 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
24/09/2006
Corinthians
1 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro
18/07/2007
Internacional
3 x 0
Corinthians Campeonato Brasileiro
13/10/2007
Corinthians
1 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro
10/05/2009
Corinthians
0 x 1
Internacional Campeonato Brasileiro

Resumo
65 jogos
20 vitórias do Corinthians
25 empates
20 vitórias do Internacional
66 gols do Corinthians
65 gols do Internacional

Maior invencibilidade do Corinthians: 7 jogos (entre 1968 e 1972)
Maior invencibilidade do Internacional: 9 jogos (entre 2004 e 2009)

Maior goleada do Corinthians: 4 x 1 (em 1945 e 1987)

Maior goleada do Internacional: 4 x 0 (1992) Campeonato Brasileiro de 1976 – Final

Principais jogos
Campeonato Brasileiro de 1976 – Final
12/12/1976
INTERNACIONAL 2 x 0 CORINTHIANS
Local: Beira-Rio, Porto Alegre (RS); Juiz: José Roberto Wright (RJ); Público: 84 000; Gols: Dario 29/1; Valdomiro 12/2; Cartões amarelos: Manga, Marinho, Falcão, Givanildo e Ruço
INTERNACIONAL: Manga, Cláudio, Figueroa, Marinho e Vacaria; Caçapava e Falcão; Valdomiro, Batista, Dario e Lula. Técnico: Rubens Minelli
CORINTHIANS: Tobias, Zé Maria, Moisés, Zé Eduardo e Wladimir; Givanildo e Ruço; Vaguinho, Neca, Geraldo e Romeu. Técnico: Duque

Campeonato Brasileiro de 2005 – 40ª rodada
20/11/2005
CORINTHIANS 1 x 1 INTERNACIONAL
Local: Pacaembu, São Paulo (SP); Juiz: Márcio Rezende de Freitas (SC); Renda: R$ 532.994,00; Público: 32 935; Gols: Tevez 37/1; Rafael Sóbis 3/2; Cartões amarelos: Elder Granja, Ricardinho, Tinga e Rosinei; Cartão vermelho: Tinga 28/2
CORINTHIANS: Fábio Costa, Eduardo Ratinho (Edson 42/2), Marinho, Betão e Gustavo Nery; Marcelo Mattos, Bruno Octávio (Jô 36/2), Rosinei (Hugo 29/2) e Carlos Alberto; Nilmar e Tevez. Técnico: Antônio Lopes
INTERNACIONAL: Clemer, Élder Granja, Ediglê, Edinho e Alex; Gavilán, Perdigão (Márcio Mossoró 40/2), Tinga e Ricardinho (Wellington Monteiro 30/2); Rafael Sóbis e Fernandão (Iarley 33/2). Técnico: Muricy Ramalho

Copa do Brasil de 1992 – Oitavas-de-final
9/10/1992
CORINTHIANS 0 x 4 INTERNACIONAL
Local:
Pacaembu, São Paulo (SP); Juiz: Léo Feldman (RJ); Público: 9 287; Gols: Gérson 7/1 e Márcio 42/1; Gérson 9/2 e Maurício 38/2; Cartões amarelos: Ricardo, Elson e Silas; Cartão vermelho: Daniel
CORINTHIANS: Ronaldo, Wladimir, Marcelo, Henrique e Nelsinho (Viola); Wilson Mano (Edu Manga), Ezequiel e Neto; Fabinho, Nílson e Paulo Sérgio. Técnico: Basílio
INTERNACIONAL: Fernandez, Célio Lino, Célio Silva, Ricardo e Daniel; Márcio, Elson, Marquinhos (Silas); Maurício, Gérson e Zinho (Norton). Técnico: Antônio Lopes

20/10/1992
INTERNACIONAL 0 x 0 CORINTHIANS
Local:
Beira-Rio, Porto Alegre (RS); Juiz: Osvaldo Meira Júnior; Cartão amarelo: Marcelinho Paulista; Cartão vermelho: Neto
INTERNACIONAL: Fernandez, Célio Lino, Célio Silva, Ricardo e Zinho; Márcio (Simão), Silas, Marquinhos e Elson; Maurício e Gérson (Nando). Técnico: Antônio Lopes
CORINTHIANS: Ronaldo, Wladimir (Tupãzinho), Marcelo, Henrique e Nelsinho; Marcelinho Paulista, Ezequiel e Neto; Fabinho, Nílson e Paulo Sérgio. Técnico: Nelsinho Baptista

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 28 de maio de 2009 Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Estatísticas | 19:02

Quem vai parar o Internacional?

