Publicidade

Posts com a Tag Goiás

segunda-feira, 14 de maio de 2012 Campeonatos Estaduais | 13:50

As façanhas dos campeões estaduais de 2012

Compartilhe: Twitter

O futebol brasileiro conheceu ontem 13 novos campeões estaduais em 2012. Agora, já são 17 os campeões entre os 27 campeonatos disputados no país nesse primeiro semestre.

Desses campeões que saíram até agora, dois conquistaram o estadual pela primeira vez: o Cametá, do Pará, e o Aracruz, do Espírito Santo.

Já três foram bicampeões (Internacional, Santa Cruz e Ceará) e dois tricampeões (Santos e Coritiba).

Dos 17 campeões, apenas um foi invicto: o Atlético-MG.

Veja abaixo as principais façanhas dos campeões estaduais de 2012:

Santos (SP)

– Depois de 43 anos conquistou um tricampeonato no Paulistão.
– Igualou o Corinthians em número de tricampeonatos (três cada).
– Com Neymar, o Santos tornou-se o clube com mais artilheiros na história do Paulistão, superando o Corinthians (22 a 21)
– O zagueiro Durval conquistou o seu 10º título estadual consecutivo: Botafogo-PB (03), Brasiliense-DF (04), Atlético-PR (05), Sport (06, 07, 08, 09) e Santos (10, 11 e 12)
– O técnico Muricy Ramalho conquistou seu sétimo estadual: Náutico-PE (01 e 02), Internacional-RS (03 e 05), São Caetano-SP (04) e Santos (11 e 12)
– Igualou o São Paulo em número de títulos Paulista (20 a 20). O Corinthians lidera o ranking de títulos paulistas com 26, seguido pelo Palmeiras (22)
– Venceu 5 dos últimos 7 estaduais e ainda foi vice em um deles.
– O público de 53.749 torcedores da final de ontem foi o maior do Brasil nos Estaduais 2012.

Fluminense (RJ)
Conquistou seu 31º título Estadual. Agora está um atrás do Flamengo, o maior campeão Carioca, com 32 conquistas. O Vasco tem 22 e o Botafogo 19.
– Venceu seu quarto estadual nos últimos 20 anos (1995, 2002 e 2005)
– Assim como em 2005, o técnico Abel Braga deu o título do Fluminense. Abelão conquistou ainda o Carioca de 2004 com o Flamengo.
– Fred foi o artilheiro do Flu no Estadual com 7 gols. Na competição, os artilheiros foram Loco Abreu (Botafogo) e Alecsandro (Vasco), com 10 gols cada.
– O Vasco foi o clube que mais pontuou no Carioca de 2012 (41 pontos), o Botafogo conquistou 40 e o Flu, o campeão, 36 pontos.

Atlético (MG)
Conquistou o título de forma invicta, depois de 36 anos.
– Venceu o 100º campeonato mineiro da história.
– Não deixou o rival América levanta o título no seu centenário.
– O técnico Cuca venceu o seu terceiro estadual nos últimos quatro anos: Flamengo (2009), Cruzeiro (2011) e Atlético-MG (2012)
– Aumentou para cinco a vantagem de títulos sobre o Cruzeiro: 41 x 36.
– O atacante André foi o artilheiro do Galo no Mineiro com 10 gols. Ele ficou apenas um atrás de Wellington Paulista, do Cruzeiro, o goleador do campeonato.

Internacional (RS)
– Conquistou 7 dos últimos dez campeonatos gaúchos foram vencidos pelo Internacional.
– Aumentou para cinco a vantagem de títulos sobre o Grêmio: 41 x 36.
– O atacante Leandro Damião foi artilheiro pela segunda vez consecutiva. Algo que não ocorria no Gaúchão desde 1981, com Baltazar, do Grêmio.
– O técnico Dorival Júnior conquistou seu sexto título estadual em seis diferentes estádios: Figueirense-SC (04), Fortaleza-CE (05), Sport-PE (06), Coritiba-PR (08), Santos-SP (10) e Internacional-RS (12)

Bahia (BA)
– O Bahia quebrou um jejum de 11 anos sem título estadual, o maior de sua história. Nesse período, o tricolor viu o rival Vitória ganhar oito vezes o Campeonato Baiano.
– Como título, o Bahia segue bem na frente no ranking de títulos no Estado (44 a 26).
– O técnico Falcão, campeão gaúcho com o Inter em 2011, conquistou seu bi-Estadual.

Santa Cruz (PE)
– Na 22ª final entre Santa Cruz e Sport, o tricolor derrotou o Leão pela 10ª vez e faturou o título Estadual. O Sport ainda leva a vantagem com 12 conquistas.
– Com o bicampeonato estadual, ambos sob o comando do técnico Zé Teodoro.
– Esse é primeiro bi do Santa após 25 anos.
– Com o gol na final, Dênis Marques superou Marcelinho Paraíba e terminou como artilheiro do Pernambucano com 15 gols.
– O Santa Cruz tem agora 25 títulos estaduais contra 39 do Sport e 21 do Náutico.

