Publicidade

Posts com a Tag Campeonato Carioca

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 Campeonatos Estaduais, Confrontos | 10:57

Vasco e Flu irão decidir a Taça Guanabara pela segunda vez

Compartilhe: Twitter

Disputada desde 1965, a Taça Guanabara teve uma importância maior em seus primeiros anos, quando servia para apontar o representante carioca na Taça Brasil. A partir de 1972, a Taça GB passou a fazer parte do Campeonato Carioca. Desde então, vem sendo disputada em diferentes formatos (pontos corridos, grupos, semifinal e final, etc).

Em 47 edições, o Flamengo ainda se mantém como o maior vencedor com 19 títulos, seguido por Vasco (11), Fluminense (8), Botafogo (6) e América, Americano e Volta Redonda (que venceram uma vez cada).

O Vasco, que conquistou a Taça Guanabara pela última vez em 2003, é o clube com mais vices (11 no total). O Flamengo perdeu 10 finais, e Botafogo e Fluminense perderam oito decisões. Em 2003, aliás, o Vasco conquistou seu último título Estadual.

Vasco e Fluminense, rivais no domingo, decidiram a Taça Guanabara diretamente apenas uma vez. Em 1994, o Vasco goleou o rival por 4 x 1.  Em outras três edições, os dois clubes terminaram como campeões e vices, mas quando o torneio foi disputado no sistema de pontos corridos. Em 1985, o Flu foi campeão com dois pontos de vantagem sobre o Vasco. Em 1987, o Vasco foi campeão com um ponto de vantagem, conquistado no empate contra o Flamengo na última rodada. Já em 1993, o Fluminense ficou três pontos a frente do Vasco e levou o título.

Relembre  aqui a final da Taça Guanabara de 1994:

3/4/1994
VASCO 4 x 1 FLUMINENSE (vídeo)
Local:
Maracanã (Rio de Janeiro); Juiz: Carlos Elias Pimentel; Público: 6.231; Gols: Pimentel e Valdir (1º tempo); Ézio, Yan e Valdir (2º tempo)
VASCO: Carlos Germano, Pimentel, Alexandre Torres, Ricardo Rocha (Jorge Luiz) e Sidnei (Cássio); Leandro Ávila, França, William e Yan; Denner e Valdir. Técnico: Jair Pereira
FLUMINENSE: Ricardo Cruz, Alfinete, Márcio Costa, Luís Eduardo e Lira; Cláudio, Rogerinho, Wallace e Leonardo (Rogerinho); Mário Tilico e Ézio. Técnico: Delei
Se vencer o Fluminense no domingo, o Vasco irá conquistar a Taça Guanabara com 100% de aproveitamento. Feito que só o Botafogo conseguiu nas 47 edições anteriores, quando venceu seus 11 jogos em 1997.

Para chegar ao título da Taça GB depois de 18 anos (o último foi em 1993, justamente sobre o Vasco), o Flu precisará acabar com um jejum incômodo nos clássicos estaduais. O time de Abel Braga não vence um clássico carioca desde novembro de 2010. Nesse período já soma 12 jogos sem vitória, incluindo o empate de ontem com o Botafogo. A última vitória Tricolor em clássicos foi contra o Vasco (1 x 0, no Brasileirão de 2010).

Nos últimos quatro jogos entre eles, os times empataram duas vezes e o Vasco venceu dois (os dois últimos – 2 x 1 no Brasileiro de 2011 e 2 x 1  no Carioca desse ano).

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 3 de maio de 2011 Campeonatos Estaduais, História | 09:27

Flamengo 2011 e os campeões cariocas invictos

Compartilhe: Twitter

O Flamengo conquistou seu 32º título estadual no último final de semana e o seu quinto de forma invicta. A última vez que o clube (e também um time do Rio), havia levantado a taça dessa maneira foi em 1996. Naquele ano, o Rubro-negro tinha como destaque o baixinho Romário e o técnico Joel Santana. Antes disso, apenas os times campeões de 1979 (de Zico e Cia.), de 1920 e 1915 conquistaram o Carioca de forma invicta pelo Flamengo.

Entre os quatro grandes clubes do Rio, Flamengo e Vasco são os maiores campeões invictos, com cinco conquistas cada. O Fluminense ganhou três títulos dessa forma, enquanto o Botafogo foi campeão sem derrota apenas uma vez, justamente em 1989, ano em que saiu da fila de 21 anos sem títulos.

Confira as campanhas dos campeões invictos do Campeonato Carioca:

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011 Campeões, Campeonatos Estaduais | 09:35

As zebras que já chegaram na final da Taça Guanaraba

Compartilhe: Twitter

Maior campeão da história da Taça Guanabara com 18 títulos em 46 edições, o Flamengo terá pela frente o surpreendente Boavista, que eliminou o Fluminense, nos pênaltis, na semifinal. O clube da Região dos Lagos é uma das novas zebras que já chegaram à decisão da Taça Guanabara.

Disputada desde 1965, a Taça Guanabara já passou por diversas mudanças. No início, a Taça GB era disputada à parte do Campeonato Estadual e servia para apontar o representante carioca na extinta Taça Brasil. O torneio nacional foi disputado até 1969, mas a Taça Guanabara continuou sendo disputada separadamente do estadual do Rio até 1971.

