Publicidade

Arquivo da Categoria Sem categoria

segunda-feira, 5 de março de 2012 Confrontos, Copa Libertadores, Estatísticas, História, Sem categoria | 16:37

Santos defende tabu contra Internacional na Vila Belmiro

Compartilhe: Twitter

Santos e Internacional farão na próxima quarta, às 19h45, um dos jogos mais aguardados dessa fase de grupos da Libertadores. Lado a lado, os dois últimos campeões da competição. Além disso, o duelo vem repleto de marcas que só enriquecem o confronto.

Desde o dia 12/5/1935, data do primeiro confronto, Santos e Internacional já se enfrentaram 58 vezes, com 23 vitórias para o Peixe, 15 empates e 20 vitórias do Colorado. O Santos marcou 77 gols e sofreu 75.

Curiosamente, em 14 jogos na Vila Belmiro, palco de jogo de quarta, o Santos nunca perdeu para o Inter. Veja o tabu:

Data Santos
x
Inter Competição
05/11/1989 Santos 2 x 1 Inter Brasileiro
30/03/1992 Santos 4 x 0 Inter Brasileiro
09/11/1994 Santos 1 x 0 Inter Brasileiro
26/03/1997 Santos 2 x 0 Inter Copa do Brasil
30/08/1998 Santos 2 x 0 Inter Brasileiro
27/02/2002 Santos 3 x 3 Inter Copa do Brasil
25/05/2003 Santos 2 x 1 Inter Brasileiro
20/06/2004 Santos 3 x 0 Inter Brasileiro
06/08/2006 Santos 2 x 1 Inter Brasileiro
05/09/2007 Santos 2 x 1 Inter Brasileiro
16/11/2008 Santos 1 x 0 Inter Brasileiro
26/08/2009 Santos 3 x 3 Inter Brasileiro
13/10/2010 Santos 1 x 0 Inter Brasileiro
21/05/2011 Santos 1 x 1 Inter Brasileiro

Na Vila Belmiro, aliás, o Santos defende uma invencibilidade de 15 jogos (14 vitórias e um empate). A última derrota foi em 2005, diante do Atlético-PR (0 x 2), pelas quartas de final.

Da última vez que se enfrentaram, Inter e Santos fizeram um jogaço no Beira-Rio. Depois de abrir 3 x 0, com gols de Bolívar e Leandro Damião no primeiro tempo e Oscar, aos 26 do segundo, o Inter foi surpreendido e levou o empate. Borges diminuiu aos 31, Alan Kardec fez o segundo aos 35 e Borges, novamente, empatou aos 41 minutos.

O jogo irá marcar também o confronto entre Muricy Ramalho, ex-técnico do Inter, e Dorival Júnior, que já dirigiu o Santos. Muricy, que comandou o Colorado em 2003 e depois em 2004 e 2005, encontrará com quatro jogadores remanescentes de sua época (Índio, Tinga, Bolívar e Renan. Já Dorival, que foi campeão paulista e da Copa do Brasil com o Santos em 2010, tem um grupo maior de ex-companheiros de trabalho: dez (Rafael, Vladimir, Maranhão, Edu Dracena, Durval, Bruno Rodrigo, Léo, Arouca, Ganso e Neymar).

No confronto direto entre os treinadores, Muricy, porém, leva vantagem. Em dez jogos, venceu seis, empatou dois e perdeu outros dois. E dos últimos oitos confrontos, não perdeu para Dorival. Confira:

Data Dorival Muricy
22/11/2003 Figueirense 3 x 2 Internacional
16/05/2004 Figueirense 1 x 0 São Caetano
17/07/2005 Juventude 2 x 5 Internacional
22/07/2007 Cruzeiro 1 x 2 São Paulo
21/10/2007 Cruzeiro 0 x 1 São Paulo
25/05/2008 Coritiba 1 x 1 São Paulo
24/08/2008 Coritiba 2 x 2 São Paulo
18/07/2010 Santos 0 x 1 Fluminense
16/07/2011 Atlético-MG 1 x 2 Santos
31/08/2011 Internacional 3 x 3 Santos

Mas nem tudo está a favor do Santos nesse jogo. Contra equipes brasileiras pela Libertadores, o Peixe não tem um retrospecto tão bom. Em oito jogos, ganhou dois, empatou um e perdeu cinco. Veja:

Data Jogo v, e, d
22/08/1963 Santos 1 x 1 Botafogo e
28/08/1963 Botafogo 0 x 4 Santos v
11/03/1984 Flamengo 4 x 1 Santos d
20/04/1984 Santos 0 x 5 Flamengo d
01/06/2005 Atlético-PR 3 x 2 Santos d
15/06/2005 Santos 0 x 2 Atlético-PR d
30/05/2007 Grêmio 2 x 0 Santos d
06/06/2007 Santos 3 x 1 Grêmio v

xxx

Porém, o confronto contra brasileiros pela Libertadores também não é tão favorável ao Inter. Em 18 jogos, ganhou cinco, empatou seis e perdeu sete. Confira:

Data Jogo v, e, d
07/03/1976 Cruzeiro 5 x 4 Inter d
28/03/1976 Inter 0 x 2 Cruzeiro d
03/04/1977 Corinthians 1 x 1 Inter e
24/04/1977 Inter 1 x 0 Corinthians v
03/07/1977 Cruzeiro 1 x 0 Inter d
24/07/1977 Inter 0 x 0 Cruzeiro e
23/03/1980 Vasco 0 x 0 Inter e
20/04/1980 Inter 2 x 1 Vasco v
21/02/1989 Inter 1 x 2 Bahia d
14/03/1989 Bahia 0 x 1 Inter v
19/04/1989 Inter 1 x 0 Bahia v
26/04/1989 Bahia 0 x 0 Inter e
11/02/1993 Inter 0 x 0 Flamengo e
10/03/1993 Flamengo 3 x 1 Inter d
08/08/2006 São Paulo 1 x 2 Inter v
16/08/2006 Inter 2 x 2 São Paulo e
28/07/2010 Inter 1 x 0 São Paulo v
05/08/2010 São Paulo 2 x 1 Inter d

Autor: Tags: , , , ,

domingo, 5 de fevereiro de 2012 Sem categoria | 19:47

A lista com os 100 gols do aniversariante Neymar

Compartilhe: Twitter

Ao completar 20 anos hoje, o atacante Neymar atingiu a marca de 100 gols na carreira desde sua estreia como profissional, no dia 7 de março de 2009. Desde então, o craque já disputou 185 jogos, sendo 160 com a camisa do Santos, 15 pela Seleção Brasileira Principal, sete pela Seleção Sub-20 e outros três pela Sub-17.

Sem contar os gols pelas categorias Sub-20 e Sub-17 da seleção, Neymar contabiliza 90 gols em 175 jogos como profissional. Pelo Santos, foram 82 gols em 160 jogos. Pouco mais de meio gol por jogo em média. Pela Seleção Brasileira principal, Neymar marcou 8 gols em 15 jogos.

Comparando com outros ídolos do clube, Neymar fica muito atrás de Pelé. Mas supera Robinho aos 20 anos. Pelé, quando completou essa idade, tinha 315 gols em 280 jogos (289 gols em 266 jogos pelo Santos e 26 gols em 24 jogos pela Seleção).  Robinho, aos 20 anos, havia feito 34 gols em 114 jogos.

Bicampeão Paulista (2010 e 2011), campeão da Copa do Brasil (2010) e da Copa Libertadores (2011), Neymar tem 82 gols com a camisa do Santos. Assim, a Joia da Vila ocupa a 6ª colocação entre os artilheiros da era pós-Pelé (desde 1974), pelo Santos. Os maiores goleadores são Serginho Chulapa e João Paulo, com 104 gols, seguidos por Juary (101), Robinho (94) e Kléber Pereira (87). Se mantiver a média dos últimos dois anos (cerca de 40 gols), Neymar se tornar, já em 2012, o líder dessa lista.

Confira aqui a lista dos 100 gols de Neymar e o resumo estatístico de sua marca.

Clubes e Seleções
Santos                                                  82 gols
Seleção Brasileira Principal        8 gols
Seleção Brasileira Sub-20            9 gols
Seleção Brasileira Sub-20            1 gols

Temporadas
Em 2009                                         15 gols
Em 2010                                         44 gols
Em 2011                                         40 gols
Em 2012                                         1 gol

Clubes que mais sofreram gols
Atlético-PR                                     6 gols
Guarani                                           6 gols
Atlético-MG                                    5 gols
Santo André                                    4 gols
São Paulo                                        4 gols
Avaí                                               3 gols
Corinthians                                      3 gols
Flamengo                                        3 gols
Goiás                                              3 gols
Grêmio Barueri                                3 gols
Náutico                                           3 gols
Palmeias                                         3 gols

Por competição
Campeonato Brasileiro                     40 gols
Campeonato Paulista                       22 gols
Copa do Brasil                                 12 gols
Sul-Americano Sub-20                     9 gols
Copa Libertadores                           6 gols
Amistosos                                       6 gols
Copa América                                 2 gols
Mundial de Clubes da Fifa                1 gol
Mundial Sub-17                               1 gol
Superclássico das Américas             1 gol

Por estádio
Vila Belmiro, Santos (SP)                             43 gols
Pacaembu, São Paulo (SP)                           13 gols
Monumental de UNSA, Arequipa (PER)       4 gols
Mangueirão, Belém (PA)                             3 gols
Serra Dourada, Goiânia (GO)                       3 gols

Bola parada
Gols de pênalti                                             17 gols
Gols de falta                                                2 gols

Onde
Grande área                                                74 gols
Pequena área                                              16 gols
Fora da área                                                10 gols

Tipo de gol
Pé direito                                                    71 gols
Pé esquerdo                                                21 gols
Cabeça                                                       6 gols
Mão                                                            1 gol
Peito                                                           1 gol

Período
Gols no 1º tempo                                          57
Gols no 2º tempo                                          43

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 20 de outubro de 2011 Sem categoria | 12:03

Flamengo sofre maior goleada caseira em jogos internacionais

Compartilhe: Twitter

A derrota sofrida para a Universidad de Chile, ontem, no Engenhão, por 4 x 0, foi na história do Flamengo em casa em partidas internacionais. E isso que o time chileno ainda perdeu um pênalti e teve um gol mal anulado…Nem mesmo em amistoso o Rubro-negro havia sido tão humilhado perante sua torcida. Pela Copa Libertadores, a pior goleada sofrida pelo Flamengo foi a de 5 x 1, para o Grêmio, em 1984, mas no estádio Olímpico, em Porto Alegre. Em casa, a maior derrota do Fla havia sido em 2008, quando perdeu para o América-MEX por 3 x 0, sendo eliminado da competição nas oitavas-de-final.

Confira todas as derrotas do Flamengo em casa em partidas de competições internacionais oficiais:

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Fora de casa, em jogos internacionais, o Flamengo já levou algumas surras históricas que superaram o 4 x 0 de ontem. Em 1933, levou de 7 x 0 do Nacional-URU, em Montevidéu. Em 1941, perdeu por 7 x 0 também para um Combinado de Rosário, na Argentina. Já em 1960, apanhou de 9 x 2 do Motherwell, na Escócia. Como mandante, o Flamengo também já sofreu goleadas piores. Em casa, até hoje, sua maior derrota é para o rival Botafogo (9 x 2 em 1927), no campo da Rua Paysandu.

Recentemente, com Luxemburgo, o Flamengo levou apenas duas goleadas em pouco mais de um desde sua volta ao clube. No ano passado, pelo Brasileirão, perdeu de 4 x 1 para o Atlético-MG, em Sete Lagoas. Já nesse ano, perdeu também por 4 x 1 para o Atlético-GO, no Engenhão. Mas pior do que esse 4 x 0 de ontem, no geral, só mesmo o 5 x 0 sofrido para o Coritiba, em 2009, e o 6 x 1 sofrido para o São Paulo, em casa, em 2005, pelo Brasileirão.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 30 de maio de 2011 Sem categoria | 15:31

Com Lucas, São Paulo tem menos derrotas na temporada

Compartilhe: Twitter

Maior nome da equipe e único jogador do time na Seleção Brasileira, o meia Lucas mais uma vez decidiu um jogo para o São Paulo. Seu belo gol aos 47 minutos do segundo tempo, garantiu ao Tricolor a segunda vitória no Brasileirão. Na primeira rodada, o jogador já havia feito outro bonito gol contra o Fluminense.

Nessa temporada, Lucas participou de 13 dos 30 jogos da equipe – perdeu o começo da temporada pois defendeu a Seleção Brasileira no Sul-Americano Sub-20. Desses 13 jogos, Lucas conseguiu 9 vitórias, 2 empates e perdeu apenas 2 jogos. Com o meia em campo, o São Paulo teve um aproveitamento de 74,4% dos pontos.

Sem Lucas, o Tricolor disputou 17 jogos em 2011 e perdeu mais. Foram 5 derrotas e 12 vitórias. O aproveitamento de pontos, porém, também é alto sem o jogador (70,6%). Entre as derrotas do time sem seu camisa 7, estão duas para o Santos, sendo uma na semifinal do Paulistão, quando o time foi eliminado.

Curiosamente, com Lucas em campo, o São Paulo, além de perder menos, também leva menos gols. Em 13 jogos, com ele campo, o Tricolor levou apenas 6 gols. Sem Lucas, em 17 jogos, foram 16 gols sofridos.

O São Paulo com Lucas em campo (13 jogos, 9 vitórias, 2 empates e 2 derrotas):

.

.

.

.

.

.

.

O São Paulo sem Lucas em campo (17 jogos, 12 vitórias, 5 derrotas):

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Autor: Tags:

segunda-feira, 4 de abril de 2011 Sem categoria | 09:39

Os recordes de vitórias consecutivas e de invencibilidade do Coxa

Compartilhe: Twitter

Há dias estou pesquisando para encontrar alguns recordes de vitórias consecutivas no futebol brasileiro e mundial. A sequência de 17 vitórias obtidas pelo Coritiba é realmente algo incrível na história do futebol. Pela falta de informações disponíveis, fica difícil cravar em que posição  essa sequência do Coxa se encontra.

No geral, pelo o que encontrei, o recorde de vitórias consecutivas pertence ao Palmeiras, de 1996, que atingiu a marca de 21 vitórias seguidas. O time, comandado por Vanderlei Luxemburgo, venceu 18 partidas pelo Paulistão e três pela Copa do Brasil.

No resto do mundo, a maior sequência é a do Benfica, de Portugal, que venceu incríveis 29 jogos seguidos no Campeonato Português das temporadas 1971/72 e 1972/73. Porém, esses jogos foram apenas pelo campeonato nacional.

Já em termos de invencibilidade, o Coritiba já chega a marca de 29 jogos sem derrotas, contando jogos do Paranaense e da Copa do Brasil. No Brasil, os recordistas de invencibilidade são o Flamengo e o Botafogo, que ficaram 52 jogos sem perder. O Flamengo, entre outubro de 1978 e maio de 1979. O Botafogo não perdeu entre setembro de 1977 e julho de 1978. As dez maiores invencibilidades são essas:

1-Botafogo (52 jogos, entre 1977/78)
Flamengo (52 jogos, entre 1978/79)
3-Desportiva-ES (51 jogos, entre 1967/68)
4-Bahia (48 jogos, em 1982)
Grêmio (48 jogos, entre 1931/33)
Santa Cruz (48 jogos, entre 1978/79)
7-São Paulo (46 jogos, em 1975)
8-Grêmio (42 jogos, em 1981)
9-Sport (40 jogos, em 1960)
10-Internacional (39 jogos, em 1984)
11-Botafogo (38 jogos, entre 1960/61)
Internacional (38 jogos, em 1975)

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 14 de março de 2011 Sem categoria | 08:50

Flu perde mais um técnico precocemente

Compartilhe: Twitter

Técnico que passa mais de uma temporada no comando do Fluminense é coisa rara. Nem mesmo Muricy Ramalho, que recusou comandar a Seleção Brasileira para levar o tricolor ao título do Brasileirão, resistiu. O treinador estreou pelo Flu no dia 29 de abril de 2010 e perto de completar um ano, deixou o clube, alegando falta de estrutura nas Laranjeiras. Nos últimos 30 anos, apenas Joel Santana (em 1995) e Abel Braga (2005), passaram um ano todo no comando do Flu, que contou com 97 treinadores em seus 108 anos de história.

Muricy largou o clube depois de um começo de ano ruim pelo tricolor. No Estadual, foi eliminado pelo pequeno Boavista na semifinal da Taça Guanabara. Já na Copa Libertadores, empatou os dois primeiros jogos em casa e depois perder para o América, no México.

Em quase um ano, Muricy Ramalho comandou o Fluminense em 54 jogos, com 28 vitórias, 15 empates e 11 derrotas. Com um aproveitamento de 61,1% dos pontos disputados, o técnico teve um aproveitamento inferior ao antecessor Cuca, porém, conquistou em sua passagem um histórico Campeonato Brasileiro.

Confira abaixo a lista dos treinadores que tiveram os melhores aproveitamentos na história do Flu.