Coritiba (PR)
– Esse foi o segundo tricampeonato da história do Coritiba.
– O técnico Marcelo Oliveira conquistou o seu segundo estadual título pelo Coritiba. Ele era o técnico do time campeão invicto de 2011. Em 2010, o técnico era Ney Franco.
– Os artilheiros do Coxa na campanha do tri foram os zagueiros Emerson e o meia Lincoln com 8 gols cada. O goleador da competição foi Baiano, do Operário, com 13 gols.
– O Coritiba venceu seis dos últimos dez Campeonatos Paranaenses. O Atlético-PR venceu dois, o Paraná um e o Paranavaí outro.
– O Coxa tem agora 36 títulos estaduais contra 22 do Atlético-PR.

Avaí (SC)
– Com a vitória sobre o Figueirense, o Avaí retormou a hegemonia do futebol catarinense. Agora, tem 16 títulos contra 15 do Figueirense. O Joinville tem 12 conquistas.
– O Avaí foi campeão com o técnico Hemerson Maria, que entrou como interino durante a competição.
– A derrota na final causou a queda do técnico Branco.
– O Figueirense venceu os dois turnos do Catarinense de 2012, mas perdeu as duas partidas da final.
– Os artilheiros da competição foram Aloísio (Figueirense) e Rafael Costa (Metropolitano), ambos com 14 gols. O artilheiro do Avaí foi Cléber Santana com 7 gols.

Goiás (GO)
– O Goiás, do técnico Enderson Moreira, acabou com o sonho do Atlético-GO em conquistar seu inédito tricampeonato.
– O Goiás tem agora 23 títulos estaduais contra 15 do Vila Nova, 14 do Goiânia e 12 do Atlético-GO.
– O artilheiro do Goiano 2012 foi Patric, do Vila Nova, com 14 gols. Pelo Goiás, o goleador foi Ricardo Goulart, ex-Inter, com 8 gols.

Ceará (CE)
O Ceará, do técnico PC Gusmão, bateu o rival Fortaleza e levou seu 41º título Cearense. O Fortaleza tem 39.
– O atacante Felipe Azevedo, que marcou o gol de empate na final e do título, terminou como o artilheiro da competição com 16 gols.

Cametá (PA)
O Cametá Sport Clube, da cidade de Cametá, conquistou pela primeira vez o título Paraense.
– Pelo segundo ano o Pará tem um novo campeão. Em 2011, foi a vez do Independente.
– O Cametá é o sexto clube a vencer o Paraense. Paysandu (44 títulos), Remo (42), Tuna Luso (10), União Esportiva (2), todos de Belém, e Independente de Tucuruí (1), são os outros campeões.
– O técnico Sinomar Naves, que no primeiro turno dirigiu o Remo, que acabou sendo vice-campeão, conquistou o seu terceiro título Paraense.
– Com o título, o Cametá ficou com a vaga do Pará na Série D do Brasileiro.

Campinense (PB)
O Campinense, de Campina Grande, goleou o Sousa por 4 x 0 e conquistou seu 18º título paraibano.
– Botafogo, com 25 conquistas, segue como o maior campeão.

CRB (AL)
– Depois de uma espera de 10 anos o CRB voltou a conquistar o Campeonato Alagoano.
– O campeão soma agora 26 títulos contra 37 do CSA e 7 do ASA, os maiores vencedores.
– Dois ex-jogadores do São Paulo estavam no time campeão: o atacante Aloísio Chulapa e o lateral-esquerdo Jadílson.

América (RN)
– O América voltou a ganhar o Campeonato Potiguar depois de 9 anos.
– Dirigido por Roberto Fernandes, o América estragou o sonho do tri do rival ABC.
– O América tem agora 33 títulos estaduais. O ABC, maior campeão, tem 52.

Aracruz (ES)
– Campeão estadual pela primeira vez, o clube de Aracruz derrotou o Conilon na decisão do Capixaba 2012.

Águia Negra (MS)
– Clube de Rio Brilhante, o Águia Negra levantou seu segundo título estadual – o outro foi em 2007.

Luverdense (MT)
– O clube da cidade de Lucas do Rio Verde conquistou seu segundo estadual (havia sido campeão em 2009).
– Edmar Damião, irmão de Leandro Damião foi campeão pelo Luverdense. Ele formou dupla de ataque com Valdir Papel.

.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

sexta-feira, 4 de maio de 2012 Copa do Brasil | 10:46

Relembre as eliminações do Atlético-MG na Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Clube que mais vezes disputou a Copa do Brasil (23 participações em 24 edições, ao lado do  Vitória), o Atlético-MG é também o que mais acumula eliminações no torneio: caiu em todas as suas 23 tentativas de chegar à final.