A partir de 1972, o Campeonato Carioca começou a ser disputado com dois turnos e a Taça Guanabara passou a equivaler ao primeiro turno, dando vaga na final do campeonato. Essa fórmula foi mantida, praticamente, até 2000. Apenas em 1980 a Taça GB foi disputada à parte. Já em 1993 e 1994, houve final entre os times que mais pontuaram no primeiro turno. Desde 2001, a Taça Guanabara ganhou um novo formato, com dois grupos, semifinal e final. Desde então, em onze edições, apenas duas vezes os quatro grandes do Rio chegaram juntos à semifinal (em 2008 e em 2010).

Entre as zebras, duas já ficaram com o título: o Americano, em 2002, quando os grandes estavam disputando o Torneio Rio-São Paulo e deixaram o Estadual de lado, com times reservas, e o Volta Redonda, campeão em 2005, quando bateu o Americano na final. Recentemente, Madureira e Resende chegaram à final do Taça Guanabara (2007 e 2009), mas perderam para Flamengo e Botafogo, respectivamente.

O técnico do Boavista, Alfredo Sampaio, já foi campeão da Taça Rio de 2006 com o Madureira. No atual elenco, o Boavista tem alguns veteranos conhecidos, como o goleiro Sílvio Luiz (reserve de Thiago); Joílson, lateral-direito (ex-Grêmio e São Paulo), e os atacantes Frontini e Max. Além deles, estão alguns jovens revelados por grandes do Rio, que ainda não estouraram, como os meias Erick Flores (ex-Flamengo) e Raphael Augusto (ex-Fluminense).

Desde 1965, o Flamengo é o maior campeão da Taça Guanabara com 18 títulos, seguido pelo Vasco (11), Fluminense (8), Botafogo (6), América (1), Americano (1) e Volta Redonda (1). Dessas 46 edições, 26 campeões da Taça GB foram também campeões cariocas no mesmo ano. Isso aconteceu 10 vezes com o Flamengo, seis com o Vasco e cinco com Fluminense e Botafogo.

Confira abaixo os campeões e vices da tradicional Taça Guanabara:

Ano Campeão Vice
1965 Vasco Botafogo
1966 Fluminense Flamengo
1967 Botafogo* América
1968 Botafogo* Flamengo
1969 Fluminense* Botafogo
1970 Flamengo Fluminense
1971 Fluminense* Botafogo
1972 Flamengo* Fluminense
1973 Flamengo Vasco
1974 América Fluminense
1975 Fluminense* América
1976 Vasco Flamengo
1977 Vasco* Flamengo
1978 Flamengo* Fluminense
1979 Flamengo* Vasco
1980 Flamengo Americano
1981 Flamengo* América
1982 Flamengo Vasco
1983 Fluminense* América
1984 Flamengo Fluminense
1985 Fluminense* Vasco
1986 Vasco Flamengo
1987 Vasco* Fluminense
1988 Flamengo Vasco
1989 Flamengo Botafogo
1990 Vasco Botafogo
1991 Fluminense Flamengo
1992 Vasco* Flamengo
1993 Fluminense Vasco
1994 Vasco* Fluminense
1995 Flamengo Botafogo
1996 Flamengo* Vasco
1997 Botafogo* Vasco
1998 Vasco* Flamengo
1999 Flamengo* Vasco
2000 Vasco Botafogo
2001 Flamengo* Fluminense
2002 Americano Vasco
2003 Vasco* Flamengo
2004 Flamengo* Fluminense
2005 Volta Redonda Americano
2006 Botafogo* América
2007 Flamengo* Madureira
2008 Flamengo* Botafogo
2009 Botafogo Resende
2010 Botafogo* Vasco

.

* Também conquistaram o Campeonato Carioca no mesmo ano.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011 Sem categoria | 11:09

O baixo público nos estaduais do Rio e de São Paulo

Compartilhe: Twitter

Esse início de temporada nos principais estaduais do Brasil (Paulista e Carioca), ainda não empolgou o torcedor. Nos dois campeonatos, a média de público é inferior a 5.000 pagantes por partida. Quase três vezes menor que a média do Brasileirão de 2010 (14 816). Em São Paulo, a média de público nas cinco primeiras rodadas é de apenas 4.876 torcedores por jogo.

O Corinthians, que disputou dois jogos em casa, lidera o ranking de média de público do Paulistão com 18.958 pagantes por partida, seguido pelo caçula São Bernardo (11.509). O Palmeiras, é apenas sexto com 6.578 torcedores por jogo. Dos 47 jogos com público no Paulistão (o Santo André está jogando com portões fechados), o que teve o maior número de torcedores foi Corinthians 2 x 0 Portuguesa, com 22.472 torcedores, na primeira rodada.

Tirando os jogos envolvendo os quatro grandes clubes do estado, a média cai de 4.876 para 2.101 por jogo. Não fosse o São Bernardo, que levou 9.739 pessoas no jogo contra o Prudente e 9.630 contra o Oeste, essa média cairia para por mais de 1.500 pessoas.

