Publicidade

Posts com a Tag França

quarta-feira, 30 de maio de 2012 Estatísticas, Futebol Europeu, História, Seleção Brasileira | 15:10

França, Brasil e as maiores invencibilidades de seleções

Compartilhe: Twitter

A Seleção Francesa venceu no último final de semana a Islândia por 3 x 2, de virada, e chegou a marca de 19 jogos sem derrota. O time do técnico Blanc não perde desde o dia 3 de setembro de 2010, que caiu diante da Bielorússia (0 x 1), em jogo válido pela Eliminatórias da Euro.

Com essa marca, a França tem agora a maior sequência invicta de uma seleção na atualidade, deixando  para trás a Seleção de Costa do Marfim, que ostenta uma invencibilidade de 17 partidas. A Seleção Brasileira também vem com uma boa sequência (9 jogos sem derrota). Caso não perca seus próximos três amistosos (Estados Unidos, México e França) e termine o torneio de futebol Olímpico invicto (seis jogos), poderá se aproximar desse recorde atual de invencibilidade.

Mas para chegar ao recorde de invencibilidade de uma seleção, porém, ainda falta muito para essas seleções atuais. Brasil e Espanha detém as maiores sequências com 35 jogos sem derrota cada.  Confira abaixo as maiores invencibilidades:

Seleção Jogos Período
Brasil 35 16/12/1993 a 21/1/1996
Espanha 7/2/2007 a 24/6/2009
Argentina 31 19/2/1991 a 15/8/1993
Espanha 7/9/1994 a 28/1/1998
Hungria 30 4/6/1950 a 4/7/1954
Françe 16/2/1994 a 9/11/1996
Brasil 29 8/3/1970 a 9/6/1973
Coreia do Sul 28 3/9/1977 a 4/3/1979
Colômbia 27 31/7/1992 a 7/4/1994
Itália 25 13/10/2004 a 16/8/2006
Holanda 10/9/2008 a 11/7/2010
Brasil 24 4/10/1975 a 1/4/1978
Gana 22/7/1981 a 7/6/1983
Tchecoslováquia 23 13/11/1974 a 17/11/1976
Alemanha Oc. 11/10/1978 a 1/1/1981
Brasil 1/2/1981 a 5/7/1982
Brasil 3/6/1997 a 10/2/1998
Alemanha 22 6/6/1996 a 25/3/1998
Escócia 7/4/1879 a 17/3/1888
Brasil 21 18/9/1957 a 12/12/1959
Brasil 12/7/1960 a 17/3/1963
Françe 29/3/2003 a 25/6/2004
México 8/9/2004 a 29/6/2005
Inglaterra 20 15/3/1890 a 4/4/1896
União Soviética 26/3/1980 a 14/6/1982
Austrália 21/9/1996 a 16/12/1997
República Tcheca 12/2/2002 a 31/3/2004
Autor: Tags: , , , ,

quarta-feira, 16 de novembro de 2011 Copa do Mundo, Futebol Europeu | 10:45

Alemanha é a melhor seleção pós-Copa e Brasil não vai tão bem

Compartilhe: Twitter

As seleções encerram, ontem, o ciclo de jogos oficiais e amistosos em 2011. Passados um ano e meio após a Copa do Mundo, as principais seleções do planeta disputaram, em média, 20 jogos, entre partidas de competições (como Eliminatórias da Eurocopa, Copa América e Eliminatórias da América do Sul para a Copa de 2014), além de amistosos.

Por enquanto, entre as oito seleções campeãs mundiais e a Holanda, atual vice-campeã da Copa, quem tem o melhor aproveitamento pós-Copa de 2010 é a Alemanha, com 77,2% de aproveitamento em 19 jogos. Ontem, o time do técnico Joachim Low deu um baile na Holanda, ganhando por 3 x 0, em Hamburgo, com autoridade. Do time que chegou à semifinal da Copa de 2010, a Alemanha manteve praticamente a mesma formação. Apenas na zaga, Badstuber joga no lugar de Friedrich e Kroos ou Gotze no lugar de Trochowski.