Ontem, diante do Goiás, levou um gol no finalzinho da partida e deu adeus ao torneio já nas oitavas de final. A eliminação precoce foi a 7ª do Galo nas oitavas de final (havia caído anteriormente na mesma fase em 1991, 1992, 1996, 1997, 1998 e 2009). Até hoje, as melhores colocações do time foram as semifinais de 2000 e 2002. Em outras quatro Copas o Galo caiu na segunda fase (1999, 2001, 2004 e 2011). Já em dez oportunidades o time foi eliminado nas quartas de final (1989, 1990, 1994, 1995, 2003, 2005, 2006, 2007, 2008 e 2010).

Diante do Goiás, o Atlético-MG sofreu sua quarta eliminação em 23 participações. O time goiano é o maior algoz do Galo na competição. Anteriormente, o Goiás passou pelo time mineiro nas edições de 1989, 1990 e 2001. Outros que já tiraram o Atlético-MG mais de uma vez do torneio foram: Botafogo (2007 e 2008), Criciúma (1991 e 1992) e Vasco (1994 e 1995).

Outra curiosidade da eliminação do Atlético-MG na Copa do Brasil é que essa foi a 9ª vez em 23 edições que o clube caiu diante de um adversário que não estava na primeira divisão do Campeonato Brasileiro. Além do Goiás em 2012, o Galo já foi eliminado pelo Criciúma (1991 e 1992), Bahia (1999), Sport (2003), Santo André (2004), Ceará (2005) e Grêmio Prudente (2011), todos que disputaram a Série B no mesmo ano. Além deles, o Atlético-MG foi eliminado ainda diante do Brasiliense na semifinal de 2002, clube que foi campeão da Série C naquele ano.

Já o técnico Cuca fracassou em sua sexta tentativa de ganhar a Copa do Brasil. Em 2000, não passou da primeira fase com o Avaí, diante do Caxias. Em 2002, caiu com o Criciúma na segunda fase contra a Portuguesa. Em 2005, quando dirigia o Flamengo, foi eliminado pelo Ceará nas oitavas. Em 2007 e 2008, levou o Botafogo à semifinal nas duas edições. Na primeira, perdeu para o Figueirense. Na segunda, caiu diante o Corinthians. Agora, em 2012, foi eliminado pelo Goiás.

Confira abaixo as campanhas do Atlético-MG em sua decepcionante história na Copa do Brasil:

Ano Fase PG J V E D GP GC Algoz Divisão
1989 Quartas 9 6 4 1 1 16 4 Goiás
1990 Quartas 8 6 3 2 1 11 4 Goiás
1991 Oitavas 4 4 2 0 2 12 2 Criciúma
1992 Oitavas 6 4 3 0 1 6 3 Criciúma
1994 Quartas 6 6 3 0 3 13 12 Vasco
1995 Quartas 11 6 3 2 1 8 6 Vasco
1996 Oitavas 6 4 2 0 2 6 8 Palmeiras
1997 Oitavas 5 4 1 2 1 7 7 Corinthians
1998 Oitavas 11 6 3 2 1 16 5 Paraná
1999 Segunda 4 3 1 1 1 4 2 Bahia
2000 Semifinal 5 6 0 5 1 8 11 São Paulo
2001 Segunda 4 3 1 1 1 9 5 Goiás
2002 Semifinal 12 10 4 0 6 17 17 Brasiliense
2003 Quartas 21 8 7 0 1 18 7 Sport
2004 Segunda 6 4 2 0 2 9 8 Santo André
2005 Quartas 14 7 4 2 1 17 8 Ceará
2006 Quartas 10 7 3 1 3 13 11 Flamengo
2007 Quartas 14 7 4 2 1 10 5 Botafogo
2008 Quartas 11 7 3 2 2 16 8 Botafogo
2009 Oitavas 10 5 3 1 1 12 5 Vitória
2010 Quartas 15 7 5 0 2 20 6 Santos
2011 Segunda 7 4 2 1 1 12 5 Grêmio Prudente
2012 Oitavas 9 4 3 0 1 10 4 Goiás

.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 6 de setembro de 2010 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 15:21

Quem teve mais pênaltis a favor e contra nesse Brasileirão

Compartilhe: Twitter

O Campeonato Brasileiro chegou a sua metade, ontem, com o complemento da 19ª rodada. Tudo bem que ainda faltam dois jogos (Vasco x Corinthians e Santos x Internacional, programados para o próximo dia 13 de outubro). Até agora, em 188 jogos, foram marcados 61 pênaltis na competição. Desses, 43 resultaram em gols (70%) e outros 18 foram desperdiçados pelos batedores.