No Rio de Janeiro, que receberá amanhã o maior público do Campeonato Carioca (foram vendidos todos os 37.042 ingressos para a estreia de Ronaldinho Gaúcho pelo Flamengo, contra o Nova Iguaçu), a média de público é de apenas 4.125 torcedores por jogo. Mesmo com essa público de amanhã, a média deverá subir para por mais de 5.200 por jogo. O clássico do último domingo, entre Vasco e Flamengo, levou apenas 15.356 torcedores ao Engenhão. Até agora, o maior público nas quatro primeiras rodadas foi o de Botafogo x Duque de Caxias e Bangu x Fluminense (19.206), que jogaram no mesmo dia no Engenhão. No Campeonato Carioca, sem a presença dos grandes, a média de público entre os pequenos é de apenas 745 torcedores por jogo.

Confira abaixo os campeões de público nos Campeonatos Paulistya e Carioca nesse início de temporada:

Paulistão:

Clube Média
Corinthians 18.958
São Bernardo 11.509
Santos 9.198
São Paulo 9.071
Bragantino 7.528
Palmeiras 6.578
Portuguesa 3.819
Americana 3.704
Linense 3.545
Ponte Preta 3.035
Oeste 2.865
Prudente 2.833
Botafogo 2.555
Mogi Mirim 2.215
Ituano 1.949
Paulista 1.553
Mirassol 1.487
Noroeste 1.306
São Caetano 391
Santo André 0

.

.

Carioca

Clube Média
Vasco 11.966
Flamengo 9.544
Botafogo 9.185
Fluminense 8.165
Cabofriense 4.888
América 4.166
Macaé 2.144
Nova Iguaçu 2.047
Volta Redonda 941
Duque de Caxias 900
Resende 785
Americano 605
Bangu 507
Madureira 500
Boavista 300
Olaria 300
Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011 Campeonatos Estaduais, História | 09:15

Vasco tem seu pior início no Carioca desde 1984

Compartilhe: Twitter

A série de três derrotas consecutivas no início do Campeonato Carioca que o Vasco alcançou ontem, ao perder para o Boavista (3 x 1), serviu para igualar a pior marca já conquistada pelo clube num começo de estadual. Em 1984, o time também deu a largada na Taça Guanabara com três derrotas seguidas. Naquela época, o time do então atacante Roberto Dinamite perdeu para o Campo Grande (1 x 2), Bangu (0 x 4) e Americano (0 x 1). Na quarta rodada, porém, o Vasco bateu o Volta Redonda por 2 x 0.

Até hoje, em 90 campeonatos estaduais disputados, desde 1923, o Vasco só começou o torneio com três derrotas nessas duas oportunidades (1984 e 2011). Em 32 campeonatos, o clube, 22 campeão carioca, começou a competição com 100% de aproveitamento: 1924, 1926, 1927, 1930, 1931, 1934, 1936, 1947, 1948, 1951, 1952, 1953, 1954, 1955, 1968, 1970, 1976, 1977, 1979, 1980, 1986, 1989, 1990, 1993, 1994, 1996, 1998, 1999, 2000, 2002, 2004 e 2010.

No próximo domingo, para piorar, o Vasco terá pela frente o rival Flamengo. Depois, pega Volta Redonda (em casa), Americano (casa) e América (fora), nessa primeira fase da Taça Guanabara. Se perder o próximo jogo, o Vasco atingirá então um recorde negativo, de quatro derrotas consecutivas no início de um Campeonato Carioca. E se não vencer nos próximos dois jogos, igualará o maior jejum de vitórias num começo de estadual. Em 1964, o Vasco só foi vencer na sexta partida do campeonato.

Confira abaixo os piores inícios do Vasco em Campeonatos Cariocas:

1984 (3 derrotas)
1 x 2 Campo Grande
0 x 4 Bangu
0 x 1 Americano
.
.

1964 (3 empates e 2 derrotas)
1 x 2 América
2 x 2 Campo Grande
1 x 1 Bangu
1 x 2 Portuguesa
3 x 3 São Cristóvão
.
.

1981 (1 empate e 2 derrotas)

0 x 2 América
3 x 3 Volta Redonda
0 x 1 Flamengo
.
.

1933 (2 empates e 1 derrota)

1 x 3 Fluminense
3 x 3 Bonsucesso
2 x 2 Bangu
.
.

1942 (2 empates e 1 derrota)
0 x 0 América
1 x 5 Madureira
1 x 1 Flamengo

Autor: Tags: ,

domingo, 18 de abril de 2010 Campeonatos Estaduais, História | 18:48

A estrela de Joel volta a brilhar no Rio de Janeiro

Compartilhe: Twitter

Mais uma vez o técnico Joel Santana mostrou que é o rei do Campeonato Carioca. Depois de assumir o alvinegro no primeiro turno do estadual, após a goleada sofrida para o Vasco por 6 x 0, Joel levou o time ao título da Taça Guanabara. Hoje, conquistou também o título da Taça Rio, sobre o algoz Flamengo (para quem o Fogão havia perdido os últimos três estaduais). Assim, foi campeão Carioca pela sétima vez na história. Apenas Flávio Costa, que dirigiu o Brasil na Copa de 1950, tem mais conquistas, com nove títulos cariocas (em 1939, 1942, 1943, 1944 e 1963 (com o Flamengo), e em 1947, 1949, 1950 e 1952 (com o Vasco).

