Publicidade

Arquivo da Categoria Estatísticas

segunda-feira, 12 de outubro de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 19:43

Cruzeiro lidera o returno e entra na briga pelo G4

Compartilhe: Twitter

cruzeiroUm dos melhores times do país no primeiro semestre, o Cruzeiro conquistou o Campeonato Mineiro de forma invicta e por pouco não ficou com o tri da Copa Libertadores. A derrota para o Estudiantes na decisão do torneio Sul-Americano, no entanto, fez com que a Raposa entrasse num período crítico. O time de Adílson Batista chegou a frequentar a zona do rebaixamento e demorou para voltar a jogar um bom futebol.

Nesse segundo turno, o Cruzeiro vem se acertando. Com a vitória sobre o rival Atlético-MG no clássico de hoje, a Raposa assumiu a liderança do returno do Brasileirão (veja a classificação abaixo) e volta a brigar para retornar à Copa Libertadores em 2010. Nessa segunda metade do campeonato, o Cruzeiro venceu 6 jogos, empatou 2 e perdeu apenas 2 dos 10 disputados. A equipe do técnico Adílson tem ainda o melhor ataque do returno com 21 gols. Vale lembrar que até hoje todos os campeões do segundo turno chegaram à Libertadores do ano seguinte: Cruzeiro (2003), Atlético-PR (2004), Internacional (2005), São Paulo (2006), Flamengo (2007) e São Paulo (2008).

Confira a classificação do segundo turno do Brasileiro de 2009 após 10 rodadas:

Pos. Clube PG J V E D GP GC SG
Cruzeiro 20 10 6 2 2 21 14 7
Flamengo 18 10 5 3 2 17 9 8
Palmeiras 17 10 5 2 3 15 14 1
Vitória 16 10 4 4 2 17 14 3
Coritiba 16 10 4 4 2 14 11 3
São Paulo 16 10 4 4 2 10 8 2
Atlético MG 15 10 4 3 3 14 15 -1
Santos 14 10 4 2 4 9 10 -1
Corinthians 14 10 3 5 2 16 18 -2
10º Grêmio 13 10 3 4 3 20 14 6
11º Sport 12 10 3 3 4 12 12 0
12º Atlético PR 12 10 3 3 4 9 11 -2
13º Internacional 11 10 3 2 5 14 13 1
14º Náutico 11 10 3 2 5 13 14 -1
15º Santo André 11 10 3 2 5 8 12 -4
16º Goiás 11 10 3 2 5 13 21 -8
17º Botafogo 11 10 2 5 3 17 17 0
18º Avaí 10 10 2 4 4 17 17 0
19º Barueri 10 10 2 4 4 11 15 -4
20º Fluminense 10 10 2 4 4 8 15 -7
Autor: Tags: , , ,

sábado, 10 de outubro de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 20:23

Fluminense vence a primeira fora de casa no Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Depois de 15 partidas jogando como visitante, finalmente o Fluminense conseguiu sua primeira vitória fora de casa no Brasileirão. A vitória por 2 x 1 sobre o Santo André, no estádio Bruno José Daniel, serviu ainda para tirar o Tricolor da lanterna do Campeonato (agora com o Sport). Com 25 pontos, o Flu ainda sonha com uma heroica permanência na Série A. Mas para isso ainda precisa melhorar bastante. Principalmente nos jogos fora de casa.

Com apenas 15,6% de aproveitamento, o Flu tem a terceira pior campanha de um visitante na competição. Apenas Sport (único time que ainda não ganhou fora de casa), e Grêmio, que também ganhou somente um jogo fora, são piores do que o Fluminense.

Já o líder Palmeiras é o clube com o melhor desempenho fora de casa. Confira abaixo a campanha dos 20 clubes da Série A como visitantes até os jogos de hoje, sábado, 10/10.

Pos. Clube PG J V E D Aprov.%
Palmeiras 22 14 6 4 4 52,4 %
Goiás 20 14 6 2 6 47,6 %
Cruzeiro 19 14 5 4 5 45,2 %
Atlético-MG 18 14 5 3 6 42,9 %
São Paulo 19 15 5 4 6 42,2 %
Internacional 17 14 5 2 7 40,5 %
Santos 16 14 4 4 6 38,1 %
Avaí 14 14 3 5 6 33,3 %
Atlético-PR 14 15 4 2 9 31,1 %
10º Botafogo 14 15 2 8 5 31,1 %
11º Corinthians 13 14 2 7 5 31,0 %
12º Santo André 12 14 3 3 8 28,6 %
13º Flamengo 11 13 2 5 6 28,2
14º Barueri 12 15 2 6 7 26,7 %
15º Coritiba 10 14 2 4 8 23,8 %
16º Vitória 9 14 2 3 9 21,4 %
17º Náutico 7 14 1 4 9 16,7 %
18º Fluminense 7 15 1 4 10 15,6 %
19º Grêmio 6 14 1 3 10 14,3 %
20º Sport 4 14 0 4 10 9,5 %
Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 5 de outubro de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, Técnicos | 20:04

Apenas quatro técnicos seguem desde 2008 nos clubes da Série A

Compartilhe: Twitter

A queda do técnico Tite foi a 22ª de um técnico na Série A do Brasileirão de 2009. Apenas quatro dos 20 clubes da primeira divisão não trocaram de treinador nessa tempodada: Corinthians, Cruzeiro, Avaí e Goiás. Os técnicos remanescentes, Mano Menezes, Adílson Batista, Silas e Hélio dos Anjos, são os únicos que seguem no comando de um time da Série A desde o ano passado. Mano e Adílson são os que estão há mais tempo em suas equipes (desde janeiro de 2008).

Confira abaixo quando os treinadores assumiram o comando de cada um dos clubes da Série A de 2009 e quem está há mais tempo no cargo:

Técnico Clube Estreia
Mano Menezes Corinthians 17/01/2008
Adílson Batista Cruzeiro 27/01/2008
Silas Avaí 15/03/2008
Hélio dos Anjos Goiás 22/06/2008
Celso Roth Atlético-MG 06/05/2009
Paulo Autuori Grêmio 24/05/2009
Ricardo Gomes São Paulo 27/06/2009
Geninho Náutico 16/07/2009
Vanderlei Luxemburgo Santos 22/07/2009
Andrade Flamengo 26/07/2009
Muricy Ramalho Palmeiras 29/07/2009
Antônio Lopes Atlético-PR 05/08/2009
Péricles Chamusca Sport 10/08/2009
Estevam Soares Botafogo 16/08/2009
Diego Cerri Barueri 16/08/2009
Vágner Mancini Vitória 16/08/2009
Ney Franco Coritiba 16/08/2009
Cuca Fluminense 06/09/2009
Sérgio Soares Santo André 13/09/2009
Mário Sérgio Internacional 07/10/2009
Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 2 de outubro de 2009 Campeonato Brasileiro, Confrontos, Estatísticas, História, Técnicos | 16:24

Muricy leva vantagem sobre Luxemburgo no confronto direto

Compartilhe: Twitter

Técnicos que já fizeram história no Campeonato Brasileiro, Muricy Ramalho e Vanderlei Luxemburgo irão protagonizar mais um duelo no próximo domingo. Muricy, único treinador três vezes campeão consecutivo do Brasileirão, defenderá uma invencilididade de quatro jogos sem derrota contra Luxemburgo no clássico Santos e Palmeiras.

Até hoje, em 19 jogos, foram 10 vitórias para os clubes dirigidos por Muricy, 6 dos times de Luxemburgo e mais 3 empates. Nos gols, empate com 27 para cada lado. Em Campeonatos Brasileiros, a vantagem de Muricy é maior ainda. Em 11 jogos, foram 7 vitórias, contra apenas 2 de Luxemburgo e 2 empates. Nos últimos 6 jogos, aliás, Muricy não perdeu para as equipes treinadas por Luxa em Brasileiros. A última vitória do atual treinador do Santos sobre Muricy foi em 2006, quando o Santos venceu o São Paulo por 4 x 0.

Confira abaixo todos os confrontos entre os técnicos Muricy e Luxemburgo:

Data Muricy Placar Luxemburgo Competição
14/02/1996 São Paulo 0 x 2 Palmeiras Camp. Paulista
28/04/1996 São Paulo 2 x 3 Palmeiras Camp. Paulista
18/09/2002 Figueirense 3 x 1 Cruzeiro Camp. Brasileiro
29/06/2003 Internacional 2 x 3 Cruzeiro Camp. Brasileiro
22/08/2003 Internacional 1 x 0 Cruzeiro Camp. Brasileiro
29/09/2004 Internacional 2 x 1 Santos Camp. Brasileiro
02/04/2006 São Paulo 3 x 1 Santos Camp. Paulista
30/07/2006 São Paulo 0 x 4 Santos Camp. Brasileiro
05/11/2006 São Paulo 1 x 0 Santos Camp. Brasileiro
11/03/2007 São Paulo 1 x 1 Santos Camp. Paulista
24/06/2007 São Paulo 2 x 0 Santos Camp. Brasileiro
15/09/2007 São Paulo 2 x 1 Santos Camp. Brasileiro
16/03/2008 São Paulo 1 x 4 Palmeiras Camp. Paulista
13/04/2008 São Paulo 2 x 1 Palmeiras Camp. Paulista
20/04/2008 São Paulo 0 x 2 Palmeiras Camp. Paulista
13/07/2008 São Paulo 2 x 1 Palmeiras Camp. Brasileiro
19/10/2008 São Paulo 2 x 2 Palmeiras Camp. Brasileiro
28/03/2009 São Paulo 1 x 0 Palmeiras Camp. Paulista
24/05/2009 São Paulo 0 x 0 Palmeiras Camp. Brasileiro

.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 1 de outubro de 2009 Estatísticas, Futebol Europeu, Liga dos Campeões | 14:54

Cristiano Ronaldo vem ofuscando Kaká no Real

Compartilhe: Twitter

Cristiano RonaldoO novo Dream Team do Real Madrid, montado pelo seu presidente, Florentino Pérez, vem fazendo sucesso. Nesses primeiros meses, o time merengue é só alegria. Em campo, as estrelas vêm jogando bem e o time conquistando resultados importantes. Até agora, foram 5 vitórias em 5 jogos no Campeonato Espanhol e mais 2 vitórias em 2 jogos pela Liga dos Campeões. Foram 24 gols marcados e apenas 4 sofridos em 7 jogos oficias no início da temporada 2009/10. Na pré-temporada, o Real ganhou ainda 7  jogos, empatou um e perdeu apenas um, para a Juventus-ITA.

KakaE a grande arma desse poderoso time do Real Madrid vem sendo o atacante Cristiano Ronaldo. Jogador mais caro do mundo, o português vem comprovando o investimento desde o primeiro amistoso, no dia 20 de julho (1 x 0 sobre o Shamrock Rovers-ESC). Ronaldo participou de todos os 16 jogos do Real Madrid no período, fez 12 gols e está jogando muito bem. O português, aliás, vem calando muitos brasileiros que acreditavam que a grande estrela do time seria o meia Kaká e que o ex-jogador do Manchester United seria apenas uma jogada de marketing do clube espanhol. Até agora, Kaká disputou 12 jogos e marcou 4 gols (sendo 3 de pênalti). Tudo bem, são posições diferentes, mas Kaká ainda está longe de sua melhor forma, aquela que lhe rendeu o título de melhor do mundo em 2007. Já Cristiano Ronaldo, que fez uma excelente temporada pelo Manchester em 2008/09, é o artilheiro do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões vem jogando o fino no Real Madrid e está no páreo para ser eleito novamente o melhor do mundo.

Veja abaixo o desempenho dos dois craques nesse início de temporada pelo Real Madrid:

Data Competição Resultado Kaká Gols C. Ronaldo Gols
20/07/2009 Amistoso 1 x 0 S. Rovers-ESC (f) não jogou Subst. no intervalo
26/07/2009 Copa da Paz 1 x 1 Al Ittihad-ARA (c) não jogou Subst. 65′
28/07/2009 Copa da Paz 4 x 2 LDU Quito-EQU (c) não jogou Subst. 73′ 1
31/07/2009 Copa da Paz 1 x 2 Juventus-ITA (c) não jogou Jogou 90′ 1
08/09/2009 Amistoso 5 x 1 Toronto-CAN (n) Subst. no intervalo Subst. 62′ 1
09/08/2009 Amistoso 3 x 0 DC United-EUA (f) Subst. 66′ Subst. no intervalo
15/08/2009 Amistoso 2 x 0 Real Sociedad-ESP (f) Subst. 67′ Subst. 67′
19/08/2009 Amistoso 5 x 0 Bor. Dortmund-ALE (f) Subst. 77′ 1 Jogou 90′
24/08/2009 Santiago Bernabéu 4 x 0 Rosenborg-NOR (c) Subst. 76′ Subst. 68′
28/08/2009 Camp. Espanhol 3 x 2 La Coruña (c) Subst. 83′ Jogou 90′ 1
12/09/2009 Camp. Espanhol 3 x 0 Espanyol (f) Subst. 77′ 1 Jogou 90′ 1
15/09/2009 Liga dos Campeões 5 x 2 Zurique-SUI (f) Subst. 79′ 1 Subst. 71′ 2
20/09/2009 Camp. Espanhol 5 x 0 Xerez (c) Subst. 69′ Jogou 90′ 2
23/09/2009 Camp. Espanhol 2 x 0 Villarreal (f) Subst. 82′ Entrou aos 67′ 1
26/09/2009 Camp. Espanhol 3 x 0 Tenerife (c) Entrou no intervalo 1 Subst. 81′
30/09/2009 Liga dos Campeões 3 x 0 Oly. Marselha-FRA (c) Jogou 90′ Jogou 90′ 2

.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 28 de setembro de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 16:35

Atlético-MG tem a tabela de jogos mais complicada pela frente

Compartilhe: Twitter

Faltando 12 rodadas para o término do Brasileirão, a disputa pelo título parece estar restrita a cinco clubes: Palmeiras, Goiás, São Paulo, Inter e Atlético-MG. O Grêmio, 6º colocado com 11 pontos a menos do que o líder Palmeiras, dificilmente irá conseguir tirar essa diferença.

E desses cinco clubes que seguem com boas chances de chegar ao título, o Atlético-MG é que terá o caminho mais complicado pela frente. O Galo tem três confrontos diretos (Palmeiras, São Paulo e Goiás) e todos fora de casa. Além disso, o Atlético-MG pegará apenas dois clubes que lutam para não cair: Botafogo e Fluminense.

O líder Palmeiras terá uma sequência de jogos um pouco mais “tranquila” pela frente. O Verdão terá dois confrontos diretos em casa, contra Goiás e Atlético-MG, e ainda irá enfrentar os cinco times da outra ponta da tabela, que estão lutando para permanecer na Série A: Santo André, Fluminense, Sport, Botafogo e Náutico.

O Internacional  também irá enfrentar os cinco piores colocados do Brasileirão 2009 nas próximas 12 rodadas, mas terá pela frente apenas um confronto direto, contra o São Paulo, fora de casa.

Já o São Paulo pegará, além do Inter, outro concorrente diretos em casa, (Atlético-MG). Outro confronto direto será o Goiás, no Serra Dourada. O Tricolor ainda irá pegar três desesperados pela frente: Náutico, Botafogo e Sport.

O Goiás, segundo colocado, pegará Atlético-MG e São Paulo em casa, e o líder Palmeiras fora.

Confira os próximos jogos dos cinco primeiros colocados do Brasileirão 2009. Pelo jeito, será difícil tirar o título do Palmeiras…

1º Palmeiras (50 pontos)Palmeiras

1º Palmeiras (50 pontos)
rodada adversário casa/fora
27 Santos F
28 Avaí C
29 Náutico F
30 Flamengo C
31 Santo André F
32 Goiás C
33 Corinthians C
34 Fluminense F
35 Sport C
36 Grêmio F
37 Atlético-MG C
38 Botafogo F

.

2º Goiás (45 pontos)Goias

rodada adversário casa/fora
27 Botafogo C
28 Cruzeiro F
29 Sport C
30 Avaí F
31 Fluminense C
32 Palmeiras F
33 Atlético-MG C
34 Atlético-PR F
35 Santo André C
36 Flamengo F
37 São Paulo C
38 Vitória F

.
3º São Paulo (45 pontos)SaoPaulo

rodada adversário casa/fora
27 Náutico F
28 Coritiba C
29 Flamengo F
30 Atlético-MG C
31 Santos F
32 Internacional C
33 Barueri C
34 Grêmio F
35 Vitória C
36 Botafogo F
37 Goiás F
38 Sport C

.

4º Internacional (44 pontos)Internacional

rodada adversário casa/fora
27 Coritiba F
28 Náutico C
29 Atlético-PR C
30 Fluminense F
31 Grêmio C
32 São Paulo F
33 Botafogo C
34 Barueri F
35 Santos C
36 Atlético-MG F
37 Sport F
38 Santo André C

.

5º Atlético-MG (44 pontos)AtleticoMG

rodada adversário casa/fora
27 Barueri C
28 Botafogo F
29 Cruzeiro C
30 São Paulo F
31 Vitória C
32 Fluminense F
33 Goiás F
34 Flamengo C
35 Coritiba F
36 Internacional C
37 Palmeiras F
38 Corinthians C

.


Autor: Tags:

terça-feira, 22 de setembro de 2009 Campeonato Brasileiro, Confrontos, Estatísticas, História | 16:29

Retrospecto negativo para Palmeiras e Muricy em Belo Horizonte

Compartilhe: Twitter

Para abrir três pontos de vantagem na liderança do brasileirão, o Palmeiras precisará superar um retrospecto negativo contra o Cruzeiro, fora de casa. Assim como seu treinador, Muricy Ramalho, que também não tem um desempenho bom conta a Raposa em Belo Horizonte.

Até hoje, Cruzeiro e Palmeiras jogaram 32 vezes em Minas Gerais, sendo 31 em BH e apenas uma em Ipatinga. A Raposa venceu 17 jogos, empatou 9 e perdeu 6 vezes. Em Brasileiros, foram 17 jogos, 10 vitórias cruzeirenses e apenas 2 do Palmeiras. O clube venceu o primeiro confronto, em 1973, e o último, em 2008, com um golaço de Diego Souza. Nesse intervalo, de 1974 a 2007, o Cruzeiro ficou invicto 15 jogos.

Em Belo Horizonte, contra o Cruzeiro, o Palmeiras levou uma das piores derrotas de sua história no Brasileirão, fora de casa. Em 2007, a Raposa venceu por 5 x 0. Apenas o 6 x 0 sofrido para o Inter, em 1981, foi pior. Daquela partida de 2007, alguns jogadores ainda permanecem nos elencos: Fábio, Jonathan e Fernandinho (Cruzeiro); Wendel e Pierre (Palmeiras).

Já o técnico Muricy Ramalho também não tem boas recordações do Cruzeiro, em Belo Horizonte. Pelo Brasileirão, foram 6 jogos (3 derrotas, 2 empates e apenas 1 vitória). Além disso, recentemente o técnico perdeu com o São Paulo pela Libertadores (2 x 1), no Mineirão. Confira a lista dos jogos de Muricy contra o Cruzeiro e logo abaixo todos os confrontos entre Palmeiras e Cruzeiro, em Minas Gerais.

