Publicidade

Arquivo da Categoria Estatísticas

segunda-feira, 6 de setembro de 2010 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 15:21

Quem teve mais pênaltis a favor e contra nesse Brasileirão

Compartilhe: Twitter

O Campeonato Brasileiro chegou a sua metade, ontem, com o complemento da 19ª rodada. Tudo bem que ainda faltam dois jogos (Vasco x Corinthians e Santos x Internacional, programados para o próximo dia 13 de outubro). Até agora, em 188 jogos, foram marcados 61 pênaltis na competição. Desses, 43 resultaram em gols (70%) e outros 18 foram desperdiçados pelos batedores.

O Santos, até agora, é o clube com pênaltis a favor: sete no total. O Peixe, porém, é um dos recordistas em pênaltis perdidos (três, ao lado de Corinthians e Prudente). O atacante Neymar, autor de três gols de pênalti, também perdeu três cobranças no Brasileiro (contra Ceará, Grêmio e Goiás). O Corinthians, que havia perdido três cobranças seguidas (duas com Chicão e outra com Bruno César), finalmente voltou a marcar de pênalti, com Iarley, na goleada por 5 x 1 sobre o Goiás, na última rodada. Confira abaixo os clubes que mais tiveram pênaltis a favor no Brasileirão:

Time Pênaltis Gols Perdidos
Santos 7 4 3
Atlético-GO 6 5 1
Corinthians 6 3 3
Guarani 5 4 1
Atlético-MG 4 4 0
Palmeiras 4 2 2
Prudente 4 1 3
Botafogo 3 2 1
Flamengo 3 3 0
Goiás 3 2 1
Internacional 3 3 0
Vasco 3 3 0
Avaí 2 1 1
Ceará 2 1 1
Cruzeiro 2 2 0
Atlético-PR 1 1 0
Fluminense 1 0 1
São Paulo 1 1 0
Vitória 1 1 0
Grêmio 0 0 0

.

Na diferença entre pênaltis a favor e pênaltis contra, o Corinthians é quem tem o melhor saldo no Brasileirão. Até agora, foram seis a favor e apenas um contra (na derrota de 3 x 1 para o Atlético-GO). Por outro lado, o Grêmio é o time com a maior desvantagem. Até agora, o time teve cinco pênaltis assinalados contra e nenhum a favor. Para sorte do tricolor, o goleiro Victor defendeu duas cobranças e ainda viu duas serem chutadas para fora. O São Paulo, com os dois pênaltis que teve contra, ontem, subiu para o segundo lugar na lista. Veja abaixo o quadro dos clubes que mais tiveram pênaltis contra no Brasileirão de 2010:

Time Pênaltis Gols Sofridos Defendidos/fora
Goiás 6 5 1
Atlético-MG 5 4 1
São Paulo 5 3 2
Grêmio 5 1 4
Prudente 4 3 1
Ceará 4 3 1
Atlético-PR 4 4 0
Santos 3 1 2
Atlético-GO 3 2 1
Internacional 3 3 0
Vasco 3 2 1
Avaí 3 3 0
Cruzeiro 3 1 2
Vitória 3 2 1
Guarani 2 1 1
Corinthians 1 1 0
Palmeiras 1 1 0
Flamengo 1 0 1
Fluminense 1 1 0
Botafogo 0 0 0

.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 23 de agosto de 2010 Artilheiros, Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 17:35

Paulo Baier e os artilheiros dos pontos corridos

Compartilhe: Twitter

Nesse final de semana, o meia Paulo Baier foi homenageado pelo Atlético-PR com a camisa 80, uma referência aos seus 80 gols na era dos pontos corridos do Brasileirão. Com essa marca, o ex-lateral-direito é o maior goleador do Campeonato Brasileiro desde 2003.  Em 243 jogos, Paulo Baier disputou todas as edições do Brasileiro nessa era dos pontos corridos. O jogador defendeu o Criciúma, em 2003 (9 gols); o Goiás, em 2004, 2005, 2007 e 2008 (50 gols); o Palmeiras, em 2006 (10 gols); o Sport, em 2009 (nenhum gol); e o Atlético-PR, desde 2009 (11 gols).

Prestes a completar 36 anos, Paulo Baier está três gols a frente do Washington, do Fluminense, que tem 77 gols. Confira abaixo os maiores artilheiros do Brasileiro na era dos pontos corridos:

Pos. Jogador Pos. Gols
Paulo Baier M 80
Washington A 77
Alecsandro A 61
Obina A 59
Edmundo A 56
Alex Mineiro A 54
Tuta A 54
Marcinho M 53
Souza A 53
10º Kleber Pereira A 51
11º Alex Dias A 50
Christian A 50
Fernandão A 50
14º Borges A 48
15º Dimba A 47
16º Iarley A 46
17º Dagoberto A 45
18º Petkovic M 44
19º Romário A 43
20º Diego Tardelli A 42
Nilmar A 42
Roger A 42
23º Deivid A 41
24º Finazzi A 40
Fred A 40
Hugo M 40
27º Edílson A 38
28º Marcel A 37
Robinho A 37
30º Felipe A 36
Lúcio Flávio M 36
Reinaldo A 36
Robgol A 36
Wellington Paulista A 36
35º Renaldo A 35
36º Alex M 34
Leandro Amaral A 34
Luís Fabiano A 34
Ramon M 34
Rogério Ceni G 34
41º Dodô A 33
Jonas A 33
Rodrigo Tabata M 33
44º Carlinhos Bala A 32
Fabrício Carvalho A 32
46º Renato M 31
47º Leandro A 30
Souza M 30

.

No geral, desde 1971, Paulo Baier e Washington também figuram entre os principais artilheiros da competição. O atacante do Fluminense, com os 5 gols que marcou no Brasileiro de 2010, chegou a 120 na história do torneio. Washington ocupa a 7ª colocação entre os artilheiros e é o maior entre aqueles em ativididade. Já Paulo Baier, com 83 gols, está na 27ª posição e pode ainda terminar o ano entre os 20 maiores de todos os tempos. Veja a lista dos maiores artilheiros do Brasileirão desde 1971:

Jogador Gols Período Jogos Média
Roberto Dinamite 190 71-92 328 0,58
Romário 154 85-07 252 0,61
Edmundo 153 92-08 316 0,48
Zico 135 71-89 249 0,54
Túlio 129 88-05 240 0,54
Serginho 127 74-90 184 0,69
Washington 120 99-10 179 0,67
Dario 113 71-85 240 0,47
Kleber Pereira 102 99-09 182 0,55
10º Ramon 98 89-10 353 0,28
11° Dodô 96 95-10 196 0,49
12° Reinaldo 93 73-85 177 0,53
13° Careca 92 78-86 130 0,71
Evair 92 86-02 221 0,42
15° Cláudio Adão 91 73-93 194 0,47
Jorge Mendonça 91 73-86 197 0,46
Viola 91 88-04 249 0,37
Marcelinho Carioca 91 88-09 284 0,32
19° Tuta 90 96-07 231 0,39
20° Bebeto 88 83-01 184 0,48
21º Nunes 87 75-87 174 0,50
Luisinho 87 71-86 175 0,50
Christian 87 97-08 188 0,46
Valdir 87 92-04 208 0,42
Marcelo Ramos 84 92-08 251 0,33
Tarciso 87 71-87 327 0,27
27° Guilherme 83 93-05 168 0,49
Edílson 83 93-05 238 0,35
Paulo Baier 83 97-10 317 0,26
30° Alex Mineiro 82 97-10 233 0,35
31° Müller 81 85-03 234 0,35
Petkovic 81 97-10 252 0,32
33º Dimba 79 97-05 177 0,45
34º Renato 77 75-88 256 0,30
Marques 77 93-09 258 0,30
36º Renaldo 76 92-05 188 0,40
37º Luizão 75 93-06 175 0,43
Ramon 71 71-83 192 0,37
39º Sócrates 70 76-88 138 0,51

Obs.: Os jogadores em atividade estão em azul.

.

Autor: Tags: , , , , ,

terça-feira, 17 de agosto de 2010 Artilheiros, Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 12:19

Bruno César pode fazer história pelo Corinthians

Compartilhe: Twitter

Artilheiro isolado do Campeonato Brasileiro, com 8 gols, o meia Bruno César, do Corinthians, pode fazer história pelo clube nessa competição. Isso porque até hoje o alvinegro nunca teve o principal goleador do Brasileirão desde 1971. Em 39 edições, apenas quatro vezes o Corinthians ficou perto de ter o artilheiro. Em 1971, quando Mirandinha fez 11 gols e ficou 4 atrás de Dario, do Atlético-MG (15 gols); em 1990, quando Neto fez 9 gols e ficou 2 atrás de Charles, do Bahia (11 gols); em 1998, quando Marcelinho Carioca fez 18 gols e ficou 3 atrás de Viola, do Santos (21 gols); e Tevez, em 2005, quando fez 20 gols e ficou 2 atrás de Romário, do Vasco (22 gols).

Bruno César, com 8 gols em 10 jogos, tem uma das melhores médias de gols por partida (0,80) entre os artilheiros do Corinthians na história do Brasileirão. Desde 1971, apenas Luizão (21 gols em 25 jogos, média de 0,84 por partida, em 1999), e Sócrates (13 gols em 16 jogos, média de 0,81 por partida, em 1981), têm números superiores ao de Bruno César.

O meia, ex-Santo André, poderá disputar ainda mais 24 partidas pelo Corinthians até o final do Brasileiro. Se conseguir manter a ótima média de 0,80 gol por partida, Bruno César marcará mais 19 gols e chegará a 27 no campeonato. Difícil, mas possível. Se chegar aos 22 gols, pelo menos, o jogador poderá superar a marca de Luizão, de 1999, até hoje o recordista de gols pelo Corinthians em uma só edição de Brasileiro. Para isso, faltam mais 14 gols nas próximas 22 rodadas.

Confira abaixo a lista de artilheiros do Corinthians em Brasileiros:

Ano Jogador Gols Jogos Média
1971 Mirandinha 11 25 0,44
1972 Rivelino 8 24 0,33
1973 Roberto Miranda 10 29 0,34
1974 Vaguinho 7 23 0,30
1975 Geraldão 8 24 0,33
1976 Neca 10 21 0,48
1977 Geraldão 7 17 0,41
Romeu 7 18 0,39
1978 Rui Rei 10 23 0,43
1979
1980 Sócrates 13 16 0,81
1981 Toninho 4 11 0,36
1982 Casagrande 4 11 0,36
Sócrates 4 9 0,44
1983 Sócrates 15 20 0,75
1984 Casagrande 7 22 0,32
Sócrates 7 13 0,54
1985 Casagrande 8 23 0,35
1986 Edmar 15 26 0,58
1987 Edmar 3 13 0,23
Marcos Roberto 3 7 0,43
1988 Marcos Roberto 3 17 0,18
Sérgio Gil 3 18 0,17
Viola 3 18 0,17
1989 Neto 4 15 0,27
1990 Neto 9 23 0,39
1991 Neto 11 18 0,61
1992 Neto 8 23 0,35
Viola 8 17 0,47
1993 Rivaldo 11 19 0,58
1994 Marcelinho Carioca 8 25 0,32
Marques 8 26 0,31
1995 Serginho 7 20 0,35
1996 Tiba 3 8 0,38
1997 Mirandinha 5 23 0,22
1998 Marcelinho Carioca 18 28 0,64
1999 Luizão 21 25 0,84
2000 Fernando Baiano 7 18 0,39
2001 Ricardinho 7 21 0,33
2002 Guilherme 13 19 0,68
2003 Liedson 10 18 0,56
2004 8 42 0,19
2005 Tevez 20 29 0,69
2006 Rafael Moura 7 29 0,24
2007 Finazzi 12 28 0,43
2008
2009 Ronaldo 12 20 0,60
2010 Bruno César 8 10 0,80

.

Dos grandes clubes do futebol brasileiro, além do Corinthians, apenas Cruzeiro e Palmeiras também não conseguiram fazer o artilheiro do Brasileirão. O Vasco, por outro lado, é o recordista de artilheiros (oito até hoje). Veja a lista dos clubes que mais fizeram artilheiros do Brasileirão:

Clube Artilheiros
Vasco 8
Atlético-MG 5
Santos 5
Flamengo 4
Goiás 4
São Paulo 4
Internacional 3
Botafogo 2
Fluminense 2
Grêmio 2
Guarani 2
América-RJ 1
Atlético-PR 1
Bahia 1
Coritiba 1
Paraná 1
Santa Cruz 1
Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 16 de agosto de 2010 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 12:43

As proezas do líder Fluminense no Brasileirão 2010

Compartilhe: Twitter

A boa fase do Fluminense no Brasileirão de 2010 continua. Ontem, o líder aplicou 3 x 0 nos reservas do Internacional, virtual campeão da Libertadores, e abriu quatro pontos sobre o Corinthians, segundo colocado, que derrapou na rodada e perdeu para o Avaí (3 x 2).

O Tricolor carioca chegou a 11 jogos sem derrota no Brasileirão de 2010 e está a apenas dois jogos de igualar sua maior invencibilidade na história da competição. Desde 1971, em 37 participações, o Flu tem como melhor sequência os 13 jogos sem derrota em 2005, sob o comando do técnico Abel Braga. Em 1984, na campanha do seu único título brasileiro, o Fluminense ficou 12 jogos sem derrota.

Com 76,2% de aproveitamento, o Fluminense tem a melhor campanha de um líder do Brasileirão na era dos pontos corridos nessa fase do campeonato (14ª rodada). O Flu tem 3 pontos a mais do que o São Paulo (2006) e a Ponte Preta (2005). O único fato não muito favorável nesse retrospecto, é que apenas dois dos sete líderes da 14ª rodada leveram o Brasileirão (o Cruzeiro, de 2003, e o São Paulo, de 2006).

Ano Time PG J V E D GP GC SG Aprov.
2003 Cruzeiro 28 14 8 4 2 30 17 13 66,7%
2004 Palmeiras 26 14 7 5 2 27 11 16 61,9%
2005 Ponte Preta 29 14 9 2 3 27 18 9 69,0%
2006 São Paulo 29 14 9 2 3 24 15 9 69,0%
2007 Botafogo 28 13 8 4 1 29 16 13 66,7%
2008 Grêmio 28 14 8 4 2 26 11 15 66,7%
2009 Atlético-MG 28 14 8 4 2 27 14 13 66,7%
2010 Fluminense 32 14 10 2 2 23 9 14 76,2%

.

O grande aproveitamento do Fluminense nesse Brasileiro de 2010 é também o maior de seu história na competição, desde 1971, superando até o do time campeão de 1984. A defesa do time de Muricy Ramalho, de 2010, também está entre as melhores. Com 0,64 gol sofrido por jogo, é a terceira melhor da história, atrás apenas da defesa de 1984 (0,50) e a de 1986 (0,63). Veja abaixo as melhores campanhas do Fluminense em Brasileiros:

ANO Pos. PG J V E D GP GC S Aprov.
2010 1º* 32 14 10 2 2 23 9 14 76,2%
1984 39 26 15 9 2 37 13 24 69,2%
2001 54 29 15 9 5 49 34 15 62,1%
1975 48 28 16 4 8 51 26 25 61,9%
1977 26º 20 14 8 2 4 23 10 13 61,9%
1979 52º 10 7 3 4 0 18 6 12 61,9%
1982 24 18 9 6 3 39 17 22 61,1%
1976 32 22 11 7 4 34 19 15 60,6%
1986 38 30 16 6 8 33 19 14 60,0%
1991 25 21 10 5 6 29 21 8 55,6%
2000 43 26 12 7 7 48 35 13 55,1%
2005 68 42 19 11 12 79 70 9 54,0%
2007 61 38 16 13 9 57 39 18 53,5%
2002 46 29 14 4 11 49 51 -2 52,9%
1988 43 27 11 9 7 29 21 8 51,9%
1987 17 15 6 5 4 14 12 2 51,1%
1983 18º 15 14 6 3 5 19 12 7 50,0%
1995 37 25 9 10 6 25 22 3 49,3%
1981 11º 18 17 7 4 6 31 25 6 49,0%
1978 22º 29 26 10 8 8 23 20 3 48,7%
2004 67 46 18 13 15 65 68 -3 48,6%
1980 11º 20 18 6 8 4 30 22 8 48,1%
1985 22º 21 20 7 7 6 24 21 3 46,7%
1972 14º 29 28 9 11 8 23 22 1 45,2%
1973 23º 27 28 9 9 10 25 25 0 42,9%
1992 14º 18 19 5 8 6 21 19 2 40,4%
2009 16º 46 38 11 13 14 49 56 -7 40,4%
1994 15º 22 25 8 6 11 35 40 -5 40,0%
2006 15º 45 38 11 12 15 48 58 -10 39,5%
2008 14º 45 38 11 12 15 49 48 1 39,5%
1971 16º 16 19 5 6 8 12 13 -1 36,8%
2003 19º 52 46 13 11 22 52 77 -25 36,2%
1989 15º 14 18 5 4 9 15 25 -10 35,2%
1990 17º 15 19 5 5 9 19 24 -5 35,1%
1996 23º 22 23 6 4 13 26 50 -24 31,9%
1974 24º 18 24 4 10 10 20 28 -8 30,6%
1997 25º 22 25 4 10 11 26 41 -15 29,3%
1993 28º 8 14 3 2 9 18 26 -8 26,2%

.

Líder nas últimas três rodadas, o Fluminense tem o quarto melhor ataque do Brasileirão (23 gols), dois a menos do que Avaí e Botafogo (25 gols) e a segunda melhor defesa (9 gols), dois a mais do que a do Ceará (que levou 7 gols). Além disso, é o clube com mais vitórias (10) e menos derrotas (2, ao lado do Corinthians). Melhor time do pós-Copa, o Flu marcou gols em todos os últimos 11 jogos em que não perdeu (22 gols) e sofreu apenas 7. Além disso, o Tricolor conseguiu ontem superar o Corinthians na média de público desse Brasileiro. Com 49.471 pagantes na vitória sobre o Inter, o segundo maior público do Brasileirão, o Flu pulou para mais de 26 mil pagantes por jogo, contra quase 25 mil do Corinthians. Veja abaixo:

Pos. Clube Média
Fluminense 26.797
Corinthians 24.907
Ceará 23.953
Botafogo 18.568
Flamengo 18.228
Internacional 17.344
Atlético-PR 15.059
Atlético-MG 11.935
São Paulo 11.910
10º Palmeiras 11.614
11º Grêmio 10.485
12º Vitória 10.143
13º Vasco 9.556
14º Cruzeiro 9.307
15º Santos 8.446
16º Atlético-GO 8.338
17º Avaí 8.332
18º Goiás 8.304
19º Guarani 6.523
20º Prudente 6.215

.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 13 de agosto de 2010 Estatísticas, Futebol Europeu | 12:23

Campeonato Português começa hoje com 143 brasileiros

Compartilhe: Twitter

Começa hoje o Campeonato Português da temporada 2010/11, com o  jogo entre Braga e Portimonense. O torneio é o que mais reúne jogadores brasileiros em um campeonato nacional de primeira divisão, depois do Brasileirão. Dos 441 jogadores do Campeonato Português, 143 são brasileiros (o que representa 32% dos jogadores). Confira a relação com a nacionalidade dos jogadores da Liga Portuguesa:

País Jogadores
Portugal 197
Brasil 143
França 12
Argentina 10
Cabo Verde 7
Uruguai 6
Espanha 5
Senegal 5
Colômbia 4
Burkina Fasso 3
Camarões 3
Moçambique 3
Montenegro 3
Venezuela 3
Angola 2
Argélia 2
Chile 2
China 2
Costa do Marfim 2
Croácia 2
Eslovênia 2
Gana 2
Paraguai 2
Outros (19 países) 19

.

Dos 16 clubes da primeira divisão portuguesa, todos têm atletas brasileiros. O Braga, que estreia hoje, é o recordista, com 17 brasileiros no elenco. Entre eles, o recém-contratado goleiro Felipe, ex-Corinthians, que poderá estrear hoje. O Braga, aliás, conta com mais brasileiros no plantel do que portugueses. Mas isso não é exclusividade. Além do Braga, Marítimo, Nacional e União Leiria têm mais brazucas no elenco do que portugueses. Olhanense e Vitória de Setúbal têm 10 portugueses e 10 brasileiros no elenco. Veja abaixo os clubes com mais brasileiros no elenco:

Clube Brasileiros
Braga 17
Marítimo 14
Nacional 12
Olhanense 11
União Leiria 11
Vitória de Guimarães 10
Vitória de Setúbal 10
Beira-Mar 9
Benfica 8
Naval 8
Paços Ferreira 8
Portimonense 6
Porto 6
Rio Ave 6
Acadêmica de Coimbra 5
Sporting 2

.

