Publicidade

Arquivo da Categoria História

quinta-feira, 21 de maio de 2009 Confrontos, Copa do Brasil, Estatísticas, História, Sem categoria | 00:11

Curiosidades sobre os semifinalistas da Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Chicão

Foram definidos agora os quatro semifinalistas da Copa do Brasil de 2009. O Corinthians, com o empate no Maracanã (2 x 2), vai pegar o Vasco, que empatou com o Vitória por 1 x 1, em Salvador. Já o Internacional, que garantiu a vaga aos 44 minutos do segundo tempo, na vitória por 2 x 1 sobre o Flamengo, vai enfrentar o Coritiba, que eliminou a Ponte Preta na última terça-feira.

Carlos Alberto

Um de cada estado do país. De um lado, Corinthians (SP) x Vasco (RJ). Do outro, Coritiba (PR) x Internacional (RS). Desses quatro clubes, Corinthians (em 1995 e 2002) e Internacional (1992), já foram campeões do torneio. Os dois clubes também vêm de títulos estaduais em 2009. O Coritiba foi semifinalista da Copa do Brasil duas vezes (1991 e 2001). Já o Vasco teve como melhor colocação o vice em 2006.


Ariel

Dos dois confrontos, apenas um já aconteceu anteriormente em Copa do Brasil. Corinthians e Vasco se enfrentaram em 1995, justamente na semifinal. Naquele ano, o time paulista venceu duas vezes (1 x 0 no Rio e 5 x 0 em São Paulo), garantiu vaga na final contra o Grêmio e posteriormente conquistou o título. Já o encontro entre os centenários Internacional e Coritiba nunca aconteceu na história da competição.

Na atual edição, Vasco e Coritiba estão invictos, têm os melhores ataques (17 gols) e as melhores campanhas. Já o Internacional vem com a melhor defesa, com apenas 3 gols sofridos. Élton (Vasco), Chicão (Corinthians), Marcelinho Paraíba (Coritiba) e Taison (Inter) são os artilheiros de seus respectivos clubes. Taison, com 6 gols, é o artilheiro isolado da Copa do Brasil. A CBF vai sortear a ordem dos jogos da semifinal hoje (quinta-feira).

Confira abaixo o histórico das equipes nas semifinais da Copa do Brasil e as campanhas na atual edição.





VascoVASCO (RJ) x CORINTHIANS (SP)

Confronto direto na Copa do Brasil:
2 jogos, 2 vitórias do Corinthians, 0 gol do Vasco, 6 gols do Corinthians
1995 – Semifinal (Corinthians classificado)
24/5/1995 – Vasco 0 x 1 Corinthians (Marcelinho Carioca)
31/5/1995 – Corinthians 5 x 0 Vasco (Viola (3), Souza e Ricardo Rocha (contra))

Retrospecto nas semifinais da Copa do Brasil:
Vasco (18 participações) – Chegou 6 vezes nas semifinais. Classificou em 1 (06) e foi elimiando em 5 (93, 94, 95, 98 e 08)
Corinthians (16 participações) – Chegou 5 vezes nas semifinais. Classificou em 4 (95, 01, 02 e 08) e foi elimiando em 1 (97)

Campanhas na Copa do Brasil 2009:
VASCO
(6 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 0 derrota, 17 gols pró, 4 gols contra)
1ª fase  – Flamengo-PI 1 x 4 Vasco
2ª fase  – Central-CE 0 x 3 Vasco
Oitavas – Vasco 1 x 1 ICASA-CE
Oitavas – ICASA-CE 1 x 4 Vasco
Quartas – Vasco 4 x 0 Vitória
Quartas – Vitória 1 x 1 Vasco
Artilheiros: Elton (5 gols); Léo Lima, Paulo Sérgio e Rodrigo Pimpão (2 gols); Alan Kardec, Carlos Alberto, Jeferson, Nilton, Vilson e Ari (contra) (1 gol)

CORINTHIANS (6 jogos, 4 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 11 gols pró, 5 gols contra)
1ª fase  – Itumbiara-GO 0 x 2 Corinthians
2ª fase  – Misto-MS 0 x 2 Corinthians
Oitavas – Atlético-PR 3 x 2 Corinthians
Oitavas – Corinthians 2 x 0 Atlético-PR
Quartas – Corinthians 1 x 0 Fluminense
Quartas – Fluminense 2 x 2 Corinthians
Artilheiros: Chicão (3 gols); André Santos, Dentinho e Ronaldo (2 gols); Cristian e Jorge Henrique (1 gol)

CoritibaCORITIBA (PR) x INTERNACIONAL (RS)Internacional

Confronto direto na Copa do Brasil:
Nunca se enfrentam antes
Retrospecto nas semifinais da Copa do Brasil:
Coritiba (14 participações) – Chegou 2 vezes nas semifinais. Foi eliminado nas duas (91 e 01)
Internacional (17 participações) – Chegou 2 vezes nas semifinais. Classificou em 1 (92) e foi elimiando em 1 (99)

Campanhas na Copa do Brasil 2009:
CORITIBA
(8 jogos, 5 vitórias, 3 empates, 0 derrota, 17 gols pró, 5 gols contra)
1ª fase  – Holanda-AM 1 x 2 Coritiba
1ª fase  – Coritiba 3 x 0 Holanda-AM
2ª fase  – Bahia-BA 2 x 2 Coritiba
2ª fase  – Coritiba 0 x 0 Bahia-BA
Oitavas – CSA-AL 0 x 4 Coritiba
Oitavas – Coritiba 3 x 0 CSA-AL
Quartas – Ponte Preta 2 x 2 Coritiba
Quartas – Coritiba 1 x 0 Ponte Preta
Artilheiros: Marcelinho Paraíba (5 gols); Márcio Gabriel (3 gols); Ariel (2 gols); Carlinhos Paraíba, Guaru, Hugo, Pedro Ken, Ramon, Renatinho e Rodolfo (contra) (1 gol)

INTERNACIONAL (8 jogos, 6 vitórias, 1 empate, 1 derrota, 16 gols pró, 3 gols contra)
1ª fase  – União-MT 1 x 0 Internacional
1ª fase  – Internacional 2 x 0 União-MT
2ª fase  – Guarani-SP 1 x 2 Internacional
2ª fase  – Internacional 5 x 0 Guarani-SP
Oitavas – Náutico 0 x 3 Internacional
Oitavas – Internacional 2 x 0 Náutico
Quartas – Flamengo 0 x 0 Internacional
Quartas – Internacional 2 x 1 Flamengo
Artilheiros: Taison (6 gols); Alecsandro (3 gols); Índio (2 gols); Andrezinho, Bolívar, D’Alessandro, Marcelo Cordeiro e Nilmar

Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 20 de maio de 2009 Campeões, História | 18:15

Quem são os brasileiros que já ganharam a Copa da Uefa

Compartilhe: Twitter

Cinco brasileiros conquistaram hoje a 38ª edição da Copa da Uefa. Fernandinho, Jadson, Ilsinho, Willian e Luiz Adriano ajudaram o Shakthar Donestk, da Ucrânia, a conquistar pela primeira fez o torneio. Luiz Adriano (foto), fez o primeiro gol, e Jadson, na prorrogação, garantiu o título na vitória por 2 x 1 sobre o Werder Bremen-ALE, de Naldo (autor do gol do time alemão) e Diego (que não jogou por suspensão). O feito dos campeões pelo Shakthar, porém, não é novidade para os brazucas.

Na primeira edição do torneio, que era chamado de Copa de Feiras, o atacante Evaristo de Macedo levantou o taça com o Barcelona. Pouco depois, Dino da Costa repetiu o feito com a Roma, em 1961. Já o atacante Waldo, ex-Fluminense, foi melhor e conquistou o bicampeonato em 1962/63 com o Valencia. Depois disso, os brasileiros só voltaram a vencer o torneio em 1988, quando o meia Tita foi campeão pelo Bayer Leverkusen. Nessa década, apenas em 2001, quando o Liverpool foi campeão, e em 2008, quando deu Zenit-RUS, os brasileiros não tiveram o gostinho de saborear o título.

Outros brasileiros que não ganharam o torneio acabaram se destacando como artilheiros da competição. Nesse ano, o atacante Vagner Love, do CSKA Moscou, foi o principal artilheiro da edição 2008/09 com 11 gols.

Veja quais foram os brasileiros que já ganharam e também que já foi artilheiro da Copa da Uefa.