Técnicos com os melhores aproveitamentos:

Técnico Período J V E D Aprov.
Ramon Platero 1919 18 17 0 1 94,4%
Fleitas Solich 1963 39 28 8 3 78,6%
Carlomagno 1936-1938 87 59 13 15 72,8%
Charles Williams 1911-1926 78 54 8 16 72,7%
Carlos Alberto Torres 1984-1994 27 17 7 3 71,6%
Procópio 1989 34 22 6 6 70,6%
José Duarte 1979 20 13 3 4 70,0%
Mario Travaglini 1976-1977 94 59 19 16 69,5%
Cláudio Garcia 1983 41 25 10 6 69,1%
Silvio Pirillo 1956-1958 179 112 35 32 69,1%
Admildo Chirol 1978-1979 36 21 10 5 67,6%
Quincey Taylor 1917-1936 122 75 22 25 67,5%
Zezé Moreira 1951-1963 502 304 95 103 66,9%
Arno Frank 1943 28 17 5 6 66,7%
Humberto Cabelli 1944-1945 23 14 4 5 66,7%
Didi 1975-1976 42 25 8 9 65,9%
Ondino Viera 1938-1949 264 158 47 59 65,8%
Hector Cabelli 1936-1945 35 19 12 4 65,7%
Eugenio Medgyessi 1927-1928 43 26 6 11 65,1%
Cuca 2008-2009 55 30 17 8 64,8%
Gradim 1951-1956 108 65 14 29 64,5%
Sebastião Araújo 1979-1988 31 17 9 5 64,5%
Gentil Cardoso 1945-1948 151 87 30 34 64,2%
Luis Henrique 1981-1984 34 19 8 7 63,7%
Paulo Amaral 1970-1972 102 57 24 21 63,7%
Ground Commité 1902-1916 161 92 30 39 63,4%
Jair Rosa Pinto 1975 7 4 1 2 61,9%
Muricy Ramalho 2010-2011 54 28 15 11 61,1%
Paulo Emílio 1975-1990 125 65 33 27 60,8%
René Simões 2008-2009 21 11 5 5 60,3%
Dino Sani 1981-1982 31 15 10 6 59,1%
Robertinho 2002 29 15 6 8 58,6%
Telê Santana 1967-1989 114 58 26 30 58,5%
Oswaldo de Oliveira 2001-2006 77 38 21 18 58,4%
Alfredo González 1967 12 7 0 5 58,3%
Altair 1995-1998 30 15 7 8 57,8%
Ismael Kuntz 1988 18 8 7 3 57,4%
Luis Vinhaes 1929-1933 145 74 26 45 57,1%
Pode Pedersen 1920-1923 73 37 14 22 57,1%
Valdir Espinosa 1997-2004 111 52 34 25 57,1%
Abel Braga 2005 75 37 17 21 56,9%
Edinho 1991-1998 81 37 27 17 56,8%
Antoninho 1963 20 10 4 6 56,7%
Sergio Cosme 1988-1998 72 33 22 17 56,0%
Pinheiro 1971-1994 98 45 26 27 54,8%
Antônio Lopes 1986-2006 50 22 16 12 54,7%
Nelsinho Rosa 1979-1993 148 67 40 41 54,3%
Alexandre Gama 2004 24 11 6 7 54,2%
Zagallo 1971-1980 85 36 30 19 54,1%
Joel Santana 1995-2007 95 38 25 23 53,8%
Paulo Campos 2006 5 2 2 1 53,3%
Parreira 1974-2009 139 61 33 45 51,8%
Carbone 1983-1997 86 34 31 21 51,6%
Renato Gaúcho 1996-2009 184 78 47 59 50,9%
Artur Bernardes 1992 33 14 8 11 50,5%
Tim 1964-1967 180 76 43 61 50,1%
Roberto Pinto 1985 21 8 7 6 49,2%
Paulinho de Almeida 1982 17 7 4 6 49,0%
Jair Pereira 1996 37 16 6 15 48,7%
Othon Valentin 1989 11 3 7 1 48,5%
Gilson Nunes 1990-1991 42 17 10 15 48,4%
Duque 1973-1974 99 36 35 28 48,1%
Júlio César Leal 1997 17 6 6 5 47,1%
Otto Viera 1950-1951 58 21 18 19 46,5%
Ricardo Gomes 2004 34 12 11 11 46,1%
Lula 1982 21 8 5 8 46,0%
Evaristo de Macedo 1968-1990 43 17 8 18 45,7%
Arturzinho 1997 9 3 3 3 44,4%
Delei 1994-1998 24 7 11 6 44,4%
Hugo De León 1997 3 1 1 1 44,4%
Ivo Wortmann 2006 6 2 2 2 44,4%
Jorge Viera 1958-1996 16 6 3 7 43,8%
Atuel Velasquez 1943-1944 30 10 6 14 40,0%
Cláudio Duarte 1996 10 2 3 5 30,0%
Paulo César Gusmão 2006-2007 17 3 6 8 29,4%
Edu 1993 6 1 1 4 22,2%

a

a

Técnicos do Fluminense nos últimos anos:

1980 – Zagallo e Nelsinho Rosa
1981 – Nelsinho Rosa, Luís Henrique e Dino Sani
1982 – Dino Sani, Lula e Paulinho de Almeida
1983 – Cláudio Garcia e Carbone
1984 – Carbone, Carlos Alberto Parreira, Luís Henrique e Carlos Alberto Torres
1985 – Carlos Alberto Torres, Raul Carlesso (*), Roberto Pinto (*) e Nelsinho Rosa
1986 – Nelsinho Rosa, Lúcio Novelli (*), Vanderlei Luxemburgo (*) e Antônio Lopes
1987 – Antônio Lopes, Everaldo Antônio, Carbone e Sebastião Araújo
1988 – Sebastião Araújo, Ismael Kurtz e Sérgio Cosme
1989 – Sérgio Cosme, Othon Valentim, Procópio Cardoso e Telê Santana
1990 – Evaristo de Macedo, Paulo Emílio e Gílson Nunes
1991 – Gílson Nunes e Edinho
1992 – Arthur Bernardes e Sérgio Cosme
1993 – Edinho, Nelsinho Rosa e Edu Coimbra
1994 – Carlos Alberto Torres, Delei, Pinheiro e Altair (*)
1995 – Joel Santana
1996 – Jair Pereira, Jorge Vieira, Renato Gaúcho (*), Cláudio Duarte e Renato Gaúcho (*)
1997 – Júlio César Leal, Valdir Espinosa, Hugo de León, Carbone e Arturzinho
1998 – Edinho, Altair (*), Sérgio Cosme e Duílio (*)
1999 – Carlos Alberto Parreira
2000 – Carlos Alberto Parreira e Valdir Espinosa
2001 – Valdir Espinosa e Oswaldo de Oliveira
2002 – Oswaldo de Oliveira, Robertinho e Renato Gaúcho
2003 – Renato Gaúcho, Gilson Gênio (*), Joel Santana e Renato Gaúcho
2004 – Valdir Espinosa, Ricardo Gomes e Alexandre Gama
2005 – Abel Braga
2006 – Ivo Wortmann, Paulo Campos, Oswaldo de Oliveira, Josué Teixeira (*), Antônio Lopes e Paulo César Gusmão
2007 – Paulo César Gusmão, Joel Santana e Renato Gaúcho
2008 – Renato Gaúcho, Cuca e René Simões
2009 – René Simões, Carlos Alberto Parreira, Vinícius Eutrópio (*), Renato Gaúcho e Cuca
2010 – Cuca e Muricy Ramalho
2011 – Muricy Ramalho

(*) Interinos

a

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 Sem categoria | 11:09

O baixo público nos estaduais do Rio e de São Paulo

Compartilhe: Twitter

Esse início de temporada nos principais estaduais do Brasil (Paulista e Carioca), ainda não empolgou o torcedor. Nos dois campeonatos, a média de público é inferior a 5.000 pagantes por partida. Quase três vezes menor que a média do Brasileirão de 2010 (14 816). Em São Paulo, a média de público nas cinco primeiras rodadas é de apenas 4.876 torcedores por jogo.

O Corinthians, que disputou dois jogos em casa, lidera o ranking de média de público do Paulistão com 18.958 pagantes por partida, seguido pelo caçula São Bernardo (11.509). O Palmeiras, é apenas sexto com 6.578 torcedores por jogo. Dos 47 jogos com público no Paulistão (o Santo André está jogando com portões fechados), o que teve o maior número de torcedores foi Corinthians 2 x 0 Portuguesa, com 22.472 torcedores, na primeira rodada.

Tirando os jogos envolvendo os quatro grandes clubes do estado, a média cai de 4.876 para 2.101 por jogo. Não fosse o São Bernardo, que levou 9.739 pessoas no jogo contra o Prudente e 9.630 contra o Oeste, essa média cairia para por mais de 1.500 pessoas.

No Rio de Janeiro, que receberá amanhã o maior público do Campeonato Carioca (foram vendidos todos os 37.042 ingressos para a estreia de Ronaldinho Gaúcho pelo Flamengo, contra o Nova Iguaçu), a média de público é de apenas 4.125 torcedores por jogo. Mesmo com essa público de amanhã, a média deverá subir para por mais de 5.200 por jogo. O clássico do último domingo, entre Vasco e Flamengo, levou apenas 15.356 torcedores ao Engenhão. Até agora, o maior público nas quatro primeiras rodadas foi o de Botafogo x Duque de Caxias e Bangu x Fluminense (19.206), que jogaram no mesmo dia no Engenhão. No Campeonato Carioca, sem a presença dos grandes, a média de público entre os pequenos é de apenas 745 torcedores por jogo.

Confira abaixo os campeões de público nos Campeonatos Paulistya e Carioca nesse início de temporada:

Paulistão:

Clube Média
Corinthians 18.958
São Bernardo 11.509
Santos 9.198
São Paulo 9.071
Bragantino 7.528
Palmeiras 6.578
Portuguesa 3.819
Americana 3.704
Linense 3.545
Ponte Preta 3.035
Oeste 2.865
Prudente 2.833
Botafogo 2.555
Mogi Mirim 2.215
Ituano 1.949
Paulista 1.553
Mirassol 1.487
Noroeste 1.306
São Caetano 391
Santo André 0

.

.

Carioca

Clube Média
Vasco 11.966
Flamengo 9.544
Botafogo 9.185
Fluminense 8.165
Cabofriense 4.888
América 4.166
Macaé 2.144
Nova Iguaçu 2.047
Volta Redonda 941
Duque de Caxias 900
Resende 785
Americano 605
Bangu 507
Madureira 500
Boavista 300
Olaria 300
Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010 Sem categoria | 15:09

Onde nasceram os 719 jogadores que disputaram o Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Desde que o Brasileirão passou a ser disputado no sistema de pontos corridos, em 2003, essa foi a edição com o menos número de jogadores utilizados. Entre os 20 clubes participantes, 719 entraram em campo. Desses, 45 ainda se transferiram para outro clube da série A durante o Brasileirão. Em 2004, ano com mais jogadores, 896 disputaram a competição. No ano passado, foram 749.

O rebaixado Prudente foi o clube que mais utilizou jogadores nesse Brasileiro (47 no total), seguido por Flamengo (45) e Goiás e Vasco (43 cada). Por outro lado, o Corinthians foi o time que menos usou jogadores na competição (apenas 26), seguido por Botafogo (30) e Fluminense (32).

Dos 719 jogadores que entraram em campo, 31 são estrangeiros. A Argentina, com 11 jogadores, é o país com mais gringos no Brasileirão. Entre eles, Conca, o craque do campeonato. Do Brasil, o estado com mais jogadores é São Paulo, seguido por Rio de Janeiro, Bahia e Rio Grande do Sul. A série não conta com jogadores nascidos de apenas quatro estados (Acre, Amapá, Rondônia e Roraima).

Confira abaixo onde nasceram os 719 jogadores desse Brasileirão:

Estado Jogadores
São Paulo 207
Rio de Janeiro 106
Bahia 60
Rio Grando do Sul 53
Minas Gerais 47
Paraná 41
Goiás 23
Santa Catarina 23
Maranhão 17
Paraíba 15
Pernambuco 15
Ceará 12
Alagoas 11
Distrito Federal 9
Espírito Santo 9
Mato Grosso 9
Pará 9
Mato Grosso do Sul 7
Rio Grande do Norte 4
Sergipe 4
Tocantins 4
Amazonas 2
Piauí 1
Exterior 31

x

Os gringos

País Jogadores
Argentina 11
Colômbia 5
Paraguai 4
Equador 3
Uruguai 3
Chile 2
Venezuela 2
Sérvia 1
Autor: Tags:

quarta-feira, 27 de outubro de 2010 Sem categoria | 10:40

Quem ainda está invicto nas ligas nacionais da Europa

Compartilhe: Twitter

Os principais campeonatos europes ainda estão no início da temporada 2010/11, chegando, em sua maioria, na metade do primeiro turno. Ainda é cedo, mas nessas primeiras rodadas alguns clubes já começaram a se destacar. Nas principais ligas, os clubes que mais vêm se sobressaindo são os líderes invictos Porto (Portugal) e Real Madrid (Espanha). Na Inglaterra, o líder Chelsea vem se destacando com um super ataque (25 gols em 9 jogos) e uma super defesa (sofreu apenas 2 gols nesses 9 jogos). O clube londrino, porém, já perdeu uma partida na temporada. O Manchester United, terceiro colocado, é o único invicto na Premier League.

Na França, na Alemanha e na Itália, todos os times já sofreram derrotas nessa temporada. Em outras ligas, alguns invictos vêm se destacando também. Como na Escócia, onde o Glasgow Rangers venceu todos os seus 9 jogos até agora. Na última rodada, inclusive, bateu o rival Celtic, que também vinha de uma sequência de 8 vitórias seguidas. Na Holanda, líder e vice-líder ainda não perderam (PSV Eindhoven e Twente). Na Turquia, o Bursaspor, surpreendente  campeão de 2009/10, ainda não perdeu nessa temporada e segue firma na luta pelo bi.

Já na Rússia e na Noruega, dois clubes estão próximos de conquistarem o título invicto nessa temporada. O Zenit, de São Petesburgo, vem liderando o campeonato russo com 17 vitórias e 6 empates em 23 rodadas. Faltam apenas sete para o encerramento. Na Noruega, o Rosenborg segue invicto depois de 27 rodadas. Confira abaixo as campanhas dos clubes que estão invictos nos principais campeonatos europeus em andamento:

Campeonato Clube PG J V E D GP GC S %
Português Porto (1º) 22 8 7 1 0 19 4 15 91,7%
Inglês Man. United (3º) 17 9 5 4 0 20 12 8 63,0%
Espanhol Real Madrid (1º) 20 8 6 2 0 22 4 18 83,3%
Escocês Glasgow Rangers (1º) 27 9 9 0 0 25 8 17 100,0%
Holandês PSV Eindhoven (1º) 24 10 7 3 0 35 8 27 80,0%
Holandês Twente (2º) 22 10 6 4 0 19 7 12 73,3%
Rússia Zenit (1º) 61 25 18 7 0 50 15 35 81,3%
Turquia Bursaspor (1º) 23 9 7 2 0 18 4 14 85,2%
Noruega Rosenborg (1º) 63 27 18 9 0 53 20 33 77,8%

..

Caso conquiste o Campeonato Russo, o Zenit será o primeiro campeão invicto da Rússia desde 1992, ano do primeiro campeonato depois que o país tornou-se independente da União Soviética. Das grandes ligas, apenas Porto, Manchester United e Real Madrid continuam com chances de levantar o troféu de forma invicta. Se isso ocorrer com qualquer um deles, no entanto, não será novidade. Confira abaixo os campeões invictos dos principais campeonatos nacionais do Velho Continente. Na França, não houve até hoje um campeão invicto. No Brasil, apenas o Inter, em 1979, conseguiu tal proeza.

Campeonato Clube PG J V E D GP GC S %
Alemão Viktoria Berlim (1910/11) 33 18 15 3 0 65 26 39 91,7%
Alemão Nurenberg (1919/20) 19 10 9 1 0 33 5 28 95,0%
Alemão Nurenberg (1920/21) 20 11 9 2 0 30 6 24 90,9%
Alemão Hamburgo (1927/28) 22 11 11 0 0 48 14 34 100,0%
Alemão Nurenberg (1935/36) 45 26 19 7 0 58 17 41 86,5%
Alemão Schalke 04 (1936/37) 50 26 24 2 0 140 21 119 96,2%
Alemão Dresdner (1942/43) 46 23 23 0 0 152 16 136 100,0%
Espanhol Athletic Bilbao (1929/30) 30 18 12 6 0 63 28 35 83,3%
Espanhol Real Madrid (1931/32) 28 18 10 8 0 37 15 22 77,8%
Inglês Preston N. End (1888/89) 40 22 18 4 0 74 15 59 90,1%
Inglês Arsenal (2003/04) 90 38 26 12 0 73 26 47 78,9%
Italiano Genoa (1902) 8 4 4 0 0 10 5 5 100,0%
Italiano Juventus (1905) 8 5 3 2 0 12 3 9 80,0%
Italiano Milan (1907) 10 6 4 2 0 17 3 14 83,3%
Italiano Pro Vercelli (1908) 6 4 2 2 0 5 3 2 75,0%
Italiano Pro Vercelli (1912/13) 39 21 18 3 0 66 3 63 92,9%
Italiano Genoa (1922/23) 50 28 22 6 0 75 21 54 89,3%
Italiano Milan (1991/92) 56 34 22 12 0 74 21 53 82,4%
Português Benfica (1972/73) 58 30 28 2 0 101 13 88 96,7%
Português Benfica (1977/78) 51 30 21 9 0 56 11 45 85,0%

xxx

Entre esses clubes invictos na temporada 2010/2011, alguns têm ainda uma sequência de jogos sem perder da temporada passada. O Rosenborg já acumula 31 jogos sem derrota. O Zenit, não perde há 28 jogos. Entre os grandes, o Porto é quem tem a maior  invencibilidade (17 jogos), seguido por Real Madrid (15) e Manchester United (14). Veja abaixo a lista das maiores invencibilidades em campeonatos nacionais. No Brasil, as maiores séries invictas são do Botafogo e Internacional (24 jogos), Palmeiras (22) e Atlético-MG (21).

Jogos Clube País Início Fim
108 ASEC Abidjan Costa do Marfim 1989 1994
104 Steaua Bucureste Romênia 1986 1989
85 Espérance Tunísia 1997 2001
71 Al-Ahly Egito 2004 2007
63 Sheriff Tiraspol Moldávia 2006 2008
62 Celtic Escócia 1915 1917
61 Levadia Tallinn Estônia 2008 2009
60 Union Saint-Gilloise Bélgica 1933 1935
59 Sunrise Flacq United Maurício 1994 1997

Boca Juniors Argentina 1924 1927

Pyunik Yerevan Armênia 2002 2004
58 Milan Itália 1991 1993

Olympiakos Grécia 1972 1974

Skonto Riga Letônia 1993 1996
56 Benfica Portugal 1976 1978

Peñarol Uruguai 1966 1969
55 Dalian Wanda China 1995 1997

Empire Antigua 1997 2000

Shakhtar Donetsk Ucrânia 2000 2002
54 CE Principat Andorra 1997 1999
53 Pakhtakor Toshkent Uzbequistão 2007 2008

Porto Portugal 1994 1996

Sileks Kratovo Macedônia 1995 1997
52 Ajax Holanda 1994 1996

Zamalek Egito 2002 2004
51 Sparta Praga Tchecoslováquia 1920 1923

Barry Town País de Gales 1997 1998

Bunyodkor Toshkent Uzbequistão 2008 2010

Estrela Vermelha Iugoslávia 1999 2001

Al-Merreikh Sudão 2008 2010

Racing Argentina 1913 1916
49 Arsenal Inglaterra 2003 2004

Levadia Maardu Estônia 1999 2001

Malmoe Suécia 1949 1951
48 Norma Tallinn Estônia 1991 1994

Besiktas Turquia 1991 1992

Al-Karama Síria 2006 2008

Kareda Siauliai Lituânia 1997 1999

San Lorenzo Argentina 1926 1927
47 Dinamo Bucureste Romênia 1991 1992

Obilic Belgrado Iugoslávia 1997 1999

Skonto Riga Letônia 1996 1998
46 Dinamo Tiranë Albânia 1955 1956

Flora Tallinn Estônia 1993 1995

Maccabi Haifa Israel 1993 1994

Neftchi Fergana Uzbequistão 1993 1995
45 Al-Ahly Egito 1998 1999

Partizan Iugoslávia 1996 1997
44 Hearts of Oak Gana 2002 2004

Al-Hilal Sudão 2006 2008

Palestino Chile 1977 1978
43 Al-Ahed Líbano 2008 em andamento

Perspolis Irã 1972 1974

Toronto Olympians Canadá 1998 2000
42 Estrela Vermelha Sérvia 2007 2008

Nottingham Forest Inglaterra 1977 1978
41 Pyunik Yerevan Armênia 1995 1997

Wiener Sport-Club Áustria 1958 1959
40 Boca Juniors Argentina 1998 1999

Chelsea Inglaterra 2004 2005

Dunaferr Hungria 1999 2000

Fiorentina Itália 1955 1956

Al-Hilal Sudão 2004 2006

Zanaco Zâmbia 2005 2006
39 Partizan Sérvia 2009 2010

Vardar Skopje Macedônia 1993 1995

Racing Argentina 1965 1966
38 Shirak Gyumri Armênia 1994 1995

Anorthosis Famagusta Chipre 1998 2000

Anorthosis Famagusta Chipre 2007 2008

Celtic Escócia 2003 2004

Dinamo Tbilisi Geórgia 1995 1997

Real Estelí Nicarágua 2003 2004

Real Sociedad (Spain) 1979 1980

Wisla Cracóvia Polônia 2003 2005
37 Celtic Escócia 1995 1996

Flora Tallinn Estônia 2002 2004

Mochudi Centre Chiefs (Botswana) 2007 2008

Perugia Itália 1978 1979

Sheriff Tiraspol Moldávia 2001 2002

Widzew Lódz Polônia 1995 1996
36 Galatasaray Turquia 1985 1986

Hamburgo (West Germany) 1982 1983

Universitario (Peru) 1974 1975
35 KIM/Dvina Vitebsk (Belarus) 1994 1995

Feyenoord Holanda 1969 1970

Al-Hilal Sudão 2008 2009

Iberia FBC Cuba 1927 1928

Al-Ittihad Líbia 2007 2008

TNS Llansantffraid País de Gales 2005 2006

PSV Eindhoven Holanda 1977 1978

PSV Eindhoven Holanda 1985 1986

PSV Eindhoven Holanda 2000 2001
34 APOEL Nicosia Chipre 1947 1949

Nacional Uruguai 1915 1918

Vardar Skopje Macedônia 1992 1994

Dhaka Abahani Bangladesh 2008 2010

Lautoka Fiji 2008 2010

Leeds Inglaterra 1968 1969

Linfield Irlanda do Norte 2006 2007

Nacional Uruguai 1940 1942

Nacional Uruguai 1971 1972

QAF FC Brunei 2008 2010
33 Nepal Police Club Nepal 2007 em andamento

CSKA Sófia Bulgária 2007 2008

Dynamo Kiev Ucrânia 1999 2000

Dynamo Kiev Ucrânia 2006 2007

Internazionale Itália 2006 2007

Legia Varsóvia Polônia 2001 2002

Panathinaikos Grécia 1963 1964

Panathinaikos Grécia 1994 1995

Pirouzi Irã 1999 2000

Sparta Praga Rep. Tcheca 2009 2010

Universidad de Chile Chile 1999 1999
32 SK Tirana Albânia 1936 1937

Alga-RIIF Bishkek Quirguistão 1993 1993

Defensor Uruguai 2000 2001

Domzale Eslovênia 2006 2007

Dynamo Kiev Ucrânia 2001 2002

Al-Faysali Jordânia 2001 2003

Al-Kuwait Kuwait 1984 1985

Nantes França 1994 1995

PSV Eindhoven Holanda 2009 2010

Sparta Praga Rep. Tcheca 1996 1997

Villa Uganda 2002 2003
31 Mangasport Gabão 2009 em andamento

Real Estelí Nicarágua 2007 2007
29 Millonarios Colômbia 1999 1999

..