Para essa temporada, quatro brasileiros figuram na lista das dez maiores contratações da temporada portuguesa. O Benfica contratou o atacante Rodrigo, que estava no Real Madrid B, da Espanha (pagou 6 milhões de euros). Já o Porto buscou o atacante Walter (ex-Inter) e o volante Souza (ex-Vasco). Já o Sporting fechou o com o zagueiro Evaldo, que estava no Braga. Veja abaixo a lista dos principais brasileiros entre os 143 que estão no campeonato:

Clube Jogador Posição Já passou por…
Marítimo Marcelo Boeck Goleiro Internacional
Marítimo Tchô Meia Atlético-MG
Marítimo Rafael Miranda Meia Atlético-MG
Braga Felipe Goleiro Corinthians
Braga George Lucas Lateral-direito Santos
Braga Léo Fortunato Zagueiro Cruzeiro
Braga Márcio Mossoró Meia Internacional
Braga Elton Atacante Vasco
Olhanense Lulinha Meia Corinthians
Benfica Luisão Zagueiro Cruzeiro
Benfica David Luiz Zagueiro Vitória
Benfica Sidnei Zagueiro Internacional
Benfica Airton Volante Flamengo
Benfica Felipe Menezes Meia Goiás
Benfica Weldon Atacante Cruzeiro
Benfica Alan Kardec Atacante Vasco
Nacional Alex Bruno Zagueiro São Paulo
Nacional Thiago Gentil Meia Palmeiras
Nacional Pedro Oldoni Atacante Atlético-PR
Nacional Diego Atacante Internacional
Vitória de Setúbal Diego Goleiro Atlético-PR
Sporting Anderson Polga Zagueiro Grêmio
Sporting Evaldo Zagueiro Grêmio
Porto Souza Volante Vasco
Porto Walter Atacante Internacional
Porto Hulk Atacante Vitória
União Leiria Anderson Lessa Atacante Cruzeiro
Vitória de Guimarães Bruno Teles Lateral-esquerdo Grêmio

.

Autor: Tags:

segunda-feira, 9 de agosto de 2010 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 11:52

Corinthians não perde há 20 jogos no Pacaembu

Compartilhe: Twitter

O Corinthians, vice-líder do Brasileirão, conseguiu ontem sua 7ª vitória consecutiva em casa na competição. Todas no Pacaembu. O aproveitamento de 100% em casa é o melhor desse Campeonato Brasileiro. O líder Fluminense, porém, também tem um bom desempenho em casa, com 88,9%. O Tricolor venceu 6 jogos e empatou apenas um no Maracanã, contra o Prudente. O Flu, aliás, já acumula uma sequência de 15 jogos sem derrotas pelo Brasileirão. O último revés do Tricolor foi na 19ª rodada de 2009 (1 x 3 para o Coritiba), no dia 16 de agosto de 2009. Confira abaixo a classificação do Brasileiro pelo aproveitamento dos clubes em casa:

Pos. Clube PG J V E D GP GC S %
Corinthians 21 7 7 0 0 14 4 10 100%
Fluminense 16 6 5 1 0 10 4 6 88,9%
Vasco 13 6 4 1 1 9 4 5 72,2%
Ceará 15 7 4 3 0 5 0 5 71,4%
Avaí 14 7 4 2 1 16 7 9 66,7%
Santos 10 5 3 1 1 9 3 6 66,7%
Prudente 11 6 3 2 1 10 4 6 61,1%
Atlético-PR 11 6 3 2 1 10 8 2 61,1%
Vitória 11 6 3 2 1 12 11 1 61,1%
10º Guarani 12 7 3 3 1 9 7 2 57,1%
11º Palmeiras 12 7 3 3 1 10 7 3 57,1%
12º Cruzeiro 10 6 2 4 0 6 4 2 55,6%
13º São Paulo 10 6 3 1 2 9 7 2 55,6%
14º Internacional 11 7 3 2 2 9 7 2 52,4%
15º Botafogo 11 7 2 5 0 14 8 6 52,4%
16º Flamengo 10 7 2 4 1 8 6 2 47,6%
17º Grêmio 8 6 2 2 2 9 7 2 44,4%
18º Atlético-MG 9 7 3 0 4 10 11 -1 42,9%
19º Atlético-GO 8 7 2 2 3 8 9 -1 38,1%
20º Goiás 6 6 1 3 2 5 7 -2 33,3%

.

Atuando no Pacaembu, o Corinthians já não perde há 20 jogos. A última derrota no estádio foi no Brasileiro de 2009, quando foi derrotado pelo Náutico, na 36ª rodada, no dia 21 de novembro. Desde então, o clube disputou 20 jogos, venceu 17 e empatou 3. No início do ano, o Corinthians bateu o Huracán-ARG, num amistoso de pré-temporada. Já no dia 8 de agosto, pelo Brasileirão, o clube empatou com o Palmeiras no estádio, mas atuando como visitante.

Na Libertadores e no Brasileiro, o alvinegro venceu todos os seus 11 jogos. Apenas no Paulistão, em 7 jogos, o Timão empatou duas (contra Botafogo-SP e Mirassol-SP). Veja abaixo a lista de jogos do Corinthians no Pacaembu em 2010:

Data Corinthians placar Adversário Competição
13/01/2010 Corinthians 3 x 0 Huracán-ARG Amistoso
20/01/2010 Corinthians 2 x 1 Bragantino Camp. Paulista
27/01/2010 Corinthians 1 x 1 Mirassol Camp. Paulista
31/01/2010 Corinthians 1 x 0 Palmeiras Camp. Paulista
06/02/2010 Corinthians 4 x 0 Sertãozinho Camp. Paulista
24/02/2010 Corinthians 2 x 1 Racing-URU Copa Libertadores
04/03/2010 Corinthians 1 x 1 Botafogo-SP Camp. Paulista
28/03/2010 Corinthians 4 x 3 São Paulo Camp. Paulista
01/04/2010 Corinthians 2 x 1 Cerro Porteño-PAR Copa Libertadores
07/04/2010 Corinthians 5 x 1 Rio Claro Camp. Paulista
22/04/2010 Corinthians 1 x 0 Independiente Medellín-COL Copa Libertadores
05/05/2010 Corinthians 2 x 1 Flamengo Copa Libertadores
09/05/2010 Corinthians 2 x 1 Atlético-PR Camp. Brasileiro
23/05/2010 Corinthians 1 x 0 Fluminense Camp. Brasileiro
30/05/2010 Corinthians 4 x 2 Santos Camp. Brasileiro
03/06/2010 Corinthians 2 x 0 Internacional Camp. Brasileiro
18/07/2010 Corinthians 1 x 0 Atlético-MG Camp. Brasileiro
25/07/2010 Corinthians 3 x 1 Guarani Camp. Brasileiro
01/08/2010 Corinthians 1 x 1 Palmeiras Camp. Brasileiro (visitante)
08/08/2010 Corinthians 1 x 0 Flamengo Camp. Brasileiro

.

Nos últimos anos, desde que Mano Menezes assumiu o comando da equipe, em janeiro de 2008, o Corinthians vem tendo boas sequências de invencibilidade em casa, principalmente no Pacaembu. Em 2008, ano do vice da Copa Brasil e da conquista da Série B, o Corinthians ficou 21 jogos sem perder na Segunda Divisão. No Pacaembu, o time perdeu apenas uma partida na temporada, para o Bahia, na Série B. Em 2009, o Corinthians foi campeão paulista invicto e perdeu 5 dos 33 jogos que fez no Pacaembu.

O sequência de 20 jogos sem derrota no Pacaembu ainda está longe de alcançar a marca do Grêmio, que perdeu esse ano a sua maior invencibilidade na história (51 jogos), ou do Palmeiras, que detém a maior invencibilidade em seu estádio, com 68 jogos sem derrota no Parque Antártica, na década de 80.

Em Brasileiros, a marca de 7 jogos sem derrota do Corinthians, em casa, também está longe do recorde do próprio clube e da competição. Entre 1976 e 1978, o Corinthians ficou 23 jogos sem perde em casa. Veja abaixo quais são as maiores invencibilidades caseiras de cada clube na história do Brasileirão, desde 1971:

Clube Jogos Período
Flamengo 58 1980 a 1985
Internacional 51 1973 a 1977
São Paulo 32 2008 a 2009
Atlético-MG 28 1975 a 1978
Bragantino 28 1991 a 1994
Santos 28 1982 a 1984
Grêmio 25 2008 a 2009
Atlético-PR 24 2007 a 2008
Santa Cruz 24 1979 a 1984
Corinthians 23 1976 a 1978
Cruzeiro 22 1986 a 1987
Fluminense 22 2003 a 2004
Portuguesa 22 1985 a 1987
São Caetano 22 2002 a 2003
Sport 22 1982 a 1985
Vasco 22 2006 a 2007
Guarani 21 1974 a 1975
Palmeiras 21 1985 a 1987
Ponte Preta 21 1983 a 1986
Botafogo 19 1994 a 1996
Coritiba 19 1979 a 1980
Náutico 18 1989 a 1991
Goiás 15 1978 a 1981

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 2 de agosto de 2010 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 11:55

Os melhores e os piores do Brasileirão até agora

Compartilhe: Twitter

O Campeonato Brasileiro de 2010 está já na 12ª rodada, o que representa quase 1/3 de suas 38 rodadas. Até agora, foram disputados 120 jogos, com 300 gols marcados. A média de 2,5 gols por jogo é, por enquanto, a pior na era dos pontos corridos. O público (12.801 torcedores por jogo), ainda está bem abaixo dos últimos três anos, sempre acima dos 17.000 torcedores por partida.

Ano Gols Jogos Média
2003 1592 552 2,76
2004 1492 552 2,76
2005 1448 462 3,13
2006 1030 380 2,71
2007 1047 380 2,76
2008 1035 380 2,72
2009 1094 380 2,88
2010 300 120 2,50

.

Até agora, o campeonato teve apenas três líderes. O Avaí, na 1ª rodada, o Corinthians, durante 9 rodadas, além do Fluminense, atual líder, que retomou o primeiro lugar nessa última rodada. O Corinthians, que só havia liderado o Brasileirão em 2005, ano de seu último título, está próximo de alcançar o Santos na lista dos times que mais lideraram o campeonato na era dos pontos corridos.

RODADAS NA LIDERANÇA (2003-2010)
Clube 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 Total
São Paulo 2 28 22 6 3 61
Cruzeiro 40 4 2 46
Santos 1 20 6 3 30
Corinthians 20 9 29
Palmeiras 5 2 19 26
Grêmio 1 17 18
Botafogo 3 12 15
Atlético-PR 10 2 12
Flamengo 10 2 12
Internacional 4 3 5 12
Atlético-MG 1 8 9
Ponte Preta 1 8 9
Fluminense 2 2 2 6
Figueirense 3 3
Criciúma 3 3
Goiás 1 1
São Caetano 1 1
Vasco 1 1
Paraná 1 1
Náutico 1 1
Vitória 1 1
Avaí 1 1

.

Nesse Brasileiro de 2010, Corinthians e Fluminense lideram as estatísticas das melhores equipes até agora. O Tricolor, conquistou sua 8ª vitória em 12 jogos e superou o Corinthians como o time que mais ganhou no campeonato. O Flu também chegou a marca de 9 jogos sem derrota, igualando a maior série invicta até agora, do Corinthians, nas nove primeiras rodadas. A última derrota do Flu foi na 3ª rodada, quando perdeu justamente para o Corinthians, por 1 x 0, no Pacaembu.

Veja abaixo a relação dos melhores e piores do Brasileirão até agora:

Melhores ataques

Clube Gols
Corinthians 21
Avaí 21
Botafogo 20
Internacional 19
Santos 19
Fluminense 18

a

Melhores defesas

Clube Gols
Ceará 6
Fluminense 8
Flamengo 10
Cruzeiro 11
Corinthians 13
Palmeiras 13

a

Melhores médias de público

Clube Média
Ceará 25.525
Corinthians 24.188
Fluminense 23.018
Flamengo 17.882
Internacional 17.344

a

Melhor aproveitamento de pontos (em casa)

Clube Aproveitamento
Corinthians 100%
Fluminense 88,90%
Ceará 77,80%
Avaí 66,70%
Santos 66,70%
Vasco 66,70%
Atlético-PR 66,70%

a

Melhor aproveitamento de pontos (fora)

Clube Aproveitamento
Internacional 60%
Fluminense 55,60%
Cruzeiro 47,60%
Flamengo 46,70%
Corinthians 38,90%
Botafogo 38,90%

a

Menor número de cartões amarelos

Clube Amarelos
Goiás 21
Vasco 23
Fluminense 26
Palmeiras 27
Botafogo 29
Vitória 29

a

Menor número de cartões vermelhos

Clube Vermelhos
Vasco 1
Internacional 1
Guarani 1
Flamengo 1
Corinthians 1

a

Maiores invencibilidades (série atual)

Clube Jogos
Fluminense 9
Internacional 6
Avaí 5
Vasco 5
Botafogo 4

a

a

Piores ataques

Clube Gols
Ceará 10
Vasco 11
Atlético-GO 11
Flamengo 12
Guarani 12
Goiás 12

a

Piores defesas

Clube Gols
Atlético-PR 23
Atlético-MG 22
Goiás 19
Atlético-GO 18
Grêmio 17
Botafogo 17

a

Piores médias de público

Clube Média
Prudente 6.410
Guarani 6.981
Goiás 7.331
Avaí 7.419
Vasco 8.090

a

Pior aproveitamento de pontos (em casa)

Clube Aproveitamento
Goiás 33,30%
Atlético-GO 38,10%
Atlético-MG 42,90%
Botafogo 44,40%
Flamengo 47,60%

a

Pior aproveitamento de pontos (fora)

Clube Aproveitamento
Atlético-GO 0%
Atlético-MG 6,70%
Atlético-PR 14,30%
Vitória 16,70%
Prudente 16,70%
Vasco 19%
Grêmio 19%

a

Maior número de cartões amarelos

Clube Amarelos
Atlético-GO 49
Grêmio 43
Corinthians 37
Prudente 37
Santos 35
Atlético-PR 35
Atlético-MG 35

a

Maior número de cartões vermelhos

Clube Vermelhos
Atlético-PR 7
Botafogo 6
Atlético-GO 5
Atlético-MG 4

a

Maior jejum de vitórias (série atual)

Clube Jogos
Grêmio 6
Ceará 5
Goiás 5
Guarani 5
Vasco 5

a

<body>
<table cellspacing=”0″ cellpadding=”0″>
<col width=”119″ />
<col width=”101″ />
<tr bgcolor=”#666666″ height=”20″>
<td width=”119″ height=”20″><span class=”style3″>Clube</span></td>
<td width=”101″><span class=”style3″>Aproveitamento</span></td>
</tr>
<tr bgcolor=”#FFFF99″ height=”20″>
<td height=”20″><span class=”style3″>Atlético-GO</span></td>
<td><span class=”style3″>0%</span></td>
</tr>
<tr height=”17″>
<td height=”17″><span class=”style3″>Atlético-MG</span></td>
<td><span class=”style3″>6,70%</span></td>
</tr>
<tr bgcolor=”#FFFF99″ height=”20″>
<td height=”20″><span class=”style3″>Atlético-PR</span></td>
<td><span class=”style3″>14,30%</span></td>
</tr>
<tr height=”20″>
<td height=”20″><span class=”style3″>Vitória</span></td>
<td><span class=”style3″>16,70%</span></td>
</tr>
<tr bgcolor=”#FFFF99″ height=”20″>
<td height=”20″><span class=”style3″>Prudente</span></td>
<td><span class=”style3″>16,70%</span></td>
</tr>
<tr height=”20″>
<td height=”20″><span class=”style3″>Vasco</span></td>
<td><span class=”style3″>19%</span></td>
</tr>
<tr bgcolor=”#FFFF99″ height=”20″>
<td height=”20″><span class=”style3″>Grêmio</span></td>
<td><span class=”style3″>19%</span></td>
</tr>
</table>
</body>
Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 16 de julho de 2010 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 12:13

Ceará segue com a melhor defesa da história do Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Clube que passou os últimos 16 anos na Série B, o Ceará retornou à primeira divisão do Campeonato Brasileiro em grande estilo. Depois de 8 rodadas, o clube do nordeste é o vice-líder da competição, atrás apenas do Corinthians no saldo de gols (7 x 6). Dono da maior média de público da competição (25.643), o Vovô sofreu até agora apenas um gol nesse Brasileirão.

Em 8 jogos, o único gol sofrido foi no jogo contra o Santos, na Vila Belmiro, na distante segunda rodada, no dia 16 de maio. Ainda assim, de pênalti, convertido por Neymar no empate por 1 x 1. De bola rolando, a defesa do Ceará segue invicta nesse Brasileirão.

A excelente média de 0,13 gol sofrido por jogo é a melhor em toda a história do Campeonato Brasileiro, desde 1971. A melhor defesa, até então, era da equipe do Palmeiras de 1973, que levou 13 gols em 40 jogos (0,33). Tudo bem que o Ceará fez apenas 8 jogos, mas o marca é muito significativa. Ainda mais pelos adversários que enfrentou. Resta saber se o Vovô manterá essa invencibilidade na próxima rodada, diante do Inter, no Beira-Rio, que tem o terceiro melhor ataque do Brasileiro de 2010. Em casa, o Ceará segue sem tomar gols. Veja a campanha:

Data Resultado
09/05/2010 Ceará 1 x 0 Fluminense
16/05/2010 Santos 1 x 1 Ceará
23/05/2010 Ceará 1 x 0 Vitória
27/05/2010 Goiás 0 x 0 Ceará
30/05/2010 Ceará 1 x 0 Cruzeiro
02/06/2010 Ceará 2 x 0 Avaí
06/06/2010 Atético-MG 0 x 1 Ceará
14/07/2010 Ceará 0 x 0 Corinthians

.

Na era dos pontos corridos, nenhuma outra equipe sofreu apenas um gol nas oito primeiras rodadas do Brasileirão. O recorde, até então, era do São Paulo, de 2007, com dois gols sofridos. Confira:

Ano Melhor defesa Gols sofridos (8ª rodada) Média
2003 Santos 7 0,88
2004 Inter e Palmeiras 5 0,63
2005 Goiás 7 0,88
2006 Santos 5 0,63
2007 São Paulo 2 0,25
2008 Grêmio 4 0,50
2009 Inter 6 0,75
2010 Ceará 1 0,13

.

Um dos pontos fortes da defesa do Ceará é o entrosamento. Em oito rodadas, os defensores foram praticamente os mesmos, com o goleiro Diego, o lateral-direito Oziel, que pegou o lugar de Diogo, os zagueiros Fabricio e Anderson (agora Jorge Luiz) e o lateral-esquerdo Ernandes. No papel, nada de extraordinário. Na prática, porém, uma grande defesa até então. Veja quem jogou até agora:

1 x 0 Fluminense 1 x 1 Santos 1 x 0 Vitória 0 x 0 Goiás 1 x 0 Cruzeiro 2 x 0 Avaí 1 x 0 Atlético-MG 0 x 0 Corinthians
Diego Diego Diego Diego Diego Diego Diego Diego
Diogo Diogo Diogo Oziel Oziel Oziel Oziel Oziel
Fabricio Fabricio Fabricio Fabricio Fabricio Fabricio Fabricio Fabricio
Anderson Anderson Anderson Anderson Anderson Anderson Anderson Jorge Luiz
T. Fernandes Ernandes Ernandes Ernandes Ernandes Ernandes Ernandes Ernandes

.

O goleiro Diego já acumula 592 minutos sem sofrer gols na competição. Um recorde na história do clube na competição e um dos maiores do Brasileirão desde 1971. Antes de Diego, o recorde do Ceará era do goleiro Washington, que ficou 533 minutos sem levar gol em 1986. Até hoje, o recorde de invencibilidade é do goleiro Jairo, do Corinthians, que ficou 1.132 minutos invicto em 1978. Na era dos pontos corridos, o recordista é Rogério Ceni, do São Paulo, que passou 9 jogos sem levar gol e acumulou um total de 988 minutos em 2007. Veja quais são os goleiros com as maiores invencibilidades entre os 20 clubes da Série A de 2010 na história do Brasileirão:

Clube Goleiro Minutos sem levar gols ano
Corinthians Jairo 1.132 1978
Palmeiras Leão 1.057 1973
São Paulo Rogério Ceni 988 2007
Vasco Acácio 915 1988
Internacional Renan 795 2006
Guarani Neneca 777 1978
Atlético-MG João Leite 773 1978
Atlético-PR Marolla 739 1986
Botafogo Zé Carlos 710 1978
Flamengo Cantarelli 630 1974
Santos Marolla 617 1982
Vitória Agnaldo 610 1973
Grêmio Picasso 601 1974
Ceará Diego 592 2010
Goiás Amauri 589 1973
Cruzeiro Gomes 568 1987
Fluminense Félix 503 1972
Atlético-GO Leonetti 420 1986
Avaí Vandeir 392 1976
Prudente Renê 199 2009

.

a

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 14 de julho de 2010 Copa do Mundo, Estatísticas, História, Seleção Brasileira | 16:20

Espanha retoma a liderança do Ranking da Fifa; Brasil é o 3º

Compartilhe: Twitter

Desde a criação do Ranking da FIFA, em agosto de 1993, já se passaram 190 meses. Desde então, a Seleção Brasileira é aquela com o melhor desempenho ao ficar nada menos que 139 meses na liderança (ou 73% de toda a históra desse ranking). O Brasil passou ainda 26 meses na segunda colocação, 12 meses na terceira colocação (sua atual, no ranking divulgado hoje), 5 meses na 4ª posição, 6 meses no 5º lugar, 2 meses no 6º lugar e apenas um mês na 8ª colocação, sua pior até hoje, justamente no primeiro mês, em agosto de 1993.

