Publicidade

Posts com a Tag Prêmio

domingo, 8 de janeiro de 2012 Futebol Europeu, Prêmiação | 18:02

Os números de Messi, Cristiano Ronaldo e Xavi em 2011

Compartilhe: Twitter

A Fifa irá divulgar amanhã, a partir das 16h (horário de Brasília), o vencedor do prêmio Bola da Ouro 2011 ao melhor jogador do mundo da última temporada. Os três finalistas já são velhos conhecidos. O atacante argentino Lionel Messi, o grande favorito à conquista, vem para a sua quinta cerimônia de premiação. Em 2007 e 2008, ficou atrás de Kaká e Cristiano Ronaldo, respectivamente, e nos últimos dois anos levou para a casa o prêmio de melhor do mundo. Seu companheiro de clube, o espanhol Xavi, foi o 5º melhor do mundo em 2008, e o 3º em 2009 e em 2010. Já o português Cristiano Ronaldo foi o vencedor em 2008, ficou em 2º em 2009, 3º em 2007 e 10º em 2006.

Em 2011, esses três finalistas tiveram uma temporada sensacional. Cristiano Ronaldo quebrou o recorde de gols em uma só edição do Campeonato Espanhol (40 gols em 34 jogos), conquistou a Copa do Rei da Espanha e foi o grande nome do time de José Mourinho no ano. Seu azar foi ter pela frente um Barcelona praticamente imbatível. Nessa equipe histórica, Messi e Xavi foram os grandes destaques. O atacante argentino, com seus gols e jogadas espetaculares, comandou o time nos títulos Espanhol, da Liga dos Campeões, Mundial de Clubes, Supercopa Europeia e Supercopa Espanhola. Já o meia Xavi, foi fundamental nessas mesmas conquistas e ainda brilhou com a camisa da Seleção Espanhola, que fechou o ano como a número um do ranking da Fifa.

Confira abaixo o resumo da temporada dos três finalistas ao prêmio da Bola de Ouro Fifa 2011:

CRISTIANO RONALDO

Campeonato Jogos Gols Assistências Amarelos Vermelhos
Espanhol 34 40 11 2 0
Copa da Espanha 4 3 0 2 0
Supercopa Espanhola 2 1 0 1 0
Liga dos Campeões 10 5 4 1 0
Amistosos (Real Madrid) 7 7 0 0 0
Eliminatórias da Euro 6 5 1 0 0
Amistosos (Portugal) 2 2 0 0 0
Total 65 63 16 6 0

Título: Copa da Espanha 2010/11
Artilharia: Campeonato Espanhol 2010/11

MESSI

Campeonato Jogos Gols Assistências Amarelos Vermelhos
Espanhol 35 31 15 4 0
Copa da Espanha 5 6 0 1 0
Supercopa Espanhola 2 3 2 0 0
Liga dos Campeões 12 12 5 1 0
Supercopa Europeia 1 1 0 0 0
Mundial de Clubes 2 2 1 0 0
Amistosos (Barcelona) 1 2 0 0 0
Copa América 4 0 3 0 0
Eliminatórias Conmebol 4 2 1 0 0
Amistosos (Argentina) 5 2 1 0 0
Total 71 61 28 6 0

Títulos: Campeonato Espanhol 2010/11, Supercopa Espanhola 2011, Liga dos Campeões 2010/11, Supercopa Europeia 2011 e Mundial de Clubes 2011
Artilharias: Copa do Espanha 2011, Liga dos Campeões 2010/11, Supercopa Europeia 2011, Mundial de Clubes 2011

XAVI

Campeonato Jogos Gols Assistências Amarelos Vermelhos
Espanhol 32 5 5 5 0
Copa da Espanha 7 1 2 0 0
Supercopa Espanhola 2 0 1 0 0
Liga dos Campeões 11 3 0 0 0
Supercopa Europeia 1 0 0 0 0
Mundial de Clubes 1 1 0 0 0
Amistosos (Barcelona) 2 0 0 0 0
Eliminatória da Euro 5 2 3 0 0
Amistosos (Espanha) 5 0 1 0 0
Total 66 12 12 5 0