Compartilhe: Twitter

Os colorados estão em festa e com toda a razão. A comemoração do centenário está sendo perfeita para o Internacional até agora. O clube é o líder do Brasileirão, atual bicampeão gaúcho, atual campeão da Copa Sul-Americana e está com um pé na final da Copa do Brasil. Além disso, teve dois jogadores convocados para a Seleção Brasileira (Kléber e Nilmar), algo raro para qualquer time no Brasil nos últimos anos. Para completar, a equipe dirigida pelo técnico Tite tem ainda o inspirado Taison, artilheiro do Gauchão 2009 e da Copa do Brasil, além do craque argentino D’Alessandro jogando o fino.

Internacional

O Internacional joga fácil, bonito e é muito eficiente. O Colorado foi campeão estadual invicto esse ano vencendo os dois turnos, eliminando assim a final entre os campeões de cada turno do campeonato. Na Copa do Brasil, o Inter deu uma derrapada apenas na estreia, quando perdeu para o União-MT, fora de casa. Depois disso, passou (e bem), por Guarani e Náutico e ainda eliminou o Flamengo na base da raça. Agora, está a um passo da decisão após a vitória por 3 x 1 sobre o também centenário Coritiba.

Essa derrota para o União-MT, no dia 18 de fevereiro, aliás, foi a única do time em jogos oficiais na temporada (o Colorado perdeu para o Figueirense num amistoso, mas com um time totalmente reserva). O time do técnico Tite já soma 24 partidas de invencibilidade, igualando assim o recorde que pertencia ao Corinthians na temporada. Depois do Inter, no momento, Atlético-MG e Corinthians são os clubes com as maiores invencibilidades correntes (5 jogos).

Em casa, o Inter está praticamente imbatível. Em 20 jogos disputados na temporada, o Colorado tem um aproveitamento de quase 100% dos pontos. Foram 19 vitórias e apenas 1 empate, justamente na estreia time no ano (0 x 0 contra o Santa Cruz-RS). Desde então, foram 19 jogos e 19 vitórias consecutivas! Apenas o Cruzeiro, entre os clubes da Série A, também não perdeu em casa em 2009. O time mineiro tem 15 vitórias e 1 empate.

No quesito gols, o Inter também é soberano na temporada. O Colorado já alcançou 90 gols em 33 jogos e sofreu apenas 18. Nos últimos 14 jogos, o time sofreu apenas 5 gols. Em casa, em 20 jogos, foram 61 gols marcados e somente 9 sofridos. Uma média de 3 gols feitos e 0,5 sofrido por partida.

Com um elenco forte, o Inter pode ainda melhorar. O time apresentou hoje o equatoriano Bolaños (ex-Santos) e sonha em fechar com Ibson, do Flamengo. Resta saber se essa equipe terá fôlego para repetir o feito do Cruzeiro de 2003, que levantou a tríplice coroa (Estadual, Copa do Brasil e Brasileirão).

Confira abaixo a campanha do Inter na temporda, em jogos oficiais.

Data
Competição casa/fora Internacional x Adversário Estádio
20/01/2009
Gaúcho C Internacional 0 x 0 Santa Cruz-RS Beira-Rio
25/01/2009
Gaúcho F Internacional 3 x 1 São José PA-RS Passo da Areia
28/01/2009
Gaúcho F Internacional 1 x 0 São Luiz 19 de Outubro
01/02/2009
Gaúcho C Internacional 4 x 0 Sapucaiense Beira-Rio
05/02/2009
Gaúcho C Internacional 4 x 1 Ulbra Beira-Rio
08/02/2009
Gaúcho F Internacional 2 x 1 Grêmio Colosso da Lagoa
11/02/2009
Gaúcho F Internacional 0 x 0 Ypiranga Colosso da Lagoa
15/02/2009
Gaúcho C Internacional 5 x 1 Caxias Beira-Rio
18/02/2009
Copa do Brasil F Internacional 0 x 1 União-MT Luthero Lopes
22/02/2009
Gaúcho C Internacional 2 x 1 Ulbra-RS Beira-Rio
26/02/2009
Gaúcho C Internacional 2 x 0 Novo Hamburgo Beira-Rio
01/03/2009
Gaúcho C Internacional 2 x 1 Grêmo Beira-Rio
04/03/2009
Copa do Brasil C Internacional 2 x 0 União-MT Beira-Rio
07/03/2009
Gaúcho C Internacional 4 x 0 Veranópolis Beira-Rio
10/03/2009
Gaúcho F Internacional 7 x 0 Brasil de Pelotas Bento Freitas
15/03/2009
Gaúcho C Internacional 1 x 0 Inter-SM Beira-Rio
21/03/2009
Gaúcho C Internacional 4 x 1 Novo Hamburgo Beira-Rio
24/03/2009
Gaúcho F Internacional 6 x 2 Esportivo Da Montanha
28/03/2009
Gaúcho F Internacional 3 x 3 Juventude Alfredo Jaconi
02/04/2009
Gaúcho C Internacional 3 x 0 Avenida Passo da Areia
05/04/2009
Gaúcho C Internacional 2 x 1 Grêmio Beira-Rio
08/04/2009
Copa do Brasil F Internacional 2 x 1 Guarani-SP Brinco de Ouro
12/04/2009
Gaúcho C Internacional 4 x 0 Ulbra-RS Beira-Rio
19/04/2009
Gaúcho C Internacional 8 x 1 Caxias Beira-Rio
22/04/2009
Copa do Brasil C Internacional 5 x 0 Guarani-SP Beira-Rio
29/04/2009
Copa do Brasil F Internacional 3 x 0 Náutico Aflitos
06/05/2009
Copa do Brasil C Internacional 2 x 0 Náutico Beira-Rio
10/05/2009
Brasileiro F Internacional 1 x 0 Corinthians Pacaembu
13/05/2009
Copa do Brasil F Internacional 0 x 0 Flamengo Maracanã
17/05/2009
Brasileiro C Internacional 2 x 0 Palmeiras Beira-Rio
20/05/2009
Copa do Brasil C Internacional 2 x 1 Flamengo Beira-Rio
24/05/2009
Brasileiro F Internacional 1 x 0 Goiás Serra Dourada
27/05/2009
Copa do Brasil C Internacional 3 x 1 Coritiba Beira-Rio
Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 21 de maio de 2009 Confrontos, Copa do Brasil, Estatísticas, História, Sem categoria | 00:11

