Publicidade

Posts com a Tag Rogério Ceni

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012 Goleiros | 19:14

O São Paulo sem Rogério Ceni

Compartilhe: Twitter

Maior ídolo são-paulino dos últimos 15 anos, o goleiro Rogério Ceni terá mesmo que operar o ombro e poderá ficar até seis meses longe dos gramados. Aos 39 anos, o goleiro deverá passar seu maior período afastado do time desde que virou titular, no início de 1997. Desde então, sua lesão mais grave ocorreu em 2009, quando fraturou o tornozelo esquerdo e passou quatro meses sem jogar pelo Tricolor.

Jogador com mais partidas pela história do clube (1016 jogos), Ceni verá um reserva tomar sua posição pela primeira vez em um semestre inteiro nos últimos 15 anos. A torcida são-paulina, acostumada a ver seu capitão e camisa 1 no gol da equipe desde 1997, terá agora que se acostumar com a nova realidade. Afinal, Ceni está próximo do final de sua brilhante carreira e sua volta será uma incógnita, tanto fisicamente, quanto tecnicamente.

Desde 1997, além de Ceni, passaram apenas oito goleiros pelo meta são-paulina. De todos esses, nenhum conseguiu fazer sombra ao goleiro recordista de gols na história do futebol. Alguns até sofreram muito quando precisaram substituir Rogério Ceni. Em 1998, Roger participou da goleada sofrida por 7 x 2 para a Portuguesa, no Brasileirão. No ano seguinte, foi a vez de Paulo Sérgio perder sua chance de continuar no clube após a goleada sofrida por 4 x 1 para o Atlético-PR. Mas o pior, talvez, tenha sido Alencar. Em 2000, jogou na derrota do São Paulo por 4 x 2 diante do San Lorenzo, na Mercosul, depois na goleada de 5 x 1 para o Vitória, no Brasileiro.  Porém, sua pior atuação foi no 7 x 1 contra o Vasco, quando entrou na partida aos 8 minutos do primeiro tempo, após Ceni ter sido expulso. Recentemente, Bosco figurou por muito tempo no banco. Quando entrava, não comprometia muito. Mas sua imagem ficou arranhada na semifinal do Paulista de 2009, quando levou um gol de Ronaldo.

A bola da vez agora será o goleiro Denis, no clube desde 2009. Apesar de participar da eliminação do Tricolor na Libertadores de 2009, o goleiro não ficou marcado por atuações ruins, como seus antecessores. Há rumores de quem um novo goleiro poderá ser contratado (Rafael, ex-Santos e Avaí, talvez).

Relembre aqui os reservas de Rogério Ceni nos últimos 15 anos:

Goleiro Período Jogos Gols sofridos Média
Paulo Sérgio de Rezende 1997/99 5 -10 -2,00
Roger José de Noronha Silva 1997/05 49 -64 -1,31
Francisco de Paulo Alencar Filho 2000/01 5 -18 -3,60
Flávio Roberto Kretzer 2004/05 4 -7 -1,75
Mateus Versolato Júnior 2004 1 0 0,00
João Bosco de Freitas Chaves 2006/09 41 -39 -0,95
Fabiano Ribeiro de Freitas 2007 1 -1 -1,00
Denis César de Matos 2009/12 24 -28 -1,17
Autor: Tags: ,

terça-feira, 25 de outubro de 2011 Campeonatos Estaduais, Goleiros | 18:06

Ceni supera Neymar em números de jogos na temporada

Compartilhe: Twitter

Titular em todos os jogos do São Paulo na temporada de 2011, o goleiro Rogério Ceni, aos 38 anos, disputará nessa semana seu 63º jogo pelo tricolor no ano. Dois a mais do que o santista Neymar, que já entrou em campo 61 vezes no ano pelo seu clube, pela Seleção Brasileira principal e pela Seleção Brasileira Sub-20.

Em 2010, Ceni foi titular em 70 dos 71 jogos do Tricolor na temporada. Apenas na segunda partida do ano, pela segunda rodada do Campeonato Paulista, contra o Mirassol, Ceni não jogou (Bosco atuou). Sendo assim, o veterano goleiro vem com uma incrível sequência consecutiva de 131 jogos como titular.

Nesse Brasileirão, Ceni foi substituído apenas uma vez, na estreia, contra o Fluminense, quando sentiu uma pequena lesão e foi substituído no intervalo por Dênis. No Campeonato Brasileiro, apenas outros dois goleiros também atuaram em todas as 31 partidas até agora: Fernando Prass, do Vasco, e Márcio, do Atlético-GO. Fernando Prass, em 2011, já participou de 62 jogos e também irá para o seu 63º se jogar contra o Aurora, nessa semana.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 13 de outubro de 2011 Campeonato Brasileiro, História | 12:02

Os jogadores com mais de 100 jogos pelos grandes do Brasil

Compartilhe: Twitter

Nos últimos jogos do Brasileirão, alguns jogadores alcançaram marcas importantes em relação ao número de partidas em seus respectivos clubes. Ontem, por exemplo, o goleiro Júlio César chegou a marca de 100 jogos com a camisa do Corinthians. Entre os 12 grandes clubes do país, 60 jogadores já chegaram ou ultrapassaram essa marca de 100 jogos.

Santos e Inter são os dois clubes que contam com mais jogadores velhos de casa. No Colorado, são dez jogadores que já vestiram a camisa do time gaúcho por mais de 100 vezes. Já no Santos, são nove, incluindo Neymar e Ganso. Entre esses 60 jogadores, quem mais vezes vestiu a camisa foi o goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, com 1.007 partidas, seguido por outros goleiros: Marcos, do Palmeiras (530 jogos), e Fábio, do Cruzeiro (414 jogos). Entre os jogadores de linha, destacam-se os laterais Léo, do Santos (395 jogos) e Léo Moura, do Flamengo (358), além dos meias Felipe (320) e Juninho Pernambucano (312), do Vasco, e dos zagueiros Índio (311) e Bolívar (300), todos na casa dos trezentos jogos.

Outros três jogadores estão próximos também de alcançar a marca de 100 jogos nesse Brasileirão: Danilo (Corinthians), Rafael (Santos) e Dedé (Vasco). Confira abaixo a lista dos jogadores em atividade com mais partidas nos 12 maiores clubes do Brasil:

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

..

.

.

.

.

.

.

.

.

Autor: Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

quarta-feira, 21 de setembro de 2011 Campeonato Brasileiro, Confrontos, História | 09:36

No Morumbi, Corinthians não perde há 7 partidas para o São Paulo

Compartilhe: Twitter

Clássico que vale a liderança provisória do Brasileirão (o Vasco só joga amanhã), São Paulo x Corinthians contará com outros grandes atrativos. Além da velha rivalidade do Majestoso, disputado pela primeira vez em 1936, o jogo de hoje à noite traz um clima de revanche, mas pelo lado são-paulino. O Corinthians, apesar da vantagem no confronto direito, vem em má fase (perdeu cinco dos últimos sete jogos), luta para voltar ao topo da liderança e não perder mais um técnico após um clássico contra o São Paulo.

O jogo de hoje será o 292º na história entre os dois clubes (veja aqui a lista dos jogos). Até agora, o Corinthians leva boa vantagem, com 112 vitórias, 92 empates e 88 derrotas. O alvinegro marcou 430 gols e levou 392 do Tricolor. Recentemente, os dois clubes conseguiram manter bons tabus. Entre 2003 e 2007, o São Paulo ficou 13 jogos sem perder para o rival. Já entre 2007 e 2010, foi a vez do Corinthians ficar 10 jogos invicto no clássico. Esse tabu, porém, foi quebrado esse ano, no Paulistão, quando o São Paulo venceu por 2 x 1, em Barueri, no jogo que marcou o gol 100 na carreira de Rogério Ceni.

O goleiro aliás, tem também um retrospecto negativo diante do Corinthians. Em 52 jogos, ganhou 17, perdeu 20 e empatou outros 15, levando 79 gols. O Corinthians é, justamente, o clube que mais marcou gols em Rogério Ceni.

Pelo Brasileirão, o Corinthians também leva a melhor em 47 jogos com 18 vitórias, 18 empates e 11 derrotas (51 gols a favor e 42 gols contra). Além disso, carrega uma invencilibidade de 8 jogos sem derrota para o São Paulo na competição (5 vitórias e 3 empates no período). A última vitória são-paulina no clássico, pelo Brasileirão, foi no dia 7/5/2006, quando venceu por 3 x 1 em São José do Rio Preto.

No último confronto entre as equipes, pelo Brasileiro, o Corinthians acabou goleando o São Paulo por 5 x 0, no Pacaembu, na maior goleada alvinegra na história do clássico, repetindo o placar de 1996, pelo Paulistão. Pelo lado são-paulino, a maior vitória também aconteceu em Brasileiros. Foi em 2005, quando o time bateu o Corinthians por 5 x 1, no Pacaembu. Naquele jogo, o árbitro era Wilson Luiz Seneme, o mesmo de hoje. Seneme esteve presente também na vitória do Corinthians por 3 x 0, no primeiro turno de 2010, no Pacaembu; na vitória corintiana por 2 x 0, na semifinal do Paulista, no Morumbi, que garantiu o alvinegro da final daquele ano; e também na vitória do Corinthians por 4 x 3, no Paulistão de 2010.