Autor: Tags:

terça-feira, 26 de outubro de 2010 Sem categoria | 11:22

Fluminense e Corinthians estão nas mãos dos rivais

Compartilhe: Twitter

Faltando apenas sete rodadas para o final do Brasileirão, os três primeiros colocados (Fluminense, Cruzeiro e Corinthians), deverão seguir colados na pontuação até a última rodada. Muita gente fala, hoje, sobre quem tem a tabela mais fácil. O Corinthians, que tem três adversários na zona do rebaixamento, teoricamente tem a tabela mais “fácil”. Ainda mais por poder enfrentar o Cruzeiro em casa. O Fluminense, que pega clubes que mais pontuaram no Brasileirão (na comparação com os adversários de Corinthians e Cruzeiro), na teoria, tem a sequência mais complicada.

Desses fortes candidatos ao título, Corinthians e Fluminense dependem, porém, do desempenho dos rivais contra os adversários direitos. Vejamos o Corinthians. O Palmeiras, seu maior rival, pegará Fluminense e Cruzeiro justamente nas duas últimas rodadas. O time de Felipão, já fora da briga do título e focado na Copa Sul-Americana, dificilmente engrossará para beneficiar o Corinthians nesses dois jogos. A chance de o Palmeiras entrar com um time misto ou reserva é grande. Assim como fez o Grêmio na última rodada de 2009, quando perdeu o jogo para o Flamengo, tirando a chance do Inter ser campeão.

Outro rival corintiano, o São Paulo, também pegará Cruzeiro e Fluminense. O jogo contra a Raposa é daqui duas rodadas, em Minas. Até lá, o tricolor ainda estará na briga por uma vaga na Libertadores. Na antepenúltima rodada, porém, o São Paulo pegará o Flu, provavelmente na Arena Barueri, já que o Morumbi estará fechado para show. Fora que o São Paulo ainda terá o próprio Corinthians na 34ª rodada e dificilmente venderá fácil uma derrota. Mesmo que esteja fora da briga pela Libertadores.

Já o Fluminense está na torcida pelos rivais Flamengo e Vasco. O rubro-negro pegará o Corinthians amanhã e o Cruzeiro na penúltima rodada. Esse confronto contra o Corinthians, aliás, fic0u marcado no ano passado, mas pela situação oposta. O Corinthians, fora da briga pelo título, praticamente entregou o jogo na penúltima rodada, na partida realizada em Campinas (Flamengo 2 x 0). Com o resultado, Corinthians prejudicou o rival São Paulo. Será que o rubro-negro retribuirá o favor dessa vez? Outro jogo chave do Flamengo será contra o Cruzeiro, na penúltima rodada. Uma vitória do time de Luxemburgo poderá até dar o título ao Fluminense. Será?

Já o Vasco também tem duas partidas contra Cruzeiro e Corinthians (na 36ª e na 37ª rodada), além do confronto direto com o Flu, daqui a três rodadas. O Vasco é outro time que está fora da briga pelo título e pelo rebaixamento.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 22 de julho de 2010 Sem categoria | 23:37

Inter é o melhor pós-Copa e Flu o novo líder

Compartilhe: Twitter

Após a ressaca da Copa do Mundo, o Brasileirão voltou a todo vapor. Caras novas, técnicos novos e equipes renovadas. Depois de três rodadas em uma semana, o Campeonato Brasileiro tem um novo líder: o Fluminense, de Fred, Conca, Alan e Muricy Ramalho. O Tricolor das Laranjeiras derrotou o Cruzeiro, no sufôco (1 x 0), e deixou o Corinthians para trás.

O Fluzão manteve o bom ritmo das sete primeiras rodadas e depois da parada da Copa aproveitou o cochilo do Corinthians para pegar a liderança depois de quatro anos (a última vez havia sido na 8ª rodada do Brasileirão de 2006). Terceiro colocado antes do Mundial da África do Sul, o Flu é também o terceiro pós-Copa. No geral, porém, lidera o campeonato. O Corinthians, antigo líder, tem apenas a 10ª melhor campanha nessas últimas três rodadas.

O Internacional, que era o 16º antes da Copa, venceu seus três últimos jogos (já com o novo técnico Celso Roth) e saltou para a 4ª colocação na tabela. O Colorado foi o único clube a ganhar os três jogos pós-Copa. Depois dele, Avaí, Flamengo e Fluminense (com 7 pontos), têm as melhores campanhas.

Já o Santos fez o caminho inverso do Inter. Antes da Copa, o time de Neymar e Robinho era o 4º colocado e tinha o melhor ataque do torneio, ao lado do Corinthians, com 15 gols. Depois do Mundial, o Peixe perdeu seus três jogos e caiu para a 12ª colocação.

Confira abaixo a classificação do Brasileiro antes da Copa, somente no pós Copa e no geral.

Campeonato Brasileiro 2010 (até a 7ª rodada, pré-Copa do Mundo)

Pos. Time PG J V E D GP GC SG
Corinthians 17 7 5 2 0 15 8 7
Ceará 17 7 5 2 0 7 1 6
Fluminense 15 7 5 0 2 11 5 6
Santos 12 7 3 3 1 15 10 5
Guarani 12 7 3 3 1 8 7 1
São Paulo 11 7 3 2 2 9 6 3
Goiás 10 7 3 1 3 9 10 -1
Botafogo 9 7 2 3 2 13 11 2
Flamengo 9 7 2 3 2 9 8 1
10º Palmeiras 9 7 2 3 2 6 5 1
11º Cruzeiro 9 7 2 3 2 8 8 0
12º Avaí 8 7 2 2 3 10 11 -1
Grêmio 8 7 2 2 3 10 11 -1
14º Vitória 8 7 2 2 3 7 8 -1
15º Prudente 8 7 2 2 3 9 12 -3
16º Internacional 7 7 2 1 4 11 13 -2
17º Atlético-PR 7 7 2 1 4 10 15 -5
18º Atlético-MG 6 7 2 0 5 10 16 -6
19º Vasco 5 7 1 2 4 5 12 -7
20º Atlético-GO 4 7 1 1 5 5 10 -5

.

Campeonato Brasileiro 2010 (com os jogos das 8ª , 9ª e 10ª rodadas, pós-Copa do Mundo)

Pos. Time PG J V E D GP GC SG
Internacional 9 3 3 0 0 7 2 5
Avaí 7 3 2 1 0 7 4 3
Flamengo 7 3 2 1 0 3 1 2
Fluminense 7 3 2 1 0 3 1 2
Cruzeiro 6 3 2 0 1 3 1 2
Prudente 5 3 1 2 0 4 2 2
Vasco 5 3 1 2 0 4 2 2
Vitória 5 3 1 2 0 6 5 1
Palmeiras 4 3 1 1 1 6 7 -1
10º Corinthians 4 3 1 1 1 2 3 -1
11º Atlético-GO 3 3 1 0 2 5 5 0
12º Atlético-MG 3 3 1 0 2 4 5 -1
13º Atlético-PR 3 3 1 0 2 3 5 -2
14º Botafogo 2 3 0 2 1 3 4 -1
15º Ceará 2 3 0 2 1 2 3 -1
Goiás 2 3 0 2 1 2 3 -1
17º Grêmio 2 3 0 2 1 2 4 -2
18º Guarani 2 3 0 2 1 2 5 -3
19º São Paulo 1 3 0 1 2 4 6 -2
20º Santos 0 3 0 0 3 1 5 -4

.

Campeonato Brasileiro 2010 (10ª rodada)

Pos. Time PG J V E D GP GC SG
Fluminense 22 10 7 1 2 14 6 8
Corinthians 21 10 6 3 1 17 11 6
Ceará 19 10 5 4 1 9 4 5
Internacional 16 10 5 1 4 18 15 3
Flamengo 16 10 4 4 2 12 9 3
Avaí 15 10 4 3 3 17 15 2
Cruzeiro 15 10 4 3 3 11 9 2
Guarani 14 10 3 5 2 10 12 -2
Vitória 13 10 3 4 3 13 13 0
10º Palmeiras 13 10 3 4 3 12 12 0
11º Prudente 13 10 3 4 3 13 14 -1
12º Santos 12 10 3 3 4 16 15 1
13º São Paulo 12 10 3 3 4 13 12 1
14º Goiás 12 10 3 3 4 11 13 -2
15º Botafogo 11 10 2 5 3 16 15 1
16º Atlético-PR 10 10 3 1 6 13 20 -7
17º Grêmio 10 10 2 4 4 12 15 -3
18º Vasco 10 10 2 4 4 9 14 -5
19º Atlético-MG 9 10 3 0 7 14 21 -7
20º Atlético-GO 7 10 2 1 7 10 15 -5

.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 9 de julho de 2010 Sem categoria | 15:30

Pela segunda Copa, Brasil não tem indicados ao prêmio "Bola de Ouro"

Compartilhe: Twitter

A Fifa divulgou hoje a lista dos dez jogadores indicados ao prêmio “Bola de Ouro”, entregue ao melhor jogador de cada Copa desde 1982. Pela segunda edição consecutiva, a Seleção Brasileira não terá um jogador na lista dos dez indicados a receber o prêmio. O zagueiro Lúcio, melhor jogador brasileiro nessa Copa, acabou ficando de fora da lista.

Entre os dez candidatos dessa Copa, aparecem três espanhóis (Xavi, Villa e Iniesta), dois holandeses (Robben e Sneidjer), dois alemães (Özil e Schweisteinger), um argentino (Messi), um uruguaio (Forlan) e um ganês (Gyan).

Desses jogadores, dois foram eliminados da Copa nas quartas-de-final (Messi e Gyan), fase onde a Seleção Brasileira também caiu no mundial.

Outra curiosidade é que o melhor jogador da Copa poderá também ser o artilheiro do mundial. Villa e Sneidjer têm hoje 5 gols. Forlán, do Uruguai, tem 4 gols, e também está na briga. Até hoje, apenas em duas das sete premiações, o artilheiro foi também o craque da Copa: Paolo Rossi (Itália), em 1982, e Schillaci (Itália), em 1990.

Os brasileiros já conquistaram duas vezes o prêmio Bola de Ouro. Romário, em 1994, e Ronaldo, em 1998. O Fenômeno conseguiu também uma Bola de Prata, em 2002, quando foi  o artilheiro do mundial. Outro brasileiro que conquistou a Bola de Prata foi Falcão, na Copa de 1982. Ronaldo e Maradona são, até hoje, os únicos a conquistarem dois prêmios.

Confira abaixo a lista dos ganhadores e as colocações dos brasileiros indicados:

Copa Bola de Ouro Bola de Prata Bola de Bronze Brasileiros
1982 Paolo Rossi (ITA) Falcão (BRA) Rummenigge (ALE) Zico (5º) e Sócrates (6º)
1986 Maradona (ARG) Schumacher (ALE) Larsen (DIN) Júlio César (10º)
1990 Schillaci (ITA) Matthaus (ALE) Maradona (ARG)
1994 Romário (BRA) Roberto Baggio (ITA) Stoichkov (BUL) Bebeto (6º) e Dunga (8º)
1998 Ronaldo (BRA) Suker (CRO) Thuram (FRA) Rivaldo (5º) e Dunga (9º)
2002 Kahn (ALE) Ronaldo (BRA) Hong Myung Bo (COR) Rivaldo (4º), Ronaldinho (5º) e Roberto Carlos (8º)
2006 Zidane (FRA) Cannavaro (ITA) Pirlo (ITA)

a

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 2 de julho de 2010 Sem categoria | 15:46

Cruyff tinha razão em suas críticas à Seleção Brasileira

Compartilhe: Twitter

As recentes declarações do ex-jogador holandês, o craque Johan Cruyff, repercutiu negativamente por aqui antes do confronto entre Brasil e Holanda, pelas quartas-de-final da Copa de 2010. Em entrevista ao jornal britânico “Daily Mirror”, Cruyff disse que jamais pagaria um ingresso para ver um jogo da Seleção Brasileira, criticando severamente a falta de criatividade do time de Dunga e falta de talentos na equipe. Veja abaixo algumas declarações de Cruyff:

“O Brasil tem jogadores de talento, mas que jogam de forma defensiva e pouco interessante. Isto é uma vergonha para o público e para o torneio, porque é uma equipe que a torcida quer ver jogando bem”.

“Quando falamos em Brasil pensamos em jogadores como Gérson, Tostão, Falcão, Zico ou Sócrates… Agora temos o contrário, com Gilberto Silva, Felipe Melo, Michel Bastos e Julio Baptista”.

“Onde está a magia brasileira? Posso entender porque Dunga escolheu alguns jogadores, mas onde está o talento no meio-campo? O Brasil precisa jogar com mais intensidade, com mais criatividade, porque seus jogadores são especiais”.

A triste derrota da Seleção Brasileira aconteceu então da forma que muitos torcedores e jornalistas já imaginavam. Felipe Melo deixou o time na mão, Kaká não jogou nessa Copa e a Seleção de Dunga não teve opções para reverter um resultado adverso. Fica até complicado escolher apenas um deles como vilão nessa Copa. A Seleção Brasileira foi eliminada de uma Copa do Mundo nas quartas-de-final pela segunda vez consecutiva, ao perder por 2 x 1 para a Holanda.  A derrota de virada foi a terceira do Brasil dessa forma em Copas. Anteriormente, a Seleção Brasileira só havia perdido para o Uruguai, na final da Copa de 1950 (2 x 1), e para a Noruega, também por 2 x 1, na primeira fase da Copa de 1998.

Kaká, o principal jogador do time, não rendeu o esperado e foi a maior decepção do Brasil no mundial. Fora de forma, o meia do Real Madrid se omitiu durante boa parte dos jogos, reclamou demais dos companheiros de time por não receber a bola e não decidiu. Infelizmente, como em 2006, o nosso camisa 10 fracassou. Na última Copa, Ronaldinho Gaúcho começou e terminou o mundial apagado.

Já o volante Felipe Melo, destemperado, deixou o time na mão. Mesmo aconselhado a pegar leve nas disputas, o deu uma entrada desnecessária e foi expulso aos 28 minutos, cinco depois da virada holandesa. Felipe Melo fez um ótimo primeiro tempo, dando inclusive um passe sensacional para o gol de Robinho. Um dos melhores passadores de bola dessa Copa (acertou 90%, 229 de 254), Felipe Melo bobeou na parte disciplinar.

Por outro lado, o técnico Dunga, que bancou a convocação de vários jogadores limitados e a titularidade de jogadores em baixa, como Luís Fabiano e Kaká, não teve competência para equilibrar o time depois de um revés. Bastou sofrer um gol diante de um bom adversário que o time desabou. O grupo formado por Dunga, esteve unido, com comprometimento, como adorava dizer o treinador, mas não resolveu. Sem opções no banco de reservas, Dunga colocou Nilmar e Gilberto nos lugares de Luís Fabiano e Michel Bastos. Muito pouco para quem teve a chance de levar jogadores muito mais talentosos como Paulo Henrique Ganso, Neymar, Ronaldinho Gaúcho, Alexandre Pato, entre outros.

Autor: Tags: , , , , , ,

quarta-feira, 23 de junho de 2010 Sem categoria | 19:17

Raio-X dos primeiros confrontos das Oitavas-de-final

Compartilhe: Twitter

Foram definidos hoje mais dois confrontos das oitavas-de-final. Alemanha e Inglaterra, com vitórias apertadas, garantiram suas vagas e agora irão se enfrantar no próximo domingo. O vencedor desse grande clássico pegará o ganhador de Argentina e México. Já o vencedor de Uruguai x Coreia do Sul pega quem passar de Estados Unidos e Gana. Acredito nos confrontos entre Argentina x Alemanha e Uruguai x Gana nas quartas. Conheça um pouco dos oito países já classificados para as oitavas-de-final e algumas curiosidades envolvendo esses confrontos.

URUGUAI x COREIA DO SUL

Uruguai
Copa de 2010
Coreia do Sul
3
Jogos
3
2
Vitórias
1
1
Empates
1
0
Derrotas
1
4
Gols marcados
5
0
Gols sofridos
6
41
Chutes a gol
47
36
Faltas cometidas
45
54
Faltas sofridas
49
3
Cartões amarelos
3
1
Cartões vermelhos
0

.
Bicampeão em 1930 e em 1950, o Uruguai conseguiu um grande feito no mundial de 2010. A Celeste Olímpica venceu seu primeiro jogo depois de 20 anos, não sofreu gol na primeira fase (é a única seleção classificada que não levou gol ainda), e ficou na primeira colocacão de seu grupo depois de 56 anos (a última vez foi na Copa de 1954). Já a  Coreia do Sul passou para as oitavas-de-final pela segunda vez em suas 8 participações em Copas do Mundo. A outra vez foi jogando em casa, em 2002.

Uruguai
História nas Copas
Coreia do Sul
43
Jogos
27
17
Vitórias
5
11
Empates
8
15
Derrotas
14
69
Gols marcados
27
57
Gols sofridos
59
45
Cartões amarelos
51
7
Cartões vermelhos
2

.
Até hoje, Uruguai e Coreia do Sul enfrentaram-se apenas uma vez em Copas do Mundo. Foi em 1990, na Itália. A Seleção Uruguaia venceu por 1 x 0, com um gol de Fonseca no último minuto. Essa vitória havia sido a última da Celeste em Copas antes do 2 x 0 sobre a França, nessa Copa de 2010. Naquela Copa de 1990, o Uruguai era comandado pelo mesmo treinador de hoje, Oscar Tabárez. Os uruguaios sonham em chegar às quartas-de-final, feito que não conseguem desde 1970, quando foram semifinalistas.

