Publicidade

Arquivo da Categoria Fotos

quarta-feira, 6 de maio de 2009 Confrontos, Fotos, História, Liga dos Campeões, Uniformes | 22:06

Mais uma decisão inédita na Liga dos Campeões

Compartilhe: Twitter

Barcelona x Manchester

Por pouco a Liga dos Campeões não teve a repetição consecutiva de uma final pela primeira vez na história da competição, que começou em 1956. O gol salvador de Iniesta, do Barcelona, tirou o Chelsea da final e também a possibilidade dos ingleses disputarem a final pelo segundo ano consecutivo.

Manchester e Barcelona farão no próximo dia 27 de maio, em Roma, mais uma final inédita da Liga dos Campeões. A decisão entre ingleses e espanhóis irá definir também o país com mais títulos na competição. Até hoje, Espanha, Inglaterra e Itália têm 11 títulos cada. Alemanha e Holanda vêm bem atrás com 6 títulos cada.

BarcelonaManchester

Entre os clubes, tanto Manchester United quanto Barcelona ainda estão longe de serem os maiores campeões do Velho Continente. O time de Alex Ferguson tem três títulos europeus (1968, 1999 e 2008), enquanto o Barça tem dois (1992 e 2006). O Real Madrid-ESP tem 9 títulos, seguido pelo Milan-ITA (7), Liverpool-ING (5) Ajax-HOL (4) e Bayern Munique-ALE (4).

O duelo do próximo dia 27 de maio será o sétimo entre Barcelona e Manchester na história da Liga dos Campeões. Até hoje, cada clube venceu uma vez e houve quatro empates. O Manchester marcou 9 gols e o Barcelona 12. Em 1995, jogaram pela fase de grupos. O Barcelona venceu em casa por 4 x 0. Na Inglaterra, os clubes empataram por 2 x 2. Em 1999, ano em que o Manchester foi campeão, os clubes jogaram também pela fase de grupos e empataram duas vezes por 3 x 3. Já em 2008, novamente quando o Manchester foi campeão, as equipes jogaram pela primeira vez no sistema de mata-mata, nas semifinais. No jogo de ida, houve empate em 0 x 0 em Barcelona. No jogo de volta, em Manchester, o time da casa venceu por 1 x 0, gol de Paul Scholes.

Barcelona x Man Utd

Em outros torneios europeus, Manchester e Barcelona já decidiram outro título. Foi em 1991, pela antiga Recopa Européia, e o Manchester venceu por 2 x 1.

Do último jogo entre as equipes, na semifinal da Liga dos Campeões de 2008, vários personagens estarão novamente em campo na final de Roma. Pelo Manchester United continuam na equipe o goleiro Van der Sar, os zagueiros Brown e Ferdinand, o lateral Evra, os volantes Park Ji-sung e Carrick, os meias Scholes, Fletcher e Nani e os atacantes Giggs, Tevez, Cristiano Ronaldo e Rooney, além do técnico Alex Ferguson. Pelo Barcelona, permancem o goleiro Victor Valdes, os zagueiros Puyol, Milito e Rafa Marquez, os laterais Abidal e Sylvinho, os volantes Xavi Yaya Toure, o meia Iniesta e os atacantes Messi, Eto’o, Henry e Gudjohnsen.

Ronaldo x Messi

O duelo mais esperado, porém, será entre os dois melhores jogadores do mundo na atualidade: o argentino Lionel Messi, do Barça, artilheiro da Liga dos Campeões com 8 gols, e o português Cristiano Ronaldo, artilheiro e campeão da Liga em 2008. A final colocará ainda frente a frente os líderes e futuros campeões das ligas espanhola e a inglesa. Jogo imperdível e sem prognósticos!!!

Autor: Tags: , ,

domingo, 3 de maio de 2009 Campeões, Campeonatos Estaduais, Fotos | 22:35

Balanço dos estaduais encerrados em 2009 – parte 1

Compartilhe: Twitter

Para quem gosta dos tradicionais campeonatos estaduais, esse feriadão (que começou na sexta-feira, dia 1º de maio), foi uma festa só. O Brasil conheceu onze novos campeões estaduais. Alguns já previsíveis, como Corinthians, Cruzeiro e Vitória, que abriram boa vantagem nos jogos de ida. Outros campeões conquistaram o título de forma dramática: Flamengo (nos pênaltis) e Sousa-PB (que virou o jogo aos 39 minutos do 2º tempo). Já Goiás e Avaí reverteram a vantagem e conquistaram o estadual em grande estilo. Principalmente o Avaí, que venceu o Chapecoense por 3 x 1 (mesmo placar do jogo de ida) e depois ainda fez 3 x 0 na prorrogação. Outros campeões estaduais nesse final de semana foram: Atlético-PR, Fortaleza, Juventus-AC, Brasiliense (sábado) e ASSU-RN (na última sexta-feira).