O Santos, até agora, é o clube com pênaltis a favor: sete no total. O Peixe, porém, é um dos recordistas em pênaltis perdidos (três, ao lado de Corinthians e Prudente). O atacante Neymar, autor de três gols de pênalti, também perdeu três cobranças no Brasileiro (contra Ceará, Grêmio e Goiás). O Corinthians, que havia perdido três cobranças seguidas (duas com Chicão e outra com Bruno César), finalmente voltou a marcar de pênalti, com Iarley, na goleada por 5 x 1 sobre o Goiás, na última rodada. Confira abaixo os clubes que mais tiveram pênaltis a favor no Brasileirão:

Time Pênaltis Gols Perdidos
Santos 7 4 3
Atlético-GO 6 5 1
Corinthians 6 3 3
Guarani 5 4 1
Atlético-MG 4 4 0
Palmeiras 4 2 2
Prudente 4 1 3
Botafogo 3 2 1
Flamengo 3 3 0
Goiás 3 2 1
Internacional 3 3 0
Vasco 3 3 0
Avaí 2 1 1
Ceará 2 1 1
Cruzeiro 2 2 0
Atlético-PR 1 1 0
Fluminense 1 0 1
São Paulo 1 1 0
Vitória 1 1 0
Grêmio 0 0 0

.

Na diferença entre pênaltis a favor e pênaltis contra, o Corinthians é quem tem o melhor saldo no Brasileirão. Até agora, foram seis a favor e apenas um contra (na derrota de 3 x 1 para o Atlético-GO). Por outro lado, o Grêmio é o time com a maior desvantagem. Até agora, o time teve cinco pênaltis assinalados contra e nenhum a favor. Para sorte do tricolor, o goleiro Victor defendeu duas cobranças e ainda viu duas serem chutadas para fora. O São Paulo, com os dois pênaltis que teve contra, ontem, subiu para o segundo lugar na lista. Veja abaixo o quadro dos clubes que mais tiveram pênaltis contra no Brasileirão de 2010:

Time Pênaltis Gols Sofridos Defendidos/fora
Goiás 6 5 1
Atlético-MG 5 4 1
São Paulo 5 3 2
Grêmio 5 1 4
Prudente 4 3 1
Ceará 4 3 1
Atlético-PR 4 4 0
Santos 3 1 2
Atlético-GO 3 2 1
Internacional 3 3 0
Vasco 3 2 1
Avaí 3 3 0
Cruzeiro 3 1 2
Vitória 3 2 1
Guarani 2 1 1
Corinthians 1 1 0
Palmeiras 1 1 0
Flamengo 1 0 1
Fluminense 1 1 0
Botafogo 0 0 0

.

Autor: Tags: , , , , ,

segunda-feira, 14 de setembro de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 17:32

Harlei supera marca de 100 jogos consecutivos em Brasileiros

Compartilhe: Twitter

Um dos destaques do Goiás no Brasileirão, o goleiro Harlei atingiu a marca de 106 jogos consecutivos em Brasileiros pelo time de Goiânia. Nos últimos três campeonatos, Harlei disputou todas as 100 partidas do clube. Foram 38 em 2007, 38 jogos em 2008 e 24 em 2009. Na era dos pontos corridos, Harlei esteve presente na lista dos jogadores que mais atuaram em 2005, 2007 e 2008 (ano em que disputou todos os jogos), e agora, com 24 partidas em 24 rodadas.

Veja quem mais atuou em cada edição do Brasileiro na era dos pontos corridos:

Brasileiro 2003
Jogador Posição Clube Jogos
Édson Bastos Goleiro Figueirense 46
Wagner Atacante Guarani 46
Sílvio Luiz Goleiro São Caetano 46
Brasileiro 2004
Jogador Posição Clube Jogos
Diego Goleiro Atlético-PR 45
Almir Atacante Botafogo 45
Jean Goleiro Guarani 45
Lauro Goleiro Ponte Preta 45
Brasileiro 2005
Jogador Posição Clube Jogos
Diego Goleiro Flamengo 42
Kleber Goleiro Fluminense 42
Harlei Goleiro Goiás 42
Brasileiro 2006
Jogador Posição Clube Jogos
André Goleiro Juventude 38
Andrey Goleiro Figueirense 37
Marquinhos Paraná Meia Figueirense 37
Brasileiro 2007
Jogador Posição Clube Jogos
Harlei Goleiro Goiás 38
Michel Alves Goleiro Juventude 38
Diego Cavalieri Goleiro Palmeiras 38
Brasileiro 2008
Jogador Posição Clube Jogos
Fábio Goleiro Cruzeiro 38
Harlei Goleiro Goiás 38
Victor Goleiro Grêmio 38
Brasileiro 2009
Jogador Posição Clube Jogos
Eduardo Martini Goleiro Avaí 24
Leandro Guerreiro Volante Botafogo 24
Bruno Goleiro Flamengo 24
Harlei Goleiro Goiás 24
Júlio César Lateral-esquerdo Goiás 24
Cleiton Xavier Meia Palmeiras 24
Magrão Goleiro Sport 24

.