Títulos: Campeonato Espanhol 2010/11, Supercopa Espanhola 2011, Liga dos Campeões 2010/11, Supercopa Europeia 2011 e Mundial de Clubes 2011
Artilharia:

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 4 de novembro de 2011 Artilheiros, Futebol Europeu | 15:35

O que Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo fizeram em 2011

Compartilhe: Twitter

Três dos principais candidatos ao prêmio Bola de Ouro da Fifa de 2011, Messi, Neymar e Cristiano Ronaldo tiveram, até agora, um ano sensacional. Tanto em relação a gols, conquistas e atuações. Mas principalmente em seus respectivos clubes. Curiosamente, pelas seleções, o trio brilhou pouco em 2011.

Presentes na lista dos 23 candidatos ao prêmio da Fifa e da revista France Football, os três maiores craques da atualidade deverão figurar entre os três finalistas. A cerimônia de entrega será daqui um mês, no dia 5 de dezembro, antes do Mundial de Clubes, que começará no dia 8 de dezembro.

Neymar, único jogador que não atua na Europa entre os 23 candidatos, conquistou dois títulos em 2011: a Copa Libertadores e o Campeonato Paulista. No ano, o craque santista fez 28 gols em 55 partidas (sem contar o Sub-20). Pela Seleção Brasileira, conquistou o torneio Superclássico das Américas (entre Brasil e Argentina), mas fracassou junto com o time de Mano Menezes na Copa América. Aos 19 anos, Neymar está com 169 jogos como profissional e 86 gols marcados (andam contabilizando mais 10 gols dele pelas seleções Sub-17 e Sub-20).

Já o argentino Messi, atual bicampeão do prêmio de melhor jogador do ano da Fifa, pelo o que fez em 2011, talvez seja o favorito a conquistar o troféu mais uma vez. Pelo Barcelona, Messi fez 51 gols em 60 jogos. Em 2011, foi campeão e artilheiro da Liga dos Campeões da Europa, levantou ainda o Campeonato Espanhol, a Supercopa Espanhola e a Supercopa Europeia. Pela Seleção Argentina, também acabou tendo um desempenho ruim no ano, sendo eliminado nas quartas-de-final da Copa América. Recentemente, Messi superou a casa dos 200 gols pelo Barcelona. Com os três gols no meio de semana, pela Liga dos Campeões, chegou a 202 pelo clube catalão.

Cristiano Ronaldo, com a seleção, foi o que menos jogou entre os três, disputando apenas cinco partidas no ano, pelas Eliminatórias da Eurocopa, onde conseguiu apenas levar o time português à repescagem. Pelo Real Madrid, no entanto, Ronaldo fez bonito. Foi o artilheiro do Campeonato Espanhol com o recorde de 40 gols e conquistou a Copa do Rey da Espanha. Dos três, é o que tem a melhor média de gols, com quase um por partida (47 gols em 48 jogos). Eleito o melhor jogador do mundo em 2008, Cristiano Ronaldo chegou a marca dos 100 gols pelo Real Madrid no meio de semana, quando marcou dois gols na vitória sobre o Lyon.

Veja o resumo dos três craques em 2011, entre janeiro e o início de novembro:

MESSI
Campeonato Espanhol 2010/11 – 19 jogos, 14 gols (campeão)
Campeonato Espanhol 2011/12 – 10 jogos, 13 gols (vice-líder)
Copa do Rey da Espanha – 6 jogos, 6 gols (vice-campeão)
Supercopa Espanhola – 2 jogos, 3 gols (campeão)
Liga dos Campeões 2010/11 – 7 jogos, 6 gols (campeão)
Liga dos Campeões 2011/12 – 4 jogos, 5 gols (líder do seu grupo na 1ª fase)
Supercopa Europeia – 1 jogo, 1 gol (campeão)
Seleção Argentina – 11 jogos, 3 gols (5ª da Copa América)
Total –  60 jogos, 51 gols

.