Assim, o Brasil já conhece 14 campeões dos 27 campeonatos estaduais. Há duas semanas, Sport e Internacional já tinham conquistado o título em seus estados. Dos 14 estaduais restantes, apenas o Amapaense ainda não começou. A bola segue rolando ainda nos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauiense, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins.

Dos 14 campeões estaduais de 2009, apenas quatro foram invictos: Corinthians, Cruzeiro, Internacional e Sport. Destes, o Sport foi o time com o melhor aproveitamento: 90,9% dos pontos, seguido pelo Inter (90,5%) e Goiás (84,1%), Já os campeões com os piores aproveitamentos foram ASSU-RN (58%), Avaí (61,5%) e Fortaleza (62,%). Entre os ataques mais positivos, o ranking dos melhores ficou assim: Inter (3,1), Cruzeiro (3,0) e Vitória (2,5). Já entre as melhores defesas, o Goiás ficou na frente com 0,52 gol sofrido por jogo, seguido por Sport e Brasiliense (0,55 cada).

Além disso, oito dos 14 campeões conseguiram, além do título, fazer o artilheiro da competição: Internacional (Taison), Vitória (Neto Baiano), Atlético-PR (Rafael Moura), Goiás (Felipe), Fortaleza (Marcelo Nicácio), Brasiliense (Fábio Júnior), Sousa (Edmundo) e Araújo (Juventus-AC). Dos 14 campeões, sete confirmaram a supremacia estadual Cruzeiro e Internacional (bicampeões), Flamengo, Fortaleza e Vitória (tricampeões), Sport (tetracampeão) e Brasiliense (hexacampeão).

Veja abaixo o balanço desses campeonatos já encerrados em 2009:

SÃO PAULO

Corinthians Campeão Paulista de 2009

Campeão: Corinthians
Time-base: Felipe, Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho. Técnico: Mano Menezes
Campanha: 23 jogos, 13 vitórias, 10 empates, 0 derrota (71% de aprov.); 41 gols pró, 18 gols contra
Vice: Santos
Artilheiro: Pedrão (Barueri), 16 gols

RIO DE JANEIRO

Flamengo tricampeão carioca (2007/08/2009)

Campeão: Flamengo
Time-base: Bruno, Airton, Fabio Luciano e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Willians, Ibson, Kleberson (Zé Roberto) e Juan; Erick Flores (Obina) e Émerson (Josiel). Técnico: Cuca
Campanha: 20 jogos, 12 vitórias, 6 empates, 2 derrotas, 38 gols pró, 22 gols contra
Vice: Botafogo
Artilheiro: Maicosuel (Botafogo), 12 gols

MINAS GERAIS

Cruzeiro bicampeão mineiro (2008/09)

Campeão: Cruzeiro
Time-base: Fábio, Jancarlos, Leonardo Silva (Gustavo), Thiago Heleno (Léo Fortunato) e Gérson Magrão; Henrique, Fabrício, Ramires e Wagner; Kleber e Wellington Paulista (Soares). Técnico: Adílson Batista
Campanha: 17 jogos, 12 vitórias, 5 empates, 0 derrota; 51 gols pró, 13 gols contra
Vice: Atlético-MG
Artilheiro: Diego Tardelli (Atlético-MG), 16 gols

RIO GRANDE DO SUL

Internacional bicampeão Gaúcho (2008/09)

Campeão: Internacional
Time-base: Lauro, Bolívar, Álvaro, Índio e Kléber; Sandro, Magrão, Guiñazu e D’Alessandro (Andrezinho); Taison e Nilmar (Alecsandro). Técnico: Tite
Campanha: 21 jogos, 18 vitórias, 3 empates, 0 derrota; 67 gols pró, 14 gols contra
Vice: Juventude
Artilheiro: Taison (Internacional), 15 gols

PERNAMBUCO

Sport tetracampeão pernambucano (2006/07/08/09)