Curiosidades sobre os semifinalistas da Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Chicão

Foram definidos agora os quatro semifinalistas da Copa do Brasil de 2009. O Corinthians, com o empate no Maracanã (2 x 2), vai pegar o Vasco, que empatou com o Vitória por 1 x 1, em Salvador. Já o Internacional, que garantiu a vaga aos 44 minutos do segundo tempo, na vitória por 2 x 1 sobre o Flamengo, vai enfrentar o Coritiba, que eliminou a Ponte Preta na última terça-feira.

Carlos Alberto

Um de cada estado do país. De um lado, Corinthians (SP) x Vasco (RJ). Do outro, Coritiba (PR) x Internacional (RS). Desses quatro clubes, Corinthians (em 1995 e 2002) e Internacional (1992), já foram campeões do torneio. Os dois clubes também vêm de títulos estaduais em 2009. O Coritiba foi semifinalista da Copa do Brasil duas vezes (1991 e 2001). Já o Vasco teve como melhor colocação o vice em 2006.


Ariel

Dos dois confrontos, apenas um já aconteceu anteriormente em Copa do Brasil. Corinthians e Vasco se enfrentaram em 1995, justamente na semifinal. Naquele ano, o time paulista venceu duas vezes (1 x 0 no Rio e 5 x 0 em São Paulo), garantiu vaga na final contra o Grêmio e posteriormente conquistou o título. Já o encontro entre os centenários Internacional e Coritiba nunca aconteceu na história da competição.

Na atual edição, Vasco e Coritiba estão invictos, têm os melhores ataques (17 gols) e as melhores campanhas. Já o Internacional vem com a melhor defesa, com apenas 3 gols sofridos. Élton (Vasco), Chicão (Corinthians), Marcelinho Paraíba (Coritiba) e Taison (Inter) são os artilheiros de seus respectivos clubes. Taison, com 6 gols, é o artilheiro isolado da Copa do Brasil. A CBF vai sortear a ordem dos jogos da semifinal hoje (quinta-feira).

Confira abaixo o histórico das equipes nas semifinais da Copa do Brasil e as campanhas na atual edição.





VascoVASCO (RJ) x CORINTHIANS (SP)

Confronto direto na Copa do Brasil:
2 jogos, 2 vitórias do Corinthians, 0 gol do Vasco, 6 gols do Corinthians
1995 – Semifinal (Corinthians classificado)
24/5/1995 – Vasco 0 x 1 Corinthians (Marcelinho Carioca)
31/5/1995 – Corinthians 5 x 0 Vasco (Viola (3), Souza e Ricardo Rocha (contra))

Retrospecto nas semifinais da Copa do Brasil:
Vasco (18 participações) – Chegou 6 vezes nas semifinais. Classificou em 1 (06) e foi elimiando em 5 (93, 94, 95, 98 e 08)
Corinthians (16 participações) – Chegou 5 vezes nas semifinais. Classificou em 4 (95, 01, 02 e 08) e foi elimiando em 1 (97)