Ranking da Fifa (julho de 2010)

Posição País Pontos +/- Em maio de 2010
Espanha 1883 1
Holanda 1659 2
Brasil 1536 -2
Alemanha 1464 2
Argentina 1289 2
Uruguai 1152 10
Inglaterra 1125 1
Portugal 1062 -5
Egito 1053 3
10º Chile 988 8
11º Itália 982 -6
12º Grécia 975 1
13º Estados Unidos 969 1
13º Sérvia 969 2
15º Croácia 968 -5
16º Paraguai 961 15
17º Rússia 956 -6
18º Suíça 940 6
19º Eslovênia 917 6
20º Austrália 911 0
21º França 890 -12
22º Noruega 878 0
23º Gana 874 9
24º México 872 -7

.

A Espanha, que retomou o primeiro lugar após o inédito título da Copa do Mundo, é a segunda seleção que mais tempo ficou na liderança do ranking depois do Brasil (18 meses). Confira quais as seleções que já lideraram o ranking e quantos meses cada uma já ficou no topo:

País Meses na liderança
Brasil 139
Espanha 18
França 13
Argentina 10
Itália 6
Alemanha 5

.

Dois meses antes do início da Copa do Mundo de 2010, a Seleção Brasileira era a líder do ranking da Fifa. Com a queda nas quartas-de-final no mundial e o bom desempenho de Espanha e Holanda, o Brasil caiu para o terceiro lugar, sua pior colocação desde junho de 2009 (5º lugar, antes do título da Copa das Confederações). Confira abaixo a colocação da Seleção Brasileira em cada mês, desde o início do ranking da Fifa.

Mês/ano
Brasil
jul/10 3
mai/10 1
abr/10 1
mar/10 2
mar/10 2
fev/10 2
dez/09 2
nov/09 2
out/09 1
set/09 1
ago/09 1
jul/09 1
jun/09 5
mai/09 4
abr/09 4
mar/09 5
fev/09 5
jan/09 5
dez/08 5
nov/08 5
out/08 4
set/08 6
ago/08 6
jul/08 4
jun/08 2
mai/08 2
abr/08 2
mar/08 2
fev/08 2
jan/08 2
dez/07 2
nov/07 2
out/07 2
set/07 3
ago/07 1
jul/07 1
jun/07 3
mai/07 2
abr/07 3
mar/07 3
fev/07 2
jan/07 1
dez/06 1
nov/06 1
out/06 1
set/06 1
ago/06 1
jul/06 1
mai/06 1
abr/06 1
mar/06 1
fev/06 1
jan/06 1
dez/05 1
nov/05 1
out/05 1
set/05 1
ago/05 1
jul/05 1
jun/05 1
mai/05 1
abr/05 1
mar/05 1
fev/05 1
jan/05 1
dez/04 1
nov/04 1
out/04 1
set/04 1
ago/04 1
jul/04 1
jun/04 1
mai/04 1
abr/04 1
mar/04 1
fev/04 1
jan/04 1
dez/03 1
nov/03 1
out/03 1
set/03 1
ago/03 1
jul/03 1
jun/03 1
mai/03 1
abr/03 1
mar/03 1
fev/03 1
jan/03 1
dez/02 1
nov/02 1
out/02 1
set/02 1
ago/02 1
jul/02 1
mai/02 2
abr/02 2
mar/02 3
fev/02 3
jan/02 3
dez/01 3
nov/01 3
out/01 2
set/01 2
ago/01 2
jul/01 2
jun/01 2
mai/01 2
abr/01 1
mar/01 1
fev/01 1
jan/01 1
dez/00 1
nov/00 1
out/00 1
set/00 1
ago/00 1
jul/00 1
jun/00 1
mai/00 1
abr/00 1
mar/00 1
fev/00 1
jan/00 1
dez/99 1
nov/99 1
out/99 1
set/99 1
ago/99 1
jul/99 1
jun/99 1
mai/99 1
abr/99 1
mar/99 1
fev/99 1
jan/99 1
dez/98 1
nov/98 1
out/98 1
set/98 1
ago/98 1
jul/98 1
mai/98 1
abr/98 1
mar/98 1
fev/98 1
dez/97 1
nov/97 1
out/97 1
set/97 1
ago/97 1
jul/97 1
jun/97 1
mai/97 1
abr/97 1
fev/97 1
dez/96 1
nov/96 1
out/96 1
set/96 1
ago/96 1
jul/96 1
mai/96 1
abr/96 1
fev/96 1
jan/96 1
dez/95 1
nov/95 1
out/95 1
set/95 1
ago/95 1
jul/95 1
jun/95 1
mai/95 1
abr/95 1
fev/95 1
dez/94 1
nov/94 1
out/94 1
set/94 1
jul/94 1
jun/94 3
mai/94 1
abr/94 1
mar/94 2
fev/94 2
dez/93 3
nov/93 4
out/93 1
set/93 1
ago/93 8

..

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 1 de julho de 2010 Copa do Mundo, Estatísticas | 12:29

Os melhores da Copa pelas estatísticas da FIFA

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo de 2010 está na reta final (faltam apenas oito jogos) e depois de 56 partidas 591 dos 736 jogadores convocados entraram em campo defendendo as 32 seleções participantes. Por enquanto, ainda não é possível montar o time ideal da Copa. Essa reta final definirá, certamente, os melhores de cada posição. Pelos números das estatísticas, porém, alguns jogadores conseguiram se sobressair após as partidas da primeira fase e das oitavas-de-final. Confira abaixo os melhores de cada quesito segundo as estatíticas da Fifa.

Na lista dos artilheiros, três jogadores lideram o quadro: Higuaín, Vittek e Villa. Outros cinco marcaram três gols, entre eles Luís Fabiano. Desses artilheiros, apenas o eslovaco Vittek e o norte-americano Donovam estão fora da Copa.

ARTILHEIROS
Jogador Seleção Gols Jogos
Higuaín Argentina 4 3
Vittek Eslováquia 4 4
David Villa Espanha 4 4
Mueller Alemanha 3 4
Luís Fabiano Brasil 3 4
Donovan Estados Unidos 3 4
Gyan Gana 3 4
Luis Suárez Uruguai 3 4

.

Nas finalizações, Messi e o ganês Gyan lideram as estatísticas. O craque argentino tem a seu favor o maior número de chutes a gol certos nessa Copa. Porém, ainda não conseguiu balançar as redes. Gyan, por outro lado, já anotou três (sendo dois de pênalti) e está na briga pela artilharia da Copa. Entre os brasileiros, Robinho é o que mais finalizou até agora.

FINALIZAÇÕES
Jogador Seleção Chutes Certos Gols
Messi Argentina 23 13 0
Gyan Gana 23 10 3
Cristiano Ronaldo Portugal 21 9 1
Park Chu Young Coreia do Sul 20 7 1
Dempsey Estados Unidos 20 8 1
David Villa Espanha 19 12 4
Lampard Inglaterra 16 8 0
Podolski Alemanha 16 4 2
Luis Suárez Uruguai 15 9 3
Sneidjer Holanda 15 5 2
Higuaín Argentina 13 9 4
Robinho Brasil 10 3 1

.

Mesmo não jogando um futebol brilhante, o brasileiro Kaká está na liderança dos jogadores que mais deram assistências nessa Copa. Foram três até agora, assim como o alemão Mueller. Kaká, porém, tem um jogo a menos, já que não enfrentou Portugal (estava suspenso).

ASSISTÊNCIAS
Jogador Seleção Assistências Jogos
Mueller Alemanha 3 4
Kaká Brasil 3 3
Boka Costa do Marfim 2 1
Ki Sung Yueng Coreia do Sul 2 4
Özil Alemanha 2 4

.

Seleção que tem como principal característica o ótimo toque de bola, a Espanha tem também os jogadores com os maiores índices de passes nessa Copa. O volante Xavi é que mais passou nesse mundial. Nos passes certos, porém, Busquets fica a sua frente (89% de acerto contra 80%). Na Seleção Brasileira, entre aqueles que mais jogaram, destaque para Gilberto Silva, com 87% de acerto dos passes.

PASSES CERTOS
Jogador Seleção Passes Certos % de acerto
Xavi Espanha 368 296 80%
Busquets Espanha 316 282 89%
Xabi Alonso Espanha 327 271 83%
Piqué Espanha 306 263 86%
Schweinsteiger Alemanha 298 241 81%
Gilberto Silva Brasil 276 239 87%
Maicon Brasil 290 236 81%
Lahm Alemanha 281 230 82%

.

Nos desarmes, sete jogadores lideram as estatísticas com 8 desarmes certos. Entre eles, o zagueiro brasileiro Juan.

DESARMES
Jogador Seleção Desarmes Jogos
Bougherra Argélia 8 3
Grichting Suíça 8 3
Fucile Uruguai 8 3
Juan Brasil 8 4
Xabi Alonso Espanha 8 4
Bradley Estados Unidos 8 4
Torrado México 8 4

.

Nos cruzamentos certos dessa Copa, nem sempre os laterais ficam com as melhores marcas. O norte-americano Donovan é o líder, mas deverá ser ultrapassado, já que está fora da Copa. Maicon é o brasileiro que mais cruzou até agora.

CRUZAMENTOS CERTOS
Jogador Seleção Cruzam. Certos Cruzamentos
Donovan Estados Unidos 11 29
Morel Rodriguez Paraguai 9 24
Geremi Camarões 8 17
Endo Japão 8 17
Wilkshire Austrália 8 18
Xavi Espanha 8 25
Pepe Itália 7 14
Ayew Gana 7 14
Özil Alemanha 7 19
Maicon Brasil 5 18

.

Segundo os dados da Fifa, o jogador com mais distância percorrida nessa Copa é o norte-americano Bradley, que se movimentou mais de 50 km até agora. Na Seleção Brasileira, Gilberto Silva tem a maior marca.

DISTÂNCIA PERCORRIDA
Jogador Seleção Distância (km) Jogos
Bradley Estados Unidos 51,69 4
Donovan Estados Unidos 48,47 4
Khedira Alemanha 47,47 4
Torrado México 47,39 4
Endo Japão 47,02 4
Dempsey Estados Unidos 46,99 4
Riveros Paraguai 45,92 4
Ayew Gana 45,88 4
Gilberto Silva Brasil 43,27 4

.

Mesmo tendo a pior defesa da Copa, com 12 gols sofridos, o goleiro Ri Myong Guk, da Coreia do Norte, foi, até agora, o que mais fez defesas no mundial. Foram 21 contra 20 do também eliminado Enyeama, da Nigéria. O brasileiro Júlio César, pouco exigido até agora, tem apenas 10 defesas em 4 jogos.

DEFESAS
Goleiro Seleção Defesas Jogos
Ri Myong Guk Coreia do Norte 21 3
Enyeama Nigéria 20 3
Eduardo Portugal 19 4
Sorensen Dinamarca 17 3
Kawashima Japão 17 4
Kingson Gana 17 4
Tzorvas Grécia 17 3
Júlio César Brasil 10 4

.

Como quatro jogos e mais 30 minutos de prorrogação (nas oitavas-de-final, contra o Parguai), o japonês Honda é o jogador que mais apanhou nessa Copa, com 23 faltas sofridas. O zagueiro Lúcio é o que mais sofreu faltas até agora entre os jogadores do Brasil.

FALTAS SOFRIDAS
Jogador Seleção Faltas Jogos
Honda Japão 23 4
Nakazawa Japão 18 4
Alexis Sánchez Chile 17 4
Messi Argentina 15 4
Altidore Estados Unidos 15 4
Van Bommel Holanda 14 4
Busquets Espanha 14 4
Lúcio Brasil 9 4

.

Jogador que mais sofreu faltas, o japonês Honda é também o que mais cometeu fotos na Copa de 2010. Foram 19 faltas, contra 15 do mexicano Torrado. Entre os brasileiros, Michel Bastos, com apenas três, é o jogador que mais cometeu faltas.

FALTAS COMETIDAS
Jogador Seleção Faltas Jogos
Honda Japão 19 4
Torrado México 15 4
Fallon Nova Zelândia 15 3
Vidal Chile 15 4
Killen Nova Zelândia 13 3
Diaby França 13 3
Michel Bastos Brasil 3 4

.

.

Autor: Tags:

terça-feira, 29 de junho de 2010 Copa do Mundo, Estatísticas, História | 17:59

Raio-X das oito seleções das Quartas-de-final

Compartilhe: Twitter

Depois de 19 dias e 56 jogos, a Copa do Mundo de 2010 já tem seus oito finalistas. Quatro sul-americanos, três europeus e um africano. Vinte e quatro países deram adeus ao sonho do títulos, entre eles, três ex-campeões: Itália, França e Inglaterra. Agora, teremos um duelo inédito: Gana x Uruguai, um mata-mata novo (Paraguai x Espanha), além de dois confrontos entre gigantes, que já fizeram história em Copas: Brasil x Holanda e Argentina x Alemanha.

Dessas oito seleções classificadas para as quartas, Brasil, Holanda, Argentina são as seleções que apresentam os melhores números até agora. Confira os melhores e os piores entre as seleções das quartas nas estatísticas da Copa:

Seleção J V E D GP GC
Alemanha 4 3 0 1 9 2
Argentina 4 4 0 0 10 2
Brasil 4 3 1 0 8 2
Espanha 4 3 0 1 5 2
Gana 4 2 1 1 4 3
Holanda 4 4 0 0 7 2
Paraguai 4 1 3 0 3 1
Uruguai 4 3 1 0 6 1

.

Seleção Chutes Faltas Sofridas C. Amarelos Expulsões Passes certos
Alemanha 61 41 43 7 1 76%
Argentina 75 45 64 5 0 77%
Brasil 74 58 59 6 1 80%
Espanha 74 43 74 1 0 81%
Gana 71 67 38 8 0 71%
Holanda 58 63 65 8 0 74%
Paraguai 54 72 68 5 0 68%
Uruguai 55 48 65 3 1 65%

.

No confronto direto, Brasil e Holanda já se enfrentaram três vezes em Copas do Mundo. Em 1974, a Holanda, de Cruyff, bateu o Brasil por 2 x 0 na fase semifinal. O grupo daquela fase era formado ainda por Argentina e Alemanha Oriental. A Seleção Brasileira, depois de bater a Alemanha Oriental (1 x 0) e a Argentina (2 x 1), foi para o último jogo precisando vencer para chegar à final, já que a Holanda tinha melhor saldo. Mas no dia 3 de julho de 74, no estádio Westfalenstadion, em Dortmund, a Holanda venceu por 2 x 0, com gols de Neeskens (50′) e Cruyff (65′).

Em 1994, as seleções voltaram a se enfrentar, justamente nas quartas-de-final. Na Copa realizada nos Estados Unidos, o Brasil venceu por 3 x 2, no dia 9 de julho. Depois de abrir 2 x 0, com gols de Romário (53′) e Bebeto (63′), a Seleção Brasileira cedeu o empate (Bergkamp 64′ e Winter 76′ marcaram os gols da Holanda). Porém, aos 36 minutos do segundo tempo Branco fez, de falta, o gol da vitória brasileira.

Já em 1998, na semifinal, Brasil e Holanda empataram por 1 x 1, no estádio Velodrome, em Marselha, na Copa da França. Ronaldo, o Fenômeno, marcou o gol brasileiro no primeiro minuto do segundo tempo. O atacante Kluivert, a três minutos do final do jogo, empatou. Na prorrogação, houve empate em 0 x 0 e a partida foi decidida nos pênaltis, com vitória brasileira por 4 x 2. O curioso é que Dunga, hoje técnico do Brasil, esteve nessas últimas duas partidas.

Já Alemanha e Argentina se enfrentaram cinco vezes em Copas, sendo duas em decisões de Copas. Em 1986, no México, a Argentina venceu por 3 x2, consagrando a seleção de Maradona. Brown 23′, Valdano 55′ e Burruchaga 83′ fizeram os gols da Argentina. Rummenigge 74′ e Voeller 80′ marcaram para os alemães. Já em 1990, as duas seleções voltaram a decidir o mundial, só que a Alemanha ficou com a taça. Brehme, aos 40 minutos do segundo tempo, fez, de pênalti, o gol do último título alemão em Copas. Já em 2006, na última Copa, Alemanha e Argentina se enfrentaram também pelas quartas-de-final. Depois do 1 x 1 no tempo normal, as seleções empataram em 0 x 0 na prorrogação. Nos pênaltis, deu Alemanha: 4 x 2. Ayala (49′) e Klose (80′) marcaram os gols daquele jogo.

As outras duas vezes que Alemanha e Argentina se enfrentaram em Copas foram em 1958 e em 1966. No primeiro jogo, na Suécia, deu Alemanha (3 x 1). Já em 1966, na Inglaterra, houve empate em 0 x 0. No geral, então, a Alemanha tem duas vitórias, contra apenas uma da Argentina e dois empates. A Alemanha marcou 7 gols e sofreu 5.

Já Paraguai e Espanha se enfrentaram duas vezes em Copas, sendo dois confrontos recentes, ambos pela primeira fase. Em 1998, em Saint-Ettiéne, na França, houve empate em 0 x 0. Na Copa seguinte, em 2002, a Espanha venceu por 3 x 1 na cidade de Jeonju, na Coreia da Sul. Morientes, aos 53’e aos 69′ e Hierro, aos 83′, fizeram os gols da Fúria. Puyol, contra, aos 10 minutos, fez o gol dos paraguaios.

Em 2010, Alemanha e Argentina se enfrentaram num amistoso pré-Copa, no dia 3 de março, em Munique. Com um de Higuaín, a Argentina venceu por 1 x 0. No confronto geral, não só em Copas, Brasil, Argentina e Espanha levam vantagens sobre os rivais. Gana e Uruguai nunca se enfrentam na história. Confira os retrospectos:

Brasil x Holanda

Brasil x Holanda
9 Jogos 9
3 Vitórias 2
4 Empates 4
2 Derrotas 3
14 Gols pró 13
13 Gols contra 14

.

Data Resultado Competição Local Gols
02/05/63 Brasil 0-1 Holanda Amistoso Amsterdã (HOL) Petersen
03/07/74 Brasil 0-2 Holanda Copa do Mundo Dortmund (ALE) Neeskens, Cruyff
20/12/89 Brasil 1-0 Holanda Amistoso Roterdã (HOL) Careca
09/07/94 Brasil 3-2 Holanda Copa do Mundo Dallas (EUA) Romário, Bebeto, Branco / Bergkamp, Winter
31/08/96 Brasil 2-2 Holanda Amistoso Amsterdã (HOL) Giovanni, Gonçalves/ Ronald de Boer, Van Gastel
07/07/98 Brasil 1-1 Holanda Copa do Mundo Marselha (FRA) Ronaldo / Kluivert
05/06/99 Brasil 2-2 Holanda Amistoso Salvador (BRA) Amoroso, Giovanni / Kluivert, Van Vossen
08/06/99 Brasil 3-1 Holanda Amistoso Goiânia (BRA) F. de Boer (contra), Amoroso, Leonardo / Van Hooijdonk
09/10/99 Brasil 2-2 Holanda Amistoso Amsterdã (HOL) Roberto Carlos, Cafu / Bergkamp, Zenden

.

Alemanha x Argentina

Alemanha x Argentina
18 Jogos 18
5 Vitórias 8
5 Empates 5
8 Derrotas 5
23 Gols pró 25
25 Gols contra 23

.

Espanha x Paraguai

Espanha x Paraguai
3 Jogos 3
1 Vitórias 0
2 Empates 2
0 Derrotas 1
3 Gols pró 1
1 Gols contra 3

.

Autor: Tags: , , , , ,

quinta-feira, 17 de junho de 2010 Copa do Mundo, Especial - Copa 2010, Estatísticas, História | 17:38

Higuaín artilheiro, vitória histórica da Grécia e decepção francesa

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo completou hoje uma semana de jogos com grandes partidas. Na primeira do dia, a Argentina goleou a Coreia do Sul por 4 x 1 e deu pinta de que vai longe com esse futebol ofensivo. O grande nome do jogo foi o atacante Higuaín, do Real Madrid-ESP, autor de 3 gols. O francês, naturalizado argentino, é o primeiro jogador a marcar 3 gols desde o português Pauleta, que alcançou essa marca na Copa de 2002, na vitória sobre a Polônia, por 4 x 0, na primeira fase.