A goleada de 5 x 1 do São Paulo de 2005, aliás, causou a queda do técnico argentino Daniel Passarella. E derrubar técnicos do Corinthians vem sendo um especialidade do Tricolor. Na história, já foram 15 após o Majestoso. O último deles Ademar Braga, em 2006. Até o técnico Tite, que vem sendo alvo da crítica dos torcedores pelos maus resultados, já caiu após perder um clássico para o São Paulo. No início de 2005, pelo Paulistão, Tite foi demitido após a derrota por 1 x 0, com gol de Danilo, hoje reserva do Corinthians.

No Morumbi, palco do jogaço de hoje, as equipes já se enfrentaram 131 vezes, com 46 vitórias do Corinthians, 51 empates e 34 vitórias do time da casa. Atualmente, o Corinthians mantém um tabu de sete jogos sem derrota para o São Paulo no Cícero Pompeu de Toledo. A última vitória do São Paulo, no Morumbi, foi no Paulistão de 2007, quando venceu por 3 x 1. Desde então, foram três vitórias do Corinthians e quatro empates. No último jogo no Morumbi, pelo Brasileirão de 2010, o Corinthians venceu por 2 x 0, com gols de Elias e Dentinho.

O Morumbi também foi palco de algumas decisões entre Corinthians em São Paulo. Pelo Paulistão, o São Paulo foi campeão sobre o rival em 1987, 1991 e 1998. Já o Corinthians faturou o Estadual de 1982, 1983, 1997 e 2003 em cima do rival, além do Torneio Rio-São Paulo de 2002 e o Brasileirão de 1990. O alvinegro também levou a melhor em algumas semifinais, como no Paulista de 1999 e 2009, além da Copa do Brasil de 2002.

Entre os jogadores que disputarão o clássico hoje, quatro deles, pelo lado corintiano, já marcaram gol no clássico: Chicão (que deve começar no banco), Danilo, Jorge Henrique e Liédson. O Levezinho, aliás, foi o grande destaque no último confronto, quando fez 3 gols. O atacante, aliás, fez também um na final do Paulista de 2003. Já pelo lado são-paulino, Rogério Ceni já marcou três gols no rival, sendo dois de pênalti e um de falta. Luís Fabiano, que pode ser a surpresa do Tricolor hoje à noite, fez dois gols nessa final de 2003 também, um em cada derrota por 3 x 2. Outros que também já marcaram foram Dagoberto (dois gols) e Jean (um).

Outra curiosidade é que no elenco do Corinthians três jogadores já defenderam o São Paulo: o lateral-esquerdo Fábio Santos e o atacante Adriano (fora do clássico de hoje por lesões) e o meia Danilo (que deve começar no banco). Já no São Paulo, além do técnico Adílson Batista, apenas apenas Rivaldo defendeu o Corinthians no profissional. Lucas, só jogou por lá nas categorias de base, quando ainda era chamado de Marcelinho.

Autor: Tags: , , , , ,

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011 Campeonatos Estaduais, Confrontos, Estatísticas, História | 10:59

Nos números, vantagem para o São Paulo diante do Palmeiras

Compartilhe: Twitter

São Paulo e Palmeiras se enfrentarão no próximo domingo pela 10ª rodada do Paulistão. Líder do campeonato, o time do técnico Felipão terá uma difícil missão pela frente: bater o São Paulo, rival indigesto nos últimos anos, em pleno Morumbi.

Desde 2002, quando venceu por 4 x 2, com direito a uma golaço de Alex, o Palmeiras não vence o tricolor no Morumbi. Esse jejum de vitórias alviverdes já chega a 16 partidas (11 vitórias são-paulinas e 5 empates).

Historicamente, o retrospecto também favorece o São Paulo no Choque-Rei. Em 283 confrontos, foram 100 vitórias do São Paulo, contra 93 do Palmeiras e 90 empates. Nos últimos anos, o tricolor também tem levado a melhor. Desde o 4 x 2 de 2002, já foram realizados 31 jogos. Desses, o Palmeiras venceu apenas 6, contra 15 do São Paulo. Dessa forma, passou a ser o “freguês” do confronto.

Além do jejum no Morumbi, o Palmeiras tem também um retrospecto negativo no estádio contra o São Paulo. Em 110 jogos, foram 46 vitórias dos donos da casa, contra 25 do Palmeiras e 39 empates.

Outra vantagem são-paulina nesse confronto acontece na história do Paulistão. Até hoje, em 153 partidas, foram 65 vitórias do São Paulo contra 43 do Palmeiras e 42 empates.

Quem também tem um bom desempenho contra o Palmeiras, na história do clássico, é Rogério Ceni. O goleiro participou de 47 jogos contra o rival, venceu 22, empatou 11 e perdeu 14. O Palmeiras é também o clube que o goleiro mais marcou gols na carreira (7 no total).

O goleiro Marcos, que é dúvida para o clássico, já disputou o clássico 25 vezes, com 6 vitórias do Palmeiras, 8 empates e 11 vitórias do São Paulo.

Já o técnico Luiz Felipe Scolari também não leva vantagem nesse confronto. Em 13 jogos, venceu 3, empatou 2 e perdeu 8 deles.

Clique aqui para ver a lista de jogos entre Palmeiras e São Paulo na história.

.

.

Autor: Tags: , , , , , , ,

terça-feira, 4 de janeiro de 2011 Estatísticas, Futebol Europeu, História | 00:19

Xavi e os recordistas de jogos dos grandes clubes

Compartilhe: Twitter

O meia espanhol Xavi Hernández alcançou um grande feito nessa última rodada do Campeonato Espanhol. Aos 30 anos, o jogador chegou a marca de 549 jogos com a camisa do Barcelona e igualou o recorde de Migueli, então o jogador que mais atuou pelo clube na história. O recorde de Xavi aconteceu na vitória do Barcelona sobre o Levante, no último domingo (dia 2/1). Antes da partida, o campeão mundial recebeu um abraço de Migueli e foi homenageado com uma grande faixa, carregada pelos companheiros de time, que dizia em catalão “Xavi t’estimmem” (“Xavi te adoramos”).

No Barcelona desde os 11 anos de idade, Xavi vive o auge de sua carreira e está na luta para conquistar o prêmio de melhor jogador do mundo pela Fifa na próxima segunda-feira, dia 10. Xavi concorre com os companheiros de Barcelona Andrés Iniesta e Lionel Messi.

Com 549 jogos, Xavi deverá aumentar sua marca de jogos pelo Barcelona, já que deverá atuar pelo clube espanhol tranquilamente por pelo menos mais duas ou três temporadas. Segundo o técnico Guardiola, o jogador tem tudo para superar a marca de 700 jogos pelo clube.

Além de Xavi, outros craques em atividade detém o recorde de participações pelos grandes clubes do planeta, como o galês Ryan Giggs, que aos 38 anos tem 853 jogos pelo Manchester United-ING, os italianos Alessandro Del Piero (Juventus) e Francesco Totti (Roma), além de Rogério Ceni, do São Paulo. Na Itália, o argentino Zanetti está próximo do recorde de Bergomi. Com 721 jogos, Zanetti está a apenas 37 partidas do recorde.

Confira abaixo a lista dos jogadores que mais atuaram pelos grandes clubes do mundo, incluindo os 12 maiores do Brasil.

Clube Jogador Posição Jogos Período
Milan-ITA Maldini zagueiro/lateral-esquerdo 902 1985-2009
Liverpool-ING Ian Callaghan meia 857 1960-1978
Manchester United-ING Giggs atacante 853 desde 1991
Benfica-POR Nené atacante 802 1968-1986
Chelsea-ING Ron Harris zagueiro 795 1961-1980
Real Madrid-ESP Raúl atacante 759 2003-2010
Internazionale-ITA Bergomi zagueiro 758 1980-1999
Sporting-POR Vítor Damas goleiro 743 1966-1976 e 1984-1989
Arsenal-ING David O’Leary zagueiro 722 1975-1993
Juventus-ITA Del Piero atacante 648 desde 1993
PSV Eindhoven-HOL Van der Kuylen meia 648 1964-1981
Bayern Munique-ALE Sepp Maier goleiro 623 1962-1979
Roma-ITA Totti atacante 590 desde 1992
Barcelona-ESP Xavi meia 549 desde 1998
Barcelona-ESP Migueli zagueiro 549 1973-1988
Atlético de Madri-ESP Adelardo Rodríguez meia 548 1959-1976
Lyon-FRA Serge Chiesa meia 541 1969-1983
Porto-POR João Pinto lateral-direito 512 1981-1997
Ajax-HOL Sjaak Swart atacante 463 1956-1973
Olymp. de Marselha-FRA Roger Scotti meia 451 1942-1958
River Plate-ARG Amadeo Carrizo goleiro 520 1945-1968
Boca Juniors-ARG Roberto Mouzo zagueiro 426 1971-1984
Clube Jogador Posição Jogos Período
Santos Pelé atacante 1115 1956-1974
Vasco Roberto Dinamite atacante 1110 70-79, 80-89, 90 e 92-93
São Paulo Rogério Ceni goleiro 943 desde 1993
Palmeiras Ademir da Guia meia 941 1962-1977
Flamengo Júnior lateral-esquerdo/volante 874 1974-84 e 89-93
Corinthians Wladimir lateral-esquerdo 806 1972-87
Internacional Valdomiro atacante 803 1968-80 e 82
Botafogo Nilton Santos lateral-esquerdo 723 1948-64
Fluminense Castilho goleiro 696 1946-64
Atlético-MG João Leite goleiro 684 1976-88 e 91-92
Cruzeiro Zé Carlos meia 619 1966-77
Grêmio* Danrlei goleiro 594 1993-2003
* Desde 1970

.