Cruzeiro x Muricy em Belo Horizonte

Data Resultado Competição
06/07/1997 Cruzeiro 3 x 1 Guarani Brasileirão
29/06/2003 Cruzeiro 3 x 2 Internacional Brasileirão
01/05/2005 Cruzeiro 3 x 2 Internacional Brasileirão
20/08/2006 Cruzeiro 2 x 2 São Paulo Brasileirão
22/07/2007 Cruzeiro 1 x 2 São Paulo Brasileirão
29/06/2008 Cruzeiro 1 x 1 São Paulo Brasileirão
27/05/2009 Cruzeiro 2 x 1 São Paulo Libertadores

.

Cruzeiro x Palmeiras em Minas Gerais:

Data Resultado Competição Estádio (Cidade)
18/05/1930 Cruzeiro 2 x 4 Palmeiras Amistoso Barro Preto (Belo Horizonte)
13/06/1937 Cruzeiro 2 x 3 Palmeiras Amistoso Barro Preto (Belo Horizonte)
15/04/1965 Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras Torneio Natalino Triginelli Independência (Belo Horizonte)
22/06/1967 Cruzeiro 3 x 2 Palmeiras Torneio dos Campeões Mineirão (Belo Horizonte)
03/12/1969 Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras Torneio Roberto Gomes Pedrosa Mineirão (Belo Horizonte)
01/11/1970 Cruzeiro 0 x 1 Palmeiras Torneio Roberto Gomes Pedrosa Mineirão (Belo Horizonte)
13/02/1974 Cruzeiro 0 x 1 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
02/06/1974 Cruzeiro 0 x 0 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
29/06/1974 Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
14/09/1975 Cruzeiro 2 x 0 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
11/05/1980 Cruzeiro 0 x 0 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
27/03/1985 Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
01/10/1989 Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
19/05/1991 Cruzeiro 2 x 0 Palmeiras Campeonato Brasileiro Independência (Belo Horizonte)
25/03/1994 Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras Copa Libertadores Mineirão (Belo Horizonte)
14/06/1996 Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras Copa do Brasil Mineirão (Belo Horizonte)
22/09/1996 Cruzeiro 0 x 0 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
26/05/1998 Cruzeiro 1 x 0 Palmeiras Copa do Brasil Mineirão (Belo Horizonte)
24/10/1998 Cruzeiro 3 x 1 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
14/11/1998 Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
16/12/1998 Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras Copa Mercosul Mineirão (Belo Horizonte)
07/10/1999 Cruzeiro 3 x 0 Palmeiras Copa Mercosul Mineirão (Belo Horizonte)
29/10/1999 Cruzeiro 2 x 0 Palmeiras Copa Mercosul Mineirão (Belo Horizonte)
25/10/2000 Cruzeiro 0 x 0 Palmeiras Copa Mercosul Ipatingão (Ipatinga-MG)
08/11/2000 Cruzeiro 1 x 2 Palmeiras Copa Mercosul Mineirão (Belo Horizonte)
30/05/2001 Cruzeiro 2 x 2 Palmeiras Copa Libertadores Mineirão (Belo Horizonte)
14/08/2002 Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
16/05/2004 Cruzeiro 2 x 1 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
22/05/2005 Cruzeiro 2 x 0 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
17/09/2006 Cruzeiro 1 x 0 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
02/09/2007 Cruzeiro 5 x 0 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)
14/09/2008 Cruzeiro 0 x 1 Palmeiras Campeonato Brasileiro Mineirão (Belo Horizonte)

.

Resumo
32 jogos
17 vitórias do Cruzeiro
9 empates
6 vitórias do Palmeiras
49 gols do Cruzeiro
28 gols do Palmeiras

.

Autor: Tags: , , ,

domingo, 20 de setembro de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 22:50

Grêmio entra na briga pelo título com marcas importantes

Compartilhe: Twitter

Depois de fazer mais uma vítima em casa (goleou o Fluminense por 5 x 1), o Grêmio entrou de vez na briga por uma vaga no G4 e até pelo título brasileiro, como acredita o técnico Paulo Autuori.

A vitória sobre o Fluminense foi 10ª do Grêmio em casa nesse brasileirão. Em 13 jogos, o tricolor gaúcho empatou ainda três vezes e não foi derrotado (assim como os líderes Palmeiras e São Paulo). O aproveitamento de 84,6% é o melhor de um clube mandante na história dos pontos corridos. Veja o quadro abaixo:

Ano Clube % em casa
2003 Cruzeiro 81,2%
2004 Santos e São Paulo 81,2%
2005 Palmeiras 73,0%
2006 Santos 82,5%
2007 São Paulo 73,7%
2008 Cruzeiro 82,5%
2009 Grêmio 84,6%

.

Além desse ótimo aproveitamento em casa, o Grêmio alcançou também o melhor ataque do Brasileirão 2009. Com os 5 gols da goleada sobre o Fluminense, o tricolor gaúcho chegou a 48 gols na competição, superando o rival Inter, que tem 47 gols, além de Goiás e Barueri (ambos com 46). Time com o melhor saldo de gols (19), o Grêmio tem a terceira melhor defesa do Brasileirão, com 29 gols sofridos. Apenas os líderes Palmeiras (23) e São Paulo (24) levaram menos gols.

Outra marca importante da equipe do técnico Paulo Autuori é que o atacante Jonas é um dos artilheiros do Brasileirão, ao lado de Adriano, do Flamengo, com 13 gols.

Para completar, o tricolor lidera atualmente o segundo turno do Brasileirão. Apenas uma vitória do Cruzeiro, na quarta-feira, diante do Palmeiras, tira essa liderança gremista. Confira a classificação do returno:

Pos. Clube PG JG V E D GP GC SG
Grêmio 11 6 3 2 1 15 7 8
Vitória 11 6 3 2 1 11 9 2
São Paulo 11 6 3 2 1 4 2 2
Flamengo 10 6 3 1 2 10 5 5
Cruzeiro 10 5 3 1 1 13 10 3
Santos 10 6 3 1 2 6 4 2
Corinthians 9 6 2 3 1 11 12 -1
Atlético-MG 9 6 2 3 1 8 9 -1
Náutico 8 6 2 2 2 8 7 1
10º Coritiba 8 6 2 2 2 6 7 -1
11º Barueri 8 6 2 2 2 8 10 -2
12º Avaí 7 6 2 1 3 9 8 1
13º Palmeiras 7 5 2 1 2 6 6 0
14º Sport 7 6 2 1 3 6 6 0
15º Atlético-PR 7 6 2 1 3 4 7 -3
16º Santo André 7 6 2 1 3 5 8 -3
17º Goiás 7 6 2 1 3 9 13 -4
18º Internacional 6 6 2 0 4 10 9 1
19º Botafogo 4 6 0 4 2 8 10 -2
20º Fluminense 3 6 0 3 3 2 9 -7

.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 17 de setembro de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 13:28

Brasileirão de 2009 é o mais embolado da era dos pontos corridos

Compartilhe: Twitter

Desde que o Campeonato Brasileiro passou a ser disputado no sistema de pontos de corridos, em 2003, nunca a diferença de pontos entre o líder e o 10º colocado foi tão pequena nesse ponto do campeonato, faltando 14 rodadas para o final. Apenas 10 pontos separam o Palmeiras, líder, do Avaí, o décimo. Em 2005, outro ano em que o Brasileirão esteve bem embolado, a diferença chegou a 11 pontos.

Diferença de pontos entre o líder o 10º colocado nos Brasileiros desde 2003:

Ano Diferença de Pontos
2003 18
2004 12
2005 11
2006 13
2007 18
2008 16
2009 10

.

Essa diferença de 10 pontos, aliás, é a mesma que separava o Grêmio, líder de 2008 com 49 pontos, para o São Paulo, 6º colocado, que tinha 39 e depois chegou ao título. Ou seja, a briga pelo título de 2009 está mais do que aberta. Entre o Palmeiras, líder com 44 pontos, e o Goiás, 5º colocado, são apenas 5 pontos. Somente em 2005 a diferença foi menos (4 pontos). Em alguns anos, a diferença de pontos entre o líder o 5º colocado chegou a 14 pontos (2003) e a 13 pontos (2007), justamente quando faltavam 14 rodadas para o término.

Classificação do Campeonato Brasileiro faltando 14 rodadas para o final desde 2003:

Brasileirão 2003
Time PG J V E D GP GC SG Aprov.
1º Cruzeiro* 64 32 19 7 6 70 38 32 66,7%
2º Santos 59 32 17 8 7 58 37 21 61,5%
3º Coritiba 56 32 16 8 8 53 38 15 58,3%
4º São Paulo 55 32 15 10 7 57 45 12 57,3%
5º Atlético-MG 51 32 13 12 7 58 46 12 53,1%
6º Internacional 50 31 14 6 11 44 38 6 51,6%
7º Criciúma 49 32 14 7 11 43 40 3 51,0%
8º São Caetano 48 32 11 12 9 30 28 2 46,9%
9º Guarani 46 32 13 7 12 49 48 1 47,9%
10º Corinthians 46 32 11 11 10 47 36 11 45,8%
Brasileirão 2004
Time PG J V E D GP GC SG Aprov.
Santos* 61 32 19 4 9 75 48 27 63,5%
2º Atlético-PR 61 32 18 7 7 58 33 25 63,5%
3º São Caetano 55 32 16 7 9 41 26 15 57,3%
4º Ponte Preta 52 32 16 4 12 30 44 -14 54,2%
5º Goiás 52 32 15 7 10 59 51 8 54,2%
6º Juventude 52 32 15 7 10 42 38 4 54,2%
7º Palmeiras 52 32 14 10 8 50 32 18 54,2%
8º Corinthians 51 32 14 9 9 35 39 -4 53,1%
9º São Paulo 50 32 14 8 10 42 32 10 52,1%
10º Fluminense 49 32 13 10 9 44 41 3 51,0%
Brasileirão 2005
Time PG J V E D GP GC SG Aprov.
1º Internacional 51 28 15 6 7 49 36 13 60,7%
Corinthians* 50 28 15 5 8 59 50 9 59,5%
3º Fluminense 50 28 14 8 6 53 35 18 56,2%
4º Goiás 47 28 14 5 9 40 34 6 56,0%
5º Santos 47 28 13 8 7 55 44 11 56,0%
6º Palmeiras 45 28 13 6 9 52 42 10 53,6%
7º Paraná 42 28 11 9 8 39 33 6 50,0%
8º Botafogo 41 28 12 5 11 41 42 -1 48,8%
9º Ponte Preta 41 28 12 5 11 40 43 -3 48,8%
10º Fortaleza 40 28 12 4 12 42 41 1 47,6%
Brasileirão 2006
Time PG J V E D GP GC SG Aprov.
São Paulo* 46 23 13 7 3 39 24 15 66,7%
2º Grêmio 42 24 12 6 6 41 29 12 58,3%
3º Internacional 40 23 11 7 5 31 24 7 58,0%
4º Santos 39 24 11 6 7 36 23 13 54,2%
5º Vasco 36 24 9 9 6 32 32 0 50,0%
6º Juventude 35 24 10 5 9 25 24 1 48,6%
7º Paraná 34 23 10 4 9 35 30 5 49,3%
8º Cruzeiro 34 24 9 7 8 36 27 9 47,2%
9º Fluminense 33 24 9 6 9 35 37 -2 45,8%
10º Figueirense 33 24 8 9 7 36 32 4 45,8%
Brasileirão 2007
Time PG J V E D GP GC SG Aprov.
São Paulo* 51 24 15 6 3 36 7 29 70,8%
2º Cruzeiro 42 23 13 3 7 54 38 16 60,9%
3º Santos 39 24 12 3 9 38 31 7 54,2%
4º Vasco 39 23 11 6 6 41 26 15 56,5%
5º Botafogo 39 24 10 9 5 43 34 9 54,2%
6º Grêmio 38 24 11 5 8 27 24 3 52,8%
7º Palmeiras 37 24 10 7 7 30 32 -2 51,4%
8º Fluminense 34 24 8 10 6 31 22 9 47,2%
9º Goiás 33 24 10 3 11 33 34 -1 45,8%
10º Corinthians 33 24 8 9 7 29 34 -5 45,8%
Brasileirão 2008
Time PG J V E D GP GC SG Aprov.
1º Grêmio 49 24 14 7 3 40 16 24 68,1%
2º Cruzeiro 43 24 13 4 7 38 25 13 59,7%
3º Palmeiras 43 24 13 4 7 40 31 9 59,7%
4º Botafogo 42 24 12 6 6 34 21 13 58,3%
5º Flamengo 40 24 11 7 6 40 27 13 55,6%
São Paulo* 39 24 10 9 5 39 26 13 54,2%
7º Vitória 37 24 11 4 9 33 26 7 51,4%
8º Coritiba 37 24 10 7 7 35 24 11 51,4%
9º Sport 35 24 10 5 9 26 26 0 48,6%
10º Goiás 33 24 9 6 9 33 30 3 45,8%
Brasileirão 2009
Time PG J V E D GP GC SG Aprov.
1º Palmeiras 44 24 12 8 4 37 23 14 61,1%
2º Internacional 43 24 13 4 7 47 30 17 59,7%
3º São Paulo 43 24 12 7 5 33 23 10 59,7%
4º Atlético-MG 40 24 11 7 6 40 34 6 55,6%
5º Goiás 39 24 11 6 7 42 38 4 54,2%
6º Corinthians 37 24 10 7 7 33 31 2 51,4%
7º Grêmio 36 24 10 6 8 43 28 15 50,0%
8º Barueri 36 24 9 9 6 46 34 12 50,0%
9º Santos 35 24 9 8 7 40 38 2 48,6%
10º Avaí 34 24 9 7 8 33 30 3 47,2%

* Campeão.

*.

Autor: Tags:

terça-feira, 15 de setembro de 2009 Estatísticas, Futebol Europeu, Liga dos Campeões | 16:10

Dos 32 clubes da Liga, 28 têm brasileiros no elenco

Compartilhe: Twitter

A Liga dos Campeões da Europa, que começa hoje, contará com a presença de 66 brasileiros em 28 dos 32 clubes participantes dessa fase de grupos. O Brasil é o quarto país com mais jogadores na Liga, atrás apenas da França (90 jogadores), Itália (75) e Espanha (67). No geral, entre os mais de 900 jogadores inscritos, figuram jogadores de 73 nações no melhor campeonato de clubes do mundo.

Confira a lista dos países com mais jogadores na Liga dos Campeões 2009/10:

País Jogadores
França 90
Itália 75
Espanha 67
Brasil 66
Alemanha 52
Portugal 39
Argentina 38
Inglaterra 34
Rússia 30
Holanda 29
Escócia 27
Ucrânia 24
Israel 22
Romênia 21
Hungria 21
Bélgica 20
Turquia 19
Suíça 18
Grécia 17
Sérvia 16
Chipre 11
República Tcheca 10
Polônia 10
Costa do Marfim 10

,

Apenas quatro equipes não contam com brasileiros no elenco: Fiorentina (Itália), Zurique (Suíça), Rubin Kazan (Rússia) e Glasgow Rangers (Escócia). A Internazionale é o clube com mais brazucas (5 no total), seguida por Bordeaux-FRA, Milan-ITA, Porto-POR e Lyon-FRA, todos com quatro brasileiros.

Veja a relação dos clubes que contam com mais brasileiros na Liga:

Clube País Brasileiros
Internazionale Itália 5
Porto Portugal 4
Milan Itália 4
Lyon França 4
Bordeaux França 4
Standard Liége Bélgica 3
Sevilla Espanha 3
Olympique Marselha França 3
Olympiakos Grécia 3
Manchester United Inglaterra 3
Liverpool Inglaterra 3
Dinamo Kiev Ucrânia 3
Wolfsburg Alemanha 2
Real Madrid Espanha 2
Maccabi Haifa Israel 2
Juventus Itália 2
CSKA Moscou Rússia 2
Chelsea Inglaterra 2
Besiktas Turquia 2
Barcelona Espanha 2
Unirea Romênia 1
Stuttgart Alemanha 1
Debreceni Hungria 1
Bayern Munique Alemanha 1
AZ Alkmaar Holanda 1
Atlético de Madri Espanha 1
Arsenal Inglaterra 1
APOEL Chipre 1
Zurique Suíça 0
Rubin Kazan Rússia 0
Glasgow Rangers Escócia 0
Fiorentina Itália 0

.

Onde estão os brasileiros na Liga dos Campeões 2009/10:

Clube País Jogador Posição
APOEL Chipre Jean Paulista Atacante
Arsenal Inglaterra Denilson Volante
Atlético de Madri Espanha Cléber Santana Meia
AZ Alkmaar Holanda Ari Atacante
Barcelona Espanha Daniel Alves Lateral-direito
Barcelona Espanha Maxwell Lateral-esquerdo
Bayern Munique Alemanha Breno Zagueiro
Besiktas Turquia Rodrigo Tabata Meia
Besiktas Turquia Bobô Atacante
Bordeaux França Henrique Zagueiro
Bordeaux França Fernando Volante
Bordeaux França Wendel Volante
Bordeaux França Jussiê Atacante
Chelsea Inglaterra Belletti Lateral-direito
Chelsea Inglaterra Alex Zagueiro
CSKA Moscou Rússia Daniel Carvalho Atacante
CSKA Moscou Rússia Guilherme Atacante
Debreceni Hungria Vinícius Atacante
Dinamo Kiev Ucrânia Betão Zagueiro
Dinamo Kiev Ucrânia Leandro Almeida Zagueiro
Dinamo Kiev Ucrânia Gérson Magrão Lateral-esquerdo
Internazionale Itália Júlio César Goleiro
Internazionale Itália Maicon Lateral-direito
Internazionale Itália Lúcio Zagueiro
Internazionale Itália Thiago Motta Zagueiro
Internazionale Itália Mancini Meia
Juventus Itália Felipe Melo Volante
Juventus Itália Diego Meia
Liverpool Inglaterra Diego Cavalieri Goleiro
Liverpool Inglaterra Fábio Aurélio Lateral-esquerdo
Liverpool Inglaterra Lucas Volante
Lyon França Cris Zagueiro
Lyon França Anderson Zagueiro
Lyon França Michel Bastos Meia
Lyon França Ederson Meia
Maccabi Haifa Israel Gustavo Boccoli Volante
Maccabi Haifa Israel Tiago Dutra Lateral-esquerdo
Manchester United Inglaterra Fábio Lateral-direito
Manchester United Inglaterra Rafael Lateral-esquerdo
Manchester United Inglaterra Anderson Volante
Milan Itália Dida Goleiro
Milan Itália Thiago Silva Zagueiro
Milan Itália Alexandre Pato Atacante
Milan Itália Ronaldinho Gaúcho Atacante
Olympiakos Grécia Leonardo Lateral-esquerdo
Olympiakos Grécia Dudu Cearense Volante
Olympiakos Grécia Diogo Meia
Olympique Marselha França Elinton Andrade Goleiro
Olympique Marselha França Hilton Zagueiro
Olympique Marselha França Brandão Atacante
Porto Portugal Helton Goleiro
Porto Portugal Maicon Zagueiro
Porto Portugal Fernando Meia
Porto Portugal Hulk Atacante
Real Madrid Espanha Marcelo Lateral-esquerdo
Real Madrid Espanha Kaká Meia
Sevilla Espanha Adriano Lateral-esquerdo
Sevilla Espanha Renato Volante
Sevilla Espanha Luís Fabiano Atacante
Standard Liége Bélgica Victor Ramos Zagueiro
Standard Liége Bélgica Felipe Zagueiro
Standard Liége Bélgica Marcos Camozzato Zagueiro
Stuttgart Alemanha Élson Meia
Unirea Romênia Ricardo Vilana Meia
Wolfsburg Alemanha Josué Volante
Wolfsburg Alemanha Grafite Atacante

.