Brasileiros campeões da Copa da Uefa

1958 – Evaristo de Macedo 1961 – Dino da Costa
1962 e 1963 – Waldo
(Barcelona-ESP) (Roma-ITA)
(Valencia-ESP)
Evaristo de Macedo Dino da Costa

————————————————————————————————————————————————-

1988 – Tita 1989 – Alemão e Careca 1993 – Júlio César
(Bayer Leverkusen-ALE) (Napoli-ITA) (Juventus-ITA)
Tita Careca, Maradona e Alemão Juventus

————————————————————————————————————————————————-

1998 – Zé Elias e Ronaldo 2000 – Taffarel, Capone e Márcio
2002 – Leonardo
(Internazionale-ITA) (Galatasaray-TUR) (Feyenoord-HOL)
Zé Elias e Ronaldo Galatasaray Leonardo

————————————————————————————————————————————————-

2003 – Derley, Clayton e Deco
2004 – Fábio Aurélio e Ricardo Oliveira
2005 – D. Carvalho, Dudu e Vágner Love
(Porto-POR) (Valencia-ESP) (CSKA Moscou-RUS)
Deco e Derlei Valencia Daniel Carvalho e Vagner Love

————————————————————————————————————————————————-

2006 e 2007 – Daniel Alves, Adriano, Renato e Luís Fabiano 2009 – Fernandinho, Ilsinho, Jadson, Willian e Luiz Adriano
(Sevilla-ESP) (Shakthar Donestk-UCR)
Shakthar

————————————————————————————————————————————————-

Brasileiros artilheiros da Copa da Uefa
1958 – Evaristo de Macedo (Barcelona-ESP), 4 gols
1962 – Waldo (Valencia-ESP), 12 gols
1964 – Waldo (Valencia-ESP), 6 gols
1987 – Paulinho Cascavel (Vitória de Guimarães-POR), 5 gols
2003 – Derlei (Porto-POR), 11 gols
2004 – Sonny Anderson (Villarreal-ESP), 6 gols
2009 – Vágner Love (CSKA Moscou-RUS), 11 gols



Autor: Tags: ,

quarta-feira, 13 de maio de 2009 Copa Libertadores, Estatísticas, História | 13:04

Ceni ou Marcos, quem é melhor na Libertadores?

Compartilhe: Twitter

O goleiro Marcos foi brilhante na classificação do Palmeiras para as quartas-de-final da Libertadores de 2009. O palmeirense levou o time nas costas e classificou o Verdão mais uma vez após uma disputa por pênaltis. Foi a sétima vitória em nove disputas. Marcos já entrou para a história do clube e do futebol brasileiro por feito. Seu aproveitamento nas disputas por pênaltis é incrível e talvez insuperável.

Mas o goleiro do Palmeiras não é o único a se destacar tanto na competição sul-americana. Rogério Ceni, do São Paulo, também tem números impressionantes pelo torneio. Apesar de não ter encarado tantas disputas de pênaltis, Rogério tem números que superaram Marcos. O são-paulino tem mais jogos, disputou uma edição a mais, sofreu menos gols e ainda marcou 10 em Libertadores. No único confronto direto entre eles, deu Rogério. Foi em 2005, nas oitavas-de-final.

Abaixo, os números de Marcos e Rogério Ceni na Libertadores. Vale lembrar que ambos são recordistas de participações por seus respectivos clubes na competição.

Marcos
Em Libertadores
Rogério Ceni
1 (1999)
Títulos
1 (2005)
1 (2000)
Vice
1 (2006)
1 (2001)
Semifinal
1 (2004)
Quartas-de-final
1 (2008)
1 (2005)
Oitavas-de-final
1 (2007)
53
Jogos
60
-65
Gols sofridos
-53
-1,22
Média
-0,88
0
Gols marcados
10
25
Vitórias
36
14
Empates
12
14
Derrotas
12
56,0%
Aproveitamento
66,7%
5
Cartões amarelos
6
0
Cartões vermelhos
0
9
Disputa nos pênaltis
2
7
Vitórias
2
2
Derrotas
0
42
Pênaltis
11
10
Defendidos
3
7
Para fora
1
25
Gols
7
40,0%
Aproveitamento
36,3%

Marcos em disputas por pênaltis em Libertadores:
1999 – Quartas-de-final
Palmeiras 4 x 2 Corinthians (defendeu 1 cobrança; 1 foi para fora)

1999 – Final
Palmeiras 4 x 3 Deportivo Cali-COL (2 foram para fora)

2000 – Oitavas-de-final
Palmeiras 3 x 2 Peñarol-URU (defendeu 2 cobranças; 1 foi para fora)

2000 – Semifinal
Palmeiras 5 x 4 Corinthians (defendeu 1 cobrança)

2000 – Final
Palmeiras 2 x 4 Boca Juniors-ARG

2001 – Oitavas-de-final
Palmeiras 5 x 3 São Caetano (1 foi para fora)

2001 – Quartas-de-final
Palmeiras 4 x 3 Cruzeiro (defendeu 3 cobranças; 1 foi para fora)

2001 – Semifinal
Palmeiras 2 x 3 Boca Juniors-ARG (1 foi para fora)

2009 – Oitavas-de-final
Palmeiras 3 x 1 Sport (defendeu 3 cobranças)


Rogério em disputas por pênaltis em Libertadores:
2004 – Quartas-de-final
São Paulo 5 x 4 Rosário Central-ARG (defendeu 2 cobranças)

2006 – Oitavas-de-final
São Paulo 4 x 3 Estudiantes-ARG (defendeu 1 cobrança; 1 foi para fora)

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 12 de maio de 2009 Confrontos, Copa do Brasil, Estatísticas, História, Sem categoria | 01:21

Vantagem histórica para Fla, Ponte e Vitória na Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Começa hoje a fase de quartas-de-final da Copa do Brasil. Dos quatro confrontos dessa fase, apenas Corinthians x Fluminense é inédito na competição. Vasco e Vitória já se enfrentam uma vez, na primeira edição, e deu Vitória. Já Ponte Preta x Coritiba se enfrentaram em 2002, com vantagem para a Macaca. Quem mais jogou, porém, foram Flamengo x Inter. Os dois clubes já se cruzaram duas vezes em Copa do Brasil. E deu Flamengo nas duas (1996 e 1997), justamente nas quartas-de-final.

Dois oito finalistas da competição de 2009, o Flamengo é o que mais vezes disputou as quartas-de-final (12) e o que mais passou (9). Dessas 12 vezes que avançou, o rubro-negro foi campeão em 1990 e 2006 e vice em 1997, 2003 e 2004.

Na atual edição, apenas quatro dos oito clubes que sobraram ainda não perderam na Copa: Vasco, Ponte, Coritiba e Flamengo. Vasco e Flamengo, aliás, têm as melhores campanhas. Ambos eliminaram o jogo de volta nas duas primeiras fases. Já Vitória, Fluminense, Ponte, Coritiba e Inter não conseguiram evitar o segundo jogo em nenhuma fase.

Entre os goleadores, quem está na frente é o colorado Taison, que já marcou 5 gols e divide a artilharia da competição com mais três jogadores, todos que já elimianados do torneio: Kiesa (Americano-RJ), Kempes (Criciúma) e Gilmar (Náutico).

VascoVASCO (RJ) x VITÓRIA (BA)Vitória

Confronto direto na Copa do Brasil:
2 jogos, 1 empate, 1 vitória do Vitória, 1 gol do Vasco, 2 gols do Vitória
1989 – Primeira fase
Vasco 0 x 0 Vitória
Vitória 2 x 1 Vasco

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Vasco (18 participações) – Chegou 8 vezes nas quartas-de-final. Classificou em 6 (93, 94, 95, 98, 06 e 08) e foi elimiando em 2 (02 e 03)
Vitória (19 participações) – Chegou 6 vezes nas quartas-de-final. Classificou em 1 (04) e foi elimiando em 5 (89, 91, 94, 98 e 03)

Campanha na Copa do Brasil 2009:
VASCO
(4 jogos, 3 vitórias, 1 empate, 0 derrota, 12 gols pró, 3 gols contra)
1ª fase  – Flamengo-PI 1 x 4 Vasco
2ª fase  – Central-CE 0 x 3 Vasco
Oitavas – Vasco 1 x 1 ICASA-CE
Oitavas – ICASA-CE 1 x 4 Vasco
Artilheiros: Elton (3 gols); Léo Lima e Rodrigo Pimpão (2 gols); Alan Kardec, Jeferson, Paulo Sérgio, Vilson e Ari (contra) (1 gol)