Campanhas na Copa do Brasil 2009:
VASCO
(6 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 0 derrota, 17 gols pró, 4 gols contra)
1ª fase  – Flamengo-PI 1 x 4 Vasco
2ª fase  – Central-CE 0 x 3 Vasco
Oitavas – Vasco 1 x 1 ICASA-CE
Oitavas – ICASA-CE 1 x 4 Vasco
Quartas – Vasco 4 x 0 Vitória
Quartas – Vitória 1 x 1 Vasco
Artilheiros: Elton (5 gols); Léo Lima, Paulo Sérgio e Rodrigo Pimpão (2 gols); Alan Kardec, Carlos Alberto, Jeferson, Nilton, Vilson e Ari (contra) (1 gol)

CORINTHIANS (6 jogos, 4 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 11 gols pró, 5 gols contra)
1ª fase  – Itumbiara-GO 0 x 2 Corinthians
2ª fase  – Misto-MS 0 x 2 Corinthians
Oitavas – Atlético-PR 3 x 2 Corinthians
Oitavas – Corinthians 2 x 0 Atlético-PR
Quartas – Corinthians 1 x 0 Fluminense
Quartas – Fluminense 2 x 2 Corinthians
Artilheiros: Chicão (3 gols); André Santos, Dentinho e Ronaldo (2 gols); Cristian e Jorge Henrique (1 gol)

CoritibaCORITIBA (PR) x INTERNACIONAL (RS)Internacional

Confronto direto na Copa do Brasil:
Nunca se enfrentam antes
Retrospecto nas semifinais da Copa do Brasil:
Coritiba (14 participações) – Chegou 2 vezes nas semifinais. Foi eliminado nas duas (91 e 01)
Internacional (17 participações) – Chegou 2 vezes nas semifinais. Classificou em 1 (92) e foi elimiando em 1 (99)

Campanhas na Copa do Brasil 2009:
CORITIBA
(8 jogos, 5 vitórias, 3 empates, 0 derrota, 17 gols pró, 5 gols contra)
1ª fase  – Holanda-AM 1 x 2 Coritiba
1ª fase  – Coritiba 3 x 0 Holanda-AM
2ª fase  – Bahia-BA 2 x 2 Coritiba
2ª fase  – Coritiba 0 x 0 Bahia-BA
Oitavas – CSA-AL 0 x 4 Coritiba
Oitavas – Coritiba 3 x 0 CSA-AL
Quartas – Ponte Preta 2 x 2 Coritiba
Quartas – Coritiba 1 x 0 Ponte Preta
Artilheiros: Marcelinho Paraíba (5 gols); Márcio Gabriel (3 gols); Ariel (2 gols); Carlinhos Paraíba, Guaru, Hugo, Pedro Ken, Ramon, Renatinho e Rodolfo (contra) (1 gol)

INTERNACIONAL (8 jogos, 6 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 16 gols pró, 3 gols contra)
1ª fase  – União-MT 1 x 0 Internacional
1ª fase  – Internacional 2 x 0 União-MT
2ª fase  – Guarani-SP 1 x 2 Internacional
2ª fase  – Internacional 5 x 0 Guarani-SP
Oitavas – Náutico 0 x 3 Internacional
Oitavas – Internacional 2 x 0 Náutico
Quartas – Flamengo 0 x 0 Internacional
Quartas – Internacional 2 x 1 Flamengo
Artilheiros: Taison (6 gols); Alecsandro (3 gols); Índio (2 gols); Andrezinho, Bolívar, D’Alessandro, Marcelo Cordeiro e Nilmar

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 12 de maio de 2009 Confrontos, Copa do Brasil, Estatísticas, História, Sem categoria | 01:21

Vantagem histórica para Fla, Ponte e Vitória na Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Começa hoje a fase de quartas-de-final da Copa do Brasil. Dos quatro confrontos dessa fase, apenas Corinthians x Fluminense é inédito na competição. Vasco e Vitória já se enfrentam uma vez, na primeira edição, e deu Vitória. Já Ponte Preta x Coritiba se enfrentaram em 2002, com vantagem para a Macaca. Quem mais jogou, porém, foram Flamengo x Inter. Os dois clubes já se cruzaram duas vezes em Copa do Brasil. E deu Flamengo nas duas (1996 e 1997), justamente nas quartas-de-final.

Dois oito finalistas da competição de 2009, o Flamengo é o que mais vezes disputou as quartas-de-final (12) e o que mais passou (9). Dessas 12 vezes que avançou, o rubro-negro foi campeão em 1990 e 2006 e vice em 1997, 2003 e 2004.