Entre os 32 clubes da fase de grupo, o Arsenal é o que mais conta com estrangeiros no elenco. São 26 gringos na equipe de Londres contra apenas 3 ingleses. Os clubes ingleses, aliás, são aqueles com mais gringos no elenco.

Clube País Estrangeiros*
Arsenal Inglaterra 26
Manchester United Inglaterra 22
Internazionale Itália 21
Chelsea Inglaterra 20
AZ Alkmaar Holanda 19
Liverpool Inglaterra 19
Besiktas Turquia 17
Sevilla Espanha 17
Standard Liége Bélgica 16
Zurique Suíça 16
Olympiakos Grécia 15
Real Madrid Espanha 15
APOEL Chipre 14
Bayern Munique Alemanha 14
Olympique Marselha França 14
Atlético de Madri Espanha 13
Wolfsburg Alemanha 13
Barcelona Espanha 12
CSKA Moscou Rússia 12
Dinamo Kiev Ucrânia 11
Juventus Itália 11
Lyon França 11
Stuttgart Alemanha 11
Bordeaux França 10
Glasgow Rangers Escócia 10
Milan Itália 10
Fiorentina Itália 9
Porto Portugal 8
Rubin Kazan Rússia 8
Debreceni Hungria 7
Maccabi Haifa Israel 6
Unirea Romênia 6

*Não foram computados os jogadores do time B do Arsenal, Atlético de Madri e Lyon.

Autor: Tags:

segunda-feira, 14 de setembro de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 17:32

Harlei supera marca de 100 jogos consecutivos em Brasileiros

Compartilhe: Twitter

Um dos destaques do Goiás no Brasileirão, o goleiro Harlei atingiu a marca de 106 jogos consecutivos em Brasileiros pelo time de Goiânia. Nos últimos três campeonatos, Harlei disputou todas as 100 partidas do clube. Foram 38 em 2007, 38 jogos em 2008 e 24 em 2009. Na era dos pontos corridos, Harlei esteve presente na lista dos jogadores que mais atuaram em 2005, 2007 e 2008 (ano em que disputou todos os jogos), e agora, com 24 partidas em 24 rodadas.

Veja quem mais atuou em cada edição do Brasileiro na era dos pontos corridos:

Brasileiro 2003
Jogador Posição Clube Jogos
Édson Bastos Goleiro Figueirense 46
Wagner Atacante Guarani 46
Sílvio Luiz Goleiro São Caetano 46
Brasileiro 2004
Jogador Posição Clube Jogos
Diego Goleiro Atlético-PR 45
Almir Atacante Botafogo 45
Jean Goleiro Guarani 45
Lauro Goleiro Ponte Preta 45
Brasileiro 2005
Jogador Posição Clube Jogos
Diego Goleiro Flamengo 42
Kleber Goleiro Fluminense 42
Harlei Goleiro Goiás 42
Brasileiro 2006
Jogador Posição Clube Jogos
André Goleiro Juventude 38
Andrey Goleiro Figueirense 37
Marquinhos Paraná Meia Figueirense 37
Brasileiro 2007
Jogador Posição Clube Jogos
Harlei Goleiro Goiás 38
Michel Alves Goleiro Juventude 38
Diego Cavalieri Goleiro Palmeiras 38
Brasileiro 2008
Jogador Posição Clube Jogos
Fábio Goleiro Cruzeiro 38
Harlei Goleiro Goiás 38
Victor Goleiro Grêmio 38
Brasileiro 2009
Jogador Posição Clube Jogos
Eduardo Martini Goleiro Avaí 24
Leandro Guerreiro Volante Botafogo 24
Bruno Goleiro Flamengo 24
Harlei Goleiro Goiás 24
Júlio César Lateral-esquerdo Goiás 24
Cleiton Xavier Meia Palmeiras 24
Magrão Goleiro Sport 24

.

Desde 2003, Harlei fez 222 jogos pelo Goiás. Ele é um dos poucos jogadores (30) do atual Brasileirão que esteve presente em todas as edições na era dos pontos corridos.  Entre eles, o recordista de jogos é outro goleiro: Rogério Ceni, do São Paulo, com 226 partidas. Confira a lista de quem jogou em todas as edições do Brasileirão desde 2003:

Jogador Posição Clube atual Jogos desde 2003
Rogério Ceni Goleiro São Paulo 226
Fábio Goleiro Cruzeiro 224
Harlei Goleiro Goiás 222
Paulo Baier Meia Atlético-PR 216
Leonardo Moura Lateral-direito Flamengo 212
Jadílson Lateral-esquerdo Grêmio 208
André Dias Zagueiro São Paulo 199
Fábio Costa Goleiro Santos 196
Igor Zagueiro Sport 193
Índio Zagueiro Internacional 188
Rodrigo Souto Volante Santos 187
Alessandro Lateral-direito Botafogo 182
Jancarlos Lateral-direito Cruzeiro 179
Ruy Lateral-direito Fluminense 179
Souza Meia Grêmio 174
Sandro Goiano Volante Sport 174
Marcinho Atacante Atlético-PR 166
Fabinho Volante Fluminense 160
Lúcio Flávio Meia Botafogo 159
Luiz Alberto Zagueiro Fluminense 159
Lauro Goleiro Internacional 154
Dagoberto Atacante São Paulo 147
Daniel Paulista Volante Sport 147
Élder Granja Lateral-direito Sport 142
Gustavo Nery Lateral-esquerdo Santo André 138
Diego Tardelli Atacante Atlético-MG 135
Morais Meia Corinthians 135
Juninho Zagueiro Botafogo 105
Fábio Santos Lateral-esquerdo Grêmio 83
Wilson Atacante Sport 63
Jogador Posição Clube Jogos
Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 10 de setembro de 2009 Artilheiros, Copa do Mundo, Estatísticas, História, Seleção Brasileira | 12:15

Quem já marcou três ou mais gols pela Seleção

Compartilhe: Twitter

O atacante Nilmar, ex-Inter e Corinthians e atualmente no Villarreal-ESP, entrou para a história da Seleção Brasileira com os 3 gols anotados contra o Chile, na vitória por 4 x 2. Marcar 3 gols em um único jogo do Brasil não é novidade, mas também é um feito para pouco, já que mais de 1.000 jogadores já vestiram a camisa amarelinha.

Em Eliminatórias, Nilmar igualou o feito de grandes craques como Tostão, Zico, Careca, Romário, Ronaldo e Adriano. Três deles, no entanto, foram melhores e fizeram 4 gols em um só jogo de Eliminatória (Zico, Careca e Romário).

Até hoje, o recorde de gols de um jogador em um único jogo da Seleção é de Evaristo de Macedo. Em 1957, pela Copa América, o ex-treinador fez 5 gols na goleada de 9 x 0 sobre a Colômbia.

Contra o Chile, um de nossos maiores freguêses, oito jogadores já conseguiram fazer o chamado Hat-Trick (termo em inglês usado para quem faz três gols num único jogo). O primeiro deles foi Friedenreich, em 1919. Aliás, ele foi o primeiro a marcar 3 gols em uma única partida da Seleção Brasileira. Também já marcaram contra o Chile: Pirillo (1942), Zizinho (1946), Didi (1957), Pelé (1959) e mais recentemente Adriano (2005) e Robinho (2007).

Pelé (7 vezes), Romário (5) e Zico (4), são os jogadores que mais vezes conseguiram marcar três ou mais gols em um só jogo da Seleção. Confira abaixo a lista de quem já alcançou esse feito:

Jogador Gols Partida Data Competição
Nilmar 3 Brasil 4 x 2 Chile 09/09/2009 Eliminatórias
Luís Fabiano 3 Brasil 6 x 2 Portugal 19/11/2008 Amistoso
Robinho 3 Brasil 3 x 0 Chile 01/07/2007 Copa América
Adriano 3 Brasil 5 x 0 Chile 04/09/2005 Eliminatórias
Ronaldinho Gaúcho 3 Brasil 6 x 0 Haiti 18/08/2004 Amistoso
Adriano 3 Brasil 4 x 1 Costa Rica 11/07/2004 Copa América
Ronaldo 3 Brasil 3 x 1 Argentina 02/06/2004 Eliminatórias
Romário 4 Brasil 6 x 0 Venezuela 08/10/2000 Eliminatórias
Romário 3 Brasil 5 x 0 Bolívia 03/09/2000 Eliminatórias
Rivaldo 3 Brasil 4 x 2 Argentina 07/09/1999 Amistoso
Ronaldinho Gaúcho 3 Brasil 8 x 2 A. Saudita 01/08/1999 Copa das Confederações
Élber 3 Brasil 5 x 1 Equador 14/10/1998 Amistoso
Ronaldo 3 Brasil 6 x 0 Austrália 21/12/1997 Copa das Confederações
Romário 3 Brasil 6 x 0 Austrália 21/12/1997 Copa das Confederações
Romário 3 Brasil 4 x 0 México 30/04/1997 Amistoso
Ronaldo 3 Brasil 3 x 1 Lituânia 16/10/1996 Amistoso
Marques 3 Brasil 8 x 2 Gana 27/03/1996 Amistoso
Romário 3 Brasil 8 x 2 Honduras 08/06/1994 Amistoso
Raí 3 Brasil 4 x 2 Costa Rica 23/09/1992 Amistoso
Careca 4 Brasil 6 x 0 Venezuela 20/08/1989 Eliminatórias
Zico 3 Brasil 4 x 2 Iugoslávia 30/04/1986 Amistoso
Zico 3 Brasil 3 x 1 Bolívia 22/03/1981 Eliminatórias
Zico 3 Brasil 6 x 0 Paraguai 17/05/1979 Amistoso
Zico 4 Brasil 8 x0 Bolívia 14/07/1977 Eliminatórias
Tostão 3 Brasil 6 x0 Venezuela 24/08/1969 Eliminatórias
Tostão 3 Brasil 5 x0 Venezuela 10/08/1969 Eliminatórias
Pelé 3 Brasil 5 x 0 Bélgica 02/06/1965 Amistoso
Pelé 3 Brasil 3 x 2 França 28/04/1963 Amistoso
Pelé 3 Brasil 5 x 2 Argentina 16/04/1963 Copa Roca
Pelé 3 Brasil 3 x 1 Egito 01/05/1960 Amistoso
Paulo 3 Brasil 3 x 2 Paraguai 05/12/1959 Copa América Extra
Pelé 3 Brasil 7 x 0 Chile 17/05/1959 Taça Bernardo O’Higgins
Pelé 3 Brasil 4 x 1 Paraguai 29/03/1959 Copa América
Paulo Valentim 3 Brasil 3 x 1 Uruguai 26/03/1959 Copa América
Pelé 3 Brasil 5 x 2 França 24/06/1958 Copa do Mundo
Evaristo 5 Brasil 9 x 0 Colômbia 23/03/1957 Copa América
Didi 3 Brasil 4 x 2 Chile 13/03/1957 Copa América
Julinho 4 Brasil 8 x 1 Bolívia 01/03/1953 Copa América
Ademir Menezes 4 Brasil 7 x 1 Suécia 09/07/1950 Copa do Mundo
Ademir Menezes 3 Brasil 7 x 0 Paraguai 11/05/1949 Copa América
Nininho 3 Brasil 10 x 1 Bolívia 10/04/1949 Copa América
Zizinho 4 Brasil 5 x 1 Chile 03/02/1946 Copa América
Ademir Menezes 3 Brasil 9 x 2 Equador 21/02/1945 Copa América
Jair Rosa Pinto 3 Brasil 4 x 0 Uruguai 17/05/1944 Amistoso
Pirillo 3 Brasil 5 x 1 Equador 31/01/1942 Copa América
Pirillo 3 Brasil 6 x 1 Chile 10/01/1942 Copa América
Leônidas da Silva 3 Brasil 6 x 5 Polônia 05/06/1938 Copa do Mundo
Friedenreich 3 Brasil 6 x 0 Chile 11/05/1919 Copa América

.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 27 de agosto de 2009 Artilheiros, Campeonato Brasileiro, Estatísticas, Sem categoria | 21:44

Val Baiano tem a melhor média de gols do Brasileirão

Compartilhe: Twitter

No início do Brasileirão, muitos diziam que esse seria um dos Campeonatos mais esperado pela presença de grandes goleadores. Entre eles, Ronaldo, Fred, Keirrison, Nilmar, Diego Tardelli, Maxi López, Kléber, Washington, Kléber Pereira, entre outros. Com o tempo, porém, alguns desses jogadores, favoritos ao título de goleador do Brasileirão 2009, ficaram pelo caminho. Dois foram vendidos para a Europa: Nilmar (Villarreal) e Keirrison (Benfica). Outro, não tão favorito, mas goleador, também fez suas malas para o exterior: Pedrão, do Barueri, para o Al Shabab, dos Emirados Árabes Unidos.

Até agora, a disputa pela artilharia da Série A continua nos pés dos principais atacantes. Nenhum meia ou zagueiro-artilheiro parecem fazer frente aos centroavantes nesse Brasileirão. Dos 14 principais artilheiros, todos são atacantes. O líder da artilharia, Val Baiano, do supreendente Barueri, time de melhor ataque da competição, tem a boa média de 0,73 gol por partida. A melhor entre os jogadores em atividade desse Brasileirão. Dos jogadores que marcaram pelo menos 5 gols na competição, apenas Pedrão conseguiu uma média melhor (0,75). Porém, seu ex-companheiro de clube já deixou o campeonato. O Fenônemo Ronaldo, que está há um bom tempo sem jogar, tem a segunda melhor média hoje (0,67). Confira abaixo os jogadores com as melhores médias de gols nesse Brasileiro:

Jogador Clube Gols Jogos Média
Val Baiano Barueri 11 15 0,73
Ronaldo Corinthians 6 9 0,67
Obina Palmeiras 9 14 0,64
Wellington Paulista Cruzeiro 8 13 0,62
Felipe Goiás 9 15 0,60
André Lima Botafogo 6 10 0,60
Adriano Flamengo 10 18 0,56

.
Veja a média de gols dos principais artilheiros do Brasileirão até o início dessa 22ª rodada:

Jogador Clube Gols Jogos Média
Val Baiano Barueri 11 15 0,73
Marcelinho Paraíba Coritiba 10 19 0,53
Adriano Flamengo 10 18 0,56
Alecsandro Internacional 10 19 0,53
Gilmar Náutico 10 20 0,50
Diego Tardelli Atlético-MG 9 17 0,53
Éder Luís Atlético-MG 9 19 0,47
Felipe Goiás 9 15 0,60
Obina Palmeiras 9 14 0,64
Kleber Pereira Santos 9 18 0,50
Roger Vitória 9 18 0,50
Wellington Paulista Cruzeiro 8 13 0,62
Iarley Goiás 8 18 0,44
Jonas Grêmio 8 18 0,44

.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 21 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 14:45

Goiás é o clube que mais ganhou pontos nos minutos finais

Compartilhe: Twitter

Nessa última rodada do Brasileirão, quatro dos dez jogos foram definidos nos minutos finais das partidas. Três clubes conseguiram a vitória (Barueri, Corinthians e Coritiba), enquanto que o Avaí arrancou o empate do Atlético-MG. Até agora, nessas 20 rodadas, 35 jogos tiveram alteração no placar depois dos 40 minutos do segundo tempo.

O Goiás, que conseguiu 4 vitórias nos minutos finais (contra Palmeiras, Santo André, Flamengo e Vitória) e ainda arrancou mais dois empates (contra Santos e Barueri), é o clube que mais conquistou pontos na reta final das partidas. Foram 10 pontos a mais para a conta do time de Hélio dos Anjos. O Santos, com 6 pontos, e o Avaí, com 5 pontos, vêm na sequencia na tabela de pontos ganhos nos minutos finais.
Pontos conquistados nos minutos finais:

Clubes Pontos
Goiás 10 (4 vitórias e 2 empates)
Santos 6 (2 vitórias e 2 empates)
Avaí 5 (2 vitórias e 1 empate)
Palmeiras 5 (2 vitórias e 1 empate)
Atlético-MG 4 (2 vitórias)
Vitória 4 (2 vitórias)
Coritiba 3 (1 vitória e 1 empate)
Flamengo 3 (1 vitória e 1 empate)
São Paulo 3 (1 vitória e 1 empate)
Barueri 2 (1 vitória)
Botafogo 2 (1 vitória)
Corinthians 2 (1 vitória)
Cruzeiro 2 (1 vitória)
Fluminense 2 (1 vitória)
Internacional 2 (1 vitória)
Santo André 2 (1 vitória)
Grêmio 1 (1 empate)
Náutico 1 (1 empate)

.
Por outro lado, Barueri e Botafogo foram os clubes que mais perderam pontos até agora nos minutos finais do Brasileirão. Cada clube perdeu 6 pontos (perderam dois jogos e cederam dois empates no final do segund tempo). Já o Sport é o clube que mais perdeu jogos nos minutos finais. O time pernambucano perdeu 5 partidas no finalizinho. Sendo duas delas nas últimas duas rodadas (para São Paulo e Barueri).

Pontos perdidos nos minutos finais:

Clubes Pontos
Barueri 6 (2 empates e 2 derrotas)
Botafogo 6 (2 empates e 2 derrotas)
Sport 5 (5 derrotas)
Atlético-PR 4 (2 empates)
Grêmio 4 (1 empate e 2 derrotas)
Fluminense 3 (1 empate e 1 derrota)
Santos 3 (1 empate e 1 derrota)
Atlético-MG 2 (1 empate)
Goiás 2 (1 empate)
Coritiba 2 (2 derrotas)
Náutico 2 (2 derrotas)
Palmeiras 2 (2 derrotas)
Vitória 2 (2 derrotas)
Flamengo 1 (1 empate)
Internacional 1 (1 empate)
Santo André 1 (1 empate)

.
Confira abaixo os clubes quem conseguiu arrancar empates e vitórias nos minutos finais e quem entregou na finalzinho de cada jogo.

Quem conquistou a vitória nos minutos finais:

Clube Jogos
Goiás 4 (2 x 1 Palmeiras, 2 x 1 Santo André, 3 x 2 Flamengo e 3 x 2 Vitória)
Atlético-MG 2 (2 x 1 Grêmio e 3 x 2 Coritiba)
Avaí 2 (3 x 2 Fluminense e 2 x 1 Náutico)
Palmeiras 2 (2 x 1 Coritiba e 2 x 1 Vitória)
Santos 2 (1 x 0 Sport e 2 x 1 Náutico)
Vitória 2 (0 x 1 Grêmio e 4 x 3 Botafogo)
Barueri 1 (2 x 1 Sport)
Botafogo 1 (2 x 1 Barueri)
Corinthians 1 (2 x 1 Internacional)
Coritiba 1 (1 x 0 Palmeiras)
Cruzeiro 1 (1 x 0 Sport)
Flamengo 1 (2 x 1 Santos)
Fluminense 1 (1 x 0 Botafogo)
Internacional 1 (3 x 2 Barueri)
Santo André 1 (2 x 1 Sport)
São Paulo 1 (2 x 1 Sport)

.