Joel, porém foi campeão pelos quatro grandes do Rio. Em 1992 e 1993 pelo Vasco; em 1995, pelo Fluminense; em 1997 e 2010, pelo o Botafogo; e em 1996 e 2008, pelo Flamengo. Até hoje, o técnico disputou 12 campeonatos cariocas. Além de ganhar sete deles, foi cinco vezes campeão da Taça Guanabara (o primeiro turno) e sete vezes da Taça Rio (o segundo turno). Confira abaixo o ótimo desempenho de Joel Santana no Campeonato Carioca nas últimas duas décadas:

Ano Clube Taça Guanabara Taça Rio Final
1992 Vasco Campeão Campeão Campeão (mas não houve final)
1993 Vasco Campeão Campeão
1995 Fluminense Campeão Campeão
1996 Flamengo Campeão Campeão Campeão (mas não houve final)
1997 Botafogo Campeão Campeão Campeão
1998 Flamengo Não disputou
2000 Botafogo Não disputou
2001 Vasco Campeão
2005 Vasco Não disputou
2007 Fluminense Não disputou
2008 Flamengo Campeão Campeão
2010 Botafogo Campeão Campeão Campeão (mas não houve final)
Ano Clube Taça Guanabara Taça Rio Final
1992 Vasco Campeão Campeão Não houve final
1993 Vasco Campeão Campeão
1995 Fluminense Campeão Campeão
1996 Flamengo Campeão Campeão Não houve final
1997 Botafogo Campeão Campeão Campeão
1998 Flamengo Não disputou
2000 Botafogo Não disputou
2001 Vasco Campeão
2005 Vasco Não disputou
2007 Fluminense Não disputou
2008 Flamengo Campeão Campeão
2010 Botafogo Campeão Campeão Não houve final

a

Autor: Tags: , ,

sábado, 10 de abril de 2010 Campeonatos Estaduais, Confrontos | 22:07

Reserva, Caio já decidiu seis jogos para o Botafogo

Compartilhe: Twitter

O atacante Caio, de apenas 19, ainda luta para ser titular do ataque do Botafogo. Revelado pelo Volta Redonda, em 2009, Caio vem fazendo o que se espera de um reserva: entra e resolve. Nessa Campeonato Carioca, o jogador disputou 16 partidas. Foi titular em 5 e reserva nos outros 11 jogos. Nessas 16 partidas, marcou 7 gols. Todos quando começou no banco de reservas.

Em seis partidas, Caio entrou quando o Botafogo estava perdendo ou empatando. Com gols em todas elas, decidiu o jogo a favor do alvinegro, garantindo a vitória. Hoje à noite, foi assim. Caio entrou no intervalo do jogo, no lugar de Sandro Silva, fez o gol da vitória da equipe de Joel Santana, aos 25 minutos do segundo tempo, e colocou o time na final da Taça Rio. Dessa forma, Caio repetiu a atução da semifinal da Taça Guanabara, quando entrou e fez o gol da vitória sobre o Flamengo, que pôs o Fogão na final do primeiro turno contra o Vasco.

Confira abaixo os jogos em que Caio decidiu para o Botafogo no Carioca de 2010:

Data Resultado antes de entrar Entrou aos… Gols Resultado final
10/04/2010 Botafogo 1 x 2 Fluminense No intervalo 1 (aos 25/2) Botafogo 3 x 2 Fluminense
25/03/2010 Volta Redonda 0 x 0 Botafogo 23/2 1 (aos 44/2) Volta Redonda 0 x 1 Botafogo
27/02/2010 Americano 1 x 0 Botafogo 20/2 2 (aos 21/2 e 40/2) Americano 1 x 3 Botafogo
17/02/2010 Flamengo 1 x 1 Botafogo 26/2 1 (aos 38/2) Flamengo 1 x 2 Botafogo
04/02/2010 Madureira 1 x 1 Botafogo 30/2 1 (aos 31/2) Madureira 1 x 4 Botafogo
30/01/2010 Botafogo 1 x 1 América 14/2 1 (aos 42/2) Botafogo 2 x 1 América

aa

aa

Autor: Tags: ,

sábado, 6 de março de 2010 Campeonatos Estaduais, Estatísticas | 23:29

Pequenos não têm vez no Carioca de 2010

Compartilhe: Twitter

Nos últimos anos, os quatro grandes clubes do Rio de Janeiro chegaram a enfrentar alguns problemas contra os considerados pequenos do estado. Desde 2000, os pequenos conquistaram a Taça Guanabara duas vezes (Americano, em 2002, e Volta Redonda, em 2005) e a Taça Rio também duas vezes (Americano, em 2002, e Madureira, em 2006). Esse ano, porém, o Campeonato Estadual do Rio vem sendo um grande barbada para os grandes diante dos pequenos. Até agora, em 33 jogos, nenhum pequeno conseguiu uma vitória. Foram 30 vitórias dos grandes e apenas 3 empates. Dois deles do Olaria.