VITÓRIA (6 jogos, 2 vitórias, 3 empates, 1 derrota, 8 gols pró, 7 gols contra)
1ª fase  – ASA-AL 1 x 1 Vitória
1ª fase  – Vitória 1 x 1 ASA-AL (nos pênaltis, Vitória 5 x 4)
2ª fase  – Juventude-RS 1 x 2 Vitória
2ª fase  – Vitória 1 x 1 Juventude-RS
Oitavas – Vitória 3 x 0 Atlético-MG
Oitavas – Atlético-MG 3 x 0 Vitória (nos pênaltis, Vitória 5 x 4)
Artilheiros: Neto Baiano (3 gols); Bida, Gláucio, Rafael Bastos, Victor Ramos e Gatti (contra) (1 gol)

CorinthiansCORINTHIANS (SP) x FLUMINENSE (RJ)Fluminense

Confronto direto na Copa do Brasil:
Nunca se enfrentaram antes em Copa do Brasil

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Corinthians (16 participações) – Jogou 9 vezes nessa fase. Classificou em 5 (95, 97, 01, 02 e 08) e foi elimiando em 4 (89, 91, 96, 04)
Fluminense (15 participações) – Jogou 6 vezes nessa fase. Classificou em 4 (92, 05, 06 e 07) e foi elimiando em 2 (00, 02)

Campanha na Copa do Brasil 2009:
CORINTHIANS
(4 jogos, 3 vitórias, 0 empate, 1 derrota, 8 gols pró, 3 gols contra)
1ª fase  – Itumbiara-GO 0 x 2 Corinthians
2ª fase  – Misto-MS 0 x 2 Corinthians
Oitavas – Atlético-PR 3 x 2 Corinthians
Oitavas – Corinthians 2 x 0 Atlético-PR
Artilheiros: André Santos, Chicão e Ronaldo (2 gols); Cristian e Dentinho (1 gol)

FLUMINENSE (6 jogos, 3 vitórias, 2 empates, 1 derrota, 11 gols pró, 5 gols contra)
1ª fase  – Nacional-PB 0 x 1 Fluminense
1ª fase  – Fluminense 3 x 0 Nacional-PB
2ª fase  – Águia de Marabá-PA 2 x 1 Fluminense
2ª fase  – Fluminense 3 x 0 Águia de Marabá-PA
Oitavas – Goiás-GO 2 x 2 Fluminense
Oitavas – Fluminense 1 x 1 Goiás-GO
Artilheiros: Éverton Santos, Fred, Maicon e Thiago Neves (2 gols); Eduardo Ratinho, Luiz Alberto e Tartá (1 gol)

Ponte PretaPONTE PRETA (SP) x CORITIBA (PR)Coritiba

Confronto direto na Copa do Brasil:
2 jogos, 1 vitória da Ponte Preta, 1 vitória do Coritiba, 5 gols da Ponte Preta, 3 gols do Coritiba
2002 – Primeira fase
Coritiba 2 x 1 Ponte Preta
Ponte Preta 4 x 1 Coritiba

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Ponte Preta (5 participações) – Jogou 1 vez nessa fase. Classificou em 1 (01).
Coritiba (14 participações) – Jogou 2 vezes nessa fase. Classificou em 2 (91 e 01)

Campanha na Copa do Brasil 2009:
PONTE PRETA
(6 jogos, 3 vitórias, 3 empates, 0 derrota, 12 gols pró, 5 gols contra)
1ª fase  – Vilhena-RO 1 x 2 Ponte Preta
1ª fase  – Ponte Preta 6 x 1 Vilhena-RO
2ª fase  – Figueirense-SC 2 x 2 Ponte Preta
2ª fase  – Ponte Preta 0 x 0 Figueirense-SC
Oitavas – Americano-RJ 0 x 0 Ponte Preta
Oitavas – Ponte Preta 2 x 1Americano-RJ
Artilheiros: Danilo Neco, Leandrinho, Márcio Mixirica e Savóia (2 gols); Edilson, Gum, Kim e William (1 gol)

CORITIBA (6 jogos, 4 vitórias, 2 empates, 0 derrota, 14 gols pró, 3 gols contra)
1ª fase  – Holanda-AM 1 x 2 Coritiba
1ª fase  – Coritiba 3 x 0 Holanda-AM
2ª fase  – Bahia-BA 2 x 2 Coritiba
2ª fase  – Coritiba 0 x 0 Bahia-BA
Oitavas – CSA-AL 0 x 4 Coritiba
Oitavas – Coritiba 3 x 0 CSA-AL
Artilheiros: Marcelinho Paraíba (4 gols); Márcio Gabriel (2 gols); Ariel, Carlinhos Paraíba, Guaru, Hugo, Pedro Ken, Ramon, Renatinho e Rodolfo (contra) (1 gol)

FlamengoFLAMENGO (RJ) x INTERNACIONAL (RS)Internacional

Confronto direto na Copa do Brasil:
4 jogos, 2 vitórias do Flamengo, 1 empate, 1 vitória do Inter, 7 gols do Flamengo, 5 gols do Inter
1996 – Quartas-de-final
Internacional 3 x 2 Flamengo
Flamengo 3 x 1 Internacional
1997 – Quartas-de-final
Internacional 1 x 1 Flamengo
Flamengo 1 x 0 Internacional

Retrospecto nas quartas-de-final da Copa do Brasil em edições anteriores:
Flamengo (14 participações) – Jogou 12 vezes nessa fase. Classificou em 9 (89, 90, 93, 95, 96, 97, 03, 04 e 06) e foi elimiando em 3 (99, 00, 01)
Internacional (17 participações) – Jogou 6 vezes nessa fase. Classificou em 3 (92, 99 e 08) e foi elimiando em 3 (94, 96, 97)

Campanha na Copa do Brasil 2009:
Flamengo
(4 jogos, 3 vitórias, 1 empate, 0 derrota, 10 gols pró, 0 gol contra)
1ª fase  – Ivinhema-MS 0 x 5 Flamengo
2ª fase  – Remo-PA 0 x 2 Flamengo
Oitavas – Flamengo 0 x 0 Fortaleza-CE
Oitavas – Fortaleza-CE 0 x 3 Flamengo
Artilheiros: Émerson, Kleberson e Zé Roberto (2 gols); Juan, Leonardo Moura, Maxi e Willians (1 gol)

Internacional (6 jogos, 5 vitórias, 0 empate, 1 derrota, 14 gols pró, 2 gols contra)
1ª fase  – União-MT 1 x 0 Internacional
1ª fase  – Internacional 2 x 0 União-MT
2ª fase  – Guarani-SP 1 x 2 Internacional
2ª fase  – Internacional 5 x 0 Guarani-SP
Oitavas – Náutico 0 x 3 Internacional
Oitavas – Internacional 2 x 0 Náutico
Artilheiros: Taison (5 gols); Alecsandro (3 gols); Índio (2 gols); Bolívar, D’Alessandro, Marcelo Cordeiro e Nilmar

Autor: Tags: , , , , , , , ,

sábado, 9 de maio de 2009 Campeonato Brasileiro, Confrontos, Estatísticas, História, Uniformes | 09:26

Prévia da primeira rodada do Brasileirão 2009

Compartilhe: Twitter

Começa hoje o 39º Campeonato Brasileiro e talvez um dos melhores em todos os tempos. A competição, que reunirá nove campeões estaduais entre os 20 participantes, contará com grandes estrelas como Ronaldo, Adriano, Fred, D’Alessandro, Ramires, Hernanes, Keirrison, Kléber, Nilmar, entre outros. Interessante também é que muitos jogadores que disputaram o último Brasileiro, em 2008, permanecerão no torneio de 2009. Dos vencedores do prêmio Bola de Prata da revista PLACAR do ano passado, todos continuam no Brasil: Rogério Ceni, André Dias, Miranda, Hernanes e Borges (São Paulo); Vítor (Goiás); Juan (Flamengo); Ramires e Wagner (Cruzeiro); Tcheco (Grêmio); Nilmar (Inter); Kleber Pereira (Santos), Keirrison (Coritiba, agora no Palmeiras) e Washington (Fluminense, agora no São Paulo).

E já nessa primeira rodada teremos grandes jogos, como Corinthians x Inter (dois candidatos ao título), Cruzeiro x Flamengo, Fluminense x São Paulo e Grêmio x Santos. Veja abaixo o histórico dessas partidas pelo Brasileirão e os palpites.

9/5 – Sábado – 18h30
SPORT x BARUERI

Nunca se enfrentaram antes pelo Brasileirão.
Curiosidade: O Sport é o clube com a melhor campanha no ano no Brasil em 2009. Venceu 23 e perdeu apenas dois dos 30 jogos que fez até agora. O time de Nelsinho Baptista, porém, está com a cabeça na Libertadores, onde enfrenterá o Palmeiras já na próxima quarta-feira precisando vencer. Já o Barueri, fará sua estreia no Brasileirão. No último Paulistão, ficou em 8º lugar.
Palpite: Sport. Mesmo com time misto ou reserva, tem muita força em casa.