Uruguai
Confrontos (Copas)
Coreia do Sul
1
Jogos
1
1
Vitórias
0
0
Empates
0
0
Derrotas
1
1
Gols marcados
0
0
Gols sofridos
1

.
O Uruguai chegou apenas duas vezes à fase de oitavas-de-final em Copas do Mundo. Em 1986, quando caíram diante da Argentina (1 x 0) e em 1990, quando foram eliminados pela Itália (2 x 0). Já a Coreia do Sul venceu a Itália (2 x 1), em 2002, na prorrogação, com um gol de Jung Hwan Ahn aos 12 minutos do segundo tempo do tempo extra. Naquele jogo, os sul-coreanos arrancaram o empate no tempo normal aos 43 minutos do segundo tempo, com Ki Hyeon Seol.

Uruguai
Nas oitavas-de-final
Coreia do Sul
2 (1986 e 1990)
Jogos
1 (2002)
0
Vitórias
1
0
Empates
0
2
Derrotas
0
0
Gols marcados
2
3
Gols sofridos
1

.

ARGENTINA X MÉXICO

Argentina
Copa de 2010
México
3
Jogos
3
3
Vitórias
1
0
Empates
1
0
Derrotas
1
7
Gols marcados
3
1
Gols sofridos
2
64
Chutes a gol
37
34
Faltas cometidas
58
39
Faltas sofridas
52
5
Cartões amarelos
8
0
Cartões vermelhos
0

.
Das oito seleções classificadas para as oitavas-de-final até agora, a Argentina é a única com 100% de aproveitamento. Com três vitórias (sobre Nigéria (1 x 0), Coreia do Sul (4 x 1) e Grécia (2 x 0)), os argentinos têm o artilheiro da Copa (Higuain, com 3 gols), e, até agora, o melhor futebol dessa Copa. Além disso, já acumulam9 jogos sem derrotas em Copas (a última foi em 2002, na primeira fase, para a Inglaterra). Já o México, que praticamente garantiu sua vaga na segunda rodada, ao bater a atual vice-campeã França (2 x 0), decepcionou ao perder o primeiro lugar do Grupo A para o Uruguai, na última rodada (1 x 0). O veterano Blanco e o jovem Hernández são os destaques da equipe do técnico Javier Hernández, o mesmo que levou o México às oitavas-de-final de 2002.

Argentina
História nas Copas
México
68
Jogos
48
36
Vitórias
12
13
Empates
13
19
Derrotas
23
118
Gols marcados
51
74
Gols sofridos
85
98
Cartões amarelos
59
10
Cartões vermelhos
6

.
Argentina e México irão reeditar o confronto das oitavas-de-final da última Copa do Mundo, na Alemanha. No dia 24 de junho de 2006, a Argentina venceu por 2 x 1, na prorrogação, de virada. Naquele dia, em Leipzig, o México abriu o placar com o zagueiro Rafa Márquez, aos 6 minutos. Logo em seguida, porém, a Argentina empatou com Crespo, aos 10 minutos. Após o 1 x 1 no tempo normal, o jogo foi para a prorrogação e a Argentina acabou vencendo com um golaço de Maxi Rodriguez aos 8 minutos do primeiro tempo. A outra vez que os dois países se enfrentaram em Copas foi no primeiro mundial, em 1930, no Uruguai, com a vitória por 6 x 3 da Argentina, na primeira fase.

Argentina
Confrontos (Copas)
México
2
Jogos
2
2
Vitórias
0
0
Empates
0
0
Derrotas
2
8
Gols marcados
4
4
Gols sofridos
8

.
Pela segunda vez na história a Argentina passa para as oitavas-de-final com 100% de aproveitamento (a outra havia sido em 1998). Os argentinos irão disputar as oitavas-de-final pela sexta vez na história. Até hoje, foram eliminados duas vezes: para a Suécia (em 1934) e para a Romênia (em 1994). Já as classificações ocorreram em 1986 (diante do Uruguai), 1990 (Brasil), 1998 (Inglaterra, nos pênaltis) e 2006 (justamente contra o México). Já o México disputará as oitavas-de-final pela quinta vez. Em 1986, jogando em casa, os mexicanos passaram para as quartas-de-final, em sua melhor posição até hoje. Naquela Copa, bateram a Bulgária por 2 x 0. Nas últimas quatro Copas, porém, os mexicanos vêm caindo nas oitavas: 1994 (para a Bulgária), 1998 (França), 2002 (Estados Unidos) e 2006 (Argentina).

Argentina
Nas oitavas-de-final
México
6 (1934, 1986, 1990, 1994, 1998, 2006)
Jogos
5 (1986, 1994, 1998, 2002, 2006)
3
Vitórias
1
1 (perdeu nos pênaltis)
Empates
1 (perdeu nos pênaltis)
2
Derrotas
3
10
Gols marcados
5
9
Gols sofridos
7

.

ESTADOS UNIDOS x GANA

Estados Unidos
Copa de 2010
Gana

3
Jogos
3
2
Vitórias
1
1
Empates
1
0
Derrotas
1
4
Gols marcados
2
3
Gols sofridos
2
49
Chutes a gol
55
43
Faltas cometidas
48
44
Faltas sofridas
29
6
Cartões amarelos
6
0
Cartões vermelhos
0

.
Surpresa do Grupo B, a Seleção dos Estados Unidos deixou a favorita Inglaterra para trás, mas garantiu sua classificação de forma dramática, com uma vitória sobre a Argélia nos acréscimos. Vice-campeã da Copa das Confederações, a seleção norte-americana tem boas chances de ficar entre os oito melhores da Copa do Mundo, assim como em 2002. Já a Seleção de Gana, em sua segunda participação em Copas, conseguiu sua segunda classificação para as oitavas-de-final. Em 2006, avançaram em segundo no grupo, deixando justamente os Estados Unidos para trás. Na Copa da Alemanha, a seleção ganesa acabou eliminada pelo Brasil (3 x 0), nas oitavas. Única seleção africana classificada para as Oitavas nessa Copa de 2010, Gana luta para igualar a façanha de Camarões (1990) e Senegal (2002), os únicos africanos que chegaram às quartas-de-final em Copas.

Estados Unidos
História nas Copas
Gana
28
Jogos
7
8
Vitórias
3
4
Empates
1
16
Derrotas
3
31
Gols marcados
6
54
Gols sofridos
8
42
Cartões amarelos
23
4
Cartões vermelhos
1

.
Estados Unidos e Gana se enfrentarão pela segunda vez em Copas do Mundo. A última foi em 2006, na primeira fase, na Copa da Alemanha. Gana venceu por 2 x 1, com gols de Draman (22′) e Appiah (45′). Dempsey (43′) descontou para os norte-americanos. Além desse jogo, os Estados Unidos enfrentaram apenas uma outra seleção africana em Copas, justamente a Argélia, na última partida (1 x 0).

Estados Unidos
Confrontos (Copas)
Gana
1
Jogos
3
0
Vitórias
1
0
Empates
0
1
Derrotas
0
1
Gols marcados
2
2
Gols sofridos
1

.
Os Estados Unidos disputarão pela quarta vez as oitavas-de-final de Copa do Mundo. Em 1934, que também era a primeira fase do torneio, os Estados Unidos foram humilhados pela Itália (7 x 1). Em 1994, jogando em casa, caíram diante do Brasil (1 x 0). Já em 2002, os norte-americanos ganharam do rival México (2 x 0). O craque Donovan, que marcou o heroico gol da classificação dos EUA diante da Argélia, hoje, também marcou naquela Copa de 2002, na vitória sobre os mexicanos.

Estados Unidos
Nas oitavas-de-final
Gana
3 (1934, 1994, 2002)
Jogos
1 (2002)
1
Vitórias
0
0
Empates
0
2
Derrotas
1
3
Gols marcados
0
8
Gols sofridos
3

.

ALEMANHA x INGLATERRA

Alemanha
Copa de 2010
Inglaterra
3
Jogos
3
2
Vitórias
1
0
Empates
2
1
Derrotas
0
5
Gols marcados
2
1
Gols sofridos
1
44
Chutes a gol
46
34
Faltas cometidas
45
38
Faltas sofridas
40
6
Cartões amarelos
5
1
Cartões vermelhos
0

.
Melhor confronto das oitavas-de-final até agora, Alemanha e Inglaterra vêm de campanhas discretas na primeira fase. A Alemanha, depois de uma ótima estreia diante da Austrália (4 x 0), decepcionou muito ao perder para a Sérvia na segunda rodada, desperdiçando até um pênalti, com Podolski. Já a Inglaterra foi mal nos três jogos. Empatou contra Estados Unidos na estreia, não conseguiu marcar um gol contra a Argélia (0 x 0) e passou no sufôco pela Eslovênia (1 x 0).

Alemanha
História nas Copas
Inglaterra
95
Jogos
58
57
Vitórias
26
19
Empates
19
19
Derrotas
13
195
Gols marcados
76
113
Gols sofridos
48
98
Cartões amarelos
46
7
Cartões vermelhos
3

.
Único confronto entre dois ex-campeões mundiais, Alemanha e Inglaterra já decidiram até uma Copa do Mundo. Foi em 1966, na Inglaterra, quando os ingleses conquistaram seu único título até aqui (4 x 2). Além dessa final, as duas seleções já se enfrentaram mais três vezes em Copas. Em 1970, pelas quartas-de-final, com a vitória alemã por 3 x 2, na prorrogação. Já em 1982, na segunda fase, as seleções empataram em 0 x 0, resultado bom para a Alemanha, que passou para a semifinal daquela Copa. Já o último confronto foi em 1990, pela semifinal, apitada pelo brasileiro José Roberto Wright. Depois do empate no tempo normal e na prorrogação (1 x 1), o jogo foi para os pênaltis e a seleção alemã venceu por 4 x 3.

Alemanha
Confrontos (Copas)
Inglaterra
4
Jogos
4
1
Vitórias
1
2
Empates
2
1
Derrotas
1
6
Gols marcados
7
7
Gols sofridos
6

.
Seleção que mais vezes chegou à final de Copa do Mundo (7 vezes, ao lado do Brasil),  a Alemanha vem para disputar as oitavas-de-final pela sétima Copa consecutiva (façanha que só poderá ser alcançada por Brasil e Itália). Em oito disputas de oitavas, até agora, os alemães venceram sete. Só perderam uma, em 1938, para a Suíça. Depois do empate na primeira partida (1 x 1), a Alemanha perdeu o jogo desempate por 4 x 2. Nos outros confrontos, só vitórias: Bélgica, (1934), Marrocos (1986), Holanda (1990), Bélgica (1994), México (1998), Paraguai (2002) e Suécia (2006). Já a Inglaterra vem para a sua quinta disputa de oitavas (a terceira seguida). Os ingleses também têm um bom desempenho nessa fase. Até hoje, ganharam quatro jogos: Paraguai (1986), Bélgica (1990), Dinamarca (2002) e Equador (2006). A única eliminação foi em 1998, para a Argentina, nos pênaltis, após o empate por 2 x 2 no tempo normal e na prorrogação. Assim, o English Team segue invicto em oitavas.

Alemanha
Nas oitavas-de-final
Inglaterra
9 (34, 38, 38, 86, 90, 94, 98, 02, 06)
Jogos
5 (1986, 1990, 1998, 2002, 2006)
7
Vitórias
4
1
Empates
1 (perdeu nos pênaltis)
1
Derrotas
0
19
Gols marcados
10
11
Gols sofridos
2

.

Uruguai


Uruguai
Uruguai


Uruguai
Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 16 de junho de 2010 Sem categoria | 17:34

Curiosidades do sexto dia da Copa do Mundo de 2010

Compartilhe: Twitter

O sexto dia da Copa do Mundo de 2010 foi marcado pela maior zebra do torneio até agora, a vitória da Suíça sobre a Espanha por 1 x 0. Os espanhóis, favoritos ao título, não conseguiram furar o bloqueio suíço e agora têm grandes chances de ficar com a segunda vaga do Grupo H. Assim, caso o Brasil confirme o primeiro lugar em seu grupo, pegará a Espanha logo nas oitavas-de-final.

A grande vitória da Suíça teve também uma marca importante. Esse foi o quinto jogo seguido dos suíços sem sofrer gol em Copas do Mundo. Até hoje, só a Itália havia alcançado essa façanha, durante a Copa de 1990. Na última Copa, em 2006, na Alemanha, a Suíça acabou eliminada nas oitavas-de-final sem sofrer um único gol. O país empatou com a França (0 x 0), e venceu Togo ( 2 x0) e Coreia do Sul (2 x 0), na primeira fase. Nas oitavas, perdeu a Ucrânia, nos pênaltis (3 x 0), após o 0 x 0 no tempo normal e na prorrogação. O último gol sofrido pela Suíça foi na Copa de 1994, nos Estados Unidos, justamente para a Espanha (3 x 0). O último gol daquele jogo foi marcado por Txiki Beguiristain, aos 41 minutos do segundo tempo. Assim, a Suíça chega à marca de 484 minutos sem sofrer gol em Copa. O recorde, porém, segue o da Itália, de 1990, que ficou 517 minutos sem sofrer gol.

Já no primeiro jogo do dia, o Chile venceu Honduras por 1 x 0 e quebrou um incômodo jejum de 48 anos sem vitórias em Copas do Mundo. A última vitória dos chilenos havia sido em 1962, no próprio Chile, na disputa pelo terceiro lugar daquela Copa (1 x 0 sobre a Iugoslávia). Desde então, foram 13 jogos sem vitória, nas Copas de 1966, 1974, 1982 e 1998. A maior sequência sem vitória em Copas do Mundo continua sendo da Bulgária, que ficou 17 partidas sem vencer entre as Copas de 1962, 1974, 1986 e 1994.

Os hondurenhos, que seguem sem vencer em Copas, não puderam contar com o meia Julio Cesar de León, camisa 10 do time, cortado por lesão às vésperas da estreia. Em seu lugar, foi convocado o meia Jerry Palácios. Com essa convocação, a Seleção de Honduras acabou entrando para a história por contar com três irmãos em uma única Copa do Mundo. Além de Jerry, estão no time Wilson e Johnny Palácios.

Nessa Copa do Mundo, outras duplas de irmãos são Yaya e Kolo Touré (Costa do Marfim); Edgar e Diego Barreto (Paraguai); Kengo e Shunsuke Nakamura (Japão); e Jerome e Kevin-Prince Boateng (o primeiro da Alemanha e o segundo, de Gana).

No último jogo do dia, o primeiro da segunda rodada, o Uruguai venceu bem a África do Sul (3 x 0), e praticamente eliminou os anfitriões. O time de Parreira está bem prestes a ser o primeiro país organizador a não passar da primeira fase. A vitória da Celeste Olímpica foi a primeira em Copas depois de 20 anos. O último triunfo uruguaio havia sido sobre a Coreia do Sul (1 x 0), na Copa de 1990. Uma curiosidade é que o técnico daquela vitória era o mesmo de hoje, Óscar Tabárez. Já o atacante Forlán, autor de 2 gols hoje, isolou-se na artilharia da Copa.

Com esses resultados, os sul-americanos continuam sem derrota na Copa de 2010, sendo o único continente invicto até agora.

Autor: Tags: , , , ,

quinta-feira, 20 de maio de 2010 Copa do Mundo, Especial - Copa 2010, Sem categoria | 16:33

As seleções da Copa do Mundo de 2010: Estados Unidos

Compartilhe: Twitter

ESTADOS UNIDOS (EUA)


PARTICIPAÇÕES EM COPAS DO MUNDO:

País que esteve na primeira Copa do Mundo, os Estados Unidos já disputaram oito mundiais até hoje. Em 1930, com a ausência das principais forças da Europa, os norte-americanos conseguiram chegar à semifinal, seu melhor resultado até hoje. Em 1950, os EUA venceram a Inglaterra, em seu jogo mais glorioso em Copas. Porém, depois disso, só voltaram a disputar um mundial após 40 anos, quando disputaram a Copa do Mundo em 1990, na Itália. Em 1994, os norte-americanos organizaram a Copa e desde então vêm sendo presença constantes em mundiais.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

CURIOSIDADES HISTÓRICAS:

– A supreendente vitória dos Estados Unidos sobre a Inglaterra, na Copa de 1950, virou até filme. O 1 x 0 sobre os inventores do futebol, no estádio Independência, rendeu o filme “The Miracle Match (The Game of Their Lives). O resultado foi tão incrédulo, que um jornal da Inglaterra achou houve um erro na informação do placar e chegou publicar o resultado de 10 x 1 para os ingleses.

– Em 1998, Estados Unidos e Irã, dois países em conflitos políticos, se enfrentaram na Copa do Mundo. A partida, marcada pelo Fair Play, foi vencida pelo iranianos.

– Os Estados Unidos organizaram uma Copa do Mundo, em 1994. Depois de passarem pela primeira fase, os anfitriões acabaram eliminados pelo Brasil nas Oitavas-de-final, justamente no dia de comemoração de sua indepedência, o famoso 4 de julho.

– A camisa usada na Copa do Mundo de 1950 serviu de inspiração para o modelo que será utilizado na Copa de 2010.

.

CAMPANHAS EM COPAS:
1930 – Semifinal (3º lugar)
1934 – Oitavas-de-final (16º lugar)
1950 – Primeira Fase (10º lugar)
1990 – Primeira Fase (23º lugar)
1994 – Oitavas-de-final (14º lugar)
1998 – Primeira Fase (32º lugar)
2002 – Quartas-de-final (8º lugar)
2006 – Primeira Fase (25º lugar)

Resumo: 25 jogos, 6 vitórias, 3 empates, 16 derrotas, 27 gols pró, 51 gols sofridos

Quem mais jogou: Cobi Jones (1994, 1998 e 2002); e Earnie Stewart (1994, 1998 e 2002), 11 jogos cada

Maior artilheiro: Bert Patenaude (1930), 4 gols.

Melhor momento em Copas: Os Estados Unidos tiveram três momentos gloriosos em Copas do Mundo. Em termos de resultado, o terceiro lugar na primeira Copa do Mundo, em 1930, foi o melhor momento. Já nas partidas, a mais marcante foi a vitória sobre a Inglaterra, na Copa de 1950, no Brasil, por 1 x 0. O jogo virou até filme para os norte-americanos. Já em 2002, numa nova era, os Estados Unidos chegaram às quartas-de-final, deixando o rival México para trás, nas oitavas.

Pior momento em Copas: Na Copa de 1998, a seleção norte-americana foi um fiasco só. Perdeu os três jogos, para Portugal, Iugoslávia e Irã, e terminou na última colocação.

.

CAMPANHA NAS ELIMINATÓRIAS:

Os Estados Unidos confirmaram a boa fase e passaram sem dificuldades pelas Eliminatórias da CONCACAF. Na primeira fase, a equipe derrotou Barbados com duas vitórias (8 x 0  e 1 x 0). Na segunda fase, de grupos, ficou na primeira colocação com 5 vitórias e 1 empate, no grupo que tinha ainda Trinidad e Tobago, Guatemala e Cuba. Já no Hexagonal Final, a seleção norte-america terminou na primeira posição com 6 vitórias, 2 empates e 2 derrotas, à frente de México (19), Honduras (16), Costa Rica (16), El Salvador (8) e Trinidad e Tobago (6).

Campanha: 18 jogos, 13 vitórias, 2 empates, 3 derrotas, 42 gols pró, 16 gols sofridos

Quem mais jogou: Carlos Bocanegra, Landon Donovan e Michael Bradley (15 jogos cada)

Artilheiros: Jozy Altidore (6 gols)

.