O Botafogo, até agora, tem 100% de aproveitamento diante dos pequenos, com 8 vitórias em 8 jogos. Entre os quatro principais campeonatos estaduais do Brasil (Paulista, Carioca, Mineiro e Gaúcho), os times do Rio são aqueles que têm o melhor desempenho diantes dos pequenos, sempre com mais de 90% de aproveitamento. Em São Paulo, o Santos, líder da competição e que já atingiu a incrível marca de 9 vitórias consecutivas no Paulistão, já perdeu um jogo para um time pequeno. Em Minas, o líder Cruzeiro também já perdeu (3 x 0 para o Ipatinga), enquanto que no Sul, o imbatível mandante Grêmio empatou duas vezes contra os pequenos.

Hoje, mesmo desfalcado de sua maior estrela, o atacante Adriano, o Flamengo não teve trabalho para golear o Resende, fora de casa, por 4 x 0. Na Taça Rio, aliás, os grandes venceram todos os jogos contra os pequenos até agora (9 vitórias em 9 jogos). O atacante Vágner Love, que deixou o Palmeiras em baixa no final de 2009, marcou o último gol contra o Resende e agora é isolou-se ainda mais na artilharia do Campeonato, agora com 10 gols.

Veja o desempenho dos grandes do Rio contra o pequenos e o aproveitamento dos grandes de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul diante dos pequenos em seus estaduais.

BOTAFOGO (8 jogos, 8 vitórias) – 100% de aproveitamento

Data Resultado
16/1 Macaé 2 x 3 Botafogo
21/1 Botafogo 2 x 0 Friburguense
27/1 Tigres 1 x 2 Botafogo
30/1 Botafogo 2 x 1 América
4/2 Madureira 1 x 4 Botafogo
7/2 Botafogo 5 x 2 Resende
27/2 Americano 1 x 3 Botafogo
4/3 Botafogo 2 x 1 Duque de Caxias

.
.

FLAMENGO (9 jogos, 8 vitórias, 1 empate) – 92,6% de aproveitamento

Data Resultado
17/1 Flamengo 3 x 2 Duque de Caxias
20/1 Volta Redonda 1 x 3 Flamengo
23/1 Bangu 1 x 2 Flamengo
27/1 Flamengo 3 x 1 Americano
3/2 Flamengo 3 x 3 Olaria
7/2 Boavista 1 x 2 Flamengo
27/2 Macaé 1 x 4 Flamengo
3/3 Flamengo 2 x 0 Madureira
6/3 Resende 0 x 4 Flamengo

.
.

FLUMINENSE (8 jogos, 7 vitórias, 1 empate) – 91,7% de aproveitamento

Data Resultado
17/1 Americano 0 x 3 Fluminense
20/1 Fluminense 3 x 0 Bangu
24/1 Fluminense 1 x 0 Volta Redonda
28/1 Duque de Caxias 0 x 4 Fluminense
4/2 Fluminense 3 x 0 Boavista
7/2 Olaria 0 x 0 Fluminense
28/2 Fluminense 5 x 1 Friburguense
4/3 Tigres 0 x 3 Fluminense

.
.

VASCO (8 jogos, 7 vitórias, 1 empate) – 91,7% de aproveitamento

Data Resultado
16/1 Vasco 1 x 0 Tigres
20/1 América 1 x 2 Vasco
28/1 Vasco 4 x 0 Macaé
31/1 Friburguense 0 x 3 Vasco
4/2 Resende 0 x 1 Vasco
7/2 Vasco 2 x 2 Madureira
28/2 Vasco 2 x 0 Volta Redonda
3/3 Bangu 0 x 2 Vasco

.
.

Campeonato Paulista
Santos 83,3% (8 vitórias, 1 empate, 1 derrota)
São Paulo 63,3% (5 vitórias, 4 empates, 1 derrota)
Corinthians 56,7% (4 vitórias, 5 empates, 1 derrota)
Palmeiras 43,3% (3 vitórias, 4 empates, 3 derrotas)
.

Campeonato Mineiro
Cruzeiro 83,3% (5 vitórias, 0 empate, 1 derrota)
Atlético-MG 66,7% (3 vitórias, 3 empates, 0 derrota)
.

Campeonato Gaúcho
Grêmio 88,9% (10 vitórias, 2 empates, 0 derrota)
Internacional 83,3% (8 vitórias, 1 empate, 1 derrota)
.

Autor: Tags: , , , ,

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010 Campeonatos Estaduais, Confrontos, História | 12:05

Em decisões, vantagem é do Botafogo sobre o Vasco

Compartilhe: Twitter

No próximo domingo, Vasco e Botafogo irão decidir a final da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca. A decisão entre as duas equipes será a terceira na história da Taça Guanabara. Em 1965, o Vasco ficou com o título. Naquele ano, porém, o torneio era disputado à parte do Campeonato Estadual. Em 1997, foi a vez do Botafogo ficar com o título. Naquela decisão, o técnico do Fogão era Joel Santana.

Em decisões diretas entre os dois clubes, no entanto, não há tanto equilíbrio. Em sete finais, o Botafogo venceu seis e perdeu apenas uma, justamente aquela da Taça Guanabara de 1965. Além de conquistar o título da Taça Guanabara de 1997 sobre o Vasco, o Fogão ganhou ainda os títulos Cariocas de 1948, 1968, 1990 e 1997, além de um torneio amistoso, a Copa Rio-Brasília de 1996. Em 1966, pelo Torneio Rio-São Paulo, o Vasco seria campeão sozinho se vencesse o Botafogo. Porém, com a vitória do Fogão e o empate entre Corinthians e Santos, os quatros terminaram empatados e foram declarados campeões.