9/5 – Sábado – 18h30
PALMEIRAS x CORITIBA

Em Brasileiros

Em São Paulo

25 jogos

13 jogos

9

Vitórias

7

6

Vitórias

2

9

Empates

9

5

Empates

5

7

Derrotas

9

2

Derrotas

6

27

Gols

20

19

Gols

8

Curiosidade: Em 2008, Palmeiras e Coritiba também fizeram o jogo de estreia pelo Brasileirão. Mas foi em Curitiba e deu Coxa (2 x 0). Agora, para esse primeiro jogo, ambas deverão vir desfalcadas, com jogadores poupados. O Palmeiras, visando a classificação para as quartas-de-final da Libertadores, e o Coritiba, que jogará contra a Ponte Preta pelas quartas-de-final da Copa do Brasil.
Último confronto pelo Brasileiro: Palmeiras 1 x 0 Coritiba, 17/8/2008
Palpite: Empate. Sem os titulares o Palmeiras terá trabalho para vencer o Coxa.

9/5 – Sábado – 18h30
AVAÍ x ATLÉTICO-MG

Nunca se enfrentaram antes pelo Brasileirão.
Curiosidade: O Galo vem de técnico novo (Celso Roth) e uma boa estreia sobre o Vitória (3 x 0). Só não foi melhor pois perdeu a vaga nos pênaltis. O Avaí volta a jogar na Série A e vem empolgado pelo título estadual.
Palpite: Atlético-MG. O Galo tem mais time e precisa da vitória para recuperar o prestígio depois da eliminação na Copa do Brasil e da derrota na final do Mineiro.

10/5 – Domingo – 16h00
CORINTHIANS x INTERNACIONAL

Em Brasileiros

Em São Paulo

44 jogos

23 jogos

13

Vitórias

11

11

Vitórias

4

20

Empates

20

8

Empates

8

11

Derrotas

13

4

Derrotas

11

46

Gols

49

30

Gols

23

Curiosidade: O Corinthians não vence o Inter há 8 jogos pelo Brasileirão, desde o dia 24/8/2003 (3 x 1). No Pacaembu, o Corinthians não perde há 26 jogos, um recorde em sua história. Para esse jogo, entre os campeões paulista e gaúcho, o equilibrio deverá prevalecer. A equipe de Mano Menezes terá alguns desfalques como Ronaldo e Elias. O Inter, de Tite, talvez não jogue completo, já visando o jogo da Copa do Brasil.
Último confronto pelo Brasileiro: Corinthians 1 x 1 Internacional, 13/10/2007
Palpite: Empate. Sem Ronaldo e Elias o Corinthians perde muito.

10/5 – Domingo – 16h00
FLUMINENSE x SÃO PAULO

Em Brasileiros

No Rio de Janeiro

39 jogos

14 jogos

8

Vitórias

22

5

Vitórias

5

9

Empates

9

4

Empates

4

22

Derrotas

8

5

Derrotas

5

36

Gols

57

16

Gols

16

Curiosidade: O Fluminense fez uma campanha decepcionante no Carioca e vem de uma classificação suada na Copa do Brasil. Já o tricampeão brasileiro São Paulo vem bem desfalcado, sem Rogério Ceni, Rodrigo, Jean e André Dias. O Flu, apeser de ter um retrospecto muito ruim contra o São Paulo em Brasileiros, conseguiu nos últimos anos bons resultados contra o time paulista. Não perde há 4 jogos pelo Brasileirão e na última Libertadores eliminou o time de Muricy no Maracanã com uma grande virada (3 x 1).
Último confronto pelo Brasileiro: São Paulo 1 x 1 Fluminense, 30/11/2008
Palpite: Fluminense. O São Paulo vai para esse jogo sem peças importantes e está há duas semanas sem jogar.

10/5 – Domingo – 16h00
CRUZEIRO x FLAMENGO

Em Brasileiros

Em Belo Horizonte

36 jogos

17 jogos

15

Vitórias

11

7

Vitórias

4

10

Empates

10

6

Empates

6

11

Derrotas

15

4

Derrotas

7

44

Gols

42

21

Gols

15

Curiosidade: Mais um duelo entre campeões estaduais. O Flamengo vem empolgado ainda pela vitória sobre o Fortaleza (3 x 0) e a classificação para as quartas-de-final da Copa do Brasil. Já o Cruzeiro vem tranquilo depois da boa vitória sobre a Universidad de Chile, pela Libertadores (2 x 1 fora de casa). No Mineirão, o Cruzeiro não perde para o Fla desde 2001 e venceu 5 dos últimos 6 jogos lá.
Último confronto pelo Brasileiro: Cruzeiro 3 x 2 Flamengo, 23/11/2008
Palpite: Cruzeiro. Prestigiado pela torcida, o Cruzeiro tem um time melhor e é favorito.

10/5 – Domingo – 16h00
ATLÉTICO-PR x VITÓRIA

Em Brasileiros

Em Curitiba

21 jogos

10 jogos

10

Vitórias

7

7

Vitórias

2

4

Empates

4

1

Empates

1

7

Derrotas

10

2

Derrotas

7

39

Gols

29

21

Gols

9

Curiosidade: Terceiro confronto entre campeões estaduais. O momento do Vitória é melhor. Mesmo com a derrota diante do Atlético-MG (0 x 3), garantiu classificação na Copa do Brasil. O Atlético-PR perdeu para o Corinthians na última quarta e foi eliminado da competição. Mas na Arena o Furacão costuma dar trabalho.
Último confronto pelo Brasileiro: Atlético-PR 2 x 1 Vitória, 16/11/2008
Palpite: Atlético-PR. O Vitória deverá poupar jogadores para a Copa do Brasil.

10/5 – Domingo – 18h30
GRÊMIO x SANTOS

Em Brasileiros

Em Porto Alegre

39 jogos

17 jogos

13

Vitórias

17

12

Vitórias

3

9

Empates

9

2

Empates

2

17

Derrotas

13

3

Derrotas

12

35

Gols

48

22

Gols

7

Curiosidade: O Grêmio não perde para o Santos em Brasileiros há 5 jogos, desde 8/10/2006. Melhor time da Libertadores, o tricolor gaúcho vem empolgado pela vitória sobre o Univ. San Martin-PER e poderá colocar o que tem de melhor em campo. O Santos vem em baixa após cair na Copa do Brasil diante do CSA e perder o Paulistão para o Corinthians. Além disso, não vence o Grêmio no Sul desde 2000 (perdeu os últimos seis jogos).
Último confronto pelo Brasileiro: Grêmio 2 x 0 Santos, 8/10/2008
Palpite: Grêmio. Além de estar numa fase melhor, o Grêmio tem um ótimo retrospecto em casa diante do Santos.

10/5 – Domingo – 18h30
SANTO ANDRÉ x BOTAFOGO

Nunca se enfrentaram antes pelo Brasileirão.
Curiosidade: O Santo André volta a jogar pelo Brasileirão depois de 25 anos. No último Paulistão, terminou no 6º lugar. O Botafogo vem cabisbaixo depois da terceira derrota seguida em final de carioca para o Flamengo. O time de Ney Franco, no entanto, apresentou um futebol melhor até agora.
Palpite: Botafogo. O time carioca precisa vencer para não entrar numa crise.

10/5 – Domingo – 18h30
GOIÁS x NÁUTICO

Em Brasileiros

Em Goiânia

16 jogos

11 jogos

10

Vitórias

3

9

Vitórias

1

3

Empates

3

1

Empates

1

3

Derrotas

10

1

Derrotas

9

25

Gols

14

20

Gols

6

Curiosidade: Como em 2008, fazem o jogo de estreia no Brasileiro. O Goiás tem um ótimo retrospecto em casa diante do Náutico (perdeu só uma vez, em 2007). O time de Hélio dos Anjos, vem de um título Goiano e de boa apresentação diante do Fluminense, apesar da desclassificação na Copa do Brasil. Já o Náutico perdeu feio para o Inter na mesma competição.
Palpite: Goiás. Em casa, deverá comprovar que tem um time melhor do que o Náutico.