CRISTIANO RONALDO
Campeonato Espanhol 2010/11 – 18 jogos, 23 gols (vice-campeão)
Campeonato Espanhol 2011/12 – 10 jogos, 10 gols (líder)
Copa do Rey da Espanha – 5 jogos, 3 gols (campeão)
Supercopa Espanhola – 2 jogos, 1 gol (vice-campeão)
Liga dos Campeões 2010/11 – 4 jogos, 2 gols (3º colocado)
Liga dos Campeões 2011/12 – 4 jogos, 4 gols (líder do seu grupo na 1ª fase)
Seleção Portuguesa – 5 jogos, 4 gols (Classificado para a Repescagem da Euro)
Total –  48 jogos, 47 gols

.

NEYMAR
Campeonato Paulista – 11 jogos, 4 gols (campeão)
Copa Libertadores – 13 jogos, 6 gols (campeão)
Campeonato Brasileiro – 18 jogos, 11 gols (10º colocado)
Seleção Brasileira – 13 jogos, 7 gols (8º na Copa América e campeão do Superclássico das Américas)
Total –  55 jogos, 28 gols

.

Autor: Tags: , , , , , , ,

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011 História | 23:49

Os brasileiros no prêmio da Fifa do melhor jogador mundo

Compartilhe: Twitter

Pelo terceiro ano consecutivo, os brasileiros não estarão brigando para ganhar o prêmio de melhor jogador do mundo da Fifa. Na próxima segunda-feira, dia 10, três jogadores do Barcelona-ESP estarão na cerimônia de premiação em Zurique, na Suíça: os espanhois Xavi e Iniesta e o argentino Lionel Messi. País que mais teve jogadores coroados como os melhores do mundo (oito vezes), o Brasil conquistou o prêmio pela última vez em 2007, com Kaká (no futebol masculino). Em 2010, apenas três brasileiros entraram na lista inicial dos nomeados ao prêmio: o goleiro Júlio César e o lateral-direito Maicon (que jogam na Internazionale-ITA) e o lateral-direito Daniel Alves (do Barcelona-ESP). Com uma votação baixa, o trio não chegou a entrar na lista final.

Confira abaixo os brasileiros que já ficaram entre os dez primeiros na história do prêmio da Fifa, entregue desde 1991 aos melhores jogadores do mundo através da votação de técnicos de todas as seleções do mundo.

1991
Nenhum

1992
Nenhum

1993
2º – Romário
, atacante, PSV Eindhoven-HOL e Barcelona-ESP
– Bebeto, atacante, La Coruña-ESP
10º – Raí, meia, São Paulo e Paris Saint-Germain-FRA

1994
– Romário
, atacante, Barcelona-ESP
– Bebeto, atacante, La Coruña-ESP
– Dunga, volante, Stuttgart-ALE
Mauro Silva, volante, La Coruña-ESP

1995
– Romário
, atacante, Flamengo
– Juninho Paulista, Middlesbrough-ING

1996
– Ronaldo
, atacante, PSV Eindhoven-HOL e Barcelona-ESP
10ºRomário, atacante, Flamengo e Valencia-ESP

1997
Ronaldo, atacante, Barcelona-ESP e Internazionale-ITA
Roberto Carlos, lateral-esquerdo, Internazionale-ITA e Real Madrid-ESP
10ºLeonardo, lateral-esquerdo/meia, Paris Saint-Germain-FRA e Milan-ITA

1998
Ronaldo, atacante, Internazionale-ITA
Rivaldo, meia, Barcelona-ESP

1999
Rivaldo, meia, Barcelona-ESP

2000
3ºRivaldo, meia, Barcelona-ESP

2001
Rivaldo, meia, Barcelona-ESP

2002
Ronaldo, atacante, Internazionale-ITA e Real Madrid-ESP
– Roberto Carlos, lateral-esquerdo, Real Madrid-ESP
Rivaldo, meia, Barcelona-ESP e Milan-ITA

2003
– Ronaldo, atacante, Real Madrid-ITA
– Roberto Carlos, lateral-esquerdo, Real Madrid-ESP

2004
– Ronaldinho Gaúcho, meia, Barcelona-ESP
– Adriano, atacante, Internazionale-ITA
Ronaldo, atacante, Real Madrid-ESP
– Kaká, meia, Milan-ITA

2005
– Ronaldinho Gaúcho, meia, Barcelona-ESP
– Adriano, atacante, Internazionale-ITA
– Kaká, meia, Milan-ITA