Em outras três oportunidades as equipes se enfrentaram em momentos decisivos. Em 1951 (Torneio Municipal), a vitória dava o título ao Botafogo e o Vasco estava fora da disputa do título. O Bota venceu por 3 x 0 e ficou com o título. Bangu e São Cristóvão ficaram na segunda colocação. No Campeonato Carioca de 1970, a vitória dava o título estadual ao Vasco, já que o Botafogo estava fora da briga. O Vasco ganhou por 2 x 1 e ficou com a taça. O Fluminense foi o vice-campeão. Já em 1977, pela Taça Guanabara, o Vasco bateu o Botafogo na última rodada e ficou com o título. O Flamengo foi o vice-campeão.

Confira abaixo as fichas das decisões diretas entre Vasco e Botafogo:

Final do Campeonato Carioca de 1948
BOTAFOGO 3 x 1 VASCO

Data: 12 de dezembro de 1948
Local: General Severiano, Rio de Janeiro
Renda: Cr$ 570.000,00
Público: 20.000 (18.321 pagantes)
Árbitro: Mário Gonçalves Vianna
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Paraguaio 2/1 e Braguinha 40/1; Octávio 5/2 e Ávila (contra) 7/2
BOTAFOGO: Osvaldo Baliza, Gérson e Nílton Santos; Rubinho, Ávila e Juvenal; Paraguaio, Geninho, Pirillo, Octávio e Braguinha. Técnico: Zezé Moreira
VASCO: Barbosa, Augusto e Wilson; Ely, Danilo e Jorge; Friaça, Ademir Menezes, Dimas, Ipojucan e Chico. Técnico: Flávio Costa

Obs: Gérson abandonou o campo aos 10’ do segundo tempo, por contusão. O Botafogo atuou com 10 (dez) até o final

.

Final da Taça Guanabara de 1965
VASCO 2 x 0 BOTAFOGO

Data: 5 de setembro de 1965
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: Cr$ 72.927.380,00
Público: 115.064 pagantes
Árbitro: Frederico Lopes
Competição: Taça Guanabara
Gols: Oldair e Paulistinha (contra)
Expulsões: Paulistinha e Roberto
VASCO: Gainete, Joel, Brito, Fontana e Oldair; Maranhão e Lorico; Luisinho, Célio, Mário e Zezinho. Técnico: Zezé Moreira
BOTAFOGO: Manga, Joel, Zé Carlos, Paulistinha e Rildo; Ayrton e Gérson; Garrincha, Sicupira, Jairzinho e Roberto. Técnico: Daniel Pinto

.

Final do Campeonato Carioca de 1968
BOTAFOGO 4 x 0 VASCO

Data: 9 de junho de 1968
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: NCr$ 513.379,25
Público: 141.689 (120.178 pagantes)
Árbitro: Armando Marques
Competição: Campeonato Carioca
Gols: Roberto 15/1 e Rogério 33/1; Jairzinho 14/2 e Gérson 22/2
BOTAFOGO: Cao, Moreira, Zé Carlos, Leônidas e Waltencir; Carlos Roberto e Gérson; Rogério, Roberto, Jairzinho e Paulo Cézar. Técnico: Zagallo
VASCO: Pedro Paulo, Jorge Luiz, Brito, Ananias (Sérgio) e Ferreira; Bougleux e Danilo Menezes; Nado (Alcir), Ney, Walfrido e Silvinho. Técnico: Paulinho de Almeida

.

Final do Campeonato Carioca de 1990
BOTAFOGO 1 x 0 VASCO

Data: 29 de julho de 1990
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: Cr$ 10.795.500,00
Público: 35.083 pagantes
Árbitro: Cláudio Garcia
Competição: Campeonato Carioca
Gol: Carlos Alberto Dias 34/2
BOTAFOGO: Ricardo Cruz, Paulo Roberto, Wilson Gottardo, Gonçalves e Renato Martins; Carlos Alberto Santos, Luisinho e Djair (Gustavo); Donizete, Valdeir e Carlos Alberto Dias. Técnico: Joel Martins
VASCO: Acácio, Luiz Carlos Winck, Célio Silva, Quiñonez e Mazinho; Zé do Carmo, Marco Antônio Boiadeiro e Bismarck; Tita, Sorato e William (Roberto Dinamite). Técnico: Alcir Portella

.

Final da Copa Rio-Brasília de 1996
BOTAFOGO 2 x 0 VASCO

Data: 14 de julho de 1996
Local: Mané Garrincha, Brasília
Árbitro: Luciano Augusto de Almeida
Competição: Copa Rio-Brasília
Gols: Túlio 27/1; Bentinho 13/2
BOTAFOGO: Carlão, Wilson Goiano, Alemão, Jefferson e André Silva; Souza, Otacílio, Marcelo Alves (Niki) e Bentinho; Mauricinho e Túlio. Técnico: Ricardo Barreto
VASCO: Carlos Germano, Bruno Carvalho, Sídnei (Sandro), Alex e Cássio; Leandro, Luisinho, Juninho Pernambucano e Válber (Vítor); Alessandro (Brener) e Gian (Pedro Renato). Técnico: Carlos Alberto Silva

.