Campeão: Sport
Time-base: Magrão, Igor, Durval e César; Moacir, Hamilton, Daniel Paulista (Andrade), Paulo Baier e Dutra; Ciro (Wilson) e Vandinho. Técnico: Nelsinho Baptista
Campanha: 22 jogos, 19 vitórias, 3 empates, 0 derrota; 53 gols pró, 12 gols contra
Vice: Náutico
Artilheiro: Marcelo Ramos (Santa Cruz), 18 gols

BAHIA

Vitória tricampeão baiano (2007/08/09)

Campeão: Vitória
Time-base: Viáfara, Wallace, Victor Ramos e Luciano Almeida; Apodi, Vanderson, Carlos Alberto (Uellinton), Bida, Ramon (Nadson) e Jackson; Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani
Campanha: 26 jogos, 19 vitórias, 3 empates, 4 derrotas; 65 gols pró, 19 gols contra
Vice: Bahia
Artilheiro: Neto Baiano (Vitória), 18 gols

PARANÁ

Atlético-PR campeão paranaense 2009

Campeão: Atlético-PR
Time-base: Galatto, Raul, Antônio Carlos, Rhodolfo e Alex Sandro; Chico, Jairo (Renan), Julio dos Santos e Marcinho (Wesley); Rafael Moura e Walyson (Lima). Técnico: Geninho
Campanha: 21 jogos, 14 vitórias, 4 empates, 3 derrotas; 43 gols pró, 19 gols contra
Vice: J. Malucelli
Artilheiro: Rafael Moura (Atlético-PR), 14 gols

GOIÁS

Goiás campeão goianiense 2009

Campeão: Goiás
Time-base: Harlei, Leandro Euzébio, Ernando e Rafael Tolói; Vítor, Ramalho, Éverton, Eduardo Ramos (Rafinha) e Júlio César (Zé Carlos); Iarley e Felipe; . Técnico: Hélio dos Anjos
Campanha: 21 jogos, 17 vitórias, 2 empates, 2 derrotas; 46 gols pró, 11 gols contra
Vice: Atlético-GO
Artilheiro: Felipe (Goiás), 16 gols

SANTA CATARINA

Ava</p

Campeão: Avaí
Time-base: Eduardo Martini, Ferdinando (Marcone), André Turatto, Emerson e Uendel; Marcus Winícius, Léo Gago, Caio (Odair) e Marquinhos; William e Evando (Lima). Técnico: Silas
Campanha: 26 jogos, 14 vitórias, 6 empates, 6 derrotas; 46 gols pró, 31 gols contra
Vice: Chapecoense
Artilheiro: Bruno Cazarine (Chapecoense), 17 gols

CEARÁ

Fortaleza tricampeão cearense (2007/08/09)

Campeão: Fortaleza
Time-base: Douglas, Gilmak, Sílvio e Édson; Álvaro (Eusébio), Coutinho, Bismarck, Cleison e Guto; Marcelo Nicácio e Wanderley (Luiz Carlos). Técnico: Mirandinha
Campanha: 26 jogos, 14 vitórias, 7 empates, 5 derrotas; 54 gols pró, 31 gols contra
Vice: Ceará
Artilheiro: Marcelo Nicácio (Fortaleza), 13 gols

DISTRITO FEDERAL

Brasiliense hexacampeão candango (2004/05/06/07/08/09)

Campeão: Brasiliense
Time-base: Guto, Ailson, Cris e Cláudio Luiz; Julio Cesar (Patrick), Pedro Ayub, Juninho, Iranildo (Ji-Paraná) e Edinho; Fábio Junior e Ricardinho (Rodriguinho). Técnico: Roberval Davino
Campanha: 22 jogos, 15 vitórias, 5 empates, 2 derrotas; 45 gols pró, 12 gols contra
Vice: Brasília
Artilheiro: Fábio Júnior (Brasiliense), 8 gols

ACRE

Juventus campeão acreano 2009
Campeão: Juventus
Time-base: Douglas, Muniz (Baiano), Jeferson, Zidane e Antonio Marcos (Airson); Hulan, João Paulo, Thiago Carioca e Luís Rômulo; Marcelo Cabeção (Obina) e Araújo. Técnico: Edson Maria.
Campanha: 13 jogos, 7 vitórias, 5 empates, 1 derrota, 30 gols pró, 14 gols contra
Vice: Rio Branco
Artilheiros: Josa (Atlético Acreano), Araújo (Juventus) e Aílton (Vasco), 10 gols