Quem conquistou a empate nos minutos finais:

Clube Jogos
Goiás 2 (3 x 3 Santos e 2 x 2 Barueri)
Santos 2 (1 x 1 Grêmio e 3 x 3 Barueri)
Avaí 1 (2 x 2 Atlético-MG)
Coritiba 1 (2 x 2 Botafogo)
Flamengo 1 (2 x 2 Botafogo)
Grêmio 1 (2 x 2 Goiás)
Náutico 1 (1 x 1 Fluminense)
Palmeiras 1 (2 x 2 Atlético-PR)
São Paulo 1 (2 x 2 Atlético-PR)

.

Quem perdeu o jogo nos minutos finais:

Clube Jogos
Sport 5 (1 x 2 Santo André, 0 x 1 Santos, 0 x 1 Sport, 1 x 2 São Paulo e 1 x 2 Barueri)
Barueri 2 (2 x 3 Internacional e 1 x 2 Barueri)
Botafogo 2 (1 x 0 Fluminense e 3 x 4 Vitória)
Coritiba 2 (1 x 2 Palmeiras e 2 x 3 Atlético-MG)
Grêmio 2 (1 x 2 Atlético-MG e 0 x 1 Vitória)
Náutico 2 (1 x 2 Santos e 1 x 2 Avaí)
Palmeiras 2 (1 x 2 Goiás e 0 x 1 Coritiba)
Vitória 2 (1 x 2 Palmeiras e 2 x 3 Goiás)
Flamengo 1 (2 x 3 Goiás)
Fluminense 1 (2 x 3 Avaí)
Internacional 1 (1 x 2 Corinthians)
Santo André 1 (1 x 2 Goiás)
Santos 1 (1 x 2 Flamengo)

.

Quem cedeu o empate nos minutos finais:

Clube Jogos
Atlético-PR 2 (2 x 2 São Paulo e 2 x 2 Palmeiras)
Barueri 2 (2 x 2 Goiás e 3 x 3 Santos)
Botafogo 2 (2 x 2 Flamengo e 2 x 2 Coritiba)
Atlético-MG 1 (2 x 2 Avaí)
Fluminense 1 (1 x 1 Náutico)
Goiás 1 (2 x 2 Grêmio)
Grêmio 1 (1 x 1 Santos)
Santos 1 (3 x 3 Goiás)

.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 20 de agosto de 2009 Artilheiros, Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 12:29

Quem são os maiores artilheiros do Brasileirão desde 71

Compartilhe: Twitter

O veterano Ramon, do Vitória, marcou um gol histórico ontem, diante do Atlético-PR. Autor de 94 gols, o meia igualou o santista Kleber Pereira e entrou para a lista dos 10 maiores goleadores da história do Brasileirão desde 1971.

Atualmente, três jogadores que estão disputando o Campeonato Brasileiro figuram no Top 10 de gols. Além de Ramon e Kleber Pereira, o atacante Washington também aparece na lista. O jogador do São Paulo tem 105 gols e é o 8º maior artilheiro. Ele poderá ainda superar Dario, o Dadá Maravilha, que fez 113 gols.

Outros jogadores que estão na Série A de 2009 ainda deverão subir na lista. Entre eles, Marcelinho Carioca (Santo André), Alex Mineiro e Paulo Baier (Atlético-PR) e Petkovic (Flamengo). O meia sérvio, do Rubro-Negro, é o gringo que mais fez gols na história da competição.

Confira a lista dos maiores artilheiros do Brasileirão desde 71:

Jogador Gols Período Jogos Média
Roberto Dinamite 190 71-92 328 0,58
Romário 154 85-07 252 0,61
Edmundo 153 92-08 316 0,48
Zico 135 71-89 249 0,54
Túlio 129 88-05 240 0,54
Serginho 127 74-90 184 0,69
Dario 113 71-85 240 0,47
Washington 105 99-09 151 0,70
Dodô 96 95-08 192 0,50
10° Kleber Pereira 94 99-08 165 0,57
Ramon 94 89-08 333 0,28
12° Reinaldo 93 73-85 177 0,53
13° Careca 92 78-86 130 0,71
Evair 92 86-02 221 0,42
15° Cláudio Adão 91 73-93 194 0,47
Jorge Mendonça 91 73-86 197 0,46
Viola 91 88-04 249 0,37
18° Tuta 90 96-07 231 0,39
19° Bebeto 88 83-01 184 0,48
Marcelinho Carioca 88 88-09 267 0,33
21º Nunes 87 75-87 174 0,50
Luisinho 87 71-86 175 0,50
Christian 87 97-08 188 0,46
Valdir 87 92-04 208 0,42
Marcelo Ramos 84 92-08 251 0,33
Tarciso 87 71-87 327 0,27
27° Guilherme 83 93-05 168 0,49
Edílson 83 93-05 238 0,35
29° Müller 81 85-03 234 0,35
30° Dimba 79 97-05 177 0,45
31º Renato 77 75-88 256 0,30
Alex Mineiro 77 97-07 204 0,38
Marques 77 93-08 256 0,30
34º Renaldo 76 92-05 188 0,40
35º Luizão 75 93-06 175 0,43
Paulo Baier 75 97-09 262 0,29
37º Petkovic 71 97-09 224 0,32
Ramon 71 71-83 192 0,37
39º Sócrates 70 76-88 138 0,51
Autor: Tags: ,

quarta-feira, 12 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 15:00

Brasileirão 2009 terá campeão inédito do primeiro turno

Compartilhe: Twitter

Atlético-MG e Palmeiras jogarão hoje à noite, no Mineirão, podendo fazer a “final” antecipada do primeiro turno do Brasileirão. Uma vitória poderá, praticamente, dar o título simbólico ao Palmeiras. O time de Muricy chegará a 38 pontos e abrirá 8 de vantagem sobre o Inter, que tem 16 jogos e pode ainda chegar a 39 pontos.

Entre os quatro clubes que têm chances de conquistar o primeiro turno (Palmeiras, Atlético-MG, Goiás e Inter), nenhum conseguiu até hoje vencer o Brasileirão na era dos pontos corridos ou ainda o primeiro turno. O Goiás foi vice do primeiro turno em 2005, quando fez uma “final” direta contra o Corinthians, no Pacaembu. O jogo terminou empatado (1 x 1) e o Corinthians ficou com o título simbólico. Nos últimos três anos, dois dos quatro times rebaixados já estavam na zona do degola no primeiro turno.

Confira abaixo a classificação final do primeiro turno em cada ano e em que colocação os clubes ficaram no final do Brasileirão desde 2003.

De 2003 a 2008, apenas um campeão do primeiro turno não conquistou o título no final do ano – o Grêmio, de Celso Roth, no ano passado. Outra curiosidade é que o vice-campeão brasileiro só foi o vice do primeiro turno uma vez: o Santos, em 2003. Desde 2004, o segundo colocado no primeiro turno não conseguiu brigar pelo título.

Já na outra parte da tabela, apenas 8 dos 22 rebaixados estavam na zona do rebaixamento no primeiro turno. Geralmente. Em 2004, nenhum clube que estava na zona do rebaixamento na primeira parte do Brasileirão foi rebaixado.

2003

Primeiro Turno 2003 Classificação final 2003
Pos. Clube PG Pos. Clube PG
Cruzeiro 47 Cruzeiro 100
Santos 44 Santos 87
São Paulo 42 São Paulo 78
Coritiba 39 São Caetano 74
Atlético-MG 38 Coritiba 73
Internacional 38 Internacional 72
Criciúma 37 Atlético-MG 72
Paraná 35 Flamengo 66
Corinthians 33 Goiás 65
10º São Caetano 32 10º Paraná 65
11º Guarani 31 11º Figueirense 65
12º Paysandu 30 12º Atlético-PR 61
13º Ponte Preta 29 13º Guarani 61
14º Flamengo 29 14º Criciúma 60
15º Figueirense 28 15º Corinthians 59
16º Vasco 28 16º Vitória 56
17º Vitória 27 17º Vasco 54
18º Atlético-PR 26 18º Juventude 53
19º Bahia 25 19º Fluminense 52
20º Juventude 25 20º Grêmio 50
21º Fortaleza 23 21º Ponte Preta 50
22º Fluminense 23 22º Paysandu 49
23º Grêmio 22 23º Fortaleza 49
24º Goiás 21 24º Bahia 46

.
.

2004

Primeiro Turno 2004 Classificação final 2004
Pos. Clube PG Pos. Clube PG
Santos 41 Santos 89
Ponte Preta 41 Atlético-PR 86
São Paulo 41 São Paulo 82
Palmeiras 40 Palmeiras 79
Atlético-PR 38 Corinthians 74
Juventude 38 Goiás 72
Goiás 36 Juventude 70
Cruzeiro 34 Internacional 67
Corinthians 34 Fluminense 67
10º Figueirense 34 10º Ponte Preta 64
11º São Caetano 33 11º Figueirense 63
12º Coritiba 33 12º Coritiba 62
13º Criciúma 32 13º Cruzeiro 56
14º Internacional 31 14º Paysandu 56
15º Fluminense 31 15º Paraná 54
16º Vitória 29 16º Vasco 54
17º Atlético-MG 28 17º Flamengo 54
18º Vasco 27 18º São Caetano 53
19º Grêmio 26 19º Atlético-MG 53
20º Guarani 22 20º Botafogo 51
21º Paysandu 22 21º Criciúma 50
22º Botafogo 22 22º Guarani 49
23º Paraná 20 23º Vitória 48
24º Flamengo 20 24º Grêmio 39

.
.

2005

Primeiro Turno 2005 * Classificação final 2005
Pos. Clube PG Pos. Clube PG
Corinthians 39 Corinthians 81
Goiás 37 Internacional 78
Paraná 37 Goiás 74
Cruzeiro 36 Palmeiras 70
Santos 36 Fluminense 68
Fluminense 35 Atlético-PR 61
Internacional 34 Paraná 61
Ponte Preta 33 Cruzeiro 60
Botafogo 32 Botafogo 59
10º Palmeiras 32 10º Santos 59
11º São Caetano 32 11º São Paulo 58
12º Fortaleza 30 12º Vasco 56
13º Coritiba 29 13º Fortaleza 55
14º Juventude 29 14º Juventude 55
15º Atlético-PR 25 15º Flamengo 55
16º Vasco 25 16º Figueirense 53
17º Brasiliense 25 17º São Caetano 52
18º Flamengo 23 18º Ponte Preta 51
19º São Paulo 21 19º Coritiba 49
20º Figueirense 19 20º Atlético-MG 47
21º Atlético-MG 16 21º Paysandu 41
22º Paysandu 16 22º Brasiliense 41

* Antes do caso Edílson.
.

2006

Primeiro Turno 2006 Classificação final 2006
Pos. Clube PG Pos. Clube PG
São Paulo 37 São Paulo 78
Santos 32 Internacional 69
Paraná 31 Grêmio 67
Internacional 31 Santos 64
Grêmio 29 Paraná 60
Fluminense 29 Vasco 59
Vasco 29 Figueirense 57
Cruzeiro 27 Goiás 55
Figueirense 27 Corinthians 53
10º Palmeiras 25 10º Cruzeiro 53
11º São Caetano 25 11º Flamengo 52
12º Juventude 23 12º Botafogo 51
13º Flamengo 23 13º Atlético-PR 48
14º Ponte Preta 22 14º Juventude 47
15º Atlético-PR 21 15º Fluminense 45
16º Goiás 21 16º Palmeiras 44
17º Botafogo 21 17º Ponte Preta 39
18º Corinthians 20 18º Fortaleza 38
19º Fortaleza 20 19º São Caetano 36
20º Santa Cruz 18 20º Santa Cruz 28

.
.

2007

Primeiro Turno 2007 Classificação final 2007
Pos. Clube PG Pos. Clube PG
São Paulo 40 São Paulo 77
Botafogo 33 Santos 62
Cruzeiro 32 Flamengo 61
Vasco 31 Fluminense 61
Palmeiras 30 Cruzeiro 60
Goiás 29 Grêmio 58
Grêmio 28 Palmeiras 58
Santos 27 Atlético-MG 55
Internacional 27 Botafogo 55
10º Sport 27 10º Vasco 54
11º Fluminense 26 11º Internacional 54
12º Corinthians 26 12º Atlético-PR 54
13º Atlético-MG 25 13º Figueirense 53
14º Paraná 24 14º Sport 51
15º Figueirense 24 15º Náutico 49
16º Atlético-PR 22 16º Goiás 45
17º Náutico 20 17º Corinthians 44
18º Flamengo 18 18º Juventude 41
19º Juventude 16 19º Paraná 41
20º América-RN 10 20º América-RN 17

.
.

2008

Primeiro Turno 2008 Classificação final 2008
Pos. Clube PG Pos. Clube PG
Grêmio 41 São Paulo 75
Cruzeiro 36 Grêmio 72
Palmeiras 34 Cruzeiro 67
São Paulo 33 Palmeiras 65
Vitória 32 Flamengo 64
Coritiba 32 Internacional 54
Flamengo 31 Botafogo 53
Botafogo 31 Goiás 53
Sport 27 Coritiba 53
10º Internacional 26 10º Vitória 52
11º Figueirense 25 11º Sport 52
12º Atlético-MG 24 12º Atlético-MG 48
13º Goiás 23 13º Atlético-PR 45
14º Portuguesa 22 14º Fluminense 45
15º Náutico 21 15º Santos 45
16º Atlético-PR 20 16º Náutico 44
17º Vasco 19 17º Figueirense 44
18º Santos 17 18º Vasco 40
19º Fluminense 16 19º Portuguesa 38
20º Ipatinga 16 20º Ipatinga 35

.

Autor: Tags:

terça-feira, 11 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, Sem categoria | 11:05

Apenas quatro clubes não perderam em casa no Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Há uma rodada do final do primeiro turno, o Brasileirão tem apenas quatro clubes invictos em casa na competição: Grêmio, Inter, São Paulo e Palmeiras. Desses, o Tricolor gaúcho é aquele com a melhor campanha, com aproveitamento de 85,2%.

Por outro lado, o time do técnico Paulo Autuori é um dos piores como visitante no Brasileirão. Ao lado do lanterna Sport, o Grêmio conseguiu apenas 2 dos 27 pontos disputados fora de casa. Em 9 jogos, foram 7 derrotas e 2 empates.

Confira a classificação do Brasileiro com o desempenho dos clubes em casa e fora.

Jogos em casa

Pos. Time PG J V E D GP GC SG %
Grêmio 23 9 7 2 0 24 8 16 85,2
Internacional 20 8 6 2 0 19 7 12 83,3
São Paulo 21 9 6 3 0 20 9 11 77,8
Palmeiras 21 9 6 3 0 15 6 9 77,8
Barueri 20 9 6 2 1 22 8 14 74,1
Vitória 20 9 6 2 1 19 9 10 74,1
Atlético-MG 17 8 5 2 1 13 6 7 70,8
Corinthians 19 9 6 1 2 17 12 5 70,4
Flamengo 19 10 5 4 1 17 9 8 63,3
10º Goiás 15 9 4 3 2 14 11 3 55,6
11º Avaí 15 9 4 3 2 14 11 3 55,6
12º Botafogo 11 7 3 2 2 10 10 0 52,4
13º Santos 12 8 3 3 2 16 14 2 50,0
14º Cruzeiro 13 9 4 1 4 10 12 -2 48,1
15º Náutico 12 9 3 3 3 10 10 0 44,4
16º Fluminense 12 9 3 3 3 10 11 -1 44,4
17º Coritiba 11 9 3 2 4 16 15 1 40,7
18º Sport 11 9 3 2 4 15 15 0 40,7
19º Atlético-PR 11 9 3 2 4 10 16 -6 40,7
20º Santo André 10 9 2 4 3 11 13 -2 37,0

.
Jogos fora

Pos. Time PG J V E D GP GC SG %
Goiás 17 9 5 2 2 20 13 7 63,0
Atlético-MG 14 8 4 2 2 18 13 5 58,3
Palmeiras 14 8 4 2 2 14 9 5 58,3
Avaí 12 9 3 3 3 12 10 2 44,4
Santos 12 9 3 3 3 15 17 -2 44,4
Internacional 10 8 3 1 4 10 13 -3 41,7
Atlético-PR 10 9 3 1 5 8 13 -5 37,0
São Paulo 9 9 2 3 4 6 11 -5 33,3
Flamengo 8 8 2 2 4 10 18 -8 33,3
10º Barueri 8 9 1 5 3 16 17 -1 29,6
11º Santo André 8 9 2 2 5 10 14 -4 29,6
12º Cruzeiro 7 8 2 1 5 8 15 -7 29,2
13º Botafogo 8 10 1 5 4 14 19 -5 26,7
14º Corinthians 6 9 1 3 5 4 11 -7 22,2
15º Náutico 6 9 1 3 5 11 25 -14 22,2
16º Coritiba 5 9 1 2 6 7 16 -9 18,5
17º Vitória 5 9 1 2 6 6 17 -11 18,5
18º Fluminense 3 9 0 3 6 10 18 -8 11,1
19º Grêmio 2 9 0 2 7 5 13 -8 7,4
20º Sport 2 9 0 2 7 8 20 -12 7,4

.

Autor: Tags:

sexta-feira, 7 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Campeonatos Estaduais, Copa do Brasil, Estatísticas | 10:14

Quem mais sofreu e quem mais aplicou goleadas em 2009

Compartilhe: Twitter

A 17ª rodada do Brasileirão teve três jogos ontem à noite e dois deles terminaram com goleadas (Fluminense 5 x 1 Sport e Barueri 4 x 0 Vitória). O time baiano, que perdeu os seus últimos três jogos, sofreu sua segunda goleada fora de casa (na 15ª rodada havia perdido também por 4 x 0 para o Avaí).

No ano, essa foi a quarta goleada sofrida pelo Vitória em 51 jogos. O rubro-negro baiano, porém, não foi o clube que mais levou goleadas na temporada entre os 20 participantes da Série A. O Náutico já tomou 5 goleadas em 45 jogos.

Goleadas sofridas

Clube Jogos em 2009 Goleadas sofridas
Náutico 45 5
Cruzeiro 46 4
Vitória 51 4
Santo André 38 3
Atlético-PR 43 3
Atlético-MG 38 2
Botafogo 40 2
Fluminense 42 2
Santos 43 2
Avaí 43 2
Corinthians 50 2
Internacional 51 2
Barueri 40 1
Flamengo 43 1
Sport 47 1
Grêmio 48 1
Coritiba 48 1
Goiás 43 0
São Paulo 46 0
Palmeiras 50 0

.
Por outro lado, o Fluminense conseguiu quinta goleada em 2009, a primeiro no Brasileirão. O Tricolor das Laranjeiras encerrou o incômodo jejum de 11 jogos sem vitórias em grande estilo. Mas o clube que mais goleou em 2009 foi o Internacional, que em 51 jogos aplicou 13 goleadas. Não é a toa que o Colorado tem o ataque mais positivo da temporada com 116 gols.