Nas Eliminatórias da Euro 2012, a Alemanha passou com 100% de aproveitamento, vencendo seus 10 jogos, no grupo que tinha Turquia, Bélgica, Áustria, Azerbaijão e Cazaquistão. Apenas a Espanha, em 8 jogos, também ganhou todas as partidas. Depois da Copa de 2010, a Alemanha perdeu apenas uma partida, para a Austrália (por 2 x 1), em um amistoso. Nos jogos contra as grandes seleções, os germânicos não decepcionaram, ganhando do Uruguai, Brasil e Holanda e empatando com a Itália.

Além disso, a Alemanha conta com o ataque mais positivo pós-Copa, entre essas nove principais seleções, com uma média de 2,63 de gols por jogo. O Brasil tem a média de apenas 1,40 por partida.

A Seleção Brasileira conta com um dos piores aproveitamentos entre essas seleções. E só conseguiu melhor seu desempenho depois de ganhar seus últimos cinco jogos e contra seleções mais fracas, como Gabão, Egito e Costa Rica. Depois do jogo contra a Alemanha, o aproveitamento da Seleção de Mano Menezes era de apenas 56,4%. Mas depois disso, venceu 5 jogos e empatou um, indo para 68,3%.

Veja abaixo o aproveitamento das principais seleções do mundo após a Copa do Mundo de 2010 e também os principais resultados de cada uma delas nesse período, entre agosto de 2010 e novembro de 2011:

Seleção PG J V E D GP GC Aprov.
Alemanha 44 19 13 5 1 50 20 77,2%
Inglaterra 31 14 9 4 1 23 10 73,8%
Holanda 37 17 11 4 2 43 15 72,5%
Espanha 38 18 12 2 4 42 21 70,4%
Itália 37 18 11 4 3 28 8 68,5%
França 39 19 11 6 2 26 10 68,4%
Uruguai 41 20 12 5 3 46 18 68,3%
Brasil 41 20 12 5 3 28 10 68,3%
Argentina 44 25 12 8 5 41 24 58,7%

.

Principais resultados – Seleção Espanhola
07/09/2010 – Argentina 4 x 1 Espanha
17/11/2010 – Portugal 4 x 0 Espanha
10/08/2011 – Itália 2 x 1 Espanha
12/11/2011 – Inglaterra 1 x 0 Espanha

.

Principais resultados – Seleção Holandesa
04/06/2011 – Brasil 0 x 0 Holanda
08/06/2011 – Uruguai 1 x 1 Holanda
15/11/2011 – Alemanha 3 x 0 Holanda

.

Principais resultados – Seleção Uruguaia
29/05/2011 – Alemanha 2 x 1 Uruguai
08/06/2011 – Uruguai 1 x 1 Holanda
16/07/2011 – Argentina 1 x 1 Uruguai
24/07/2011 – Uruguai 3 x 0 Paraguai
15/11/2011 – Itália 0 x 1 Uruguai

.

Principais resultados – Seleção Alemã
09/02/2011 – Alemanha 1 x 1 Itália
29/05/2011 – Alemanha 2 x 1 Uruguai
10/08/2011 – Alemanha 3 x 2 Brasil
15/11/2011 – Alemanha 3 x 0 Holanda

.

Principais resultados – Seleção Brasileira
17/11/2010 – Argentina 1 x 0 Brasil
09/02/2011 – França 1 x 0 Brasil
04/06/2011 – Brasil 0 x 0 Holanda
10/08/2011 – Alemanha 3 x 2 Brasil

.

Principais resultados – Seleçao Italiana
09/02/2011 – Alemanha 1 x 1 Itália
10/08/2011 – Itália 2 x 1 Espanha
15/11/2011 – Itália 0 x 1 Uruguai

.

Principais resultados – Seleção Inglesa
17/11/2010 – Inglaterra 1 x 2 França
12/11/2011 – Inglaterra 1 x 0 Espanha

.