2006
– Ronaldinho Gaúcho, meia, Barcelona-ESP
– Kaká, meia, Milan-ITA

2007
– Kaká, meia, Milan-ITA
– Ronaldinho Gaúcho, meia, Barcelona-ESP

2008
– Kaká, meia, Milan-ITA

2009
– Kaká, meia, Milan-ITA


Autor: Tags: , , , , , , ,

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010 História | 15:07

D'Alessandro e quem já foi premiado como rei da América

Compartilhe: Twitter

Desde 1986, o jornal uruguaio El País promove uma premiação ao melhores jogadores da América do Sul no final de cada temporada. Como a CONMEBOL não tem sua votação, o prêmio do El País acaba sendo o principal e o mais prestigiado para coroar os melhores jogadores que atuaram pelos países sul-americanos em cada temporada.

Em 2010, o argentino D’Alessandro, campeão da Copa Libertadores pelo Internacional, foi eleito o melhor jogador da América do Sul. O meia superou o compatriota Juan Sebastián Verón, eleito o rei da América nos últimos dois anos. O brasileiro Neymar ficou na terceira colocação, seguido por Conca e pelo atacante argentino Santiago Silva, o El Tanque, que já defendeu o Corinthians e foi vice-campeão argentino pelo Vélez Sarsfield. Outros conhecidos na lista são o lateral Reasco (ex-São Paulo), que ficou na 8ª colocação, e o zagueiro Desábato, aquele que chamou Grafite de Macaco num jogo da Libertadores (9º colocado).

Confira a lista os três primeiros colocados nas 25 edições do prêmio melhor da América do El País:

Ano Primeiro Segundo Terceiro
1986 Alzamendi (URU) Careca (BRA) Romerito (PAR)
1987 Valderrama (COL) Trasante (URU) Perdomo (URU)
1988 Rubén Paz (URU) Hugo de León (URU) Geovani (BRA) e Taffarel (BRA)
1989 Bebeto (BRA) Mazinho (BRA) Higuita (COL)
1990 Amarilla (PAR) Rubén da Silva (URU) Álvarez (COL) e Higuita (COL)
1991 Ruggeri (ARG) Ramón Diaz (ARG) Toledo (CHI)
1992 Raí (BRA) Goycoechea (ARG) Acosta (ARG) e Gamboa (ARG)
1993 Valderrama (COL) Etcheverry (BOL) Cafu (BRA) e Rincón (COL)
1994 Cafu (BRA) Chilavert (PAR) Gustavo López (ARG)
1995 Francescoli (URU) Maradona (ARG) Edmundo (BRA)
1996 Chilavert (PAR) Francescoli (URU) Ortega (ARG) e Valderrama (COL)
1997 Marcelo Salas (CHI) Solano (PER) Chilavert (PAR)
1998 Palermo (ARG) Gamarra (PAR) Chilavert (PAR)
1999 Saviola (ARG) Arce (PAR) Riquelme (ARG)
2000 Romário (BRA) Riquelme (ARG) Óscar Córdoba (COL) e Palermo (ARG)
2001 Riquelme (ARG) Óscar Córdoba (COL) Romário (BRA)
2002 Cardozo (PAR) Orteman (URU) Lembo (URU)
2003 Tevez (ARG) Cardozo (PAR) Diego (BRA)
2004 Tevez (ARG) Mascherano (ARG) Lucho González (ARG) e Robinho (BRA)
2005 Tevez (ARG) Lugano (URU) Cicinho (BRA)
2006 Matías Fernández (CHI) Palácio (ARG) Gago (ARG)
2007 Cabañas (PAR) Morel Rodríguez (PAR) Ibarra (ARG)
2008 Verón (ARG) Riquelme (ARG) Cabañas (PAR)
2009 Verón (ARG) Adriano (BRA) Edison Méndez (EQU)
2010 D’Alessandro (ARG) Verón (ARG) Conca (ARG)

.