Autor: Tags:

quarta-feira, 6 de maio de 2009 Confrontos, Fotos, História, Liga dos Campeões, Uniformes | 22:06

Mais uma decisão inédita na Liga dos Campeões

Compartilhe: Twitter

Barcelona x Manchester

Por pouco a Liga dos Campeões não teve a repetição consecutiva de uma final pela primeira vez na história da competição, que começou em 1956. O gol salvador de Iniesta, do Barcelona, tirou o Chelsea da final e também a possibilidade dos ingleses disputarem a final pelo segundo ano consecutivo.

Manchester e Barcelona farão no próximo dia 27 de maio, em Roma, mais uma final inédita da Liga dos Campeões. A decisão entre ingleses e espanhóis irá definir também o país com mais títulos na competição. Até hoje, Espanha, Inglaterra e Itália têm 11 títulos cada. Alemanha e Holanda vêm bem atrás com 6 títulos cada.

BarcelonaManchester

Entre os clubes, tanto Manchester United quanto Barcelona ainda estão longe de serem os maiores campeões do Velho Continente. O time de Alex Ferguson tem três títulos europeus (1968, 1999 e 2008), enquanto o Barça tem dois (1992 e 2006). O Real Madrid-ESP tem 9 títulos, seguido pelo Milan-ITA (7), Liverpool-ING (5) Ajax-HOL (4) e Bayern Munique-ALE (4).

O duelo do próximo dia 27 de maio será o sétimo entre Barcelona e Manchester na história da Liga dos Campeões. Até hoje, cada clube venceu uma vez e houve quatro empates. O Manchester marcou 9 gols e o Barcelona 12. Em 1995, jogaram pela fase de grupos. O Barcelona venceu em casa por 4 x 0. Na Inglaterra, os clubes empataram por 2 x 2. Em 1999, ano em que o Manchester foi campeão, os clubes jogaram também pela fase de grupos e empataram duas vezes por 3 x 3. Já em 2008, novamente quando o Manchester foi campeão, as equipes jogaram pela primeira vez no sistema de mata-mata, nas semifinais. No jogo de ida, houve empate em 0 x 0 em Barcelona. No jogo de volta, em Manchester, o time da casa venceu por 1 x 0, gol de Paul Scholes.

Barcelona x Man Utd

Em outros torneios europeus, Manchester e Barcelona já decidiram outro título. Foi em 1991, pela antiga Recopa Européia, e o Manchester venceu por 2 x 1.

Do último jogo entre as equipes, na semifinal da Liga dos Campeões de 2008, vários personagens estarão novamente em campo na final de Roma. Pelo Manchester United continuam na equipe o goleiro Van der Sar, os zagueiros Brown e Ferdinand, o lateral Evra, os volantes Park Ji-sung e Carrick, os meias Scholes, Fletcher e Nani e os atacantes Giggs, Tevez, Cristiano Ronaldo e Rooney, além do técnico Alex Ferguson. Pelo Barcelona, permancem o goleiro Victor Valdes, os zagueiros Puyol, Milito e Rafa Marquez, os laterais Abidal e Sylvinho, os volantes Xavi Yaya Toure, o meia Iniesta e os atacantes Messi, Eto’o, Henry e Gudjohnsen.

Ronaldo x Messi

O duelo mais esperado, porém, será entre os dois melhores jogadores do mundo na atualidade: o argentino Lionel Messi, do Barça, artilheiro da Liga dos Campeões com 8 gols, e o português Cristiano Ronaldo, artilheiro e campeão da Liga em 2008. A final colocará ainda frente a frente os líderes e futuros campeões das ligas espanhola e a inglesa. Jogo imperdível e sem prognósticos!!!

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 1 de maio de 2009 Artilheiros, Campeonatos Estaduais, Confrontos, Copa do Brasil, Copa Libertadores, Estatísticas, Fotos, História | 22:45

Dez motivos para santistas e corintianos sonharem na final

Compartilhe: Twitter

Para muitos, a decisão do Campeonato Paulista de 2009 já está praticamente definida. Com a vitória no primeiro jogo por 3 x 1, o Corinthians aumentou sua vantagem e pode até perder por dois gols de diferença para garantir seu 26º título estadual.
Os santistas, porém, não perderam a esperança. Sinceramente, acho difícil. Mas resolvi listar aqui alguns motivos para o torcedor do Santos acreditar no título. Por outro lado, separei também dez razões para o corintiano ter certeza de que será campeão paulista.

Dez motivos para os santistas sonharem:
1 – Muitos santistas dessa geração ainda guardam a incrível virada no Pacaembu em 1995. Naquele ano, o time comandando pelo meia Giovanni venceu o Fluminense por 5 x 2 e garantiu vaga na final do Brasileirão quando precisa vencer por três gols de diferença. No jogo de ida, o Peixe perdeu por 4 x 1 no Rio.
2 – Nos últimos 20 jogos entre as duas equipes, o Santos venceu 12 e o Corinthians apenas 5.Neymar
3 – Das 27 vitórias do Peixe sobre o rival no Pacaembu, seis foram por diferença maior ou igual a três gols. A última delas em 2006, pelo Campeonato Brasileiro (gols de Kleber, Leandro e Zé Roberto).
4 – O Peixe tem vantagem sobre o rival em finais. Em quatro decisões, foram três vitórias. Duas em Campeonatos Paulistas (1935 e 1984) e uma pelo Brasileirão (2002).
5 – Em 2002, Robinho despontou para o futebol após o título Brasileiro conquistado sobre o Corinthians. Enquanto jogou pelo Peixe, o Corinthians não ganhou. A esperança do santista é que Neymar repita a cena de 2002.
6 – Kleber Pereira garantiu o Santos na decisão do Paulistão marcando três gols contra a Ponte Preta. Quando precisou, o artilheiro fez sua parte. Será que ele fará o mesmo agora?
7 – Como no Brasileiro de 2002, o Santos garantiu a vaga nas finais na última hora. E mesmo em desvantagem, foi campeão. Nesse Paulistão, nas semifinais, passou pelo Palmeiras, time de melhor campanha na primeira fase.
8 – O Corinthians levou três gols no último jogo e por pouco não perdeu por 3 x 0 para o Atlético-PR. Arrancou dois gols depois dos 40 minutos do segundo tempo.
9 – O Corinthians não é imbatível. A equipe perdeu a invencibilidade de 25 jogos em 2009. Ou de 45 jogos, como os corintianos gastavam de dizer, ao não contabilizar a derrota para o América-RN na última rodada da Série B, quando o time titular estava de férias.
10 – Ronaldo, autor de dois gols na primeira final, na Vila Belmiro, é dúvida. O Fenômeno tem sido decisivo, principalmente nos clássicos. Sem ele, o Corinthians poderá entrar em campo com Souza ou Otacílio Neto, ou ainda sem um atacante de área.

Dez motivos para os corintianos acreditarem ainda mais no título quase certo:
1 – Desde o rebaixamento na Série A do Brasileiro, em 2007, o Corinthians não perde por três gols de diferença. A última derrota, em casa, por esse placar foi no dia 25 de agosto de 2007, Cruzeiro 3 x 0 no Pacaembu.
2 – Sob o comando de Mano Menezes, o Corinthians nunca perdeu dois jogos seguidos. Vale lembrar que o time vem de derrota para o Atlético-PR.
3 – A última derrota do Corinthians, jogando como mandante, foi há mais de 9 meses, no dia 19 de julho de 2008, quando perdeu para o Bahia por 1 x 0 no Pacaembu. Desde então, foram 25 jogos, 20 vitórias e 5 empates.
4 – Desde essa última derrota no Pacaembu, o Corinthians marcou 59 gols e sofreu apenas 15. Deixou de marcar gol em apenas um jogo (0 x 0 contra o Criciúma). Além disso, não levou 3 gols em nenhum desses 25 jogos.
5 – O Corinthians pode até perder por dois gols de diferença, mas luta para conquistar o título invicto, o quinto em sua história (já ganhou em 1914, 1916, 1929 e 1938). Mais um motivo para crer que o time não perderá.Ronaldo
6 – O Corinthians tem Ronaldo, que não ficou dois jogos sem marcar gols pelo Timão. Como não fez contra o Atlético-PR…
7 – O Corinthians luta para conquistar um título no Pacaembu depois de 54 anos. O último foi em fevereiro de 1955, que valia o título do Paulista de 1954.
8 – No Pacaembu, o Corinthians e Santos jogaram 86 vezes. Foram 32 vitórias do Corinthians, 27 do Santos e mais 27 empates. O Corinthians marcou 133 gols e sofreu 122.
9 – Corinthians e Santos jogaram duas vezes nesse Paulistão. Na primeira, no Pacaembu, deu Corinthians: 1 x 0, gol de Dentinho. O jogo marcou a primeira vitória de Mano Menezes em clássicos paulistas. No segundo jogo entre os dois clubes, deu Corinthians de novo: 3 x 1, no último domingo.
10 – O Corinthians não quer perder a terceira decisão seguida para o Santos. Em 1984, perdeu a chance de ganhar o tricampeonato paulista ao ser derrotado para o rival. Em 2002, perdeu o título Brasileiro para o Santos, que até então nunca havia conquista o campeonato. Naquele jogo, Robinho deitou e rolou. Nenhum corintiano quer que a cena se repita, vendo Neymar acabar com o Timão.