Desde 2003, Harlei fez 222 jogos pelo Goiás. Ele é um dos poucos jogadores (30) do atual Brasileirão que esteve presente em todas as edições na era dos pontos corridos.  Entre eles, o recordista de jogos é outro goleiro: Rogério Ceni, do São Paulo, com 226 partidas. Confira a lista de quem jogou em todas as edições do Brasileirão desde 2003:

Jogador Posição Clube atual Jogos desde 2003
Rogério Ceni Goleiro São Paulo 226
Fábio Goleiro Cruzeiro 224
Harlei Goleiro Goiás 222
Paulo Baier Meia Atlético-PR 216
Leonardo Moura Lateral-direito Flamengo 212
Jadílson Lateral-esquerdo Grêmio 208
André Dias Zagueiro São Paulo 199
Fábio Costa Goleiro Santos 196
Igor Zagueiro Sport 193
Índio Zagueiro Internacional 188
Rodrigo Souto Volante Santos 187
Alessandro Lateral-direito Botafogo 182
Jancarlos Lateral-direito Cruzeiro 179
Ruy Lateral-direito Fluminense 179
Souza Meia Grêmio 174
Sandro Goiano Volante Sport 174
Marcinho Atacante Atlético-PR 166
Fabinho Volante Fluminense 160
Lúcio Flávio Meia Botafogo 159
Luiz Alberto Zagueiro Fluminense 159
Lauro Goleiro Internacional 154
Dagoberto Atacante São Paulo 147
Daniel Paulista Volante Sport 147
Élder Granja Lateral-direito Sport 142
Gustavo Nery Lateral-esquerdo Santo André 138
Diego Tardelli Atacante Atlético-MG 135
Morais Meia Corinthians 135
Juninho Zagueiro Botafogo 105
Fábio Santos Lateral-esquerdo Grêmio 83
Wilson Atacante Sport 63
Jogador Posição Clube Jogos
Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 21 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 14:45

Goiás é o clube que mais ganhou pontos nos minutos finais

Compartilhe: Twitter

Nessa última rodada do Brasileirão, quatro dos dez jogos foram definidos nos minutos finais das partidas. Três clubes conseguiram a vitória (Barueri, Corinthians e Coritiba), enquanto que o Avaí arrancou o empate do Atlético-MG. Até agora, nessas 20 rodadas, 35 jogos tiveram alteração no placar depois dos 40 minutos do segundo tempo.

O Goiás, que conseguiu 4 vitórias nos minutos finais (contra Palmeiras, Santo André, Flamengo e Vitória) e ainda arrancou mais dois empates (contra Santos e Barueri), é o clube que mais conquistou pontos na reta final das partidas. Foram 10 pontos a mais para a conta do time de Hélio dos Anjos. O Santos, com 6 pontos, e o Avaí, com 5 pontos, vêm na sequencia na tabela de pontos ganhos nos minutos finais.
Pontos conquistados nos minutos finais:

Clubes Pontos
Goiás 10 (4 vitórias e 2 empates)
Santos 6 (2 vitórias e 2 empates)
Avaí 5 (2 vitórias e 1 empate)
Palmeiras 5 (2 vitórias e 1 empate)
Atlético-MG 4 (2 vitórias)
Vitória 4 (2 vitórias)
Coritiba 3 (1 vitória e 1 empate)
Flamengo 3 (1 vitória e 1 empate)
São Paulo 3 (1 vitória e 1 empate)
Barueri 2 (1 vitória)
Botafogo 2 (1 vitória)
Corinthians 2 (1 vitória)
Cruzeiro 2 (1 vitória)
Fluminense 2 (1 vitória)
Internacional 2 (1 vitória)
Santo André 2 (1 vitória)
Grêmio 1 (1 empate)
Náutico 1 (1 empate)

.
Por outro lado, Barueri e Botafogo foram os clubes que mais perderam pontos até agora nos minutos finais do Brasileirão. Cada clube perdeu 6 pontos (perderam dois jogos e cederam dois empates no final do segund tempo). Já o Sport é o clube que mais perdeu jogos nos minutos finais. O time pernambucano perdeu 5 partidas no finalizinho. Sendo duas delas nas últimas duas rodadas (para São Paulo e Barueri).

Pontos perdidos nos minutos finais:

Clubes Pontos
Barueri 6 (2 empates e 2 derrotas)
Botafogo 6 (2 empates e 2 derrotas)
Sport 5 (5 derrotas)
Atlético-PR 4 (2 empates)
Grêmio 4 (1 empate e 2 derrotas)
Fluminense 3 (1 empate e 1 derrota)
Santos 3 (1 empate e 1 derrota)
Atlético-MG 2 (1 empate)
Goiás 2 (1 empate)
Coritiba 2 (2 derrotas)
Náutico 2 (2 derrotas)
Palmeiras 2 (2 derrotas)
Vitória 2 (2 derrotas)
Flamengo 1 (1 empate)
Internacional 1 (1 empate)
Santo André 1 (1 empate)

.
Confira abaixo os clubes quem conseguiu arrancar empates e vitórias nos minutos finais e quem entregou na finalzinho de cada jogo.