Entre os treinadores, o escolhido como o melhor do continente foi o uruguaio Óscar Washington Tabaréz, que levou a seleção Celeste Olímpica à semifinal da Copa do Mundo de 2010. O treinador superou quatro argentinos (Marcelo Bielsa, que comandou a seleção chilena na Copa, Alejandro Sabella, do Estudiantes, Gerardo Martino e Eduardo Bauza), além dos brasileiros Celso Roth, Muricy Ramalho e Luiz Felipe Scolari. Veja também a lista dos técnicos ganhadores desde 1986:

Ano Técnico
1986 Carlos Bilardo (ARG)
1987 Carlos Bilardo (ARG)
1988 Roberto Fleitas (URU)
1989 Sebastião Lazaroni (BRA)
1990 Luis Cubillas (URU)
1991 Alfio Basile (ARG)
1992 Telê Santana (BRA)
1993 Francisco Maturana (COL)
1994 Carlos Bianchi (ARG)
1995 Héctor Núnez (ARG)
1996 Hernán Darío Gómez (COL)
1997 Daniel Passarella (ARG)
1998 Carlos Bianchi (ARG)
1999 Luiz Felipe Scolari (BRA)
2000 Carlos Bianchi (ARG)
2001 Carlos Bianchi (ARG)
2002 Luiz Felipe Scolari (BRA)
2003 Carlos Bianchi (ARG)
2004 Luis Fernando Montoya (COL)
2005 Aníbal Ruiz (URU)
2006 Claudio Borghi (ARG)
2007 Gerardo Martino (ARG)
2008 Edgardo Bauza (ARG)
2009 Marcelo Bielsa (CHI)
2010 Óscar Tabárez (URU)

x

Autor: Tags: , ,

terça-feira, 1 de dezembro de 2009 Futebol Europeu, História | 09:18

Messi é o "primeiro" argentino a levar a Bola de Ouro

Compartilhe: Twitter

Messi

Criado em 1956, pela revista francesa France Football, o prêmio Bola de Ouro (“Ballon d’Or”) premia os melhores jogadores do futebol europeu a cada ano. Porém, somente a partir de 1994 é que o revista passou a eleger jogadores não europeus no premiação. Desde então, apenas dois países de fora do Velho Continente conseguiram ganhar o prêmio. O  Brasil, que levou cinco prêmios (Ronaldo, duas vezes, Rivaldo, Ronaldinho Gaúcho e Kaká) e a Libéria, com George Weah.

Hoje, foi a vez de mais um não europeu levar o prêmio: o argentino Lionel Messi, do Barcelona (clique aqui para saber mais detalhes). O atacante é o primeiro a conquistar o prêmio para a Argentina. Porém, lá no início da premiação, dois outros jogadores nascidos na Argentina também foram eleitos os melhores da Europa pela France Football: Di Stéfano, que naturalizou-se espanhol, e Omar Sivori, naturalizado italiano.

Até hoje, Alemanha e Holanda são os países mais premiados, com 7 eleitos cada um. A França vem depois com 6, seguida por Brasil, Inglaterra e Itália, que ganharam cinco prêmios cada. Entre os jogadores, os maiores vencedores são: Van Basten, Cruijff e Platini (3 prêmios cada) e Beckenbauer, Keegan, Ronaldo, Rummenigge e Di Stéfano (2 prêmios cada). Já entre os clubes, os maiores vencedores são os italianos (18 vezes), seguidos pelos espanhóis (13) e alemães (9).

Apontado como prévia da escolha da Fifa para o melhor jogador do mundo, que será feito no próximo dia 20, o prêmio da France Football quase sempre  foi o mesmo da Fifa. Desde 1991, quando a Fifa passou a fazer sua premiação, apenas sete vezes o escolhido não foi o mesmo: em 1991 (Matthaüs foi eleito pela Fifa), em 1994 (Romário), em 1996 (Ronaldo), em 2000 (Zidane), em 2001 (Figo), em 2003 (Zidane) e em 2004 (Ronaldinho Gaúcho).

Confira abaixo todos os ganhadores da Bola de Ouro.

