Publicidade

Posts com a Tag Invencibilidades

segunda-feira, 12 de março de 2012 Estatísticas | 16:16

Palmeiras, Juventus-ITA e as maiores invencibilidades

Compartilhe: Twitter

Com a vitória por 6 x 2, ontem, pelo Campeonato Paulista, o Palmeiras manteve a sua invencibilidade na competição, chegando a 13 jogos sem derrota na temporada de 2012. E com os cinco jogos sem derrota na reta final do Brasileirão, o time de Felipão já soma 18 jogos sem saber o que é perder. Curiosamente, o time não perdeu mais depois de amargar uma sequência de 10 partidas sem vitória no Brasileirão, sua pior marca na história da competição.

No Brasil, dos 248 clubes dos 22 estaduais que já começaram, apenas 10 clubes ainda não perderam. No Acre, foi disputada apenas a primeira rodada.  Só nos estaduais, a maiores invencibilidades são do Fortaleza, Coritiba e Cianorte-PR, que já jogaram 14 partidas. Somando os jogos dos final de 2011, a maior sequência invicta do país é mesmo do Palmeiras, que não perde há 18 jogos. Os outros clubes que ainda não perderam foram: Botafogo (12 jogos); Atlético-MG (6); Luziânia-DF, Aquidauanense-MS e Itaporã-MS (5); Tocantinópolis-TO; e Guaraí-TO (4).

Na Europa, a Juventus defende a maior invencibilidade com 30 jogos sem derrota na temporada 2011/12. Pelo Campeonato Italiano, onde é vice-líder, a Juve não perdeu em 27 jogos (13 vitórias e 14 empates). O time de Turim está a 4 pontos do Milan, que já perdeu quatro vezes. Pela Copa da Itália, a Juventus não perdeu (ganhou do Bologna, Roma e Milan).

Caso consiga o scudetto no Italiano sem perder, a Juventus irá igualar o seu feito de 1905 e quebrar uma marca que já dura 20 anos (o último campeão invicto na Itália foi o Milan, na temporada 1991/92). Mas para quebrar o recorde de invencibilidade no Campeonato Italiano ainda falta bastante para a Juventus. Contando o útimo jogo da temporada passada, o clube soma 28 jogos em derrota. Para alcançar o recordista Milan, que ficou 58 jogos sem perder entre 26/5/1991 e 14/3/1993, ainda faltam 30 jogos. A Juve teria que passar o restante dessa temporada (11 jogos) e mais 19 rodadas da próxima sem perder para superar. Difícil.

Na atual temporada (2011/12) dos campeonatos nacionais disputados na Europa, apenas quatro clubes ainda não perderam. Além da Juventus-ITA e seus 27 jogos, ainda não foram derrotados o Dínamo Kiev-UCR (22 jogos), o Sheriff-ROM (19) e o Debreceni-HUN (também 19 jogos). Na Alemanha, o líder Borussia Dortmund, que começou mal a temporada, já soma 19 jogos sem derrota e a nove rodadas para o fim da Bundesliga já abriu 5 pontos sobre o Bayern Munique, ficando muito próximo do bicampeonato.

No Campeonato Espanhol, o Real Madrid chegou a sua 11ª vitória consecutiva, superando a sequência de 10 vitórias seguidas no primeiro turno. Com 10 pontos de vantagem sobre o Barcelona, o Real está próximo de tirar o tri do Barcelona. Faltando 12 rodadas para o final do campeonato, o time de José Mourinho poderá ainda alcançar marcas históricas nessa temporada. Com 23 vitórias, precisa de mais 9 em 12 jogos para quebrar o recorde de vitórias em uma só edição. Em 2009/10, Barça e Real conseguiram 31 vitórias cada. E com mais 4 vitórias fora de casa, poderá superar o Barça, que conseguiu 14 vitórias como visitante na temporada passada. Agora, caso vença seus próximos cinco jogos, o Real iguala a marca de vitórias consecutivas do Barcelona (16), também da temporada 2010/11.

Já na Argentina, o Boca Juniors-ARG perdeu sua invencibilidade de 36 jogos no campeonato nacional ao ser derrotado num jogaço contra o Independiente. Depois de sair perdendo no primeiro tempo por 3 x 1, o Boca virou para 4 x3 na segunda etapa, mas levou a virada com gols de Farías, ex-Cruzeiro, aos 44 e aos 49 minutos. Curiosamente, o jogo marcou o encontro entre o líder Boca e o lanterna Independiente, que havia perdido todos os seus quatro jogos no Torneo Clausura. Desde a era do profissionalismo, essa foi a 10ª partida em que o Boca levou 5 gols ou mais em seu temido estádio. A última vez foi em 1996, quando apanhou de 6 x 0 do Gimnasia La Plata. Curiosamente, naquele dia, Guillermo Schelloto marcou três gols na Bombonera, feito repetido ontem por Farías.

As outras vezes em que o Boca levou cinco ou mais gols em casa foram: 4 x 6 Racing (1995); 1 x 6 San Martín de Tucumán (1988); 1 x 5 Newell’s Old Boys (1987); 2 x 5 Independiente (1980); 2 x 5 River Plate (1980); 1 x 5 Gimnasia de Mendoza (1978); 3 x 5 San Lorenzo (1975); e 2 x 5 San Lorenzo (1943).

Antes de Farías, outro jogador havia marcado três gols no Boca Juniors em plena Bombonera. Há um ano, Denis Stracqualursi, do Tigre, marcou os três gols do seu time no empate por 3 x 3.

Autor: Tags: , , , , , , , , ,