Autor: Tags: , , ,

quinta-feira, 21 de outubro de 2010 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, História | 09:53

Conca, Ceni e Prass jogaram todas no Brasileirão

Compartilhe: Twitter

Depois de 30 rodadas, apenas três jogadores conseguiram a proeza de jogar todas as partidas do Brasileirão: o meia Darío Conca (Fluminense) e os goleiros Fernando Prass (Vasco) e Rogério Ceni (São Paulo). O argentino Conca, em seu quarto Brasileirão, vem mantendo a boa média das temporadas anteriores. Em 2007, pelo Vasco, disputou 30 partidas das 38 partidas. Em 2008, já pelo Flu, também fez 30 jogos em 38 rodadas. No ano passado, também pelo tricolor carioca, disputou 36 jogos, ficando de fora de apenas dois.

Já Rogério Ceni, que em 2009 jogou apenas 16 rodadas do Brasileirão devido a uma contusão, participou de todos os jogos do São Paulo no campeonato, repetindo o feito que conseguiu apenas uma vez em 16 edições disputadas. Em 1997, Ceni jogou todas as 25 partidas do tricolor no Brasileirão.Vale lembrar que o São Paulo é o recordista de jogos na história do Campeonato Brasileiro, hoje com 412 partidas.

Já o goleiro Fernando Prass, que chegou ao 100º jogo pelo Vasco recentemente, disputou em 2009 36 das 38 rodadas da Série B pelo clube. Anteriormente, pelo Coritiba, Prass também disputou quase todas as partidas do time paranaense no Brasileirão. Em 2002, disputou todas as 25 partidas do time na Série A. Em 2003, disputou 42 das 46 rodadas. Já em 2004, fez 40 partidas em 46 rodadas pelo Coritiba.

Veja quem mais atuou em cada edição do Brasileiro na era dos pontos corridos:

Brasileiro 2003
Jogador Posição Clube Jogos
Édson Bastos Goleiro Figueirense 46
Wagner Atacante Guarani 46
Sílvio Luiz Goleiro São Caetano 46
Brasileiro 2004
Jogador Posição Clube Jogos
Diego Goleiro Atlético-PR 45
Almir Atacante Botafogo 45
Jean Goleiro Guarani 45
Lauro Goleiro Ponte Preta 45
Brasileiro 2005
Jogador Posição Clube Jogos
Diego Goleiro Flamengo 42
Kleber Goleiro Fluminense 42
Harlei Goleiro Goiás 42
Brasileiro 2006
Jogador Posição Clube Jogos
André Goleiro Juventude 38
Andrey Goleiro Figueirense 37
Marquinhos Paraná Meia Figueirense 37
Brasileiro 2007
Jogador Posição Clube Jogos
Harlei Goleiro Goiás 38
Michel Alves Goleiro Juventude 38
Diego Cavalieri Goleiro Palmeiras 38
Brasileiro 2008
Jogador Posição Clube Jogos
Fábio Goleiro Cruzeiro 38
Harlei Goleiro Goiás 38
Victor Goleiro Grêmio 38
Brasileiro 2009
Jogador Posição Clube Jogos
Harlei Goleiro Goiás 38
Brasileiro 2010
Jogador Posição Clube Jogos
Conca Meia Fluminense 30
Fernando Prass Goleiro Vasco 30
Riogério Ceni Goleiro São Paulo 30

.

Autor: Tags: , , , ,

segunda-feira, 20 de setembro de 2010 Campeonato Brasileiro, Estatísticas, Goleiros, História | 12:33

Viáfara entra para a lista dos goleiros-artilheiros em Brasileiros

Compartilhe: Twitter

O goleiro colombiano Viáfara, do Vitória, marcou o primeiro gol da vitória do seu clube diante do Atlético-MG, ontem, por 3 x 2, e entrou para a história do Brasileirão. Ao marcar o gol de pênalti, aos 4 minutos de jogo, Viáfara entrou para o seleto grupo de goleiros artilheiros na história da competição. Até hoje, apenas nove goleiros marcaram gols no Brasileirão, desde 1971. O são-paulino Rogério Ceni, com 43 gols, segue muito a frente dos demais. Além dele, apenas um goleiro também marcou mais de um gol em brasileiro: Ortiz, ex-Atlético-MG.

Outros goleiros que estão disputando o Brasileirão também já marcaram gols na carreira, porém em outras competições, como Tiago, do Vasco, que já marcou pela Copa do Brasil, Série B, Carioca e Paulista da Série A-2, além de Márcio, do Atlético-GO, que marcou três gols na Copa do Brasil desse ano, além de Harlei, do Goiás.

Confira abaixo a lista dos goleiros artilheiros em Brasileiro e lista de gols de cada um:

Goleiro Gols Partidas
Período Clubes
Rogério Ceni 43 403 1993-2010 São Paulo
Ortiz 2 41 1976-1978 Atlético-MG e Comercial-SP
Bruno 1 158 2005-2010 Atlético-MG e Flamengo
Eduardo 1 140 2002-2009 Grêmio, Brasiliense, Náutico e Atlético-MG
Lauro 1 173 2001-2010 Cruzeiro, Ponte Preta e Internacional
Régis 1 201 1986-1999 Paraná, Vasco, Coritiba e América-RJ
Saja 1 30 2007 Grêmio
Serginho 1 102 1977-1989 Goiás, Botafogo-PB, Inter-SP, Portuguesa e Vila Nova-GO
Viáfara 1 93 2007-2010 Vitória

x

Régis
Data Partida Gol Como
20/11/1996 Paraná 3 x 0 Santos 14/2 pênalti
Bruno
Data Partida Gol Como
23/10/2008 Flamengo 5 x 0 Coritiba 47/2 pênalti
Eduardo
Data Partida Gol Como
23/07/2003 Atlético-MG 2 x 1 Juventude 46/2 cabeça
Lauro
Data Partida Gol Como
03/08/2003 Ponte Preta 1 x 1 Flamengo 52/2 cabeça
Ortiz
Data Partida Gol Como
07/11/1976 Atlético-MG 4 x 1 CRB 15/2 pênalti
25/11/1976 Vasco 0 x 4 Atlético-MG 29/1 pênalti
Saja
Data Partida Gol Como
03/11/2007 Grêmio 1 x 2 Figueirense 40/1 pênalti
Serginho
Data Partida Gol Como
15/11/1979 Vila Nova 2 x 2 Fluminense 19/2 pênalti
Viáfara
Data Partida Gol Como
19/09/2010 Atlético-MG 2 x 3 Vitória 4/1 pênalti
Rogério Ceni
Data Partida Gol Como
13/09/1997 São Paulo 2 x 2 Botafogo 4/1 falta
09/11/1997 São Paulo 4 x 4 Paraná 21/2 falta
03/11/1999 São Paulo 1 x 0 Ponte Preta 29/1 falta
17/09/2000 São Paulo 2 x 0 Portuguesa 41/2 pênalti
04/10/2000 São Paulo 1 x 1 Grêmio 47/1 falta
17/10/2000 São Paulo 1 x 1 Internacional 3/2 falta
26/10/2002 Portuguesa 1 x 3 São Paulo 29/1 falta
20/04/2003 São Paulo 3 x 1 Vasco 42/2 falta
21/09/2003 São Paulo 2 x 2 Atlético-MG 24/1 falta
16/05/2004 São Paulo 2 x 2 Paraná 1/2 falta
17/07/2004 São Paulo 2 x 1 Figueirense 12/1, 27/2 pênalti e falta
08/05/2005 Corinthians 1 x 5 São Paulo 3/1 pênalti
28/05/2005 São Paulo 1 x 1 Cruzeiro 43/1 pênalti
12/06/2005 Paysandu 2 x 2 São Paulo 19/1 falta
20/07/2005 Brasiliense 3 x 3 São Paulo 7/2 falta
28/08/2005 Paraná 0 x 4 São Paulo 31/1 falta
11/09/2005 Coritiba 1 x 4 São Paulo 20/1 pênalti
18/09/2005 São Paulo 4 x 2 Vasco 48/2 pênalti
21/09/2005 Cruzeiro 2 x 3 São Paulo 26/2 pênalti
02/11/2005 São Paulo 2 x 2 Atlético-MG 9/2 falta
04/12/2005 São Paulo 3 x 1 Atlético-PR 34/1 falta
16/04/2006 São Paulo 1 x 0 Flamengo 31/1 pênalti
29/04/2006 São Paulo 4 x 0 Santa Cruz 30/2 falta
20/08/2006 Cruzeiro 2 x 2 São Paulo 42/1, 15/2 bola rolando e pênalti
03/09/2006 Santa Cruz 1 x 3 São Paulo 25/1 falta
04/10/2006 São Paulo 5 x 1 Vasco 18/2 falta
02/11/2006 São Paulo 1 x 1 Ponte Preta 30/2 pênalti
26/11/2006 São Paulo 2 x 0 Cruzeiro 12/2 falta
12/05/2007 São Paulo 2 x 0 Goiás 35/1 pênalti
03/06/2007 Paraná 0 x 1 São Paulo 31/2 pênalti
03/07/2007 São Paulo 1 x 0 Internacional 12/2 pênalti
26/07/2007 São Paulo 3 x 1 Sport 12/2 falta
26/08/2007 São Paulo 5 x 0 Náutico 20/2 pênalti
28/10/2007 Sport 1 x 2 São Paulo 36/2 falta
11/11/2007 São Paulo 1 x 0 Grêmio 6/2 pênalti
20/07/2008 São Paulo 2 x 1 Botafogo 34/1 pênalti
03/08/2008 São Paulo 4 x 0 Vasco 24/2, 44/2 falta
19/10/2008 Palmeiras 2 x 2 São Paulo 6/1 pênalti
25/10/2009 Santos 3 x 4 São Paulo 23/2 falta
06/12/2009 São Paulo 4 x 0 Sport 7/2 falta
29/08/2010 Fluminense 2 x 2 São Paulo 34/1 falta