Na atual edição, apenas quatro dos oito clubes que sobraram ainda não perderam na Copa: Vasco, Ponte, Coritiba e Flamengo. Vasco e Flamengo, aliás, têm as melhores campanhas. Ambos eliminaram o jogo de volta nas duas primeiras fases. Já Vitória, Fluminense, Ponte, Coritiba e Inter não conseguiram evitar o segundo jogo em nenhuma fase.

Entre os goleadores, quem está na frente é o colorado Taison, que já marcou 5 gols e divide a artilharia da competição com mais três jogadores, todos que já elimianados do torneio: Kiesa (Americano-RJ), Kempes (Criciúma) e Gilmar (Náutico).

VascoVASCO (RJ) x VITÓRIA (BA)Vitória

Confronto direto na Copa do Brasil:
2 jogos, 1 empate, 1 vitória do Vitória, 1 gol do Vasco, 2 gols do Vitória
1989 – Primeira fase
Vasco 0 x 0 Vitória
Vitória 2 x 1 Vasco

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Vasco (18 participações) – Chegou 8 vezes nas quartas-de-final. Classificou em 6 (93, 94, 95, 98, 06 e 08) e foi elimiando em 2 (02 e 03)
Vitória (19 participações) – Chegou 6 vezes nas quartas-de-final. Classificou em 1 (04) e foi elimiando em 5 (89, 91, 94, 98 e 03)

Campanha na Copa do Brasil 2009:
VASCO
(4 jogos, 3 vitórias, 1 empate, 0 derrota, 12 gols pró, 3 gols contra)
1ª fase  – Flamengo-PI 1 x 4 Vasco
2ª fase  – Central-CE 0 x 3 Vasco
Oitavas – Vasco 1 x 1 ICASA-CE
Oitavas – ICASA-CE 1 x 4 Vasco
Artilheiros: Elton (3 gols); Léo Lima e Rodrigo Pimpão (2 gols); Alan Kardec, Jeferson, Paulo Sérgio, Vilson e Ari (contra) (1 gol)

VITÓRIA (6 jogos, 2 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 8 gols pró, 7 gols contra)
1ª fase  – ASA-AL 1 x 1 Vitória
1ª fase  – Vitória 1 x 1 ASA-AL (nos pênaltis, Vitória 5 x 4)
2ª fase  – Juventude-RS 1 x 2 Vitória
2ª fase  – Vitória 1 x 1 Juventude-RS
Oitavas – Vitória 3 x 0 Atlético-MG
Oitavas – Atlético-MG 3 x 0 Vitória (nos pênaltis, Vitória 5 x 4)
Artilheiros: Neto Baiano (3 gols); Bida, Gláucio, Rafael Bastos, Victor Ramos e Gatti (contra) (1 gol)

CorinthiansCORINTHIANS (SP) x FLUMINENSE (RJ)Fluminense

Confronto direto na Copa do Brasil:
Nunca se enfrentaram antes em Copa do Brasil

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Corinthians (16 participações) – Jogou 9 vezes nessa fase. Classificou em 5 (95, 97, 01, 02 e 08) e foi elimiando em 4 (89, 91, 96, 04)
Fluminense (15 participações) – Jogou 6 vezes nessa fase. Classificou em 4 (92, 05, 06 e 07) e foi elimiando em 2 (00, 02)

Campanha na Copa do Brasil 2009:
CORINTHIANS
(4 jogos, 3 vitórias, 0 empate, 1 derrota, 8 gols pró, 3 gols contra)
1ª fase  – Itumbiara-GO 0 x 2 Corinthians
2ª fase  – Misto-MS 0 x 2 Corinthians
Oitavas – Atlético-PR 3 x 2 Corinthians
Oitavas – Corinthians 2 x 0 Atlético-PR
Artilheiros: André Santos, Chicão e Ronaldo (2 gols); Cristian e Dentinho (1 gol)

FLUMINENSE (6 jogos, 3 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 11 gols pró, 5 gols contra)
1ª fase  – Nacional-PB 0 x 1 Fluminense
1ª fase  – Fluminense 3 x 0 Nacional-PB
2ª fase  – Águia de Marabá-PA 2 x 1 Fluminense
2ª fase  – Fluminense 3 x 0 Águia de Marabá-PA
Oitavas – Goiás-GO 2 x 2 Fluminense
Oitavas – Fluminense 1 x 1 Goiás-GO
Artilheiros: Éverton Santos, Fred, Maicon e Thiago Neves (2 gols); Eduardo Ratinho, Luiz Alberto e Tartá (1 gol)

Ponte PretaPONTE PRETA (SP) x CORITIBA (PR)Coritiba

Confronto direto na Copa do Brasil:
2 jogos, 1 vitória da Ponte Preta, 1 vitória do Coritiba, 5 gols da Ponte Preta, 3 gols do Coritiba
2002 – Primeira fase
Coritiba 2 x 1 Ponte Preta
Ponte Preta 4 x 1 Coritiba