Principais resultados – Seleção Francesa
17/11/2010 – Inglaterra 1 x 2 França
09/02/2011 – França 1 x 0 Brasil

Autor: Tags: , , , , , , , ,

quarta-feira, 30 de março de 2011 Artilheiros, Estatísticas, Futebol Europeu, História, Seleção Brasileira | 12:58

Grandes artilheiros em ação nas principais seleções

Compartilhe: Twitter

Os últimos dias foram marcados por jogos das Eliminatórias da Europa 2012 e muitos amistosos pelo mundo. Nessas partidas, alguns grandes artilheiros estiveram presentes e deixaram suas marcas. O atacante David Villa, com os dois gols que marcou no sábado, contra a República Tcheca, chegou a marca de 46 pele Seleção Espanhola, isolando-se como o maior artilheiro da história da Fúria. Raúl, o segundo colocado, tem 44 gols.

Outro grande artilheiro em ação é Miroslav Klose. Também no sábado, o segundo maior artilheiro das Copas do Mundo marcou duas vezes contra o Cazaquistão, chegando a marca de 61 gols pela Seleção Alemã. Klose está a apenas 7 gols de igualar o grande goleador Gerd Müller, autor de 68 em somente 62 jogos (incrível média de 1,09 por partida).

No Uruguai, o atacante Diego Forlán está a apenas dois gols de se igualar a Héctor Scarone como o maior artilheiro da Celeste. Loco Abreu, com 26, está apenas três atrás de Forlán.

Na Holanda, Dirk Kuyt e Van Persie, com 21 gols cada (anotaram nos jogos recentes contra a Hungria), estão próximos entrar para a lista dos 10 maiores artilheiros da Seleção Holandesa. O craque Marco Van Basten, é o décimo com 24 gols. Na Argentina, Messi, com 16 gols, está a três gols de entrar na lista dos 10 mais.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Já na lista dos jogadores que mais atuaram pelas grandes seleções, alguns craques em atividade também vêm fazendo história. Na Espanha, Xavi superou a marca dos 100 jogos e está a apenas um de igualar Raúl, o jogador de linha com mais jogos. Já o goleiro Casillas está bem próximo de se tornar o número um em participações na Seleção Espanhola em breve. Faltam apenas 7 jogos para igualar Zubizarreta.

Na Alemanha, Klose é também o segundo jogador com mais participações, ao lado de Klinsmann. Para chegar ao primeiro colocado, Lothar Matthäus, falta muito (42 jogos).

Na Seleção Brasileira, o zagueiro Lúcio voltou a ser o capitão do time na vitória contra a Escócia e chegou a marca de 96 jogos. Falta apenas um jogo para igualar Ronaldo. Já na Argentina, Javier Zanetti é disparado o jogador com mais participações, com 140 jogos. Mascherano, com 68 jogos, está próximo de chegar a lista dos 10 mais.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , ,

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011 Confrontos, Futebol Europeu | 11:27

Curiosidades do amistoso França x Brasil

Compartilhe: Twitter

A Seleção Brasileira enfrentará amanhã, dia 9, a França, um adversário que vem sendo um dos mais complicados em sua recente história. A última vitória brasileira aconteceu no distante ano de 1992. Desde então, foram cinco jogos, com dois empates e três dolorosas derrotas. A primeira delas, na final da Copa do Mundo de 1998. A segunda, na Copa das Conferações de 2001. Já a última, nas quartas-de-final da Copa de 2006.

No geral, em 13 jogos, o Brasil ainda leva vantagem (5 x 4 em vitórias). Porém, os franceses carregam essa pecha de bater na nossa seleção na geração Zidane. Fora isso, em 1986, a França também eliminou o Brasil da Copa do Mundo, nos pênaltis, nas quartas-de-final. A nosso favor, na história do confronto, está a goleada por 5 x 2 na semifinal da Copa do Mundo de 1958, vencida posteriormente pela Seleção Brasileira.

Veja abaixo a relação dos jogos entre Brasil e França:

.
Resumo:
13 jogos
5 vitórias do Brasil
4 empates
4 vitórias da França
21 gols do Brasil
18 gols da França

.