a

Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 8 de setembro de 2010 Estatísticas, História | 15:29

Ceni e os recordistas de casa na atualidade

Compartilhe: Twitter

O goleiro Rogério Ceni foi homenageado pelo São Paulo nessa semana por completar 20 anos de clube. O feito é raro, principalmente para um jogador de ponta. Porém, não é exclusividade do goleiro do Tricolor. O zagueiro Bailie, do Linfield, da Irlanda do Norte, é o recordista de tempo em um único clube na atualidade com 24 anos e 2 meses na mesma equipe.

Ceni é o segundo na lista, que tem logo na sequência o galês Ryan Giggs, supercampeão pelo Manchester United. O clube inglês, aliás, conta com três velhos de casa. Além de Giggs, estão lá há muito tempo o volante Scholes e o lateral-direito Gary Neville. Entre os brasileiros, outro que figura na lista dos jogadores há mais de 14 anos em um só clube é o goleiro Marcos, que está no Palmeiras desde o início de 1992. Confira a lista completa:

Jogador Posição País Clube Idade No clube desde…
Noel Bailie Zagueiro Irlanda do Norte Linfiend-IRN 39 jul/86 (24 anos e 2 meses)
Rogério Ceni Goleiro Brasil São Paulo 37 set/90 (20 anos)
Giggs Atacante País de Gales Manchester United-ING 36 dez/90 (19 anos e 9 meses)
Rydstrom Volante Suécia Kalmar-SUE 34 jan/92 (18 anos e 8 meses)
Marcos Goleiro Brasil Palmeiras 37 jan/92 (18 anos e 8 meses)
Verbir Meia Rep. Tcheca Teplice-TCH 37 jul/92 (18 anos e 2 meses)
Totti Atacante Itália Roma-ITA 33 jan/93 (17 anos e 8 meses)
Gary Neville Lateral-direito Inglaterra Manchester United-ING 35 jan/93 (17 anos e 8 meses)
Teruyoshi Ito Volante Japão Shimizu S-Pulse-JAP 36 jan/93 (17 anos e 8 meses)
Scholes Volante Inglaterra Manchester United-ING 35 jul/93 (17 anos e 2 meses)
Del Piero Atacante Itália Juventus-ITA 35 jul/93 (17 anos e 2 meses)
Shovkovsky Goleiro Ucrânia Dynamo Kiev-UCR 35 jul/93 (17 anos e 2 meses)
Megamadov Zagueiro Israel Maccabi Petah-ISR 36 jul/93 (17 anos e 2 meses)
Nikolov Goleiro Alemanha Eintracht Frankfurt-ALE 36 jul/93 (17 anos e 2 meses)
N. Yamada Zagueiro Japão Urawa Red Diamonds-JAP 34 jan/94 (16 anos e 8 meses)
Shimoda Goleiro Japão Sanfrecce Hiroshima-JAP 34 jan/94 (16 anos e 8 meses)
Wasta Goleiro Suécia Kalmar-SUE 34 jan/94 (16 anos e 8 meses)
Strand Meia Noruega Rosenborg-NOR 40 jan/94 (16 anos e 8 meses)
Jochumsen Goleiro Dinamarca Horsens-DIN 34 jul/94 (16 anos e 2 meses)
N. Matsuda Zagueiro Japão Yokohama F. Marinos-JAP 33 jan/95 (15 anos e 8 meses)
Lafton Zagueiro Noruega Honefoss 34 jan/95 (15 anos e 8 meses)
Satsias Volante Chipre APOEL Nicosia 34 jul/95 (15 anos e 2 meses)
Zanetti Volante Argentina Internazionale-ITA 37 jul/95 (15 anos e 2 meses)
Nordback Meia Finlânia Orebro 31 jan/96 (14 anos e 8 meses)
Hattori Lateral-esquerdo Japão Sanfrecce Hiroshima-JAP 32 jan/96 (14 anos e 8 meses)
Autor: Tags: , , , ,

domingo, 29 de agosto de 2010 Goleiros, História | 22:57

Noite de gala para Rogério Ceni no Maracanã

Compartilhe: Twitter

Aos 37 anos, o goleiro Rogério Ceni mostrou que ainda tem muita lenha para queimar. Com uma atuação de gala, Ceni marcou um gol de falta e garantiu o empate do São Paulo diante do líder Fluminense ao defender um pênalti de Washington. O gol de falta foi o 50º do goleiro em jogos oficiais e sua 24ª defesa no tempo regulamentar (Ceni defendeu ainda 15 cobranças em disputa de pênaltis).

Recordista de jogos na história do Brasileirão, Rogério Ceni ultrapassou a marca de 400 partidas na história da competição (fez hoje seu 401º jogo). O meia Zinho, o segundo da lista, fez 369 jogos. O gol de falta do goleiro, foi o 44º em Brasileiros, o primeiro no estádio Maracanã e o 90º em jogos oficiais na carreira.

Já a defesa de pênalti foi a quinta de Rogério Ceni na temporada. O goleiro, que já havia defendido uma cobrança de Washington, em 2000, quando o atacante ainda era da Ponte Preta, pegou seu sétimo pênalti em jogos contra o Fluminense. A brilhante atuação de Rogério lembrou àquela do Brasileirão de 2006, também num empate por 2 x 2, só que diante do Cruzeiro, no Mineirão. No dia 20 de agosto daquele ano, Ceni defendeu uma cobrança de pênalti de Wagner (quando o jogo estava 2 x 0) e depois fez dois gols (um numa cobrança de falta em dois toques e outro de pênalti).

Confira abaixo a relação dos gols de falta de Rogério Ceni e também dos pênaltis defendidos pelo goleiro são-paulino, sem contar aqueles em que saíram gols no rebote (quatro cobranças):

Gols de falta de Rogério Ceni:

Data Competição Estádio/Local Placar Adversário Gols
15/02/1997 Camp. Paulista Hermínio Ometto, Araras 2 x 0 União São João 1
13/09/1997 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 2 x 2 Botafogo 1
09/11/1997 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 4 x 4 Paraná 1
28/03/1998 Camp. Paulista Morumbi, São Paulo 2 x 1 Santos 1
12/04/1998 Camp. Paulista Morumbi, São Paulo 6 x 1 São José 1
25/04/1999 Camp. Paulista José Levy Sobrinho, Limeira 2 x 1 Inter de Limeira 1
25/08/1999 Copa Mercosul Morumbi, São Paulo 4 x 1 San Lorenzo (ARG) 1
03/11/1999 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 1 x 0 Ponte Preta 1
01/04/2000 Camp. Paulista Brinco de Ouro, Campinas 3 x 2 Guarani 1
09/04/2000 Camp. Paulista Morumbi, São Paulo 4 x 2 Portuguesa Santista 1
24/05/2000 Copa do Brasil Machadão, Natal 3 x 1 América-RN 1
18/06/2000 Camp. Paulista Morumbi, São Paulo 2 x 2 Santos 1
04/10/2000 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 1 x 1 Grêmio 1
17/10/2000 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 1 x 1 Internacional 1
17/03/2001 Camp. Paulista Ulrico Mursa, Santos 4 x 4 Portuguesa Santista 1
30/06/2001 Copa dos Campeões Almeidão, João Pessoa 2 x 0 Coritiba 1
30/01/2002 Torn. Rio-São Paulo Brinco de Ouro, Campinas 3 x 2 Guarani 1
03/02/2002 Torn. Rio-São Paulo Morumbi, São Paulo 4 x 3 Fluminense 1
03/04/2002 Copa do Brasil Morumbi, São Paulo 6 x 1 Figueirense 1
27/04/2002 Torn. Rio-São Paulo Morumbi, São Paulo 2 x 2 Palmeiras 1
26/10/2002 Camp. Brasileiro Canindé, São Paulo 3 x 1 Portuguesa 1
20/04/2003 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 3 x 1 Vasco 1
21/09/2003 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 2 x 2 Atlético-MG 1
11/02/2004 Copa Libertadores Nacional de Lima, Lima 2 x 1 Alianza Lima (PER) 1
16/05/2004 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 2 x 2 Paraná 1
19/05/2004 Copa Libertadores Morumbi, São Paulo 3 x 0 Deportivo Táchira (VEN) 1
17/07/2004 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 2 x 1 Figueirense 1
23/01/2005 Camp. Paulista B. Teixeira, São José do Rio Preto 4 x 3 América-SP 1
20/02/2005 Camp. Paulista Morumbi, São Paulo 3 x 0 Palmeiras 1
09/03/2005 Copa Libertadores Morumbi, São Paulo 4 x 2 Universidad de Chile (CHI) 1
19/03/2005 Camp. Paulista Morumbi, São Paulo 6 x 0 Marília 1
01/06/2005 Copa Libertadores Morumbi, São Paulo 4 x 0 Tigres (MEX) 2
12/06/2005 Camp. Brasileiro Mangueirão, Belém 2 x 2 Paysandu 1
20/07/2005 Camp. Brasileiro Boca do Jacaré, Brasília 3 x 3 Brasiliense 1
28/08/2005 Camp. Brasileiro Willie Davids, Maringá 4 x 0 Paraná 1
02/11/2002 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 2 x 2 Atlético-MG 1
04/12/2005 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 3 x 1 Atlético-PR 1
09/04/2006 Camp. Paulista Papa João Paulo II, Mogi Mirim 2 x 0 Ituano 1
29/04/2006 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 4 x 0 Santa Cruz 1
03/09/2006 Camp. Brasileiro Arruda, Recife 3 x 1 Santa Cruz 1
04/10/2006 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 5 x 1 Vasco 1
26/11/2006 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 2 x 0 Cruzeiro 1
26/07/2007 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 3 x 1 Sport 1
28/10/2007 Camp. Brasileiro Ilha do Retiro, Recife 2 x 1 Sport 1
03/08/2008 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 4 x 0 Vasco 1
25/10/2009 Camp. Brasileiro Vila Belmiro, Santos 4 x 3 Santos 1
06/12/2009 Camp. Brasileiro Morumbi, São Paulo 4 x 0 Sport 1
25/02/2010 Copa Libertadores Palogrande, Manizales 1 x 2 Once Caldas (COL) 1
29/08/2010 Camp. Brasileiro Maracanã, Rio de Janeiro 2 x 2 Fluminense 1

.

Pênaltis defendidos por Rogério Ceni:

Data Competição Placar Adversário Pênalti defendido Período
25/06/1993 Santiago de Compostela 4 x 1 Tenerife (ESP) Dertycia Tempo normal
27/06/1993 Santiago de Compostela 2 x 2 River Plate (ARG) Corti Disp. Pênaltis
09/12/1994 Copa Conmebol 2 x 3 Corinthians Gralak Disp. Pênaltis
09/12/1994 Copa Conmebol 2 x 3 Corinthians Leandro Silva Disp. Pênaltis
23/01/1997 Rio-São Paulo 1 x 1 Fluminense Bruno Reis Disp. Pênaltis
03/02/1998 Rio-São Paulo 1 x 1 Flamengo Palhinha Tempo normal
25/02/1998 Rio-São Paulo 1 x 0 Palmeiras Rogério Disp. Pênaltis
02/08/1998 Campeonato Brasileiro 2 x 1 Guarani Gilson Batata Tempo normal
01/09/1999 Campeonato Brasileiro 3 x 2 Guarani Luiz Fernando Tempo normal
20/02/2000 Rio-São Paulo 0 x 3 Vasco Romário Tempo normal
22/07/2000 Copa dos Campeões 1 x 3 Sport Nildo Tempo normal
24/09/2000 Campeonato Brasileiro 3 x 1 Gama Romualdo Tempo normal
04/10/2000 Campeonato Brasileiro 1 x 1 Grêmio Ronaldinho Gaúcho Tempo normal
10/02/2001 Campeonato Paulista 2 x 2 Internacional-SP Luizinho Netto Disp. Pênaltis
21/02/2001 Rio-São Paulo 1 x 2 Fluminense Roni Disp. Pênaltis
21/02/2001 Rio-São Paulo 1 x 2 Fluminense César Disp. Pênaltis
21/02/2001 Rio-São Paulo 1 x 2 Fluminense Jorginho Disp. Pênaltis
26/08/2001 Campeonato Brasileiro 4 x 0 Ponte Preta Washington Tempo normal
03/02/2002 Rio-São Paulo 4 x 3 Fluminense Roger Tempo normal
18/09/2002 Campeonato Brasileiro 0 x 2 Bahia Nonato Tempo normal
29/09/2002 Campeonato Brasileiro 2 x 2 Corinthians Guilherme Tempo normal
13/07/2003 Campeonato Brasileiro 3 x 1 Fluminense Sorato Tempo normal
25/04/2004 Campeonato Brasileiro 1 x 1 Criciúma André Tempo normal
12/05/2004 Copa Libertadores 2 x 1 Rosario Central (ARG) Ganoa Disp. Pênaltis
12/05/2004 Copa Libertadores 2 x 1 Rosario Central (ARG) Irace Disp. Pênaltis
22/09/2004 Copa Sul-Americana 1 x 1 São Caetano Thiago Disp. Pênaltis
27/02/2005 Campeonato Paulista 1 x 0 Corinthians Coelho Tempo normal
12/03/2006 Campeonato Paulista 2 x 1 Corinthians Rafael Moura Tempo normal
19/07/2006 Copa Libertadores 1 x 0 Estudiantes (ARG) Alayes Disp. Pênaltis
02/08/2006 Copa Libertadores 3 x 0 Chivas Guadalajara (MEX) Ramón Morales Tempo normal
20/08/2006 Campeonato Brasileiro 2 x 2 Cruzeiro Wagner Tempo normal
18/01/2007 Campeonato Paulista 3 x 1 Sertãozinho Ricardo Lopes Tempo normal
28/03/2007 Campeonato Paulista 4 x 0 Rio Branco-SP Heraldo Tempo normal
05/09/2007 Campeonato Brasileiro 0 x 0 Atlético-MG Coelho Tempo normal
07/03/2010 Campeonato Paulista 2 x 0 Ponte Preta Fabiano Gadelha Tempo normal
04/05/2010 Copa Libertadores 0 x 0 Universitário (PER) Alva Disp. Pênaltis
04/05/2010 Copa Libertadores 0 x 0 Universitário (PER) Galván Disp. Pênaltis
26/05/2010 Campeonato Brasileiro 1 x 0 Palmeiras Ewerthon Tempo normal
29/08/2010 Campeonato Brasileiro 2 x 2 Fluminense Washington Tempo normal

.

Autor: Tags: , ,

segunda-feira, 26 de abril de 2010 Goleiros, História | 23:41

Ceni: o maior goleiro da história? Nos números, sim…

Compartilhe: Twitter

Maior ídolo da torcida do São Paulo, o goleiro Rogério Ceni está prestes a alcançar mais uma importante marca pelo clube. Na próxima quarta-feira, diante do Universitário-PER, pela Copa Libertadores, o goleiro irá atingir a marca de 900 jogos pelo Tricolor. Um recorde na história entre um goleiro de uma grande equipe do futebol brasileiro. Até hoje, apenas jogadores de linha já atuaram mais do que ele em um dos 12 maiores clubes do país. Supercampeão pelo Tricolor e goleiro com o maior número de gols na história do futebol (89), Ceni está entre os maiores de sua posição em todos os tempos. Nos números, dificilmente alguém irá superá-lo tão cedo.