RIO GRANDE DO NORTE
Campeão:
ASSU
Time-base: Erasmo, Thiago Baiano, Pedro, Pantera (Jefferson) e Ribamar (Coelho); Lano, Allan, Alyson e Leandro Mineiro (Luís Carlos); Marcelo e Luciano Paraíba. Técnico: Hugo Sales
Campanha: 23 jogos, 12 vitórias, 4 empates, 7 derrotas; 44 gols pró, 31 gols contra
Vice: Potyguar de Currais Novos
Artilheiro: Lúcio (América), 15 gols

PARAÍBA
Campeão:
Sousa
Time-base: Ricardo, Nino Paraíba, Mir, Cléber e Camilo; Juninho (Alex), Jéferson (Bileu), Yarley e Miltinho; Edmundo e Manu (Lázaro). Técnico: Reginaldo Sousa
Campanha: 24 jogos, 15 vitórias, 3 empates, 6 derrotas; 41 gols pró, 30 gols contra
Vice: Treze
Artilheiro: Edmundo (Sousa), 18 gols

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 1 de maio de 2009 Artilheiros, Campeonatos Estaduais, Confrontos, Copa do Brasil, Copa Libertadores, Estatísticas, Fotos, História | 22:45

Dez motivos para santistas e corintianos sonharem na final

Compartilhe: Twitter

Para muitos, a decisão do Campeonato Paulista de 2009 já está praticamente definida. Com a vitória no primeiro jogo por 3 x 1, o Corinthians aumentou sua vantagem e pode até perder por dois gols de diferença para garantir seu 26º título estadual.
Os santistas, porém, não perderam a esperança. Sinceramente, acho difícil. Mas resolvi listar aqui alguns motivos para o torcedor do Santos acreditar no título. Por outro lado, separei também dez razões para o corintiano ter certeza de que será campeão paulista.

Dez motivos para os santistas sonharem:
1 – Muitos santistas dessa geração ainda guardam a incrível virada no Pacaembu em 1995. Naquele ano, o time comandando pelo meia Giovanni venceu o Fluminense por 5 x 2 e garantiu vaga na final do Brasileirão quando precisa vencer por três gols de diferença. No jogo de ida, o Peixe perdeu por 4 x 1 no Rio.
2 – Nos últimos 20 jogos entre as duas equipes, o Santos venceu 12 e o Corinthians apenas 5.Neymar
3 – Das 27 vitórias do Peixe sobre o rival no Pacaembu, seis foram por diferença maior ou igual a três gols. A última delas em 2006, pelo Campeonato Brasileiro (gols de Kleber, Leandro e Zé Roberto).
4 – O Peixe tem vantagem sobre o rival em finais. Em quatro decisões, foram três vitórias. Duas em Campeonatos Paulistas (1935 e 1984) e uma pelo Brasileirão (2002).
5 – Em 2002, Robinho despontou para o futebol após o título Brasileiro conquistado sobre o Corinthians. Enquanto jogou pelo Peixe, o Corinthians não ganhou. A esperança do santista é que Neymar repita a cena de 2002.
6 – Kleber Pereira garantiu o Santos na decisão do Paulistão marcando três gols contra a Ponte Preta. Quando precisou, o artilheiro fez sua parte. Será que ele fará o mesmo agora?
7 – Como no Brasileiro de 2002, o Santos garantiu a vaga nas finais na última hora. E mesmo em desvantagem, foi campeão. Nesse Paulistão, nas semifinais, passou pelo Palmeiras, time de melhor campanha na primeira fase.
8 – O Corinthians levou três gols no último jogo e por pouco não perdeu por 3 x 0 para o Atlético-PR. Arrancou dois gols depois dos 40 minutos do segundo tempo.
9 – O Corinthians não é imbatível. A equipe perdeu a invencibilidade de 25 jogos em 2009. Ou de 45 jogos, como os corintianos gastavam de dizer, ao não contabilizar a derrota para o América-RN na última rodada da Série B, quando o time titular estava de férias.
10 – Ronaldo, autor de dois gols na primeira final, na Vila Belmiro, é dúvida. O Fenômeno tem sido decisivo, principalmente nos clássicos. Sem ele, o Corinthians poderá entrar em campo com Souza ou Otacílio Neto, ou ainda sem um atacante de área.