Higuaín é o terceiro jogador a marcar 3 gols em Copas do Mundo pela Argentina. Os outros foram Guillermo Stábile, em 1930 (6 x 3 no México) e Gabriel Batistuta, em 1994 (4 x 0 na Grécia) e  em 1998 (5 x 0 sobre a Jamaica).

Esse é também o 8° jogo sem derrota da Argentina em Copas. A última derrota dos argentinos foi em 2002, na primeira fase, para a Inglaterra. Se terminar essa Copa invicta e chegar à final ou disputa do 3° lugar, a Argentina irá alcançar o recorde de invencibilidade da Seleção Brasileira, que ficou 13 jogos sem derrota entre 1958 e 1966 (11 vitórias e 2 empates).

No segundo jogo do dia, a Nigéria perdeu para a Grécia por 2 x 1, na primeira virada dessa Copa. Depois de marcar 1 x 0, com Uche, aos 16 minutos, os nigerianos perderam o volante Kaita, expulso aos 33 minutos da primeira etapa. Com um a mais, a Grécia empatou no final do primeiro tempo, com Salpingidis, aos 44 minutos. Esse gol acabou entrando para a história, já que foi o primeiro dos gregos em sua pequena história em Copas do Mundo. Em 1994, ano de sua única participação, a Grécia ficou na última colocação com 3 derrotas e nenhum gol marcado. No segundo tempo, Torosidis decretou a vitória grega.

A Nigéria, que perdeu seus dois primeiros jogos, por incrível que pareça, segue com boas chances de classificação. Para isso, basta vencer a Coreia do Sul por um placar simples e torcer por um tropeço da Grécia diante da Argentina (o que provavelmente irá acontecer). Caso a Nigéria passe para as oitavas-de-final, essa será a primeira vez que uma seleção passará pela primeira fase com duas derrotas.

Outra curiosidade desse confronto entre Nigéria 1 x 2 Grécia é que o goleiro nigeriano Vincent Enyeama, de 27 anos, que atua pelo Hapoel Tel-Aviv, de Israel, foi eleito pela segunda vez nessa Copa o melhor em campo. Enyeama foi também o único a levar o prêmio da Fifa perdendo o jogo. Apenas Forlán, do Uruguai, também foi eleito duas vezes o melhor em campo. Confira quem foram os eleitos até agora:

Data Partida Melhor Posição Seleção
11/jun África do Sul 1 x 1 México Tshabalala Meia África do Sul
11/jun Uruguai 0 x 0 França Forlán Atacante Uruguai
12/jun Coreia do Sul 2 x 0 Grécia Park Ji-Sung Meia Coreia do Sul
12/jun Argentina 1 x 0 Nigéria Enyeama Goleiro Nigéria
12/jun Argélia 0 x 1 Eslovênia Koren Meia Eslovênia
13/jun Inglaterra 1 x 1 Estados Unidos Howard Goleiro Estados Unidos
13/jun Sérvia 0 x 1 Gana Gyan Atacante Gana
13/jun Alemanha 4 x 0 Austrália Podolski Atacante Alemanha
14/jun Holanda 2 x 0 Dinamarca Sneidjer Meia Holanda
14/jun Japão 1 x 0 Camarões Honda Meia Japão
14/jun Nova Zelândia 1 x 1 Eslováquia Vittek Meia Eslováquia
15/jun Itália 1 x 1 Paraguai Alcaraz Zagueiro Paraguai
15/jun Costa do Marfim 0 x 0 Portugal Cristiano Ronaldo Atacante Portugal
15/jun Brasil 2 x 1 Coreia do Norte Maicon Lateral-direito Brasil
16/jun Honduras 0 x 1 Chile Beausejour Atacante Chile
16/jun Espanha 0 x 1 Suíça Fernandes Meia Suíça
17/jun África do Sul 0 x 3 Uruguai Forlán Atacante Uruguai
17/jun Argentina 4 x 1 Coreia do Sul Higuaín Atacante Argentina
17/jun Grécia 2 x 1 Nigéria Enyeama Goleiro Nigéria
17/jun França 0 x 2 México Javier Hernández Atacante México

.

Já na última partida do dia, o México venceu bem a França, por 2 x 0, e deu um grande passo rumo à classificação e praticamente eliminou a atual vice-campeã mundial. A França, desde a vitória sobre o Brasil, na final de 1998, disputou 12 jogos em Copas e venceu apenas quatro (todos na última Copa, em 2006). Assim como 2002, os franceses correm o risco de serem eliminados ainda na primeira fase sem uma única vitória e sem marcar gol. Jogando toda de azul pela primeira vez em Copas, a França tomou um baile do México, que deu até olé nos franceses no final do jogo.

Já o atacante Blanco, que chega a sua terceira Copa do Mundo (já jogou em 1998 e 2002), marcou seu terceiro gol em Copas pela Seleção Mexicana – um em cada mundial. Aos 37 anos, Blanco é o jogador mais velho a marcar um gol nessa Copa de 2010. Dos jogadores de linha, aliás, ele é o mais velho dessa Copa. Veja abaixo quem são os velhinhos dessa Copa:

Jogador Seleção Posição Data Idade
Mark Schwarzer Austrália Goleiro 06/10/1972 37,7
Marcus Hahnemann Estados Unidos Goleiro 15/06/1972 38,0
Sander Boschker Holanda Goleiro 20/10/1970 39,7
David James Inglaterra Goleiro 01/08/1970 39,9
Oscar Perez México Goleiro 01/02/1973 37,4
Cuauhtemoc Blanco México Atacante 17/01/1973 37,4

a

Autor: Tags: , , , , , ,

terça-feira, 15 de junho de 2010 Copa do Mundo, Estatísticas, Seleção Brasileira | 18:29

Faltou pontaria à Seleção Brasileira na estreia da Copa

Compartilhe: Twitter

A expectativa de uma boa estreia da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2010, de preferência com goleada, foi por água abaixo hoje à tarde (noite na África do Sul). O futebol apresentado pelo time do técnico Dunga diante da fraca seleção da Coreia do Norte fico muito aquém do esperado. A magra vitória por 2 x 1, acabou decepcionando, principalmente depois das boas exibições do time brasileiro nas Eliminatórias e na Copa das Confederações.

Um dos principais defeitos da Seleção Brasileira foi errar finalizações demais. Diante da Coreia do Norte, a pior seleção posicionada no ranking da Fifa (106° lugar), o time de Dunga chutou 26 vezes, sendo apenas 10 ao gol. Até agora, o Brasil é o país com mais finalizações no Mundial de 2010, superando a então líder Argentina, que deu 20 chutes contra a Nigéria. A Alemanha, equipe que apresentou o melhor futebol até agora e que tem o melhor ataque da Copa, deu 16 chutes, mostrando-se mais eficiente do que os sul-americanos. Veja a lista das seleções que mais chutaram a gol nessa Copa:

Seleção Chutes Certos Errados % de acerto
Brasil 26 10 16 38,5
Argentina 20 7 13 35,0
Inglaterra 18 8 10 44,4
Holanda 18 7 11 38,9
Coreia do Sul 18 7 11 38,9
França 18 3 15 16,7
Alemanha 16 10 6 62,5
Gana 16 3 13 18,8
México 14 5 9 35,7
EUA 13 4 9 30,8
Eslováquia 13 3 10 23,1
Sérvia 13 2 11 15,4
Camarões 11 4 7 36,4
Coreia do Norte 11 3 8 27,3
Argélia 11 2 9 18,2
Nigéria 11 1 10 9,1
Itália 10 5 5 50,0
Dinamarca 10 3 7 30,0
Austrália 10 2 8 20,0
África do Sul 9 5 4 55,6
Nova Zelândia 8 2 6 25,0
Paraguai 8 1 7 12,5
Eslovênia 7 4 3 57,1
Uruguai 7 3 4 42,9
Portugal 7 2 5 28,6
Grécia 6 2 4 33,3
Japão 5 5 0 100,0
Costa do Marfim 5 1 4 20,0

.

O atacante Robinho, com seis finalizações, foi o brasileiro que mais chutou a gol. Somente Messi, com oito finalizações, deu mais chutes do que Robinho nessa Copa. Lampard (da Inglaterra) e Park Chu Young (da Coreia do Sul), também deram seis finalizações. Elano, com 5 finalizações, e Michel Bastos, com 4, foram os outros brasileiros que mais finalizaram contra a Coreia do Norte.

O atacante Luís Fabiano, que completou seu sexto jogo sem marcar gol pela Seleção Brasileira, deu apenas uma finalização. Até Nilmar, que entrou aos 33 minutos do segundo tempo, foi mais eficiente, dando dois chutes à gol. O desempenho de Luís Fabiano, que já passou em branco diante de adversários fracos, como Bolívia e Venezuela nas Eliminatórias, e Tanzânia, no último amistoso pré-Copa, chega a preocupar.

Mas o jogo não foi só tristeza para o Brasil. Os laterais Maicon e Michel Bastos atuaram muito bem. O lateral-direito, inclusive, marcou o primeiro gol da Seleção no jogo, quebrando uma marca que durava desde 1986. Maicon foi o primeiro lateral-direito a marcar pelo Brasil em Copas depois de Josimar. Jorginho (1990 e 1994), Cafu (1994, 1998, 2002 e 2006), Zé Carlos (1998) e Cicinho (2006), passaram em branco nas últimas Copas.

Essa foi também a 15ª vitória da Seleção Brasileira em estreias de Copa do Mundo, sendo a 8ª seguida. Apenas nas duas primeiras Copas (1930 e 1934), o Brasil perdeu na estreia. Depois disso só venceu e empatou (como em 1974 e 1978).

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 14 de junho de 2010 Copa do Mundo, Especial - Copa 2010, Estatísticas, História | 18:51

Média de gols de 2010 continua sendo a pior em Copas

Compartilhe: Twitter

Duas seleções favoritas entraram em campo, hoje, pelo quarto dia de disputa da Copa do Mundo de 2010. No primeiro jogo do dia, a Holanda confirmou seu ótimo momento e bateu a Dinamarca por 2 x 0. Esse foi o 20° sem derrota da equipe holandesa, que não contou com um de seus principais jogadores, o meia Robben, lesionado.

Nessa vitória da seleção holandesa, outras curiosidades aconteceram. O primeiro gol do jogo foi contra, anotado pelo zagueiro Agger. Esse foi o primeiro gol contra dessa Copa e o 29° na história dos mundiais.

Esse jogo marcou também a estreia do volante dinamarquês Christian Eriksen, o jogador mais novo dessa Copa do Mundo. Com 18 anos e 3 meses, ele é um mês mais novo do que o camaronês Vincent Aboubakar, que não jogou hoje. Eriksen, porém, não superou o recordista Norman Whiteside, da Irlanda do Norte, que na Copa do Mundo de 1982 entrou em campo com 17 anos e 41 dias.

Confira os jogadores mais novos dessa Copa do Mundo:

Jogador Seleção Posição Data de nascimento Idade
Christian Eriksen Dinamarca V 14/02/1992 18,3
Vincent Aboubakar Camarões A 22/01/1992 18,4
Chris Wood Nova Zelândia A 07/12/1991 18,5
Xherdan Shaqiri Suíça M 10/10/1991 18,7
Joel Matip Camarões Z 08/08/1991 18,9
Lukman Haruna Nigéria M 04/12/1990 19,5
Jonathan Mensah Gana Z 13/07/1990 19,9

a

Confira os jogadores mais velhos da Copa:

Jogador Seleção Posição Data de nascimento Idade
David James Inglaterra G 01/08/1970 39,9
Sander Boschker Holanda G 20/10/1970 39,7
Marcus Hahnemann Estados Unidos G 15/06/1972 38,0
Mark Schwarzer Austrália G 06/10/1972 37,7
Cuauhtemoc Blanco México A 17/01/1973 37,4
Oscar Perez México G 01/02/1973 37,4
Lee Woon Jae Coreia do Sul G 26/04/1973 37,2

a

Já a partida entre Japão e Camarões, que terminou com a vitória dos japoneses por 1 x 0, foi marcada pelo alto números de faltas (49) e pelo baixo número de finalizações (apenas 16 chutes a gol). Dos 11 jogos realizados até agora, esse foi o com o maior números de falta e também o com menos finalizações. A vitória do Japão foi a primeira do país depois da primeira fase de 2002 (2 x 0 sobre a Tunísia). Desde então, foram quatro jogos, com três derrotas e um empate. Talvez aí o motivo de tanta comemoração dos japoneses ao final do jogo.

No último jogo do dia, a Itália mostrou mais uma vez que seu forte não é estreia em Copa do Mundo. Depois de sair perdendo, os italianos empataram o jogo, mas não conseguiram a vitória diante do Paraguai. Até hoje, em 17 estreias, foram 9 vitórias, 5 empates e 3 derrotas. Aproveitamento de 62,7% em estreias. O Brasil, em 18 Copas, venceu 14 jogos de estreia, empatou dois e perdeu apenas dois (justamente nas duas primeiras Copas). O aproveitamento dos brasileiros é de 81,5%.

Copa Resultado Placar Adversário
1934 Vitória 7 x 1 Estados Unidos
1938 Vitória 2 x 1 Noruega
1950 Derrota 2 x 3 Suécia
1954 Derrota 1 x 2 Suíça
1962 Empate 0 x 0 Alemanha Ocidental
1966 Vitória 2 x 0 Chile
1970 Vitória 1 x 0 Suécia
1974 Vitória 3 x 1 Haiti
1978 Vitória 2 x 1 França
1982 Empate 0 x 0 Polônia
1986 Empate 1 x 1 Bulgária
1990 Vitória 1 x 0 Áustria
1994 Derrota 0 x 1 Irlanda
1998 Empate 2 x 2 Chile
2002 Vitória 2 x 0 Equador
2006 Vitória 2 x 0 Gana
2010 Empate 1 x 1 Paraguai

a

Depois de 11 jogos, a Copa do Mundo de 2010 contabilizou apenas 18 gols feitos. A média de 1,6 gols por jogo é a pior na história das Copas, tanto no geral, quanto nos 11 primeiros jogos de cada mundial. Amanhã, com o Brasil em campo contra a pior seleção do ranking da Fifa, talvez essa marca seja quebrada. Confira a média de gols das outras Copas nos 11 primeiros jogos:

Copa Jogos Gols Média de gols
1930 11 37 3,4
1934 11 51 4,6
1938 11 48 4,4
1950 11 36 3,3
1954 11 48 4,4
1958 11 42 3,8
1962 11 22 2,0
1966 11 31 2,8
1970 11 28 2,5
1974 11 21 1,9
1978 11 35 3,2
1982 11 38 3,5
1986 11 23 2,1
1990 11 27 2,5
1994 11 25 2,3
1998 11 27 2,5
2002 11 31 2,8
2006 11 27 2,5
2010 11 18 1,6

a

Autor: Tags:

domingo, 13 de junho de 2010 Artilheiros, Copa do Mundo, Estatísticas, História | 20:18

Curiosidades sobre o terceiro dia da Copa de 2010

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo de 2010 fechou o seu terceiro dia de disputa em grande estilo, com a boa exibição da Alemanha, que goleou a Austrália. Até agora, foram realizados 8 jogos e metade das 32 seleções participantes já estiveram em campo. Dessas, cinco estrearam com vitória. A Alemanha, com a maior vitória até aqui, foi a equipe, ao lado da Argentina, que mais convenceu até agora. Gana e Eslovênia ganharam no sufôco, enquanto a Coreia do Sul venceu o fraco time grego.

Neste domingo, terceiro dia da Copa, a Eslovênia bateu a Argélia, conquistando a primeira vitória de uma seleção europeia e assumiu a liderança do Grupo B, que conta com os favoritos Inglaterra e Estados Unidos. No segundo jogo do dia, Gana mostrou que é uma das mais fortes seleções do continente africano, senão a melhor, e venceu a Sérvia, graças a um pênalti bobo cometido pelo volante Kuzmanovic. Os sérvios, que fizeram uma boa eliminatória, superendo inclusive a França, decepcionaram com o mau futebol.

Já na última partida do dia, a Alemanha aplicou a maior goleada da Copa mostrando um futebol alegre e eficiente, contradizendo muitos comentários de que o time sentiria a falta do capitão Ballack. O atacante Klose, autor do segundo gol, chegou ao seu 11° gol em Copas do Mundo e está na briga para tornar-se o maior artilheiro na história das Copas. Confira a lista dos maiores artilheiros desde 1930:

Jogador País Gols Jogos Média Copas
Ronaldo Brasil 15 18 0,83 1994/1998/2002/2006
Gerd Müller Alemanha 14 13 1,08 1970/1974
Just Fontaine França 13 6 2,17 1958
Pelé Brasil 12 14 0,86 1958/1962/1966/1970
Kocsis Hungria 11 5 2,20 1954
Klose Alemanha 11 15 0,73 2002/2006/2010
Klinsmann Alemanha 11 17 0,65 1990/1994/1998
Helmut Rahn Alemanha 10 10 1,00 1954/1958
Batistuta Argentina 10 12 0,83 1994/1998/2002
Gary Lineker Inglaterra 10 12 0,83 1986/1990
Cubillas Peru 10 13 0,77 1970/1978/1982
Lato Polônia 10 20 0,50 1974/1978/1982
Leônidas da Silva Brasil 9 5 1,80 1934/1938
Ademir de Menezes Brasil 9 6 1,50 1950
Eusébio Portugal 9 6 1,50 1966
Vieri Itália 9 9 1,00 1998/2002
Vavá Brasil 9 10 0,90 1958/1962
Paolo Rossi Itália 9 14 0,64 1978/1982
Jairzinho Brasil 9 16 0,56 1966/1970/1974
Roberto Baggio Itália 9 16 0,56 1990/1994/1998
Rummenigge Alemanha 9 19 0,47 1978/1982/1986
Uwe Seeler Alemanha 9 21 0,43 1958/1962/1966/1970

Outra curiosidade nessa vitória alemã, é que três dos quatro gols da equipe do técnico JoachimLöw foram feitos por jogadores naturalizados: Podolski e Klose (poloneses) e Cacau (brasileiro). A Alemanha, aliás, é o terceiro país com mais jogadores nascidos em outro país nessa Copa, com cinco naturalizados. Além dos três jogadores que marcaram gols hoje, ainda tem Trochowski (também polonês) e Marin (Sérvia). Veja a lista dos países com mais jogadores naturalizados nessa Copa:

Seleção Naturalizados
Argélia 17
Portugal 6
Alemanha 5
Camarões 4
Nova Zelândia 4
Paraguai 4
Chile 3
França 3
Gana 3
Coreia do Norte 2
Costa do Marfim 2
Estados Unidos 2
Grécia 2
Suíça 2
Argentina 1
Austrália 1
Coreia do Sul 1
Holanda 1
Itália 1
Japão 1
México 1
Nigéria 1
Sérvia 1
África do Sul 0
Brasil 0
Dinamarca 0
Eslováquia 0
Eslovênia 0
Espanha 0
Honduras 0
Inglaterra 0
Uruguai 0

a

O Brasil, além de Cacau, tem mais cinco jogadores que atuam em outras seleções: Deco, Pepe e Liédson (em Portugal), Feilhaber (Estados Unidos) e Tulio (Japão). Apenas a França tem mais jogadores naturalizados espalhados em outras seleções nessa Copa, com 23 jogadores, sendo 17 só na Argélia. Alemanha e Argentina, com 5 jogadores naturalizados, vêm logo atrás do Brasil.