Na França, o Brasil também leva vantagem, com três vitórias contra duas dos franceses. A última, em 1992, no estádio Parc des Princes, em Paris, o Brasil venceu com gols de Raí e Luiz Henrique. No estádio de Saint-Denis, palco do jogo de amanhã, a França conquistou a Copa do Mundo de 1998 com a vitória por 3 x 0. Daquele jogo, o único remanescente é Laurent Blanc, ex-zagueiro e hoje técnico da Seleção Francesa. Em 2004, Brasil e França empataram no Stade de France, no amistoso que comemorou os 100 anos da Fifa. Naquele 0 x 0, as equipes entraram em campo no primeiro tempo com camisas retrô. A Seleção Brasileira jogou de branco, uniforme que não utilizava desde a final da Copa do Mundo de 1950.

E por falar em camisa, a partida de amanhã marcará também a estreia das novas camisas de Brasil e França. A Seleção Francesa, que desde a década de 70 teve seu material esportivo confeccionado e patrocinado pela Adidas, agora será Nike, como a Seleção Brasileira. Veja as camisas que serão utilizadas amanhã:

.

Do atual elenco de Brasil e França, poucos jogadores estiveram na última partida entre as duas seleções, na Copa do Mundo de 2006. Do lado brasileiro, apenas o atacante Robinho. Pela Seleção Francesa, estavam em campo o zagueiro/lateral-esquerdo Abidal e o meia-atacante Malouda. Já dos elencos de França e Brasil da última Copa do Mundo, os remanescentes são esses:

Brasil (7)

Júlio César e Gomes (goleiros), Daniel Alves (lateral-direito), Thiago Silva e Luisão (zagueiros), Ramires (volante/meia) e Robinho (atacante).

França (11)

Lloris, Mandanda e Carrasso (goleiros), Clichy (lateral-esquerdo), Abidal (zagueiro/lateral-esquerdo), Réveillère e Sagna (laterais-direitos); Alou Diarra e Diaby (volantes), Malouda (meia-atacante) e Gourcuff (meia)

Confira abaixo a relação dos convocados de Brasil e França para o amistoso de amanhã e o valor do passe de cada de acordo com o site alemão transfermarkt.de:

xxx

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

xxx

.

Autor: Tags: ,

quinta-feira, 17 de junho de 2010 Copa do Mundo, Especial - Copa 2010, Estatísticas, História | 17:38

Higuaín artilheiro, vitória histórica da Grécia e decepção francesa

Compartilhe: Twitter

A Copa do Mundo completou hoje uma semana de jogos com grandes partidas. Na primeira do dia, a Argentina goleou a Coreia do Sul por 4 x 1 e deu pinta de que vai longe com esse futebol ofensivo. O grande nome do jogo foi o atacante Higuaín, do Real Madrid-ESP, autor de 3 gols. O francês, naturalizado argentino, é o primeiro jogador a marcar 3 gols desde o português Pauleta, que alcançou essa marca na Copa de 2002, na vitória sobre a Polônia, por 4 x 0, na primeira fase.

Higuaín é o terceiro jogador a marcar 3 gols em Copas do Mundo pela Argentina. Os outros foram Guillermo Stábile, em 1930 (6 x 3 no México) e Gabriel Batistuta, em 1994 (4 x 0 na Grécia) e  em 1998 (5 x 0 sobre a Jamaica).

Esse é também o 8° jogo sem derrota da Argentina em Copas. A última derrota dos argentinos foi em 2002, na primeira fase, para a Inglaterra. Se terminar essa Copa invicta e chegar à final ou disputa do 3° lugar, a Argentina irá alcançar o recorde de invencibilidade da Seleção Brasileira, que ficou 13 jogos sem derrota entre 1958 e 1966 (11 vitórias e 2 empates).