O feito que irá completar na próxima partida, ainda não é o maior de um jogador por um clube brasileiro, mas é um dos melhores. Dos 12 maiores clubes do país, apenas Pelé (1.115 jogos pelo Santos), Roberto Dinamite (1.110 jogos pelo Vasco) e Ademir da Guia (901 jogos pelo Palmeiras), atuaram mais. Logo mais, porém, Ceni poderá ultrapassar o palmeirense. Uma curiosidade, é que no São Paulo os três jogadores que mais atuaram são goleiros: Ceni (899 jogos), Waldir Peres (617) e Poy (565). Confira abaixo a lista dos lista dos jogadores que mais vestiram a camisa dos 12 grandes do futebol brasileiro:

Clube Jogador Posição Partidas Período
Santos Pelé Atacante 1115 1956-74
Vasco Roberto Dinamite Atacante 1110 1970-79, 80-89, 90 e 92-93
Palmeiras Ademir da Guia Meia 901 1962-77
São Paulo Rogério Ceni Goleiro 899 1993-10
Flamengo Júnior Lateral/volante 874 1974-84 e 89-93
Corinthians Wladimir Lateral-esquerdo 806 1972-87
Internacional Valdomiro Atacante 803 1968-80 e 82
Botafogo Nilton Santos Lateral-esquerdo 723 1948-64
Fluminense Castilho Goleiro 696 1946-64
Atlético-MG João Leite Goleiro 684 1976-88 e 91-92
Cruzeiro Zé Carlos Meia 619 1966-77

]Não há registro oficial de quem mais atuou pelo Grêmio.

a

Entre os goleiros dos 12 maiores clubes, Rogério Ceni é o que mais atuou. Atrás dele, vem Castilho, que vestiu a camisa do Fluminense por 696 jogos. Confira os goleiros que mais jogaram nos 12 grandes:

Clube Goleiro Partidas Período Posição
São Paulo Rogério Ceni 899 1993-2010 1º que mais jogou
Fluminense Castilho 696 1946-64 1º que mais jogou
Atlético-MG João Leite 684 1976-88 e 91-92 1º que mais jogou
Vasco Carlos Germano 632 1984-99 e 04 2º que mais jogou
Palmeiras Leão 617 1968-78 e 84-86 2º que mais jogou
Corinthians Ronaldo 602 1987-1998 3º que mais jogou
Flamengo Cantarelle 557 1973-83 e 84-90 6º que mais atuou
Cruzeiro Raul 549 1965-78 4º que mais atuou
Botafogo Manga 442 1959-68 5º que mais atuou
Internacional Gainete 408 1962-64 e 66-72 6º que mais atuou
Santos Manga 404 1951-1959 13º que mais atuou

Não há registro oficial do goleiro que mais atuou pelo Grêmio. Danrlei fez 594 jogos pelo clube entre 1993 e 2003. Já Eurico Lara, atuou durante 15 anos pelo clube, entre 1920 e 1935.

a

Já entre os goleiros da atualidade, Rogério Ceni também lidera. O são-paulino está bem a frente do segundo colocado, o palmeirense Marcos, que já atuou 489 pelo Palmeiras. Marcos, que esse ano entrou para lista dos dez jogadores que mais jogaram pelo Palmeiras, é o 8º com mais partidas pelo clube e está próximo de chegar ao sétimo lugar, que hoje é de Djalma Santos, com 498.

Clube Goleiro Partidas Período
São Paulo Rogério Ceni 899 desde 1993
Palmeiras Marcos 489 desde 1994
Cruzeiro Fábio 326 1999-00 e desde 2005
Flamengo Bruno 223 desde 2006
Corinthians Felipe 185 desde 2007
Grêmio Victor 129 desde 2008
Botafogo Jefferson 124 2003-05 e desde 2009
Santos Felipe 71 2006-08 e desde 2009
Vasco Fernando Prass 63 desde 2009
Fluminense Rafael 52 desde 2009
Atlético-MG Aranha 30 desde 2009
Internacional Abbondanzieri 15 desde 2010

a

Clube Goleiro Partidas Período Posição
São Paulo Rogério Ceni 899 1993-2010 1º que mais jogou
Fluminense Castilho 696 1946-64 1º que mais jogou
Atlético-MG João Leite 684 1976-88 e 91-92 1º que mais jogou
Vasco Carlos Germano 632 1984-99 e 04 2º que mais jogou
Palmeiras Leão 617 1968-78 e 84-86 2º que mais jogou
Corinthians Ronaldo 602 1987-1998 3º que mais jogou
Flamengo Cantarelle 557 1973-83 e 84-90 6º que mais atuou
Cruzeiro Raul 549 1965-78 4º que mais atuou
Botafogo Manga 442 1959-68 5º que mais atuou
Santos Manga 404 1951-1959 13º que mais atuou
Internacional Gainete 19 1962-64 e 66-72 6º que mais atuou
Autor: Tags: , , ,

domingo, 4 de abril de 2010 História | 21:01

Rogério Ceni perde seu 10º pênalti na carreira

Compartilhe: Twitter

Pouco tempo depois de criticar a paradinha do jovem Neymar, na derrota para o Santos, no dia 7 de fevereiro, o goleiro Rogério Ceni utilizou o mesmo artifício para fazer sua cobrança de pênalti contra o Botafogo-SP. O veterano goleiro são-paulino, porém, se deu mal. Sem o mesmo gingado do atacante santista, Rogério Ceni bateu fraco e perdeu a cobrança (o goleiro Weverton encaixou a bola).

Autor de 91 gols na carreira, sendo 4 na atual temporada, Rogério Ceni já bateu 49 pênaltis pelo Tricolor. Convertou 39 (sem contar disputa por pênaltis) e perdeu 10. Em 2005, o goleiro perdeu mais um no jogo contra a Ponte Preta, pelo Brasileirão, mas esse jogo foi anulado pela CBF no caso da máfia do apito.

Nessa temporada, o goleiro já fez 3 gols de pênalti e perdeu uma cobrança, contra a Portuguesa. Na ocasião, o técnico Ricardo Gomes disse que o goleiro havia perdido o posto de batedor oficial de pênaltis da equipe para Marcelinho Paraíba. Como o ex-atacante do Coritiba virou reserva do time de Ricardo Gomes, Rogério voltou a bater os pênaltis. Confira os jogos em que Rogério Ceni perdeu pênalti:

Data Resultado Campeonato Estádio Cobrança
04/03/2010 São Paulo 5 x 0 Botafogo-SP Camp. Paulista Morumbi Weverton defendeu
17/01/2010 São Paulo 1 x 3 Portuguesa Camp. Paulista Morumbi Fábio defendeu
28/10/2007 Sport 1 x 2 São Paulo Camp. Brasileiro Ilha do Retiro Magrão defendeu
21/03/2007 Necaxa-MEX 2 x 1 São Paulo Libertadores Aguascalientes Alvarez defendeu
03/03/2007 Juventus 0 x 2 São Paulo Camp. Paulista Pacaembu No travessão
14/10/2006 São Paulo 5 x 0 Juventude Camp. Brasileiro Morumbi Para fora
31/08/2006 São Paulo 1 x 1 Fortaleza Camp. Brasileiro Morumbi Albérico defendeu
18/09/2005 São Paulo 4 x 2 Vasco Camp. Brasileiro Morumbi No travessão
01/06/2005 São Paulo 4 x 0 Tigres-MEX Libertadores Morumbi Para fora
01/09/2004 São Paulo 2 x 3 Coritiba Camp. Brasileiro Morumbi Para fora
Autor: Tags: ,

terça-feira, 24 de novembro de 2009 Campeonato Brasileiro, História | 20:05

No Prêmio Craque do Brasileirão, São Paulo é o maior vencedor

Compartilhe: Twitter

Ceni

A CBF divulgou hoje o nome dos indicados ao Prêmio Craque do Brasileirão 2009. O técnico Dunga, da Seleção Brasileira, e seu auxiliar, Jorginho, anunciaram os nomes dos três candidatos para cada posição, além dos técnicos, árbitros e as revelações do campeonato (veja aqui todos os indicados).

O Flamengo é o clube com mais indicações (9 no total). Na história, porém, o São Paulo segue como o clube com mais indicações ao prêmio Craque do Brasileirão, instituído pela CBF em 2005. Até hoje, já foram 37 indicações. O Flamengo, com os 9 indicados desse ano, subiu para o segundo posto com 23. Confira o ranking dos clubes com mais indicações ao prêmio Craque do Brasileirão entre 2005 e 2009:

São Paulo 37
Flamengo 23
Palmeiras 21
Internacional 17
Corinthians 14
Santos 13
Fluminense 13
Goiás 13
Grêmio 12
Botafogo 6
Vasco 6
Figueirense 5
Cruzeiro 5
Coritiba 3
Atlético-MG 3
Barueri 2
Náutico 1
Paraná 1
Paysandu 1
Vitória 1
Avaí 1

.