Outra curiosidade de hoje é que duas das seleções mais jovens dessa Copa estiveram em campo e venceram. Gana, que tem a menor média de idade entre as 32 seleções (24,5 anos), bateu a Sérvia, enquanto a Alemanha (a terceira mais nova, com 25,4 anos), venceu a Austrália, a segunda mais velha (29,1 anos), atrás apenas do Brasil (29,2 anos). Veja quais as seleções mais novas dessa Copa:

Seleção Média de Idade
Brasil 29,2
Austrália 29,1
Inglaterra 29,0
Itália 28,8
Paraguai 28,8
Honduras 28,4
Dinamarca 28,3
Japão 28,3
Portugal 28,3
França 28,1
Grécia 28,1
Holanda 28,1
Nova Zelândia 27,9
Argentina 27,6
Coreia do Sul 27,6
México 27,6
África do Sul 27,3
Estados Unidos 27,3
Eslovênia 27,2
Suíça 27,2
Costa do Marfim 27,1
Uruguai 27,1
Argélia 26,7
Eslováquia 26,6
Sérvia 26,5
Chile 26,4
Espanha 26,4
Nigéria 26,3
Camarões 25,6
Alemanha 25,4
Coreia do Norte 25,3
Gana 24,5

a

Para completar a lista de curiosidades, esteve em campo hoje o jogador mais alto dessa Copa, o atacante sérvio Zigic, que atua no Valencia-ESP. Com 2,02 m, Zigic supera por 1 cm o inglês Peter Crouch. Confira a lista dos mais altos e dos mais baixos desse mundial:

Mais altos


Jogador País Posição Altura
Nikola Zigic Sérvia A 2,02 m
Peter Crouch Inglaterra A 2,01 m
Matthew Booth África do Sul Z 1,98 m
Konstantinos Chalkias Grécia G 1,98 m
Uwa Echiejile Nigéria LE 1,98 m
Jasmin Handanovic Eslovênia G 1,97 m
Maarten Stekelenburg Holanda G 1,97 m
Nwankwo Kanu Nigéria M 1,97 m
Mais baixos


Jogador País Posição Altura
Aaron Lennon Inglaterra M 1,65 m
Clemente Rodriguez Argentina LE 1,66 m
Arthur Boka Costa do Marfim LE 1,66 m
Walter Martinez Honduras A 1,66 m
Danilo Turcios Honduras V 1,66 m
Mun In Guk Coreia do Norte M 1,67 m
Mathieu Valbuena França A 1,67 m
Sebastian Fernandez Uruguai A 1,67 m

a

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 11 de junho de 2010 Copa do Mundo, Estatísticas, Futebol Europeu, História | 18:50

Henry e os veteranos de Copa na África do Sul

Compartilhe: Twitter

O atacante francês Thierry Henry entrou em campo, hoje, no empate entre França e Uruguai, e fez história. Com quatro Copas do Mundo na bagagem, Henry tornou-se o francês com mais participações em mundiais, desde 1930. Além de Henry, outros jogadores poderão chegar a quatro Copas disputadas nesse mundial de 2010: o zagueiro paraguaio Denis Caniza (que jogou em 1998, 2002 e 2006); o zagueiro italiano Fabio Cannavaro (1998, 2002 e 2006) e o goleiro sul-coreano Lee Woon Jae (1994, 2002 e 2006). Lee Woon Jae, aliás, é o único jogador, entre os 736 dessa Copa do Mundo que esteve no mundial de 1994, nos Estados Unidos.

Outra curiosidade, é que dos 736 jogadores, 193 já foram convocados para mundiais anteriores. Desses, 165 estiveram na Copa de 2006, na Alemanha. Das 32 seleções de 2010, 24 já tiveram jogadores com experiências em mundias. Confira a lista dos países com o elenco mais “copeiro”:

Seleção Jogadores convocados para outras Copas
Austrália 14
Holanda 12
Espanha 11
Inglaterra 11
México 10
Paraguai 10
Argentina 9
Brasil 9
Coreia do Sul 9
Costa do Marfim 9
Gana 9
Itália 9
Alemanha 8
Estados Unidos 8
França 8
Japão 8
Suíça 8
Dinamarca 7
Portugal 7
África do Sul 4
Camarões 4
Nigéria 4
Sérvia 4
Uruguai 2
Argélia 0
Chile 0
Coreia do Norte 0
Eslováquia 0
Eslovênia 0
Grécia 0
Honduras 0
Nova Zelândia 0

a

Desses jogadores que estão na África do Sul e que já participaram de Copas, o zagueiro italiano é o que mais vezes entrou em campo, com 15 partidas. Veja os jogadores com mais jogos em Copas, entre os 736 do mundial de 2010:

Jogador País Posição Copas Jogos
Fabio Cannavaro Itália Z 1998, 2002, 2006 15
Miroslav Klose Alemanha A 2002, 2006 14
Thierry Henry França A 1998, 2002, 2006 14
Lúcio Brasil Z 2002, 2006 12
Lee Woon Jae Coreia do Sul G 1994, 2002, 2006 11
Gianluigi Buffon Itália G 2002, 2006 11
Denis Caniza Paraguai Z 1998, 2002, 2006 11
Gilberto Silva Brasil V 2002, 2006 10
Park Ji Sung Coreia do Sul M 2002, 2006 10
Ahn Jung Hwan Coreia do Sul A 2002, 2006 10
Ashley Cole Inglaterra LE 2002, 2006 10
Gianluca Zambrotta Itália LE 2002, 2006 10

a

Outra curiosidade nessa primeiro dia de jogos, hoje, foi que o atacante Henry, capitão da equipe e jogador com mais Copas pela sua seleção, começou o jogo no banco de reservas. Assim, a faixa de capitão ficou com o lateral-esquerdo Evra. Confira abaixo a relação dos capitães das seleções da Copa de 2010 e a idade de cada um deles:

Jogador Seleção Posição Idade
Fabio Cannavaro Itália Z 36
Simon Elliott Nova Zelândia V 36
Giovanni Van Bronckhorst Holanda LE 35
Denis Caniza Paraguai Z 35
Amado Guevara Honduras M 34
Jon Dahl Tomasson Dinamarca A 33
Georgios Karagounis Grécia M 33
Lucas Neill Austrália LD 32
Lúcio Brasil Z 32
Didier Drogba Costa do Marfim A 32
Thierry Henry França A 32
Ryan Nelsen Nova Zelândia Z 32
Carlos Bocanegra Estados Unidos Z 31
Rafael Marquez México Z 31
Dejan Stankovic Sérvia V 31
Steven Gerrard Inglaterra V 30
Alexander Frei Suíça A 30
Aaron Mokoena África do Sul Z 29
Samuel Eto’o Camarões A 29
Park Ji Sung Coreia do Sul M 29
Robert Koren Eslovênia M 29
Iker Casillas Espanha G 29
Stephen Appiah Gana M 29
Joseph Yobo Nigéria V 29
Diego Lugano Uruguai Z 29
Hong Yong Jo Coreia do Norte A 28
Claudio Bravo Chile G 27
Philipp Lahm Alemanha LE 26
Javier Mascherano Argentina V 26
Makoto Hasebe Japão V 26
Cristiano Ronaldo Portugal A 25
Marek Hamsik Eslováquia M 22

a

Jogador Seleção Posição Idade
Fabio Cannavaro Itália Z 36
Simon Elliott Nova Zelândia V 36
Giovanni Van Bronckhorst Holanda LE 35
Denis Caniza Paraguai Z 35
Amado Guevara Honduras M 34
Jon Dahl Tomasson Dinamarca A 33
Georgios Karagounis Grécia M 33
Lucas Neill Austrália LD 32
Lúcio Brasil Z 32
Didier Drogba Costa do Marfim A 32
Thierry Henry França A 32
Ryan Nelsen Nova Zelândia Z 32
Carlos Bocanegra Estados Unidos Z 31
Rafael Marquez México Z 31
Dejan Stankovic Sérvia V 31
Steven Gerrard Inglaterra V 30
Alexander Frei Suíça A 30
Aaron Mokoena África do Sul Z 29
Samuel Eto’o Camarões A 29
Park Ji Sung Coreia do Sul M 29
Robert Koren Eslovênia M 29
Iker Casillas Espanha G 29
Stephen Appiah Gana M 29
Joseph Yobo Nigéria V 29
Diego Lugano Uruguai Z 29
Hong Yong Jo Coreia do Norte A 28
Claudio Bravo Chile G 27
Philipp Lahm Alemanha LE 26
Javier Mascherano Argentina V 26
Makoto Hasebe Japão V 26
Cristiano Ronaldo Portugal A 25
Marek Hamsik Eslováquia M 22
Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 29 de abril de 2010 Copa do Brasil, Copa Libertadores, Estatísticas, História | 13:04

É vantagem decidir o mata-mata em casa?

Compartilhe: Twitter

Há pouco tempo, a Conmebol definiu que os clubes de melhor campanha na fase de grupos têm a vantagem de decidir a vaga na fase de mata-mata em casa. Antigamente, pelo regulamento, havia um sorteio antes do início da competição e os clubes alternavam as decisões em casa e fora nas fases de oitavas-de-final, quartas-de-final, semifinal e final. Assim como é na Copa do Brasil e na Liga dos Campeões da Europa.

Mas jogar a segunda partida em casa é mesmo uma vantagem? Nessa semana, algumas partidas mostraram que não. Na Liga dos Campeões, Bayern e Internazionale praticamente garantiram suas vagas na decisão com o resultado de ida. O Bayern, com o 1 x 0 do primeiro jogo, foi para cima do Lyon e desmoronou o clube francês ao abrir o placar ainda no primeiro tempo. O Lyon sentiu o peso de ter que marcar três gols e morreu em campo. Já o Barcelona, mesmo com o apoio de quase 100 mil pessoas e com um super time, tinha uma tarefa dificílima de marcar dois gols na Inter.

Já na Libertadores, alguns clubes de melhor campanha na primeira fase já se complicaram bastante. O Vélez Sarsfield, que deixou o Cruzeiro para trás na fase de grupos, está praticamente eliminado com a derrota que sofreu para o Chivas por 3 x 0, no México. Se tivesse feito o primeiro jogo em Buenos Aires, muito provavelmente o resultado teria sido o inverso e o time viajaria para o México com a vaga quase garantida. O mesmo aconteceu com o Internacional. Com a derrota por 3 x 1 para o Banfield, o Colorado terá que vencer por três gols de diferença para garantir a vaga direta para as quartas-de-final sem precisar levar a decisão para a disputa por pênaltis. Já o Corinthians, se levar um gol do Flamengo, terá que marcar três para seguir adiante na Libertadores. No Pacaembu, cujo gramado não tem dimensões tão grandes, furar o bloqueio de um time fechado é bem complicado. Na estreia da Libertadores, o próprio Corinthians penou para virar o jogo sobre o fraco Racing-URU (2 x 1). Na primeira fase, o time de Mano Menezes também não venceu o Cerro Porteño-PAR e o Independiente Medellín-COL com larga vantagem de gols no Pacaembu.

Pela Copa do Brasil, os mandantes Vitória e Atlético-MG abriram vantagem, ontem, pelas quartas-de-final. O clube baiano, com o 2 x 0, praticamente se garantiu na semifinal. Um gol no jogo de volta obrigará o Vasco a marcar quatro. Já o Galo, joga pelo empate na Vila Belmiro. Não será fácil, mas pelo menos o time de Luxemburgo irá com vantagem.

No geral, porém, os números mostram que os clubes que decidem o jogo em casa, na Libertadores, costumam se dar melhor (57,4% contra 42,6% daqueles que decidem fora). Já na Copa do Brasil acontece o mesmo, porém, a diferença é um pouco menor: 53,4% x 46,6%.

Confira abaixo quem se deu melhor no mata-mata de Libertadores desde 1988, quando o torneio passou a contar com oitavas-de-final, quartas-de-final, semifinal e final, e da Copa do Brasil, desde 1989, nas mesmas fases:

Copa Libertadores

Competição Vitórias de quem decidiu em casa Vitórias de quem decidiu fora
Libertadores 2009 6 7
Libertadores 2008 7 8
Libertadores 2007 6 9
Libertadores 2006 10 5
Libertadores 2005 8 7
Libertadores 2004 9 6
Libertadores 2003 8 7
Libertadores 2002 10 5
Libertadores 2001 10 5
Libertadores 2000 10 5
Libertadores 1999 6 9
Libertadores 1998 7 8
Libertadores 1997 10 5
Libertadores 1996 12 3
Libertadores 1995 7 8
Libertadores 1994 11 4
Libertadores 1993 6 9
Libertadores 1992 9 6
Libertadores 1991 12 3
Libertadores 1990 8 6
Libertadores 1989 6 9
Libertadores 1988 9 5
Total 187 (57,4%) 139 (42,6%)

xxx

Copa do Brasil

Competição Vitórias de quem decidiu em casa Vitórias de quem decidiu fora
Copa do Brasil 2010 3 5
Copa do Brasil 2009 7 8
Copa do Brasil 2008 9 6
Copa do Brasil 2007 8 7
Copa do Brasil 2006 8 7
Copa do Brasil 2005 8 7
Copa do Brasil 2004 9 6
Copa do Brasil 2003 7 8
Copa do Brasil 2002 8 7
Copa do Brasil 2001 6 9
Copa do Brasil 2000 8 7
Copa do Brasil 1999 5 10
Copa do Brasil 1998 6 9
Copa do Brasil 1997 6 9
Copa do Brasil 1996 9 5
Copa do Brasil 1995 9 6
Copa do Brasil 1994 5 10
Copa do Brasil 1993 11 4
Copa do Brasil 1992 10 5
Copa do Brasil 1991 8 7
Copa do Brasil 1990 11 4
Copa do Brasil 1989 11 4
Total 172 (53,4%)
150 (46,6%)

xxx


Autor: Tags: , , , , , , ,

quarta-feira, 28 de abril de 2010 Confrontos, Copa do Brasil, Estatísticas, História | 02:40

Palpites e informações das quartas da Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Dois jogos abrem hoje as quartas-de-final da Copa do Brasil: Atlético-MG x Santos e Vitória x Vasco. Amanhã, mais dois confrontos: Palmeiras x Atlético-GO e Fluminense x Grêmio. A 22ª edição do torneio tem como grande atrativo a presença de oito clubes da primeira divisão entre os oito finalistas. Algo que aconteceu apenas cinco vezes, em 1989, 1995, 1996, 1998 e 2000.

Dos oito finalistas de 2010, apenas três já foram campeões: Grêmio (4 vezes), Palmeiras (1) e Fluminense (1). O Vasco foi finalista uma vez e os outros jamais chegaram à final. E dos quatro confrontos das quartas-de-final, apenas dois já aconteceram em edições anteriores: Vasco x Vitória (que repetem as quartas de 2009) e Grêmio x Fluminense, que já se enfrentaram em três edições.

Nessa fase, de quartas-de-final, Grêmio, Vasco, Santos e Palmeiras têm um desempenho mais favorável do que seus respectivos adversários (Fluminense, Vitória, Atlético-MG e Atlético-GO).

Confira abaixo as estatísticas das partidas e os palpites para esses jogos de ida:

Atlético-MG x Santos

Confrontos diretos na Copa do Brasil:
Nunca se enfrentaram anteriormente

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Atlético-MG (20 participações) – Chegou 11 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 2 (00 e 02) e foi elimiando em 9 (89, 90, 94, 95, 03, 05, 06, 07 e 08)
Santos (9 participações) – Chegou 4 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 2 (98 e 00) e foi elimiando em 2 (97 e 06)

Campanhas na Copa do Brasil de 2010:
ATLÉTICO-MG
(5 jogos, 4 vitórias, 1 derrota, 16 gols pró, 1 gol sofrido)
1ª fase  – Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG
2ª fase  – Chapecoense-SC 1 x 0 Atlético-MG
2ª fase  – Atlético-MG 6 x 0 Chapecoense-SC
Oitavas – Atlético-MG 1 x 0 Sport
Oitavas – Sport 0 x 2 Atlético-MG
Artilheiros: Obina (5 gols); Diego Tardelli (4 gols); Fabiano (3 gols); Júnior, Marques, Muriqui e Renan Oliveira (1 gol)

SANTOS (5 jogos, 4 vitórias, 1 derrota, 25 gols pró, 4 gols sofridos)
1ª fase  – Naviraiense-MS 0 x 1 Santos
1ª fase  – Santos 10 x 0 Naviraiense-MS
2ª fase  – Remo-PA 0 x 4 Santos
Oitavas – Santos 8 x 1 Guarani
Oitavas – Guarani 3 x 2 Santos
Artilheiros: Neymar (9 gols); André (5 gols); Robinho (3 gols); Madson e Marquinhos (2 gols); e Alex Sandro, Breinter, Marcel e Paulo Henrique Ganso (1 gol)

PALPITE: Empate. Confronto entre os dois clubes de melhor ataque da Copa do Brasil (Atlético-MG 16 gols, Santos 25 gols). O Galo vem embalado pela boa campanha no Campeonato Mineiro – está a um empate do título. Além disso, joga em casa, no Mineirão, e tem o técnico Luxemburgo disposto a acabar com a graça dos Meninos da Vila, que fracassaram sob seu comando em 2009. O Santos, que não terá o craque Neymar, também está bem próximo do título estadual. Sua prioridade no semestre, porém, é o inédito título da Copa do Brasil.

xxx

Vitória x Vasco

Confrontos diretos na Copa do Brasil:
4 jogos, 1 vitória do Vasco, 2 empates, 1 vitória do Vitória, 6 gols do Vasco, 3 gols do Vitória
1989 – Primeira fase
Vasco 0 x 0 Vitória
Vitória 2 x 1 Vasco

2009 – Quartas-de-final
Vasco 4 x 0 Vitória
Vitória 1 x 1 Vasco

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Vasco (19 participações) – Chegou 9 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 7 (93, 94, 95, 98, 06, 08 e 09) e foi elimiando em 2 (02 e 03)
Vitória (20 participações) – Chegou 7 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 1 (04) e foi elimiando em 6 (89, 91, 94, 98, 03 e 09)

Campanhas na Copa do Brasil de 2010:

VITÓRIA (6 jogos, 4 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 17 gols pró, 5 gols sofridos)
1ª fase  – Corinthians-AL 3 x 1 Vitória
1ª fase  – Vitória 4 x 0 Corinthians-AL
2ª fase  – Náutico 0 x 1 Vitória
2ª fase  – Vitória 5 x 0 Náutico
Oitavas – Vitória 4 x 0 Goiás
Oitavas – Goiás 2 x 2 Vitória
Artilheiros: Júnior (4 gols); Ramon (3 gols); Bida e Uelliton (2 gols); e Elksson, Nino Paraíba, Renato, Schwenck e Viáfara (1 gol)

VASCO (6 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 9 gols pró, 4 gols sofridos)
1ª fase  – Sousa-PB 1 x 2 Vasco
1ª fase  – Vasco 0 x 0 Sousa-PB
2ª fase  – ASA-AL 1 x 1 Vasco
2ª fase  – Vasco 3 x 1 ASA-AL
Oitavas – Corinthians-PR 0 x 1 Vasco
Oitavas – Vasco 2 x 1 Corinthians-PR
Artilheiros: Elton (4 gols); e Carlos Alberto, Léo Gago, Magno, Philippe Coutinho e Tiago (1 gol)

PALPITE: Vitória. O clube baiano derrotou o rival Bahia na primeira decisão do estadual no último domingo e vem empolgado. Além disso, quer se vingar do Vasco, para quem foi eliminado nas quartas-de-final no ano passado. Na atual edição, o Vitória superou adversários mais complicados com goleadas. Já o Vasco, que fez uma campanha razoável no estadual (foi terceiro, mas não brigou diretamente pelo título), passou apertado por Sousa-PB e ASA-AL e não convenceu nas vitórias sobre o fraco Corinthians-PR. O clube carioca, porém, está invicto na Copa do Brasil.

xxx

Fluminense x Grêmio

Confrontos diretos na Copa do Brasil:
6 jogos, 2 vitórias do Grêmio, 2 empates, 2 vitórias do Fluminense, 7 gols do Grêmio, 7 gols do Fluminense
2001 – Oitavas-de-final
Grêmio 1 x 0 Fluminense
Fluminense 0 x 0 Grêmio

2004 – Oitavas-de-final
Fluminense 2 x 2 Grêmio
Grêmio 4 x 1 Fluminense

2005 – Oitavas-de-final
Fluminense 3 x 0 Grêmio
Grêmio 0 x 1 Fluminense

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Fluminense (13 participações) – Chegou 7 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 4 (92, 05, 06 e 07) e foi elimiando em 3 (00, 02 e 09)
Grêmio (17 participações) – Chegou 11 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 9 (89, 91, 93, 94, 95, 95, 96, 97 e 01) e foi elimiando em 2 (92 e 04)

Campanhas na Copa do Brasil de 2010:
FLUMINENSE
(5 jogos, 4 vitórias, 1 empate, 9 gols pró, 3 gols sofridos)
1ª fase  – Confiança-SE 1 x 1 Fluminense
1ª fase  – Fluminense 2 x 0 Confiança-SE
2ª fase  – Uberaba-MG 0 x 2 Fluminense
Oitavas – Portuguesa 0 x 1 Fluminense
Oitavas – Fluminense 3 x 2 Portuguesa
Artilheiros: Fred (6 gols); Alan (2 gols); e Gum (1 gol)

GRÊMIO (5 jogos, 4 vitórias, 1 derrota, 12 gols pró, 5 gols sofridos)
1ª fase  – Araguaína-MT  1 x 3 Grêmio
2ª fase  – Votoraty-SP 0 x 1 Grêmio
2ª fase  – Grêmio 3 x 0 Votoraty-SP
Oitavas – Grêmio 3 x 1 Avaí
Oitavas – Avaí 3 x 2 Grêmio
Artilheiros: Jonas (5 gols); Borges (3 gols); Fábio Rochemback (2 gols); e Maylson e Rodrigo (1 gol)

PALPITE: Empate. O Fluminense vem de técnico novo, Muricy Ramalho, e conta com os gols do artilheiro Fred. Mas não terá o argentino Conca, destaque do meio-campo da equipe. Já o copeiro Grêmio, maior campeão da Copa do Brasil com 4 títulos, ao lado do Cruzeiro, luta para fazer uma boa campanha desde 2001, quando foi campeão. Desde então, não passou mais pelas quartas-de-final. O Tricolor gaúcho vem em alta após a vitória sobre o rival Inter, no Beira-Rio, por 2 x 0, na primeira final do Gauchão.

xxx

Palmeiras x Atlético-GO

Confrontos diretos na Copa do Brasil:
Nunca se enfrentaram anteriormente

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Palmeiras (14 participações) – Chegou 8 vezes às quartas-de-final. Classificou-se em 5 (92, 96, 97, 98 e 99) e foi elimiando em 3 (93, 00 e 04)
Atlético-GO (3 participações) – Nunca chegou às quartas-de-final.