No segundo jogo do dia, a Nigéria perdeu para a Grécia por 2 x 1, na primeira virada dessa Copa. Depois de marcar 1 x 0, com Uche, aos 16 minutos, os nigerianos perderam o volante Kaita, expulso aos 33 minutos da primeira etapa. Com um a mais, a Grécia empatou no final do primeiro tempo, com Salpingidis, aos 44 minutos. Esse gol acabou entrando para a história, já que foi o primeiro dos gregos em sua pequena história em Copas do Mundo. Em 1994, ano de sua única participação, a Grécia ficou na última colocação com 3 derrotas e nenhum gol marcado. No segundo tempo, Torosidis decretou a vitória grega.

A Nigéria, que perdeu seus dois primeiros jogos, por incrível que pareça, segue com boas chances de classificação. Para isso, basta vencer a Coreia do Sul por um placar simples e torcer por um tropeço da Grécia diante da Argentina (o que provavelmente irá acontecer). Caso a Nigéria passe para as oitavas-de-final, essa será a primeira vez que uma seleção passará pela primeira fase com duas derrotas.

Outra curiosidade desse confronto entre Nigéria 1 x 2 Grécia é que o goleiro nigeriano Vincent Enyeama, de 27 anos, que atua pelo Hapoel Tel-Aviv, de Israel, foi eleito pela segunda vez nessa Copa o melhor em campo. Enyeama foi também o único a levar o prêmio da Fifa perdendo o jogo. Apenas Forlán, do Uruguai, também foi eleito duas vezes o melhor em campo. Confira quem foram os eleitos até agora:

Data Partida Melhor Posição Seleção
11/jun África do Sul 1 x 1 México Tshabalala Meia África do Sul
11/jun Uruguai 0 x 0 França Forlán Atacante Uruguai
12/jun Coreia do Sul 2 x 0 Grécia Park Ji-Sung Meia Coreia do Sul
12/jun Argentina 1 x 0 Nigéria Enyeama Goleiro Nigéria
12/jun Argélia 0 x 1 Eslovênia Koren Meia Eslovênia
13/jun Inglaterra 1 x 1 Estados Unidos Howard Goleiro Estados Unidos
13/jun Sérvia 0 x 1 Gana Gyan Atacante Gana
13/jun Alemanha 4 x 0 Austrália Podolski Atacante Alemanha
14/jun Holanda 2 x 0 Dinamarca Sneidjer Meia Holanda
14/jun Japão 1 x 0 Camarões Honda Meia Japão
14/jun Nova Zelândia 1 x 1 Eslováquia Vittek Meia Eslováquia
15/jun Itália 1 x 1 Paraguai Alcaraz Zagueiro Paraguai
15/jun Costa do Marfim 0 x 0 Portugal Cristiano Ronaldo Atacante Portugal
15/jun Brasil 2 x 1 Coreia do Norte Maicon Lateral-direito Brasil
16/jun Honduras 0 x 1 Chile Beausejour Atacante Chile
16/jun Espanha 0 x 1 Suíça Fernandes Meia Suíça
17/jun África do Sul 0 x 3 Uruguai Forlán Atacante Uruguai
17/jun Argentina 4 x 1 Coreia do Sul Higuaín Atacante Argentina
17/jun Grécia 2 x 1 Nigéria Enyeama Goleiro Nigéria
17/jun França 0 x 2 México Javier Hernández Atacante México

.

Já na última partida do dia, o México venceu bem a França, por 2 x 0, e deu um grande passo rumo à classificação e praticamente eliminou a atual vice-campeã mundial. A França, desde a vitória sobre o Brasil, na final de 1998, disputou 12 jogos em Copas e venceu apenas quatro (todos na última Copa, em 2006). Assim como 2002, os franceses correm o risco de serem eliminados ainda na primeira fase sem uma única vitória e sem marcar gol. Jogando toda de azul pela primeira vez em Copas, a França tomou um baile do México, que deu até olé nos franceses no final do jogo.