Além de ser o clube com mais indicações, o São Paulo é também o time com mais prêmios conquistados até agora. São 19 prêmios, incluindo o de melhor jogador em 2006 e 2007, com o goleiro Rogério Ceni, e 2008, com Hernanes. O Internacional é o segundo clube com mais prêmios (7), seguido por Corinthians e Flamengo (6) e Fluminense (5). Relembre abaixo todos os ganhadores do prêmio Craque do Brasileirão da CBF:

2005
Posição
Goleiro Fábio Costa (Corinthians) Rogério Ceni (São Paulo) Harlei (Goiás)
Lateral-direito Gabriel (Fluminense) Cicinho (São Paulo) Paulo Baier (Goiás)
Zagueiro pela direita Lugano (São Paulo) Betão (Corinthians) André Dias (Goiás)
Zagueiro pela esquerda Gamarra (Palmeiras) André Leone (Goiás) Marinho (Corinthians)
Lateral-esquerdo Gustavo Nery (Corinthians) Michel Bastos (Figueirense) Jorge Wagner (Internacional)
Primeiro volante Marcelo Mattos (Corinthians) Mineiro (São Paulo) Marcão (Fluminense)
Segundo volante Tinga (Internacional) Rosinei (Corinthians) Arouca (Fluminense)
Meia-direita Petkovic (Fluminense) Juninho Paulista (Palmeiras) Carlos Alberto (Corinthians)
Meia-esquerda Roger (Corinthians) Ricardinho (Santos) Rodrigo Tabata (Goiás)
Primeiro atacante Tevez (Corinthians) Fernandão (Internacional) Edmundo (Figueirense)
Segundo atacante Rafael Sóbis (Internacional) Róbson (Paysandu) Alex Dias (Vasco)
Treinador Muricy Ramalho (Inter) Abel Braga (Fluminense) Geninho (Goiás)
Revelação
Melhor jogador Tevez (Corinthians) Rafael Sóbis (Internacional) Petkovic (Fluminense)
Craque da galera
Árbitro Leonardo Gaciba (RS) Carlos Eugênio Simon (RS) Wagner Tardelli (Goiás)
2006
Posição
Goleiro Rogério Ceni (São Paulo) Diego Cavalieri (Palmeiras) Bruno (Flamengo)
Lateral-direito Souza (São Paulo) Ilsinho (São Paulo) Paulo Baier (Palmeiras)
Zagueiro pela direita Fabão (São Paulo) Índio (Internacional) William (Grêmio)
Zagueiro pela esquerda Fabiano Eller (Internacional) Luiz Alberto (Santos) Gladstone (Cruzeiro)
Lateral-esquerdo Marcelo (Fluminense) Kleber (Santos) Jadilson (Goiás)
Primeiro volante Mineiro (São Paulo) Andrade (Vasco) Marcelo Mattos (Corinthians)
Segundo volante Lucas (Grêmio) Josué (São Paulo) Maldonado (Santos)
Meia-direita Zé Roberto (Botafogo) Morais (Vasco) Cícero (Figueirense)
Meia-esquerda Renato (Flamengo) Zé Roberto (Santos) Danilo (São Paulo)
Primeiro atacante Fernandão (Internacional) Aloísio (São Paulo) Obina (Flamengo)
Segundo atacante Souza (Goiás) Iarley (Internacional) Soares (Figueirense)
Treinador Muricy Ramalho (São Paulo) Renato Gaúcho (Vasco) Mano Menezes (Grêmio)
Revelação
Melhor jogador Rogério Ceni (São Paulo)
Craque da galera Renato (Flamengo)
Árbitro Leonardo Gaciba (RS) Heber Roberto Lopes (PR) Carlos Eugênio Simon (RS)
2007
Posição
Goleiro Rogério Ceni (São Paulo) Felipe (Corinthians) Diego Cavalieri (Palmeiras)
Lateral-direito Leonardo Moura (Flamengo) Joílson (Botafogo) Coelho (Atlético-MG)
Zagueiro pela direita Breno (São Paulo) Thiago Silva ( Fluminense) Fábio Luciano (Flamengo)
Zagueiro pela esquerda Miranda (São Paulo) Alex Silva (São Paulo) Juninho (Botafogo)
Lateral-esquerdo Kléber (Santos) Juan (Flamengo) André Santos (Figueirense)
Primeiro volante Hernanes (São Paulo) Pierre (Palmeiras) Maldonado (Santos)
Segundo volante Richarlyson (São Paulo) Martinez (Palmeiras) Rodrigo Souto (Santos)
Meia-direita Ibson (Flamengo) Diego Souza (Grêmio) Paulo Baier (Goiás)
Meia-esquerda Valdívia (Palmeiras) Thiago Neves (Fluminense) Jorge Wagner (São Paulo)
Primeiro atacante Acosta (Náutico) Leandro Amaral (Vasco) Dagoberto (São Paulo)
Segundo atacante Josiel (Paraná) Dodô (Botafogo) Aloísio (São Paulo)
Treinador Muricy Ramalho (São Paulo) Joel Santana (Flamengo) Caio Júnior (Palmeiras)
Revelação Breno (São Paulo) Felipe (Corinthians) Hernanes (São Paulo)
Melhor jogador Rogério Ceni (São Paulo)
Craque da galera Rogério Ceni (São Paulo)
Árbitro Leonardo Gaciba (RS) Heber Roberto Lopes (PR) Paulo César de Oliveira (SP)
2008
Posição
Goleiro Victor (Grêmio) Rogério Ceni (São Paulo) Marcos (Palmeiras)
Lateral-direito Leonardo Moura (Flamengo) Vítor (Goiás) Élder Granja (Palmeiras)
Zagueiro pela direita Thiago Silva (Fluminense) André Dias (São Paulo) Fábio Luciano (Flamengo)
Zagueiro pela esquerda Miranda (São Paulo) Ronaldo Angelim (Flamengo) Réver (Grêmio)
Lateral-esquerdo Juan (Flamengo) Leandro (Palmeiras) Kleber (Santos)
Primeiro volante Hernanes (São Paulo) Rafael Carioca (Grêmio) Pierre (Palmeiras)
Segundo volante Ramires (Cruzeiro) Guiñazu (Internacional) Diguinho (Botafogo
Meia-direita Diego Souza (Palmeiras) Tcheco (Grêmio) Ibson (Flamengo)
Meia-esquerda Alex (Internacional) Wagner (Cruzeiro) Lúcio Flávio (Botafogo)
Primeiro atacante Kleber Pereira (Santos) Guilherme (Cruzeiro) Keirrison (Coritiba)
Segundo atacante Alex Mineiro (Palmeiras) Nilmar (Internacional) Kleber (Palmeiras)
Treinador Muricy Ramalho (São Paulo) Vanderlei Luxemburgo (Santos) Celso Roth (Vasco)
Revelação Keirrison (Coritiba) Marquinhos (Vitória) Jean (São Paulo)
Melhor jogador Hernanes (São Paulo) Kleber Pereira (Santos) Alex (Internacional)
Craque da galera Thiago Silva (Fluminense) Juan (Flamengo) Hernanes (São Paulo)
Árbitro Leonardo Gaciba (RS) Leandro Vuaden (RS) Carlos Eugênio Simon (RS)
Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 27 de outubro de 2009 Campeonato Brasileiro | 12:54

São justas as reclamações de Ceni contra Simon?

Compartilhe: Twitter

SimonxCeniAo ser expulso contra o Santos, o goleiro Rogério Ceni deixou o campo se achando injustiçado e perseguido pelo árbitro gaúcho Carlos Eugênio Simon. Mas será que o goleiro tricolor tem razão em reclamar tanto assim? Até hoje, Simon apitou 45 partidas do São Paulo quando Rogério Ceni esteve em campo. Em apenas dois deles o goleiro levou o cartão vermelho. O primeiro contra o Vasco, em 2001, quando o São Paulo foi goleado por 7 x 1. E o segundo no último domingo, no clássico contra o Santos.

Nessas 45 partidas, o São Paulo conseguiu 22 vitórias, 12 empates e perdeu 10 vezes. O aproveitamento do tricolor de Ceni nos jogos apitados por Simon foi de 60%. Número superior, por exemplo, ao aproveitamento do time nesse Brasileirão (55,9%).

Em Campeonatos Brasileiros, foram 30 jogos. Além desses dois cartões vermelhos, Ceni recebeu apenas mais 3 cartões amarelos. Ou seja, foi advertido pelo árbitro em 5 jogos e passou 25 sem receber um cartão.

Ceni agora será julgado pelo STJD pela sua expulsão contra o Santos. Simon até relatou na súmula a queixa de Rogério “’Por que você me persegue?”. Mas isso não deverá aumentar a punição do goleiro.

Veja abaixo a lista de jogos de Rogério Ceni pelo São Paulo e apitados pelo gaúcho Carlos Eugênio Simon.