Campanhas na Copa do Brasil de 2010:
PALMEIRAS
(6 jogos, 5 vitórias, 1 empate, 10 gols pró, 2 gols sofridos)
1ª fase  – Flamengo-PI 0 x 1 Palmeiras
1ª fase  – Palmeiras 4 x 0 Flamengo-PI
2ª fase  – Paysandu-PA 1 x 2 Palmeiras
2ª fase  – Palmeiras 1 x 0 Paysandu-PA
Oitavas – Palmeiras 1 x 0 Atlético-PR
Oitavas – Atlético-PR 1 x 1 Palmeiras
Artilheiros: Robert (4 gols); Lincoln (2 gols); e Diego Souza, Edinho, Ewerthon e Léo (1 gol)

ATLÉTICO-GO (5 jogos, 4 vitórias, 1 derrota, 9 gols pró, 2 gols sofridos)
1ª fase  – ASSU-RN 0 x 3 Atlético-GO
2ª fase  – Atlético-GO 2 x 0 Bahia
2ª fase  – Bahia 1 x 0 Atlético-GO
Oitavas – Santa Cruz 1 x 2 Atlético-GO
Oitavas – Atlético-GO 2 x 0 Santa Cruz
Artilheiros: Robston (4 gols); Marcão e Rodrigo Tiuí (2 gols); Erandir (1 gol)

PALPITE: Palmeiras. Após um campanha pífia no Paulistão, o Palmeiras se reanimou após desclassificar o Atlético-PR, na Arena da Baixada, pela Copa do Brasil. Invicto na competição, o time poderá contar com a estreia do experiente voltante Marcos Assunção, destaque do Prudente no estadual. Já o Atlético-GO, que eliminou os nordestinos ASSU, Bahia e Santa Cruz, chega pela primeira vez às quartas-de-final da Copa do Brasil. Virtual campeão goiano de 2010, o time deverá dar mais trabalho ao Palmeiras em Goiânia.

Ilustrações: Maurício Rito

xxx

Autor: Tags: , , , , , , , , ,

quinta-feira, 15 de abril de 2010 Artilheiros, Copa do Brasil, Estatísticas, História | 12:13

Nos números, Neymar já supera Robinho, mas está longe de Pelé

Compartilhe: Twitter

O atacante Neymar foi o grande destaque da goleada santista de ontem, ao anotar 5 gols na vitória por 8 x 1 sobre o Guarani, na Copa do Brasil. Aos 18 anos, o atacante assumiu a artilharia da Copa do Brasil e do Santos na temporada. Neymar chegou a 19 gols, superando o companheiro André, autor de 17 gols. Na Copa do Brasil, Neymar tem agora 9 gols, contra 6 de Rafael Moura (Goiás) e 5 de Obina (Atlético-MG) e André (Santos).

Neymar chegou agora a 33 gols com a camisa do Santos em 69 jogos. Uma média de 0,48 por jogo. Quase um a cada dois jogos. Em dois anos como profissional, Neymar apresenta números promissores. Seu início de carreira já supera o de outro ídolo recente revelado pelo clube da Vila Belmiro. Robinho, em 69 jogos pelo Santos, entre 2002 e 2003, havia feito 18 gols. O atacante, que retornou ao Peixe nesse ano, chegou ao 33º gol pelo Santos apenas na 106ª partida, em 2004, na vitória por 8 x 3 sobre o União São João.

Em grande fase, Neymar conseguiu, ontem, um feito jamais alcançado por Robinho, ao marcar 5 gols em um único jogo. Robinho fez, no máximo, 3 gols em uma só partida pelo Santos (contra o Rio Branco-SP, no Paulistão de 2005).

Os números de Neymar, porém, ainda não superaram aqueles alcançados pelo Pelé. O Rei, que também estreou pelo Santos com 16 anos, marcou 33 gols com a camisa do Peixe em apenas 43 partidas (Neymar levou 69 e Robinho 106). Com o mesmo número de jogos de Neymar tem pelo Santos hoje (69), Pelé já havia marcado impressionantes 58 gols. Nessa época, com 17 anos, Pelé já vestia a camisa da Seleção Brasileira. Neymar ainda não vestiu e Robinho só tinha jogado pela Seleção Olímpica.

Veja abaixo a relação de Neymar com a camisa do Santos*:

Data Jogo Competição Local Gols
07/03/2009 Santos 2 x 1 Oeste Paulista Pacaembu
12/03/2009 Santos 1 x 1 Paulista Paulista Vila Belmiro
15/03/2009 Santos 3 x 0 Mogi-Mirim Paulista Vila Belmiro 1
18/03/2009 Santos 4 x 0 Rio Branco-AC Copa do Brasil Vila Belmiro 1
22/03/2009 Santos 0 x 1 Corinthians Paulista Pacaembu
25/03/2009 Santos 3 x 0 Santo André Paulista Vila Belmiro 1
28/03/2009 Santos 0 x 0 Grêmio Barueri Paulista Arena Barueri
02/04/2009 Santos 1 x 0 Portuguesa Paulista Vila Belmiro
05/04/2009 Santos 3 x 2 Ponte Preta Paulista Moisés Lucarelli
08/04/2009 Santos 0 x 0 CSA-AL Copa do Brasil Rei Pelé
11/04/2009 Santos 2 x 1 Palmeiras Paulista Vila Belmiro 1
18/04/2009 Santos 2 x 1 Palmeiras Paulista Palestra Itália
22/04/2009 Santos 0 x 1 CSA-AL Copa do Brasil Vila Belmiro
26/04/2009 Santos 1 x 3 Corinthians Paulista Vila Belmiro
03/05/2009 Santos 1 x 1 Corinthians Paulista Pacaembu
10/05/2009 Santos 1 x 1 Grêmio Brasileiro Olímpico
17/05/2009 Santos 3 x 3 Goiás Brasileiro Vila Belmiro
24/05/2009 Santos 4 x 1 Fluminense Brasileiro Maracanã
31/05/2009 Santos 3 x 1 Corinthians Brasileiro Vila Belmiro
04/06/2009 Santos 3 x 3 Santo André Brasileiro Santo André
13/06/2009 Santos 0 x 2 Botafogo Brasileiro Engenhão
20/06/2009 Santos 2 x 3 Atlético-MG Brasileiro Vila Belmiro 1
28/06/2009 Santos 1 x 1 Palmeiras Brasileiro Palestra Itália
05/07/2009 Santos 1 x 0 Sport Brasileiro Vila Belmiro
15/07/2009 Santos 3 x 3 Grêmio Barueri Brasileiro Vila Belmiro 1
19/07/2009 Santos 1 x 2 São Paulo Brasileiro Morumbi
22/07/2009 Santos 1 x 0 Atlético-PR Brasileiro Vila Belmiro 1
26/07/2009 Santos 1 x 2 Flamengo Brasileiro Vila Belmiro
29/07/2009 Santos 2 x 1 Náutico Brasileiro Recife 1
05/08/2009 Santos 1 x 0 Coritiba Brasileiro Cascavel
08/08/2009 Santos 2 x 2 Avaí Brasileiro Vila Belmiro
16/08/2009 Santos 0 x 0 Cruzeiro Brasileiro Mineirão
19/08/2009 Santos 1 x 0 Grêmio Brasileiro Vila Belmiro
23/08/2009 Santos 1 x 2 Goiás Brasileiro Serra Dourada
26/08/2009 Santos 3 x 3 Internacional Brasileiro Vila Belmiro
30/08/2009 Santos 2 x 0 Fluminense Brasileiro Vila Belmiro
02/09/2009 Santos 1 x 2 Corinthians Brasileiro Pacaembu
13/09/2009 Santos 1 x 0 Santo André Brasileiro Vila Belmiro
20/09/2009 Santos 0 x 0 Botafogo Brasileiro Vila Belmiro
27/09/2009 Santos 1 x 3 Atlético-MG Brasileiro Mineirão
04/10/2009 Santos 1 x 2 Palmeiras Brasileiro Vila Belmiro
07/10/2009 Santos 1 x 0 Sport Brasileiro Ilha do Retiro
12/10/2009 Santos 0 x 0 Vitória Brasileiro Pacaembu
07/11/2009 Santos 3 x 1 Náutico Brasileiro Pacaembu 2
11/11/2009 Santos 1 x 2 Santos Laguna-MEX Amistoso Torreón
15/11/2009 Santos 1 x 3 Internacional Brasileiro Beira-Rio 1
22/11/2009 Santos 4 x 0 Coritiba Brasileiro Vila Belmiro 2
29/11/2009 Santos 2 x 2 Avaí Brasileiro Ressacada
06/12/2009 Santos 1 x 2 Cruzeiro Brasileiro Vila Belmiro 1
17/01/2010 Santos 4 x 0 Rio Branco Paulista Pacaembu 2
20/01/2010 Santos 1 x 1 Ponte Preta Paulista Vila Belmiro
24/01/2010 Santos 1 x 2 Mogi-Mirim Paulista João Paulo II
27/01/2010 Santos 5 x 0 Grêmio Barueri Paulista Vila Belmiro 2
30/01/2010 Santos 2 x 0 Oeste Paulista Vila Belmiro 1
04/02/2010 Santos 2 x 1 Santo André Paulista Bruno José Daniel 1
07/02/2010 Santos 2 x 1 São Paulo Paulista Arena Barueri 1
14/02/2010 Santos 2 x 1 Rio Claro Paulista Pacaembu
18/02/2010 Santos 6 x 3 Bragantino Paulista Vila Belmiro
24/02/2010 Santos 1 x 0 Naviraiense-MS Copa do Brasil Morenão
28/02/2010 Santos 2 x 1 Corinthians Paulista Vila Belmiro 1
04/03/2010 Santos 3 x 2 Paulista Paulista Jaime Cintra
07/03/2010 Santos 1 x 1 Portuguesa Paulista Canindé
10/03/2010 Santos 10 x 0 Naviraiense-MS Copa do Brasil Vila Belmiro 2
14/03/2010 Santos 3 x 4 Palmeiras Paulista Vila Belmiro 1
18/03/2010 Santos 4 x 0 Remo Copa do Brasil Mangueirão 2
20/03/2010 Santos 1 x 3 Red Bull New York-EUA Amistoso Red Bull Arena
04/04/2010 Santos 3 x 1 São Caetano Paulista Anacleto Campanella 1
07/04/2010 Santos 3 x 2 São Paulo Paulista Vila Belmiro
14/04/2010 Santos 8 x 1 Guarani Copa do Brasil Vila Belmiro 5

* Fonte: Guilherme Guarche, historiador do Santos.

Autor: Tags: , , , ,

sábado, 10 de abril de 2010 Confrontos, Estatísticas, Futebol Europeu, História | 00:32

Barça x Real: o maior clássico do mundo

Compartilhe: Twitter

Títulos, história, rivalidade, jogadores, tudo faz com que o clássico Real Madrid x Barcelona seja o maior de todos no futebol mundial. Amanhã, 17h, os dois maiores clubes do planeta irão se confrontar no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, valendo a liderança do Campeonato Espanhol, que está a oito rodadas do fim.

Real e Barça estão empatados no topo da Liga Espanhola com 77 pontos cada e têm os melhores ataques e as melhores defesas da competição. O Real, pelo saldo de gols, está na frente (26 x 19). Chamado de “Jogo de Milênio” pela imprensa espanhola, o clássico reunirá 22 jogadores que poderão ir à Copa do Mundo e colocará frente a frente os dois melhores jogadores da atualidade: Messi e Cristiano Ronaldo. O argentino, aliás, é o artilheiro do Campeonato Espanhol com 26 gols, seguido pelo compatriota Higuaín, do Real, que marcou 24 gols.

Para se ter uma ideia da grandeza desse encontro, fiz um comparativo entre as duas equipes. Fica difícil saber quem é melhor…

Títulos
Real Madrid x Barcelona
31 Espanhol 19
17 Copa del Rey 25
8 Supercopa Espanhola 8
9 Liga dos Campeões 3
2 Copa da Uefa 3
0 Recopa 4
1 Supercopa Europeia 3
3 Mundial de Clubes 1

a

Dados gerais
Real Madrid x Barcelona
1902 Ano de fundação 1899
Mais de 90 mil Número de sócios Mais de 160 mil
Santiago Bernabéu (80 534) Estádio Camp Nou (98 772)
401,4 milhões de euros Receita em 2009 365,9 milhões de euros
257 milhoes de euros Investimento em jogadores (2010) 139 milhões de euros
78 (todas) Temporadas na 1ª divisão 78 (todas)
19 2º lugar no Camp. Espanhol 22
7 3º lugar no Camp. Espanhol 12
11º (1948) Pior campanha no Espanhol 12º (1942)
107 (1990) Recorde de gols no Espanhol 105 (2009)
85 (2008) Recorde de pontos (38 rodadas) 87 (2009)
4 (62, 75, 80 e 89) Doblete (Campeonato e Copa) 5 (52, 53, 59, 98 e 09)

a

Confrontos
Competição Jogos Vit. Real Empates Vit. Barça Gols Real Gols Barça
Liga Espanhola 159 68 30 61 262 244
Copa del Rey 28 9 5 14 55 59
Supercopa Espanhola 8 5 1 2 17 8
Copa da Liga Espanhola 6 0 4 2 8 13
Copas Europeias 6 3 2 1 12 7
Amistosos 31 4 9 18 39 76
Total 238 89 51 98 393 409

a

Goleadas
Real Madrid x Barcelona
8 x 2 (1935) Santiago Bernabéu 6 x 2 (em 2009)
5 x 1 (1963) Camp Nou 7 x 2 (em 1951)

a

Prêmios de jogadores
Real Madrid x Barcelona
16 Artilheiros no Espanhol 16
2 (Figo/01 e Zidane/03) Melhor do Mundo da Fifa 6 (Romário/94, Ronaldo/97, Rivaldo/99, Ronaldinho/04 e 05, e Messi/09)
3 (Di Stefano/57 e 59, Kopa/58) Bola de Ouro (France Football) 8 (Luis Suárez/60, Cruyff/74, Stoichkov/94, Ronaldo/97, Rivaldo/99, Figo/00, Ronaldinho/05, Messi/09)

a

Jogadores (valor do passe*)
Real Madrid x Barcelona
Casillas (ESP) – 32,0 Goleiro Valdés (ESP) – 15,0
Dudek (POL) – 1,0 Goleiro Pinto (ESP) – 1,0
Arbeloa (ESP) – 11,0 Defesa Daniel Alves (BRA) – 30,0
Pepe (BRA/POR) – 22,0 Defesa Piqué (ESP) – 24,0
Sergio Ramos (ESP) – 27,0 Defesa Rafa Marquéz (MEX) – 12,0
Marcelo (ESP) – 10,0 Defesa Maxwell (BRA) – 10,0
Drenthe (HOL) – 5,0 Defesa Puyol (ESP) – 28,0
Raúl Albiol (ESP) – 15,0 Defesa Gabriel Milito (ARG) – 10,0
Garay (ARG) – 10,0 Defesa Abidal (FRA) – 19,0
Metzelder (ALE) – 3,0 Defesa Chygrynskiy (UCR) – 11,0
Gago (ARG) – 18,0 Meio-campo Xavi (ESP) – 65,0
Mahamadou Diarra (MLI) – 16,0 Meio-campo Iniesta (ESP) – 60,0
Kaká (BRA) – 60,0 Meio-campo Keita (MLI) – 16,0
Lass Diarra (FRA) – 24,0 Meio-campo Busquets (ESP) – 18,0
Guti (ESP) – 8,0 Meio-campo Jeffren (VEN) – 2,0
Xabi Alonso (ESP) – 30,0 Meio-campo Yayá Touré (CDM) – 25,0
Van der Vaart (HOL) – 15,0 Meio-campo Ibrahimovic (SUE) – 46,0
Raul (ESP) – 14,0 Ataque Messi (ARG) – 80,0
Cristiano Ronaldo (POR) – 75,0 Ataque Bojan (ESP) – 10,0
Benzema (FRA) – 35,0 Ataque Henry (FRA) – 22,0
Higuaín (ARG) – 28,0 Ataque Pedro (ESP) – 10,0
459 milhões de euros Total 514 milhões de euros

* Em milhões de euros. Fonte: www.transfermarkt.de

a

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 7 de abril de 2010 Estatísticas, Futebol Europeu, História | 21:34

Bayern chega a sua 13ª semifinal; Lyon vai à primeira

Compartilhe: Twitter


A incrível reação do Bayern Munique nas duas partidas diante do poderoso Manchester United levou o clube alemão à sua 13ª semifinal na história da Liga dos Campeões. No jogo de ida, o time do contestado técnico holandês Van Gaal virou o jogo para 2 x 1 nos acréscimos. Hoje, o time Bávaro saiu perdendo por 3 x 0 no Old Trafford e ainda assim teve forças para buscar os dois gols que precisava, vingando-se, assim, de certa forma, da final da Liga dos Campeões de 1999, quando o Manchester foi campeão ao virar o jogo com dois gols nos acréscimos.

Com a classificação de hoje, o Bayern Munique conseguiu chegar a sua 13ª semifinal, empatando com o Milan-ITA, que também chegou 13 vezes a essa fase, e ficando atrás apenas do Real Madrid, 21 vezes semifinalista. Quatro vezes campeão, o Bayern foi ainda a mais três finais na Liga dos Campeões, sendo assim o clube com mais títulos e finais disputados entre os finalistas de 2010. O Barcelona disputou seis finais e ganhou três. Já a Internazionale disputou (a última em 1972) quatro e ganhou duas (1964 e 1965).

Por outro lado, o Lyon, dos brasileiros Cris, Michel Bastos e Ederson, perdeu para o Bordeaux, e vai disputar a semifinal da Liga dos Campeões pela primeira vez. Em sua nona participação consecutiva na competição, o Lyon finalmente está entre os quatro primeiros. Em 2004, 2005 e 2006, o clube francês parou nas quartas-de-final. Já nas últimas três foi eliminado nas oitavas-de-final.

Nos próximos dias 21 e 27 de abril, Bayern e Lyon se enfrentam em uma das semifinais da Liga dos Campeões. O primeiro jogo é em Munique e o segundo, em Lyon. O vencedor pegará o ganhador de Barcelona e Internazionale para uma inédita final no estádio Santiago Bernabéu no dia 22 de maio.

Confira os clubes que mais vezes chegaram à semifinal na história da Liga dos Campeões:

Clube Semifinais Edições
Real Madrid-ESP 21 56, 57, 58, 59, 60, 62, 64, 66, 68, 73, 76, 80, 81, 87, 88, 89, 98, 00, 01, 02, 03
Bayern Munique-ALE 13 74, 75, 76, 81, 82, 87, 90, 91, 95, 99, 00, 01, 10
Milan-ITA 13 56, 58, 63, 69, 89, 90, 93, 94, 95, 03, 05, 06, 07
Barcelona-ESP 12 60, 61, 75, 86, 92, 94, 00, 02, 06, 08, 09, 10
Manchester United-ING 11 57, 58, 66, 68, 69, 97, 99, 02, 07, 08, 09
Juventus-ITA 10 68, 73, 78, 83, 85, 96, 97, 98, 99, 03
Liverpool-ING 9 65, 77, 78, 81, 84, 85, 05, 07, 08
Ajax-HOL 8 69, 71, 72, 73, 80, 95, 96, 97
Benfica-POR 8 61, 62, 63, 65, 68, 72, 88, 90
Internazionale-ITA 8 64, 65, 66, 67, 72, 81, 03, 10
Chelsea-ING 5 04, 05, 07, 08, 09
Estrela Vermelha-IUG 4 57, 71, 91, 92
Celtic-ESC 4 67, 70, 72, 74
Atlético de Madri-ESP 3 59, 71, 74
Borussia Dortmund-ALE 3 64, 97, 98
Dinamo Kiev-UCR 3 77, 87, 99
Hamburgo-ALE 3 61, 80, 83
Leeds-ING 3 70, 75, 01
Monaco-FRA 3 94, 98, 04
Olympique de Marselha-FRA 3 90, 91, 93
Panathinaikos-GRE 3 71, 85, 96
Porto-POR 3 87, 94, 04
PSV Eindhoven-HOL 3 76, 88, 05
Steaua Bucareste-ROM 3 86, 88, 89

.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 1 de abril de 2010 Copa Libertadores, Estatísticas | 21:38

Corinthians tem o melhor aproveitamento na Libertadores 2010

Compartilhe: Twitter

Com 83% de aproveitamento dos pontos, o Corinthians tem a melhor campanha entre os 32 clubes da segunda fase da Copa Libertadores, a fase de grupos. Líder do Grupo 1 com 10 pontos em 4 jogos, o clube está a frente da Universidad de Chile (77%) e Alianza Lima-PER (75%). Entre os clubes brasileiros, o alvinegro está a frente do São Paulo, Cruzeiro, Inter e Flamengo, todos com 66%.