Goleadas aplicadas

Clube Jogos em 2009 Goleadas aplicadas
Internacional 51 13
Goiás 43 10
Grêmio 48 10
Vitória 51 10
Atlético-MG 38 9
Cruzeiro 46 8
Botafogo 40 7
Palmeiras 50 7
Coritiba 48 6
Fluminense 42 5
Flamengo 43 5
Atlético-PR 43 5
Sport 47 5
Santo André 38 4
Santos 43 4
Náutico 45 4
Barueri 40 3
Avaí 43 3
São Paulo 46 3
Corinthians 50 2

.

No Campeonato Brasileirão 2009, a goleada do Fluminense é a terceira maior, pendendo apenas para o 6 x 2 do Vitória sobre o Santos e para o 5 x 0 do Coritiba sobre o Flamengo. Confira as maiores goleadas do Brasileirão de 2009:

Jogo Data Rodada Local
Coritiba 5 x 0 Flamengo 14/jun Couto Pereira (Curitiba)
Vitória 6 x 2 Santos 12/jul 10ª Barradão (Salvador)
Fluminense 5 x 1 Sport 06/ago 17ª Maracanã (Rio de Janeiro)
Atlético-PR 0 x 4 Atlético-MG 07/jun Arena da Baixada (Curitiba)
Flamengo 4 x 0 Internacional 21/jun Maracanã (Rio de Janeiro)
Barueri 4 x 0 Náutico 19/jul 12ª Arena Barueri (Barueri)
Avaí 4 x 0 Vitória 30/jul 15ª Ressacada (Florianópolis)
Barueri 4 x 0 Náutico 06/ago 17ª Arena Barueri (Barueri)

.

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 6 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 15:59

Os recordes de vitórias consecutivas no Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Atualmente, três clubes do Campeonato Brasileiro de 2009 estão com boa uma sequencia de vitórias. O Goiás, que derrotou o Flamengo ontem por 3 x 2, chegou a sua sexta vitória consecutiva. Um recorde na atual edição do Brasileiro. O time de Hélio dos Anjos, Iarley, Léo Lima e companhia igualou o feito da equipe do Goiás de 2003, que também conquistou seis vitórias seguidas.

Outros times que estão com grandes sequencias de vitórias são Palmeiras (que pode chegar a sua quarta vitória seguida hoje à noite) e o São Paulo, que venceu seus últimos quatro jogos.

Sequência de vitórias consecutivas no Brasileirão 2009:

Clube Vitórias
Goiás 6 *
Avaí 5
Internacional 4
Palmeiras 4
São Paulo 4 *
Atlético-MG 3
Barueri 3
Corinthians 3
Palmeiras 3

* Sequências em andamento.

.
Na era pontos corridos, o recorde de vitórias consecutivas pertence ao Cruzeiro, que em 2003, com o técnico Luxemburgo, conseguiu a proeza de vencer 8 jogos seguidos e duas vezes ainda. O Goiás, caso ganhe do São Paulo, no próximo domingo, e do Vitória, na última rodada do primeiro turno, poderá igualar essa marca.

Maiores sequências de vitórias consecutivas na era dos pontos corridos (2003-2009):

Clube Vitórias Ano
Cruzeiro 8 2003 (duas vezes)
Santos 7 2003 e 2004
São Paulo 7 2007
Botafogo 6 2008
Corinthians 6 2005
Criciúma 6 2003
Cruzeiro 6 2007
Goiás 6 2003 e 2009
Internacional 6 2006
Palmeiras 6 2004
Paraná 6 2006
São Paulo 6 2004 e 2006

.
Já na história do Brasileirão, desde 1971, o recorde de vitórias consecutivas pertence ao São Paulo, que em 2002, sob o comando do técnico Osvaldo de Oliveira conseguiu nada menos que 10 vitórias seguidas. Confira abaixo as maiores sequências de vitórias na história do Brasileirão entre os 20 participantes da Série A de 2009.

Recordes de vitórias consecutivas dos 20 clubes da Série A:

Clube Vitórias Ano
São Paulo 10 2002
Atlético-MG 8 1977 e 1986
Cruzeiro 8 2003 (duas vezes)
Internacional 8 1978
Náutico 8 1978
Palmeiras 8 1993
Santos 8 1990
Corinthians 7 1999
Atlético-PR 6 1998
Avaí 6 2009
Botafogo 6 2006
Flamengo 6 1978 e 1982
Fluminense 6 1982 e 1988
Goiás 6 2003 e 2009
Grêmio 6 1978 e 1980
Sport 5 1977 e 1985
Coritiba 4 1976 e 2003
Vitória 4 2003 e 2008
Barueri 3 2009
Santo André 3 1984

.

Autor: Tags: ,

segunda-feira, 3 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 15:37

Flu tem a pior campanha em sua história pelo Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Sem ganhar há 11 jogos, o Fluminense caiu para a lanterna do Brasileirão. Essa situação, porém, não é nova na história do Tricolor das Laranjeiras. Rebaixado em 1996 (depois virou a mesa e continuou na Série A) e em 1997, o Fluminense ficou ainda 8 rodadas na lanterna da Série A no ano passado, quando estava priorizando a disputa da Copa Libertadores.

A campanha do Fluminense desse ano, porém, consegue a pior em sua história pelo Campeonato Brasileiro desde 1971. Com apenas 22,9% dos pontos, o time de 2009 supera o de 1993 (26,2%), o de 1997 (29,3%), o de 1974 (30,6%) e o de 1996 (31,9%).

As piores campanhas do Fluminense desde 1971:

Ano Posição J V E D GP GC Aprov.
2009 20º 16 2 5 9 13 26 22,9
1993 28º 14 3 2 9 18 26 26,2
1997 25º 25 4 10 11 26 41 29,3
1974 24º 24 4 10 10 20 28 30,6
1996 23º 23 6 4 13 26 50 31,9
1990 17º 19 5 5 9 19 24 35,1
1989 15º 18 5 4 9 15 25 35,2
2003 19º 46 13 11 22 52 77 36,2
1971 16º 19 5 6 8 12 13 36,8
2006 15º 38 11 12 15 48 58 39,5
2008 14º 38 11 12 15 49 48 39,5

.
O aproveitamento de pontos do Fluminense de 2009 consegue ser o segundo pior na era dos pontos corridos. Apenas a campanha do rebaixado América-RN de 2007 foi mais vergonhosa. Com 2 vitórias, 5 empates e 9 derrotas, o Fluzão de 2009 conquistou apenas 22,9% dos pontos. Em 2007, o América-RN foi rebaixado com 14,9%.

Aproveitamento dos rebaixados desde 2003 e dos últimos colocados de 2009:

Ano Clube Aproveitamento
2007 América-RN 14,90%
2009 Fluminense 22,90%
2006 Santa Cruz 24,60%
2009 Náutico 25,00%
2009 Sport 27,10%
2004 Grêmio 28,30%
2008 Ipatinga 30,70%
2009 Atlético-PR 31,30%
2006 São Caetano 31,60%
2005 Paysandu 32,50%
2005 Brasiliense 32,50%
2003 Bahia 33,30%
2006 Fortaleza 33,30%
2008 Portuguesa 33,30%
2006 Ponte Preta 34,20%
2004 Vitória 34,80%
2008 Vasco 35,10%
2003 Fortaleza 35,50%
2004 Guarani 35,50%
2007 Juventude 36,00%
2007 Paraná 36,00%
2004 Criciúma 36,20%
2005 Atlético-MG 37,30%
2007 Corinthians 38,60%
2008 Figueirense 38,60%
2005 Coritiba 38,90%

.

Se pegarmos apenas a 16ª rodada, o Fluminense tem ainda o terceiro pior campanha desde 2003. Apenas o Goiás (9 pontos em 2003) e o América-RN (10 pontos em 2004), foram piores. Em 2008, o Fluminense, também dirigido por Renato Gaúcho, era o penúltimo colocado com 13 pontos (27,1% de aproveitamento).

Pontuação dos clubes na 16ª rodada desde 2003:

Ano Clube Pontos
2003 Goiás 9
2004 Flamengo 12
2005 Paysandu 12
2006 Corinthians 13
2007 América-RN 10
2008 Ipatinga 13
2009 Fluminense 11

.

Sob o comando de Renato Gaúcho, aliás, o Fluminense tem um desempenho pífio nos últimos dois anos. Em 2008, foram 4 vitórias, 4 empates e 11 derrotas pelo Brasileirão. Agora, em 2008, foram 3 derrotas e 1 empate (apenas 24,6% de aproveitamento).

Entre os grandes, o Fluminense já é o terceiro clube que mais vezes ficou na lanterna do Brasileirão na era dos pontos corridos. Foram 9 rodadas, assim como o rival Flamengo.
Rodadas na lanterna (2003-2009):

Clube 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 Total
América-RN 30 30
Grêmio 19 9 1 29
Santa Cruz 29 29
Ipatinga 26 26
Paysandu 6 15 21
Goiás 16 1 17
Atlético-PR 8 3 11
Botafogo 10 1 11
Guarani 11 11
Flamengo 7 1 1 9
Fluminense 8 1 9
Náutico 4 5 9
Atlético-MG 7 7
Brasiliense 6 6
Corinthians 1 5 6
Figueirense 1 5 6
Palmeiras 4 4
Ponte Preta 4 4
Avaí 3 3
Bahia 3 3
Coritiba 1 2 3
Paraná 3 3
Vasco 1 2 3
Fortaleza 1 1
Internacional 1 1
Portuguesa 1 1
Vitória 1 1

.

O único consolo para os torcedores do Tricolor é que nem sempre o último colocado do Brasileirão na 16ª rodada acabou rebaixado. Em 2003, o Goiás se livrou da deloga. Em 2004, foi a vez do Flamengo conseguir escapar da Série B. Já em 2006, o Corinthians conseguiu recuperar-se e também evitou a queda.

Os últimos colocados na 16ª rodada do Brasileirão na era dos pontos corridos (em vermelho quem foi rebaixado):

2008
17º Santos
18º Goiás
19º Fluminense
20º Ipatinga

2007
17º Juventude
18º Náutico
19º Flamengo
20º América-RN

2006
17º Botafogo
18º Santa Cruz
19º Fortaleza

20º Corinthians

2005
19º Vasco
20º Figueirense
21º Atlético-MG
22º Paysandu

2004
21º Grêmio
22º Paysandu
23º Botafogo
24º Flamengo

2003
23º Fortaleza
24º Goiás

.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 31 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 12:28

Quantas vezes seu time já foi líder do Brasileiro?

Compartilhe: Twitter

Com a derrota de ontem do Atlético-MG, o Palmeiras confirmou a liderança do Brasileirão de 2009. O time de Muricy Ramalho é quarto a liderar o Brasileirão em 2009. O Vitória, liderou na 1ª rodada. Depois, o Inter foi o 1º colocado entre a 2ª e 5ª rodada e também na 8ª rodada. Já o Atlético-MG ficou na ponta do campeonato da 6ª a 8ª rodada e da 10ª a 14ª rodada.

Essa é a terceira vez que o Palmeiras assume a liderança do Brasileirão na era dos pontos corridos. Em 2004, quando era dirigido por Estevam Soares, o Verdão liderou da 12ª a 16ª rodada e depois na 25ª. No ano passado, com Luxemburgo, o time do Palestra Itália foi o líder na 27ª e na 28ª rodada.

Desde o início do sistema de pontos corridos, em 2003, o São Paulo é o clube que liderou por mais rodadas até 2009. Foram 58 rodadas, em quatro das sete edições (2004, 2006, 2007 e 2008). O tricolor paulista também detém o recorde do maior número de rodadas consecutivas na liderança. Foram 27 em 2006, entre a 9ª e a 38ª rodadas.

Veja abaixo quem já liderou o Brasileirão e também em quais rodadas cada clube terminou como líder na era dos pontos corridos:

Rodadas na liderança:

Clube 2003
2004
2005
2006
2007
2008
2009
Total
São Paulo 2 28 22 6 58
Cruzeiro 40 4 2 46
Santos 1 20 6 3 30
Corinthians 20 20
Grêmio 1 17 18
Botafogo 3 12 15
Atlético-PR 10 2 12
Internacional 4 3 5 12
Flamengo 10 10
Atlético-MG 1 8 9
Ponte Preta 1 8 9
Palmeiras 5 2 1 8
Fluminense 2 2 4
Criciúma 3 3
Figueirense 3 3
Goiás 1 1
Náutico 1 1
Paraná 1 1
São Caetano 1 1
Vasco 1 1
Vitória 1 1

.
58 RODADAS
São Paulo: 5ª, 6ª (2004); 9ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª, 38ª (2006); 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª, 38ª (2007); 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª, 38ª (2008)

46 RODADAS
Cruzeiro: 4ª, 5ª, 8ª, 9ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 27ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª, 38ª, 39ª, 40ª, 41ª, 42ª, 43ª, 44ª, 45ª, 46ª (2003); 6ª, 7ª, 10ª, 11ª (2006); 3ª, 4ª (2008)

30 RODADAS
Santos: 28ª (2003); 15ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 26ª, 27ª, 28ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 38ª, 39ª, 45ª, 46ª (2004); 1ª, 2ª, 3ª, 5ª, 23ª, 24ª (2005); 3ª, 4ª, 5ª (2006)

20 RODADAS
Corinthians: 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª, 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª, 38ª, 39ª, 40ª, 41ª, 42ª (2005)

18 RODADAS
Grêmio:(2006); 14ª, 15ª, 16ª, 17ª, 18ª, 19ª, 20ª, 21ª, 22ª, 23ª, 24ª, 25ª, 26ª, 29ª, 30ª, 31ª, 32ª (2008)

15 RODADAS
Botafogo: 6ª, 7ª, 8ª (2005); 4ª, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª (2007)

12 RODADAS
Atlético-PR: 33ª, 34ª, 35ª, 36ª, 37ª, 40ª, 41ª, 42ª, 43ª, 44ª (2004); 1ª, 2ª (2007)
Internacional: 2ª, 3ª, 6ª, 7ª (2003); 26ª, 27ª, 28ª (2005); 2ª, 3ª, 4ª, 5ª, 9ª (2009)

10 RODADAS
Flamengo: 1ª, 5ª, 6ª, 7ª, 8ª, 9ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª (2008)

9 RODADAS
Atlético-MG: (2003); 6ª, 7ª, 8ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª e 14ª (2009)
Ponte Preta: 4ª (2004); 9ª, 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª, 16ª (2005)

8 RODADAS
Palmeiras: 12ª, 13ª, 14ª, 16ª, 25ª (2004); 27ª, 28ª (2008); 15ª (2009)

4 RODADAS
Fluminense: 4ª, 25ª (2005); 2ª, 8ª (2006)

3 RODADAS
Criciúma: 7ª, 8ª, 9ª (2004)
Figueirense: 2ª, 3ª, 11ª (2004)

1 RODADA
Goiás:(2004)
Náutico:(2008)
Paraná: (2007)
São Caetano: 10ª (2004)
Vasco:(2007)
Vitória:(2009)

Autor: Tags: ,

quarta-feira, 29 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Confrontos, Estatísticas | 11:18

Três tabus agitam a 15ª rodada do Brasileirão

Compartilhe: Twitter

A 15ª rodada do Campeonato Brasileiro começa hoje com sete jogos. E dois deles trazem alguns tabus históricos. Em Curitiba, o Coxa enfrenta o Botafogo no estádio Couto Pereira lutando para quebrar uma escrita incômoda. Nos últimos 5 jogos, o alvinegro carioca ganhou todas. A última vitória do Coritiba foi no dia 27 de julho de 2004 (1 x 0). No geral, o confronto entre as equipes é equilibrado (10 vitórias para cada lado e mais 6 empates).

Outro confronto com curiosidades históricas será Palmeiras x Fluminense. O Verdão não tem uma ampla vantagem sobre o rival carioca. Em 32 jogos, venceu 19, empatou 7 e perdeu apenas 6. Nos últimos 15 jogos foram apenas duas vitórias do Tricolor. Essas duas, porém, foram marcantes. No dia 7 de novembro de 2001, o Flu goleou o Palmeiras por 6 x 2 em pleno Parque Antártica. Essa foi a maior derrota do Palmeiras, em casa, em Campeonatos Brasileiros. Depois disso, no entanto, o clube paulista não perdeu mais para o Fluminense em casa. Nos últimos 5 jogos, foram 5 vitórias do Palmeiras. Na última partida entre os dois clubes, no Maracanã, o Fluminense venceu por 3 x 0 (no dia 25 de outubro de 2008), e encerrou um jejum de 10 jogos sem vitória sobre o Palmeiras. Para o jogo de hoje à noite, o Flu luta então contra esse retrospecto negativo de 5 derrotas seguidas no Parque Antártica e também contra a má fase atual, já que o clube não vence há 9 jogos.

Já amanhã, quinta-feira, o São Paulo defendeu um tabu no Morumbi contra o Grêmio. O Tricolor paulista não perde em casa, em Campeonatos Brasileiros há 24 jogos. Nesse período, o clube venceu 17 jogos e empatou outros 7. A última derrota do São Paulo, em casa, foi justamente para o adversário de amanhã, o Grêmio. Na estreia do Brasileirão de 2008, o Tricolor gaúcho venceu o São Paulo por 1 x 0, no dia 10 de maio. Rivais pela disputa do título Brasileiro do ano passado, os tricolores não vivem o mesmo bom momento nesse Brasileirão. O São Paulo é apenas o 11º colocado, enquanto o Grêmio é 8º, com o pior retrospecto como visitante na competição. Conseguirá o Grêmio reverter esse desempenho ruim fora de casa e vencer o São Paulo novamente no Morumbi? Ou será que o Tricolor paulista manterá o tabu de não perder em casa e seguir subindo no Brasileirão 2009?

Autor: Tags: , , , , , ,

segunda-feira, 27 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, Técnicos | 18:19

Metade dos clubes da Série A já trocou de técnico

Compartilhe: Twitter

O Brasileirão 2009 está ainda na 14ª rodada, mas metade dos clubes já perdeu a paciência e trocou de treinador. Náutico e Sport, que demitiu hoje o técnico Leão, são os clubes com mais mudanças (três cada um).

Entre os dez clubes que ainda não mudaram de treinador, Corinthians (Mano Menezes) e Cruzeiro (Adílson Batista), são aqueles que estão há mais tempo com os técnicos no cargo (desde janeiro de 2008). Além deles, apenas mais quatro técnicos estavam em suas equipes em 2008: Silas (Avaí), Tite (Internacional), Hélio dos Anjos (Goiás) e Ney Franco (Botafogo).

Entre os treinadores, quatro já dirigiram duas equipes: Geninho (Atlético-PR e Náutico), Waldemar Lemos (Náutico e Atlético-PR), Vanderlei Luxemburgo (Palmeiras e Santos) e Muricy Ramalho (São Paulo e Palmeiras (a partir da próxima rodada).