Já o atacante Blanco, que chega a sua terceira Copa do Mundo (já jogou em 1998 e 2002), marcou seu terceiro gol em Copas pela Seleção Mexicana – um em cada mundial. Aos 37 anos, Blanco é o jogador mais velho a marcar um gol nessa Copa de 2010. Dos jogadores de linha, aliás, ele é o mais velho dessa Copa. Veja abaixo quem são os velhinhos dessa Copa:

Jogador Seleção Posição Data Idade
Mark Schwarzer Austrália Goleiro 06/10/1972 37,7
Marcus Hahnemann Estados Unidos Goleiro 15/06/1972 38,0
Sander Boschker Holanda Goleiro 20/10/1970 39,7
David James Inglaterra Goleiro 01/08/1970 39,9
Oscar Perez México Goleiro 01/02/1973 37,4
Cuauhtemoc Blanco México Atacante 17/01/1973 37,4

a

Autor: Tags: , , , , , ,

sexta-feira, 11 de junho de 2010 Copa do Mundo, Estatísticas, Futebol Europeu, História | 18:50

Henry e os veteranos de Copa na África do Sul

Compartilhe: Twitter

O atacante francês Thierry Henry entrou em campo, hoje, no empate entre França e Uruguai, e fez história. Com quatro Copas do Mundo na bagagem, Henry tornou-se o francês com mais participações em mundiais, desde 1930. Além de Henry, outros jogadores poderão chegar a quatro Copas disputadas nesse mundial de 2010: o zagueiro paraguaio Denis Caniza (que jogou em 1998, 2002 e 2006); o zagueiro italiano Fabio Cannavaro (1998, 2002 e 2006) e o goleiro sul-coreano Lee Woon Jae (1994, 2002 e 2006). Lee Woon Jae, aliás, é o único jogador, entre os 736 dessa Copa do Mundo que esteve no mundial de 1994, nos Estados Unidos.

Outra curiosidade, é que dos 736 jogadores, 193 já foram convocados para mundiais anteriores. Desses, 165 estiveram na Copa de 2006, na Alemanha. Das 32 seleções de 2010, 24 já tiveram jogadores com experiências em mundias. Confira a lista dos países com o elenco mais “copeiro”:

Seleção Jogadores convocados para outras Copas
Austrália 14
Holanda 12
Espanha 11
Inglaterra 11
México 10
Paraguai 10
Argentina 9
Brasil 9
Coreia do Sul 9
Costa do Marfim 9
Gana 9
Itália 9
Alemanha 8
Estados Unidos 8
França 8
Japão 8
Suíça 8
Dinamarca 7
Portugal 7
África do Sul 4
Camarões 4
Nigéria 4
Sérvia 4
Uruguai 2
Argélia 0
Chile 0
Coreia do Norte 0
Eslováquia 0
Eslovênia 0
Grécia 0
Honduras 0
Nova Zelândia 0

a

Desses jogadores que estão na África do Sul e que já participaram de Copas, o zagueiro italiano é o que mais vezes entrou em campo, com 15 partidas. Veja os jogadores com mais jogos em Copas, entre os 736 do mundial de 2010:

Jogador País Posição Copas Jogos
Fabio Cannavaro Itália Z 1998, 2002, 2006 15
Miroslav Klose Alemanha A 2002, 2006 14
Thierry Henry França A 1998, 2002, 2006 14
Lúcio Brasil Z 2002, 2006 12
Lee Woon Jae Coreia do Sul G 1994, 2002, 2006 11
Gianluigi Buffon Itália G 2002, 2006 11
Denis Caniza Paraguai Z 1998, 2002, 2006 11
Gilberto Silva Brasil V 2002, 2006 10
Park Ji Sung Coreia do Sul M 2002, 2006 10
Ahn Jung Hwan Coreia do Sul A 2002, 2006 10
Ashley Cole Inglaterra LE 2002, 2006 10
Gianluca Zambrotta Itália LE 2002, 2006 10

a

Outra curiosidade nessa primeiro dia de jogos, hoje, foi que o atacante Henry, capitão da equipe e jogador com mais Copas pela sua seleção, começou o jogo no banco de reservas. Assim, a faixa de capitão ficou com o lateral-esquerdo Evra. Confira abaixo a relação dos capitães das seleções da Copa de 2010 e a idade de cada um deles:

Jogador Seleção Posição Idade
Fabio Cannavaro Itália Z 36
Simon Elliott Nova Zelândia V 36
Giovanni Van Bronckhorst Holanda LE 35
Denis Caniza Paraguai Z 35
Amado Guevara Honduras M 34
Jon Dahl Tomasson Dinamarca A 33
Georgios Karagounis Grécia M 33
Lucas Neill Austrália LD 32
Lúcio Brasil Z 32
Didier Drogba Costa do Marfim A 32
Thierry Henry França A 32
Ryan Nelsen Nova Zelândia Z 32
Carlos Bocanegra Estados Unidos Z 31
Rafael Marquez México Z 31
Dejan Stankovic Sérvia V 31
Steven Gerrard Inglaterra V 30
Alexander Frei Suíça A 30
Aaron Mokoena África do Sul Z 29
Samuel Eto’o Camarões A 29
Park Ji Sung Coreia do Sul M 29
Robert Koren Eslovênia M 29
Iker Casillas Espanha G 29
Stephen Appiah Gana M 29
Joseph Yobo Nigéria V 29
Diego Lugano Uruguai Z 29
Hong Yong Jo Coreia do Norte A 28
Claudio Bravo Chile G 27
Philipp Lahm Alemanha LE 26
Javier Mascherano Argentina V 26
Makoto Hasebe Japão V 26
Cristiano Ronaldo Portugal A 25
Marek Hamsik Eslováquia M 22

a

Jogador Seleção Posição Idade
Fabio Cannavaro Itália Z 36
Simon Elliott Nova Zelândia V 36
Giovanni Van Bronckhorst Holanda LE 35
Denis Caniza Paraguai Z 35
Amado Guevara Honduras M 34
Jon Dahl Tomasson Dinamarca A 33
Georgios Karagounis Grécia M 33
Lucas Neill Austrália LD 32
Lúcio Brasil Z 32
Didier Drogba Costa do Marfim A 32
Thierry Henry França A 32
Ryan Nelsen Nova Zelândia Z 32
Carlos Bocanegra Estados Unidos Z 31
Rafael Marquez México Z 31
Dejan Stankovic Sérvia V 31
Steven Gerrard Inglaterra V 30
Alexander Frei Suíça A 30
Aaron Mokoena África do Sul Z 29
Samuel Eto’o Camarões A 29
Park Ji Sung Coreia do Sul M 29
Robert Koren Eslovênia M 29
Iker Casillas Espanha G 29
Stephen Appiah Gana M 29
Joseph Yobo Nigéria V 29
Diego Lugano Uruguai Z 29
Hong Yong Jo Coreia do Norte A 28
Claudio Bravo Chile G 27
Philipp Lahm Alemanha LE 26
Javier Mascherano Argentina V 26
Makoto Hasebe Japão V 26
Cristiano Ronaldo Portugal A 25
Marek Hamsik Eslováquia M 22
Autor: Tags: , ,

terça-feira, 11 de maio de 2010 Copa do Mundo, Especial - Copa 2010 | 16:40

As seleções da Copa do Mundo de 2010: França

Compartilhe: Twitter

FRANÇA (FRA)


PARTICIPAÇÕES EM COPAS DO MUNDO:

A França é um dos países com mais história na Copa do Mundo. Em 1930, o país foi um dos poucos da Europa a participar da primeira Copa do Mundo, no Uruguai. A França é também um dos países que mais disputou mundiais até hoje (12 vezes). Campeã em 1998 e vice em 2006, a seleção já chegou também três vezes na fase semifinal. Já em 1938 e 1998, o país foi sede da Copa do Mundo. Até hoje, o país contou com nomes marcantes na história da Copas, como Just Fontaine, artilheiro da Copa de 1958; o craque Michel Platini, que disputou as Copas de 1978, 1982 e 1986 e o genial Zinedine Zidane.


.

.

.

.

.

.

.

.

.

CURIOSIDADES HISTÓRICAS:

– O atacante Just Fontaine, autor de 13 gols em 1958, detém até hoje o recorde de gols em uma única edição de Copa do Mundo.