1956 – Stanley Matthews (ING), Blackpool (ING)

1957 – Alfredo Di Stéfano (ESP*), Real Madrid (ESP)

1958 – Raymond Kopa (FRA), Real Madrid (ESP)

1959 – Alfredo Di Stéfano (ESP*), Real Madrid (ESP)

1960 – Luis Suárez (ESP), Barcelona (ESP)

1961 – Omar Sivori (ITA*), Juventus (ITA)

1962 – Josef Masopust (TCH), Dukla Praha (TCH)

1963 – Lev Yashin (SUE), Dynamo Moscou (SUE)

1964 – Denis Law (ESC), Manchester United (ING)

1965 – Eusébio (POR), Benfica (POR)

1966 – Bobby Charlton (ING), Manchester United (ING)

1967 – Flórián Albert (HUN), Ferencváros (HUN)

1968 – George Best (IRN), Manchester United (ING)

1969 – Gianni Rivera (ITA), Milan (ITA)

1970 – Gerd Müller (ALE), Bayern Munique (ALE)

1971 – Johan Cruijff (HOL), Ajax (HOL)

1972 – Franz Beckenbauer (ALE), Bayern Munique (ALE)

1973 – Johan Cruijff (HOL), Barcelona (ESP)

1974 – Johan Cruijff (HOL), Barcelona (ESP)

1975 – Oleg Blokhin (SUE), Dynamo Kiev (SUE)

1976 – Franz Beckenbauer (ALE), Bayern Munique (ALE)

1977 – Alan Simonsen (DIN), Borussia Mönchengladbach (ALE)

1978 – Kevin Keegan (ING), Hamburgo (ALE)

1979 – Kevin Keegan (ING), Hamburgo (ALE)

1980 – Karl-Heinz Rummenigge (ALE), Bayern Munique (ALE)

1981 – Karl-Heinz Rummenigge (ALE), Bayern Munique (ALE)

1982 – Paolo Rossi (ITA), Juventus (ITA)

1983 – Michel Platini (FRA), Juventus (ITA)

1984 – Michel Platini (FRA), Juventus (ITA)

1985 – Michel Platini (FRA), Juventus (ITA)

1986 – Igor Belanov (SUE), Dynamo Kiev (SUE)

1987 – Ruud Gullit (HOL), Milan (ITA)

1988 – Marco Van Basten (HOL), Milan (ITA)

1989 – Marco Van Basten (HOL), Milan (ITA)

1990 – Lothar Matthäus (ALE), Internazionale (ITA)

1991 – Jean-Pierre Papin (FRA), Olympique Marseille (FRA)

1992 – Marco Van Basten (HOL), Milan (ITA)

1993 – Roberto Baggio (ITA), Juventus (ITA)

1994 – Hristo Stoitchkov (BUL), Barcelona (ESP)

1995 – George Weah (LIB), Milan (ITA)

1996 – Matthias Sammer (ALE), Borussia Dortmund (ALE)

1997 – Ronaldo (BRA), Internazionale (ITA)

1998 – Zinedine Zidane (FRA), Juventus (ITA)

1999 – Rivaldo (BRA), Barcelona (ESP)

2000 – Luis Figo (POR), Real Madrid (ESP)

2001 – Michael Owen (ING), Liverpool (ING)

2002 – Ronaldo (BRA), Real Madrid (ESP)

2003 – Pavel Nedved (TCH), Juventus (ITA)

2004 – Andriy Shevchenko (UCR), Milan (ITA)

2005 – Ronaldinho Gaúcho (BRA), Barcelona (ESP)

2006 – Fabio Cannavaro (ITA), Real Madrid (ESP)

2007 – Kaká (BRA), Milan (ITA)

2008 – Cristiano Ronaldo (POR), Manchester United (ING)

2009 – Lionel Messi (ARG), Barcelona (ESP)

Entre os brasileiros, além dos vencedores (Ronaldo, Rivaldo, Ronaldinho e Kaká), outros jogadores ficaram bem colocados desde 1994. Em 1997, o lateral-esquerdo Roberto Carlos foi o 5º colocado. Em 1998, Ronaldo foi o 3º e Rivaldo o 5º. Em 2000, o meia Rivaldo, então no Barcelona, também ficou na 5ª colocação. Em 2002, Roberto Carlos foi o 2º, atrás de Ronaldo. Em 2004, Ronaldinho Gaúcho foi o 3º e, em 2006, ficou em 4º lugar. Este ano, Kaká foi o melhor colocado, ficando na 6ª posição.

Autor: Tags: , ,