Dez motivos para os corintianos acreditarem ainda mais no título quase certo:
1 – Desde o rebaixamento na Série A do Brasileiro, em 2007, o Corinthians não perde por três gols de diferença. A última derrota, em casa, por esse placar foi no dia 25 de agosto de 2007, Cruzeiro 3 x 0 no Pacaembu.
2 – Sob o comando de Mano Menezes, o Corinthians nunca perdeu dois jogos seguidos. Vale lembrar que o time vem de derrota para o Atlético-PR.
3 – A última derrota do Corinthians, jogando como mandante, foi há mais de 9 meses, no dia 19 de julho de 2008, quando perdeu para o Bahia por 1 x 0 no Pacaembu. Desde então, foram 25 jogos, 20 vitórias e 5 empates.
4 – Desde essa última derrota no Pacaembu, o Corinthians marcou 59 gols e sofreu apenas 15. Deixou de marcar gol em apenas um jogo (0 x 0 contra o Criciúma). Além disso, não levou 3 gols em nenhum desses 25 jogos.
5 – O Corinthians pode até perder por dois gols de diferença, mas luta para conquistar o título invicto, o quinto em sua história (já ganhou em 1914, 1916, 1929 e 1938). Mais um motivo para crer que o time não perderá.Ronaldo
6 – O Corinthians tem Ronaldo, que não ficou dois jogos sem marcar gols pelo Timão. Como não fez contra o Atlético-PR…
7 – O Corinthians luta para conquistar um título no Pacaembu depois de 54 anos. O último foi em fevereiro de 1955, que valia o título do Paulista de 1954.
8 – No Pacaembu, o Corinthians e Santos jogaram 86 vezes. Foram 32 vitórias do Corinthians, 27 do Santos e mais 27 empates. O Corinthians marcou 133 gols e sofreu 122.
9 – Corinthians e Santos jogaram duas vezes nesse Paulistão. Na primeira, no Pacaembu, deu Corinthians: 1 x 0, gol de Dentinho. O jogo marcou a primeira vitória de Mano Menezes em clássicos paulistas. No segundo jogo entre os dois clubes, deu Corinthians de novo: 3 x 1, no último domingo.
10 – O Corinthians não quer perder a terceira decisão seguida para o Santos. Em 1984, perdeu a chance de ganhar o tricampeonato paulista ao ser derrotado para o rival. Em 2002, perdeu o título Brasileiro para o Santos, que até então nunca havia conquista o campeonato. Naquele jogo, Robinho deitou e rolou. Nenhum corintiano quer que a cena se repita, vendo Neymar acabar com o Timão.

Para quem gosta desse clássico, o livro O Grande Jogo – O Maior Duelo Alvinegro do Futebol Contado por Dois Historiadores Fanáticos, dos jornalistas Celso Unzelte e Odir Cunha, publicado pela Editora Novo Século é um grande pedido. O livro trás histórias fantásticas sobre o clássico mais antigo de São Paulo, além de curiosidades, estatísticas e a lista completa de todos os jogos realizados entre 1913 e 2008. Vale a pena!!!

Livro o Grande Jogo, Celso Unzelte e Odir Cunha

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 28 de abril de 2009 Campeonatos Estaduais, Estatísticas, Fotos, Sem categoria | 17:15

Qual o melhor time do Brasil em 2009?

Compartilhe: Twitter

Taison e D'AlessandroAntes do início do Brasileirão (que começa no próximo dia 9 de maio), alguns clubes já despontam como favoritos. Pelo futebol apresentado até agora, nesses quatro meses de 2009, Internacional, Corinthians e Cruzeiro (nessa ordem) largam na frente. O Sport, pela boa campanha no Estadual e na Libertadores, poderia também figurar aí. Mas como o nível dos adversários do Campeonato Pernambucano não é tão elevado, fica difícil apontar o Leão entre os favoritos.

O Internacional, de Nilmar, D’Alessandro, Taison e cia., vem de um bicampeonato gaúcho, conquistado de forma invicta (18 vitórias e 3 empates). Atual campeão da Copa Sul-Americana, o time comandado por Tite tem o melhor aproveitamento de pontos na temporada de 2009 (88%) e o ataque mais posivito. Foram 76 gols em 25 jogos (média de 3,04 por partida). Por enquanto, o único deslize do time foi na Copa do Brasil. No jogo de ida, acabou derrotado pelo fraco União-MT (1 x 0).