– O primeiro gol da história das Copas foi marcado por um francês. No dia 13 de julho de 1930, Laurent marcou na vitória por 4 x 1 sobre o México.

– A França é um dos maiores carrascos do Brasil em Copas. Em quatro confrontos, venceu os brasileiros em três (nas quartas-de-final de 1986 e 2006 e na final de 1998). Apenas na semifinal de 1958 deu Brasil.

– Na Copa de 1978, a França jogou com uma camisa verde e branca, emprestada do Kemberley, clube amador da Argentina. No jogo contra a Hungria, os franceses chegaram ao estádio de camisa branca, a mesma da Hungria. O árbitro brasileiro, Arnaldo Cezar Coelho, retardou o início do jogo até os franceses trocarem de camisa.

CAMPANHAS EM COPAS:
1930 – Primeira Fase (7º lugar)
1934 – Oitavas-de-final (10º lugar)
1938 – Quartas-de-final (8º lugar)
1954 – Primeira Fase (9º lugar)
1958 – Semifinal (3º lugar)
1966 – Primeira Fase (14º lugar)
1978 – Primeira Fase (12º lugar)
1982 – Semifinal (4º lugar)
1986 – Semifinal (3º lugar)
1998 – Final (1º lugar)
2002 – Primeira Fase (28º lugar)
2006 – Final (2º lugar)

Resumo: 51 jogos, 25 vitórias, 10 empates, 16 derrotas, 95 gols pró, 65 gols sofridos

Quem mais jogou: Fabian Barthez (1998, 2002 e 2006), 17 jogos

Maior artilheiro: Just Fontaine (1958) , 13 gol

Melhor momento em Copas: Semifinalista em 1958, 1982 e 1986, a França conseguiu entrar para o seleto grupo dos campeões mundiais em 1998. E foi em grande estilo. Jogando em casa, a seleção francesa não deu chances ao Brasil na final, vencendo a decisão por 3 x 0. O resultado serviu para coroar uma geração vitoriosa.

Pior momento em Copas: A França viveu, na Copa de 2002, seu maior pesadelo em Copas. Depois de ganhar o título mundial em 1998, a Eurocopa de 2000 e a Copa das Confederações de 2001, os franceses entraram como grandes favoritos ao título, mas acabaram desclassificados logo na primeira fase e sem ganhar uma partida sequer.

CAMPANHA NAS ELIMINATÓRIAS:

Depois de estrear com derrota para a Áustria (2 x 1), a França não conseguiu mais alcançar a Sérvia no Grupo 7 das Eliminatórias. Assim, acabou na segunda colocação e teve que disputar a repescagem para brigar por uma vaga na Copa. Depois de vencer a Irlanda, em Dublin (gol de Anelka), os franceses respiraram mais aliviados. Porém, no jogo de volta, acabou perdendo por 1 x 0 no tempo normal e teve que decidir a vaga na prorrogação. Nela, o atacante Henry protagonizou um lance polêmico, ao ajeitar a bola com a mão dentro da área e dar o passe para o gol de Gallas na sequencia. A jogada causou muita discussão, mas acabou garantindo a França na Copa.

Campanha: 12 jogos, 7 vitórias, 4 empates, 1 derrota, 20 gols pró, 10 gols sofridos

Quem mais jogou: Bakari Sagna e Thierry Henry (11 jogos)

Artilheiros: Thierry Henry e André-Pierre Gignac (4 gols)

JOGOS EM 2010:

Data Local Resultado Gols
3/3 Paris França 0 x 2 Espanha
26/5 Lens França x Costa Rica
30/5 Rades (TUN) Tunísia x França
4/6 Saint-Pierre França x China

a

OS ADVERSÁRIOS DA 1ª FASE

Em Copas do Mundo

SELEÇÃO J V E D GP GC
África do Sul 1 1 0 0 3 0
México 3 2 1 0 8 4
Uruguai 2 0 1 1 1 2

.

Na história

SELEÇÃO J V E D GP GC
África do Sul 3 2 1 0 5 1
México 6 5 1 0 15 4
Uruguai 3 1 2 0 3 2

Autor: Tags: ,