Com 3 vitórias e 1 empate em 4 jogos, o Corinthians é um dos 7 invictos do torneio, ao lado do Once Caldas-COL, Libertad-PAR, Universitario-PER, Internacional, Nacional-URU e Universidad de Chile-CHI.

Em suas últimas cinco participações, o Corinthians sempre terminou bem a fase de grupos da Libertadores. Em 1996, foi líder no grupo que tinha Botafogo, Universidad de Chile-CHI e Universidad Católica-CHI, e teve um aproveitamento de 72,2%. Em 1999, também foi o líder no grupo que tinha Palmeiras, Cerro Porteño-PAR e Olimpia-PAR, terminando com 66,7% de aproveitamento. Em 2000, o Corinthians teve também 72,2% e foi o primeiro colocado no grupo que contava com o América-MEX, Olimpia-PAR e a LDU Quito-EQU. Já em 2003, o time treinado então por Geninho, teve a melhor campanha entre todos os 32 clubes da fase de grupos, com 83,3%. Naquele ano, o grupo era formado ainda por Cruz Azul-MEX, Fénix-URU e The Strongest-BOL. Já em 2006, o Corinthians foi o líder do grupo formado por Deportivo Cali-COL, Tigres-MEX e Universidad Católica-CHI, com 72,2% de aproveitamento.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 30 de março de 2010 Campeonatos Estaduais, Estatísticas, História | 11:21

Grêmio está perto de mais um recorde

Compartilhe: Twitter

A vitória sobre o Esportivo por 2 x 0, no último domingo, deu ao Grêmio seu 50º jogo sem derrota no estádio Olímpico. A sequência, que é recorde no clube, é a segunda maior do futebol brasileiro. Apenas o Palmeiras, na década de 80, conseguiu ficar mais tempo invicto em casa. Foram 68 partidas sem derrotas no Parque Antártica.

Além dessa marca, o Grêmio do técnico Silas (que começou o ano contestado pela torcida), está perto de alcançar mais um recorde. Atualmente, o time já soma 13 vitórias consecutivas. Na próxima quinta-feira, a equipe enfrentará o Votoraty, time da segunda divisão paulista, pela Copa do Brasil, no estádio Olímpico. Assim, poderá igualar o recorde de 14 vitórias consecutivas do clube, alcançada em 1979. Naquele ano, o técnico do tricolor era Orlando Fantoni. No domingo, o Grêmio irá enfrentar o Juventude fora de casa, no estádio Alfredo Jaconi, onde poderá chegar à marca de 15 vitórias consecutivas, superando então o recorde de 1979.

Confira abaixo a sequência de vitórias atual e a do time de 1979.

Grêmio (2010)

Data Resultado Competição
07/02/2010 Universidade 1 x 5 Grêmio Camp. Gaúcho
10/02/2010 Araguaia-MT 1 x 3 Grêmio Copa do Brasil
13/02/2010 Grêmio 2 x 1 São José de Porto Alegre Camp. Gaúcho
17/02/2010 Grêmio 4 x 2 Veranópolis Camp. Gaúcho
20/02/2010 Grêmio 4 x 1 Inter de Santa Maria Camp. Gaúcho
28/02/2010 Grêmio 1 x 0 Novo Hamburgo Camp. Gaúcho
03/03/2010 Avenida 1 x 3 Grêmio Camp. Gaúcho
07/03/2010 Grêmio 1 x 0 Porto Alegre Camp. Gaúcho
14/03/2010 Grêmio 3 x 0 Inter de Santa Maria Camp. Gaúcho
17/03/2010 Votoraty-SP 0 x 1 Grêmio Copa do Brasil
21/03/20102 Ypiranga 1 x 3 Grêmio Camp. Gaúcho
25/03/2010 Grêmio 2 x 1 Novo Hamburgo Camp. Gaúcho
28/03/2010 Grêmio 2 x 0 Esportivo Camp. Gaúcho

Grêmio (1979)

Data Resultado Competição
31/01/1979 Grêmio 3 x 1 Coritiba Amistoso
04/02/1979 Grêmio 6 x 0 Ferro Carril-ARG Amistoso
07/02/1979 Grêmio 7 x 0 Veranense Amistoso
10/02/1979 Grêmio 2 x 1 Chapecoense-SC Amistoso
20/02/1979 Grêmio 4 x 0 Independiente-ARG Amistoso
22/02/1979 Grêmio 2 x 1 Rosario Central-ARG Amistoso
24/02/1979 Grêmio 1 x 0 Colón-ARG Amistoso
04/03/1979 Grêmio 2 x 0 Caxias Amistoso
07/03/1979 Grêmio 3 x 1 Novo Hamburgo Camp. Gaúcho
11/03/1979 Guarany 0 x 2 Grêmio Camp. Gaúcho
14/03/1979 Grêmio 2 x 1 Inter de Santa Maria Camp. Gaúcho
18/03/1979 São Paulo 0 x 2 Grêmio Camp. Gaúcho
21/03/1979 Grêmio 2 x 0 Esportivo Camp. Gaúcho
25/03/1979 Grêmio 1 x 0 São Borja Camp. Gaúcho
Data Resultado Competição
07/02/2010 Universidade 1 x 5 Grêmio Camp. Gaúcho
10/02/2010 Araguaia-MT 1 x 3 Grêmio Copa do Brasil
13/02/2010 Grêmio 2 x 1 São José de Porto Alegre Camp. Gaúcho
17/02/2010 Grêmio 4 x 2 Veranópolis Camp. Gaúcho
20/02/2010 Grêmio 4 x 1 Inter de Santa Maria Camp. Gaúcho
28/02/2010 Grêmio 1 x 0 Novo Hamburgo Camp. Gaúcho
03/03/2010 Avenida 1 x 3 Grêmio Camp. Gaúcho
07/03/2010 Grêmio 1 x 0 Porto Alegre Camp. Gaúcho
14/03/2010 Grêmio 3 x 0 Inter de Santa Maria Camp. Gaúcho
17/03/2010 Votoraty-SP 0 x 1 Grêmio Copa do Brasil
21/03/20102 Ypiranga 1 x 3 Grêmio Camp. Gaúcho
25/03/2010 Grêmio 2 x 1 Novo Hamburgo Camp. Gaúcho
28/03/2010 Grêmio 2 x 0 Esportivo Camp. Gaúcho
Autor: Tags: ,

quinta-feira, 25 de março de 2010 Campeonatos Estaduais, Estatísticas | 13:36

Vasco tem pior média de público entre os grandes

Compartilhe: Twitter

Pela segunda vez no ano, o Vasco teve um público inferior a 1.000 pagantes no estádio São Januário. A má fase do clube, que rebaixado em 2008 no Brasileiro, que está sem conquistar um título desde 2003 e que acabou de perder o treinador, é claramente a maior razão disso. No jogos realizados em casa, no estádio São Januário, a média de público do Vasco é de apenas 3.583 torcedores. Metade do Fluminense, segundo pior clube grande do país na média de público, em casa, em 2010. Apenas nos clássicos, realizados no Maracanã, o Vasco teve bons públicos.

Além de levar apenas 732 torcedores na partida de ontem, na derrota para o Americano, o Vasco levou 986 no jogo contra o Volta Redonda. Ainda fora de casa, em campo neutro, o clube teve um público de apenas 932 pessoas contra o Bangu, no Engenhão, e 877 contra o Olaria, no Raulino de Oliveira.

Em 2009, na Série B, o Vasco foi o clube com a maior média de público da competição, com 25.730 torcedores por jogo. Só em São Januário, a média foi de 10.926 torcedores em 12 partidas.

Veja a média de público dos 12 maiores clubes do Brasil em 2010, em casa, sem contar os clássicos:

Atlético-MG 18.343
Data Resultado Estádio Campeonato Público
31/01/2010 Atlético-MG 3 x 2 Tupi Mineirão Mineiro 15965
07/02/2010 Atlético-MG 1 x 1 Ipatinga Mineirão Mineiro 28749
06/03/2010 Atlético-MG 1 x 0 Democrata (GV) Mineirão Mineiro 11548
13/03/2010 Atlético-MG 4 x 0 Caldense Mineirão Mineiro 17111
Cruzeiro 16.321
Data Resultado Estádio Campeonato Público
20/01/2010 Cruzeiro 6 x 0 Uberlândia Mineirão Mineiro 13267
03/02/2010 Cruzeiro 7 x 0 Real Potosí-BOL Mineirão Libertadores 36544
06/02/2010 Cruzeiro 4 x 2 Villa Nova Mineirão Mineiro 8960
24/02/2010 Cruzeiro 4 x 1 Colo Colo-CHI Mineirão Libertadores 32927
03/03/2010 Cruzeiro 5 x 0 Uberaba Mineirão Mineiro 2415
14/03/2010 Cruzeiro 3 x 2 América-MG Mineirão Mineiro 11544
20/03/2010 Cruzeiro 2 x 1 América (TO)-MG Mineirão Mineiro 7671
24/03/2010 Cruzeiro 2 x 0 Deportivo Italia-VEN Mineirão Libertadores 17237
Internacional 13.949
Data Resultado Estádio Campeonato Público
17/01/2010 Internacional 4 x 2 Ypiranga Beira-Rio Gaúcho 7131
27/01/2010 Internacional 5 x 0 Juventude Beira-Rio Gaúcho 16624
07/02/2010 Internacional 2 x 1 Avenida Beira-Rio Gaúcho 9134
18/02/2010 Internacional 2 x 0 Juventude Beira-Rio Gaúcho 10064
23/02/2010 Internacional 2 x 1 Emelec-EQU Beira-Rio Libertadores 39304
03/03/2010 Internacional 4 x 1 Santa Cruz Beira-Rio Gaúcho 5243
21/03/2010 Internacional 2 x 2 Pelotas Beira-Rio Gaúcho 10145
São Paulo 13.579
Data Resultado Estádio Campeonato Público
17/01/2010 São Paulo 1 x 3 Portuguesa Morumbi Paulista 18074
23/01/2010 São Paulo 3 x 0 Rio Claro Morumbi Paulista 8384
28/01/2010 São Paulo 3 x 0 Paulista Arena Barueri Paulista 4979
03/02/2010 São Paulo 3 x 0 São Caetano Arena Barueri Paulista 4875
10/02/2010 São Paulo 2 x 0 Monterrey-MEX Morumbi Libertadores 35523
18/02/2010 São Paulo 3 x 1 Grêmio Prudente Morumbi Paulista 5945
28/02/2010 São Paulo 5 x 1 Monte Azul Arena Barueri Paulista 4462
14/03/2010 São Paulo 2 x 1 Rio Branco Morumbi Paulista 9370
18/03/2010 São Paulo 3 x 0 Nacional-PAR Morumbi Libertadores 34411
21/03/2010 São Paulo 3 x 0 Mogi Mirim Morumbi Paulista 9763
Santos 13.087
Data Resultado Estádio Campeonato Público
20/01/2010 Santos 1 x 1 Ponte Preta Vila Belmiro Paulista 10676
27/01/2010 Santos 5 x 0 Grêmio Prudente Vila Belmiro Paulista 5294
30/01/2010 Santos 2 x 0 Oeste Vila Belmiro Paulista 10393
14/02/2010 Santos 2 x 1 Rio Claro Pacaembu Paulista 32001
18/02/2010 Santos 6 x 3 Bragantino Vila Belmiro Paulista 11794
10/03/2010 Santos 10 x 0 Naviraiense-MS Vila Belmiro Copa do Brasil 11396
21/03/2010 Santos 9 x 1 Ituano Pacaembu Paulista 10053
Corinthians 12.566


Data Resultado Estádio Campeonato Público
20/01/2010 Corinthians 2 x 1 Bragantino Pacaembu Paulista 32790
27/01/2010 Corinthians 1 x 1 Mirassol Pacaembu Paulista 15584
06/02/2010 Corinthians 4 x 0 Sertãozinho Pacaembu Paulista 16780
20/02/2010 Corinthians 0 x 0 Rio Branco Arena Barueri Paulista 10193
24/02/2010 Corinthians 2 x 1 Racing-URU Pacaembu Libertadores 31035
04/03/2010 Corinthians 1 x 1 Botafogo Pacaembu Paulista 9298
14/03/2010 Corinthians 2 x 1 Santo André Arena Barueri Paulista 7845
24/03/2010 Corinthians 0 x 1 Paulista Arena Barueri Paulista 6514
Flamengo 11.112


Data Resultado Estádio Campeonato Público
17/01/2010 Flamengo 3 x 2 Duque de Caxias Maracanã Carioca 16067
27/01/2010 Flamengo 3 x 2 Americano Maracanã Carioca 12308
03/02/2010 Flamengo 3 x 3 Olaria Maracanã Carioca 6554
24/02/2010 Flamengo 2 x 0 Universidad Católica-CHI Maracanã Libertadores 24301
03/03/2010 Flamengo 2 x 0 Madureira Maracanã Carioca 4326
24/03/2010 Flamengo 3 x 1 Tigres Engenhão Carioca 3118
Grêmio 10.771


Data Resultado Estádio Campeonato Público
21/01/2010 Grêmio 3 x 2 Caxias Olímpico Gaúcho 15230
24/01/2010 Grêmio 1 x 1 Veranópolis Olímpico Gaúcho 9638
03/02/2010 Grêmio 1 x 1 São Luiz Olímpico Gaúcho 4170
13/02/2010 Grêmio 2 x 0 São José (PA) Olímpico Gaúcho 3332
17/02/2010 Grêmio 4 x 2 Veranópolis Olímpico Gaúcho 6517
20/02/2010 Grêmio 4 x 1 Inter de Santa Maria Olímpico Gaúcho 8652
28/02/2010 Grêmio 1 x 0 Novo Hamburgo Olímpico Gaúcho 30512
06/03/2010 Grêmio 1 x 0 Porto Alegre Olímpico Gaúcho 9239
14/03/2010 Grêmio 3 x 0 Inter de Santa Maria Olímpico Gaúcho 9651
Palmeiras 8.470


Data Resultado Estádio Campeonato Público
16/01/2010 Palmeiras 5 x 1 Mogi Mirim Parque Antártica Paulista 17051
24/01/2010 Palmeiras 3 x 3 Ituano Parque Antártica Paulista 9684
04/02/2010 Palmeiras 1 x 1 Portuguesa Parque Antártica Paulista 6533
17/02/2010 Palmeiras 1 x 4 São Caetano Parque Antártica Paulista 3324
25/02/2010 Flamengo 4 x 0 Flamengo-PI Parque Antártica Copa do Brasil 6859
03/03/2010 Palmeiras 1 x 3 Santo André Parque Antártica Paulista 3840
08/03/2010 Palmeiras 3 x 2 Sertãozinho Arena Barueri Paulista 3224
20/03/2010 Palmeiras 0 x 2 Ponte Preta Parque Antártica Paulista 17247
Fluminense 7.826


Data Resultado Estádio Campeonato Público
20/01/2010 Fluminense 3 x 0 Bangu Maracanã Carioca 11706
24/01/2010 Fluminense 1 x 0 Volta Redonda Maracanã Carioca 11862
04/02/2010 Fluminense 3 x 0 Boavista Maracanã Carioca 9808
28/02/2010 Fluminense 5 x 1 Friburguense Maracanã Carioca 5981
10/03/2010 Fluminense 2 x 0 Confiança-SE Maracanã Copa do Brasil 4883
21/03/2010 Fluminense 2 x 1 Resende Raulino de Oliveira Carioca 2715
Botafogo 4.574


Data Resultado Estádio Campeonato Público
21/01/2010 Botafogo 2 x 0 Friburguense Engenhão Carioca 7474
30/01/2010 Botafogo 2 x 1 América Engenhão Carioca 5816
07/02/2010 Botafogo 5 x 2 Resende Engenhão Carioca 6803
04/03/2010 Botafogo 2 x 1 Duque de Caxias Engenhão Carioca 2248
10/03/2010 Botafogo 4 x 3 São Raimundo-PA Engenhão Copa do Brasil 2841
14/03/2010 Botafogo 2 x 0 Olaria Engenhão Carioca 2260
Vasco 3.583


Data Resultado Estádio Campeonato Público
16/01/2010 Vasco 1 x 0 Tigres São Januário Carioca 13433
28/01/2010 Vasco 4 x 0 Macaé São Januário Carioca 4269
07/02/2010 Vasco 2 x 2 Madureira São Januário Carioca 2770
25/02/2010 Vasco 0 x 0 Sousa-PB São Januário Copa do Brasil 1294
28/02/2010 Vasco 2 x 1 Volta Redonda São Januário Carioca 986
07/03/2010 Vasco 1 x 0 Boavista São Januário Carioca 1598
24/03/2010 Vasco 2 x 3 Americano São Januário Carioca 732
Autor: Tags:

terça-feira, 23 de março de 2010 Campeonatos Estaduais, Estatísticas, História | 08:25

Ataque santista é o melhor dos últimos 45 anos

Compartilhe: Twitter

A goleada aplicada pelo Santos sobre o Ituano por 9 x 1, no último domingo, elevou a média de gols do clube para 3 por partida nessa Paulistão (45 gols em 15 jogos). Essa ótima marca é a melhor do clube desde 1965, quando a equipe de Pelé e Cia. fechou o Campeonato Paulista daquele ano com uma média de 3,10 gols por partida. Até hoje, o Santos já participou 95 vezes do Campeonato Estadual. Em 1927, ainda na era do amadorismo, o clube alcançou sua média de gols (6,25), quando marcou 100 gols em apenas 16 jogos. O ataque de 2010, dos artilheiros André (10 gols), Neymar (9) e Paulo Henrique Ganso (7), é o 15º maior do Peixe na história do Paulistão.