Quem já trocou de técnico na Série A:
Atlético-PR: Geninho (saiu da 5ª rodada) e Waldemar Lemos
Flamengo: Cuca (saiu na 13ª rodada) e Andrade (interino)
Fluminense: Parreira (saiu na 10ª rodada), Vinícius Eutrópio (interino) e Renato Gaúcho
Grêmio: Marcelo Rospide (saiu na 2ª rodada) e Paulo Autuori
Náutico: Waldemar Lemos (saiu na 5ª rodada), Márcio Bittencourt (saiu na 10ª rodada) e Geninho
Palmeiras: Vanderlei Luxemburgo (saiu na 7ª rodada), Jorginho (interino) e Muricy Ramalho
Santo André: Sérgio Guedes (saiu na 14ª rodada)
Santos: Vágner Mancini (saiu na 10ª rodada); Serginho Chulapa (interino) e Vanderlei Luxemburgo
São Paulo: Muricy Ramalho (saiu na 6ª rodada), Milton Cruz (interino) e Ricardo Gomes
Sport: Nelsinho Baptista (saiu na 3ª rodada), Levi Gomes (interino) e Émerson Leão (saiu na 14ª rodada)

Quem não trocou de técnico na Série A:
Corinthians: Mano Menezes (estreou dia 17/1/2008)
Cruzeiro: Adílson Batista (estreou dia 27/1/2008)
Avaí: Silas (estreou dia 15/3/2008)
Internacional: Tite (estreou dia 14/6/2008)
Goiás: Hélio dos Anjos (estreou dia 22/6/2008)
Botafogo: Ney Franco (estreou dia 13/7/2008)
Barueri: Estevam Soares (estreou dia 8/3/2009)
Vitória: Paulo César Carpegiani (estreou dia 15/4/2009)
Coritiba: René Simões (estreou dia 26/4/2009)
Atlético-MG: Celso Roth (estreou dia 6/5/2009)

Autor: Tags: ,

domingo, 26 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, Sem categoria | 21:44

Vitória é o melhor mandante e Grêmio o pior visitante

Compartilhe: Twitter

O Brasileirão de 2009 já ultrapassou 1/3 de sua disputa e cada vez mais vai definindo quem vai lutar pelo título, pela Libertadores e também contra o rebaixamento. Como nos anos anteriores, dificilmente o panorama na tabela de classificação vai mudar bruscamente. E isso tem muito a ver com o rendimento das equipes em casa e fora no campeonato disputado por pontos corridos. Geralmente os times mantêm o aproveitamento como mandante ou visitante até o final da competição. Para chegarem ao título ou fugirem da zona de classificação, precisarão melhorar o aproveitamento onde estão piores. Como é o caso do Grêmio, que tem o segundo melhor aproveitamento como mandante, mas é o pior visitante da competição. Ou ainda o Vitória, que é o melhor time caseiro, mas tem apenas a 13ª campanha atuando longe do Barradão.

Historicamente, apenas dois clubes foram campeões com as melhores campanhas em casa e fora (Cruzeiro, em 2003, e São Paulo, em 2007). Em 2004, o Santos foi campeão com a melhor campanha como mandante. Já em 2005 e 2008, o campeão foi o melhor visitante (Corinthians e São Paulo respectivamente). Apenas em 2006, o campeão São Paulo não foi o melhor mandante ou visitante.

Confira abaixo a tabela de classificação dos clubes em casa e fora nesse Brasileirão.

Em casa

Pos. Time % PG J V E D GP GC SG
Vitória 90,5 19 7 6 1 0 23 17 6
Grêmio 83,3 20 8 6 2 0 23 20 7
Palmeiras 81,0 17 7 5 2 0 26 13 5
Internacional 77,8 14 6 4 2 0 23 13 5
Corinthians 75,0 18 8 6 0 2 20 17 12
Barueri 66,7 14 7 4 2 1 30 17 8
Atlético-MG 66,7 14 7 4 2 1 27 10 4
São Paulo 66,7 12 6 3 3 0 17 12 6
Flamengo 57,1 12 7 3 3 1 20 12 7
10º Coritiba 55,6 10 6 3 1 2 18 13 9
11º Botafogo 53,3 8 5 2 2 1 19 8 8
12º Santos 52,4 11 7 3 2 2 26 14 12
13º Cruzeiro 47,6 10 7 3 1 3 13 9 10
14º Sport 45,8 11 8 3 2 3 22 15 14
15º Avaí 42,9 9 7 2 3 2 19 9 11
16º Santo André 42,9 9 7 2 3 2 18 9 10
17º Goiás 42,9 9 7 2 3 2 25 8 9
18º Fluminense 37,5 9 8 2 3 3 13 5 10
19º Atlético-PR 33,3 8 8 2 2 4 14 9 16
20º Náutico 33,3 6 6 1 3 2 16 6 7

.

Fora

Pos. Time % PG J V E D GP GC SG
Goiás 66,7 14 7 4 2 1 17 9 9
Atlético-MG 66,7 14 7 4 2 1 17 10 4
Palmeiras 52,4 11 7 3 2 2 13 9 5
Avaí 47,6 10 7 3 1 3 10 8 11
Internacional 41,7 10 8 3 1 4 10 13 5
Santo André 38,1 8 7 2 2 3 9 11 10
Flamengo 38,1 8 7 2 2 3 8 15 7
Barueri 38,1 8 7 1 5 1 13 12 8
Botafogo 29,2 7 8 1 4 3 11 14 8
10º Santos 28,6 6 7 1 3 3 12 16 12
11º Corinthians 27,8 5 6 1 2 3 3 8 12
12º São Paulo 25,0 6 8 1 3 4 5 11 6
13º Vitória 23,8 5 7 1 2 4 6 9 6
14º Atlético-PR 22,2 4 6 1 1 4 5 10 16
15º Cruzeiro 22,2 4 6 1 1 4 4 10 10
16º Coritiba 20,8 5 8 1 2 5 5 13 9
17º Náutico 20,8 5 8 1 2 5 10 24 7
18º Sport 11,1 2 6 0 2 4 7 11 14
19º Fluminense 11,1 2 6 0 2 4 8 14 10
20º Grêmio 5,6 1 6 0 1 5 3 9 7

.

Autor: Tags:

sábado, 25 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Confrontos, Estatísticas, História | 02:19

Ronaldo ainda não perdeu clássicos com o Corinthians

Compartilhe: Twitter

No próximo domingo, Corinthians e Palmeiras irão se enfrentar em Presidente Prudente pela 330ª vez. O Derby paulista, realizado pela primeira vez em 1917, terá ótimos ingredientes, além da histórica rivalidade. A fase atual dos dois clubes no Brasileirão é boa e uma vitória dará definitivamente uma motivação grande rumo ao título nacional.

O Corinthians, campeão Paulista e da Copa do Brasil nessa temporada, contará com Ronaldo, que fará seu 7º jogo consecutivo. Artilheiro do time no ano com 17 gols, o Fenômeno reencontrará o palco onde marcou seu primeiro gol pelo Corinthians, em Presidente Prudente, justamente contra o rival Palmeiras. O gol de Ronaldo, aos 48 minutos, no empate por 1 x 1, serviu para quebrar um jejum de quatro vitórias consecutivas do Palmeiras e também de quatro jogos sem gols sobre o rival.

Com Ronaldo em campo, o Corinthians ainda não perdeu clássicos em 2009. Em 7 jogos, foram 5 vitórias (Santos (2), São Paulo 93) e 2 empates (Santos e Palmeiras). Nesses jogos, Ronaldo fez 4 gols.

Já o Palmeiras conta com um retrospecto positivo recente sobre o rival e a boa fase de Diego Souza, autor do gol palmeirense no último Derby. O Verdão não perde para o Corinthians desde o dia 25/10/2006. Já são 5 jogos, com 4 vitórias e 1 empate. Nos últimos 10 jogos, aliás, o Palmeiras perdeu apenas duas vezes. Historicamente, o Palmeiras também leva vantagem no geral e em Campeonatos Brasileiros. Em 329 jogos, foram 119 vitórias do Verdão contra 112 do Timão e 98 empates. O Palmeiras marcou 483 gols e sofreu 442. Em Brasileiros, os clubes se enfrentaram 33 vezes. O Palmeiras ganhou 12, perdeu 11 e empatou 10 vezes.

Além disso, o Corinthians luta para alcançar sua quarta vitória consecutiva, algo que não consegue desde 2006 em Brasileiros, ano em que ficou pela última vez entre os primeiros colocados do Brasileirão. Já o Palmeiras, será observado pela primeira vez pelo novo técnico, Muricy Ramalho. No domingo, o time será dirigido pela última vez pelo interino Jorginho.

Confira abaixo a lista de todos os jogos entre Corinthians e Palmeiras e os principais resumos históricos.