DouglasJá o Corinthians, próximo do título paulista, tem como destaque sua invencibilidade e a força diante dos adversários de qualidade que enfrentou. A equipe de Mano Menezes, Ronaldo e Douglas, não perdeu nos 24 jogos que fez ano e tem ainda um das melhores defesas (sofreu apenas 17 gols). Prova da qualidade do time está na campanha no Paulistão, que conta com mais cinco times que estão na Série A do Paulista (Palmeiras, Santos, São Paulo, Santo André e Barueri). Só nos clássicos, foram quatro vitórias e três empates.

Kléber

O Cruzeiro, invicto no Campeonato Mineiro, também está com a mão-na-taça no Estadual. A equipe do técnico Adilson tem, na média, o segundo melhor ataque do ano. Foram 59 gols em apenas 22 jogos (2,68 por partida). Prova do poderio ofensivo da Raposa pode ser vista no último domingo, na incrível goleada por 5 x 0 sobre o rival Atlético. Assim como o Inter, o Cruzeiro só perdeu um vez no ano. Foi na Libertadores, quando levou de 4 x 0 do Estudiantes.

Já o Sport, atual campeão da Copa do Brasil e tetra pernambucano, vem com a melhor campanha no ano. O Leão da Ilha do Retiro tem 22 vitórias, 4 empates e apenas 1 derrota em 27 jogos. Sua defesa é a segunda menos vazada do ano (17 gols – 0,63 por partida), atrás apenas do Goiás (0,57). De quebra, o time de Paulo Baier e Ciro é o líder do grupo mais difícil da Libertadores. O Sport está na frente do Palmeiras, Colo Colo-CHI e já despachou a campeã LDU Quito-EQU. Até agora, a única derrota do time foi para o Palmeiras, na Ilha do Retiro (0 x 2).

Por outro lado, alguns grandes também devem ser apontados nessa lista dos melhores. São Paulo e Palmeiras, que não foram bem no Paulistão, ainda seguem vivos na Libertadores e têm grandes jogadores no elenco. É sempre complicado descartar o São Paulo de qualquer competição. Já o Grêmio, que perdeu o técnico Celso Roth e foi muito mal no Gauchão, é o time de melhor campanha na Libertadores.

Confira as campanhas dos 20 clubes que jogarão a Série A do Brasileiro em 2009, contanto os jogos nos estaduais, Copa do Brasil e Libertadores. Para você, qual é o melhor time na atualidade? Deixe seu comentário com o nome do clube na frente e o motivo da escolha.

Time

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

%

MGP

MGC

Sport

70

27

22

4

1

60

17

43

86,4

2,22

0,63

Internacional

66

25

21

3

1

76

16

60

88,0

3,04

0,64

Vitória

65

29

20

5

4

69

21

48

74,7

2,38

0,72

Goiás

59

23

19

2

2

54

13

41

85,5

2,35

0,57

Palmeiras

57

28

17

6

5

53

29

24

67,9

1,89

1,04

Náutico

56

26

16

8

2

52

29

23

71,8

2,00

1,12

Corinthians

54

24

15

9

0

44

17

27

75,0

1,83

0,71

Cruzeiro

53

22

16

5

1

59

17

42

80,3

2,68

0,77

São Paulo

53

27

16

5

6

44

27

17

65,4

1,63

1,00

Santos

50

26

15

5

6

39

24

15

64,1

1,50

0,92

Atlético-PR

49

23

15

4

4

49

22

27

71,0

2,13

0,96

Botafogo

48

23

15

3

5

53

24

29

69,6

2,30

1,04

Flamengo

47

22

14

5

3

42

21

21

71,2

1,91

0,95

Grêmio

46

24

14

4

6

47

23

24

63,9

1,96

0,96

Atlético-MG

45

19

14

3

2

43

15

28

78,9

2,26

0,79

Coritiba

45

24

13

6

5

32

19

13

62,5

1,33

0,79

Avaí

45

25

13

6

6

40

30

10

60,0

1,60

1,20

Fluminense

40

21

12

4

5

38

19

19

63,5

1,81

0,90

Santo André

34

21

10

4

7

34

24

10

54,0

1,62

1,14

Barueri

30

22

8

6

8

36

35

1

45,5

1,64

1,59

PG: pontos ganhos; J: jogos; V: vitória; E: empates; D: derrotas; GP: gols pró; GC: gols contra; SG: saldo de gols; %: aproveitamento de pontos; MGP: média de gols pró; MGC: média de gols contra
Autor: Tags: , , ,