Publicidade

Posts com a Tag Camepões

segunda-feira, 23 de maio de 2011 Campeões, Futebol Europeu | 15:57

Resumão dos Campeonatos Europeus 2010/11

Compartilhe: Twitter

Cinco dos seis principais Campeonatos Europeus da temporada 2010/11 já terminaram (Espanhol, Inglês, Italiano, Alemão e Português). Apenas o Francês segue em andamento (a última rodada será disputada no próximo domingo). Com alguns recordes e surpresas, a temporada 2010/11 ficará bem marcada.

Na Espanha, o seu segundo tricampeonato na história em grande estilo (o clube foi tetra 1994). Sob o comando de Guardiola e regido por Messi, Xavi e Iniesta, o Barça terminou à frente do rival Real Madrid depois de vencê-lo no primeiro turno por 5 x 0. Na campanha do tri, o time Catalão perdeu apenas duas partidas. Já o Real Madrid, teve como grande destaque seu poderoso ataque (102 gols – que chegou próximo do recorde espanhol de 107, do próprio Real, de 1989/90), conduzido pelo craque Cristiano Ronaldo. O português anotou 40 gols e quebrou as marcas de Zarra (Athletic Bilbao, em 1950-51) e Hugo Sánchez (Real Madrid, 1989-90), que marcaram 38 gols em uma só temporada.

.

.

.

.

.

.

.

.

Já na Inglaterra, o poderoso Manchester United chegou ao seu 12º título na história da Premier League, desde 1992, todos sob o comando do técnico Alex Ferguson. No geral, o clube agora é também o maior campeão do Campeonato Inglês, desde 1889. Os Reds têm 19 títulos contra 18 do Liverpool, 13 do Arsenal e 9 do Everton. Na temporada 2010/11, outro clube de Manchester também foi muito bem. O City, de Tevez, ficou em terceiro na Liga, sua melhor colocaçao desde a temporada 1976/77 (quando foi vice), e ainda foi campeão da FA Cup, quebrando um jejum de 42 anos sem títulos – venceu a FA Cup em 1969.

.

.

.

.

.

.

.

.

Na Itália, o Milan voltou a ficar com o scudetto depois de 7 anos. Sob o comando de Massimiliano Allegri, o Milan acabou com a série da rival Internazionale (então pentacampeã italiana), e conquistou seu 18º título, igualando a Inter. Os brasileiros Robinho e Pato (que marcaram 14 gols cada) e o zagueiro Thiago Silva foram fundamentais na campanha do título. Thiago Silva, inclusive, ganhou o prêmio de melhor jogador do Campeonato. A Inter, que trocou o técnico espanhol Rafa Benítez e pelo brasileiro Leonardo, ficou com o vice-campeonato e uma vaga na Liga dos Campeões.

.

.

.

.

.

.

.

.

Na Alemanha, o adormecido Borussia Dortmund voltou a conquistar a Bundesliga. Depois do título de 2002, o time de Dortmund acumulou resultados ruins (chegou a ser 13º em 2008), e entrou desacretidato na temporada 2010/11. Sob o comando do técnico Jurgen Klopp o Borussia apresentou um grande futebol na temporada, desbancando os favoritos Bayern Munique e Bayer Leverkusen. No elenco, os destaques foram o turco Sahin, o japonês Kagawa e do paraguaio Lucas Barrios. Os brasileiros Dedê e Felipe Santana ajudaram ainda o time de Dortmund a terminar com a melhor defesa do campeonato, com apenas 22 gols sofridos em 34 rodadas. Na temporada alemã, a surpresa foi Schalke 04. Mal no campeonato (foi apenas o 14º), o Schalke chegou à semifinal da Liga dos Campeões e ainda foi campeão da Copa da Alemanha. O Campeonato Alemão registrou ainda o recorde de público. Em 306, mais de 13 milhões de pessoas foram aos estádios (13.057.899), atingindo a média de 42.673 torcedores por jogo, a maior do mundo em um Campeonato Nacional.

.

.

.

.

.

.

.

.

Em Portugal, o Porto fez uma campanha quase impecável e conquistou o título de forma invicta. Em 30 jogos, foram 27 vitórias e apenas 3 empates. O time do goleiro brasileiro Hélton igualou o feito do rival Benfica, até então o único campeão português invicto (em 1973 e 1978). Além de terminar com o melhor ataque, a melhor defesa, o Porto teve ainda o artilheiro da competição, o brasileiro Hulk, com 23 gols. De quebra, a equipe dirigida por André Villas Boas conquistou a Copa de Portugal e a Liga Europa.

.

.

.

.

.

.

.

.

Na França, o campeonato termina no próximo domingo com algumas partidas emocionantes. Na principal delas, o Monaco recebeu o Lyon precisando vencer para não ser rebaixado. Desde a temporada 1976/77, a equipe de Monaco não sabe o que é jogar na segundona. Já o Lyon, precisa ganhar para garantir uma vaga na fase preliminar da Liga dos Campeões de 2011/12. Se perder, poderá ser ultrapassado pelo Paris Saint-Germain e ficar apenas com a vaga na Liga Europa. Além do Monaco, mais quatro equipes brigam para não cair. O curioso é que faltando apenas uma rodada, a diferença de pontos do 7º colocado para o 18º (o primeiro a cair) é de apenas 5 pontos. Já na disputa pelo título, o Lille surpreendeu e ficou com o título depois de 57 anos. De quebra, a equipe ainda ganhou a Copa da França.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Entre os outros países membros da Uefa, os campeões já confirmados são esses:

Autor: Tags: , , , , , ,