JOGOS EM 2010:

Data Local Resultado Gols
23/1 Los Angeles (EUA) Estados Unidos 1 x 3 Honduras Goodson
24/2 Tampa (EUA) Estados Unidos 2 x 1 El Salvador Ching e Kljestan
3/3 Amsterdã (HOL) Holanda 2 x 1 Estados Unidos Bocanegra
25/5 East Hartford (EUA) Estados Unidos x República Tcheca
29/5 Filadélfia (EUA) Estados Unidos x Turquia
5/6 Roodepoort (AFS) Estados Unidos x Austrália

.

OS ADVERSÁRIOS DA 1ª FASE

Em Copas do Mundo

SELEÇÃO J V E D GP GC
Argélia 0 0 0 0 0 0
Eslovênia 0 0 0 0 0 0
Inglaterra 1 1 0 0 1 0

.

Na história

SELEÇÃO J V E D GP GC
Argélia 0 0 0 0 0 0
Eslovênia 0 0 0 0 0 0
Inglaterra 9 2 0 7 8 35

Ilustrações: Maurício Rito

Data

Local

Resultado

Gols

23/1

Los Angeles (EUA)

Estados Unidos 1 x 3 Honduras

Goodson

24/2

Tampa (EUA)

Estados Unidos 2 x 1 El Salvador

Ching e Kljestan

3/3

Amsterdã (HOL)

Holanda 2 x 1 Estados Unidos

Bocanegra

25/5

East Hartford (EUA)

Estados Unidos x República Tcheca

29/5

Filadélfia (EUA)

Estados Unidos x Turquia

5/6

Roodepoort (AFS)

Estados Unidos x Austrália

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 13 de maio de 2010 Sem categoria | 12:41

As seleções da Copa do Mundo de 2010: México

Compartilhe: Twitter

MÉXICO (MEX)


PARTICIPAÇÕES EM COPAS DO MUNDO:

País que está entre aqueles que mais jogaram em mundiais (13 participaççoes), o México luta para acabar com a sina de ser eliminado precocemente na competição. Suas melhores colocações (quartas-de-final), foram em 1970 e em 1986, anos em que também foi sede do torneio. Nas últimas quatro Copas, o México não passou das oitavas-de-final. Em 45 jogos disputados, os mexicanos venceram apenas 11.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

CURIOSIDADES HISTÓRICAS:

– O México é o quinto país que mais disputou Copas do Mundo. Com 13 participações, está atrás apenas do Brasil (18), Alemanha (16), Itália (16) e Argentina (14).

– As melhores colocações da seleção mexicana em Copas foram o sexto lugar, justamente nas edições em que o país foi sede do mundial: 1970 e 1986.

– O goleiro Antonio Carbajal foi o primeiro a disputar cinco Copas do Mundo consecutivas, entre 1950 e 1966.

– O México só foi vencer sua primeira partida em Copa do Mundo na sua quarta participação. Os mexicanos perderam todos os jogos, em 1930 e 1950, não venceram em 1954 e 1958 e só foram ganhar o primeiro jogo em 1962 (3 x 1 na Tchecoslováquia).
.

CAMPANHAS EM COPAS:
1930 – Primeira Fase (13º lugar)
1950 – Primeira Fase (12º lugar)
1954 – Primeira Fase (13º lugar)
1958 – Primeira Fase (16º lugar)
1962 – Primeira Fase (11º lugar)
1966 – Primeira Fase (12º lugar)
1970 – Quartas-de-final (6º lugar)
1978 – Primeira Fase (16º lugar)
1986 – Quartas-de-final (6º lugar)
1994 – Oitavas-de-final (13º lugar)
1998 – Oitavas-de-final (13º lugar)
2002 – Oitavas-de-final (11º lugar)
2006 – Oitavas-de-final (15º lugar)

Resumo: 45 jogos, 11 vitórias, 12 empates, 22 derrotas, 48 gols pró, 83 gols sofridos

Quem mais jogou: Antonio Carbajal (1950, 1954, 1958, 1962, 1966), 10 jogos

Maior artilheiro: Luis Hernandez (1998), 4 gols

Melhor momento em Copas: O México conseguiu dois bons resultados em Copas, justamente quando foi sede da competição. Em 1970, chegou às quartas-de-final, mas perdeu para a Itália por 4 x 1. Na primeira fase, empatou com a União Soviética (0 x 0), ganhou de El Salvador (4 x 0) e da Bélgica (1 x 0). Em 1986, os mexicanos caíram na mesma fase. Na primeira fase, o México empatou com o Paraguai (1 x 1), venceu a Bulgária (2 x 1) e Iraque (1 x 0). Nas quartas, empatou com a Alemanha (0 x 0) e perdeu nos pênaltis (4 x 1).

Pior momento em Copas: Em sua estreia em Copas, em 1930, o México foi um fiasco. Perdeu seus três jogos (4 x 1 para a França, 3 x 0 para o Chile e 6 x 3 para a Argentina), e terminou na última colocação.

.

CAMPANHA NAS ELIMINATÓRIAS:

O México teve uma campanha irregular nas Eliminatórtias da Concacaf. Depois de passar por Belize, na fase preliminar, o México ficou em segundo lugar na primeira fase, atrás de Honduras, no Grupo B. A classificação foi suada, na última rodada, graças ao saldo de gols (3 contra 0 da Jamaica). Os maus resultados causaram a demissão do técnico sueco Sven-Goran Eriksson. Para o seu lugar, os mexicanos buscaram o Javier Aguirre, que dirigiu a seleção na Copa de 2002. Com ele, e com a volta do veterano Blanco, o México melhorou um pouco, ficou na segunda colocação da fase final e garantiu a vaga para a sua quinta Copa consecutiva.

Campanha: 18 jogos, 11 vitórias, 2 empates, 5 derrotas, 36 gols pró, 18 gols sofridos

Quem mais jogou: Andrés Guardado e Ricardo Osorio (16)

Artilheiros: Andres Guardado, Carlos Vela, Cuauhtemoc Blanco, Fernando Arce, Jared Borgetti, Pavel Pardo (3)

JOGOS EM 2010:

Data Local Resultado Gols
24/2 San Francisco (EUA) México 5 x 0 Bolívia Barrera, J. Hernández (2), Luna e Aguilar
3/3 Pasadena (EUA) México 2 x 0 Nova Zelândia J. Hernández e Vela
17/3 Torreón (MEX) México 2 x 1 Coreia do Norte Blanco e J. Hernández
24/3 Charlotte (EUA) México 0 x 0 Islândia
7/5 New York (EUA) México 0 x 0 Equador
10/5 Chicago (EUA) México 1 x 0 Senegal Alberto Medina
13/5 Houston (EUA) México x Angola
16/5 Cidade do México (MEX) México x Chile
24/5 Londres (ING) México x Inglaterra
26/5 Freiburg (ALE) México x Holanda
3/6 Bruxelas (BEL) México x Itália

.

OS ADVERSÁRIOS DA 1ª FASE

Em Copas do Mundo

SELEÇÃO J V E D GP GC
África do Sul 0 0 0 0 0 0
França 3 0 1 2 4 8
Uruguai 1 0 1 0 0 0

.

Na história

SELEÇÃO J V E D GP GC
África do Sul 3 2 0 1 9 4
França 6 0 1 5 4 15
Uruguai 17 7 7 3 25 21

Ilustrações: Maurício Rito

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 23 de abril de 2010 Sem categoria | 15:50

Corinthians x Flamengo: quem leva vantagem?

Compartilhe: Twitter

Corinthians e Flamengo, os dois clubes mais populares do Brasil, farão o jogo mais importante da história do confronto nas próximas semanas. Até hoje, os clubes se enfrentaram apenas duas vezes em mata-matas. Sendo as duas vezes na fase de quartas-de-final: em 1984, pelo Brasileirão (deu Corinthians), e em 1989, pela Copa do Brasil (deu Flamengo).

Pela atual fase, o Corinthians aparece com ligeiro favoritismo. Vem de seis vitórias seguidas, com a melhor campanha entre todos os clubes da Libertadores e vai decidir em casa. Já o Flamengo, que passou com a pior campanha entre os classificados, vem em crise com a perda do título carioca, a má fase de Adriano, as brigas entre Pet e Bruno e a queda do técnico Andrade.

O duelo, válido pelas oitavas-de-final da Copa Libertadores, colocará frente a frente o campeão da Copa do Brasil contra o campeão Brasileiro de 2009.

Apenas seis vezes isso aconteceu em Libertadores. Em três, o campeão brasileiro se deu melhor sobre o campeão da Copa do Brasil: 1992 (São Paulo sobre o Criciúma) e 1998 (Vasco sobre o Grêmio), ambos nas quartas-de-final. Em quatro oportunidades do campeão da Copa do Brasil foi melhor: 1995 (Grêmio sobre o Palmeiras), 1997 (Cruzeiro sobre o Grêmio), 1999 (Palmeiras sobre o Corinthians) e 2008 (Fluminense sobre o São Paulo).

Pela Libertadores, Corinthians e Flamengo se enfrentaram apenas duas vezes. Em 1991, na primeira fase, os times empataram no primeiro jogo, realizado no estádio José Fragelli (MT). Na última rodada, o Flamengo bateu o Corinthians por 2 x 0, no Pacaembu. Naquele dia, a torcida corintiana ficou enfurecida com a má atuação do time, atirou garrafas no gramado e a foi suspensa aos 26 minutos do segundo tempo. No mesmo ano, ambos foram eliminados pelo Boca Juniors-ARG.

Copa Libertadores – 20/2/1991
FLAMENGO 1 x 1 CORINTHIANS
Local:
José Fragelli “Verdão”, Cuiabá (MT); Juiz: José Roberto Wright; Gols: Marcelinho Carioca e Fabinho
FLAMENGO:
Zé Carlos, Ailton, Rogério, Adílson e Piá, Charles, Júnior, Paulo César (Alcindo) e Toninho; Nélio (Fabinho) e Marcelinho Carioca. Técnico: Vanderlei Luxemburgo
CORINTHIANS: Ronaldo, Giba, Wilson Mano, Marcelo e Jacenir; Wilson, Tupãzinho (Paulo Sérgio) e Neto; Fabinho, Mirandinha (Viola) e Edson. Técnico: Nelsinho Baptista

Copa Libertadores – 20/3/1991
CORINTHIANS 0 x 2 FLAMENGO
Local:
Pacaembu, São Paulo (SP); Juiz: Renato Marsiglia; Gols: Gaúcho (2)
CORINTHIANS: Ronaldo, Giba, Wilson Mano, Marcelo e Jacenir (Edson); Márcio, Paulo Sérgio e Neto; Fabinho, Viola e Mauro (Tupãzinho). Técnico: Nelsinho Baptista
FLAMENGO: Zé Carlos, Ailton, Rogério, Adílson e Piá, Charles, Júnior, Alcindo (Paulo Nunes) e Marquinhos; Marcelinho Carioca (Nélio) e Gaúcho. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Em Libertadores, o Flamengo possui um retrospecto melhor do que o Corinthians nos confrontos contra outros brasileiros. Em 18 jogos, o Flamengo venceu 7, empatou 8 e perdeu apenas 3. Já o Corinthians, em 16 jogos, ganhou 6, empatou 4 e perdeu 6.

Em mata-mata, Corinthians e Flamengo se enfrentaram em duas ocasiões. Pelo Campeonato Brasileiro de 1984, nas quartas-de-final, deu Corinthians. No jogo de ida, no Maracanã, o Flamengo ganhou por 2 x 0. Na volta, no Morumbi, o Corinthians goleou por 4 x 1. Essa vitória foi também uma espécie de revanche, já que em 1983 o Flamengo havia deixado o Corinthians para trás na fase de grupo, antes da semifinal.

Já em 1989, o Rubro-negro derrotou o Corinthians pelas quartas-de-final da Copa do Brasil. No Maracanã, o Flamengo venceu por 2 x 0. No jogo de volta, o Corinthians chegou a fazer 4 x 1, de virada, mas perdeu a classificação com um gol de Júnior, no minutos finais, no Pacaembu.

No confronto geral, a vantagem, porém, é do Flamengo, com três vitórias a mais em 113 jogos (46 a 43). Confira abaixo o resumo do clássico e a lista de todos os jogos:

Jogos: 113
Vitórias do Flamengo: 46
Empates: 24
Vitórias do Corinthians: 43
Gols do Flamengo: 185
Gols do Corinthians: 174

Data Resultado



Competição
01/12/1918 Flamengo 1 x 2 Corinthians Amistoso
02/05/1920 Corinthians 2 x 1 Flamengo Amistoso
14/07/1925 Corinthians 3 x 0 Flamengo Amistoso
12/10/1925 Flamengo 1 x 0 Corinthians Amistoso
30/10/1938 Corinthians 1 x 3 Flamengo Amistoso
28/08/1940 Flamengo 3 x 1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
04/09/1941 Corinthians 0 x 1 Flamengo Amistoso
20/12/1941 Corinthians 5 x 4 Flamengo Amistoso
21/03/1942 Corinthians 1 x 1 Flamengo Torneio Quinela de Ouro
22/10/1942 Corinthians 2 x 4 Flamengo Amistoso
13/02/1944 Corinthians 3 x 2 Flamengo Amistoso
28/02/1944 Corinthians 4 x 2 Flamengo Amistoso
21/06/1945 Corinthians 4 x 4 Flamengo Amistoso
22/12/1949 Flamengo 6 x 2 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
30/01/1951 Flamengo 0 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
29/03/1951 Corinthians 3 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
16/03/1952 Corinthians 3 x 1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
03/05/1953 Corinthians 6 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
26/06/1954 Flamengo 1 x 2 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
15/05/1955 Flamengo 2 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
26/06/1955 Corinthians 3 x 0 Flamengo Torneio Charles Miller
10/05/1956 Corinthians 5 x 1 Flamengo Amistoso
12/05/1957 Corinthians 0 x 4 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
29/06/1957 Corinthians 1 x 3 Flamengo Torneio Internacional do Morumbi
02/04/1958 Corinthians 3 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
19/04/1959 Corinthians 1 x 5 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
16/03/1960 Flamengo 3 x 1 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
04/01/1961 Corinthians 1 x 2 Flamengo Torneio Octagonal de Verão
25/02/1961 Corinthians 7 x 2 Flamengo Amistoso
08/04/1961 Corinthians 3 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
23/04/1961 Flamengo 2 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
31/03/1963 Corinthians 2 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
15/03/1964 Corinthians 1 x 2 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
20/03/1965 Flamengo 4 x 2 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
15/05/1965 Corinthians 5 x 1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
31/01/1966 Corinthians 0 x 0 Flamengo Torneio Quadrangular João Havelange
24/03/1966 Corinthians 3 x 1 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
17/04/1966 Corinthians 0 x 2 Flamengo Amistoso
28/04/1966 Flamengo 2 x 3 Corinthians Amistoso
29/04/1966 Corinthians 1 x 2 Flamengo Amistoso
08/05/1966 Corinthians 3 x 2 Flamengo Amistoso
06/05/1967 Flamengo 2 x 3 Corinthians Roberto Gomes Pedrosa
27/10/1968 Corinthians 0 x 1 Flamengo Roberto Gomes Pedrosa
23/11/1969 Corinthians 0 x 0 Flamengo Roberto Gomes Pedrosa
05/12/1970 Corinthians 1 x 0 Flamengo Roberto Gomes Pedrosa
30/01/1971 Corinthians 0 x 0 Flamengo Torneio do Povo
11/02/1971 Corinthians 0 x 0 Flamengo Torneio do Povo
07/03/1971 Corinthians 1 x 3 Flamengo Amistoso
24/10/1971 Flamengo 1 x 3 Corinthians Campeonato Brasileiro
17/02/1972 Corinthians 1 x 2 Flamengo Torneio do Povo
14/10/1972 Flamengo 0 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
24/01/1973 Corinthians 0 x 0 Flamengo Torneio do Povo
28/06/1973 Corinthians 3 x 0 Flamengo Amistoso
17/02/1974 Flamengo 5 x 1 Corinthians Amistoso
23/10/1975 Corinthians 0 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
01/12/1976 Corinthians 1 x 1 Flamengo Amistoso
19/02/1978 Flamengo 0 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
21/05/1978 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
16/03/1979 Flamengo 2 x 0 Corinthians Troféu João Batista Figueiredo
27/02/1982 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
25/03/1982 Flamengo 2 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
17/04/1983 Flamengo 5 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
01/05/1983 Corinthians 4 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
29/04/1984 Flamengo 2 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
06/05/1984 Corinthians 4 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
03/02/1985 Flamengo 2 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
03/04/1985 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
21/09/1986 Flamengo 2 x 3 Corinthians Campeonato Brasileiro
15/11/1987 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
11/09/1988 Flamengo 1 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
02/08/1989 Flamengo 2 x 0 Corinthians Copa do Brasil
12/08/1989 Corinthians 4 x 2 Flamengo Copa do Brasil
17/09/1989 Flamengo 0 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
04/10/1990 Flamengo 1 x 2 Corinthians Campeonato Brasileiro
27/01/1991 Corinthians 1 x 0 Flamengo Supercopa do Brasil
20/02/1991 Corinthians 1 x 1 Flamengo Copa Libertadores
20/03/1991 Corinthians 0 x 2 Flamengo Copa Libertadores
05/05/1991 Flamengo 2 x 3 Corinthians Campeonato Brasileiro
12/04/1992 Corinthians 1 x 3 Flamengo Campeonato Brasileiro
03/10/1993 Corinthians 1 x 0 Flamengo Campeonato Brasileiro
14/11/1993 Flamengo 1 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
28/11/1993 Flamengo 1 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
01/12/1993 Corinthians 2 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
28/08/1994 Flamengo 5 x 2 Corinthians Campeonato Brasileiro
03/09/1994 Corinthians 1 x 0 Flamengo Campeonato Brasileiro
27/11/1994 Flamengo 2 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
09/09/1995 Corinthians 2 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
03/07/1996 Corinthians 2 x 2 Flamengo Amistoso
08/09/1996 Flamengo 1 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
21/01/1997 Flamengo 3 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
25/01/1997 Corinthians 2 x 0 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
05/11/1997 Corinthians 1 x 0 Flamengo Campeonato Brasileiro
10/10/1998 Flamengo 4 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
31/01/1999 Flamengo 2 x 0 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
07/02/1999 Corinthians 0 x 3 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
01/09/1999 Corinthians 1 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
16/11/2000 Corinthians 1 x 4 Flamengo Campeonato Brasileiro
24/01/2001 Corinthians 4 x 3 Flamengo Torneio Rio-São Paulo
14/10/2001 Corinthians 1 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
03/03/2002 Flamengo 4 x 3 Corinthians Torneio Rio-São Paulo
30/10/2002 Flamengo 0 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
27/04/2003 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
31/08/2003 Flamengo 1 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
20/06/2004 Corinthians 1 x 1 Flamengo Campeonato Brasileiro
29/09/2004 Flamengo 0 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
12/06/2005 Corinthians 4 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
25/09/2005 Flamengo 1 x 3 Corinthians Campeonato Brasileiro
04/06/2006 Corinthians 0 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
15/10/2006 Flamengo 3 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
29/07/2007 Corinthians 2 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro
31/10/2007 Flamengo 2 x 1 Corinthians Campeonato Brasileiro
09/08/2009 Flamengo 1 x 0 Corinthians Campeonato Brasileiro
28/11/2009 Corinthians 0 x 2 Flamengo Campeonato Brasileiro

a

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 12 de abril de 2010 Sem categoria | 23:18

Quem está próximo de ser campeão estadual em 2010

Compartilhe: Twitter

Depois de quase três meses de disputa, os Campeonatos Estaduais estão chegando ao final. Entre os 25 estaduais em andamento no Brasil (Amapá e Maranhão ainda não começaram a disputa), mais da metade já está nas semifinais. No Rio de Janeiro e no Paraná, os campeonatos podem terminar já no próximo domingo. Para isso, basta o Coritiba vencer o rival Atlético e o Botafogo derrotar o Flamengo. No dia 2 de maio, acabam campeonatos.