Quem conquistou a vitória nos minutos finais:

Clube Jogos
Goiás 4 (2 x 1 Palmeiras, 2 x 1 Santo André, 3 x 2 Flamengo e 3 x 2 Vitória)
Atlético-MG 2 (2 x 1 Grêmio e 3 x 2 Coritiba)
Avaí 2 (3 x 2 Fluminense e 2 x 1 Náutico)
Palmeiras 2 (2 x 1 Coritiba e 2 x 1 Vitória)
Santos 2 (1 x 0 Sport e 2 x 1 Náutico)
Vitória 2 (0 x 1 Grêmio e 4 x 3 Botafogo)
Barueri 1 (2 x 1 Sport)
Botafogo 1 (2 x 1 Barueri)
Corinthians 1 (2 x 1 Internacional)
Coritiba 1 (1 x 0 Palmeiras)
Cruzeiro 1 (1 x 0 Sport)
Flamengo 1 (2 x 1 Santos)
Fluminense 1 (1 x 0 Botafogo)
Internacional 1 (3 x 2 Barueri)
Santo André 1 (2 x 1 Sport)
São Paulo 1 (2 x 1 Sport)

.

Quem conquistou a empate nos minutos finais:

Clube Jogos
Goiás 2 (3 x 3 Santos e 2 x 2 Barueri)
Santos 2 (1 x 1 Grêmio e 3 x 3 Barueri)
Avaí 1 (2 x 2 Atlético-MG)
Coritiba 1 (2 x 2 Botafogo)
Flamengo 1 (2 x 2 Botafogo)
Grêmio 1 (2 x 2 Goiás)
Náutico 1 (1 x 1 Fluminense)
Palmeiras 1 (2 x 2 Atlético-PR)
São Paulo 1 (2 x 2 Atlético-PR)

.

Quem perdeu o jogo nos minutos finais:

Clube Jogos
Sport 5 (1 x 2 Santo André, 0 x 1 Santos, 0 x 1 Sport, 1 x 2 São Paulo e 1 x 2 Barueri)
Barueri 2 (2 x 3 Internacional e 1 x 2 Barueri)
Botafogo 2 (1 x 0 Fluminense e 3 x 4 Vitória)
Coritiba 2 (1 x 2 Palmeiras e 2 x 3 Atlético-MG)
Grêmio 2 (1 x 2 Atlético-MG e 0 x 1 Vitória)
Náutico 2 (1 x 2 Santos e 1 x 2 Avaí)
Palmeiras 2 (1 x 2 Goiás e 0 x 1 Coritiba)
Vitória 2 (1 x 2 Palmeiras e 2 x 3 Goiás)
Flamengo 1 (2 x 3 Goiás)
Fluminense 1 (2 x 3 Avaí)
Internacional 1 (1 x 2 Corinthians)
Santo André 1 (1 x 2 Goiás)
Santos 1 (1 x 2 Flamengo)

.

Quem cedeu o empate nos minutos finais:

Clube Jogos
Atlético-PR 2 (2 x 2 São Paulo e 2 x 2 Palmeiras)
Barueri 2 (2 x 2 Goiás e 3 x 3 Santos)
Botafogo 2 (2 x 2 Flamengo e 2 x 2 Coritiba)
Atlético-MG 1 (2 x 2 Avaí)
Fluminense 1 (1 x 1 Náutico)
Goiás 1 (2 x 2 Grêmio)
Grêmio 1 (1 x 1 Santos)
Santos 1 (3 x 3 Goiás)

.

Autor: Tags: , ,

domingo, 3 de maio de 2009 Campeões, Campeonatos Estaduais, Fotos | 22:35

Balanço dos estaduais encerrados em 2009 – parte 1

Compartilhe: Twitter

Para quem gosta dos tradicionais campeonatos estaduais, esse feriadão (que começou na sexta-feira, dia 1º de maio), foi uma festa só. O Brasil conheceu onze novos campeões estaduais. Alguns já previsíveis, como Corinthians, Cruzeiro e Vitória, que abriram boa vantagem nos jogos de ida. Outros campeões conquistaram o título de forma dramática: Flamengo (nos pênaltis) e Sousa-PB (que virou o jogo aos 39 minutos do 2º tempo). Já Goiás e Avaí reverteram a vantagem e conquistaram o estadual em grande estilo. Principalmente o Avaí, que venceu o Chapecoense por 3 x 1 (mesmo placar do jogo de ida) e depois ainda fez 3 x 0 na prorrogação. Outros campeões estaduais nesse final de semana foram: Atlético-PR, Fortaleza, Juventus-AC, Brasiliense (sábado) e ASSU-RN (na última sexta-feira).