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Ponte Preta (5 participações) – Jogou 1 vez nessa fase. Classificou em 1 (01).
Coritiba (14 participações) – Jogou 2 vezes nessa fase. Classificou em 2 (91 e 01)

Campanha na Copa do Brasil 2009:
PONTE PRETA
(6 jogos, 3 vitórias, 3 empates, 0 derrota, 12 gols pró, 5 gols contra)
1ª fase  – Vilhena-RO 1 x 2 Ponte Preta
1ª fase  – Ponte Preta 6 x 1 Vilhena-RO
2ª fase  – Figueirense-SC 2 x 2 Ponte Preta
2ª fase  – Ponte Preta 0 x 0 Figueirense-SC
Oitavas – Americano-RJ 0 x 0 Ponte Preta
Oitavas – Ponte Preta 2 x 1Americano-RJ
Artilheiros: Danilo Neco, Leandrinho, Márcio Mixirica e Savóia (2 gols); Edilson, Gum, Kim e William (1 gol)

CORITIBA (6 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 0 derrota, 14 gols pró, 3 gols contra)
1ª fase  – Holanda-AM 1 x 2 Coritiba
1ª fase  – Coritiba 3 x 0 Holanda-AM
2ª fase  – Bahia-BA 2 x 2 Coritiba
2ª fase  – Coritiba 0 x 0 Bahia-BA
Oitavas – CSA-AL 0 x 4 Coritiba
Oitavas – Coritiba 3 x 0 CSA-AL
Artilheiros: Marcelinho Paraíba (4 gols); Márcio Gabriel (2 gols); Ariel, Carlinhos Paraíba, Guaru, Hugo, Pedro Ken, Ramon, Renatinho e Rodolfo (contra) (1 gol)

FlamengoFLAMENGO (RJ) x INTERNACIONAL (RS)Internacional

Confronto direto na Copa do Brasil:
4 jogos, 2 vitórias do Flamengo, 1 empate, 1 vitória do Inter, 7 gols do Flamengo, 5 gols do Inter
1996 – Quartas-de-final
Internacional 3 x 2 Flamengo
Flamengo 3 x 1 Internacional
1997 – Quartas-de-final
Internacional 1 x 1 Flamengo
Flamengo 1 x 0 Internacional

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Flamengo (14 participações) – Jogou 12 vezes nessa fase. Classificou em 9 (89, 90, 93, 95, 96, 97, 03, 04 e 06) e foi elimiando em 3 (99, 00, 01)
Internacional (17 participações) – Jogou 6 vezes nessa fase. Classificou em 3 (92, 99 e 08) e foi elimiando em 3 (94, 96, 97)

Campanha na Copa do Brasil 2009:
Flamengo
(4 jogos, 3 vitórias, 1 empate, 0 derrota, 10 gols pró, 0 gol contra)
1ª fase  – Ivinhema-MS 0 x 5 Flamengo
2ª fase  – Remo-PA 0 x 2 Flamengo
Oitavas – Flamengo 0 x 0 Fortaleza-CE
Oitavas – Fortaleza-CE 0 x 3 Flamengo
Artilheiros: Émerson, Kleberson e Zé Roberto (2 gols); Juan, Leonardo Moura, Maxi e Willians (1 gol)

Internacional (6 jogos, 5 vitórias, 0 empate, 1 derrota, 14 gols pró, 2 gols contra)
1ª fase  – União-MT 1 x 0 Internacional
1ª fase  – Internacional 2 x 0 União-MT
2ª fase  – Guarani-SP 1 x 2 Internacional
2ª fase  – Internacional 5 x 0 Guarani-SP
Oitavas – Náutico 0 x 3 Internacional
Oitavas – Internacional 2 x 0 Náutico
Artilheiros: Taison (5 gols); Alecsandro (3 gols); Índio (2 gols); Bolívar, D’Alessandro, Marcelo Cordeiro e Nilmar

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quinta-feira, 7 de maio de 2009 Artilheiros, Copa do Brasil | 15:39

Ronaldo tem segundo melhor início por um clube

Compartilhe: Twitter

Com os dois gols marcados ontem à noite, contra o Atlético-PR, Ronaldo chegou a marca de 10 gols pelo Corinthians em apenas 13 jogos. O ótimo início do Fenômeno pelo Corinthians (que nesse período ainda conquistou um título Paulista), é o segundo melhor na carreira do atacante por um time. Apenas no Barcelona, em 1994, Ronaldo fez mais gols (13 em 13 jogos). O começo pelo Corinthians iguala também a marca dele no PSV Eindhoven, da Holanda, em 1993 (13 gols em 10 jogos).