Dos 290 clubes que estão na primeira divisão desses 25 estaduais, maioria já não briga mais pelo título. Entre eles, alguns grandes como Palmeiras, Corinthians, Vasco e Fluminense. Entre os clubes da Série A do Brasileiro, outro que também não tem mais chance de título estadual em 2010 é o Guarani, que ficou em 14º na segunda divisão do Paulistão. Além disso,  38 já estão rebaixados.

Outra curiosidade é que dos 25 campeões estaduais de 2009 (tirando Amapá a Maranhão), quatro já não brigam mais pelo título em 2010: Corinthians (SP), Flamengo (PI), Luverdense (MT) e ASSU (RN). Os outros 21 seguem na luta pelo bi, tri ou até o hepta, como o Brasiliense.

Confira abaixo como anda a situação em cada estadual e também a lista dos clubes que já caíram para a segundona.

ACRE

Final (6 de junho)
Situação do Campeonato: São 10 clubes. Ainda faltam 4 rodadas para o final da 1ª fase.

1

ALAGOAS

Final (9 de maio)
Situação do Campeonato: Apenas quatro clubes brigam pelo título do campeonato que está na semifinal: Corinthians x Murici e Coruripe x ASA.

1
2

AMAZONAS

Final (9 de maio)
Situação do Campeonato: O Fast (campeão da 1ª fase), espera o campeão da 2ª fase (que termina no dia 2 de maio) para fazer a final.

1
2

BAHIA

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Está na semifinal e com previsão de Ba-Vi na decisão. Resultado dos jogos de ida das semifinais: Camaçari 2 x 2 Vitória e Bahia de Feira 0 x 0 Bahia.

1
2

CEARÁ


Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: O Fortaleza, campeão do 1º turno, espera o vencedor do 2º turno para fazer a final. Guarany de Sobral e Ceará fazem a final do 2º turno no próximo domingo (dia 18).

1
2

DISTRITO FEDERAL

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Campeão da 1ª e da 2ª fase, o Brasiliense espera pelo vice da 2ª fase (Botafogo, Ceilândia ou Ceilandense), para disputar a final do campeonato.

1
2

ESPÍRITO SANTO

Final (5 de junho)
Situação do Campeonato: São 10 clubes. Ainda está na 12ª rodada das 18 da 1ª fase. Rio Branco e Rio Bananal lideram com 23 pontos. Os quatro primeiros vão para a semifinal.

1
2

GOIÁS

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: está na semifinal. Resultados dos jogos de ida: Goiás 0 x 0 Atlético e Vila Nova 1 x 3 Santa Helena. O Atlético joga pelo empate para ir à final.

1
2

MATO GROSSO

Final (9 de maio)
Situação do Campeonato: Está na semifinal. Os confrontos serão Araguaia x Operário e União x Vila Aurora.

1
2

MATO GROSSO DO SUL


Final (6 de maio)
Situação do Campeonato: Ainda faltam duas rodadas para o final da 1ª fase. Os quatro primeiros dos grupos A e B vão para a segunda fase.

1
2

MINAS GERAIS

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Está na semifinal e os rivais Cruzeiro e Atlético estão próximos de fazer a final pelo quarto ano consecutivo. Resultados dos jogos de ida: Atlético-MG 2 x 1 Democrata-GV e Ipatinga 0 x 0 Cruzeiro.

1
2

PARÁ

Final (6 de junho)
Situação do Campeonato: Faltam três rodadas para o final da primeira fase do 2º turno. Quatro times brigam para ir às semifinais. O campeão do 2º turno enfrenta o Paysandu (campeão do 1º turno), na final do campeonato.

1
2

PARAÍBA

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: A primeira fase acabou no último domingo e as semifinais foram definidas: Treze x Sousa e Campinense x Botafogo.

1
2

PARANÁ

Final (24 de abril)
Situação do Campeonato: Faltam duas rodadas para terminar o Octagonal Final. O Coritiba lidera com 17 pontos, seguido por Atlético-PR, que tem 16. As duas equipes jogam no próximo domingo, dia 18. Uma vitória garante o título para o Coxa.

1
2

PERNAMBUCO

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Falta uma rodada para o final da primeira fase. Sport, Náutico e Santa Cruz já estão classificados para a semifinal. Cabense, Central e Ypiranga brigam pela última vaga.

1
2

PIAUÍ

Final (18 de abril)
Situação do Campeonato: O Parnahyba está na final e aguarda o vencedor de Comercial e 4 de Julho. No jogo de ida da semifinal, houve empate em 1 x 1.

1
2

RIO DE JANEIRO

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Botafogo e Flamengo fazem a final da Taça Rio no próximo domingo. Uma vitória dá o titulo estadual ao Botafogo, campeão da Taça Guanabara. Se der Flamengo, os dois clubes decidirão o campeonato em mais dois jogos na final.

1
2

RIO GRANDE DO NORTE

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Coríntians, campeão do primeiro turno, espera o vencedor da final do segundo turno (América ou ABC), para disputar a final do campeonato.

1
2

RIO GRANDE DO SUL

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Inter e Pelotas irão fazer a final do 2º turno no próximo domingo, dia 18. O vencedor enfrentará o Grêmio, campeão do 1º turno, na final do campeonato.

1
2

RONDÔNIA

Final (5 de junho)
Situação do Campeonato: Ainda está na 8ª rodada da primeira fase (são 14 no total). Os quatro primeiros vão para a semifinal.

1
2

RORAIMA


Final (8 de maio)
Situação do Campeonato: Está na primeira fase do 2º turno. O Baré, campeão do 1º turno, espera o vencedor do returno para decidir o campeonato.

1
2

SANTA CATARINA

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Avaí e Figueirense irão decidir o segundo turno no próximo domingo, dia 18. O vencedor pegará o Joinville na final do campeonato.

1
2

SÃO PAULO

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Está na semifinal. Santos e Santo André podem até perder por um gol de diferença que garantem vaga na final. Resultados dos jogos de ida: São Paulo 2 x 3 Santos e Grêmio Prudente 1 x 2 Santo André.

1
2

SERGIPE

Final (9 de maio)
Situação do Campeonato: Está na 1ª rodada das seis do quadrangular final do 2º turno. Itabaina, Olímpico, Confiança  e River Plate estão na disputa. O River Plate foi o campeão do 1º turno. Se vencer o 2º será o campeão estadual. Do contrário, haverá final.

1
2

TOCANTINS

Final (2 de maio)
Situação do Campeonato: Está na 1ª rodada das seis o quadrangular final da segunda fase. Os dois primeiros fazem a final. Gurupi, Araguaína, Interporto e Tocantinópolis estão na disputa.

1
2

CLUBES REBAIXADOS EM 2010

Estado Rebaixados
Alagoas União e Penedense
Bahia Madre de Deus e Itabuna
Ceará Maranguape e Boa Viagem
Distrito Federal Dom Pedro II e Luziânia
Goiás Itumbiara e Canedense
Mato Grosso Cáceres, Cacerense, Palmeiras e Rondonópolis
Minas Gerais Uberlândia e Ituiutaba
Pará Vila Rica e Bragantino
Paraíba Atlético Cajazeiras e Queimadense
Paraná Toledo, Serrano, Nacional e Engenheiro Beltrão
Pernambuco Sete de Setembro
Rio de Janeiro Tigres
Rio Grande do Norte Potyguar de Currais Novos
Rio Grande do Sul Esportivo e Avenida
Santa Catarina Chapecoense e Juventus
São Paulo Rio Claro, Monte Azul, Sertãozinho e Rio Branco
Sergipe Riachuelo
Tocantins Tubarão e Palmas

a

Autor: Tags:

quinta-feira, 1 de abril de 2010 Sem categoria | 11:03

Robert fez 35% dos gols do Palmeiras na temporada

Compartilhe: Twitter

Com o gol anotado ontem, na vitória do Palmeiras sobre o Paysandu por 1 x 0, o atacante Robert chegou a 13 gols na temporada. Aos 29 anos, o pouco badalado atacante vem sendo o principal responsável pelos gols da equipe em 2010. Criticado algumas vezes pela torcida, Robert é o atacante que mais participou dos gols de um clube, entre os grandes do futebol brasileiro, com 35,1% dos gols (Robert fez 13 gos 37 gols o Palmeiras).

Quem mais se aproxima dessa marca de Robert é seu ex-companheiro Obina. O atacante fez 12 dos 36 gols do Atlético-MG no ano (33,3% dos gols da equipe). Dos times de São Paulo, a marca de Robert é bem superior a de André, o maior artilheiro do Santos no ano (23,2%), Washington (24,4%) e Dentinho e Elias (20,7%), os artilheiros do Corinthians na temporada.

Confira os principais artilheiros dos 12 maiores clubes do país em 2010 e a porcentagem de cada um deles em relação ao total de gols do time no ano:

PALMEIRAS 37 gols
Jogador Gols Participação
Robert 13 35,1
Diego Souza 8 21,6
Cleiton Xavier 5 13,5
SANTOS 69 gols
Jogador Gols Participação
André 16 23,2
Neymar 13 18,8
Paulo Henrique Ganso 11 15,9
CORINTHIANS 29 gols
Jogador Gols Participação
Dentinho 6 20,7
Elias 6 20,7
Jorge Henrique 4 13,8
SÃO PAULO 41 gols
Jogador Gols Participação
Washington 10 24,4
Fernandinho 4 9,8
Dagoberto 4 9,8
Rogério Ceni 4 9,8
FLAMENGO 46 gols
Jogador Gols Participação
Vágner Love 14 30,4
Adriano 12 26,1
Bruno Mezenga 4 8,7
Vinícius Pacheco 4 8,7
FLUMINENSE 38 gols
Jogador Gols Participação
Fred 7 18,4
Conca 5 13,2
André Lima 4 10,5
Alan 4 10,5
VASCO 35 gols
Jogador Gols Participação
Dodô 9 25,7
Elton 5 14,3
Philippe Coutinho 4 11,4
BOTAFOGO 42 gols
Jogador Gols Participação
Loco Abreu 11 26,2
Herrera 9 21,4
Caio 6 14,3
ATLÉTICO-MG 36 gols
Jogador Gols Participação
Obina 12 33,3
Diego Tardelli 5 13,9
Fabiano 5 13,9
CRUZEIRO 48 gols
Jogador Gols Participação
Kleber 11 22,9
Thiago Ribeiro 7 14,6
Wellington Paulista 4 14,6
GRÊMIO 44 gols
Jogador Gols Participação
Borges 11 25,0
Jonas 10 22,7
Maylson 7 15,9
INTERNACIONAL 35 gols
Jogador Gols Participação
Alecsandro 8 22,9
Leandro Damião 4 11,4
Giuliano 3 8,6

Autor: Tags:

quarta-feira, 24 de março de 2010 Sem categoria | 10:56

Os bons números dos zagueiros Miranda e Alex Silva pelo São Paulo

Compartilhe: Twitter

Dois dos melhores zagueiros do futebol brasileiro, Miranda e Alex Silva, voltaram a atuar juntos pelo São Paulo nessa temporada. Entre 2006 e 2008, eles ajudaram o clube do Morumbi a conquitar o tricampeonato Brasileiro. Em 2007, ano em que mais jogaram juntos, Miranda e Alex Silva foram responsáveis diretos pela excelente marca de 0,5 gol sofrido por jogo no Brasileirão (apenas 19 gols sofridos em 38 jogos, um recorde no era dos pontos corridos). Naquele campeonato, a dupla ficou seis jogos inteiros sem sofrer gols, totalizando depois 648 minutos sem levar um golzinho sequer.

Em 2010, Miranda e Alex Silva disputaram juntos apenas 5 dos 19 jogos do São Paulo na temporada. Nessas cinco partidas, o Tricolor levou apenas 1 gol. Nos últimos quatro jogos, o time de Ricardo Gomes não levou gol e a equipe já acumula 382 minutos sem sofrer gols. O entrosamento dos zagueiros, que podem ainda pintar da lista do técnico Dunga para a Copa do Mundo, é indiscutível. Nas últimas 30 partidas que atuaram juntos, o São Paulo tomou apenas 16 gols. E nos últimos 11 o time não perdeu. Miranda e Alex Silva já jogaram juntos em 64 partidas (38 vitórias, 17 empates e 8 derrotas). No Paulistão desse ano, a dupla está ajudando o Tricolor a ser a melhor defesa do Paulistão com 13 gols sofridos em 15 jogos, ao lado do Corinthians.

Veja abaixo o desempenho do São Paulo quando contou com a dupla Miranda e Alex Silva em campo:

Data Resultado Competição
24/09/2006 Palmeiras 3 x 1 São Paulo Brasileiro
07/10/2006 Fluminense 1 x 2 São Paulo Brasileiro
14/10/2006 São Paulo 5 x 0 Juventude Brasileiro
19/11/2006 São Paulo 1 x 1 Atlético-PR Brasileiro
18/01/2007 Sertãozinho 1 x 3 São Paulo Paulista
21/01/2007 São Paulo 1 x 0 Ituano Paulista
24/01/2007 Paulista 2 x 2 São Paulo Paulista
28/01/2007 Rio Claro 0 x 2 São Paulo Paulista
01/02/2007 São Paulo 1 x 1 Atlético-PR Paulista
04/02/2007 Noroeste 1 x 1 São Paulo Paulista
07/02/2007 São Paulo 3 x 0 São Bento Paulista
11/02/2007 São Paulo 3 x 1 Corinthians Paulista
14/02/2007 Audax Italiano-CHI 0 x 0 São Paulo Libertadores
17/02/2007 América-SP 2 x 4 São Paulo Paulista
25/02/2007 São Paulo 1 x 0 Bragantino Paulista
28/02/2007 São Paulo 4 x 0 Alianza Lima-PER Libertadores
03/03/2007 Juventus 0 x 2 São Paulo Paulista
11/03/2007 Santos 1 x 1 São Paulo Paulista
17/03/2007 São Paulo 1 x 0 Ponte Preta Paulista
21/03/2007 Necaxa-MEX 2 x 1 São Paulo Libertadores
25/03/2007 São Caetano 1 x 0 São Paulo Paulista
01/04/2007 São Paulo 1 x 0 Palmeiras Paulista
04/04/2007 São Paulo 3 x 0 Necaxa-MEX Libertadores
15/04/2007 São Caetano 1 x 1 São Paulo Paulista
18/04/2007 Alianza Lima-PER 0 x 1 São Paulo Libertadores
21/04/2007 São Paulo 1 x 4 São Caetano Paulista
25/04/2007 São Paulo 2 x 2 Audax Italiano-CHI Libertadores
02/05/2007 São Paulo 1 x 0 Grêmio Libertadores
09/05/2007 Grêmio 2 x 0 São Paulo Libertadores
12/05/2007 São Paulo 2 x 0 Goiás Brasileiro
20/05/2007 Náutico 1 x 0 São Paulo Brasileiro
27/05/2007 São Paulo 0 x 0 Palmeiras Brasileiro
22/07/2007 Cruzeiro 1 x 2 São Paulo Brasileiro
02/08/2007 São Paulo 3 x 1 Juventude Brasileiro
05/08/2007 Grêmio 0 x 2 São Paulo Brasileiro
08/08/2007 Botafogo 0 x 2 São Paulo Brasileiro
11/08/2007 São Paulo 2 x 0 Atlético-PR Brasileiro
19/08/2007 Goiás 0 x 0 São Paulo Brasileiro
29/08/2007 Palmeiras 0 x 1 São Paulo Brasileiro
22/09/2007 São Paulo 2 x 0 Figueirense Brasileiro
30/09/2007 Internacional 1 x 2 São Paulo Brasileiro
07/10/2007 São Paulo 0 x 1 Corinthians Brasileiro
21/10/2007 São Paulo 1 x 0 Cruzeiro Brasileiro
28/10/2007 Sport 1 x 2 São Paulo Brasileiro
17/01/2008 Guaratinguetá 1 x 2 São Paulo Paulista
20/01/2008 São Paulo 1 x 0 Rio Preto Paulista
06/02/2008 São Paulo 1 x 1 São Caetano Paulista
13/04/2008 São Paulo 2 x 1 Palmeiras Paulista
20/04/2008 Palmeiras 2 x 0 São Paulo Paulista
23/04/2008 São Paulo 1 x 0 Atlético Nacional-COL Libertadores
30/04/2008 Nacional-URU 0 x 0 São Paulo Libertadores
07/05/2008 São Paulo 2 x 0 Nacional-URU Libertadores
10/05/2008 São Paulo 0 x 1 Grêmio Brasileiro
25/05/2008 São Paulo 1 x 1 Coritiba Brasileiro
01/06/2008 Santos 0 x 0 São Paulo Brasileiro
07/06/2008 São Paulo 5 x 1 Atlético-MG Brasileiro
14/06/2008 Flamengo 2 x 4 São Paulo Brasileiro
29/06/2008 Cruzeiro 1 x 1 São Paulo Brasileiro
06/07/2008 São Paulo 1 x 1 Ipatinga Brasileiro
28/02/2010 São Paulo 5 x 1 Monte Azul Paulista
03/03/2010 Oeste 0 x 0 São Paulo Paulista
11/03/2010 Nacional-PAR 0 x 2 São Paulo Libertadores
18/03/2010 São Paulo 3 x 0 Nacional-PAR Libertadores
21/03/2010 São Paulo 3 x 0 Mogi Mirim Paulista
Autor: Tags:

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 Sem categoria | 11:12

Obina faz história na Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Obina

Autor de 5 gols na vitória do Atlético-MG sobre o Juventus-AC por 7 x 0, ontem, o atacante Obina entrou para a históra da Copa do Brasil. Agora, ele é um dos três jogadores a marcar 5 gols em um único jogo na competição desde 1989. Obina, que pela primeira vez na carreira anotou 5 gols numa partida, igualou o feito de outra atleticano, Gérson, que em 1991 fez 5 gols no Caiçara-PI, na maior goleada da história da Copa do Brasil (Atlético-MG 11 x 0).

Outro atacante que também marcou 5 gols em uma única partida foi Viola, em 1999, quando atuava pelo Santos. O atacante também fez 4 gols num único jogo quando atuava pelo Palmeiras.