No. Data Corinthians x Palmeiras Campeonato Estádio Cidade
1 06/05/17 0 x 3 Caetano (3) CP Parque Antártica São Paulo
2 05/08/17 Neco 1 x 3 Caetano, Ministro e Severino CP Floresta São Paulo
3 17/03/18 Neco (2) e Bororó 3 x 3 Heitor (3) AM Ponte Grande São Paulo
4 24/03/18 Neco e Américo 2 x 4 Heitor, Caetano (2) e Ministro AM Ponte Grande São Paulo
5 13/05/18 Neco (2) e Américo 3 x 3 Picagli, Caetano e Heitor CP Floresta São Paulo
6 03/05/19 Américo, Garcia e Roverso 3 x 0 AM Floresta São Paulo
7 13/05/19 Bingo 1 x 2 Imparato (2) AM Floresta São Paulo
8 20/07/19 0 x 1 Ministro CP Ponte Grande São Paulo
9 09/11/19 Américo 1 x 0 CP Parque Antártica São Paulo
10 25/04/20 0 x 3 Ministro, Heitor (2) CP Ponte Grande São Paulo
11 05/09/20 Amílcar e Américo 2 x 1 Heitor CP Parque Antártica São Paulo
12 04/09/21 Gambarotta 1 x 3 Martinelli, Picagli e Ministro CP Parque Antártica São Paulo
13 25/12/21 0 x 3 Martinelli, Imparato e Heitor CP Parque Antártica São Paulo
14 08/01/22 0 x 0 CP Floresta São Paulo
15 23/04/22 Peres e Neco 2 x 2 Ministro e Imparatinho CP Parque Antártica São Paulo
16 09/07/22 Gamborotta e Neco 2 x 0 AM Parque Antártica São Paulo
17 24/12/22 Amílcar e Gambarotta 2 x 3 Ministro, Conrado e Imparatinho CP Parque Antártica São Paulo
18 08/07/23 Rodrigues, Tatu, Neco e Peres 4 x 1 Bertolini CP Floresta São Paulo
19 17/05/25 Apparício, Napoli e Gambarotta 3 x 0 CP Parque Antártica São Paulo
20 15/08/26 Apparício e Gambinha 2 x 3 Imparato, Melle e Carrone CP Parque Antártica São Paulo
21 08/12/26 Gambarotta 1 x 0 AM Parque Antártica São Paulo
22 21/08/27 Apparício 1 x 3 Heitor (2) e Raphael (contra) CP Parque Antártica São Paulo
23 11/03/28 Apparício (2) e Neco 3 x 1 Armandinho CP Parque Antártica São Paulo
24 25/03/28 0 x 1 Serafini AM Parque Antártica São Paulo
25 23/09/28 Apparício, Gambarotta e De Maria 3 x 0 CP Parque São Jorge São Paulo
26 16/12/28 0 x 0 CP Parque Antártica São Paulo
27 23/12/28 Gambinha 1 x 3 Lara, Carrone e Osses AM Parque Antártica São Paulo
28 01/12/29 De Maria (2), Filó e Gambarotta 4 x 1 Carrone CP Parque Antártica São Paulo
29 04/05/30 0 x 1 Heitor CP Parque São Jorge São Paulo
30 27/07/30 Grané e Apparício 2 x 3 Pepe, Osses e Lara AM Parque Antártica São Paulo
31 24/08/30 0 x 4 Serafini, Romeu, Ministrinho e Heitor CP Parque Antártica São Paulo
32 29/03/31 Filó 1 x 3 Gogliardo, Romeu e Heitor CP Parque Antártica São Paulo
33 07/09/31 0 x 2 Romeu e Heitor AM Parque Antártica São Paulo
34 13/09/31 Tony 1 x 1 Romeu AM Parque São Jorge São Paulo
35 15/11/31 Rato II e Gambinha 2 x 3 Heitor, Osses e Romeu CP Parque São Jorge São Paulo
36 06/11/32 0 x 3 Sandro e Romeu (2) CP Parque Antártica São Paulo
37 07/05/33 Rato II 1 x 5 Romeu (2), Gabardo (2) e Carazzo CP/RSP Parque São Jorge São Paulo
38 05/11/33 0 x 8 Romeu (4), Imparato (3) e Gabardo CP/RSP Parque Antártica São Paulo
39 06/05/34 Zuza 1 x 2 Gabardo e Imparato CP Parque São Jorge São Paulo
40 05/08/34 Baianinho 1 x 3 Romeu, Lara e Álvaro CP Parque Antártica São Paulo
41 30/09/34 Zuza (2) 2 x 0 TN Parque São Jorge São Paulo
42 23/12/34 Wilson 1 x 0 AM Parque Antártica São Paulo
43 04/08/35 Teixeira (3) e Teleco 4 x 1 Fogueira CP Parque São Jorge São Paulo
44 24/11/35 Rato 1 x 2 Mathias e Gabardino CP Parque Antártica São Paulo
45 26/04/36 Teleco (2) 2 x 1 Munhoz (contra) CP Parque São Jorge São Paulo
46 28/02/37 Lopes 1 x 1 Luizinho CP Parque Antártica São Paulo
47 25/04/37 0 x 1 Frederico CP Parque Antártica São Paulo
48 02/05/37 0 x 0 CP Parque São Jorge São Paulo
49 09/05/37 Filó 1 x 2 Luizinho e Moacyr CP Parque Antártica São Paulo
50 07/09/37 Teleco 1 x 2 Rolando e Mathias CP Parque São Jorge São Paulo
51 14/11/37 Teleco 1 x 0 CP Parque Antártica São Paulo
52 13/05/38 Teleco (2) 2 x 2 Carlos (contra) e Mathias AM Parque São Jorge São Paulo
53 25/05/38 Tião 1 x 4 Feitiço (2), Barrilotti e Rolando AM Parque Antártica São Paulo
54 03/07/38 0 x 0 TN Parque Antártica São Paulo
55 21/08/38 0 x 0 TN Parque Antártica São Paulo
56 18/09/38 Teleco 1 x 2 Barrilotti e Rolando TN Parque Antártica São Paulo
57 23/10/38 Teleco 1 x 1 Canhoto CP Parque São Jorge São Paulo
58 04/06/39 Joane, Teleco e Servílio 3 x 3 Luizinho (2) e Zalli CP Parque São Jorge São Paulo
59 17/09/39 Carlinhos 1 x 0 CP Parque Antártica São Paulo
60 21/04/40 Carlinhos e Teleco 2 x 1 Echevarrieta AM Parque Antártica São Paulo
61 05/05/40 Begliomini contra 1 x 2 Echevarrieta e Luizinho TN Pacaembu São Paulo
62 21/07/40 Teleco 1 x 1 Pipi AM Pacaembu São Paulo
63 18/08/40 Teleco (2) 2 x 0 CP/RSP Parque São Jorge São Paulo
64 01/12/40 Joane 1 x 1 Echevarrieta CP Parque Antártica São Paulo
65 12/03/41 Carlinhos (2) 2 x 1 Capelozzi AM Pacaembu São Paulo
66 22/06/41 Servílio 1 x 1 Capelozzi CP Pacaembu São Paulo
67 12/10/41 0 x 2 Echevarrieta e Capelozzi CP Pacaembu São Paulo
68 28/03/42 Dino, Jerônimo, Teleco e Eduardinho 4 x 1 Chico Preto (contra) TN Pacaembu São Paulo
69 27/05/42 Jesus (3) e Joane 4 x 1 Echevarrieta TN Pacaembu São Paulo
70 28/06/42 Teleco 1 x 1 Og Moreira CP Pacaembu São Paulo
71 15/07/42 Servílio, Eduardinho, Milani e Jesus 4 x 2 Echevarrieta (2) TN Pacaembu São Paulo
72 04/10/42 Hércules, Milani e Begliomini contra 3 x 1 Lima CP Pacaembu São Paulo
73 23/05/43 0 x 2 Lima (2) CP Pacaembu São Paulo
74 01/07/43 Hércules (2) e Eduardinho 3 x 1 Peixe TN Pacaembu São Paulo
75 19/09/43 Hércules 1 x 3 Cabeção, Caxambu e Villadoniga CP Pacaembu São Paulo
76 05/03/44 Válter (2), Dino e Arquimedes 4 x 1 Caxambu TN Pacaembu São Paulo
77 30/04/44 Servílio 1 x 4 Caxambu (2) e Jorginho (2) CP Pacaembu São Paulo
78 27/08/44 Jerônimo (2) 2 x 1 Gonzalez CP Pacaembu São Paulo
79 18/03/45 Cláudio 1 x 1 Gonzalez TN Pacaembu São Paulo
80 10/06/45 Eduardinho e Servílio 2 x 2 Gonzalez e Osvaldinho CP Pacaembu São Paulo
81 02/09/45 Rui e Milani 2 x 1 Villadoniga CP Pacaembu São Paulo
82 13/10/45 Servílio 1 x 3 Waldemar Fiúme, Lima IV e Villadoniga AM Pacaembu São Paulo
83 30/12/45 Palmer e Cláudio (2) 3 x 3 Rolim, Waldemar Fiúme e Osvaldinho AM Pacaembu São Paulo
84 10/03/46 Cláudio 1 x 4 Lima (3) e Gonzales TN Pacaembu São Paulo
85 30/06/46 Servílio 1 x 0 CP Pacaembu São Paulo
86 20/10/46 Servílio (2), Rui e Baltazar 4 x 3 Canhotinho (2) e Villadoniga CP Pacaembu São Paulo
87 07/05/47 Nenê 1 x 2 Mário Miranda e Lula AM Pacaembu São Paulo
88 20/07/47 Turcão contra 1 x 3 Osvaldinho, Lima e Canhotinho CP Pacaembu São Paulo
89 23/11/47 Servílio e Cláudio 2 x 0 CP Pacaembu São Paulo
90 25/04/48 0 x 6 Osvaldinho, Canhotinho, Bóvio (2), Artur e Lula TN Pacaembu São Paulo
91 08/05/48 Noronha 1 x 1 Lima TN Pacaembu São Paulo
92 05/09/48 Hélio 1 x 1 Bóvio CP Pacaembu São Paulo
93 22/09/48 Cláudio 1 x 2 Bóvio (2) AM Pacaembu São Paulo
94 26/12/48 Cláudio e Baltazar 2 x 1 Lula CP Pacaembu São Paulo
95 09/01/49 Baltazar (2) e Noronha 3 x 2 Osvaldinho e Washington TN Pacaembu São Paulo
96 14/05/49 Baltazar (2), Nenê e Colombo 4 x 3 Washington (2) e Manduco AM Pacaembu São Paulo
97 14/08/49 Baltazar 1 x 0 CP Pacaembu São Paulo
98 13/11/49 Baltazar 1 x 1 Jair CP Pacaembu São Paulo
99 14/01/50 Luizinho, Cláudio e Baltazar 3 x 2 Washington (2) RSP Pacaembu São Paulo
100 18/05/50 Noronha 1 x 1 Ieso TN Pacaembu São Paulo
101 24/09/50 Jackson e Baltazar 2 x 2 Brandãozinho e Nestor CP Pacaembu São Paulo
102 07/01/51 Baltazar (2) e Luizinho 3 x 1 Aquiles CP Pacaembu São Paulo
103 24/03/51 Luizinho (2) e Baltazar 3 x 0 RSP Pacaembu São Paulo
104 08/04/51 Colombo e Jackson 2 x 3 Liminha, Homero (contra) e Aquiles RSP Pacaembu São Paulo
105 11/04/51 Luizinho 1 x 3 Jair (2) e Aquiles RSP Pacaembu São Paulo
106 07/10/51 Baltazar e Cláudio 2 x 3 Cilas, Liminha e Ponce de León CP Pacaembu São Paulo
107 27/01/952 Carbone, Jackson e Luizinho 3 x 1 Rodrigues CP Pacaembu São Paulo
108 02/02/52 Jackson 1 x 2 Rodrigues e Ponce de León RSP Pacaembu São Paulo
109 06/07/52 Colombo 1 x 1 Rodrigues TN Pacaembu São Paulo
110 27/08/52 Carbone (4) e Cláudio 5 x 1 Odair TN Pacaembu São Paulo
111 02/11/52 Cláudio e Luizinho 2 x 1 Liminha CP Pacaembu São Paulo
112 18/01/53 Cláudio (3), Baltazar (2) e Carbone 6 x 4 Odair (2), Rodrigues e Liminha CP Pacaembu São Paulo
113 08/03/53 Mário 1 x 0 TN Pacaembu São Paulo
114 24/05/53 Luizinho (2) e Carbone 3 x 3 Odair, Jair e Liminha RSP Pacaembu São Paulo
115 11/10/53 Cláudio (2) 2 x 2 Jair e Humberto CP Pacaembu São Paulo
116 17/01/54 Carbone (2) 2 x 1 Rodrigues CP Pacaembu São Paulo
117 10/07/54 Cláudio 1 x 0 RSP Pacaembu São Paulo
118 21/07/54 Cláudio (2) e Gatão 3 x 0 TN Pacaembu São Paulo
119 29/08/54 0 x 1 Rodrigues AM Barretão Barretos
120 31/10/54 Luizinho (2) e Baltazar 3 x 2 Humberto e Moacir CP Pacaembu São Paulo
121 06/02/55 Luizinho 1 x 1 Nei CP Pacaembu São Paulo
122 30/04/55 Carbone 1 x 2 Ivan e Liminha RSP Pacaembu São Paulo
123 22/06/55 Cláudio e Luizinho 2 x 1 Ivan TIN Pacaembu São Paulo
124 16/10/55 Luizinho (2), Goiano e Paulo 4 x 2 Rodrigues e Jari CP Pacaembu São Paulo
125 15/01/56 Luizinho e Cláudio 2 x 0 CP Pacaembu São Paulo
126 15/04/56 Baltazar (2) 2 x 1 Nestor TIN Pacaembu São Paulo
127 27/05/56 0 x 1 Ivan TN Pacaembu São Paulo
128 12/08/56 Luizinho 1 x 0 CP Pacaembu São Paulo
129 07/10/56 Luizinho, Paulo, Roberto Belangero e Rafael 4 x 4 Ivan, Renatinho, Mazzola e Elzo CP Pacaembu São Paulo
130 15/12/56 Goiano 1 x 1 Nei CP Pacaembu São Paulo
131 22/05/57 Luizinho 1 x 1 Ivan RSP Pacaembu São Paulo
132 29/09/57 Boquita 1 x 1 Mazzola CP Pacaembu São Paulo
133 17/11/57 Zague 1 x 0 CP Pacaembu São Paulo
134 27/11/57 Zague (2) e Índio 3 x 1 Nilo CP Pacaembu São Paulo
135 15/03/58 Zezinho e Índio 2 x 1 Paulinho RSP Pacaembu São Paulo
136 21/08/58 0 x 4 Paulinho (3) e Julinho CP Pacaembu São Paulo
137 05/11/58 Bataglia 1 x 2 Julinho e Parada CP Pacaembu São Paulo
138 24/03/59 Zezé (2) e Rafael 3 x 3 Waldemar Carabina, Nardo e Romeiro TN Pacaembu São Paulo
139 10/05/59 Rafael 1 x 2 Romeiro e Geo RSP Pacaembu São Paulo
140 16/08/59 Roberto Belangero 1 x 1 Walmir (contra) CP Pacaembu São Paulo
141 25/11/59 0 x 3 Américo (2) e Romeiro CP Pacaembu São Paulo
142 13/04/60 Lanzoninho 1 x 0 RSP Pacaembu São Paulo
143 08/06/60 Lécio e Leonel 2 x 1 Júlio TN Pacaembu São Paulo
144 17/08/60 Lanzoninho e Olavo 2 x 1 Djalma Santos CP Pacaembu São Paulo
145 03/11/60 Lanzoninho 1 x 1 Roberto Belangero (contra) CP Pacaembu São Paulo
146 02/04/61 Rafael, Miranda e Neves 3 x 3 Gildo (2) e Zeola RSP Pacaembu São Paulo
147 13/09/61 Da Silva 1 x 1 Djalma Santos CP Pacaembu São Paulo
148 26/10/61 Rafael 1 x 1 Américo CP Pacaembu São Paulo
149 22/02/62 0 x 3 Vavá, Gildo e Américo RSP Pacaembu São Paulo
150 30/09/62 Silva (2) e Nei 3 x 1 Alencar CP Pacaembu São Paulo
151 09/12/62 Silva (2) e Nei 3 x 0 CP Pacaembu São Paulo
152 23/02/63 0 x 1 Tupãzinho RSP Pacaembu São Paulo
153 15/09/63 0 x 2 Ademir da Guia e Vavá CP Pacaembu São Paulo
154 04/12/63 Lima (2) 2 x 5 Vavá (2), Julinho (2) e Servílio CP Pacaembu São Paulo
155 18/04/64 Silva 1 x 2 Servílio e Geraldo Scotto RSP Pacaembu São Paulo
156 13/09/64 Silva 1 x 0 CP Pacaembu São Paulo
157 29/11/64 Luizinho 1 x 4 Servílio (3) e Vavá CP Pacaembu São Paulo
158 24/02/65 Ferreirinha e Flávio 2 x 2 Ademir da Guia e Servílio RSP Pacaembu São Paulo
159 05/05/65 0 x 1 Rinaldo RSP Pacaembu São Paulo
160 12/09/65 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
161 05/12/65 0 x 1 Ademar Pantera CP Pacaembu São Paulo
162 21/03/66 Flávio 1 x 2 Rinaldo e Servílio RSP Pacaembu São Paulo
163 02/10/66 Dino Sani 1 x 0 CP Pacaembu São Paulo
164 11/12/66 Flávio 1 x 0 CP Pacaembu São Paulo
165 09/03/67 Flávio 1 x 2 Servílio e César Maluco RGP Pacaembu São Paulo
166 24/05/67 Dino Sani e Flávio 2 x 2 César Maluco e Zequinha RGP Pacaembu São Paulo
167 04/06/67 0 x 1 César Maluco RGP Morumbi São Paulo
168 29/07/67 Nair e Rivelino 2 x 1 César Maluco CP Pacaembu São Paulo
169 19/11/67 0 x 2 Tupãzinho (2) CP Pacaembu São Paulo
170 10/03/68 Ditão e Benê 2 x 1 Tupãzinho CP Pacaembu São Paulo
171 11/05/68 Paulo Borges e Rivelino 2 x 2 Diogo e Gildo CP Pacaembu São Paulo
172 16/11/68 0 x 2 Dudu e Tupãzinho RGP Morumbi São Paulo
173 30/03/69 Benê e Tales 2 x 0 CP Morumbi São Paulo
174 11/05/69 0 x 2 Artime (2) CP Morumbi São Paulo
175 22/06/69 Benê e Rivelino 2 x 3 Dudu, Artime e Jaime CP Morumbi São Paulo
176 15/11/69 0 x 1 Ademir da Guia RGP Pacaembu São Paulo
177 30/11/69 0 x 0 RGP Morumbi São Paulo
178 15/03/70 Tales e Paulo Borges 2 x 2 Dudu e César Maluco TN Martins Pereira São José dos Campos
179 04/04/70 Adinan 1 x 3 César Maluco (3) TN Parque Antártica São Paulo
180 11/04/70 0 x 0 TN Parque Antártica São Paulo
181 26/07/70 Célio e Ivair 2 x 1 César Maluco CP Morumbi São Paulo
182 16/08/70 0 x 1 César Maluco CP Morumbi São Paulo
183 22/11/70 Aladim 1 x 1 Dudu RGP Pacaembu São Paulo
184 25/04/71 Mirandinha (2), Adãozinho e Tião 4 x 3 César Maluco (2) e Leivinha CP Morumbi São Paulo
185 13/06/71 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
186 15/08/71 0 x 0 CB Morumbi São Paulo
187 27/01/72 Rivelino 1 x 1 Leivinha AM Pacaembu São Paulo
188 23/04/72 Vaguinho 1 x 1 César Maluco CP Morumbi São Paulo
189 30/07/72 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
190 01/11/72 Sicupira 1 x 0 CB Pacaembu São Paulo
191 03/03/73 Rivelino e Lance 2 x 1 Mílton TN Morumbi São Paulo
192 04/04/73 Mirandinha 1 x 1 Alfredo Mostarda CP Parque Antártica São Paulo
193 26/05/73 0 x 1 Edu TN Pacaembu São Paulo
194 05/08/73 Vaguinho 1 x 1 Leivinha CP Morumbi São Paulo
195 18/11/73 Rivelino 1 x 2 Laércio (contra) e Leivinha CB Morumbi São Paulo
196 27/01/74 0 x 0 CB Morumbi São Paulo
197 17/03/74 0 x 0 CB Morumbi São Paulo
198 18/08/74 Zé Roberto (3) 3 x 1 César Maluco CP Pacaembu São Paulo
199 15/12/74 Ivan 1 x 4 Leivinha, Brito (contra), Nei e Dudu CP Pacaembu São Paulo
200 18/12/74 Lance 1 x 1 Edu CP Pacaembu São Paulo
201 22/12/74 0 x 1 Ronaldo CP Morumbi São Paulo
202 23/02/75 0 x 0 TN Pacaembu São Paulo
203 11/05/75 Adãozinho 1 x 2 Alfredo e Edu CP Pacaembu São Paulo
204 15/06/75 Zé Roberto e Vaguinho 2 x 0 CP Pacaembu São Paulo
205 07/08/75 Adílson (2) 2 x 1 Fedato CP Morumbi São Paulo
206 21/09/75 Cláudio 1 x 1 Itamar CB Morumbi São Paulo
207 30/11/75 Darci 1 x 0 CB Morumbi São Paulo
208 21/01/76 Tião 1 x 1 Nei TN Parque Antártica São Paulo
209 20/01/76 Romeu 1 x 1 Ademir da Guia CP Morumbi São Paulo
210 22/08/76 Geraldão 1 x 2 Jorge Mendonça (2) CP Morumbi São Paulo
211 07/11/76 0 x 0 CB Morumbi São Paulo
212 08/05/77 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
213 24/07/77 Basílio e Rosemiro (contra) 2 x 4 Jorge Mendonça, Ademir (contra) e Toninho (2) CP Morumbi São Paulo
214 07/08/77 Geraldão e Basílio 2 x 0 TIN Morumbi São Paulo
215 31/08/77 Geraldão 1 x 0 CP Morumbi São Paulo
216 18/09/77 Zé Maria e Vaguinho 2 x 0 CP Morumbi São Paulo
217 24/09/78 0 x 2 Jorge Mendonça (2) CP Morumbi São Paulo
218 12/11/78 Sócrates (2) e Vaguinho 3 x 0 CP Morumbi São Paulo
219 18/02/79 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
220 20/05/79 0 x 2 Jorge Mendonça (2) CP Morumbi São Paulo
221 19/08/79 Geraldão 1 x 3 Mauro (contra), César e Carlos Alberto Seixas CP Morumbi São Paulo
222 21/10/79 Geraldão 1 x 1 César CP Morumbi São Paulo
223 27/01/80 Palhinha 1 x 1 Jorge Mendonça CP Morumbi São Paulo
224 30/01/80 Biro-Biro 1 x 0 CP Morumbi São Paulo
225 20/07/80 0 x 1 Pedrinho CP Morumbi São Paulo
226 07/09/80 Sócrates (2) 2 x 1 Freitas CP Morumbi São Paulo
227 21/06/81 Caçapava 1 x 2 Jorginho e Paulinho CP Morumbi São Paulo
228 06/08/81 0 x 1 Freitas CP Pacaembu São Paulo
229 11/10/81 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
230 04/05/82 Biro-Biro 1 x 1 Luís Pereira TN Pacaembu São Paulo
231 23/05/82 0 x 1 Enéas TN Pacaembu São Paulo
232 01/08/82 Casagrande (3), Sócrates e Biro-Biro 5 x 1 Jorginho CP Morumbi São Paulo
233 31/10/82 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
234 26/06/83 Biro-Biro 1 x 2 Vágner e Cléo CP Morumbi São Paulo
235 25/09/83 Sócrates 1 x 1 Enéas CP Morumbi São Paulo
236 04/12/83 Sócrates 1 x 1 Baltazar CP Morumbi São Paulo
237 08/12/83 Sócrates 1 x 0 CP Morumbi São Paulo
238 19/08/84 Paulo César e Arthurzinho 2 x 0 CP Morumbi São Paulo
239 04/11/84 Juninho e Biro-Biro 2 x 1 Gilcimar CP Morumbi São Paulo
240 18/08/85 Casagrande 1 x 0 CP Pacaembu São Paulo
241 13/10/85 0 x 3 Barbosa (2) e Mendonça CP Pacaembu São Paulo
242 27/04/86 0 x 2 Mirandinha e Mendonça CP Pacaembu São Paulo
243 03/08/86 Casagrande 1 x 5 Edmar (2), Vágner, Edu Manga e Mirandinha CP Morumbi São Paulo
244 24/08/86 Cristóvão 1 x 0 CP Morumbi São Paulo
245 27/08/86 0 x 3 Mirandinha (2) e Éder CP Morumbi São Paulo
246 15/03/87 Índio 1 x 1 Renato Martins TN Morenão Campo Grande (MS)
247 12/04/87 0 x 2 Mauro e Edu Manga CP Pacaembu São Paulo
248 21/06/87 Éverton (2) e Marcos Roberto 3 x 0 CP Pacaembu São Paulo
249 25/10/87 0 x 0 CB Pacaembu São Paulo
250 15/05/88 João Paulo 1 x 1 Edu Manga CP Pacaembu São Paulo
251 29/06/88 0 x 0 CP Pacaembu São Paulo
252 13/07/88 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
253 09/10/88 0 x 2 Sílvio e Gaúcho CB Morumbi São Paulo
254 16/04/89 0 x 2 Neto e Gaúcho CP Morumbi São Paulo
255 10/12/89 Cláudio Adão 1 x 0 CB Morumbi São Paulo
256 01/04/90 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
257 01/06/90 Tupãzinho e Guinei 2 x 1 Betinho TN Pacaembu São Paulo
258 09/09/90 Neto e Wilson Mano 2 x 1 Betinho CB Morumbi São Paulo
259 17/03/91 0 x 0 CB Morumbi São Paulo
260 01/09/91 0 x 1 Edu Marangon CP Morumbi São Paulo
261 13/10/91 Wilson Mano 1 x 2 Betinho (2) CP Morumbi São Paulo
262 29/03/92 Fabinho e Viola 2 x 1 César Sampaio CB Morumbi São Paulo
263 30/08/92 Nílson e Fabinho 2 x 2 César Sampaio e Carlinhos CP Morumbi São Paulo
264 18/10/92 0 x 0 CP Morumbi São Paulo
265 08/11/92 0 x 1 Evair CP Morumbi São Paulo
266 29/11/92 Viola e Nílson 2 x 1 César Sampaio CP Morumbi São Paulo
267 14/02/93 0 x 2 Edmundo e Daniel Frasson CP Morumbi São Paulo
268 02/05/93 Marcelo Djian, Bobô e Paulo Sérgio 3 x 0 CP Morumbi São Paulo
269 06/06/93 Viola 1 x 0 CP Morumbi São Paulo
270 12/06/93 0 x 4 Zinho, Evair (2) e Edílson CP Morumbi São Paulo
271 04/08/93 0 x 2 Edmundo (2) RSP Pacaembu São Paulo
272 07/08/93 0 x 0 RSP Pacaembu São Paulo
273 13/03/94 Cléber contra 1 x 0 CP Morumbi São Paulo
274 15/05/94 Tupãzinho 1 x 2 Evair e Edílson CP Pacaembu São Paulo
275 13/11/94 Daniel Franco 1 x 4 Evair (3) e Zinho CB Morumbi São Paulo
276 15/12/94 Marques 1 x 3 Rivaldo (2) e Edmundo CB Pacaembu São Paulo
277 18/12/94 Marques 1 x 1 Rivaldo CB Pacaembu São Paulo
278 02/04/95 Marcelinho (2) 2 x 1 Roberto Carlos CP Pacaembu São Paulo
279 21/05/95 Marcelinho 1 x 3 Magrão (3) CP Pacaembu São Paulo
280 30/07/95 Marcelinho 1 x 1 Nílson CP Santa Cruz Ribeirão Preto
281 06/08/95 Marcelinho e Elivélton 2 x 1 Nílson CP Santa Cruz Ribeirão Preto
282 17/09/95 0 x 2 Müller e Antônio Carlos CB Pacaembu São Paulo
283 03/03/96 Edmundo 1 x 3 Djalminha, Júnior e Célio Silva (contra) CP Prudentão Presidente Prudente
284 05/05/96 Edmundo e Marcelinho 2 x 2 Rivaldo (2) CP Teixeirão São José do Rio Preto
285 23/10/96 Célio Silva e Mirandinha 2 x 2 Viola e Rincón CB Morumbi São Paulo
286 09/03/97 Donizete e Mirandinha 2 x 2 Luizão e Viola CP Municipal Presidente Prudente
287 19/04/97 Donizete (3), Mirandinha e Marcelinho 5 x 2 Djalminha e Marquinhos CP Morumbi São Paulo
288 01/06/97 Henrique e Mirandinha 2 x 0 CP Morumbi São Paulo
289 28/09/97 Mirandinha (2) 2 x 2 Oséas e Zinho CB Morumbi São Paulo
290 24/01/98 Mirandinha e Célio Silva 2 x 4 Cris, Zinho, Roque Júnior e Alex RSP Municipal Presidente Prudente
291 08/02/98 Mirandinha 1 x 2 Alex e Cris RSP Santa Cruz Ribeirão Preto
292 15/03/98 Oséas contra 1 x 1 Cris CP Morumbi São Paulo
293 05/04/98 Didi 1 x 1 Alex CP Morumbi São Paulo
294 16/07/98 Mirandinha 1 x 1 Paulo Nunes TN Fonte Nova Salvador
295 03/10/98 Mirandinha 1 x 3 Paulo Nunes e Oséas (2) CB Morumbi São Paulo
296 27/02/99 0 x 1 Arce LA Morumbi São Paulo
297 17/03/99 Marcelinho e Fernando Baiano 2 x 1 Paulo Nunes LA Morumbi São Paulo
298 28/03/99 Marcelinho 1 x 3 Paulo Nunes, Arce e Oséas CP Morumbi São Paulo
299 05/05/99 0 x 2 Oséas e Rogério LA Morumbi São Paulo
300 12/05/99 Edílson e Ricardinho 2 x 0 LA Morumbi São Paulo
301 13/06/99 Edílson, Marcelinho e Dinei 3 x 0 CP Morumbi São Paulo
302 20/06/99 Marcelinho e Edílson 2 x 2 Evair (2) CP Morumbi São Paulo
303 12/09/99 Luizão 1 x 4 Rogério, César Sampaio, Paulo Nunes e Alex CB Morumbi São Paulo
304 27/01/00 Augusto e Fernando Baiano 2 x 1 Euller RSP Pacaembu São Paulo
305 09/02/00 Dinei 1 x 3 Alex (3) RSP Morumbi São Paulo
306 07/05/00 Marcelinho (2) 2 x 2 Alex e Pena CP Morumbi São Paulo
307 21/05/00 Gil, João Carlos, Luís Mário e Édson 4 x 2 Marcelo Ramos (2) CP Morumbi São Paulo
308 30/05/00 Ricardinho, Marcelinho Carioca, Edílson e Vampeta 4 x 3 Júnior, Alex e Euller LA Morumbi São Paulo
309 06/06/00 Luizão (2) 2 x 3 Euller, Alex e Galeano LA Morumbi São Paulo
310 16/08/00 Gil 1 x 0 CB Morumbi São Paulo
311 11/02/01 Luizão e Scheidt 2 x 1 Basílio CP Morumbi São Paulo
312 03/10/01 Ângelo, Luizão, Batata, Renato 4 x 2 Arce e Donizete CB Morumbi São Paulo
313 07/04/02 0 x 0 RSP Morumbi São Paulo
314 24/10/02 Gil e Rogério 2 x 2 Itamar e Arce CB Morumbi São Paulo
315 05/03/03 Ânderson e Liedson 2 x 2 Adãozinho e Neném CP Morumbi São Paulo
316 08/03/03 Liedson, Gil (2) e Rogério 4 x 2 Fabrício (contra) e Muñoz CP Morumbi São Paulo
317 02/05/04 0 x 4 Rincón (contra), Pedrinho, Muñoz e Vágner Love CB Morumbi São Paulo
318 29/08/04 1 x 0 CB Morumbi São Paulo
319 20/03/05 Roger e Carlos Alberto 2 x 0 CP Morumbi São Paulo
320 10/07/05 Gustavo Nery e Rosinei (2) 3 x 1 Leonardo Silva CB Morumbi São Paulo
321 16/10/05 Tevez 1 x 1 Juninho Paulista CB Morumbi São Paulo
322 26/03/06 Nilmar 1 x 1 Washington CP Morumbi São Paulo
323 16/07/06 0 x 1 Paulo Baier CB Morumbi São Paulo
324 25/10/06 Marcelo Mattos 1 x 0 CB Morumbi São Paulo
325 04/03/07 0 x 3 Edmundo (2) e Osmar CP Morumbi São Paulo
326 30/06/07 0 x 1 Dininho CB Morumbi São Paulo
327 23/09/07 0 x 1 Nen CB Morumbi São Paulo
328 02/03/08 0 x 1 Valdívia CP Morumbi São Paulo
329 08/03/09 Ronaldo 1 x 1 Diego Souza CP Farahzão Presidente Prudente