Assim, o Brasil já conhece 14 campeões dos 27 campeonatos estaduais. Há duas semanas, Sport e Internacional já tinham conquistado o título em seus estados. Dos 14 estaduais restantes, apenas o Amapaense ainda não começou. A bola segue rolando ainda nos seguintes estados: Alagoas, Amazonas, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Piauiense, Rondônia, Roraima, Sergipe e Tocantins.

Dos 14 campeões estaduais de 2009, apenas quatro foram invictos: Corinthians, Cruzeiro, Internacional e Sport. Destes, o Sport foi o time com o melhor aproveitamento: 90,9% dos pontos, seguido pelo Inter (90,5%) e Goiás (84,1%), Já os campeões com os piores aproveitamentos foram ASSU-RN (58%), Avaí (61,5%) e Fortaleza (62,%). Entre os ataques mais positivos, o ranking dos melhores ficou assim: Inter (3,1), Cruzeiro (3,0) e Vitória (2,5). Já entre as melhores defesas, o Goiás ficou na frente com 0,52 gol sofrido por jogo, seguido por Sport e Brasiliense (0,55 cada).

Além disso, oito dos 14 campeões conseguiram, além do título, fazer o artilheiro da competição: Internacional (Taison), Vitória (Neto Baiano), Atlético-PR (Rafael Moura), Goiás (Felipe), Fortaleza (Marcelo Nicácio), Brasiliense (Fábio Júnior), Sousa (Edmundo) e Araújo (Juventus-AC). Dos 14 campeões, sete confirmaram a supremacia estadual Cruzeiro e Internacional (bicampeões), Flamengo, Fortaleza e Vitória (tricampeões), Sport (tetracampeão) e Brasiliense (hexacampeão).

Veja abaixo o balanço desses campeonatos já encerrados em 2009:

SÃO PAULO

Corinthians Campeão Paulista de 2009

Campeão: Corinthians
Time-base: Felipe, Alessandro, Chicão, William e André Santos; Cristian, Elias e Douglas; Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho. Técnico: Mano Menezes
Campanha: 23 jogos, 13 vitórias, 10 empates, 0 derrota (71% de aprov.); 41 gols pró, 18 gols contra
Vice: Santos
Artilheiro: Pedrão (Barueri), 16 gols

RIO DE JANEIRO

Flamengo tricampeão carioca (2007/08/2009)

Campeão: Flamengo
Time-base: Bruno, Airton, Fabio Luciano e Ronaldo Angelim; Leonardo Moura, Willians, Ibson, Kleberson (Zé Roberto) e Juan; Erick Flores (Obina) e Émerson (Josiel). Técnico: Cuca
Campanha: 20 jogos, 12 vitórias, 6 empates, 2 derrotas, 38 gols pró, 22 gols contra
Vice: Botafogo
Artilheiro: Maicosuel (Botafogo), 12 gols

MINAS GERAIS

Cruzeiro bicampeão mineiro (2008/09)

Campeão: Cruzeiro
Time-base: Fábio, Jancarlos, Leonardo Silva (Gustavo), Thiago Heleno (Léo Fortunato) e Gérson Magrão; Henrique, Fabrício, Ramires e Wagner; Kleber e Wellington Paulista (Soares). Técnico: Adílson Batista
Campanha: 17 jogos, 12 vitórias, 5 empates, 0 derrota; 51 gols pró, 13 gols contra
Vice: Atlético-MG
Artilheiro: Diego Tardelli (Atlético-MG), 16 gols

RIO GRANDE DO SUL

Internacional bicampeão Gaúcho (2008/09)

Campeão: Internacional
Time-base: Lauro, Bolívar, Álvaro, Índio e Kléber; Sandro, Magrão, Guiñazu e D’Alessandro (Andrezinho); Taison e Nilmar (Alecsandro). Técnico: Tite
Campanha: 21 jogos, 18 vitórias, 3 empates, 0 derrota; 67 gols pró, 14 gols contra
Vice: Juventude
Artilheiro: Taison (Internacional), 15 gols

PERNAMBUCO

Sport tetracampeão pernambucano (2006/07/08/09)

Campeão: Sport
Time-base: Magrão, Igor, Durval e César; Moacir, Hamilton, Daniel Paulista (Andrade), Paulo Baier e Dutra; Ciro (Wilson) e Vandinho. Técnico: Nelsinho Baptista
Campanha: 22 jogos, 19 vitórias, 3 empates, 0 derrota; 53 gols pró, 12 gols contra
Vice: Náutico
Artilheiro: Marcelo Ramos (Santa Cruz), 18 gols

BAHIA

Vitória tricampeão baiano (2007/08/09)