Confira abaixo os recordistas de gols em um único jogo na história da Copa do Brasil:

5 gols

Gérson (Atlético-MG)
28/2/1991
Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI

Viola (Santos)
10/3/1999
Santos 6 x 0 Sinop-MT

Obina (Atlético-MG)
24/2/2010
Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG

4 gols

Gilson (Grêmio)
24/3/1993
Grêmio 5 x 2 Sorriso-MT

Rudnei (Internacional)
6/4/1993
Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO

Paulo Rink (Atlético-PR)
20/2/1997
CSA 2 x 6 Atlético-PR

Viola (Palmeiras)
15/4/1997
Ceará 2 x 5 Palmeiras

Romário (Flamengo)
9/4/1998
Flamengo 5 x 2 Vitória

Flávio (Juventude)
7/4/1999
Juventude 6 x 0 Fluminense

Washington (Ponte Preta)
21/3/2001
Ponte Preta 8 x 1 Castanhal-PA

Zé Carlos (Guarani)
22/3/2001
Guarani 4 x 1 Caxias-RS

Washington (Ponte Preta)
23/5/2001
Ponte Preta 5 x 2 Fortaleza

Gil Baiano (Brasiliense)
6/4/2002
Brasiliense 4 x 1 Confiança-SE

Luís Fabiano (São Paulo)
12/3/2003
São Paulo 6 x 0 São Raimundo-AM

Fred (Cruzeiro)
16/2/2005
Sergipe 0 x 7 Cruzeiro

Perea (Grêmio)
27/2/2008
Grêmio 6 x 0 Grêmio Jaciara-MT

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010 Sem categoria | 21:29

Mano já é o sexto técnico com mais jogos pelo Corinthians

Compartilhe: Twitter

ManoDesde que estreou pelo Corinthians, há dois anos, no dia 17 de janeiro de 2008, vencendo o Guarani por 3 x 0, o técnico Mano Menezes conquistou marcas expressivas pelo clube. Além de tirar o clube da segunda divisão em 2008, vencendo a Série B, Mano levou o Corinthians ao título invicto do Paulistão de 2009 e à conquista da Copa do Brasil também em 2009, garantindo assim o clube na Copa Libertadores no ano de seu centenário.

Técnico que está há mais tempo no comando de um clube da Série A, ao lado de Adílson Batista, do Cruzeiro, Mano completou 148 jogos pelo Corinthians na vitória contra o Palmeiras, no último domingo, superando assim o técnico Jorge Vieira e tornando-se então o sexto técnico na história do clube com mais jogos. Se ficar até o final do ano, o treinador poderá ainda ser o segundo recordista. Confira a lista dos técnicos com mais jogos pelo clube:

1º – Osvaldo Brandão (439 jogos)
2º – Rato (255 jogos)
3º – Amílcar Barbuy (192)
4º – Nelsinho Baptista (181)
5º – Armando Del Debbio (175)
6º – Mano Menezes (148)
7º – Jorge Vieira (147)
8º – Vanderlei Luxemburgo (139)
9º – Silvio Pirillo (124)
10º – Mário Travaglini (122)

.
Veja todos os jogos de Mano Menezes no comando do Corinthians:

Data Competição V,E,D Corinthians


Adversário Estádio
17/01/2008 Paulista V Corinthians 3 x 0 Guarani Morumbi
20/01/2008 Paulista D Corinthians 1 x 3 São Caetano Papa João Paulo II
23/01/2008 Paulista V Corinthians 2 x 0 Paulista Morumbi
27/01/2008 Paulista E Corinthians 0 x 0 São Paulo Morumbi
30/01/2008 Paulista E Corinthians 0 x 0 Sertãozinho Santa Cruz
02/02/2008 Paulista E Corinthians 0 x 0 Mirassol Morumbi
06/02/2008 Paulista E Corinthians 1 x 1 Barueri Arena Barueri
13/02/2008 Copa do Brasil V Corinthians 6 x 0 Barras-PI Serra Dourada
17/02/2008 Paulista E Corinthians 1 x 1 Bragantino Morumbi
20/02/2008 Paulista V Corinthians 1 x 0 Portuguesa Morumbi
24/02/2008 Paulista V Corinthians 1 x 0 Ponte Preta Moisés Lucarelli
02/03/2008 Paulista D Corinthians 0 x 1 Palmeiras Morumbi
09/03/2008 Paulista V Corinthians 2 x 0 Guaratinguetá Morumbi
12/03/2008 Paulista V Corinthians 1 x 0 Rio Preto Anísio Haddad
15/03/2008 Paulista E Corinthians 2 x 2 Juventus Morumbi
19/03/2008 Copa do Brasil V Corinthians 2 x 1 Fortaleza Castelão
23/03/2008 Paulista V Corinthians 1 x 0 Rio Claro Morumbi
26/03/2008 Paulista D Corinthians 1 x 2 Santos Vila Belmiro
30/03/2008 Paulista V Corinthians 3 x 1 Marília Morumbi
03/04/2008 Copa do Brasil V Corinthians 2 x 0 Fortaleza Morumbi
06/04/2008 Paulista D Corinthians 2 x 3 Noroeste Alfredo Castilho
15/04/2008 Copa do Brasil D Corinthians 1 x 3 Goiás Serra Dourada
26/04/2008 Amistoso V Corinthians 3 x 0 CENE-MS Morenão
30/04/2008 Copa do Brasil V Corinthians 4 x 0 Goiás Morumbi
06/05/2008 Copa do Brasil V Corinthians 2 x 1 São Caetano Morumbi
10/05/2008 Série B V Corinthians 3 x 2 CRB Pacaembu
13/05/2008 Copa do Brasil V Corinthians 3 x 1 São Caetano Santa Cruz
17/05/2008 Série B V Corinthians 3 x 1 Gama Boca do Jacaré
20/05/2008 Copa do Brasil D Corinthians 1 x 2 Botafogo Engenhão
24/05/2008 Série B V Corinthians 1 x 0 ABC Frasqueirão
28/05/2008 Copa do Brasil V Corinthians 2 x 1 Botafogo Morumbi
31/05/2008 Série B V Corinthians 2 x 0 Fortaleza Pacaembu
04/06/2008 Copa do Brasil V Corinthians 3 x 1 Sport Morumbi
07/06/2008 Série B V Corinthians 4 x 1 Barueri Arena Barueri
11/06/2008 Copa do Brasil D Corinthians 0 x 2 Sport Ilha do Retiro
14/06/2008 Série B V Corinthians 4 x 1 Brasiliense Pacaembu
21/06/2008 Série B E Corinthians 1 x 1 Ponte Preta Moisés Lucarelli
25/06/2008 Série B E Corinthians 1 x 1 Bragantino Santa Cruz
05/07/2008 Série B V Corinthians 1 x 0 São Caetano Pacaembu
08/07/2008 Série B V Corinthians 5 x 0 Marília Pacaembu
09/07/2008 Amistoso V Corinthians 2 x 0 Atlético Sorocaba-SP Parque São Jorge
12/07/2008 Série B E Corinthians 1 x 1 Santo André Bruno José Daniel
19/07/2008 Série B D Corinthians 0 x 1 Bahia Pacaembu
22/07/2008 Série B E Corinthians 2 x 2 Ceará Castelão
26/07/2008 Série B V Corinthians 2 x 0 Paraná Durival de Britto
02/08/2008 Série B E Corinthians 0 x 0 Criciúma Pacaembu
05/08/2008 Série B V Corinthians 2 x 0 Juventude Pacaembu
09/08/2008 Série B D Corinthians 1 x 2 Vila Nova Serra Dourada
12/08/2008 Série B E Corinthians 1 x 1 Avaí Ressacada
16/08/2008 Série B V Corinthians 2 x 0 América-RN Pacaembu
23/08/2008 Série B V Corinthians 2 x 1 CRB Rei Pelé
26/08/2008 Série B V Corinthians 5 x 0 Gama Pacaembu
30/08/2008 Série B V Corinthians 4 x 0 ABC Pacaembu
06/09/2008 Série B V Corinthians 3 x 1 Fortaleza Castelão
13/09/2008 Série B V Corinthians 1 x 0 Barueri Pacaembu
16/09/2008 Série B E Corinthians 1 x 1 Brasiliense Boca do Jacaré
20/09/2008 Série B V Corinthians 3 x 0 Ponte Preta Pacaembu
24/09/2008 Série B V Corinthians 2 x 0 Bragantino Pacaembu
27/09/2008 Série B E Corinthians 2 x 2 São Caetano Brinco de Ouro
04/10/2008 Série B E Corinthians 1 x 1 Marília Do Café
11/10/2008 Série B E Corinthians 2 x 2 Santo André Pacaembu
18/10/2008 Série B V Corinthians 3 x 0 Bahia Jóia da Princesa
25/10/2008 Série B V Corinthians 2 x 0 Ceará Pacaembu
28/10/2008 Amistoso V Corinthians 2 x 0 Mixto-MT José Fragelli
01/11/2008 Série B V Corinthians 2 x 1 Paraná Pacaembu
08/11/2008 Série B V Corinthians 2 x 0 Criciúma Heriberto Hulse
12/11/2008 Série B V Corinthians 2 x 1 Juventude Alfredo Jaconi
15/11/2008 Série B V Corinthians 3 x 1 Vila Nova Pacaembu
22/11/2008 Série B V Corinthians 3 x 2 Avaí Pacaembu
29/11/2008 Série B D Corinthians 0 x 2 América-RN Machadão
Data Competição V,E,D Corinthians


Adversário Estádio
17/01/2009 Amistoso V Corinthians 5 x 1 Estudiantes-ARG Pacaembu
22/01/2009 Paulista E Corinthians 2 x 2 Barueri Pacaembu
25/01/2009 Paulista V Corinthians 1 x 0 Bragantino Nabi Abi Chedid
28/01/2009 Paulista V Corinthians 2 x 0 Botafogo-SP Pacaembu
31/01/2009 Paulista V Corinthians 4 x 1 Oeste Pacaembu
04/02/2009 Paulista V Corinthians 3 x 2 Paulista Jaime Cintra
07/02/2009 Paulista E Corinthians 1 x 1 Portuguesa Pacaembu
11/02/2009 Paulista V Corinthians 2 x 0 Mogi Mirim Pacaembu
15/02/2009 Paulista E Corinthians 1 x 1 São Paulo Morumbi
21/02/2009 Paulista V Corinthians 3 x 1 Guaratinguetá Dario Rodrigues Leite
25/02/2009 Paulista V Corinthians 2 x 0 Noroeste Eduardo José Farah
01/03/2009 Paulista E Corinthians 1 x 1 Marília Abreuzão
04/03/2009 Copa do Brasil V Corinthians 2 x 0 Itumbiara-GO Juscelino Kubitschek
08/03/2009 Paulista E Corinthians 1 x 1 Palmeiras Eduardo José Farah
11/03/2009 Paulista V Corinthians 2 x 1 São Caetano Pacaembu
15/03/2009 Paulista E Corinthians 0 x 0 Santo André Bruno José Daniel
22/03/2009 Paulista V Corinthians 1 x 0 Santos Pacaembu
25/03/2009 Paulista E Corinthians 2 x 2 Ponte Preta Pacaembu
28/03/2009 Paulista E Corinthians 0 x 0 Guarani Brinco de Ouro
31/03/2009 Paulista V Corinthians 3 x 0 Ituano Pacaembu
05/04/2009 Paulista E Corinthians 2 x 2 Mirassol Municipal de Mirassol
12/04/2009 Paulista V Corinthians 2 x 1 São Paulo Pacaembu
15/04/2009 Copa do Brasil V Corinthians 2 x 0 Misto-MS Morenão
19/04/2009 Paulista V Corinthians 2 x 0 São Paulo Morumbi
26/04/2009 Paulista V Corinthians 3 x 1 Santos Vila Belmiro
29/04/2009 Copa do Brasil D Corinthians 2 x 3 Atllético-PR Arena da Baixada
03/05/2009 Paulista E Corinthians 1 x 1 Santos Pacaembu
06/05/2009 Copa do Brasil V Corinthians 2 x 0 Atllético-PR Pacaembu
10/05/2009 Brasileiro D Corinthians 0 x 1 Internacional Pacaembu
13/05/2009 Copa do Brasil V Corinthians 1 x 0 Fluminense Pacaembu
17/05/2009 Brasileiro E Corinthians 0 x 0 Botafogo Engenhão
20/05/2009 Copa do Brasil E Corinthians 2 x 2 Fluminense Maracanã
23/05/2009 Brasileiro V Corinthians 2 x 1 Barueri Pacaembu
27/05/2009 Copa do Brasil E Corinthians 1 x 1 Vasco Maracanã
31/05/2009 Brasileiro D Corinthians 1 x 3 Santos Vila Belmiro
03/06/2009 Copa do Brasil E Corinthians 0 x 0 Vasco Pacaembu
06/06/2009 Brasileiro V Corinthians 2 x 0 Coritiba Pacaembu
14/06/2009 Brasileiro E Corinthians 0 x 0 Goiás Serra Dourada
17/06/2009 Copa do Brasil V Corinthians 2 x 0 Internacional Pacaembu
21/06/2009 Brasileiro V Corinthians 3 x 1 São Paulo Pacaembu
27/06/2009 Brasileiro D Corinthians 0 x 1 Atlético-PR Arena da Baixada
01/07/2009 Copa do Brasil E Corinthians 2 x 2 Internacional Beira-Rio
08/07/2009 Brasileiro V Corinthians 4 x 2 Fluminense Pacaembu
12/07/2009 Brasileiro D Corinthians 0 x 3 Grêmio Olímpico
16/07/2009 Brasileiro V Corinthians 4 x 3 Sport Pacaembu
19/07/2009 Brasileiro V Corinthians 2 x 1 Cruzeiro Mineirão
23/07/2009 Brasileiro V Corinthians 2 x 1 Vitória Pacaembu
26/07/2009 Brasileiro D Corinthians 0 x 3 Palmeiras Farahzão
29/07/2009 Brasileiro E Corinthians 1 x 1 Santo André Benedito Teixeira
02/08/2009 Brasileiro E Corinthians 0 x 0 Avaí Pacaembu
05/08/2009 Brasileiro D Corinthians 0 x 1 Náutico Aflitos
09/08/2009 Brasileiro D Corinthians 0 x 1 Flamengo Maracanã
16/08/2009 Brasileiro V Corinthians 2 x 0 Atlético-MG Pacaembu
19/08/2009 Brasileiro V Corinthians 2 x 1 Internacional Beira-Rio
22/08/2009 Brasileiro E Corinthians 3 x 3 Botafogo Pacaembu
26/08/2009 Brasileiro E Corinthians 2 x 2 Barueri Arena Barueri
02/09/2009 Brasileiro V Corinthians 2 x 1 Santos Pacaembu
16/09/2009 Brasileiro E Corinthians 1 x 1 Coritiba Couto Pereira
19/09/2009 Brasileiro D Corinthians 1 x 4 Goiás Pacaembu
27/09/2009 Brasileiro E Corinthians 1 x 1 São Paulo Morumbi
03/10/2009 Brasileiro D Corinthians 1 x 3 Atlético-PR Pacaembu
07/10/2009 Brasileiro E Corinthians 1 x 1 Fluminense Maracanã
10/10/2009 Brasileiro V Corinthians 2 x 1 Grêmio Pacaembu
18/10/2009 Brasileiro D Corinthians 0 x 2 Sport Ilha do Retiro
25/10/2009 Brasileiro D Corinthians 0 x 1 Cruzeiro Pacaembu
28/10/2009 Brasileiro V Corinthians 1 x 0 Vitória Barradão
01/11/2009 Brasileiro E Corinthians 2 x 2 Palmeiras Parque Antártica
08/11/2009 Brasileiro V Corinthians 2 x 0 Santo André Pacaembu
15/11/2009 Brasileiro D Corinthians 1 x 3 Avaí Ressacada
21/11/2009 Brasileiro D Corinthians 2 x 3 Náutico Pacaembu
28/11/2009 Brasileiro D Corinthians 0 x 2 Flamengo Brinco de Ouro
05/12/2009 Brasileiro V Corinthians 3 x 0 Atlético-MG Mineirão
Data Competição V,E,D Corinthians


Adversário Estádio
13/01/2010 Amistoso V Corinthians 3 x 0 Huracán-ARG Pacaembu
17/01/2010 Paulista E Corinthians 1 x 1 Monte Azul Santa Cruz
20/01/2010 Paulista V Corinthians 2 x 1 Bragantino Pacaembu
24/01/2010 Paulista V Corinthians 2 x 1 Oeste Fonte Luminosa
27/01/2010 Paulista E Corinthians 1 x 1 Mirassol Pacaembu
31/01/2010 Paulista V Corinthians 1 x 0 Palmeiras Pacaembu

Resumo

148 jogos
81 vitórias
42 empates
25 derrotas
64,2% de aproveitamento dos pontos
256 gols pró (média de 1,73 por jogo)
140 gols sofridos (média de 0,95 por jogo)

.

Resumo

148 jogos

81 vitórias

42 empates

25 derrotas

64,2% de aproveitamento dos pontos

256 gols pró (média de 1,73 por jogo)

140 gols sofridos (média de 0,95 por jogo)

Autor: Tags: ,

terça-feira, 6 de outubro de 2009 Sem categoria | 23:55

Quais os árbitros mais caseiros do Brasileirão 2009

Compartilhe: Twitter

Revoltado com alguns erros recentes de arbitragem, o técnico Mano Menezes, do Corinthians, resolveu alertar sobre um perigo iminente: o ótimo aproveitamento dos clubes caseiros nesse Brasileirão em jogos apitados por Wilton Pereira Sampaio, do Distrito Federal. Até agora, em 8 jogos dele, foram 7 vitórias dos mandantes e apenas um empate. Daí o receio de Mano para o confronto de amanhã contra o Fluminense, no Maracanã.

Wilton apitou as vitórias do Flamengo sobre Coritiba (3 x 0) e Santo André (3 x 0), do Fluminense sobre o Sport (5 x 1), do Atlético-MG sobre o Santos (3 x 1), do Palmeiras sobre o Inter (2 x 1), do Avaí sobre o Náutico (2 x 1) e do Internacional sobre o Coritiba (3 x 0). O único empate foi no jogo São Paulo 2 x 2 Atlético-PR.

De todos os 35 árbitros que apitaram pelo menos 3 partidas no Brasileiro, Wilton é o mais caseiro, com um aproveitamento de 91,7%. Quem mais se aproxima dele é o veterano Wilson Souza de Mendonça-PE, com 83,3%. Já o menos caseiro é o paulista Rodrigo Martins Cintra, que em 5 jogos deu apenas 6,7% de pontos aos mandantes (1 empate e 4 derrotas).

Confira quem são os árbitros mais caseiros do Brasileirão 2009:

Árbitro * Estado Jogos % mandantes V E D
Wilton Pereira Sampaio DF 8 91,7% 7 1 0
Wilson Souza de Mendonça PE 4 83,3% 3 1 0
Alício Pena Júnior MG 7 81,0% 5 2 0
Pablo dos Santos Alves RJ 5 80,0% 4 0 1
André Luiz de Freitas Castro GO 8 79,2% 6 1 1
Nielson Nogueira Dias PE 6 77,8% 4 2 0
Luiz Flávio de Oliveira SP 3 77,8% 2 1 0
Evandro Rogério Roman PR 13 76,9% 10 0 3
Heber Roberto Lopes PR 14 66,7% 8 4 2
Carlos Eugênio Simon RS 7 66,7% 4 2 1
Cléber Wellington Abade SP 4 66,7% 2 2 0
José Henrique de Carvalho SP 4 66,7% 2 2 0
Francisco Carlos Nascimento AL 12 63,9% 7 2 3
Leandro Pedro Vueden RS 11 63,6% 6 3 2
Wagner Tardelli Azevedo SC 9 63,0% 5 2 2
Marcelo de Lima Henrique RJ 12 58,3% 6 3 3
Arílson Bispo da Anunciação BA 8 58,3% 4 2 2
Leonardo Gaciba da Silva RS 11 57,6% 5 4 2
Rodrigo Nunes de Sá RJ 7 57,1% 3 3 1
Wilson Luiz Seneme SP 9 55,6% 4 3 2
Guilherme Cereta de Lima SP 3 55,6% 1 2 0
Jailson Macedo de Freitas BA 5 53,3% 2 2 1
Paulo César Oliveira SP 12 52,8% 5 4 3
Sandro Meira Ricci DF 10 50,0% 4 3 3
Sálvio Spinola Fagundes Filho SP 8 50,0% 3 3 2
Cláudio Luciano Mercante Júnior PE 6 50,0% 2 3 1
Ricardo Marques Ribeiro MG 7 47,6% 2 4 1
Djalma José Beltrami Teixeira RJ 5 46,7% 2 1 2
Antônio Hora Filho SE 3 44,4% 1 1 1
Célio Amorim SC 3 44,4% 1 1 1
Péricles Bassols Pegador Cortez RJ 8 41,7% 3 1 4
Paulo Henrique Bezerra SC 4 41,7% 1 2 1
Elmo Alves Resende Cunha GO 6 27,8% 1 2 3
Wallace Nascimento Valente ES 5 26,7% 1 1 3
Rodrigo Martins Cintra SP 5 6,7% 0 1 4

.
* Mínimo de 3 jogos no Brasileirão 2009. Treze árbitros apitaram 1 ou 2 jogos na competição: Charles Hebert Cavalcante Ferreira (AL), Devarly Lira do Rosário (ES), Edivaldo Elias da Silva (PR), Felipe Gomes da Silva (RJ), Gutemberg de Paula Fonseca (RJ), Luiz Alberto Sardinha Bites (GO), Wagner Reway (MT), Willian Marcelo de Souza Nery (RJ), Flávio Rodrigues Guerra (SP), Rodrigo Braghetto (SP), Francisco de Assis Almeida Filho (CE), Luís Antônio Silva dos Santos (RJ) e Renato da Conceição (MG).