Maiores artilheiros
Cláudio (Corinthians), 21 gols
Baltazar (Corinthians), 20 gols
Luizinho (Corinthians), 19 gols
Teleco (Corinthians), 15 gols
Heitor (Palmeiras), 14 gols
César (Palmeiras), 13 gols

.
Maiores invencibilidades
Corinthians: 10 partidas (de 26/12/1948 a 24/3/1951 e de 6/7/1952 e 21/7/1954)
Palmeiras: 8 jogos (de 28/9/1997 a 17/3/1999)

Competição J VCOR E VPAL GCOR GPAL
Campeonato Paulista 192 69 59 65 263 275
Campeonato Paulista/Rio-São Paulo 3 1 0 2 3 13
Campeonato Brasileiro 33 11 10 12 31 41
Copa Libertadores 6 3 0 3 10 10
Torneio Roberto Gomes Pedrosa 7 0 3 4 4 9
Torneio Rio-São Paulo 26 7 6 14 33 45
Torneios Nacionais 35 13 14 8 56 45
Torneios Internacionais 3 3 0 0 6 2
Amistosos 24 7 6 11 36 43
Total 329 112 98 119 442 483

.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 23 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 23:47

Apenas dois líderes da 13ª rodada levaram o Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Desde o início a era dos pontos corridos, em 2003, o Campeonato Brasileiro conheceu apenas dois dos seis campeões que lideram na 13ª rodada e chegaram ao título. O Cruzeiro, em 2003, e o São Paulo, em 2006. Mas os torcedores do Galo, líder do Brasileirão em 2009, porém, não precisaram ficar com a pulga atrás da orelha. A campanha do Atlético-MG já é a segunda melhor de um clube na 13ª rodada. Com 28 pontos, o Galo só fica atrás do São Paulo de 2006, que tinha 29 pontos na mesma rodada.

O curioso é que em todas as seis edições anteriores, o campeão sempre figurou entre os primeiros colocados. Além dos líderes de 2003 (Cruzeiro) e 2006 (São Paulo), os campeões ficaram na segunda colocação (São Paulo, em 2007), na terceira colocação (Corinthians, em 2005), na quarta colocação (Santos, em 2004) e na quinta colocação (São Paulo, em 2008).

Confira abaixo a colocação dos clubes na 13ª rodada nos Brasileiros anteriores, na era dos pontos corridos:
2003

Clube PG J V E D GP GC SG
Cruzeiro *
25 13 7 4 2 29 17 12
Santos 24 13 7 3 3 22 13 9
Coritiba 23 13 7 2 4 21 16 5
Internacional 23 13 6 3 4 16 14 2
São Paulo 22 13 6 4 3 28 25 3

.

.
2004

Clube PG J V E D GP GC SG
Palmeiras 25 13 7 4 2 27 11 16
São Paulo 24 13 7 3 3 19 14 5
Figueirense 23 13 6 5 2 19 11 8
Santos *
22 13 7 1 5 25 21 4
Cruzeiro 21 13 6 3 4 17 17 0

.

.
2005

Clube PG J V E D GP GC SG
Ponte Preta 26 13 8 2 3 25 17 8
Internacional 25 13 8 1 4 26 20 6
Corinthians *
25 13 8 1 4 27 24 3
Botafogo 24 13 8 0 5 22 18 4
Santos 24 13 7 3 3 26 17 9

.

.
2006

Clube PG J V E D GP GC SG
São Paulo * 29 13 9 2 2 24 11 13
Cruzeiro 25 13 7 4 2 22 9 13
Internacional 25 13 7 4 2 18 13 5
Paraná 24 13 7 3 3 25 13 12
Fluminense 24 13 7 3 3 24 18 6

.

.
2007

Clube PG J V E D GP GC SG
Botafogo 25 12 7 4 1 26 15 11
São Paulo *
22 13 6 4 3 11 5 6
Paraná 22 13 6 4 3 20 15 5
Grêmio 21 13 6 3 4 11 14 -3
Vasco 20 12 6 2 4 21 15 6

.

.
2008

Clube PG J V E D GP GC SG
Flamengo 26 13 8 2 3 25 12 13
Grêmio 25 13 7 4 2 19 10 9
Cruzeiro 24 13 7 3 3 20 12 8
Vitória 23 13 7 2 4 20 13 7
São Paulo *
23 13 6 5 2 22 13 9

.

.
2009

Clube PG J V E D GP GC SG
Atlético-MG 28 13 8 4 1 27 13 14
Palmeiras 25 13 7 4 2 23 14 9
Internacional 24 13 7 3 3 21 15 6
Corinthians 23 13 7 2 4 20 17 3
Barueri 22 13 5 7 1 29 18 11

* Campeões

Autor: Tags: ,

domingo, 19 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 21:26

Palmeiras tem a maior invencibilidade e Náutico o maior jejum

Compartilhe: Twitter

Depois de perder por 2 x 0 para o Internacional, há dois meses, no dia 17 de maio, o Palmeiras não sabe mais o que ser derrotado. Nos últimos 12 jogos, foram 6 vitórias e 6 empates (sendo dois pela Libertadores, quando foi eliminado pelo Nacional-URU nas quartas-de-final). Sob o comando do técnico Jorginho, o desempenho do Verdão é ainda melhor. Em 5 jogos, foram 4 vitórias e apenas um empate, justamente em sua estreia, contra o Santos.

A invencibilidade de 12 jogos do Palmeiras é maior entre os clubes da Série A na atualidade. Quem mais se aproxima dessa marca é o Barueri, que está há 9 jogos sem perder. Bem atrás, vem o Atlético-MG com 4 jogos sem derrota.

Por outro lado, entre os clubes não vivem um bom momento, o mais desesperado é o Náutico. O clube que já está no terceiro técnico nesse Brasileirão não sabe o que é vencer há 9 rodadas. O técnico Geninho, que está há dois jogos no comando do time, pelo menos conseguiu um empate na penúltima rodada. Seu antecessor, Márcio Bittencourt, conseguiu a triste proeza de perder os 5 jogos em que comandou a equipe pernambucana. Já outros dois grandes também acumulam um longo período sem vitória.

O Fluminense, que demitiu Parreira e já desistiu de efetivar Vinícius Eutrópio, não ganha há 7 rodadas. A última vitória foi contra o Botafogo, no dia 7 de junho. Dos últimos 20 jogos do Tricolor, aliás, o clube venceu apenas 3. Já o Cruzeiro não ganha há 6 jogos. Além de perder os últimos 3 jogos no Brasileirão, a Raposa empatou dois pela Libertadores e perdeu um, justamente na final contra o Estudiantes.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 9 de julho de 2009 Artilheiros, Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História, Sem categoria | 13:10

Ronaldo volta a marcar 3 gols em um jogo depois de 5 anos

Compartilhe: Twitter

O atacante Ronaldo voltou a ter uma grande exibição com a camisa do Corinthians. Ontem, o Fenômeno marcou 3 gols e deu a vitória sobre o Fluminense (4 x 2), pelo Brasileirão. Ao ser questionado se já havia feito isso muitas vezes, o craque rebateu: “sim, várias vezes”.

E é pura verdade. Ronaldo já marcou 3 ou mais gols em um único jogou em outras 22 oportunidades. Em duas delas, fez 4 gols. Em outra, fez 5, na histórica vitória do Cruzeiro sobre o Bahia por 6 x 0, no Mineirão, em 1993. Em um dos 5 gols, Ronaldo roubou a bola do experiente goleiro uruguaio Rodolfo Rodríguez, que simplesmente largou a bola enquanto reclamava contra a arbitragem.

Mas se já fez muitas vezes 3 ou mais gols, Ronaldo, porém, estava a muito tempo sem repetir essa marca. A última foi em 2004, nas Eliminatórias para a Copa do Mundo, quando o Fenômeno marcou 3 vezes de pênalti na vitória sobre a Argentina por 3 x 1, no Mineirão.

Confira abaixo todos os jogos em que o Fenômeno marcou 3 ou mais gols:

Data Resultado Competição Gols
05/10/1993 Cruzeiro 6 x 1 Colo Colo Supercopa Liberadores 3
07/11/1993 Cruzeiro 6 x 0 Bahia Brasileiro 5
28/11/1993 Cruzeiro 4 x 0 Flamengo-SAM Amistoso 4
13/02/1994 Cruzeiro 3 x 1 Júbilo Iwata Amistoso 3
06/03/1994 Cruzeiro 3 x 1 Atlético-MG Mineiro 3
24/04/1994 Cruzeiro 4 x 0 Uberlândia Mineiro 3
13/09/1994 PSV Eindhoven 4 x 5 Bayer Leverkusen Copa da UEFA 3
09/04/1995 PSV Eindhoven 4 x 0 Utrecht Holandês 3
21/05/1995 PSV Eindhoven 8 x 1 Elinkwijk Amistoso 3
26/09/1995 PSV Eindhoven 7 x 1 MyPa 47-FIN Copa da UEFA 4
18/11/1995 PSV Eindhoven 8 x 0 De Graafschap Holandês 3
16/10/1996 Brasil 3 x 1 Lituânia Amistoso 3
26/10/1996 Barcelona 3 x 2 Valencia Espanhol 3
23/02/1997 Barcelona 4 x 1 Real Zaragoza Espanhol 3
12/03/1997 Barcelona 5 x 4 Atlético de Madrid Copa do Rey 3
13/04/1997 Barcelona 5 x 2 Atlético de Madrid Espanhol 3
15/10/1997 Internazionale 3 x 0 Piacenza Italiano 3
21/12/1997 Brasil 6 x 0 Austrália Copa das Confederações 3
15/02/1998 Internazionale 5 x 0 Lecce Italiano 3
01/03/2003 Real Madrid 5 x 1 Alavés Espanhol 3
23/04/2003 Real Madrid 3 x 4 Manchester United Liga dos Campeões 3
02/06/2004 Brasil 3 x 1 Argentina Eliminatórias 3
08/07/2009 Corinthiansl 4 x 2 Fluminense Brasileiro 3
Autor: Tags: ,

terça-feira, 7 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História, Sem categoria | 12:57

Quem tem o melhor aproveitamento em seu estádio em Brasileiros?

Compartilhe: Twitter

Nessa semana, alguns jogadores do São Paulo disseram que vão tentar usar a força do Morumbi para buscar a recuperação no Campeonato Brasileiro. Faz sentido. Jogando em sua casa, o Tricolor não perde, em Brasileiros, desde a estreia de 2008, quando foi derrotado pelo Grêmio (1 x 0). A invencibilidade são-paulina já é de 22 jogos (16 vitórias e 6 empates).

Em toda a história do Brasileirão o aproveitamento de pontos do São Paulo, no Morumbi, é um dos maiores entre os clubes da primeira divisão (66,95%). Porém, está atrás de dois rivais do estado. O Palmeiras, jogando no Parque Antártica, tem o melhor aproveitamento de um time da Série A de 2009 atuando em seu estádio. O alviverde conquistou 68,84% dos pontos disputados no Palestra. O Santos vem logo atrás, mas praticamente empatado (68,83%).

No Brasileirão de 2009, o Vitória é o único time com 100% de aproveitamento em casa (4 vitórias em 4 jogos). Jogando no Barradão, no entanto, o Vitória tem apenas o 10º melhor aproveitamento na história do Brasileiro.

Confira abaixo os clubes com os melhores aproveitamentos de pontos conquistados em seus estádios.

Pos. Time Estádio J V E D Aprov.%
Palmeiras Parque Antárctica 291 179 64 48 68,84%
Santos Vila Belmiro 339 206 82 51 68,83%
São Paulo Morumbi 478 278 126 74 66,95%
Grêmio Olímpico 461 265 120 76 66,16%
Atlético-PR Arena da Baixada* 201 116 47 38 65,51%
Internacional Beira-Rio 497 281 131 85 65,33%
Cruzeiro Mineirão 482 263 128 91 63,42%
Atlético-MG Mineirão 451 240 126 85 62,53%
Corinthians Pacaembu 307 165 78 62 62,21%
10º Vitória Barradão 169 93 34 38 61,74%
11º Goiás Serra Dourada 383 196 115 72 61,18%
12º Coritiba Couto Pereira 371 193 94 84 60,47%
13º Sport Ilha do Retiro 289 149 77 63 60,44%
14º Flamengo Maracanã 476 247 120 109 60,29%
15º Botafogo ** Engenhão 25 13 5 7 58,67%
16º Náutico Aflitos 108 51 34 23 57,72%
17º Fluminense Maracanã 375 177 105 93 56,53%
18º Botafogo *** Maracanã 289 121 87 81 51,90%
Barueri Arena Barueri 4 2 2 0 66,67%
Avaí Ressacada 5 1 3 1 40,00%
Santo André Bruno José Daniel 5 1 3 1 40,00%

* Contando os jogos no Joaquim Américo.
** Jogos no Engenhão (desde 2007)
*** Jogos no Maracanã (desde 1971)

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 6 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 13:05

Atlético-MG tem a melhor média de público do Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Com os mais de 48 mil torcedores que compareceram ao Mineirão para o jogo contra o Botafogo, ontem, o Atlético-MG passou a ser o clube com a melhor média de público do Brasileirão de 2009, superando o Flamengo. Vice-líder do campeonato, o Galo tem uma média de 32.602 torcedores por jogo contra 30.682 do Flamengo.

Ser o clube com a melhor média de público, porém, não é novidade para o Atlético-MG. Até hoje, na história do Brasileirão, o Galo já foi o campeão de público em 9 edições, a última delas em 2001. O clube mineiro só perde para o Flamengo, que já teve a melhor média de público em 11 edições.

Confira abaixo as melhores médias de público do Brasileirão de 2009 e também quem foram os clubes com as melhores médias em cada edição do Campeonato Brasileiro.

Média de Público no Brasileirão de 2009:

Clube Média de público
Atlético-MG 32.602
Flamengo 30.682
São Paulo 20.082
Fluminense 19.512
Sport 18.103
Grêmio 17.808
Internacioanal 17.456
Atlético-PR 15.554
Coritiba 14.683
Náutico 14.240
Palmeiras 13.343
Corinthians 11.602
Cruzeiro 11.360
Avaí 10.359
Vitória 10.282
Botafogo 9.622
Santos 8.604
Goiás 7.167
Santo André 4.515
Barueri 3.107

.

Clubes com as maiores médias de público na história do Brasileirão:

Ano Clube Média de público
1972 Corinthians 40 719
1973 Flamengo 33 660
1974 Vasco 36 619
1975 Internacional 51 962
1976 Corinthians 47 729
1977 Atlético-MG 55 664
1978 Palmeiras 31 359
1979 Internacional 46 491
1980 Flamengo 66 507
1981 Flamengo 43 614
1982 Flamengo 62 436
1983 Flamengo 59 332
1984 Flamengo 38 543
1985 Bahia 41 497
1986 Bahia 46 291
1987 Flamengo 47 610
1988 Bahia 35 537
1989 Flamengo 21 300
1990 Atlético-MG 26 748
1991 Atlético-MG 26 763
1992 Flamengo 42 922
1993 Corinthians 37 330
1994 Atlético-MG 22 673
1995 Atlético-MG 21 072
1996 Atlético-MG 25 449
1997 Atlético-MG 23 342
1998 Cruzeiro 28 384
1999 Atlético-MG 42 322
2000 Fluminense 20 219
2001 Atlético-MG 30 679
2002 Fluminense 25 666
2003 Cruzeiro 26 366
2004 Corinthians 13 547
2005 Corinthians 27 330
2006 Grêmio 25 630
2007 Flamengo 39 221
2008 Flamengo 40 694

* Não há registro da média de público de 1971.

.

Clubes que tiveram as maiores médias de público no Brasileirão:

Clube Vezes
Flamengo 11
Atlético-MG 9
Corinthians 5
Bahia 3
Cruzeiro 2
Fluminense 2
Internacional 2
Grêmio 1
Palmeiras 1
Vasco 1
Autor: Tags: , ,

  1. Primeira
  2. 3
  3. 4
  4. 5
  5. 6
  6. 7
  7. Última