Campeão: Vitória
Time-base: Viáfara, Wallace, Victor Ramos e Luciano Almeida; Apodi, Vanderson, Carlos Alberto (Uellinton), Bida, Ramon (Nadson) e Jackson; Neto Baiano. Técnico: Paulo César Carpegiani
Campanha: 26 jogos, 19 vitórias, 3 empates, 4 derrotas; 65 gols pró, 19 gols contra
Vice: Bahia
Artilheiro: Neto Baiano (Vitória), 18 gols

PARANÁ

Atlético-PR campeão paranaense 2009

Campeão: Atlético-PR
Time-base: Galatto, Raul, Antônio Carlos, Rhodolfo e Alex Sandro; Chico, Jairo (Renan), Julio dos Santos e Marcinho (Wesley); Rafael Moura e Walyson (Lima). Técnico: Geninho
Campanha: 21 jogos, 14 vitórias, 4 empates, 3 derrotas; 43 gols pró, 19 gols contra
Vice: J. Malucelli
Artilheiro: Rafael Moura (Atlético-PR), 14 gols

GOIÁS

Goiás campeão goianiense 2009

Campeão: Goiás
Time-base: Harlei, Leandro Euzébio, Ernando e Rafael Tolói; Vítor, Ramalho, Éverton, Eduardo Ramos (Rafinha) e Júlio César (Zé Carlos); Iarley e Felipe; . Técnico: Hélio dos Anjos
Campanha: 21 jogos, 17 vitórias, 2 empates, 2 derrotas; 46 gols pró, 11 gols contra
Vice: Atlético-GO
Artilheiro: Felipe (Goiás), 16 gols

SANTA CATARINA

Ava</p

Campeão: Avaí
Time-base: Eduardo Martini, Ferdinando (Marcone), André Turatto, Emerson e Uendel; Marcus Winícius, Léo Gago, Caio (Odair) e Marquinhos; William e Evando (Lima). Técnico: Silas
Campanha: 26 jogos, 14 vitórias, 6 empates, 6 derrotas; 46 gols pró, 31 gols contra
Vice: Chapecoense
Artilheiro: Bruno Cazarine (Chapecoense), 17 gols

CEARÁ

Fortaleza tricampeão cearense (2007/08/09)

Campeão: Fortaleza
Time-base: Douglas, Gilmak, Sílvio e Édson; Álvaro (Eusébio), Coutinho, Bismarck, Cleison e Guto; Marcelo Nicácio e Wanderley (Luiz Carlos). Técnico: Mirandinha
Campanha: 26 jogos, 14 vitórias, 7 empates, 5 derrotas; 54 gols pró, 31 gols contra
Vice: Ceará
Artilheiro: Marcelo Nicácio (Fortaleza), 13 gols

DISTRITO FEDERAL

Brasiliense hexacampeão candango (2004/05/06/07/08/09)

Campeão: Brasiliense
Time-base: Guto, Ailson, Cris e Cláudio Luiz; Julio Cesar (Patrick), Pedro Ayub, Juninho, Iranildo (Ji-Paraná) e Edinho; Fábio Junior e Ricardinho (Rodriguinho). Técnico: Roberval Davino
Campanha: 22 jogos, 15 vitórias, 5 empates, 2 derrotas; 45 gols pró, 12 gols contra
Vice: Brasília
Artilheiro: Fábio Júnior (Brasiliense), 8 gols

ACRE

Juventus campeão acreano 2009
Campeão: Juventus
Time-base: Douglas, Muniz (Baiano), Jeferson, Zidane e Antonio Marcos (Airson); Hulan, João Paulo, Thiago Carioca e Luís Rômulo; Marcelo Cabeção (Obina) e Araújo. Técnico: Edson Maria.
Campanha: 13 jogos, 7 vitórias, 5 empates, 1 derrota, 30 gols pró, 14 gols contra
Vice: Rio Branco
Artilheiros: Josa (Atlético Acreano), Araújo (Juventus) e Aílton (Vasco), 10 gols

RIO GRANDE DO NORTE
Campeão:
ASSU
Time-base: Erasmo, Thiago Baiano, Pedro, Pantera (Jefferson) e Ribamar (Coelho); Lano, Allan, Alyson e Leandro Mineiro (Luís Carlos); Marcelo e Luciano Paraíba. Técnico: Hugo Sales
Campanha: 23 jogos, 12 vitórias, 4 empates, 7 derrotas; 44 gols pró, 31 gols contra
Vice: Potyguar de Currais Novos
Artilheiro: Lúcio (América), 15 gols

PARAÍBA
Campeão:
Sousa
Time-base: Ricardo, Nino Paraíba, Mir, Cléber e Camilo; Juninho (Alex), Jéferson (Bileu), Yarley e Miltinho; Edmundo e Manu (Lázaro). Técnico: Reginaldo Sousa
Campanha: 24 jogos, 15 vitórias, 3 empates, 6 derrotas; 41 gols pró, 30 gols contra
Vice: Treze
Artilheiro: Edmundo (Sousa), 18 gols

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , ,