Publicidade

Posts com a Tag Recordes

sexta-feira, 18 de maio de 2012 Copa do Brasil, Estatísticas, História | 14:25

Grêmio pode alcançar marcas históricas na Copa do Brasil

Compartilhe: Twitter

Com a vitória sobre o Bahia, ontem, por 2 x 1, o Grêmio chegou a sua sétima vitória em sete jogos na Copa do Brasil de 2012. Essa campanha com 100% de aproveitamento nos primeiros jogos repete as duas melhores sequências obtidas desde 1989. Em 1995, o Flamengo, também dirigido por Vanderlei Luxemburgo, ganhou seus sete primeiros jogos. Aquela equipe, que tinha Romário e Sávio no ataque, só foi empatar no 8º jogo, na partida de volta das quartas de final, contra o Cruzeiro (1 x 1). Na fase seguinte, porém, o time caiu diante do Grêmio.

Já no ano passado, o Coritiba também ganhou os seus sete primeiros jogos e foi perder justamente no jogo de volta das quartas de final. Depois de golear o Palmeiras no jogo de ida (6 x 0), o Coxa foi derrotado no Pacaembu (2 x 0), na partida que também quebrou a série de 24 vitórias consecutivas da equipe paranaense no ano.

O Grêmio, agora em 2012, jogará com o Bahia em casa e poderá alcançar a 8ª vitória consecutiva na Copa do Brasil e atingir então um feito inédito na competição.

Além disso, a equipe de Luxemburgo poderá se tornar o 9º campeão invicto em 24 edições da Copa do Brasil. Porém, ainda tem a chance de ser o único a levantar a taça com 100% de aproveitamento. Para isso, deverá vencer os cinco jogos restantes. Difícil, mas possível.

Até hoje, dos quatro títulos do Tricolor Gaúcho na Copa do Brasil, três foram de forma invicta (1989, 1994 e 1997). Os outros clubes que conseguiram levantar a taça sem derrota foram Flamengo (1990), Criciúma (1991), Corinthians (1995) e Cruzeiro (2000 e 2003). Em 2003, aliás, o técnico da Raposa era justamente Vanderlei Luxemburgo.

Com 7 vitórias, o Grêmio também está próximo de alcançar o recorde de vitórias em uma única edição, do Coritiba, em 2011, que venceu 9 de seus 12 jogos. Se chegar à final, o Grêmio poderá até superar essa marca.

Outro recorde a ser batido pelo Grêmio em 2012 pode ser o do melhor aproveitamento de um campeão. Até hoje, as melhores campanhas são a do próprio Grêmio de 1989 e do Corinthians de 1995. Ambos venceram 8 e empataram 2 de seus 10 jogos, ficando com um aproveitamento de 86,7% dos pontos. Para superar, o time de Luxa precisá, pelo menos, vencer três e empatar dois dos jogos restantes.

Para completar, o Grêmio tem a chance de se tornar o maior campeão da história da Copa do Brasil, com cinco conquistas. Como o Cruzeiro já foi eliminado, e divide hoje o ranking dos maiores campeões com o Grêmio, o Tricolor Gaúcho segue firme na busca pela hegemonia da Copa do Brasil.

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 7 de março de 2012 Artilheiros, Futebol Europeu, Liga dos Campeões | 18:54

Os recordes que Messi alcançou hoje na Liga dos Campeões

Compartilhe: Twitter

Cada vez melhor, o argentino Messi vem quebrando marcas e caminhando para se tornar o maior de todos em tempos em solo europeu. Autor de 5 gols na goleada de 7 x 1 sobre o Bayer Leverkusen-ALE, pelas oitavas de final da Liga dos Campeões e de mais três gols pela Seleção Argentina, no amistoso contra a Suíça, em seu penúltimo jogo, Messi vem realizando sua melhor temporada.

Confira os recordes alcançados por Messi hoje:

Liga dos Campeões

12 gols – Messi lidera a tabela de artilharia da Liga dos Campeões com seis gols de vantagem sobre Mario Gomez (6), do Bayern Munique.

12 gols – Messi igualou o recorde em uma edição da Liga dos Campeões, desde 1992, sem contar a fase preliminar. Ele mesmo havia feito 12 na temporada passada e Van Nistelrooy em 2003/03. O recorde em uma só edição desde 1956 é do brasileiro José Altafini, o Mazzola, que marcou 14 gols pelo Milan em 1963. Nistelerooy também marcou 14 em 2003, mas dois deles foram pela fase preliminar.

4 vezes artilheiro – Se confirmar sua artilharia na Liga, será a quarta consecutiva de Messi na competição. Um recorde desde 1955/56.

4 vezes artilheiro II – Sendo mesmo o artilheiro pelo quarto ano, Messi igualará o alemão Gerd Müller, que também já foi quatro vezes o maior goleador do torneio (1973, 1974, 1975 e 1977);

5 gols – em um só jogo. Messi é o único jogador da história a conseguir essa façanha pela Liga dos Campeões, desde 1992. Em 2010, havia feito A outra havia sido em 6/4/2010, contra o Arsenal-ING. Outros jogadores que fizeram 4 gols em um só jogo foram Van Basten (1992), Inzaghi (2000), Prso (2003), Van Nistelrooy (2005) e Gomis (2011).

5 gols – em mata-mata. Messi é o único jogador que conseguiu essa proeza na história da competição desde 1956. Outros dez jogadores marcaram 5 gols na antiga Copa dos Campeões. Entre eles, o brasileiro Mazzola, pelo Milan, em 1963, no 8 x 0 sobre o Union Luxembourg. Outro artilheiro famoso a marcar 5 gols foi Gerd Müller, nos 9 x 0 do Bayern sobre o Omonia, em 1973.

49 gols – tem Messi na história da Liga dos Campeões. Com os 5 gols de hoje, Messi deixou dois goleadores históricos para trás e igualou outro: Del Piero (44) e Eusébio (47). Os maiores artilheiros da história são Raúl (71), Van Nistelrooy (60), Shevchenko (59), Henry (51), Inzaghi (50) e Di Stéfano (49).

0,77 – É a média de gols de Messi em jogos pela Liga dos Campeões (49 gols em 64 jogos), a maior entre os dez maiores goleadores. Van Nistelrooy, antigo recordista tinha 0,76 – 56 gols em 74 jogos.

Na temporada

52 gols em 49 jogos. Essa é a marca de Messi na temporda 2011/12. Foram 48 gols pelo Barcelona e mais 4 gols pela Seleção Argentina. No Barça, disputou 42 jogos.

28 gols em 24 jogos – Messi é o vice-artilheiro do Campeonato Espanhol. O português Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, lidera com 30 gols em 25 jogos.

Carreira

228 gols – Tem Messi com a camisa do Barcelona em 311 jogos com ainda 93 assistências.

7 gols – faltam para Messi igualar a marca de César Rodríguez, o maior artilheiro do Barcelona em jogos oficiais.

357 gols – tem Paulino Alcántara, o maior artilheiro do Barcelona (contando jogos amistosos). Nascido nas Filipinas, Paulino Alcántara jogou no Barça entre 1912 e 1927.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 7 de novembro de 2011 Artilheiros, Campeonato Brasileiro, Estatísticas | 10:48

O recorde de Borges e as marcas dessa 33ª rodada do Brasileirão

Compartilhe: Twitter

A última rodada do Brasileirão foi mais uma vez bem emocionante. Viradas, goleadas, recordes e números positivos e negativos também marcaram essa 33ª rodada. Começando pelo sábado, onde o Figueirense chegou à sua quinta vitória consecutiva e ao 12º jogo sem derrota. Um recorde em suas 13 participações na história do Brasileirão. Recém-promovido à Série A, o Figueira tem a maior invencibilidade da competição na atualidade e agora briga diretamente por uma inédita vaga na Copa Libertadores, podendo repetir o feito do Criciúma, de 1992, o único clube catarinense a jogar a competição sul-americana.

Ainda no sábado, o São Paulo perdeu de virada para o Bahia, chegando a sua 9ª partida sem vitória no Brasileirão. Ainda sem vencer com o técnico Émerson Leão, o Tricolor paulista vive o seu pior jejum de vitórias, superando o recorde negativo anterior, de 2005, quando o time ficou oito jogos sem vencer com Paulo Autuori. A última vitória do São Paulo no Brasileirão de 2011 aconteceu no distante dia 16 de setembro, quando goleou o Ceará por 4 x 0.

Outro paulista que também não sabe o que é vencer há um bom tempo é o Palmeiras. O time do técnico Luiz Felipe Scolari chegou ao oitavo jogo sem vitória e perdeu sua quarta partida consecutiva.  Na próxima rodada, o time irá enfrentar o Grêmio, fora de casa, e o vice-líder Vasco, em casa. Se não vencer, igualará o seu maior jejum de vitórias na história do Brasileirão. Em 1985, o Palmeiras ficou 10 partidas sem vencer na competição. Com apenas uma vitória no returno (nos últimos 14 jogos) e 9 pontos conquistados, o Palmeiras tem a segunda pior campanha nesse segundo turno.

Apenas o Cruzeiro, com 7 pontos ganhos, consegue ser pior do que o Palmeiras nesse returno. Ontem, aliás, a Raposa sofreu sua pior derrota nesse Brasileiro e caiu para a zona do rebaixamento. Com apenas 34,3% de aproveitamento, o Cruzeiro realiza a sua terceira pior campanha na história da competição, desde 1971. Apenas em 1994 (30,6%) e 1984 (33,3%), o time foi pior. Dessa vez, porém, se continuar nessa má fase, a Raposa irá pela primeira vez para a segunda divisão. Até hoje, o clube mineiro é um dos únicos a disputadas todas as 41 edições do Brasileirão, ao lado de Flamengo e Internacional. Na derrota de ontem, para o Flamengo, o Cruzeiro perdeu ainda um pênalti, o quarto nesse Brasileiro (um recorde).

Já o Flamengo, com a goleada de 5 x 1, voltou a encostar nos líderes do Brasileiro e isolou-se como o time de melhor ataque da competição, com 57 gols em 33 partidas. Média de 1,73 por jogo. Thiago Neves, com os três gols de ontem, chegou a marca de 12 gols na competição. Deivid, com os dois marcados ontem, tem agora 15 gols. Os dois jogadores, ao lado de Ronaldinho Gaúcho, que fez 13 gols, têm 40 gols juntos. Mais do que o Cruzeiro, Palmeiras, Bahia, Ceará e Atlético-PR já fizeram no Campeonato.

Deivid, com 15 gols, agora é o vice-artilheiro do Brasileiro, atrás apenas de Borges, do Santos, que ontem marcou mais um gol. Na vitória sobre o Vasco por 2 x 0, na Vila Belmiro, o atacante chegou ao seu 23º gol no Brasileirão de 2011 e superou a marca de Serginho Chulapa, que havia feito 22 gols no Brasileiro de 1983. Maior artilheiro de uma única edição de Brasileiro pelo Santos, Borges está com 74 gols na era dos pontos corridos. Apenas Paulo Baier (89 gols) e Washington (ex-Flu e São Paulo), com 82 gols, fizeram mais do que Borges.

E marcar mais do que 20 gols em um único Brasileiro não é feito para qualquer um. Confira a lista de quem já chegou ou superou a casa dos 20 gols em um única edição do Brasileiro:

2011
Borges (Santos), 23 gols

2010
Jonas (Grêmio), 23 gols

2008

Keirrson (Coritiba), Washington (Fluminense) e Kléber Pereira (Santos), 21 gols

2005
Romário (Vasco), 22 gols
Róbson (Paysaydu), 21 gols
Tevez (Corinthians), 20 gols

2004
Washington (Atlético-PR), 34 gols
Alex Dias (Goiás), 22 gols
Deivid e Robinho (Santos), 21 gols

2003
Dimba (Goiás), 31 gols
Renaldo (Paraná), 30 gols
Luís Fabiano (São Paulo), 29 gols
Alex (Cruzeiro), 23 gols
Aristizábal (Cruzeiro), 21 gols
Marcel (Coritiba), 20 gols

2001
Romário (Vasco), 21 gols

2000
Magno Alves (Fluminense), Dill (Goiás) e Romário (Vasco), 20 gols

1999
Guilherme (Atlético-MG), 28 gols
Alex Alves (Cruzeiro), 22 gols
Luizão (Corinthians), 21 gols

1998
Viola (Santos), 21 gols

1997
Edmundo (Vasco), 29 gols

1995
Túlio (Botafogo), 23 gols

1986
Careca (São Paulo), 25 gols
Evair (Guarani), 24 gols
Mirandinha (Palmeiras), 21 gols

1985
Edmar (Guarani), 20 gols

1983
Serginho (Santos), 22 gols

1982
Zico (Flamengo) e Serginho (São Paulo), 20 gols

1980
Zico (Flamengo), 21 gols

1977
Reinaldo (Atlético-MG), 28 gols

1973
Ramon (Santa Cruz), 21 gols
Leivinha (Palmeiras) e Mirandinha (São Paulo), 20 gols

.

.

Outra curiosidade na rodada desse final de semana é que o zagueiro Chicão, do Corinthians, voltou ao time e marcou um gol de pênalti. Agora, Chicão tem 19 gols na era dos pontos corridos e segue como o terceiro zagueiro com mais gols, atrás apenas de Índio, do Internacional, e Antônio Carlos, do Botafogo, que fizeram 21 gols cada.

Já o Fluminense, com a vitória sobre o Internacional, no Beira-Rio, chegou a sua 10ª vitória no segundo turno, em 14 jogos. O time de Abel Braga lidera o returno com 31 pontos, quatro a mais do que o Figueirense. Na 19ª rodada, o Flu era apenas o 11º colocado, 12 pontos atrás do líder Corinthians. Agora, está a apenas dois pontos do time paulista. Caso consiga novamente desbancar o Corinthians e chegar ao título, como fez em 2010, o Fluminense irá superar a arrancada do Flamengo de 2009, que virou o turno na 10ª colocação e estava há 10 pontos do líder Palmeiras ao final da 19ª rodada. Confira a classificação do segundo turno do Brasileirão de 2011:

Fluminense 31
Figueirense 27
Santos 26
Atlético-MG 24
Internacional 24
Grêmio 23
Vasco 23
Coritiba 22
Botafogo 21
10º Corinthians 21
11º Flamengo 19
12º Bahia 19
13º Atlético-GO 17
14º Atlético-PR 16
15º América-MG 15
16º São Paulo 15
17º Avaí 12
18º Ceará 10
19º Palmeiras 9
20º Cruzeiro 7
Autor: Tags: , , , , , , , , , ,

terça-feira, 19 de julho de 2011 Campeonato Brasileiro, História, Técnicos | 11:54

Antônio Lopes e os técnicos recordistas no Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Aos 70 anos, o técnico Antônio Lopes assumiu o desafio de tentar manter o América-MG na Série A do Brasileiro. Seu começo não foi nada animador. Logo na estreia, levou de 4 x 0 do Ceará. Porém, mesmo com a derrota, o Delegado conseguiu uma façanha nessa partida. Afinal, chegou a marca de 24 Campeonatos Brasileiros disputados. Campeão em 1997, com o Vasco, e em 2005, com o Corinthians, Lopes fez sua estreia pela competição em 1982. Desde então, dirigiu 15 clubes diferentes (apenas Valdir Espinosa, Geninho e Leão treinaram mais equipes – 16 no total).

Com 464 jogos comandados até hoje, Antônio Lopes é o segundo técnico com mais partidas em Brasileiros, perdendo apenas para Vanderlei Luxemburgo, que soma 544 partidas. Ao disputar mais um Brasileiro, Lopes tornou-se também um dos três treinadores que disputaram todos os campeonatos na era dos pontos corridos (Muricy Ramalho e Cuca são os outros dois). Confira abaixo a trajetória de Antônio Lopes em Campeonatos Brasileiros e também alguns recordes dos técnicos na história da competição, que envolvem o Delegado.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 4 de abril de 2011 Sem categoria | 09:39

Os recordes de vitórias consecutivas e de invencibilidade do Coxa

Compartilhe: Twitter

Há dias estou pesquisando para encontrar alguns recordes de vitórias consecutivas no futebol brasileiro e mundial. A sequência de 17 vitórias obtidas pelo Coritiba é realmente algo incrível na história do futebol. Pela falta de informações disponíveis, fica difícil cravar em que posição  essa sequência do Coxa se encontra.

No geral, pelo o que encontrei, o recorde de vitórias consecutivas pertence ao Palmeiras, de 1996, que atingiu a marca de 21 vitórias seguidas. O time, comandado por Vanderlei Luxemburgo, venceu 18 partidas pelo Paulistão e três pela Copa do Brasil.

No resto do mundo, a maior sequência é a do Benfica, de Portugal, que venceu incríveis 29 jogos seguidos no Campeonato Português das temporadas 1971/72 e 1972/73. Porém, esses jogos foram apenas pelo campeonato nacional.

Já em termos de invencibilidade, o Coritiba já chega a marca de 29 jogos sem derrotas, contando jogos do Paranaense e da Copa do Brasil. No Brasil, os recordistas de invencibilidade são o Flamengo e o Botafogo, que ficaram 52 jogos sem perder. O Flamengo, entre outubro de 1978 e maio de 1979. O Botafogo não perdeu entre setembro de 1977 e julho de 1978. As dez maiores invencibilidades são essas:

1-Botafogo (52 jogos, entre 1977/78)
Flamengo (52 jogos, entre 1978/79)
3-Desportiva-ES (51 jogos, entre 1967/68)
4-Bahia (48 jogos, em 1982)
Grêmio (48 jogos, entre 1931/33)
Santa Cruz (48 jogos, entre 1978/79)
7-São Paulo (46 jogos, em 1975)
8-Grêmio (42 jogos, em 1981)
9-Sport (40 jogos, em 1960)
10-Internacional (39 jogos, em 1984)
11-Botafogo (38 jogos, entre 1960/61)
Internacional (38 jogos, em 1975)

Autor: Tags: , ,

quinta-feira, 3 de março de 2011 Artilheiros, Copa do Brasil, Estatísticas, História | 09:43

Adriano Michael Jackson e Galo se aproximaram de recordes

Compartilhe: Twitter

Palmeiras e Atlético-MG avançaram para a segunda fase da Copa do Brasil, ontem, com goleadas sobre Comercial-PI e IAPE-MA, respectivamente. No Pacaembu, a grande estrela da noite foi o atacante Adriano Michael Jackson. Autor de 4 gols, o jogador – que já havia feito um no jogo de ida -, é agora o artilheiro da competição com 5 gols. Se tivesse feito mais um golzinho ontem, Adriano poderia ter alcançado um recorde na Copa do Brasil. Desde 1989, apenas três jogadores conseguiram anotar 5 gols em um único jogo na história da competição. De qualquer forma, Adriano igualou a marca de Viola, o recordista de gols em um só jogo da Copa do Brasil pelo Palmeiras.

Confira a lista dos jogadores que mais marcaram gols em um só jogo da Copa do Brasil:

5 gols

Gérson (Atlético-MG)
28/2/1991
Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI

Viola (Santos)
10/3/1999
Santos 6 x 0 Sinop-MT

Obina (Atlético-MG)
24/2/2010
Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG

Neymar (Santos)
14/4/2010
Santos 8 x 1 Guarani

4 gols

Gilson (Grêmio)
24/3/1993
Grêmio 5 x 2 Sorriso-MT

Daniel (Internacional)
2/4/1993
Ji-Paraná-RO 0 x 6 Internacional

Rudnei (Internacional)
6/4/1993
Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO

Paulo Rink (Atlético-PR)
20/2/1997
CSA 2 x 6 Atlético-PR

Viola (Palmeiras)
15/4/1997
Ceará 2 x 5 Palmeiras

Romário (Flamengo)
9/4/1998
Flamengo 5 x 2 Vitória

Flávio (Juventude)
7/4/1999
Juventude 6 x 0 Fluminense

Washington (Ponte Preta)
21/3/2001
Ponte Preta 8 x 1 Castanhal-PA

Zé Carlos (Guarani)
22/3/2001
Guarani 4 x 1 Caxias-RS

Washington (Ponte Preta)
23/5/2001
Ponte Preta 5 x 2 Fortaleza

Gil Baiano (Brasiliense)
6/4/2002
Brasiliense 4 x 1 Confiança-SE

Luís Fabiano (São Paulo)
12/3/2003
São Paulo 6 x 0 São Raimundo-AM

Fred (Cruzeiro)
16/2/2005
Sergipe 0 x 7 Cruzeiro

Perea (Grêmio)
27/2/2008
Grêmio 6 x 0 Grêmio Jaciara-MT

Rafael Moura (Goiás)
31/3/2010
Goiás 7 x 0 São José-AP

Adriano (Palmeiras)
2/3/2011
Palmeiras 5 x 1 Comercial-MT
.
.

Já o Atlético-MG aplicou a maior goleada nessa edição da Copa do Brasil, ao bater o IAPE por 8 x 1, na Arena Jacaré. Dessa forma, o Galo manteve sua posição de ser o clube com o maior número de gols na história da Copa do Brasil. Até hoje, foram 259 gols em 122 partidas. O Vasco e Flamengo, com 246 gols, vêm na sequência. A goleada de 8 x 1 do Atlético-MG entrou para a lista das maiores da história da competição. O próprio Atlético-MG, aliás, é o recordista, com o 11 x 0 aplicado em 1991.

Veja a lista das maiores goleadas na história da Copa do Brasil e mais abaixo as goleadas que o Galo já deu na competição:

4/3/1991 – Atlético-MG 11 x 0 Caiçara-PI
28/3/2001 – São Paulo 10 x 0 Botafogo-PB
10/3/2010 – Santos 10 x 0 Naviraiense-MS
24/3/1993 – Internacional 9 x 1 Ji-Paraná-RO
28/4/1995 – Flamengo 8 x 0 Kaburé-TO
5/3/1996 – Sergipe-SE 0 x 8 Palmeiras
4/3/1997 – Portuguesa 8 x 0 Kaburé-TO
10/2/1998 – Vasco 8 x 0 Picos-PI
15/3/2000 – Interporto-TO 0 x 8 Bahia
21/3/2001 – Castanhal-PA 1 x 8 Ponte Preta
2/5/2001 – Flamengo-PI 1 x 8 Corinthians
14/4/2010 – Santos 8 x 1 Guarani
2/3/2011 – Atlético-MG 8 x 1 IAPE-MA

22/7/1989 – Atlético-MG 7 x 0 América-RN
27/2/2008 – Palmas-TO 0 x 7 Atlético-MG
26/2/1998 – Alvorada-TO 0 x 7 Atlético-MG
10/3/2010 – Juventus-AC 0 x 7 Atlético-MG
1/4/2010 – Atlético-MG 6 x 0 Chapecoense-SC
2/3/2005 – Atlético-MG 6 x 0 Estrela do Norte-ES
21/3/2001 – Operário-MS 0 x 6 Atlético-MG
18/2/2009 – Itabaiana-SE 0 x 5 Atlético-MG
27/6/1990 – Atlético-MG 5 x 0 Vila Nova-GO
3/3/2004 – Atlético-MG 5 x 1 Catuense-BA
10/2/1998 – Atlético-MG 5 x 1 Avaí
19/4/2003 – Atlético-MG 4 x 0 CSA
26/3/2003 – Atlético-MG 4 x 0 Caldense-MG
.

.

Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 4 de janeiro de 2011 Estatísticas, Futebol Europeu, História | 00:19

Xavi e os recordistas de jogos dos grandes clubes

Compartilhe: Twitter

O meia espanhol Xavi Hernández alcançou um grande feito nessa última rodada do Campeonato Espanhol. Aos 30 anos, o jogador chegou a marca de 549 jogos com a camisa do Barcelona e igualou o recorde de Migueli, então o jogador que mais atuou pelo clube na história. O recorde de Xavi aconteceu na vitória do Barcelona sobre o Levante, no último domingo (dia 2/1). Antes da partida, o campeão mundial recebeu um abraço de Migueli e foi homenageado com uma grande faixa, carregada pelos companheiros de time, que dizia em catalão “Xavi t’estimmem” (“Xavi te adoramos”).

No Barcelona desde os 11 anos de idade, Xavi vive o auge de sua carreira e está na luta para conquistar o prêmio de melhor jogador do mundo pela Fifa na próxima segunda-feira, dia 10. Xavi concorre com os companheiros de Barcelona Andrés Iniesta e Lionel Messi.

Com 549 jogos, Xavi deverá aumentar sua marca de jogos pelo Barcelona, já que deverá atuar pelo clube espanhol tranquilamente por pelo menos mais duas ou três temporadas. Segundo o técnico Guardiola, o jogador tem tudo para superar a marca de 700 jogos pelo clube.

Além de Xavi, outros craques em atividade detém o recorde de participações pelos grandes clubes do planeta, como o galês Ryan Giggs, que aos 38 anos tem 853 jogos pelo Manchester United-ING, os italianos Alessandro Del Piero (Juventus) e Francesco Totti (Roma), além de Rogério Ceni, do São Paulo. Na Itália, o argentino Zanetti está próximo do recorde de Bergomi. Com 721 jogos, Zanetti está a apenas 37 partidas do recorde.

Confira abaixo a lista dos jogadores que mais atuaram pelos grandes clubes do mundo, incluindo os 12 maiores do Brasil.