Final da Taça Guanabara de 1997
BOTAFOGO 1 x 0 VASCO

Data: 30 de março de 1997
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: R$ 912.915,00
Público: 88.404 (81.893 pagantes)
Árbitro: Carlos Elias Pimentel
Competição: Campeonato Carioca
Gol: Gonçalves 32/2
BOTAFOGO: Wagner, Wilson Goiano, Jorge Luiz, Gonçalves e Jefferson; Marcelinho Paulista, Pingo, Djair e Aílton; Bentinho e Sorato (Dimba). Técnico: Joel Santana
VASCO: Carlos Germano, Pimentel, Tinho, João Luís e Felipe; Luisinho (Pedrinho), Fabrício, Juninho Pernambucano e Ramon; Almir (Mauricinho) e Edmundo. Técnico: Antônio Lopes

.

Final do Campeonato Carioca de 1997
BOTAFOGO 1 x 0 VASCO

Data: 8 de julho de 1997
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: R$ 248.370,00
Público: 16.854 pagantes
Árbitro: Sidrack Marinho dos Santos
Competição: Campeonato Carioca (decisão)
Gol: Dimba 33/2
BOTAFOGO: Wagner, Wilson Goiano, Jorge Luiz, Gonçalves e Jefferson; Marcelinho Paulista, Pingo, Djair e Aílton (Marcelo Alves); Bentinho e Dimba (Róbson). Técnico: Joel Santana
VASCO: Caetano, Pimentel, Moisés, Alex e Felipe; Luisinho, Fabrício, Juninho Pernambucano (Luiz Cláudio) e Ramon (Brener); Pedrinho e Edmundo. Técnico: Antônio Lopes

Fonte: Pedro Varanda, historiador do Botafogo.

.

.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010 Campeonatos Estaduais, Confrontos, Estatísticas, História | 10:01

Flamengo é o maior campeão da Taça Guanabara

Compartilhe: Twitter

Começa amanhã a semifinal da 46ª edição da Taça Guanabara com o clássico Fluminense x Vasco. Na quarta, Botafogo e Flamengo fazem o outro jogo. Disputada desde 1965, a Taça Guanabara já passou por diversas mudanças. No início, a Taça GB era disputada à parte do Campeonato Estadual e servia para apontar o representante carioca na extinta Taça Brasil. O torneio nacional foi disputado até 1969, mas a Taça Guanabara continuou sendo disputada separadamente do estadual do Rio até 1971.

A partir de 1972, o Campeonato Carioca começou a ser disputado com dois turnos e a Taça Guanabara passou a equivaler ao primeiro turno, dando vaga na final do campeonato. Essa fórmula foi mantida, praticamente, até 2000. Apenas em 1980 a Taça GB foi disputada à parte. Já em 1993 e 1994, houve final entre os times que mais pontuaram no primeiro turno. Desde 2001, a Taça Guanabara ganhou um novo formato, com dois grupos, semifinal e final. Desde então, em oito edições, apenas duas vezes os quatro grandes do Rio chegaram juntos à semifinal (em 2008 e agora, em 2010).

Desde 1965, o Flamengo é o maior campeão da Taça Guanabara com 18 títulos, seguido pelo Vasco (11), Fluminense (8), Botafogo (5), América (1), Americano (1) e Volta Redonda (1). Dessas 45 edições, 25 campeões da Taça GB foram também campeões cariocas no mesmo ano. Isso aconteceu 10 vezes com o Flamengo, 6 com o Vasco, 5 com o Fluminense e 4 com o Botafogo.

Entre os vice-campeões, o Vasco é o primeiro com 10 vices, seguido por Flamengo e Fluminense (9), Botafogo (8), América (5), Americano (2), Madureira (1) e Resende (1).

Confira abaixo os campeões e vices da tradicional Taça Guanabara:

Ano Campeão Vice
1965 Vasco Botafogo
1966 Fluminense Flamengo
1967 Botafogo* América
1968 Botafogo* Flamengo
1969 Fluminense* Botafogo
1970 Flamengo Fluminense
1971 Fluminense* Botafogo
1972 Flamengo* Fluminense
1973 Flamengo Vasco
1974 América Fluminense
1975 Fluminense* América
1976 Vasco Flamengo
1977 Vasco* Flamengo
1978 Flamengo* Fluminense
1979 Flamengo* Vasco
1980 Flamengo Americano
1981 Flamengo* América
1982 Flamengo Vasco
1983 Fluminense* América
1984 Flamengo Fluminense
1985 Fluminense* Vasco
1986 Vasco Flamengo
1987 Vasco* Fluminense
1988 Flamengo Vasco
1989 Flamengo Botafogo
1990 Vasco Botafogo
1991 Fluminense Flamengo
1992 Vasco* Flamengo
1993 Fluminense Vasco
1994 Vasco* Fluminense
1995 Flamengo Botafogo
1996 Flamengo* Vasco
1997 Botafogo* Vasco
1998 Vasco* Flamengo
1999 Flamengo* Vasco
2000 Vasco Botafogo
2001 Flamengo* Fluminense
2002 Americano Vasco
2003 Vasco* Flamengo
2004 Flamengo* Fluminense
2005 Volta Redonda Americano
2006 Botafogo* América
2007 Flamengo* Madureira
2008 Flamengo* Botafogo
2009 Botafogo Resende

* Também conquistaram o Campeonato Carioca no mesmo ano.