Nos 13 primeiros jogos, Ronaldo marcou 6 gols pelo Cruzeiro, 8 pela Internazionale, 6 pelo Real Madrid e 7 pelo Milan. Na Seleção Brasileira, Ronaldo marcou 5 gols em seus 13 primeiros jogos. Na carreira, Ronaldo já chega a 455 gols em 640 jogos.

Confira aqui o início de Ronaldo por todos os clubes que passou:

Cruzeiro (1993)

25/05 – Cruzeiro 1 x 0 Caldense, Campeonato Mineiro
28/07 – Cruzeiro 2 x 1 Atlético-MG, Campeonato Mineiro
03/08 – Cruzeiro 1 x 1 Benfica-POR, Amistoso
05/08 – Cruzeiro 2 x 0 Belenenses-POR, Amistoso (1 gol)
06/08 – Cruzeiro 3 x 0 Peñarol-URU, Amistoso (1 gol)
08/08 – Cruzeiro 1 x 3 Porto-POR, Amistoso
18/08 – Cruzeiro 0 x 1América-MG, Amistoso
25/08 – Cruzeiro 0 x 0 Ideal-MG, Amistoso
29/08 – Cruzeiro 2 x 1Guarani de Divinópolis-MG, Amistoso (2 gols)
07/09 – Cruzeiro 0 x 2 Corinthians, Campeonato Brasileiro
12/09 – Cruzeiro 3 x 1 Bahia, Campeonato Brasileiro (1 gol)
15/09 – Cruzeiro 0 x 1 Bragantino, Campeonato Brasileiro
18/09 – Cruzeiro 1 x 2 Flamengo, Campeonato Brasileiro (1 gol)


PSV Eindhoven-HOL (1993)


20/08 – PSV Eindhoven 0 x 0 Heerenveen-HOL, Amistoso
23/08 – PSV Eindhoven 0 x 3 Valencia-ESP, Amistoso
28/08 – PSV Eindhoven 4 x 2 Vitesse Arnhem, Campeonato Holandês (1 gol)
31/08 – PSV Eindhoven 4 x 1 Go Ahead Eagles, Campeonato Holandês (2 gols)
13/09 – PSV Eindhoven 4 x 5 Bayer Leverkusen-ALE, Copa da Uefa (3 gols)
17/09 – PSV Eindhoven 4 x 0 Dordrecht 90, Campeonato Holandês
21/09 – PSV Eindhoven 1 x 1 Sparta, Campeonato Holandês (1 gol)
27/09 – PSV Eindhoven 0 x 0 Bayer Leverkusen-ALE, Copa da Uefa
05/10 – PSV Eindhoven 3 x 2 Roda JC, Copa da Holanda (2 gols)
11/10 – PSV Eindhoven 1 x 3 América-MEX, Amistoso
15/10 – PSV Eindhoven 3 x 1 Heerenveen, Campeonato Holandês (1 gol)
23/10 – PSV Eindhoven 1 x 4 Ajax, Campeonato Holandês
26/10 – PSV Eindhoven 1 x 2 Willem II, Campeonato Holandês

Barcelona-ESP (1996)


20/08 – Barcelona 2 x 0 San Lorenzo-ARG, Amistoso
21/08 – Barcelona 2 x 1 Internazionale-ITA, Amistoso
25/08 – Barcelona 5 x 2 Atlético de Madrid, Supercopa da Espanha (2 gols)
01/09 – Barcelona 4 x 2 Real Oviedo, Campeonato Espanhol
07/09 – Barcelona 2 x 1 Espanyol, Campeonato Espanhol
12/09 – Barcelona 2 x 0 AEK Larnaca-GRE, Recopa Européia (2 gols)
15/09 – Barcelona 1 x 1 Racing Santander, Campeonato Espanhol (1 gol)
22/09 – Barcelona 3 x 2 Real Sociedad, Campeonato Espanhol (2 gols)
29/09 – Barcelona 5 x 3 Real Zaragoza, Campeonato Espanhol (2 gols)
02/10 – Barcelona 1 x 1 Tenerife, Campeonato Espanhol
12/10 – Barcelona 5 x 1 Compostela, Campeonato Espanhol (2 gols)
20/10 – Barcelona 8 x 0 Logroñés, Campeonato Espanhol (2 gols)
23/10 – Barcelona 1 x 0 Sevilla, Campeonato Espanhol

Internazionale-ITA (1997)