Para quem gosta desse clássico, o livro O Grande Jogo – O Maior Duelo Alvinegro do Futebol Contado por Dois Historiadores Fanáticos, dos jornalistas Celso Unzelte e Odir Cunha, publicado pela Editora Novo Século é um grande pedido. O livro trás histórias fantásticas sobre o clássico mais antigo de São Paulo, além de curiosidades, estatísticas e a lista completa de todos os jogos realizados entre 1913 e 2008. Vale a pena!!!

Livro o Grande Jogo, Celso Unzelte e Odir Cunha

Autor: Tags: , , , ,

Confrontos, Copa Libertadores, História, Sem categoria | 00:45

Sport x Palmeiras, o melhor jogo das oitavas da Libertadores

Compartilhe: Twitter

Foram definidos agora os 16 classificados para as oitavas-de-final da 50ª edição da Copa Libertadores. São 5 brasileiros (Grêmio, São Paulo, Cruzeiro, Sport e Palmeiras), 2 argentinos (Boca Juniors e Estudiantes), 2 uruguaios (Nacional e Defensor), 2 mexicanos (Chivas Guadalajara e San Luis), 1 peruano (Universidad San Martín), 1 equatoriano (Deportivo Cuenca), 1 paraguaio (Libertad), 1 chileno (Universidad de Chile) e 1 venezuelano (Caracas). Não sobraram bolivianos, colombianos e o atua campeã LDU Quito-EQU.

Libertadores 50 anosDos clubes finalistas do torneio, sete já conquistaram a América (todos os argentinos e brasileiros, exceto o Sport). Além disso, entre os 16 classificados, somente três nunca disputaram essa fase de oitavas-de-final: o Universidad San Martín-PER, o Sport e o estreante San Luís-MEX.

Sport e Palmeiras fazem o jogo mais acirrado dessa fase. Outros confrontos interessantes são Libertad x Estudiantes e São Paulo x Chivas. Nos demais, as zebras não deveram assustar. Na próxima fase, São Paulo e Cruzeiro, se confirmarem suas classificações, se enfrentaram nas quartas-de-final.

Veja abaixo o histórico resumidos dos 16 clubes que sobraram na Libertadores de 2009 e os confrontos das oitavas-de-final da Libertadores. Dê o seu palpite.

Confronto A

Grêmio x Universidad San Martin

GRÊMIO (BRA): 12 participações – campeão (83 e 95); vice (84 e 07); semifinal (96 e 02); quartas-de-final (97, 98 e 03); oitavas-de-final (09); 1ªfase (82 e 90)
UNIV. SAN MARTÍN (PER): 2 participações – oitavas-de-final (09); 1ª fase (08)
Clube de melhor campanha na fase de grupos, o Grêmio pega o San Martín com a vantagem de decidir em casa. Até hoje, os clubes nunca se enfrentaram. O único fator preocupante para o Tricolor gaúcho é que o time peruano eliminou o River Plate-ARG na fase de grupos. Mas é difícil acreditar numa surpresa peruana.
PALPITE: GRÊMIO

Confronto B

Boca Juniors x Defensor

BOCA JUNIORS (ARG): 22 participações – campeão (77, 78, 00, 01, 03 e 07); vice (63, 79 e 04); semifinal (65, 66, 91 e 08); quartas-de-final (70, 02 e 05); oitavas-de-final (89 e 09); 1ªfase (71, 82, 86 e 94)
DEFENSOR (URU): 11 participações – quartas-de-final (07); oitavas-de-final (90, 92, 94, 96 e 09); 1ªfase (77, 80, 82, 01 e 06)
O Boca Juniors é apenas o 15º no Torneio Clausura com 12 pontos em 11 jogos (3 vitórias, 3 empates e 5 derrotas). Mas na Libertadores, como sempre, o Boca está muito bem. Fez a segunda melhor campanha na fase de grupos e tem pela frente o Defensor, que nos jogos contra o São Paulo não mostrou ser perigoso. Além disso, o confronto decisivo é no estádio La Bombonera, em Buenos Aires.
PALPITE: BOCA JUNIORS

Confronto C

Nacional x San Luis

NACIONAL (URU): 36 participações – campeão (71, 80 e 88); vice (64, 67 e 69); semifinal (62, 66, 72, 81, 83 e 84); quartas-de-final (70, 91, 02 e 07); oitavas-de-final (89, 92, 93, 97, 98, 99, 00, 01, 03, 04, 06, 08 e 09); 1ªfase (68, 73, 74, 76, 79, 94 e 05)
SAN LUÍS (MEX): 1 participação – oitavas-de-final (09)
Desde que perdeu para o Inter em 2006, o Nacional do Uruguai está invicto, em casa, na Libertadores. Nos últimos 13 jogos, venceu 10, incluindo aí vitórias por 3 x 0 sobre Flamengo, Inter e River Plate. O apertado estádio Parque Central é a grande arma do time uruguaio. Já o San Luís, conseguiu a classificação para as oitavas-de-final da Libertadores no sufôco. No Campeonato Mexicano, é apenas o 12º na classificação geral. Para piorar, o time não poderá jogar a primeira partida em casa, no México, devido a Gripe Suína. Assim, o primeiro confronto, na Colômbia, será neutro.
PALPITE: NACIONAL

Confronto D

São Paulo x Chivas Guadalajara

SÃO PAULO (BRA): 14 participações – campeão (92, 93 e 05); vice (74, 94 e 06); semifinal (72 e 04); quartas-de-final (08); oitavas-de-final (07 e 09); 1ªfase (78, 82 e 87)
CHIVAS GUADALAJARA (MEX): 5 participações – semifinal (05 e 06); oitavas-de-final (09); 1ª fase (98 e 08)
As duas equipes não vivem bons momentos. O Chivas, apenas o 8º no Campeonato Mexicano, não poderá jogar no estádio Jalisco, em Guadalajara devido à Gripe Suína. Além disso, a equipe vem de uma campanha regular na fase de grupos, onde ficou atrás do Caracas. Já o São Paulo, eliminado no Paulistão, luta para recupar o prestígio com sua torcida, acostumada com grande vitórias recentes. Pela Libertadores, São Paulo e Chivas se enfrentaram quatro vezes. Cada um venceu duas, ambas em 2006. Na primeira fase, o Chivas ganhou as duas. Na semifinal, deu Tricolor duas vezes.
PALPITE: SÃO PAULO

Confronto E

Cruzeiro x Universidad de Chile

CRUZEIRO (BRA): 11 participações – campeão (76 e 97); vice (77); semifinal (67 e 75); quartas-de-final (01); oitavas-de-final (94, 98, 04, 08 e 09)
UNIVERSIDAD DE CHILE (CHI): 15 participações – semifinal (70 e 96); oitavas-de-final (05 e 09); 1ª fase (60, 63, 65, 66, 68, 72, 77, 81, 95, 00 e 01)
Embalado pela ótima campanha no Campeonato Mineiro e pela classificação tranquila na primeira fase de Libertadores, o Cruzeiro é favorito nesse duelo inédito contra a Universidad de Chile. O clube chileno eliminou o Pachuca na fase preliminar e deixou para trás o colombiano Boyacá Chicó e o boliviano Aurora na fase de grupos. Mas não chega a botar medo. Contra o Grêmio, arrancou, com sorte, um empate no Olímpico e depois perdeu em casa (2 x 0). Jogo inédito na Libertadores.
PALPITE: CRUZEIRO

Confronto F

Sport x Palmeiras

SPORT (BRA): 2 participações – oitavas-de-final (09); 1ª fase (88)
PALMEIRAS (BRA): 14 participações – campeão (99); vice (61, 68 e 00); semifinal (71 e 01); quartas-de-final (95); oitavas-de-final (94, 05, 06 e 09); 1ª fase (73, 74 e 79)
Único duelo entre dois clubes do mesmo país e também de dois clubes que se enfrentaram na primeira fase. Equipes que caíram no Grupo 1, ao lado de LDU Quito e Colo Colo, Sport e Palmeiras fizeram dois grandes jogos. No primeiro, na Ilha do Retiro, o Palmeiras venceu por 2 x 0, quebrando a invencibilidade do Sport em 2009. No jogo de volta, o Sport arrancou um empate no Parque Antártica (1 x 1), complicando a vida dos paulistas na Libertadores. No ano passado, as equipes se enfrentaram na Copa do Brasil e deu Sport. O time pernambucano vem ainda de um título estadual invicto e apenas um derrota na temporada, em 28 jogos. Já o Palmeiras, embalado pela histórica classificação em Santiago e forte pelo vitória sobre o rival em Recife. Jogaço. O melhor das oitavas.
PALPITE: PALMEIRAS