Confira todas as médias de gols do Santos em Campeonatos Paulistas, com destaque para aquelas iguais ou superiores a 3 gols por jogo:

Ano PG J V E D GP GC SG Média de gols
1913 2 4 1 0 3 9 22 -13 2,25
1916 9 11 4 1 6 23 31 -8 2,09
1917 19 16 8 3 5 44 36 8 2,75
1918 18 13 7 4 2 42 26 16 3,23
1919 13 18 6 1 11 36 43 -7 2,00
1920 2 9 1 0 8 13 33 -20 1,44
1921 11 21 4 3 14 25 61 -36 1,19
1922 5 11 2 1 8 17 31 -14 1,55
1923 7 11 2 3 6 12 21 -9 1,09
1924 23 18 10 3 5 44 29 15 2,44
1925 13 10 6 1 3 19 15 4 1,90
1926 11 9 5 1 3 24 17 7 2,67
1927 28 16 14 0 2 100 33 67 6,25
1928 19 12 9 1 2 42 12 30 3,50
1929 11 7 5 1 1 30 13 17 4,29
1930 40 26 18 4 4 80 38 42 3,08
1931 42 25 18 6 1 79 28 51 3,16
1932 10 11 5 0 6 26 31 -5 2,36
1933 13 14 7 1 6 31 38 -7 2,21
1934 13 14 5 3 6 22 27 -5 1,57
1935 20 12 9 2 1 31 11 20 2,58
1936 28 21 13 2 6 70 37 33 3,33
1937 14 14 5 4 5 27 20 7 1,93
1938 9 10 4 1 5 22 18 4 2,20
1939 20 20 8 4 8 35 33 2 1,75
1940 18 20 7 4 9 51 49 2 2,55
1941 20 20 8 4 8 59 60 -1 2,95
1942 18 20 7 4 9 59 51 8 2,95
1943 21 20 10 1 9 45 40 5 2,25
1944 19 20 7 4 9 39 41 -2 1,95
1945 18 20 8 2 10 34 46 -12 1,70
1946 22 20 9 4 7 36 31 5 1,80
1947 19 20 6 7 7 33 27 6 1,65
1948 32 20 15 2 3 54 31 23 2,70
1949 26 22 11 4 7 52 40 12 2,36
1950 31 22 13 5 4 47 34 13 2,14
1951 37 28 16 5 7 69 40 29 2,46
1952 34 30 13 8 9 62 46 16 2,07
1953 27 28 12 3 13 58 53 5 2,07
1954 34 26 16 2 8 70 43 27 2,69
1955 40 26 19 2 5 71 40 31 2,73
1956 62 36 29 4 3 98 36 62 2,72
1957 56 37 26 4 7 144 65 79 3,89
1958 64 38 29 6 3 143 40 103 3,76
1959 65 41 30 5 6 155 58 97 3,78
1960 50 34 22 6 6 100 44 56 2,94
1961 53 30 25 3 2 113 33 77 3,77
1962 51 30 23 5 2 102 31 71 3,40
1963 36 30 14 8 8 69 52 17 2,30
1964 44 30 20 4 6 95 47 48 3,17
1965 53 30 25 3 2 93 28 65 3,10
1966 36 28 15 6 7 69 43 26 2,46
1967 43 27 17 9 1 63 30 33 2,33
1968 45 26 22 1 3 71 22 49 2,73
1969 41 29 18 5 6 63 31 32 2,17
1970 21 18 8 5 5 34 21 13 1,89
1971 28 22 10 8 4 29 23 6 1,32
1972 29 22 14 1 7 31 21 10 1,41
1973 32 23 12 8 3 31 11 20 1,35
1974 35 26 14 7 5 35 22 13 1,35
1975 36 32 15 6 11 42 30 12 1,31
1976 17 17 6 5 6 15 16 -1 0,88
1977 49 43 17 12 14 47 44 3 1,09
1978 67 56 26 15 15 80 48 32 1,43
1979 48 43 16 16 11 55 45 10 1,28
1980 56 44 20 16 8 58 36 22 1,32
1981 51 50 18 15 17 58 53 5 1,16
1982 37 38 10 17 11 37 35 2 0,97
1983 58 46 20 18 8 64 40 24 1,39
1984 57 38 22 13 3 54 19 35 1,42
1985 40 38 14 12 12 35 34 1 0,92
1986 38 40 15 8 17 44 48 -4 1,10
1987 49 40 16 17 7 49 32 17 1,23
1988 28 25 10 8 7 25 21 4 1,00
1989 20 25 7 14 4 20 16 4 0,80
1990 40 35 12 16 7 29 25 4 0,83
1991 27 26 7 13 6 21 15 6 0,81
1992 34 32 11 12 9 44 35 9 1,38
1993 44 36 18 8 10 65 56 9 1,81
1994 34 30 11 12 7 37 33 4 1,23
1995 55 36 14 13 9 59 44 15 1,64
1996 51 30 16 3 11 69 54 15 2,30
1997 49 26 14 7 5 52 28 24 2,00
1998 14 10 4 2 4 23 14 9 2,30
1999 34 18 10 4 4 40 25 15 2,22
2000 34 20 9 7 4 33 25 8 1,65
2001 30 17 9 2 6 39 27 12 2,29
2003 10 6 3 1 2 12 9 3 2,00
2004 27 13 8 3 2 31 20 11 2,38
2005 37 19 10 7 2 38 21 17 2,00
2006 43 19 14 1 4 33 19 14 1,74
2007 55 23 17 4 2 47 21 26 2,04
2008 31 19 9 4 6 28 23 5 1,47
2009 44 23 13 5 5 34 23 11 1,48
2010 35 15 11 2 2 45 19 26 3,00
Autor: Tags: ,

segunda-feira, 15 de março de 2010 Estatísticas, História | 10:39

Quais os clubes brasileiros que já marcaram 10.000 gols

Compartilhe: Twitter

O Corinthians atingiu ontem a histórica marca de 10.000 gols. Coube ao atacante Dentinho, autor do primeiro gol do jogo, a honra de anotar esse gol, segundo o levantamento do jornalista e historiador Celso Unzelte. Prestes a completar 100 anos, o Corinthians chegou a marca dos 10.000 gols depois de 5.152 jogos.

No futebol brasileiro, no entanto, essa marca não é inédita. Outros clubes já conseguiram atingir esse feito há alguns anos. Todos esses dados, porém, não são 100% confirmados pelos clubes. Afinal, existem muitas dúvidas em relação aos critérios. Alguns historiadores consideram gols em jogos não-oficiais, como de torneio início, outros em partidas do time B. Esse próprio levantamento do Corinthians, talvez um dos mais precisos entre os grandes clubes, não contabiliza 15 jogos.

De qualquer forma, considerando os dados disponibilizados pelos clubes, o Santos foi o primeiro clube brasileiro a chegar a marca dos 10.000. O meia Jorginho fez o histórico gol numa partida da Copa do Brasil (Villa Nova-MG 3 x 4 Santos), no dia 20 de janeiro de 1998. Pouco depois, foi a vez de o Flamengo chegar a essa marca. O meia Beto (Cachaça), fez o gol 10.000 do rubro-negro na vitória por 3 x 0 sobre o Cruzeiro, pela Copa dos Campeões, no dia 4 de julho de 2001. Já em 2007 foi a vez do Vasco. O lateral-direito Wagner Diniz, hoje na reserva do São Paulo, foi o autor do gol histórico na vitória por 2 x 0 sobre o Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro de 2007, no dia 9 de agosto. Em 2004, o Palmeiras também marcou seu gol 10.000. O gol histórico foi feito pelo atacante colombiano Muñoz, na vitória por 3 x 0 sobre a Ponte Preta pelo Campeonato Paulista. Em 2006, o Fluminense também chegou a marca de 10.000 gols. Outros dois clubes também chegaram a essa marca pouco depois (Grêmio e Internacional). Porém, esses dados não são confirmados oficialmente pelos clubes.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 11 de março de 2010 Copa do Brasil, Estatísticas, História | 11:16

Faltou pouco para o Santos bater recordes

Compartilhe: Twitter

A sensacional goleada do Santos sobre o Naviraiense, ontem, por 10 x 0, foi a maior do Peixe nos últimos tempos. Porém, não foi a maior da história. As goleadas por 12 x 1 sobre Ypiranga-SP (em 1927) e sobre a Ponte Preta (em 1959), ainda permanecem como as maiores da história santista. Com dois jogadores a mais desde os 33 minutos do segundo tempo, o Peixe poderia até alcançado essa marca. Assim como a maior goleada da história da Copa do Brasil. Em 1991, o Atlético-MG venceu o Caiçara-PI por 11 x 0.

Confira as maiores goleadas da história do Santos e também da Copa do Brasil:

Maiores goleadas do Santos:

Data Resultado Competição
03/05/1927 Santos 12 x 1 Ypiranga Camp. Paulista
19/11/1959 Santos 12 x 1 Ponte Preta Camp. Paulista
21/11/1964 Santos 11 x 0 Botafogo Camp. Paulista
16/09/1928 Santos 10 x 0 Portuguesa Camp. Paulista
11/09/1958 Santos 10 x 0 Nacional Camp. Paulista
10/03/2010 Santos 10 x 0 Naviraiense-MS Copa do Brasil
05/06/1927 Santos 11 x 2 Barra Funda Camp. Paulista
06/09/1961 Santos 10 x 1 Juventus Camp. Paulista
21/08/1927 Santos 10 x 1 Guarani Camp. Paulista
31/05/1960 Santos 10 x 1 Royal Beerschot-BEL Amistoso
03/07/1927 Santos 11 x 3 Americano Camp. Paulista
13/05/1927 Santos 10 x 2 República Camp. Paulista
07/06/1942 Santos 10 x 2 Comercial da Capital Camp. Paulista

x

Maiores goleadas da Copa do Brasil:

Data Resultado Estádio
28/02/1991 Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI Independência
10/03/2010 Santos 10 x 0 Naviraiense-MS Vila Belmiro
28/03/2001 São Paulo 10 x 0 Botafogo-PB Morumbi
06/04/1993 Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO Beira Rio
10/02/1998 Vasco 8 x 0 Picos-PI São Januário
04/03/1997 Portuguesa 8 x 0 Kaburé-TO Canindé
26/04/1995 Flamengo 8 x 0 Kaburé-TO Gávea
22/02/2006 Vasco 7 x 0 Botafogo-PB São Januário
16/02/2005 Cruzeiro 7 x 0 Sergipe-SE Mineirão
02/04/2003 Cruzeiro 7 x 0 Corinthians-RN Mineirão
21/03/2001 Ponte Preta 8 x 1 Castanhal-PA Moisés Lucarelli
26/02/1998 Atlético-MG 7 x 0 Alvorada-TO Mineirão
22/07/1989 Atlético-MG 7 x 0 América-RN Mineirão
24/02/2010 Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG Arena da Floresta
24/02/2010 Atlético-RR 0 x 7 Portuguesa Ribeirão
Data Resultado Estádio
28/02/1991 Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI Independência
10/03/2010 Santos 10 x 0 Naviraiense-MS Vila Belmiro
28/03/2001 São Paulo 10 x 0 Botafogo-PB Morumbi
06/04/1993 Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO Beira Rio
10/02/1998 Vasco 8 x 0 Picos-PI São Januário
04/03/1997 Portuguesa 8 x 0 Kaburé-TO Canindé
26/04/1995 Flamengo 8 x 0 Kaburé-TO Gávea
22/02/2006 Vasco 7 x 0 Botafogo-PB São Januário
16/02/2005 Cruzeiro 7 x 0 Sergipe-SE Mineirão
02/04/2003 Cruzeiro 7 x 0 Corinthians-RN Mineirão
21/03/2001 Ponte Preta 8 x 1 Castanhal-PA Moisés Lucarelli
26/02/1998 Atlético-MG 7 x 0 Alvorada-TO Mineirão
22/07/1989 Atlético-MG 7 x 0 América-RN Mineirão
24/02/2010 Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG Arena da Floresta
24/02/2010 Atlético-RR 0 x 7 Portuguesa Ribeirão
Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 8 de março de 2010 Artilheiros, Campeonatos Estaduais, Estatísticas, História | 12:27

Washington tem a 10ª melhor média de gols na história do São Paulo

Compartilhe: Twitter

Autor de dois gols na vitória sobre a Ponte Preta, ontem, por 2 x 0, o atacante Washington chegou a marca de 44 gols pelo São Paulo em 76 jogos. Sua média de 0,58 gol por jogo é a 10ª maior na história do Tricolor. Aos 34 anos, o centroavante está disputando sua segunda temporada pelo clube. Em cinco campeonatos disputados, Washington foi o artilheiro do time em quatro deles: no Paulista de 2009 (12 gols), no Brasileirão de 2009 (17 gols), na Libertadores de 2010 (2 gols) e no Paulistão de 2010 (5 gols). O atacante só não fez mais gols do que Borges na Libertadores de 2009 (3 contra 5).

Muitas vezes criticado pela torcida, por perder gols incríveis ou pela falta de habilidade com a bola nos pés, Washington consegue muito vezes calar os críticos com gols. Nessa temporada, o atacante tem 7  em 12 jogos. No geral, Washington é 47º maior goleador na história do Tricolor. Se o artilheiro conseguir manter essa média de gols (0,58 por jogo), poderá terminar o ano como na lista dos 30 maiores artilheiros.

Veja a lista dos 10 maiores artilheiros na história do São Paulo na média de gols:

Pos. Jogador Média Gols Jogos
Friedenreich 0.814 66 81
Luís Fabiano 0.737 118 160
Friaça 0.727 48 66
Leônidas da Silva 0.663 140 211
Luizinho 0.656 145 221
Dodô 0.645 91 141
Serginho 0.618 242 393
Careca 0.595 112 188
Albella 0.580 47 81
10º Washington 0.579 44 76
11º Toninho 0.565 86 152
12º França 0.563 182 323
13º Gino 0.515 232 450
14º Pardal 0.508 58 114
15º Sastre 0.449 58 129

a

Confira abaixo os maiores artilheiros do São Paulo na história:

Pos. Jogador Período Gols
Serginho 73-82 242
Gino Orlando 53-62 232
Teixeirinha 39-56 185
França 96-02 182
Luizinho 30-47 162
Müller 84-96 161
Leônidas 42-51 141
Maurinho 52-59 135
Raí 87-00 124
10º Prado 61-67 121
11º Pedro Rocha 70-77 119
12º Luís Fabiano 01/04 118
13º Careca 83-87 115
14º Remo 40-51 110
15º Dino Sani 54-61 109
16º Canhoteiro 54-63 106
17º Renato 80-84 100
18º Dodô 95-99 93
19º Babá 66-70 91
20º Rogério Ceni 90-10 90
21º Toninho Guerreiro 69-73 86
22º Terto 68-77 85
23º Roberto Dias 60-73 79
24º Benê 61-70 77
25º Palhinha 92-95 71
Waldemar de Brito 33-43 71
27º Amaury 57-61 69
28º Friedenreich 30-35 66
Zezinho 54-57 66
30º Baiano 61-63 61
31º Armandinho 30-40 60
32º Antonio Sastre 43-46 54
Araken Patusca 30-39 54
Ponce de León 48-51 54
Borges 07/09 54
36º Leopoldo 43-51 53
Pardal 41-46 53
38º Lanzoninho 53-58 52
39º Zé Roberto 64-76 49
40º Zé Sérgio 76-84 48
Marcelinho Paraíba 97-10 48
42º Kaká 01/03 47
43º Pita 84-88 46
44º Augusto 50-51 45
Friaça 49-51 45
Gustavo Albella 52-54 45
47º Mirandinha 73-79 44
Washington 09/10 44
49º Carioca 37-40 43
50º Hemédio 40-42 42
Autor: Tags: ,

sábado, 6 de março de 2010 Campeonatos Estaduais, Estatísticas | 23:29

Pequenos não têm vez no Carioca de 2010

Compartilhe: Twitter

Nos últimos anos, os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro chegaram a enfrentar alguns problemas contra os considerados pequenos do estado. Desde 2000, os pequenos conquistaram a Taça Guanabara duas vezes (Americano, em 2002, e Volta Redonda, em 2005) e a Taça Rio também duas vezes (Americano, em 2002, e Madureira, em 2006). Esse ano, porém, o Campeonato Estadual do Rio vem sendo um grande barbada para os grandes diante dos pequenos. Até agora, em 33 jogos, nenhum pequeno conseguiu uma vitória. Foram 30 vitórias dos grandes e apenas 3 empates. Dois deles do Olaria.

O Botafogo, até agora, tem 100% de aproveitamento diante dos pequenos, com 8 vitórias em 8 jogos. Entre os quatro principais campeonatos estaduais do Brasil (Paulista, Carioca, Mineiro e Gaúcho), os times do Rio são aqueles que têm o melhor desempenho diantes dos pequenos, sempre com mais de 90% de aproveitamento. Em São Paulo, o Santos, líder da competição e que já atingiu a incrível marca de 9 vitórias consecutivas no Paulistão, já perdeu um jogo para um time pequeno. Em Minas, o líder Cruzeiro também já perdeu (3 x 0 para o Ipatinga), enquanto que no Sul, o imbatível mandante Grêmio empatou duas vezes contra os pequenos.

Hoje, mesmo desfalcado de sua maior estrela, o atacante Adriano, o Flamengo não teve trabalho para golear o Resende, fora de casa, por 4 x 0. Na Taça Rio, aliás, os grandes venceram todos os jogos contra os pequenos até agora (9 vitórias em 9 jogos). O atacante Vágner Love, que deixou o Palmeiras em baixa no final de 2009, marcou o último gol contra o Resende e agora é isolou-se ainda mais na artilharia do Campeonato, agora com 10 gols.

Veja o desempenho dos grandes do Rio contra o pequenos e o aproveitamento dos grandes de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul diante dos pequenos em seus estaduais.

BOTAFOGO (8 jogos, 8 vitórias) – 100% de aproveitamento

Data Resultado
16/1 Macaé 2 x 3 Botafogo
21/1 Botafogo 2 x 0 Friburguense
27/1 Tigres 1 x 2 Botafogo
30/1 Botafogo 2 x 1 América
4/2 Madureira 1 x 4 Botafogo
7/2 Botafogo 5 x 2 Resende
27/2 Americano 1 x 3 Botafogo
4/3 Botafogo 2 x 1 Duque de Caxias

.
.

FLAMENGO (9 jogos, 8 vitórias, 1 empate) – 92,6% de aproveitamento

Data Resultado
17/1 Flamengo 3 x 2 Duque de Caxias
20/1 Volta Redonda 1 x 3 Flamengo
23/1 Bangu 1 x 2 Flamengo
27/1 Flamengo 3 x 1 Americano
3/2 Flamengo 3 x 3 Olaria
7/2 Boavista 1 x 2 Flamengo
27/2 Macaé 1 x 4 Flamengo
3/3 Flamengo 2 x 0 Madureira
6/3 Resende 0 x 4 Flamengo

.
.

FLUMINENSE (8 jogos, 7 vitórias, 1 empate) – 91,7% de aproveitamento

Data Resultado
17/1 Americano 0 x 3 Fluminense
20/1 Fluminense 3 x 0 Bangu
24/1 Fluminense 1 x 0 Volta Redonda
28/1 Duque de Caxias 0 x 4 Fluminense
4/2 Fluminense 3 x 0 Boavista
7/2 Olaria 0 x 0 Fluminense
28/2 Fluminense 5 x 1 Friburguense
4/3 Tigres 0 x 3 Fluminense

.
.

VASCO (8 jogos, 7 vitórias, 1 empate) – 91,7% de aproveitamento

Data Resultado
16/1 Vasco 1 x 0 Tigres
20/1 América 1 x 2 Vasco
28/1 Vasco 4 x 0 Macaé
31/1 Friburguense 0 x 3 Vasco
4/2 Resende 0 x 1 Vasco
7/2 Vasco 2 x 2 Madureira
28/2 Vasco 2 x 0 Volta Redonda
3/3 Bangu 0 x 2 Vasco

.
.

Campeonato Paulista
Santos 83,3% (8 vitórias, 1 empate, 1 derrota)
São Paulo 63,3% (5 vitórias, 4 empates, 1 derrota)
Corinthians 56,7% (4 vitórias, 5 empates, 1 derrota)
Palmeiras 43,3% (3 vitórias, 4 empates, 3 derrotas)
.

Campeonato Mineiro
Cruzeiro 83,3% (5 vitórias, 0 empate, 1 derrota)
Atlético-MG 66,7% (3 vitórias, 3 empates, 0 derrota)
.

Campeonato Gaúcho
Grêmio 88,9% (10 vitórias, 2 empates, 0 derrota)
Internacional 83,3% (8 vitórias, 1 empate, 1 derrota)
.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 5 de março de 2010 Artilheiros, Campeonatos Estaduais, Estatísticas | 12:46

Meias e atacantes fizeram todos os gols do Santos no Paulistão

Compartilhe: Twitter

Líder do Campeonato com 4 pontos de vantagem sobre o segundo colocado, o Santo André, o Santos é também a equipe com o melhor ataque da competição. Em 12 jogos, foram 32 gols. Uma média de 2,66 por partida. Ontem, após a vitória por 3 x 2 sobre o Paulista, o Peixe chegou ainda a sua 9ª vitória consecutiva no Paulistão, aproximando-se ainda mais do seu recorde de 12 vitórias na história do campeonato (leia mais).

Desses 32 gols do Santos no Paulistão, 22 foram feitos pelos atacantes e 10 por meias. Nenhum jogador do sistema defensivo (zagueiros, laterais e volantes), marcou gol pela equipe de Dorival Júnior no campeonato. Os atacantes do Santos (André, Neymar, Robinho, Zé Eduardo e Giovanni), já fizeram mais gols que todo o time do Corinthians (18 gols) e Palmeiras (20 gols). Até agora, os 22 gols dos atacantes do Santos no Paulistão representaram 69% dos gols da equipe. No Corinthians, os atacantes fizeram 10 dos 18 gols (56%). No Palmeiras, os atacantes marcaram 35% dos gols do time. Já no São Paulo, os atacantes fizeram 61% dos gols do time. Número que subiu bastante com os 4 gols feitos por Fernandinho na rodada passada. Todos os três rivais do Santos, porém, tiveram gols anotados por zagueiros, volantes e laterais. No caso do São Paulo, até o goleiro Rogério Ceni já marcou no Paulistão.

Confira abaixo os gols dos quatro grandes de São Paulo:

SANTOS – 32 gols
Posição Jogadores Gols
Atacantes Neymar 8
André 7
Robinho 4
Zé Eduardo 2
Giovanni 1
Total 22
Meias Paulo Henrique Ganso 5
Wesley 4
Madson 1
Total 10
SÃO PAULO – 23 gols
Posição Jogadores Gols
Atacantes Fernandinho 4
Dagoberto 3
Washington 3
Marcelinho Paraíba 2
Henrique 1
Roger 1
Total 14
Outros Hernanes (M) 2
Léo Lima (M) 2
Rogério Ceni (G) 2
André Dias (Z) 1
Richarlyson (Z) 1
Contra 1
Total 9
PALMEIRAS – 20 gols
Posição Jogadores Gols
Atacantes Robert 6
Lenny 1
Total 7
Outros Diego Souza (M) 5
Cleiton Xavier (M) 3
Deyvid (M) 2
Léo (Z) 2
Danilo (Z) 1
Total 9
CORINTHIANS – 20 gols
Posição Jogadores Gols
Atacantes Jorge Henrique 3
Dentinho 2
Souza 2
Edno 1
Iarley 1
Ronaldo 1
Total 10
Outros Elias (V) 2
Chicão (Z) 2
Boquita (M) 1
Jucilei (V) 1
Marcelo Mattos (V) 1
Paulo André (Z) 1
Total 8
Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. Última