27/07 – Internazionale 1 x 1 Manchester United-ING, Amistoso
05/08 – Internazionale 1 x 0 Bologna-ITA, Amistoso
19/08 – Internazionale 2 x 0 Pisa-ITA, Amistoso (1 gol)
22/08 – Internazionale 1 x 2 Roma-ITA, Amistoso
25/08 – Internazionale 0 x 1 Atlético de Madrid-ESP, Amistoso
31/08 – Internazionale 2 x 1 Brescia, Campeonato Italiano
14/09 – Internazionale 4 x 2 Bologna, Campeonato Italiano (1 gol)
16/09 – Internazionale 2 x 0 Neuchâtel Xamax-SUI, Copa da Uefa (1 gol)
20/09 – Internazionale 3 x 2 Fiorentina, Campeonato Italiano (1 gol)
27/09 – Internazionale 5 x 1 Lecce, Campeonato Italiano (2 gols)
30/09 – Internazionale 2 x 0 Neuchâtel Xamax-SUI, Copa da Uefa
05/10 – Internazionale 1 x 1 Lazio, Campeonato Italiano (1 gol)
11/10 – Internazionale 6 x 1 Líbia, Amistoso (1 gol)

Real Madrid-ESP (2002)

06/10 – Real Madrid 5 x 2 Alavés, Campeonato Espanhol (2 gols)
08/10 – Real Madrid 1 x 1 Betis, Campeonato Espanhol
20/10 – Real Madrid 0 x 2 Racing Santander, Campeonato Espanhol
22/10 – Real Madrid 2 x 2 AEK Atenas-GRE, Liga dos Campeões
26/10 – Real Madrid 1 x 1 Villarreal, Campeonato Espanhol
30/10 – Real Madrid 0 x 1 Roma-ITA, Liga dos Campeões
02/11 – Real Madrid 0 x 0 La Coruña, Campeonato Espanhol
09/11 – Real Madrid 3 x 2 Rayo Vallecano, Campeonato Espanhol (1 gol)
17/11 – Real Madrid 0 x 0 Real Sociedad, Campeonato Espanhol
03/12 – Real Madrid 2 x 0 Olimpia, Mundial Interclubes (1 gol)
08/12 – Real Madrid 5 x 1 Mallorca, Campeonato Espanhol (2 gols)
12/12 – Real Madrid 2 x 2 Lokomotiv Moscou-RUS, Liga dos Campeões
18/12 – Real Madrid 3 x 3 Seleção da FIFA, Amistoso


Milan-ITA (2007
)

11/02 – Milan 2 x 1 Livorno, Campeonato Italiano
17/02 – Milan 4 x 3 Siena, Campeonato Italiano (2 gols)
25/02 – Milan 1 x 0 Sampdoria, Campeonato Italiano
28/02 – Milan 0 x 0 Palermo, Campeonato Italiano
03/03 – Milan 3 x 1 Chievo, Campeonato Italiano
11/03 – Milan 1 x 2 Internazionale, Campeonato Italiano (1 gol)
18/03 – Milan 1 x 0 Atalanta, Campeonato Italiano
31/03 – Milan 1 x 1 Roma, Campeonato Italiano
07/04 – Milan 3 x 1 Empoli, Campeonato Italiano (1 gol)
15/04 – Milan 3 x 1 Messina, Campeonato Italiano (1 gol)
18/04 – Milan 5 x 2 Ascoli, Campeonato Italiano
21/04 – Milan 3 x 1 Cagliari, Campeonato Italiano (2 gols)
28/04 – Milan 1 x 0 Torino, Campeonato Italiano


Corinthians (2009)


04/03 – Corinthians 2 x 0 Itumbiara-GO, Copa do Brasil
08/03 – Corinthians 1 x 1 Palmeiras, Campeonato Paulista (1 gol)
11/03 – Corinthians 2 x 1 São Caetano, Campeonato Paulista (1 gol)
22/03 – Corinthians 1 x 0 Santos, Campeonato Paulista
25/03 – Corinthians 2 x 2 Ponte Preta, Campeonato Paulista (2 gols)
28/03 – Corinthians 0 x 0 Guarani, Campeonato Paulista
31/03 – Corinthians 3 x 0 Ituano, Campeonato Paulista (1 gol)
12/04 – Corinthians 2 x 1 São Paulo, Campeonato Paulista
19/04 – Corinthians 2 x 0 São Paulo, Campeonato Paulista (1 gol)
26/04 – Corinthians 3 x 1 Santos, Campeonato Paulista (2 gols)
29/04 – Corinthians 2 x 3 Atlético-PR,Copa do Brasil
03/05 – Corinthians 1 x 1 Santos, Campeonato Paulista
06/05 – Corinthians 2 x 0 Atlético-PR, Copa do Brasil (2 gols)

Autor: Tags: ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última