Confronto G

Libertad x Estudiantes

LIBERTAD (PAR): 10 participações – semifinal (77 e 06); quartas-de-final (07); oitavas-de-final (09); 1ª fase (68, 78, 03, 04 e 05)
ESTUDIANTES (ARG): 10 participações – campeão (68, 69, 70), vice (71), semifinal (83); quartas-de-final (06); oitavas-de-final (08 e 09); 1ª fase (76 e 84)
Atual tricampeão paraguaio, o Libertad foi o primeiro clube a garantir a classificação para as oitavas-de-final da Libertadores. Venceu seus quatro primeiros jogos, mas depois relaxou. Já o Estudiantes vem ainda no embalo da boa campanha da Copa Sul-Americana de 2008 (vice-campeão). O time de Verón aplicou 4 x 0 no Cruzeiro e também está numa fase boa. As equipes nunca se enfrentaram antes pela Libertadores.
PALPITE: ESTUDIANTES

Confronto H

Caracas x Deportivo Cuenca

CARACAS (VEN): 11 participações – oitavas-de-final (95, 07 e 09); 1ª fase (93, 96, 04, 05, 06 e 08); fase preliminar (98 e 02)
DEPORTIVO CUENCA (EQU): 6 participações – oitavas-de-final (09); 1ª fase (76, 77, 05 e 08); fase preliminar (98 e 02)
O Caracas foi, talvez, a maior surprese da fase de grupos. Terminou em primeiro lugar no grupo, deixando para trás Chivas Guadalajara-MEX, Everton-CHI e Lanús-ARG. Já o Deportivo Cuenca venceu seus quatro jogos, na altitude de 2.500 metros de Cuenca. Inclusive a vitória sobre o Boca Juniors. O confronto mais fraco das oitavas-de-final nunca aconteceu antes pela Libertadores.
PALPITE: DEPORTIVO CUENCA

Confrontos nas quartas-de-final:
Vencedor A x Vencedor H (S1)
Vencedor B x Vencedor G (S2)
Vencedor C x Vencedor F (S3)
Vencedor D x Vencedor E (S4)

Confrontos nas semifinal:
Vencedor S1 x Vencedor S4 (finalista 1)
Vencedor S2 x Vencedor S3 (finalista 2)

Pelo regulamento, se dois clubes de um mesmo país chegaram à semifinal, deverão se enfrentar para evitar uma final caseira. Isso só não acontecerá se três brasileiros chegarem entre os quatro finalistas.

Autor: Tags: , , , , ,

quarta-feira, 29 de abril de 2009 Copa Libertadores, Estatísticas, História, Sem categoria | 12:38

Brasileiros dominam a Libertadores 2009

Compartilhe: Twitter

Melhor time da Libertadores 2009

Nossos rivais sul-americanos estão mais fracos ou os clubes brasileiros estão cada vez mais fortes na Libertadores? Na 50ª edição do torneio, os times do Brasil estão sobrando. Sport, São Paulo, Grêmio e Cruzeiro já estão classificados para as oitavas-de-final, todos como primeiro colocado de seus respectivos grupos. O Palmeiras, que joga hoje à noite contra o Colo Colo (CHI), pode garantir a quinta vaga brasileira entre os 16 finalistas do torneio.

Em 2008, esse feito já aconteceu. Os cinco representantes brasileiros passaram bem pela primeira fase (Cruzeiro, Flamengo, Santos, São Paulo e Fluminense). Apenas o Santos terminou como segundo em seu grupo. Nos últimos, aliás, foram poucos os brasileiros eliminados nessa fase de grupos. Desde 2000, quando a Libertadores passou a ser disputada com essa fórmula, apenas seis dos 43 times brasileiros que entraram no torneio foram eliminados. São eles: Juventude (2000), Atlético-PR e Flamengo (2002), Santo André (2003), Paulista (2004) e Internacional (2006). O Palmeiras, se empatar ou perder hoje, entra nessa pequena lista dos eliminados.

2000

2001

2002

2003

2004

Atlético-PR (1º)

Palmeiras (1º)

São Caetano (1º)

Paysandu (1º)

Cruzeiro (1º)

Corinthians (1º)

Cruzeiro (1º)

Grêmio (1º)

Santos (1º)

São Paulo (1º)

Palmeiras (1º)

Vasco (1º)

Flamengo (4º)

Grêmio (1º)

Santos (1º)

Atlético-MG (2º)

São Caetano (2º)

Atlético-PR (4º)

Corinthians (1º)

São Caetano (2º)

Juventude (4º)

2005

2006

2007

2008

2009

Santos (1º)

São Paulo (1º)

São Paulo (1º)

Cruzeiro (1º)

Sport (1º)

São Paulo (1º)

Corinthians (1º)

Grêmio (1º)

Flamengo (1º)

Cruzeiro (1º)

Palmeiras (2º)

Goiás (1º)

Flamengo (1º)

São Paulo (1º)

São Paulo (1º)

Atlético-PR (2º)

Internacional (1º)

Santos (1º)

Fluminense (1º)

Grêmio (1º)

Santo André (3º)

Palmeiras (2º)

Paraná (2º)

Santos (2º)

Palmeiras (2º ou 3º)

Paulista (4º)

Internacional (3º)

Para se ter uma ideia, nossos vizinhos argentinos tiveram 18 eliminados na fase de grupos entre os 49 clubes que jogaram entre 2000 e 2009. Na atual edição, apenas Boca Juniors e Estudiantes se classificaram para as oitavas-de-final. River Plate, Lanús e San Lorenzo estão eliminados.Fora das oitavas-de-final

Outra prova do domínio brasileiro em 2009 está na classificação geral dessa primeira fase. Grêmio, São Paulo e Cruzeiro têm hoje as três melhores campanhas. Os brasileiros, aliás, perderam apenas 6 dos 28 jogos que fizeram, sendo que o Sport perdeu para outro brasileiro, o Palmeiras.

CLASSIFICAÇÃO 2009

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

1º Grêmio (BRA)

16

6

5

1

0

11

1

10

2º São Paulo (BRA)

13

6

4

1

1

10

6

4

3º Cruzeiro (BRA)

13

6

4

1

1

9

5

4

4º Boca Juniors (ARG)

12

5

4

0

1

8

3

5

5º Libertad (PAR)

12

6

4

0

2

7

5

2

6º Nacional (URU)

11

5

3

2

0

9

2

7

7º Estudiantes (ARG)

10

6

3

1

2

9

4

5

8º Univ. de Chile (CHI)

10

6

3

1

2

8

6

2

9º Sport (BRA)

10

5

3

1

1

7

5

2

10º Dep. Cuenca (EQU)

9

5

3

0

2

8

3

5

11º Caracas (VEN)

9

5

3

0

2

6

3

3

12º Guadalajara (MEX)

8

5

2

2

1

8

5

3

13º Univ. San Martín (PER)

8

5

2

2

1

7

6

1

14º San Luis (MEX)

8

6

2

2

2

7

7

0

15º Defensor (URU)

8

6

2

2

2

6

6

0

16º Colo Colo (CHI)

7

5

2

1

2

9

6

3

Mas nem tudo é felicidade para os brasileiros. O retrospecto nas finais, nos últimos anos, deixam os nossos clubes para trás. Desde 2000, em oito finais, vencemos apenas duas, justamente quando as decisões foram caseiras (em 2005 – São Paulo x Atlético-PR; e em 2006 – Inter x São Paulo). Nas outras sete finais, os campeões foram Boca Juniors-ARG (4 vezes), Olimpia-PAR, Once Caldas-COL e LDU Quito-EQU. Os brasileiros foram vices em 2000 (Palmeiras), 2002 (São Caetano), Santos (2003), Grêmio (2007) e Fluminense (2008).