Data São Paulo Placar Adversário Competição
09/02/1997 São Paulo 3 x 1 Portuguesa Santista Paulista
14/05/1997 São Paulo 5 x 1 Portuguesa Paulista
17/08/1997 São Paulo 1 x 3 Bahia Brasileiro
07/03/1998 São Paulo 3 x 2 Santos Paulista
12/09/1998 São Paulo 1 x 1 Vasco Brasileiro
26/09/1998 São Paulo 0 x 0 Flamengo Brasileiro
08/10/1998 São Paulo 3 x 0 Paraná Brasileiro
14/03/1999 São Paulo 3 x 0 Corinthians Paulista
28/04/1999 São Paulo 1 x 3 Botafogo Copa do Brasil
18/08/1999 São Paulo 1 x 2 Cruzeiro Brasileiro
29/09/1999 São Paulo 2 x 1 Vasco Brasileiro
16/12/1999 São Paulo 2 x 1 Atlético-PR Seletiva da Libertadores
09/07/2000 São Paulo 1 x 2 Cruzeiro Copa do Brasil
28/10/2000 São Paulo 2 x 1 Atlético-MG Brasileiro
19/11/2000 São Paulo 4 x 0 Vasco Brasileiro
04/07/2001 São Paulo 4 x 1 Coritiba Copa dos Campeões
15/11/2001 São Paulo 3 x 1 Flamengo Brasileiro
25/11/2001 São Paulo 1 x 7 Vasco Brasileiro
27/01/2002 São Paulo 2 x 3 Vasco Rio-São Paulo
17/04/2002 São Paulo 4 x 0 Vasco Copa do Brasil
28/04/2002 São Paulo 2 x 2 Palmeiras Rio-São Paulo
12/10/2002 São Paulo 3 x 0 Figueirense Brasileiro
24/11/2002 São Paulo 1 x 3 Santos Brasileiro
09/04/2003 São Paulo 2 x 0 Figueirense Copa do Brasil
20/04/2003 São Paulo 3 x 1 Vasco Brasileiro
11/05/2003 São Paulo 2 x 2 Atlético-MG Brasileiro
24/08/2003 São Paulo 2 x 3 Vasco Brasileiro
01/10/2003 São Paulo 1 x 1 Fluminense Copa Sul-Americana
22/08/2004 São Paulo 0 x 1 Fluminense Brasileiro
10/10/2004 São Paulo 0 x 1 Santos Copa Sul-Americana
07/11/2004 São Paulo 5 x 2 Botafogo Brasileiro
24/08/2005 São Paulo 1 x 1 Fluminense Brasileiro
02/10/2005 São Paulo 1 x 1 Botafogo Brasileiro
24/10/2005 São Paulo 1 x 1 Corinthians Brasileiro
26/04/2006 São Paulo 1 x 1 Palmeiras Libertadores
07/05/2006 São Paulo 3 x 1 Corinthians Brasileiro
27/08/2006 São Paulo 1 x 1 Flamengo Brasileiro
08/08/2007 São Paulo 2 x 0 Botafogo Brasileiro
08/09/2007 São Paulo 2 x 0 Vasco Brasileiro
13/07/2008 São Paulo 2 x 1 Palmeiras Brasileiro
31/08/2008 São Paulo 0 x 0 Santos Brasileiro
16/11/2008 São Paulo 3 x 1 Figueirense Brasileiro
07/10/2009 São Paulo 2 x 2 Coritiba Brasileiro
25/10/2009 São Paulo 4 x 3 Santos Brasileiro
Autor: Tags: , , ,

terça-feira, 4 de agosto de 2009 Campeonato Brasileiro, História | 18:34

Com Ceni, São Paulo tem melhor desempenho em 2009

Compartilhe: Twitter

Afastado do São Paulo por lesão há três meses, o goleiro Rogério Ceni já prepara sua volta para o próximo dia 16 de agosto, na partida contra o Sport. O capitão do Tricolor pode até fazer sua estreia no Brasileirão no próximo domingo, no jogo contra o Goiás, no Morumbi.

A volta do principal jogador do elenco são-paulino pode ajudar o clube a crescer ainda mais na competição. Com Rogério Ceni em campo, em 2009, o São Paulo conquistou 66,7% dos pontos. Sem ele e com Denis ou Bosco, o Tricolor teve um aproveitamento de 48,7% dos pontos. Além disso, a média de gols sofridos do time é bem menor com Ceni em campo (0,94 contra 1,19).

Desempenho do São Paulo com Rogério Ceni em campo:
66,7% de aproveitamento
18 jogos
11 vitórias
3 empates
4 derrotas
30 gols
17 gols sofridos (média de 0,94 por partida)

Desempenho do São Paulo sem Rogério Ceni em campo:
48,7% de aproveitamento
26 jogos
10 vitórias
8 empates
8 derrotas
33 gols
31 gols sofridos (média de 1,19 por partida)

.
Em breve, Rogério Ceni poderá atingir uma marca histórica. Com 367 jogos, Ceni poderá vir ser o recordista de jogos na história do Campeonato Brasileiro. O recorde é do ex-meia Zinho com 369 partidas. Com mais três partida, Rogério irá isolar-se na liderança no ranking dos jogadores que mais atuaram em Brasileiros desde 1971. Confira abaixo a lista dos recordistas:

.

Jogador Posição Jogos
Período
Zinho Meia 369
86-04
Clemer Goleiro 368
94-09
Rogério Ceni Goleiro 367
93-08
Cléber Zagueiro 338
90-06
Ramon Meia 332
89-09
Wladimir Lateral-esquerdo 330
73-89
Roberto Dinamite Atacante 326
71-92
Edmundo Atacante 315
92-08
Eduardo Amorim Meia 301
89-93
Velloso Goleiro 301
89-93
11° Tarciso Atacante 300
71-87
12º Danrlei Goleiro 297
93-05
13° Flávio Goleiro 294
97-04
14º Harlei Goleiro 288
00-09
15º Paulo Isidoro Meia 283
75-90
16º Leão Goleiro 279
71-85
17º Mauro Galvão Zagueiro 270
79-01
18º Wilson Gottardo Zagueiro 276
83-99
19º
Paulo Roberto Costa Lateral-esquerdo 273
81-97
20º Mineiro Volante 266
97-06
Autor: Tags: , , ,

quarta-feira, 13 de maio de 2009 Copa Libertadores, Estatísticas, História | 13:04

Ceni ou Marcos, quem é melhor na Libertadores?

Compartilhe: Twitter

O goleiro Marcos foi brilhante na classificação do Palmeiras para as quartas-de-final da Libertadores de 2009. O palmeirense levou o time nas costas e classificou o Verdão mais uma vez após uma disputa por pênaltis. Foi a sétima vitória em nove disputas. Marcos já entrou para a história do clube e do futebol brasileiro por feito. Seu aproveitamento nas disputas por pênaltis é incrível e talvez insuperável.

Mas o goleiro do Palmeiras não é o único a se destacar tanto na competição sul-americana. Rogério Ceni, do São Paulo, também tem números impressionantes pelo torneio. Apesar de não ter encarado tantas disputas de pênaltis, Rogério tem números que superaram Marcos. O são-paulino tem mais jogos, disputou uma edição a mais, sofreu menos gols e ainda marcou 10 em Libertadores. No único confronto direto entre eles, deu Rogério. Foi em 2005, nas oitavas-de-final.

Abaixo, os números de Marcos e Rogério Ceni na Libertadores. Vale lembrar que ambos são recordistas de participações por seus respectivos clubes na competição.

Marcos
Em Libertadores
Rogério Ceni
1 (1999)
Títulos
1 (2005)
1 (2000)
Vice
1 (2006)
1 (2001)
Semifinal
1 (2004)
Quartas-de-final
1 (2008)
1 (2005)
Oitavas-de-final
1 (2007)
53
Jogos
60
-65
Gols sofridos
-53
-1,22
Média
-0,88
0
Gols marcados
10
25
Vitórias
36
14
Empates
12
14
Derrotas
12
56,0%
Aproveitamento
66,7%
5
Cartões amarelos
6
0
Cartões vermelhos
0
9
Disputa nos pênaltis
2
7
Vitórias
2
2
Derrotas
0
42
Pênaltis
11
10
Defendidos
3
7
Para fora
1
25
Gols
7
40,0%
Aproveitamento
36,3%

Marcos em disputas por pênaltis em Libertadores:
1999 – Quartas-de-final
Palmeiras 4 x 2 Corinthians (defendeu 1 cobrança; 1 foi para fora)

1999 – Final
Palmeiras 4 x 3 Deportivo Cali-COL (2 foram para fora)

2000 – Oitavas-de-final
Palmeiras 3 x 2 Peñarol-URU (defendeu 2 cobranças; 1 foi para fora)

2000 – Semifinal
Palmeiras 5 x 4 Corinthians (defendeu 1 cobrança)

2000 – Final
Palmeiras 2 x 4 Boca Juniors-ARG

2001 – Oitavas-de-final
Palmeiras 5 x 3 São Caetano (1 foi para fora)

2001 – Quartas-de-final
Palmeiras 4 x 3 Cruzeiro (defendeu 3 cobranças; 1 foi para fora)

2001 – Semifinal
Palmeiras 2 x 3 Boca Juniors-ARG (1 foi para fora)

2009 – Oitavas-de-final
Palmeiras 3 x 1 Sport (defendeu 3 cobranças)


Rogério em disputas por pênaltis em Libertadores:
2004 – Quartas-de-final
São Paulo 5 x 4 Rosário Central-ARG (defendeu 2 cobranças)

2006 – Oitavas-de-final
São Paulo 4 x 3 Estudiantes-ARG (defendeu 1 cobrança; 1 foi para fora)

Autor: Tags: , ,