Clube Jogador Posição Jogos Período
Milan-ITA Maldini zagueiro/lateral-esquerdo 902 1985-2009
Liverpool-ING Ian Callaghan meia 857 1960-1978
Manchester United-ING Giggs atacante 853 desde 1991
Benfica-POR Nené atacante 802 1968-1986
Chelsea-ING Ron Harris zagueiro 795 1961-1980
Real Madrid-ESP Raúl atacante 759 2003-2010
Internazionale-ITA Bergomi zagueiro 758 1980-1999
Sporting-POR Vítor Damas goleiro 743 1966-1976 e 1984-1989
Arsenal-ING David O’Leary zagueiro 722 1975-1993
Juventus-ITA Del Piero atacante 648 desde 1993
PSV Eindhoven-HOL Van der Kuylen meia 648 1964-1981
Bayern Munique-ALE Sepp Maier goleiro 623 1962-1979
Roma-ITA Totti atacante 590 desde 1992
Barcelona-ESP Xavi meia 549 desde 1998
Barcelona-ESP Migueli zagueiro 549 1973-1988
Atlético de Madri-ESP Adelardo Rodríguez meia 548 1959-1976
Lyon-FRA Serge Chiesa meia 541 1969-1983
Porto-POR João Pinto lateral-direito 512 1981-1997
Ajax-HOL Sjaak Swart atacante 463 1956-1973
Olymp. de Marselha-FRA Roger Scotti meia 451 1942-1958
River Plate-ARG Amadeo Carrizo goleiro 520 1945-1968
Boca Juniors-ARG Roberto Mouzo zagueiro 426 1971-1984
Clube Jogador Posição Jogos Período
Santos Pelé atacante 1115 1956-1974
Vasco Roberto Dinamite atacante 1110 70-79, 80-89, 90 e 92-93
São Paulo Rogério Ceni goleiro 943 desde 1993
Palmeiras Ademir da Guia meia 941 1962-1977
Flamengo Júnior lateral-esquerdo/volante 874 1974-84 e 89-93
Corinthians Wladimir lateral-esquerdo 806 1972-87
Internacional Valdomiro atacante 803 1968-80 e 82
Botafogo Nilton Santos lateral-esquerdo 723 1948-64
Fluminense Castilho goleiro 696 1946-64
Atlético-MG João Leite goleiro 684 1976-88 e 91-92
Cruzeiro Zé Carlos meia 619 1966-77
Grêmio* Danrlei goleiro 594 1993-2003
* Desde 1970

.

Autor: Tags: , , ,

sexta-feira, 12 de junho de 2009 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 14:34

Os recordistas de jogos na história do Brasileirão

Compartilhe: Twitter

O goleiro Clemer, 40 anos, deverá voltar ao Internacional depois de um longo período de inatividade. Desde outubro de 2008, o experiente goleiro não joga pelo Colorado. Recuperado de lesão, Clemer será relacionado pelo técnico Tite para ficar no banco. Com a expulsão do titular Lauro, no último jogo contra o Cruzeiro, o reserva Michel Alves deverá ser o titular contra Vitória, no próximo domingo.

Caso Clemer entre em campo, ele poderá atingir uma marca histórica no Brasileirão. Com 368 jogos, o goleiro está a apenas um de igualar os dois jogadores que mais disputaram partidas na história da competição: Zinho e Rogério Ceni, que têm 369 jogos cada. Clemer, desde 1994, já disputou 15 edições por cinco clubes diferentes: Remo, Goiás, Portuguesa, Flamengo e Inter.

Dos 20 jogadores que mais atuaram, sete estão em atividade: Clemer, Rogério Ceni, Ramon, Harlei, Danrlei, Flávio e Mineiro. Desses, porém, apenas os goleiros Clemer, Rogério e Harlei e meia Ramon estão disputando o Brasileirão.

Confira abaixo a lista dos recordistas de jogos desde 1971 no Campeonato Brasileiro.

Jogador Posição Jogos
Período
Zinho Meia 369
86-04
Rogério Ceni Goleiro 369
93-08
Clemer Goleiro 368
94-09
Cléber Zagueiro 338
90-06
Ramon Meia 332
89-09
Wladimir Lateral-esquerdo 330
73-89
Roberto Dinamite Atacante 326
71-92
Edmundo Atacante 315
92-08
Eduardo Amorim Meia 301
89-93
Velloso Goleiro 301
89-93
11° Tarciso Atacante 300
71-87
12º Harlei Goleiro 299
00-09
13° Danrlei Goleiro 297
93-05
14º Flávio Goleiro 294
97-04
15º Paulo Isidoro Meia 283
75-90
16º Leão Goleiro 279
71-85
17º Mauro Galvão Zagueiro 270
79-01
18º Wilson Gottardo Zagueiro 276
83-99
19º
Paulo Roberto Costa Lateral-esquerdo 273
81-97
20º Mineiro Volante 266
97-06
Autor: Tags: , ,