Quem também precisa se preocupar com o retrospecto nos últimos anos é Grêmio. Desde 2000, o time de melhor campanha na fase de grupos conseguiu, no máximo, chegar ao vice-campeonato (no caso, o Fluminense de 2008). Três times chegaram nas semifinais: América-MEX (2002), River Plate-ARG (2005) e Santos (2007). Outros três pararam nas quartas-de-final: Vasco (2000), Santos (2004) e Vélez Sarsfield-ARG (2006). Já outros dois morreram já nas oitavas-de-final: América de Cali-COL (2000) e Corinthians (2003).

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 24 de abril de 2009 Campeonatos Estaduais, Confrontos, Estatísticas, História, Sem categoria | 23:39

Vantagem histórica para Fla, Santos e Cruzeiro em finais

Compartilhe: Twitter

No próximo domingo, começarão as finais de três dos principais estaduais do Brasil: São Paulo, Rio e Minas. Os campeões, porém, só serão conhecido no outro domingo, dia 3 de maio. As decisões entre Corinthians x Santos, Flamengo x Botafogo e Atlético-MG x Cruzeiro não serão inéditas.

Em São Paulo, os rivais alvinegros já se enfrentam três vezes em decisões estaduais e o Santos leva vantagem com dois títulos (1935 e 1984). O Corinthians venceu apenas em 1930, ainda na era do amadorismo. Além disso, o clube praiano tem um título Brasileiro conquistado sobre o rival, em 2002.

Santos x Corinthians

Finais entre Santos e Corinthians em Campeonatos Paulistas:
1930
– 4/1/1931 – Santos 2 x 5 Corinthians
Campeão: Corinthians

1935 – 17/11/1935 – Corinthians 0 x 2 Santos
Campeão: Santos

1984 – 2/12/1984 – Santos 1 x 0 Corinthians
Campeão: Santos

Já no Rio de Janeiro, Flamengo e Botafogo farão a quinta final carioca da história entre as duas equipes. Cada clube tem dois títulos. O Botafogo em 1962 e 1989, quando quebrou o jejum de 21 anos sem títulos. Já o Flamengo ganhou os últimos dois campeonatos, em 2007 e 2008. Os rubro-negros conquistaram ainda um título Brasileiro em 1992 sobre o Botafogo. No confronto geral, jogo a jogo, o Fla também leva a melhor.

Botafogo x Flamengo

Finais entre Botafogo e Flamengo em Campeonatos Cariocas:
1962
– 15/12/1962 – Botafogo 3 x 0 Flamengo
Campeão: Botafogo

1989 – 21/6/1989 – Botafogo 1 x 0 Flamengo
Campeão: Botafogo

2007 – 29/4/2007 – Botafogo 2 x 2 Flamengo
2007 – 6/5/2007 – Flamengo 2 x 2 Botafogo (Nos pênaltis: Flamengo 4 x 2)
Campeão: Flamengo

2008 – 27/4/2008 – Flamengo 1 x 0 Botafogo
2008 – 4/5/2008 – Botafogo 1 x 3 Flamengo
Campeão: Flamengo

Em Minas Gerais, os dois maiores clubes do estado já fizeram 13 finais diretas. O Cruzeiro venceu oito (1967, 1972, 1977, 1987, 1990, 1998, 2004 e 2008) e o Atlético cinco (1962, 1976, 1985, 2000, 2007). A decisão de 2009 será uma espécie de tira-teima dos últimos dois campeonatos. Em 2007, o Galo ficou com o título e de quebra ganhou de 4 x 0 do rival na primeira final. Em 2008, a Raposa deu o troco. Venceu o primeiro jogo decisivo por 5 x 0 e ganhou o campeonato. E desde o 4 x 0 do Galo em 2007, só deu Cruzeiro. Nos últimos dez jogos, foram 9 vitórias da Raposa e apenas um empate.

Cruzeiro x Atletico

Finais entre Cruzeiro e Atlético-MG em Campeonatos Mineiros:
1962
– 10/2/1963 – Cruzeiro 1 x 0 Atlético-MG
1962 – 13/2/1963 – Atlético-MG 2 x 1 Cruzeiro
1962 – 15/2/1963 – Atlético-MG 2 x 1 Cruzeiro
Campeão: Atlético-MG

1967 – 14/1/1968 – Cruzeiro 3 x 1 Atlético-MG
1967 – 21/1/1968 – Cruzeiro 3 x 0 Atlético-MG
Campeão: Cruzeiro

1972 – 7/9/1972 – Cruzeiro 2 x 1 Atlético-MG
Campeão: Cruzeiro

1976 – 27/3/1976 – Atlético-MG 2 x 0 Cruzeiro
1976 – 3/4/1976 – Atlético-MG 2 x 0 Cruzeiro
Campeão: Atlético-MG

1977 – 25/9/1977 – Atlético-MG 1 x 0 Cruzeiro
1977 – 2/10/1977 – Cruzeiro 3 x 2 Atlético-MG
1977 – 9/10/1977 – Cruzeiro 3 x 1 Atlético-MG
Campeão: Cruzeiro

1985 – 8/12/1985 – Atlético-MG 0 x 0 Cruzeiro
1985 – 11/12/1985 – Atlético-MG 2 x 2 Cruzeiro
1985 – 15/12/1985 – Atlético-MG 1 x 0 Cruzeiro
Campeão: Atlético-MG

1987 – 29/7/1987 – Cruzeiro 0 x 0 Atlético-MG
1987 – 2/8/1987 – Cruzeiro 2 x 0 Atlético-MG
Campeão: Cruzeiro

1990 – 3/6/1990 – Cruzeiro 1 x 0 Atlético-MG
Campeão: Cruzeiro

1998 – 7/6/1998 – Cruzeiro 3 x 2 Atlético-MG
1998 – 11/6/1998 – Cruzeiro 0 x 0 Atlético-MG
Campeão: Cruzeiro

2000 – 3/6/2000 – Atlético-MG 2 x 1 Cruzeiro
2000 – 8/6/2000 – Atlético-MG 1 x 1 Cruzeiro
Campeão: Atlético-MG

2004 – 11/4/2004 – Cruzeiro 3 x 1 Atlético-MG
2004 – 18/4/2004 – Atlético-MG 1 x 0 Cruzeiro
Campeão: Cruzeiro

2007 – 29/4/2007 – Atlético-MG 4 x 0 Cruzeiro
2007 – 6/5/2007 – Cruzeiro 2 x 0 Atlético-MG
Campeão: Atlético-MG

2008 – 27/4/2008 – Cruzeiro 5 x 0 Atlético-MG
2008 – 4/5/2008 – Cruzeiro 1 x 0 Atlético-MG
Campeão: Cruzeiro

Autor: Tags: , , , , , ,

quinta-feira, 23 de abril de 2009 Copa Libertadores, História | 00:27

Atual campeã, LDU está fora da Libertadores

Compartilhe: Twitter

Time equatoriano não tem mais chances na competição

Antigamente, entre (1961 e 1999), todos os campeões da Copa Libertadores tinham vaga garantida na edição seguinte. E sempre numa fase avançada, nunca na primeira. Na década de 1960, por exemplo, os campeões entravam já na semifinal do torneio do ano seguinte. Lá pelos anos 90, os campeões da Libertadores entravam no torneio nas oitavas-de-final. Esse privilégio, porém, acabou em 2000. Desde então, todos os campeões da competição sul-americana entram na fase de grupos.

De 2000 para cá, apenas dois campeões acabaram sendo eliminados nessa fase e não conseguiram chegar aos mata-matas (oitavas-de-final). Em 2007, o Internacional deu adeus ao sonho do bi ao terminar atrás de Vélez Sarsfield (ARG) e Nacional (URU), no Grupo 4, que ainda tinha o Emelec (EQU). Agora, em 2009, foi a vez de outro campeão ser eliminado precocemente. Com a vitória do Sport sobre o Colo Colo (2 x 1), a LDU Quito ficou sem chances de classificação, mesmo tendo ainda mais um jogo para disputar (contra o Sport, em casa, na última rodada do Grupo 1). Com 4 pontos, a LDU só pode chegar a 7 pontos, mesma pontuação de Colo Colo e Palmeiras, que se enfrentam no Chile na próxima semana.

Nos outros anos, os campeões das edições anteriores terminaram assim na Libertadores:
2001 – Boca Juniors (ARG) – campeão
2002 – Boca Juniors (ARG) – quartas-de-final
2003 – Olimpia (PAR) – oitavas-de-final
2004 – Boca Juniors (ARG) – vice-campeão
2005 – Once Caldas (COL) – oitavas-de-final
2006 – São Paulo (BRA) – vice-campeão
2008 – Boca Juniors (ARG) – semifinal

Autor: Tags: , , , ,

  1. Primeira
  2. 4
  3. 5
  4. 6
  5. 7
  6. 8
  7. Última