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 11 de setembro de 2009 Sem categoria | 14:48

Brasileirão conta com sete remanescentes do penta

Compartilhe: Twitter

Com o retorno do meia Ricardinho, que voltará ao futebol brasileiro para jogar no Atlético-MG, o Brasileirão terá a presença de sete jogadores que atuaram na campanha do penta da Copa do Mundo de 2002. O próprio Atlético-MG, que já tem o lateral/meia Júnior, e o Palmeiras, que conta com Marcos e Edmílson, são os clubes com mais remanescentes da Seleção Brasileira de 2002. Os outros são Ronaldo (Corinthians), Kleberson (Flamengo) e Rogério Ceni (São Paulo).

Da geração de 2002, apenas seis dos 23 jogadores se aposentaram, sete anos depois: Cafu, Denilson, Vampeta, Juninho Paulista, Edilson e Luizão. Os outros 17 jogadores, sete estão no Brasil e dez no futebol europeu: Lúcio (Internazionale-ITA), Roque Júnior (OFK Igalo, de Montenegro), Roberto Carlos (Fenerbahce-TUR), Gilberto Silva (Panathinaikos-GRE), Rivaldo (Bunyodkor-UZB), Ronaldinho Gaúcho e Dida (Milan-ITA), Belletti (Chelsea-ING), Anderson Polga (Sporting-POR) e Kaká (Real Madrid-ESP).

Entre os jogadores que disputaram a Copa do Mundo de 2006, na Alemanha, sete também estão no Brasil: Adriano (Flamengo), Ronaldo (Corinthians), Fred (Fluminense), Rogério Ceni (São Paulo) e os recém-contratados Gilberto (Cruzeiro), Émerson (Santos) e Ricardinho (Atlético-MG). Já da Copa de 1998, Ronaldo e Émerson são os únicos remanescentes da Seleção jogando no Brasil.

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 27 de agosto de 2009 Artilheiros, Campeonato Brasileiro, Estatísticas, Sem categoria | 21:44

Val Baiano tem a melhor média de gols do Brasileirão

Compartilhe: Twitter

No início do Brasileirão, muitos diziam que esse seria um dos Campeonatos mais esperado pela presença de grandes goleadores. Entre eles, Ronaldo, Fred, Keirrison, Nilmar, Diego Tardelli, Maxi López, Kléber, Washington, Kléber Pereira, entre outros. Com o tempo, porém, alguns desses jogadores, favoritos ao título de goleador do Brasileirão 2009, ficaram pelo caminho. Dois foram vendidos para a Europa: Nilmar (Villarreal) e Keirrison (Benfica). Outro, não tão favorito, mas goleador, também fez suas malas para o exterior: Pedrão, do Barueri, para o Al Shabab, dos Emirados Árabes Unidos.

Até agora, a disputa pela artilharia da Série A continua nos pés dos principais atacantes. Nenhum meia ou zagueiro-artilheiro parecem fazer frente aos centroavantes nesse Brasileirão. Dos 14 principais artilheiros, todos são atacantes. O líder da artilharia, Val Baiano, do supreendente Barueri, time de melhor ataque da competição, tem a boa média de 0,73 gol por partida. A melhor entre os jogadores em atividade desse Brasileirão. Dos jogadores que marcaram pelo menos 5 gols na competição, apenas Pedrão conseguiu uma média melhor (0,75). Porém, seu ex-companheiro de clube já deixou o campeonato. O Fenônemo Ronaldo, que está há um bom tempo sem jogar, tem a segunda melhor média hoje (0,67). Confira abaixo os jogadores com as melhores médias de gols nesse Brasileiro:

Jogador Clube Gols Jogos Média
Val Baiano Barueri 11 15 0,73
Ronaldo Corinthians 6 9 0,67
Obina Palmeiras 9 14 0,64
Wellington Paulista Cruzeiro 8 13 0,62
Felipe Goiás 9 15 0,60
André Lima Botafogo 6 10 0,60
Adriano Flamengo 10 18 0,56

.
Veja a média de gols dos principais artilheiros do Brasileirão até o início dessa 22ª rodada:

Jogador Clube Gols Jogos Média
Val Baiano Barueri 11 15 0,73
Marcelinho Paraíba Coritiba 10 19 0,53
Adriano Flamengo 10 18 0,56
Alecsandro Internacional 10 19 0,53
Gilmar Náutico 10 20 0,50
Diego Tardelli Atlético-MG 9 17 0,53
Éder Luís Atlético-MG 9 19 0,47
Felipe Goiás 9 15 0,60
Obina Palmeiras 9 14 0,64
Kleber Pereira Santos 9 18 0,50
Roger Vitória 9 18 0,50
Wellington Paulista Cruzeiro 8 13 0,62
Iarley Goiás 8 18 0,44
Jonas Grêmio 8 18 0,44

.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 14 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Sem categoria | 13:15

Cruzeiro é o clube que mais utilizou jogadores no Brasileirão

Compartilhe: Twitter

O Brasileirão de 2009 já contou com a presença de 580 jogadores em campo. Desses, 15 atuaram por dois clubes. Até agora, o Cruzeiro é o time que mais utilizou jogadores. Foram 36 em 17 jogos. Enquanto priorizava a Copa Libertadores, onde foi vice-campeão, o clube mineiro usou muitos reservas e jogadores recém-promovidos da categoridas de base. O Atlético-PR é o segundo clube que mais usou jogadores. Foram 35 no total.

Por outro lado, o São Paulo é o clube que menos colocou jogadores em campo. Foram apenas 23 atletas. Geralmente, os clubes que usam poucos jogadores são aqueles que conseguem as melhores colocações na tabela. Dos 7 primeiros colocados do Brasileirão de 2009, apenas o Atlético-MG não está entre os 7 clubes que menos usaram jogadores na competição.

Clubes que mais utilizaram jogadores no Brasileirão:

Time Em campo Colocação no Brasileiro
Cruzeiro 36 14º
Atlético-PR 35 13º
Náutico 34 17º
Corinthians 32 11º
Coritiba 32 18º
Flamengo 31
Vitória 31 10º
Botafogo 31 15º
Fluminense 30 19º
Atlético-MG 29
Grêmio 29
Santos 29 12º
Sport 29 20º
Goiás 28
Barueri 28
Palmeiras 27
Internacional 27
Avaí 27
Santo André 27 16º
São Paulo 23

.

Autor: Tags:

terça-feira, 11 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, Sem categoria | 11:05

Apenas quatro clubes não perderam em casa no Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Há uma rodada do final do primeiro turno, o Brasileirão tem apenas quatro clubes invictos em casa na competição: Grêmio, Inter, São Paulo e Palmeiras. Desses, o Tricolor gaúcho é aquele com a melhor campanha, com aproveitamento de 85,2%.

Por outro lado, o time do técnico Paulo Autuori é um dos piores como visitante no Brasileirão. Ao lado do lanterna Sport, o Grêmio conseguiu apenas 2 dos 27 pontos disputados fora de casa. Em 9 jogos, foram 7 derrotas e 2 empates.

Confira a classificação do Brasileiro com o desempenho dos clubes em casa e fora.

Jogos em casa

Pos. Time PG J V E D GP GC SG %
Grêmio 23 9 7 2 0 24 8 16 85,2
Internacional 20 8 6 2 0 19 7 12 83,3
São Paulo 21 9 6 3 0 20 9 11 77,8
Palmeiras 21 9 6 3 0 15 6 9 77,8
Barueri 20 9 6 2 1 22 8 14 74,1
Vitória 20 9 6 2 1 19 9 10 74,1
Atlético-MG 17 8 5 2 1 13 6 7 70,8
Corinthians 19 9 6 1 2 17 12 5 70,4
Flamengo 19 10 5 4 1 17 9 8 63,3
10º Goiás 15 9 4 3 2 14 11 3 55,6
11º Avaí 15 9 4 3 2 14 11 3 55,6
12º Botafogo 11 7 3 2 2 10 10 0 52,4
13º Santos 12 8 3 3 2 16 14 2 50,0
14º Cruzeiro 13 9 4 1 4 10 12 -2 48,1
15º Náutico 12 9 3 3 3 10 10 0 44,4
16º Fluminense 12 9 3 3 3 10 11 -1 44,4
17º Coritiba 11 9 3 2 4 16 15 1 40,7
18º Sport 11 9 3 2 4 15 15 0 40,7
19º Atlético-PR 11 9 3 2 4 10 16 -6 40,7
20º Santo André 10 9 2 4 3 11 13 -2 37,0

.
Jogos fora

Pos. Time PG J V E D GP GC SG %
Goiás 17 9 5 2 2 20 13 7 63,0
Atlético-MG 14 8 4 2 2 18 13 5 58,3
Palmeiras 14 8 4 2 2 14 9 5 58,3
Avaí 12 9 3 3 3 12 10 2 44,4
Santos 12 9 3 3 3 15 17 -2 44,4
Internacional 10 8 3 1 4 10 13 -3 41,7
Atlético-PR 10 9 3 1 5 8 13 -5 37,0
São Paulo 9 9 2 3 4 6 11 -5 33,3
Flamengo 8 8 2 2 4 10 18 -8 33,3
10º Barueri 8 9 1 5 3 16 17 -1 29,6
11º Santo André 8 9 2 2 5 10 14 -4 29,6
12º Cruzeiro 7 8 2 1 5 8 15 -7 29,2
13º Botafogo 8 10 1 5 4 14 19 -5 26,7
14º Corinthians 6 9 1 3 5 4 11 -7 22,2
15º Náutico 6 9 1 3 5 11 25 -14 22,2
16º Coritiba 5 9 1 2 6 7 16 -9 18,5
17º Vitória 5 9 1 2 6 6 17 -11 18,5
18º Fluminense 3 9 0 3 6 10 18 -8 11,1
19º Grêmio 2 9 0 2 7 5 13 -8 7,4
20º Sport 2 9 0 2 7 8 20 -12 7,4

.

Autor: Tags:

domingo, 26 de julho de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, Sem categoria | 21:44

Vitória é o melhor mandante e Grêmio o pior visitante

Compartilhe: Twitter

O Brasileirão de 2009 já ultrapassou 1/3 de sua disputa e cada vez mais vai definindo quem vai lutar pelo título, pela Libertadores e também contra o rebaixamento. Como nos anos anteriores, dificilmente o panorama na tabela de classificação vai mudar bruscamente. E isso tem muito a ver com o rendimento das equipes em casa e fora no campeonato disputado por pontos corridos. Geralmente os times mantêm o aproveitamento como mandante ou visitante até o final da competição. Para chegarem ao título ou fugirem da zona de classificação, precisarão melhorar o aproveitamento onde estão piores. Como é o caso do Grêmio, que tem o segundo melhor aproveitamento como mandante, mas é o pior visitante da competição. Ou ainda o Vitória, que é o melhor time caseiro, mas tem apenas a 13ª campanha atuando longe do Barradão.

Historicamente, apenas dois clubes foram campeões com as melhores campanhas em casa e fora (Cruzeiro, em 2003, e São Paulo, em 2007). Em 2004, o Santos foi campeão com a melhor campanha como mandante. Já em 2005 e 2008, o campeão foi o melhor visitante (Corinthians e São Paulo respectivamente). Apenas em 2006, o campeão São Paulo não foi o melhor mandante ou visitante.

Confira abaixo a tabela de classificação dos clubes em casa e fora nesse Brasileirão.

Em casa

Pos. Time % PG J V E D GP GC SG
Vitória 90,5 19 7 6 1 0 23 17 6
Grêmio 83,3 20 8 6 2 0 23 20 7
Palmeiras 81,0 17 7 5 2 0 26 13 5
Internacional 77,8 14 6 4 2 0 23 13 5
Corinthians 75,0 18 8 6 0 2 20 17 12
Barueri 66,7 14 7 4 2 1 30 17 8
Atlético-MG 66,7 14 7 4 2 1 27 10 4
São Paulo 66,7 12 6 3 3 0 17 12 6
Flamengo 57,1 12 7 3 3 1 20 12 7
10º Coritiba 55,6 10 6 3 1 2 18 13 9
11º Botafogo 53,3 8 5 2 2 1 19 8 8
12º Santos 52,4 11 7 3 2 2 26 14 12
13º Cruzeiro 47,6 10 7 3 1 3 13 9 10
14º Sport 45,8 11 8 3 2 3 22 15 14
15º Avaí 42,9 9 7 2 3 2 19 9 11
16º Santo André 42,9 9 7 2 3 2 18 9 10
17º Goiás 42,9 9 7 2 3 2 25 8 9
18º Fluminense 37,5 9 8 2 3 3 13 5 10
19º Atlético-PR 33,3 8 8 2 2 4 14 9 16
20º Náutico 33,3 6 6 1 3 2 16 6 7

.

Fora

Pos. Time % PG J V E D GP GC SG
Goiás 66,7 14 7 4 2 1 17 9 9
Atlético-MG 66,7 14 7 4 2 1 17 10 4
Palmeiras 52,4 11 7 3 2 2 13 9 5
Avaí 47,6 10 7 3 1 3 10 8 11
Internacional 41,7 10 8 3 1 4 10 13 5
Santo André 38,1 8 7 2 2 3 9 11 10
Flamengo 38,1 8 7 2 2 3 8 15 7
Barueri 38,1 8 7 1 5 1 13 12 8
Botafogo 29,2 7 8 1 4 3 11 14 8
10º Santos 28,6 6 7 1 3 3 12 16 12
11º Corinthians 27,8 5 6 1 2 3 3 8 12
12º São Paulo 25,0 6 8 1 3 4 5 11 6
13º Vitória 23,8 5 7 1 2 4 6 9 6
14º Atlético-PR 22,2 4 6 1 1 4 5 10 16
15º Cruzeiro 22,2 4 6 1 1 4 4 10 10
16º Coritiba 20,8 5 8 1 2 5 5 13 9
17º Náutico 20,8 5 8 1 2 5 10 24 7
18º Sport 11,1 2 6 0 2 4 7 11 14
19º Fluminense 11,1 2 6 0 2 4 8 14 10
20º Grêmio 5,6 1 6 0 1 5 3 9 7

.

Autor: Tags:

sábado, 18 de julho de 2009 Sem categoria | 16:07

Quem leva a melhor na história dos clássicos da 12ª rodada

Compartilhe: Twitter

O Campeonato Brasileiro terá nessa 12ª rodada quatro clássicos. O principal deles, Grêmio x Internacional, estará comemorando 100 anos do primeiro confronto (18/7/1909). Em Curitiba, Atlético-PR e Coritiba jogarão na Arena da Baixada. No Morumbi, o São Paulo receberá o Santos. Já o Flamengo enfrentará o Botafogo no Maracanã.

Históricamente, Inter, Coritiba, São Paulo e Flamengo levam vantagens sobre os rivais. Em Campeonatos Brasileiros, porém, o Grêmio tem um retrospecto melhor sobre o Colorado, com duas vitórias a mais em Grenais. O Inter, no entanto, tem outro número favorável contra o Tricolor. Jogando no Olímpico, casa gremista, o Inter ganhou 39 jogos, empatou 45 e perdeu 32. Já no clássico carioca, o Flamengo defende uma série invicta de 8 jogos (4 vitórias e 4 empates). Além disso, em Brasileiros, o rubro-negro não perde para o Bota desde 2000. Desde então, foram 12 jogos (6 vitórias do Flamengo e 6 empates).

Confira abaixo o retrospecto dos quatro classicos.

Grêmio x Internacional
376 jogos
118 vitórias do Grêmio
117 empates
141 vitórias do Internacional
499 gols do Grêmio
538 gols do Internacional

Primeiro jogo: Grêmio 10 x 0 Internacional, 18/7/1909
Último jogo: Internacional 2 x 1 Grêmio, 5/4/2009

Maior goleada do Grêmio: 10 x 0 Internacional, 18/7/1909
Maior goleada do Internacional: 7 x 0 Grêmio, 17/9/1948

Em Campeonatos Brasileiros:
38 jogos
16 vitórias do Grêmio
8 empates
14 vitórias do Internacional
36 gols do Grêmio
37 gols do Internacional

.
Flamengo x Botafogo
338 jogos
122 vitórias do Flamengo
109 empates
107 vitórias do Botafogo
520 gols do Flamengo
483 gols do Botafogo

Primeiro jogo: Botafogo 1 x 0 Flamengo, 13/5/1913
Último jogo: Flamengo 2 x 2 Botafogo, 3/5/2009

Maior goleada do Flamengo: 8 x 1 Botafogo, 15/8/1926
Maior goleada do Botafogo: 9 x 2 Flamengo, 29/5/1927

Em Campeonatos Brasileiros:
39 jogos
15 vitórias do Flamengo
16 empates
8 vitórias do Botafogo
50 gols do Flamengo
38 gols do Botafogo

.
São Paulo x Santos
256 jogos
110 vitórias do São Paulo
61 empates
85 vitórias do Santos
420 gols do São Paulo
358 gols do Santos

Primeiro jogo: Santos 2 x 0 São Paulo, 25/4/1936
Último jogo: Santos 1 x 0 São Paulo, 1/3/2009

Maior goleada do São Paulo: 6 x 2 São Paulo, 7/3/1963
Maior goleada do Santos: 9 x 1 Santos, 18/6/1944

Em Campeonatos Brasileiros:
43 jogos
18 vitórias do São Paulo
8 empates
17 vitórias do Santos
52 gols do São Paulo
51 gols do Santos

.
Atlético-PR x Coritiba
303 jogos
97 vitórias do Atlético-PR
89 empates
117 vitórias do Coritiba
400 gols do Atlético-PR
446 gols do Coritiba

Primeiro jogo: Coritiba 6 x 3 Atlético-PR, 8/6/1924
Último jogo: Atlético-PR 2 x 4 Coritiba, 26/4/2009

Maior goleada do Atlético-PR: 5 x 1 Coritiba, 7/8/1949 e 28/6/1958
Maior goleada do Coritiba: 6 x 0 Atlético-PR, 14/11/1959

Em Campeonatos Brasileiros:
24 jogos
8 vitórias do Atlético-PR
7 empates
9 vitórias do Coritiba
23 gols do Atlético-PR
25 gols do Coritiba

Autor: Tags:

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. Última