Ano Campeão Vice
1965 Vasco Botafogo
1966 Fluminense Flamengo
1967 Botafogo* América
1968 Botafogo* Flamengo
1969 Fluminense* Botafogo
1970 Flamengo Fluminense
1971 Fluminense* Botafogo
1972 Flamengo* Fluminense
1973 Flamengo Vasco
1974 América Fluminense
1975 Fluminense* América
1976 Vasco Flamengo
1977 Vasco* Flamengo
1978 Flamengo* Fluminense
1979 Flamengo* Vasco
1980 Flamengo Americano
1981 Flamengo* América
1982 Flamengo Vasco
1983 Fluminense* América
1984 Flamengo Fluminense
1985 Fluminense* Vasco
1986 Vasco Flamengo
1987 Vasco* Fluminense
1988 Flamengo Vasco
1989 Flamengo Botafogo
1990 Vasco Botafogo
1991 Fluminense Flamengo
1992 Vasco* Flamengo
1993 Fluminense Vasco
1994 Vasco* Fluminense
1995 Flamengo Botafogo
1996 Flamengo* Vasco
1997 Botafogo* Vasco
1998 Vasco* Flamengo
1999 Flamengo* Vasco
2000 Vasco Botafogo
2001 Flamengo* Fluminense
2002 Americano Vasco
2003 Vasco* Flamengo
2004 Flamengo* Fluminense
2005 Volta Redonda Americano
2006 Botafogo* América
2007 Flamengo* Madureira
2008 Flamengo* Botafogo
2009 Botafogo Resende
Autor: Tags: , , , , ,

domingo, 31 de janeiro de 2010 Artilheiros, Campeonatos Estaduais, Confrontos, Estatísticas, História | 22:51

Adriano repete façanha de Zico depois de 24 anos

Compartilhe: Twitter

Autor de três gols na fantástica virada do Flamengo sobre o Fluminense por 5 x 3, hoje à noite, o atacante Adriano alcançou uma marca que apenas 11 jogadores do rubro-negro conseguiram em 98 anos de história do clássico Fla-Flu. Desde o primeiro clássico, em 7/7/1912, somente dois jogadores fizeram quatro gols no clássico: Pirillo e Zico. Os dois craques também já fizeram três gols em outras partidas. Zico, aliás, havia sido o último rubro-negro a anotar três gols no Fla-Flu, na goleada por 4 x 1 do dia 16/2/1986.

Adriano, 5 gols nos últimos dois Fla-Flu

Adriano, 5 gols nos últimos dois Fla-Flu

.

O atacante Adriano, que já havia feito os dois gols na vitória por 2 x 0 no último clássico, pelo Brasileirão, fez mais três hoje e igualou a façanha de Zico, 24 anos depois.

A sensacional virada do Flamengo serviu ainda para quebrar um jejum do rival Fluminense. O time de Cuca não perdia no Maracanã havia 10 jogos (a última derrota foi justamente para o Flamengo (2 x 0)) e também já não era derrotado há 15 jogos como mandante.

Outra importante marca alcançada pelo Flamengo nesse 5 x 3 foi que o rubro-negro aumentou para 9 jogos sua sequência sem derrotas para o Tricolor das Laranjeiras. A última vitória do Flu foi no dia 10/2/2008, pelo Campeonato Carioca. De lá, para cá, foram quatro vitórias do Flamengo e cinco empates.

Confira abaixo a lista dos jogadores que já marcaram três ou quatro no Fla-Flu:

Data Resultado Gols do Fla
10/06/1945 Flamengo 7 x 0 Fluminense Pirillo (4), Adílson (3) e Tião (2)
07/03/1976 Flamengo 4 x 1 Fluminense Zico (4)
27/10/1912 Flamengo 4 x 0 Fluminense Orlando (3) e Miguel
09/05/1915 Flamengo 5 x 0 Fluminense Borgerth, Riemer (3) e Sidney Pullen
03/07/1932 Flamengo 4 x 0 Fluminense Nelson (3) e Cássio
27/07/1941 Flamengo 4 x 1 Fluminense Pirillo (3) e Nandinho
14/01/1951 Flamengo 5 x 2 Fluminense Durval (3), Esquerdinha e Gringo
18/12/1955 Flamengo 6 x 1 Fluminense Joel, Dida (2) e Paulinho (3)
02/12/1961 Flamengo 4 x 1 Fluminense Gérson e Dida (3)
20/03/1966 Flamengo 4 x 1 Fluminense Silva (3) e Almir
22/04/1972 Flamengo 5 x 2 Fluminense Liminha, Caio (3) e Jair
16/02/1986 Flamengo 4 x 1 Fluminense Zico (3) e Bebeto
31/01/2010 Flamengo 5 x 3 Fluminense Adriano (3), Vágner Love e Kleberson

.

Autor: Tags: , , ,